fd-matarlagartixa

Flertando com o desastre: Matando lagartixas.

Este é um Flertando com o Desastre dedicado às formas mais eficientes de se matar uma lagartixa. Se você veio aqui para dizer que:

- Não se mata lagartixa porque ela é um bicho bonzinho e não faz mal a ninguém

- Não se mata lagartixa porque elas comem mosquitos

- A lagartixa tem mais medo de mim do que eu dela

- É um bicho limpinho e inofensivo

- Sou uma criminosa e isso é crime de “maus tratos”, “crime ambiental” ou qualquer outra asneira que saia da sua cabeça juridicamente tosca.

Primeiro, vá se foder. Tomara que um dia alguém te force a se deparar com um medo muito grande e depois fiquei minimizando seu medo tentando te fazer parecer ridículo(a). Chega desse discurso que na verdade quer dizer “se eu não tenho medo, me recuso a compreender quem tenha”.

Segundo, leia este texto, onde tento explicar porque o medo é irracional e independe de lógica. E depois vá se foder de novo e me poupe do seu comentário, porque se vier comentário pro-lagartixa EU SIMPLESMENTE NÃO VOU APROVAR.

ESTE TEXTO É PARA PESSOAS QUE DESEJAM DO FUNDO DO CORAÇÃO MATAR LAGARTIXAS, SE NÃO É O SEU CASO, NEM LEIA.

Agora se você, como eu, tem pavor destes animais e se acha no mais sagrado direito de matá-los por ser a ponta da cadeia alimentar e por eles estarem invadindo seu espaço, bem vindo ao desfavor. Desfavor não é ecológico, desfavor pensa apenas no seu próprio bem estar. E meu bem estar depende de lagartixas mortas. Essas porras nunca deveriam ter saído da África. Maldita hora que algum filho duma puta trouxa uma lagartixa para as Américas!

Curiosamente nos sites, blogs e cia quando alguém aparece desesperado pedindo conselhos para matar lagartixas as pessoas respondem tirando onda: “Matar para que?”, “Ela não faz mal!”, “Deixa ela lá…”. Pense no seu pior medo entrando pela janela do seu quarto e me diga se não ia querer se livrar dele. Fobia não se explica, se respeita. Fiquei tão puta com a turma do “deixa disso” que entrei em vários blogs e mandei todo mundo tomar no cu. Inclusive alguns leitores deixaram de acompanhar o desfavor nesse período, creio que ofendi alguém. Observe eu não me importar.

E a proteção não é só nos fóruns de bate-papo. Mesmo em sites que deveriam ser educativos, as pessoas só falam bem de lagartixas. Nem uma palavra sobre como se livrar delas ou repeli-las.Devido à falta de fontes, tive que recorrer a um biólogo para tentar traçar as melhores estratégias para matar lagartixas. Não é correto? Observe eu não me importar novamente. Ele mesmo não gostou muito da idéia de usar a biologia “para o mal”, mas como sua esposa também tem pavor de lagartixas, o trabalho ficou mais fácil.

As primeiras espécies de lagartixas conhecidas surgiram na África, mas acabaram s espalhando pelo mundo todo. Existem mais de 300 espécies diferentes de lagartixas. Essas porras vivem em locais quentes, durante o dia elas se escondem por causa do calor excessivo e com o cair da noite dão as caras para infernizar pessoas honestas como você e eu. Logo, a primeira dica para evitar essas criaturas é a temperatura. Está em algum lugar onde tenha ar condicionado? Coloque o ar no máximo e tranque tudo, ela vai sair se o local estiver muito frio. Funciona que é uma beleza em quarto de hotel. Ligue o ar, tranque tudo e saia para dar uma volta. Ela vai se retirar.

