Desfavor Convidado é a coluna onde os impopulares ganham voz aqui na República Impopular. Se você quiser também ter seu texto publicado por aqui, basta enviar para desfavor@desfavor.com.

O existir e a depressão.

Certo dia minha irmã me emprestou um livro chamado “Quando Nietzsche Chorou”, escrito pelo psicoterapeuta Irvin D. Yalom. No livro, o filósofo recebe tratamento do Dr. Josef Breuer, renomado médico austríaco criador dos fundamentos da psicanálise. Utilizando personagens reais em sua obra de ficção, Yalom narra o árduo processo de uma desilusão amorosa e o constante sentimento de ser incompreendido que atormentavam Nietzsche. Diante de diálogos inteligentes e lapsos criativos que impulsionam complexos debates filosóficos, ao longo da obra ambos os personagens vão demonstrando suas fraquezas e o quanto são impotentes diante de suas próprias existências.

Continue lendo

Ricky Martin concedeu uma entrevista ao Good Morning America, na quarta-feira (13) (…) Pai dos gêmeos Matteo e Valentino, de 9 anos, Ricky ainda disse que gostaria que eles tivessem a mesma orientação sexual dos pais. “Eu não sei, meus filhos são muito novos. Mas eu gostaria que eles fossem gays”, revelou. “É muito especial. A sensibilidade, a forma como eu vejo agora, que eu não tenho mais que me esconder de nenhuma forma. LINK


Falasse o contrário e daria polêmica sem fim. Mas aqui não deixamos passar… desfavor da semana.

Continue lendo