Desfavor Web 1.0: Fala Desfavor!

Classe!POSTAGEM PARA RIRMOS DA CRENTALHADA METROSSEXUAL 02/07/2010

Dona Sally, que papo é esse de “crentalhada metrossexual? O time da Argentina é cheio de crentes, por acaso? Aqueles cabelos enormes que de longe temos impressão de ser futebol feminino! E o brinquinho do Dieguito? Sou mais o Kaka!

Ao final de cada postagem, mais precisamente acima do “marcadores” e ao lado do número de comentários, existe uma janelinha que pode ter escrito SALLY (indicando que a autora da postagem sou eu), SOMIR (indicando que o autor da postagem foi o Somir) ou ainda DESFAVOR (indicando que é uma postagem conjunta). Pode parecer muito óbvio, entretanto existem alguns animaizinhos que ainda não aprenderam a fazer esta distinção e acabam xingando a pessoa errada, o que é uma lástima, porque Somir e Eu computamos ofensas e o mais ofendido tem direito a ganhar um presente do outro no final do mês. Peço por favor que atentem para o autor e ofendam as pessoas certas (preferencialmente a mim, assim ganho presente). Quanto à SELEÇÃO Argentina (time? que time é teu?), não, ela não é cheia de crentes não, eles fazem mais uma linha “Drogados way of life”, numa vibe Rafael Pilha, coisa que eu acho muito mais digna do que ser crente. Aliás, qualquer coisa é mais digno do que ser crente, até mesmo enfiar um espanador até o talo no cu e sair pela rua gritando que é um pavão. Quanto aos cabelos longos, bem, só pode ser comentário de homem, porque mulher nenhuma se incomodaria com pedaços da mau caminho Batistuta Level, como Redondo, Mancuso, Romero e tantos homens lindo que estão ou já passaram por essa Seleção só porque tem cabelos longos. Eu tenho a impressão de que identificar o futebol como feminino não deve ter como causa cabelo ou brinco e sim fatores mais importantes, como por exemplo quando um dos maiores artilheiros de uma Seleção é flagrado em um MOTEL COM TRÊS TRAVECOS, só para citar um exemplo. Não jogue pedras nos outros, seu telhado é de vidro. Bem, que você é mais o Kaka eu já percebi, acho que super combina com você mesmo.

POSTAGEM PARA RIRMOS DA CRENTALHADA METROSSEXUAL 02/07/2010

Foi de 4!
Agora só falta a Sally (Lindamar) vir aqui e começar a postar suas teorias mirabolantes de comércio de resultados de Copa do Mundo.
Tomaram de 4, porque não jogaram nada. São tão ruins quanto os brasileiros.
O Brasil se fudeu logo na primeira seleção menos fraca que pegou.
Tava na cara desde início que a Alemanha é a melhor seleção dessa copa e sem ajuda de arbitragem.

Como acredito que não tem nada que possa fazer ou dizer para convencer meus leitores de que eu não sou a Lindamar, vou pular esse comentário. Não deixa de ser uma honra acharem que eu tenho a capacidade de escrever o que a Lindamr escreve. Sobre a Copa do Mundo, minha teoria não é mirabolante, apenas comentei que quem ganharia esta Copa seria a ADIDAS, sendo indiferente qual seleção fosse. Mas se você acredita que quem vence é o melhor, que não existe corrupção, dinheiro e acordos, e que Ronaldo Cata Traveco teve uma convulsão em 1998, bom para você. Queria eu ter minha inocência preservada a esse ponto. Não acho que a Argentina não tenha jogado nada, acho até que jogou bem, mas a Alemanha jogou melhor. Também não acho que sejam tão ruins quanto os brasileiros, pois não bateram, não destrataram a imprensa e souberam perder com humildade. Quanto à Alemanha ser a melhor seleção, bem, pense novamente.

PROCESSA EU: PAPA JOÃO PAULO II 01/07/2010

Ridículo!!!

O inferno é logo ali, pobres de espírito!

João Paulo foi um santo e logo será canonizado. Graças a Deus! Amém, Jesus! Isso são as mãos de Deus construindo o caminho desse Santo Homem rumo à santidade! Amém!

Quem é que lê essa porcaria de blog! Vocês não são nada! Nada!