Se você pensava que essas porras subiam em paredes porque tinham ventosas nos dedos, pense melhor. É pior do que isso. Lagartixas tem uma espécie de lâminas transversais entre os dedos, tipo umas escamas, forradas por muitos micro-pêlos em forma de gancho, que conseguem se prender a qualquer saliência e com isso garantir aderência. Agora que entendemos o mecanismo de funcionamento, fica mais fácil sacanear. Porque sim, eu venho escrevendo este desfavor faz semanas e venho testando a melhor forma de neutralizar essas porras com ajuda de pessoas valentes (sádicas) que se dispõe a atacar lagartixas para mim. Pude concluir que para evitar a fuga das felasdaputa o grande lance é desestabilizar estes pêlos em forma de gancho para que eles não possam mais se prender a nenhuma superfície. Um simples condicionador de cabelo ou creme hidratante faz com que essa criatura fique deslizando no mesmo lugar e perca sua mobilidade, facilitando o homicídio ou permitindo que você chame alguém para acabar com ela sem que ela possa fugir. Eu sei que é nojento, mas em último caso, taca um hidratante no bicho e corre para chamar reforços.

Cuidado, porque elas pulam. Pulam quando se assustam ou quando se sentem ameaçadas. Ok, pulam também para pegar insetos, mas quem se importa? O importante é saber que se você ligar uma luz e isso a assustar, ela pode pular. Muita calma nessa hora. Se você desconfia que pode estar na presença de uma lagartixa, o ideal é fazer barulhos antes de ligar a luz. Aqui as desgraçadas adoram circular pelo banheiro, talvez porque seja úmido. Então, como eu sei que é uma área de risco, nunca entro do nada ligando a luz (já fiz isso e uma despencou do nada bem perto de mim). É vexatório, mas eu promovo um verdadeiro sapateado e batuque antes de entrar no banheiro. Quando alguém olha com cara de reprovação eu digo que tenho TOC e que se não bater dez vezes na parede antes de entrar o mundo acaba. As pessoas tem muito mais pudor de sacanear gente doente do que gente maluca. Vai por mim.

E esse papo de “ela foi embora” é balela. NÃO ACREDITEM SE UM HOMEM DISSER QUE ELA JÁ FOI EMBORA. Eles falam isso para calar a nossa boca. São animais territorialistas que voltam – elas sempre voltam. Reparem que todo mundo que se deparou com uma, acabou reencontrando-a mais cedo ou mais tarde. Salvo raros acidentes de percurso, elas voltam. Viu uma lagartixa? Ela desapareceu? Ela vai voltar. Muitas vezes achamos que é outra, porque elas voltam com uma cor diferente, mas não se iludam: lagartixas podem se mimetizar tal qual o camaleão e mudar de cor conforme o ambiente. Se hoje ela está cheia de bolinhas e amanhã aparecer branquinha, isso não quer dizer que não seja a mesma. Mas não se desespere, temos dicas para evitar esse mau momento. Continue lendo. E fiquem espertos: onde tem uma lagartixa pode ter um núcleo familiar, com direito a ovinhos. Vejam na foto o tamanho e formato destes ovinhos para reconhecê-los e eliminá-los caso um dia se deparem com eles. Elas costumam colocar os ovos em locais úmidos e protegidos como frestas ou buraquinhos. Fiquem atentos.

Gemada de lagartixa te deixa subindo pelas paredes!

Vocês já devem ter reparado que vira e mexe essa porra solta o rabo, né? Essa escrotidão de soltar o rabo em cima de pessoas honestas tem nome: autotomia caudal. A cauda das lagartixas tem um ponto onde a junta óssea é mais fraca, o que permite que este animal desagradável faça uma força naquele local e acabe por soltar a cauda. Por mais que eu continue achando de coração que elas fazem isso de sacanagem com a minha pessoa, a ciência diz que é um último recurso para confundir os predadores. Segundo relatos científicos, a primeira reação da lagartixa é correr e se esconder. Porém, se isto não dá certo e ela é perseguida, ela solta a cauda, que acabaria atraindo a atenção dos predadores e permitindo sua fuga. Infelizmente a porra da cauda cresce outra vez.

Por isso, quando você se deparar com uma porra dessas, se ela estiver muito próxima de você, não a ameace, não parta para cima. Se puder, jogue um creme, um óleo ou qualquer coisa para minar sua aderência (à distância), assim ela não pode nem correr nem pular. Se não tiver nada a seu alcance, faça barulho de longe, espante-a. Deixe ela se esconder em paz, se não pode tomar um rabinho dançante na cara. Observe para onde ela foi e chame reforços ou continue lendo.

