Ele disse, ela disse: Cantadas femininas.

derp

Cantadas, das mais inteligentes às mais vulgares, sempre tiveram uma conotação mais masculina na sociedade. Homens cantam, mulheres são cantadas.

Porém, com o passar dos anos torna-se cada vez mais comum que mulheres livrem-se de inibições e comecem a igualar o jogo das cantadas. Das mais inteligentes às mais vulgares…

Sally e Somir discordam sobre as vantagens desse comportamento nas mulheres. Ou, de forma mais simples…

Tema de hoje: Mulher passando cantada é feio?

Pergunta genérica? Que bom, eu posso simplesmente inverter… Homem passando cantada é feio? Não definimos se a cantada é algo elogioso ou simplesmente estúpido e ofensivo. Generalizando, nem homem passando cantada é algo bonito. Quantos não tem a menor noção do que dizer?

Mas ao invés de me prender ao fato que já ganhei a discussão no primeiro parágrafo, desenvolverei a idéia por outros caminhos, esses sim mais polêmicos. Muito embora eu não tenha nada contra cantadas como conceito, eu não acho que é todo mundo que PODE passar uma cantada, sob o risco de estragar uma arte que poucos dominam. Se muita gente ruim entra num ramo, pode até destacar mais os que são bons, mas com certeza diluem a atenção que quem a merece deveria receber. (E eu não sou um deles, minha forma de expressão é toda bagunçada e eu funciono melhor quando finalmente começam a entender sobre o que diabos eu estou falando…)

Tem coisa mais barata que cantada padronizada? O cidadão chega na mulher e cospe uma frase pronta que ela já ouviu um zilhão de vezes. Frase que deve ter funcionado muito bem quando as pessoas realmente criativas por trás da cantada a criaram. Ou coisa mais vergonhosa do que cantada puramente vulgar? Se o Zé Ruela tenta falar diretamente com a buceta de uma mulher, a dona tende a se sentir meio preterida. Até mesmo o famosíssimo “Gostosaaaa!”, apesar de não ser tão ofensivo quanto as mulheres mais frescas pintam, é o tipo da coisa que não faz muito sentido… Quantas mulheres o cidadão que berra isso consegue pegar assim?

O “mercado” está tão cheio de gente ruim que a própria idéia da cantada sofre com isso. Na média não é bonito nem pra homem nem pra mulher.

Porém, eu tenho ainda MAIS restrições às mulheres passando cantadas. Acho mais feio. E tem tudo a ver com o vício em atenção feminino. Acho que nunca disse aqui no desfavor, mas uma das minhas tantas teorias é de que as mulheres exageram em qualquer comportamento que gere atenção masculina. Vai render um “Flertando com o Desastre” logo logo… Mas para resumir aqui: Na maioria das vezes que uma mulher assume algum gosto ou costume considerado tipicamente masculino, ela faz tanta questão de se mostrar que começa a parecer uma caricatura do homem que habitualmente tem esses gostos e interesses.

Nas cantadas não é diferente. A vontade de aparecer é TANTA que as mulheres parecem dispostas a berrar para quem quiser ouvir que acharam um homem bonito. Aliás, muitas vezes nem o homem acaba escutando ou entendendo o que ela quis dizer. E mesmo que ouvissem, existe uma boa chance da mulher estar só “sendo espontânea” para passar alguma mensagem de segurança para as pessoas ao seu redor.

Não, uma cantada não cria obrigação formal de levar as coisas em frente, mas se uma mulher aceita a cantada e resolve botar a prova o homem que disse aquilo, vocês acham que o cara não vai topar? (Alguns até assustam quando funciona, mas que vão acabar traçando, vão… Até por isso é bom nem brincar com cantada em baranga. É a sua reputação em jogo…)

Invertamos os papéis. Uma mulher dispara um “gostooosooo!” pra cima de um homem. Esse homem chega e chama a mulher na chincha… Quase certeza que a mulher amarela. Estava contando com uma reação mais tímida do homem… Aquilo foi um pedido de atenção, e não uma cantada.