Fiquem calados! Talvez ainda haja chance de vocês não queimarem pela eternidade! Se dependesse de mim, só por esse texto absurdo vocês já iriam pra lá desde já! Assim seja!

Um exemplo de tolerância, compaixão e amor ao próximo, tal qual pregava nosso colega JC. É por isso que eu gosto de fanáticos religiosos: em poucas linhas eles entregam sua hipocrisia. Desculpa perguntar, mas… você não deveria estar exercitando o perdão e a bondade? Não tem aquele papo de dar a outra face? Você acha bacana e coerente mandar a gente para o inferno só porque discordamos e criticamos a sua religião ou um representante dela? Meio intolerante da sua parte. Não era esse o discurso de JC. Desculpa perguntar 2, mas… você dorme com a consciência tranquila depois de chamar de “santo” um homem que impediu que pedófilos sejam punidos, permitindo que eles continuem a abusar sistematicamente de criancinhas? Tomara que seu filho ou seu irmãozinho nunca sejam estuprados, viu? Quanto a ir para o inferno, isso não me assusta. Ainda que tudo que a sua religião prega seja verdadeiro, o sistema é falho: se você se arrepender, tá tudo perdoado. Antes de morrer vou tirar uns dez minutos para me arrepender de coração e o que será julgado é a forma como eu vivi, o bem e mal que fiz em vida. Quanto a isso, estou com a consciência tranquila de que iria para o céu. E você?

PROCESSA EU: PAPA JOÃO PAULO II 01/07/2010

Nas palavras do imortal Olavo de Carvalho:

“O ateísmo é uma atitude humana normal, mas o ódio ao cristianismo enlouquece.”

Tenho lido vários comentários assim ultimamente. Ódio é um esquema Ku Klux Klan, de perseguir, espancar e discriminar pessoas. Nossos textos apenas apontam incoerências, contradições e hipocrisia. Levantam questionamentos e dão uma esculhambada. A única demonstração de ódio que vemos por aqui vem justamente dos religiosos, que deixam comentários desejando nossa morte, desejando que a gente vá para o inferno e que a gente se foda de todas as maneiras. Discordar e criticar não é sinônimo de odiar, mas infelizmente a cabeça de gente rudimentar conhece poucas variantes de sentimentos e acaba depreendendo que tudo que é “contra” algo ou alguém implica em ódio. Pessoas toscas e limitadas acham que tudo que não é amor é ódio. Criticar não é odiar. Discordar não é odiar. Apontar contradições não é odiar. Esculhambar não é odiar. Muito pelo contrário, não só não odiamos, como ainda temos pena. Temos pena de pessoas legais que vivem suas vidas corroídas pela culpa católica da qual não conseguem se livrar, pena dos infelizes que pagam dízimo a pastores desonestos, pena de todos que sofrem com o lado estelionatário de suas religiões. A maior prova de que não temos ódio é justamente ouvir a voz do lado de lá, aceitando comentários de pessoas que discordam da gente. Mas eu entendo esse tipo de pensamento rudimentar, porque geralmente religião induz a isso mesmo: quem discorda de nós é nosso inimigo e é do mal. Eles precisam blindar seu fiéis, vai que alguém abre os olhos da galera!

DESFAVOR LIVE: ENCHENDO LINGUIÇA 29/06/2010

Somir disse…
DEFSALLY 1: Jamás!

Deja, te desafio para uma luta no gel, de biquíni, para provar de uma vez por todas quem é o macho-alfa daqui.

E não vale usar aquele minúsculo, eu me distraio.

Deja disse…
Andei malhando o bumbum, se prepare.

Que nojo.
Faz tempo que esses dois estão pedindo para serem incluídos aqui. Se chupem logo!

Para dizer que eu esqueci de escrever o complemento e que é um perigo deixar o Somir escrevê-lo: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Comentários (22)

  • @Sally:
    Mais "olha o avião" e mais desqualificação de adversário. Vou repetir quais são as suas opções:
    1) Contra argumentar e me convencer de que estou errado;
    2) Admitir que estou certo;
    3) Tergiversar / espernear / usar erística e falácias.
    Mas cada vez que você optar pela alternativa 3 eu aponto isso para os demais foristas.
    Boa sorte!
    @Dani:
    Eu vazo quando Sally optar por 1 até ganhar ou optar por 2.
    Falou!