Recentemente se descobriu que elas sempre caem de pé. Seus sistema de rotação é mais eficiente do que o dos gatos. Uma lagartixa sempre cai “em pé”, entenda-se, com a barriga para baixo. Apesar de que, eu juro que vi uma cair de um jeito mais tosco, mas quem sou eu para contrariar a ciência. Por isso, fica a dica: não ache que derrubando ela de onde quer que ela esteja você vai ter alguma chance dela ficar desnorteada ou de barriga para cima. Não vai, ela vai se virar e vai cair pronta para correr. Nada de derrubar. Derrubar é ineficiente. O máximo que você vai conseguir derrubando ela é um rabinho na cara ou um gritinho.

E para aqueles que me chamavam de maluca, é cientificamente comprovado: lagartixas soltam gritinhos… quero dizer, emitem sons! Cansei de ouvir lagartixas emitindo sons agudos quando estão sendo mortas. Parece aquele som de apito de brinquedo de cachorro, um gritinho agudo. Aparentemente os machos também emitem sons para chamar as fêmeas ou para espantar inimigos. Pise em uma e você ouvirá um gritinho. Isto pode ser útil para identificar estes animais desagradáveis dentro da SUA casa, porque sim, a casa é sua e eles são invasores. Caso escute gritinhos agudos, fique alerta e jogue muito inseticida no local.

Claro que a melhor forma de matar é na pancada mesmo, mas quem tem medo geralmente não tem coragem de chegar perto o suficiente para matar uma lagartixa. Por isso, métodos de assassinato à distância são necessários. Se você é macho pacarai, e vai matar na porrada mesmo, os melhores objetos são: jornais enrolados (que alcançam qualquer cantinho, podem ser jogados fora depois de matar e não quebram as coisas a sua volta), chinelos (pesados o suficiente para serem atirados e fáceis de lavar) ou vassouras (ideal para teto). Porém se você não é macho pacarai, continue lendo.

Como todos devem saber, porque a sociedade insiste em jogar na nossa cara, estes animais se alimentam de insetos, geralmente traças, mosquitos e moscas. Daí vem aquela gentalha que desconhece inseticida dizer que não mata porque elas comem insetos. Com base nesta informação, surge uma primeira dica que não resolve de vez porém minimiza: trocar as lâmpadas da casa por lâmpadas de luz amarela. Estas lâmpadas não atraem insetos, logo, sem insetos, a casa fica menos atraente para lagartixas. Como as lâmpadas da rua acabarão atraindo os insetos, é provável que as lagartixas fiquem do lado de fora. Ou então na casa do vizinho. (espero que seu vizinho não seja eu)

Não existe veneno específico para matar lagartixa, porém qualquer inseticida ou produto tóxico pode ser suficiente: álcool, pato purific, baygon e cia. A merda é acertar no bicho. E só recomendo fazer isso quando elas estiverem no chão, porque se estiverem no teto ou parede elas PULAM. Aquela raquetes elétricas para matar mosquito não costumam funcionar, nem percam seu tempo com isso. A menos que você as esmague em vez de dar um choque, o que seria nojento.

Uma solução que vem se mostrando eficiente na prática são aqueles remédios contra pulga para cães, aquela porra é forte! Uma borrifada e a lagartixa cai dura. Outra dica boa: também existem remédios para tratar de infestação de pulgas em apartamentos que acabam matando também as lagartixas. Tranque a casa, deixe o remédio agindo (geralmente ele solta uma fumacinha no ambiente) e na volta é só procurar o corpo (mas tire os animais de dentro de casa, pois estes remédios podem ser tóxicos até para animais maiores).