E não, reconhecer a beleza de uma pessoa do sexo oposto não é uma cantada. É o que é. Se não tivesse interesse nela, que não chamasse sua atenção. Novamente, não cria obrigação de sexo ou algo assim, mas para que fez isso então?

Eu tenho plena noção que estou sozinho nessa idéia, mas acho uma babaquice essa necessidade de ficar fazendo alarde que achou outra pessoa interessante para os outros. Não é só coisa de mulher, tem muito homem que faz essas coisas… Você fica do lado do cidadão, e ele fica babando e apontando TUDO quanto é mulher mais bonita que passa por perto. Ei, falar sobre uma mulher gostosa que se destaca é diferente de ficar fazendo festa e tentando chamar a atenção para a sua capacidade de se sentir atraído pelo sexo oposto. Sério, qual a utilidade disso? E o que EU tenho a ver com isso? Vontade de falar: ”Parabéns, você é mesmo heterossexual, agora chega…” (O que eu realmente falo… Meu reino por alguma noção de trato social…)

E vê se mulher não ADORA falar alto e chamar a atenção para o fato de que é “poderosa” e não sente vergonha de se sentir atraída por homens? Grandes merdas. Eu não tenho vergonha de me interessar pelo sexo oposto desde quando eu planejei a grande invasão do chuveiro das meninas na Escolinha Pré-Primária Jaboti!

“Tia”: “Por que você fez isso?”

Mini-Somir: “Por que eu queria ver as meninas peladas, ué…”

Fiquei divagando por minutos (o equivalente a horas naquela idade) como diabos elas mijavam… Acho que vi alguma coisa brilhante e me distraí depois. De qualquer forma, de volta ao tema:

Não me engana que eu não gosto. Se fosse só reconhecimento de atratividade do sexo oposto, não precisaria fazer alarde. E se for uma cantada de verdade, é bom não sair pela tangente se colocadas na parede. Detesto quando mulher resolve agir como homem e não aceita as responsabilidades que um homem precisa encarar. Direitos iguais, regalias específicas… Vou repetir isso até o fim da minha vida (solitária e amarga)!

Sem contar que não tem nenhum mérito em passar uma cantada e não ter nem o risco de levar um tapa na cara. Fraquinhas vocês. E não podemos nos esquecer do PIOR DE TUDO: Como rejeição de um homem SEMPRE é “coisa de viaaadooo” para as mulheres, as barangas mais saidinhas sempre conseguem criar uma situação terrível para o homem que for pego por uma cantada em público.

Uma boa ou PÉSSIMA cantada (cantada é diferente de reconhecimento de beleza) vinda de uma mulher atraente é algo excelente (ou seja: grandes diferenças). O resto é vontade de aparecer ou roubada mesmo. Na média é algo feio, mesmo quando não é vulgar.

Para perguntar se eu caí do céu (de cara), para saber se os nossos signos combinam, ou mesmo para dizer que eu tenho uma bunda boa plantar buceta (wat): somir@desfavor.com


Sei que sou minoria, mas não vejo problema algum em uma mulher passar cantada em um homem (ou, se for o caso, em outra mulher. Desfavor é muderno).

Algumas considerações preliminares para que a gente possa entrar no mérito da questão:

- Nem toda cantada é baixo nível

- Nem toda cantada é em um estranho/desconhecido

- Nem toda cantada tem por finalidade algo além da própria cantada

Dito isto, vamos discorrer sobre o tema.

Quando a gente fala em cantada, pensa logo naquela baixarias pornográficas que os trabalhadores da construção civil cospem quando a gente passa. Mas cantada não é só baixaria. Uma cantada pode ser elogiosa e até mesmo inteligente e bem humorada. Não que eu não passe cantadas mais carnais, porque EU PASSO (se estiver solteira), não estou me fazendo de fina nem nada. Só estou dizendo que cantada não implica em vulgaridade.

Então, parem de me imaginar encostada em um poste no meio da rua proferindo palavras de baixíssimo nível aos transeuntes. Muitas vezes já existe um flerte entre você e a pessoa, um tensão sexual, uma química qualquer. Daí ficam ambos naquele esquema pisando em ovos, sem ter muita certeza se o outro quer, naquelas colocações dúbias. Porra, tenho saco pra isso não. Mando logo uma cantada e dependendo de como a pessoa reage, me retiro e não perco tempo, ou então deixo claro que é correspondido e espero o infeliz tomar uma atitude.

Cantada pode ser dirigida para qualquer pessoa do seu convívio. Inclusive uma pessoa que, como eu disse, você já flertava. Não vejo como isso possa depor contra mulheres. Muito pelo contrário, é uma ajuda no jogo da sedução. Claro que você não vai chegar para aquele colega gatinho, lamber os lábios e dizer “Te chupava todin!”. Isso não ajuda, isso detona qualquer chance de alguma coisa. Mas existem outras formas.

E tem a cantada pela simples cantada, desinteressada, na qual você não pretende nenhum relacionamento sério, apenas expressar quão gostosa a outra pessoa é. Tem situações onde eu não consigo ficar calada. Já passei até cantada em ex-namorado, sem qualquer segunda intenção, apenas porque na ocasião o cidadão tava muito do gostoso. É basicamente um elogio, uma brincadeira. Até hoje brinco com o meu professor de dança quando ele dá uma rebolada com mais pressão. Tô solteira, não tenho compromisso, se eu quiser soltar um “queeeeeeeiiiiiieeeeessssooooo” para o rebolado do meu professor, problema meu. Ele sabe que é sem segundas intenções e eu também sei que é.

Algum tempo atrás um ex-namorado meu, professor da minha academia, estava me alongando e eu mandei ele sair dali e chamar outra pessoa. Ele ficou me olhando e perguntou se ele tinha feito alguma coisa errada e eu disse “Não, não. É que hoje você tá gostoso, melhor não ficar me pegando muito não”. Ele riu e chamou outra pessoa. É cantada? É. Eu quero alguma coisa com essa criatura? Podem ter certeza que não.

Já dei tapa na bunda de amigo meu seguida de um elogio. Já chamei professor de “Diliiiiiiça!” e ri horrores depois. Já passei cantada para Leo Santana enquanto ele aparecia na TV e não podia nem sequer me ouvir. Quando minhas amigas e eu vemos um homem lindo na rua, na praia, no shopping e etc, a gente comenta “Olha ali meu maridoooo! Oi amooor! To aqui óóóóó!” e a gente rola de rir.

Jamais faria isso em um ambiente profissional ou formal (formal do Rio de Janeiro? Wat?). Mas no meio do pessoal da dança, no meio de academia, no meio das minhas amigas, na praia… qual é o problema? É até engraçado! Vai dizer que não deu para vocês repararem que eu sou uma pessoa extrovertida e cara de pau? Gente meio doida, como eu, faz essas coisas.

Claro que isso só tem lugar quando você está completamente solteira. Completamente. Se estiver sequer saindo com outra pessoa, não faço uma porra dessas, porque é falta de respeito galopante.

E olha que eu sou machista, hein? Não passaria uma cantada “de homem”, aquela coisa mais agressiva de falar baixarias de cunho sexual ou até mesmo de meter a mão e beliscar a bunda alheia. Acho que cantada de menina, um pouco mais light, é aceitável e divertida, mas cantada de homem, mais agressiva e invasiva, é desnecessária – tanto para homem como para mulher.

E você, Leitora, que está discordando de mim, ponha a mão na consciência e pense se você realmente nunca passou uma cantada em alguém. Ora, aquele flerte, aquele elogio, aquele trocadilho, nada mais são do que cantadas. Porém de alto nível.

E a minha história com a Madame aqui de cima só começou (e só deu em namoro) porque EUZINHA fui lá passar uma cantada nele. Ele tava quietinho, e eu ficava passando cantadas nele (e dizendo que pesava 123kg). Então, se ele achasse tão reprovável mulher passando cantada, não teria NA-MO-RA-DO com uma que o faz, certo? (ele vai dizer que namorou comigo APESAR disso, tenho certeza)

Já passei cantadas em completos estranhos também. E me diverti horrores. Uma vez, um homem maravilhoso machucou o dedo com a faca na mesa ao lado da minha em um restaurante. Estava eu na mesa com as minhas amigas dizendo “Meu mariiiido” e etc quando de repente uma delas fala “Amiga, seu marido machucou o dedo”. Daí eu disse “Vou lá dar um beijinho para ver se passa”. Todo mundo se mijou de rir e quando olho pro lado tá o cara com dedo estendido para mim esperando o beijinho! HAHAHA Tem como não rir de uma situação dessas?