  • 1. Prove que estou fazendo corta-cola. O ônus da prova, em debates, vai para quem alega algo, como você acabou de fazer.
    2. O fato dos leitores se divertirem ou não é irrelevante para a discussão em pauta. Não cansou de tentar aplicar a falácia do "olha o avião"?
    3. Dica: a técnica de erística de insultar o adversário para que este se descontrole também tem limite de aplicabilidade.
    4. Desqualificação do argumento? Você alegou que ódio "é um esquema Klu Klux Klan", ao que demonstrei haver uma atitude de antagonismo de vossa parte em relação às religiões em geral e ao Cristianismo em particular, sendo que esta assume proporções de ódio explícito nos textos assinados como Somir.
    Vou repetir quais são as suas opções em um debate:
    a) Contra argumentar (aqui, provar que não há tal atitude, mediante argumentos lógicos);
    b) Admitir que seu adversário (no caso em pauta, eu) está certo;
    c) Tergiversar / espernear / usar erística e falácias (sua opção até o momento).
    Só que enquanto você escolher a alternativa c eu apontarei isso para os demais foristas.
    @Dani
    Eu vazo assim que:
    1. Sally optar por "a" até conseguir provar que estou errado; ou
    2. Sally optar por "b".
    Falou, peixe!

  • Ihhh… vocês me pegaram!

    Era eu mesma tentando bancar a chata só para criar uma polêmica aqui…

    Fui desmascarada!

  • Não tinha me despedido não. O "tchau" se referia a você, em uma tentativa de te fazer ver que seus comentários estão enchendo o saco dos nossos leitores (vide a postagem acima) e que você não ganha nada vindo aqui paunocuzar os outros com seu corta-cola.

    Mas tudo bem, se quer continuar, fica aí. Quanto mais comentários e mais ibope para o blog melhor. Fazer o que…

  • Não Sally, não é divertido! O jeito que esta criatura escreve não condiz com a linguagem de um blog de "divertimento". É muito chato!

    Vazaaaaa o mala!!!!!
    Que se foda o cristianismo! =P

  • Continuando a análise: declaração de abandono do debate, seguida de desqualificação do adversário. Erística pura. Na sequência, mais desqualificação do adversário, fechando com outro "olha o avião". Argumento, que é bom, nada.
    Uma dica para debates: não faça declarações de caráter subjetivo. O fato de você se divertir com o que escrevo é irrelevante, como de resto toda e qualquer declaração de cunho subjetivo é irrelevante em um debate. Contra-argumente, admita que o adversário está certo ou abandone a discussão (WO), o resto é erística ou esperneio.
    A propósito, você já não tinha se despedido? Muito esforço da tua parte em ter a última palavra, para alguém que considera esta discussão desprovida de importância.
    Tchau, criança.

  • Anônimo, eu não vou discutir com você, porque não te dou importância suficiente para isso.

    Mas pode continuar aqui, postando, postando e postando, louco por atenção. Você nos diverte.

  • Entre outras coisas, agora apelou para a falácia do "olha o avião" (tentativa de desvio de foco). O assunto desta nossa discussão é a atitude de ódio ao Cristianismo por parte dos redatores deste blog, não a qualidade dos textos (boa ou má, é irrelevante para o presente debate), o fato deles serem divertidos ou não (novamente, irrelevante) e a alegada formação de opinião (além de irrelevante, esta sua última declaração é puro self selling).
    Pior ainda, juntou a esse pacote a estratégia erística de cantar vitória quando não é o caso.
    Por enquanto, argumentação zero. Ok, tchau pra ti também.

  • HAHAHAHAHAHAHAHA

    Como você é burro…

    Meus textos tem muita utilidade, divertem as pessoas e formam opinião. Muito diferente dos seus comentários

    Que atirou no pé aqui? Oeeeeee

    Tchau, viu? hahahahaha

  • @Sally
    Revertendo a redação: "Coisa ridícula vocês darem tanta importância (a ponto de dedicar posts inteiros falando mal) às religiões em geral e ao Cristianismo em particular". Também dá para substituir "pessoas que você despreza" por qualquer um dos 'homenageados' no Processa Eu (e isso independentemente do merecimento de cada um).
    Resumindo: atiraste no próprio pé. Tens argumentos ou ficas no esperneio?

  • Adoro, gente. ADORO quando a pessoa fica toda raivosinha e vem aqui querer bater boca. A-DO-RO.