Mais uma solução testada e aprovada: cola para ratos. É uma cola que você coloca na superfície onde acredita haver um rato e quando ele passar fica grudado. Pode vir em potes ou em bandejas. Basta colocar nos pontos da casa por onde uma lagartixa tenha que passar para entrar, como janelas e outras frestas. Em emergências, como quando estamos sozinhas e sabemos que tem uma lagartixa dentro de casa, podemos forrar a entrada de nossos quartos com essa cola para ratos, assim temos a certeza de que ao menos no quarto essa porra não vai entrar, garantindo nossa noite de sono.

Outra dica: TELA NAS JANELAS. Não é caro e colocando telas de metal em todas as janelas e saídas você ainda fica livre não só das lagartixas como também dos insetos. Em tempos de dengue pode ser muito útil, principalmente quando faz aquele calor que não nos deixa dormir de janela fechada.

Uma tática ninja de guerrilha desenvolvida e difundida por fóbicos ao longo dos anos consiste no seguinte: compre uma fita adesiva daquelas bem largas, pegue um rodo e faça um revestimento com a parte que cola para fora. É só encostar com o rodo nela que ela ficará grudada. Não que eu tenha coragem de fazer uma porra dessas, mas tem gente que não tem tanto medo assim e consegue.

Ainda recebemos aqui nos comentários do Desfavor uma sugestão inusitada: matar com o aspirador de pó. Não tentei, mas acredito que este animal desagradável não vai permitir que a gente aproxime o cano do aspirador perto dela sem fugir. Até montar o aspirador e ligar… sei não. Fica a dica, se alguém um dia conseguir me avise.

A única vez que matei uma lagartixa (aos berros) foi quando ela entrou no microondas. Em um ato de desespero, fechei a porta e apertei o botão para ligar. Não foi bonito. Ela fez “poc” e explodiu, deixando seus pedaços desagradáveis pela parede do microondas. Nem me pergunte como se procedeu a limpeza porque tenho vergonha de contar.

Segundo depoimentos de biólogos, a arma mais eficaz para matar esse bicho é: OUTRO BICHO. Cães e gatos caçam lagartixas naturalmente, principalmente gatos (menos o do Somir, claro, que é um nojento esnobe). O problema é que muitas vezes eles não matam de cara, ficam brincando com a lagartixa. Sem contar que tem muitos cães e gatos que matam e levam para o dono. Gezuiz. A quem interessar possa, os predadores naturais das lagartixas são gambás, cobras e aves. Eu topo um gambá dentro de casa para não ter lagartixas.

Sal pode matá-las, mas é um tanto quanto difícil de equacionar o ataque. O que fazer? Ficar jogando punhados de sal na parede? Seria para ocasiões onde ela já está encurralada ou presa. Alcool também. E já que vai tacar álcool, faça-me um favor e risque logo um fósforo.

Se tudo mais der errado, fica a dica do biólogo para os piores momentos de desespero: não tem condições psicológicas de dar uma chinelada? Não tem inseticida? Saída MacGyver. Improvisando com o que se tem. Pega um extintor de incêndio, obrigatório em toda residência ou carros e taca aquele pó químico (CO2) na filha da puta. Vai fazer uma baita sujeira, mas ela vai morrer. Na pior das hipóteses, quando nem extintor tem, tire seu perfuminho da bolsa, porque se ele for forte, grandes chances da maldita morrer.

Para dizer que finalmente alguém falou abertamente em matar lagartixas, para dizer que mesmo sem ter seu comentário aceito você faz questão de dizer que é um bicho limpinho que come mosquitos e tem mais medo de mim do que eu dela e para dizer que está pensando em comprar um gato: sally@desfavor.com

1.108 desfavores sobre “Flertando com o desastre: Matando lagartixas.

eu tenho que fingir coragem pois minha namorada tem mais medo que eu…e olha que eu estou acordada há tres horas com medo da desgramenta voltar…quero dizer…descobri o caminho delas e por onde elas entram mas não tenho coragem de olhar pra elas grudadas na cola e preciso disfarçar pois não quero passar a fobia pras crianças…não vou superar esse verão…tem alguma coisa para impedir que elas venham? Lampadas amarelas são as incandescentes? ou de cor amarela mesmo?

Responder

Não precisa preencher nada além do comentário. Seu e-mail não vai ser publicado.
Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>