Para aquelas que não são tímidas, pode ser muito divertido passar uma cantada. Só não pode errar a mão. Porque tem gente que fala as maiores barbaridades em um tom tão leve, tão de brincadeira, com tanto carisma, que soa engraçado e divertido. Mas tem gente que não sabe fazer, e fica feio e vulgar. Cantada: sabendo passar, eu recomendo!

Para dizer que meu meio é uma putaria, para contar as cantadas que você já passou em homem e para perguntar o teor das cantadas que eu passava no Somir: sally@desfavor.com

13 desfavores sobre “Ele disse, ela disse: Cantadas femininas.

Não sei nem quero cantar ninguém. Mas, se o pretendesse, mandaria um poema de Neruda. O diabo é que só quem gosta de Neruda são os gays. Mais um pretexto pra eu não cantar e ficar no meu canto.

"Eu te quero mais do que arroz com quiabo"! Essa foi a melhor que eu ja ouvi. E tipo,quem come arroz com quiabo??Ele me queria assim tão pouco?
"Seu nome e Angélica?Pq vc e tão angelical"… É muita imaginação!

Sim, Lila. Roma é o paraíso. Homens lindos que caem matando. Lá não tem dessas coisas de WO não.

Da mesma forma que eu acho que estão colocando hormônios femininos na água (porque sim, essa teoria é MINHA, desde os tempos da CF no orkut), eu acho que em Roma a água tem testosterona!

Roma é diferente, conheço o caso que 2 amigas minhas foram pra lá e quando os caras percebiam que eram brasileiras, corriam atrás, só faltavam agarrar e estuprar. Até parece o carnaval da Bahia! A parte boa é que os italianos são lindos hahaha Os bahianos, aliás, o Leo Santana é bahiano? Ser cantada e agarrada por macho gostoso é um ótimo negócio.

Corridas, agarradas e quase estupradas? Deus me livre de tal lisonja. Ainda bem que me informaram aqui pra eu nunca por os meus pés nessa tal Roma, do contrário, iria ser problema. Façam bom proveito do assédio violento. Gosto não se polemiza……….

Deja, vc me fez lembrar de uma cantada que uma amiga levou numa festa: "Tu é o ovo da minha marmita!".

Essa rendeu muitas risadas durante muito tempo.

Tem lugar da Europa onde a cantada come solta! Dá um passeio pelas ruas de Roma e me conta se a macharada não se joga em cima, te segue e etc…

Minha vertente descarada deve ter origem no meu sangue italiano! hahaha

Eu não tenho coragem de passar cantada, mesmo cantada educada, mas eu acho engraçado quem faz. Também não gosto de receber, sou tímida ou até meio anti-social, já terminei a amizade com um cara porque ele vinha com cantadinha pra mim. Não curto mesmo, acho falta de respeito quando é conhecido, se for desconhecido fica diboa como mulecagem e tals. Não devo ser desse planeta, descender de europeus é uma merda, geral me chama de geladeira, psicopata e por aí vai…

Eu acho ridículo cantadas, tanto de homem quanto de mulher.

E uma das piores coisas que os homens fazem é buzinar.
Será que alguma vez depois de buzinar o homem viu a mulher sair correndo atrás do carro e dizendo: "Perai, me espera que eu vo contigo!!!" ?? Eu acho que não.

Agora, como a Sally citou aquelas brincadeiras entre amigas, eu prefiro chamar de zoação (sim eu já fiz isso) pois pelo menos quando eu fazia, nã havia a intenção real de ficar com o cara, mas era divertido.

Responder

Não precisa preencher nada além do comentário. Seu e-mail não vai ser publicado.
Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>