    Porque quando isso acontece, quer dizer que doeu.

    Anônimo: Porque merda você se dá ao trabalho de ler e ficar vindo aqui bater boca com pessoas que você não admira? Não se sente ridículo fazendo isso?

    Eu não fico entrando em blog religioso para tentar contestar ou fazer os outros mudarem de idéia. Jamais perderia meu tempo lendo coisas que desprezo! Só entro e opino em blogs de pessoas que admiro.

    Vai passear, vai tomar um sorvete, vai namorar… em vez de ficar NO DESFAVOR BATENDO BOCA COM SOMIR E SALLY! Eu hein… coisa ridícula dar tanta importância para pessoas que você despreza!

  • @Somir:
    Não, a tua cadeira é ao lado de Richard "religião é um vírus da mente" Dawkins e de Sam "seria simplesmente ético mover uma guerra preventiva contra o Islã" Harris. Tua proposta inicial é de extermínio ideológico, não físico, mas em última instância aquele pode desembocar neste: você quer exterminar a crença, não os crentes, mas dos escritos de gente como Harris vemos que o salto de uma postura a outra não é necessariamente tão grande.
    De mais a mais, tua postura de "escárnio" está mais para provocação de parquinho infantil que para qualquer outra coisa.
    @Sally:
    Se o erro grotesco está no trecho "e de falsidade ideológica", basta removê-lo da mensagem inicial, sem qualquer prejuízo para a refutação em si. De resto, apresente algum contra-argumento, se tiver.

  • "Nos textos assinados como Somir, então, a atitude que os permeia aparece nitidamente como sendo de ódio franco e aberto."

    Oras, mas se eu não demonstrar meu ódio não posso mais participar das reuniões da Liga para Extermínio de Crentes. E justo agora que eu consegui uma cadeira logo ao lado do Conde Drácula e do ciborgue do Hitler eu não poderia perder o meu prestígio.

    Nada pessoal, ok?

    Mas eu talvez te extermine um dia desses. MWAHAHAHAHA! (estou treinando a minha nova risada maligna, ficou bacana?)

    Saudações odiosas.

  • O primeiro comentário foi chatérrimo(bocejando ainda).
    O sonho desse cara é fazer um Desfavor Convidado.
    O tema seria o próprio Desfavor e ele teria dificuldade com o limite de páginas.

  • Pior coisa é gente que quer mostrar erudição, conhecimento e cultura e solta um erro grotesco como o do primeiro comentário…

  • "Sally":

    Aconselho que de uma próxima vez você se faça o favor de não se fazer de engraçadinha. Agora, vamos a uma refutação em regra.

    1. O ato de empregar contra um adversário de debate (e/ou contra toda uma categoria deles) recursos de erística, tais como as falácias "do espantalho" e "ad hominem", a aplicação de rótulos odiosos e o "jogar com a ignorância da platéia", entre tantos outros, é uma forma de violência intelectual que indica, da parte de quem a pratica, de duas uma: falta de ética ou profundo sentimento de ódio pelo adversário/conjunto de adversários com os quais emprega esta classe de estratagemas. Em vosso benefício, estou excluindo a priori a hipótese de falta de ética de vossa parte.

    2. Este blog sempre caracteriza religiões em geral mediante falácias, sendo as do espantalho e da ampliação (generalização) indevida as mais frequentes. Em particular em relação ao Cristianismo, uma das táticas mais frequentes dos redatores deste espaço é a escolha de populares com pouco ou nenhum preparo ou de fakes devidamente engenheirados (configurando então o uso de falácia do espantalho e de falsidade ideológica) como seus representantes.

    3. Assim sendo, depreende-se que a atitude geral de vocês redatores, em relação a religiões em geral e em relação ao Cristianismo em particular, é, no mínimo, de intensa animosidade. Nos textos assinados como Somir, então, a atitude que os permeia aparece nitidamente como sendo de ódio franco e aberto. C.Q.D. (Como Queríamos Demonstrar)

    Aos demais leitores, desculpem-me o comentário longo mas, como já postei em outra ocasião, por suas próprias e respectivas naturezas a maior parte das falácias são curtas, enquanto suas refutações são extensas e aborrecidas (daí que os praticantes de erística as empreguem com tanta frequência, sendo isto inclusive uma técnica comum: "jogar com a ignorância da platéia").

    Passar bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: