Desfavor Explica: Meleca!

Gang do Lixo, FUCK YEAH!A postagem de hoje seria sobre hipnose, mas os *&¨%$#@! da revista Galileu me fizeram o desfavor de publicar a capa do mês de janeiro sobre esse assunto, então, para não postar uma coisa que pareça plágio, escrevi outro Desfavor Explica. Eu sei que ultimamente ando falando sério demais por aqui. Denúncias, política, corrupção… essas coisas cansam. Então, para dar um refresco para a mente dos leitores, a postagem de hoje vai ser light. Nada de física quântica, política ou sociologia. Desfavor Explica de hoje fala sobre MELECA.

Meleca é o nome vulgar da secreção formalmente chamada de “muco” que se encontra em nossas cavidades nasais. Porque o nome da secreção varia conforme o local em que ela se encontra: no nariz é meleca, no ouvido é cera, no olho é remela e… no umbigo, é popularmente conhecida como cutão. Desfavor te dá um banho de cultura para começar 2011! Diariamente produzimos cerca de 400ml de muco. Quer chorar? a maior parte dele acaba sendo engolido. Não, ele não vai para o pulmão (a menos que você seja uma pessoa tosca que vive se engasgando). Vai para o estômago, e nem preciso dizer como acaba saindo do nosso organismo.

Tecnicamente, a meleca é apenas uma mistura de proteínas, água e restos celulares. Na prática, é algo muito nojento. A meleca é uma das secreções mais “simples” do corpo. Ela perde em sofisticação para a cera de ouvido, por exemplo, que também contém algumas enzimas que funcionam contra microorganismos invasores ou para as remelas, que podem conter até mesmo bactérias. A meleca não, a meleca é básica. Eventualmente, a meleca pode ter uma composição diferente. Isso pode ser avaliado por sua cor. Normalmente a meleca é transparente, clarinha. Mas se a meleca estiver com uma coloração mais para o amarelo ou verde do que para o branco, pode indicar a presença de invasores como vírus.

Nossas fossas nasais (a parte de dentro no seu focinho, sua anta) são revestidas por uma membrana cheia de pêlos microscópicos (cílios) chamada mucosa nasal. Você tem, eu tenho, mas talvez o Fábio Assunção não tenha, se é que vocês me entendem. Fica a dica para saber quem é de grandes aspirações, dá um confere do lado de dentro do nariz da pessoa, de preferência quando ela estiver dormindo, para não pagar de maluca. Graças à mucosa nasal o ar que respiramos é “filtrado”, aquecido (a área é muito irrigada e o calor do sangue que corre nesses vasos aquece o ar) e umedecido para chegar a nossos pulmões. E é nessa mucosa nasal que se encontram as glândulas que expelem uma secreção para ajudar nesse trabalho, secreção esta chamada popularmente de meleca.

Esta secreção atua como um filtro que retém impurezas, bactérias, poeira, vírus e até fungos! Quando ela está saturada de impurezas, perdendo sua capacidade de filtragem (tem tantas porcarias coladas em sua superfície que novas porcarias não colam mais na barreira protetora) ela descama, (os cílios a “empurram” para fora da parede) dando lugar a uma nova camada aderente. Essa secreção vai ficando ressecada, gerando aquela meleca dura, e vai descolando da parede nasal. É quando a meleca fica solta no seu nariz, incomodando pra cacete, dando aquela sensação de coceira na alma. Geralmente isso ocorre no meio de uma reunião de trabalho importante, no meio de um encontro amoroso ou em qualquer outra situação onde é absurdamente difícil remover a meleca sem ser visto. Existem táticas ninjas para remoção de melecas em público de forma não perceptível, mas elas não caberiam no meu limite de páginas.

Mas nem toda meleca é dura. Quando ainda tem capacidade de aderência, portanto, ainda serve como filtro, a meleca fica colada à parede do nariz. Se por algum motivo há um excesso de produção de muco, isto pode se tornar um incômodo, gerando aquela meleca mole que escorre, muito comum no filho dos outros (no nosso não, que nosso filho é sempre lindo, educado e limpinho). Enquanto a meleca é grudenta ela ainda é funcional, portanto, você terá mais dificuldade para removê-la da cavidade nasal. Poluição, fumaça de cigarro e qualquer outro excesso de impurezas pode gerar um aumento na produção do muco, entupindo seu nariz de meleca. Se estas impurezas tiverem coloração, esta coloração tingirá a meleca. Por exemplo, quem foi ao Rock in Rio sabe que no dia seguinte a meleca saiu preta, graças à poeira e terra que tinha naquele fim de mundo desgraçado.

Algumas vezes fatores externos como baixa umidade do ar fazem com que a meleca desidrate e resseque de tal forma que em vez de descolar, acaba aderindo ainda mais à parede nasal. Se arrancada na marra pode provocar sangramentos, o que seria desagradável pois trata-se de uma área muito irrigada. Especialistas recomendam que você “reidrate” a meleca! Mas calma, antes de sair tacando Victoria´s Secret aroma Suor de Mula Selvagem (essas porras tem os aromas mais estranhos) ou Monange, se você tiver alma de pobre, saiba que esta hidratação se faz com soro fisiológico. Depois de hidratada, é possível removê-la. Desfavor recomenda que se você estiver acompanhado, limite-se a tomar um banho bem quente e deixe o vapor entrar para descolar a meleca de forma mais discreta. Não é sexy ver seu par enfiando água nariz adentro.

Dentre as funções da meleca não podemos incluir a vertente alimentar. Ainda assim, por algum motivo estranho, crianças e alguns adultos parecem gostar de tirar meleca (que eu transformei carinhosamente no verbo “melecar”) e depois ingeri-la. Quem não se lembra do técnico da Seleção da Alemanha na última Copa do Mundo melecando à vontade e depois comendo na frente do mundo todo? Outros famosos que já foram vistos e fotografados melecando por aí: Lindsay Lohan, Leonardo DiCaprio e José Serra, por exemplo. E em alguns países, assoar o nariz ostensivamente não configura falta de educação, como por exemplo na China. Mas considerando que não estamos na China, são todos porcos mesmo.

O hábito de melecar e até mesmo comer a meleca depois é tão comum que foi objeto de estudo científico. Juro que eu não estou de sacanagem. O imunologista austríaco Friedrich Bischinger se deu ao trabalho de pesquisar crianças que tem o hábito de tirar melecas e comê-las comparando com crianças que tem um pingo de educação e não o fazem. O resultado? Bem, crianças que comem melecas mostraram ser mais saudáveis. Isso mesmo. Acredita-se que elas adquiram mais anticorpos. Como? Bem, nosso nariz funciona como um “filtro” que serve para capturar bactérias que estão no ar e poderiam ir parar em nossos pulmões. Por isso, o muco do nariz funcionariam como uma “vacina”, pois conteriam essas bactérias retidas em pequenas quantidades, quase que “diluídas”, sem contar que nessa mistureba também podemos achar proteínas com atividade bactericida, como a lisozima e anticorpos tipo A. No final das contas, acreditem ou não, reforçariam nosso sistema imunológico. Desfavor avisa: mesmo que comer meleca cure câncer, isso não te dá aval para fazê-lo, comer meleca é porcaria e falta de educação. Se você for visto comendo meleca Desfavor dá total apoio para que seu parceiro nunca mais faça sexo com você.

Caso você queira melecar, a recomendação médica é que o faça da seguinte forma: pingar soro fisiológico nas narinas ao menos três vezes por dia e remover as melecas amolecidas com um cotonete (o Word acusa erro e não reconhece a palavra “cotonete”. Momento de reflexão. É assim mesmo que se fala em português? Cotonete? Espero que sim). Humanamente impossível remover qualquer coisa do corpo humano com cotonete, mas fica o conselho oficial para quem quiser tentar. Muitos médicos inclusive desaconselham o ato de assoar o nariz, alegando que a pressão poderia acabar fazendo com que parte da secreção suba em vez de sair. Também pode acontecer de migrar para o ouvido ou para os seios nasais. Basicamente, está tudo conectado e vai ser meleca para todos os lados. A solução? Tomar um expectorante e cuspir fora quando ela cair na sua garganta. A solução com dignidade? Tomar algum remédio para secar tudo, o que pode dar muito errado e não é medicamente recomendado, mas preserva a dignidade. Entre a dignidade e saúde, eu fico com a dignidade, como já ficou constatado no Desfavor Explica sobre peidos.

Porque quando estamos gripados ficamos com nariz entupido? Dois fatores causam esse aumento de meleca: 1) a presença de vírus no organismo faz com que aumente a produção de muco na tentativa de expelir os invasores e 2) Quando estamos gripados as células ciliadas, responsáveis por empurrar o muco garganta abaixo, são destruídas pelo vírus. Esta destruição provoca a liberação de sais e água do interior de suas células, produzindo aquela meleca aguada que escorre do nariz. Com o tempo, quando acaba a infecção, estas células ciliadas se regeneram e tudo volta ao normal. E só para te dar mais um banho de cultura, o nome técnico do nariz escorrendo é rinorréia. Mas não diga que está com rinorréia na frente dos outros, pois as pessoas podem desconhecer o termo e achar que você tem alguma doença sexualmente transmissível.

Mas, nem sempre um nariz entupido é sinal de gripe. Pode ser algo simples como uma alergia ou algo um pouco mais grave como uma sinusite ou até mesmo uma lesão cerebral ou a presença de um corpo estranho no nariz (vai que você inalou uma joaninha ou algo do gênero sem nem saber? acontece!). Aqueles remedinhos descongestionantes em gotas também podem causar um efeito rebote (principalmente quando você os utiliza por mais de três dias seguidos) e aumentar a quantidade de muco nasal, o que gera um círculo vicioso que acaba tornando muitas pessoas dependentes destas porcarias. Nesse caso, ante a suspeita de dependência, a recomendação é segurar a onda e ficar com o nariz entupido por algum tempo, ele desentupirá sozinho (dias depois, mas tudo bem). E por falar nisso, existem muitos remédios para desentupir nariz no mercado que são uma bela porcaria. Se você quer algo violento, roto-ruter, sugiro o uso de Naridrin, apesar de não estar ganhando um centavo para isso. Parece que o cérebro está queimando, desentope tudo por horas.

Uma dúvida que assola a humanidade: qual a diferença entre meleca e catarro? Simplificando a resposta, a principal diferença é a sua localização. Não sei se vocês já repararam, mas existe uma conexão entre nariz e boca (sabe quando aquele Zé Ruela ri bebendo refrigerante a ponto dele sair pelo nariz? é isso aí). Quando sugamos as melecas elas eventualmente podem ir parar na garganta, local onde deixam de ser tecnicamente melecas e passam a ser catarro (muitas vezes ganhando uma composição química mais complexa). Pequenos cílios localizados nesta área começam a empurrar o catarro para fora, uma vez que ele é identificado como um corpo estranho, o que dá aquela sensação de engasgo à qual muitos sucumbem e acabam por cuspir na rua. Desfavor é contra cuspir catarro em qualquer lugar que seja, principalmente na frente de outros seres humanos. Infelizmente, algumas vezes é necessário, mas ainda assim eu sou contra. Certa vez, tivemos um caso de tuberculose no meu trabalho e todos tivemos que fazer um exame que consistia em escarrar em um potinho. Adivinha se eu fiz? É com orgulho que lhes digo que eu nem ao menos sei escarrar. Me recusei terminantemente a escarrar, mesmo após insistentes apelos (e ameaças). Dignidade acima da saúde é meu lema.

Colhendo relatos emocionantes de quem se dedica à arte de melecar e depois comer, Desfavor obteve um dado curioso: a meleca é salgada. Evidente que eu não podia deixar de levar esta questão a um médico (Desfavor: constrangendo médicos desde 2008), afinal, não poderia dormir sem saber porque raios uma meleca é salgada. Bom, em primeiro lugar, o relato foi confirmado: sim, a meleca é mesmo tecnicamente salgada. Em segundo lugar, a explicação: como a meleca é composta basicamente de secreções produzidas pelo corpo, e estas secreções contem sal (pense nas lágrimas, lágrimas são salgadas e é ok admitir que comeu uma lágrima, ou pense no suor, mas fica um pouco mais complicado tolerar gente que lambe suor), a meleca acaba ficando com um gosto salgado.

Existem pessoas que tem uma compulsão por tirar meleca, mas não contentes com esta porcaria, ainda pioram seu hábito COLANDO AS FUCKIN´ MELECAS em objetos. Quer descobrir se você convive com uma delas? Dá um look na parte de baixo de mesas, escrivaninhas e móveis similares. Se tiver umas melequitas sequinhas ali, pode dar um atestado de porco ao fdp. Esta compulsão pode chegar ao ponto de ser classificada como um transtorno clínico e só de sacanagem, porque Deus tem senso de humor, quanto mais meleca a pessoa tira, mais meleca ela produz. É que nosso organismo não trabalha com a hipótese de que o dono seja um imbecilóide, ele entende aquilo como um sinal de necessidade: há demanda de meleca, logo, deve haver aumento de produção. Existem algumas medidas para acabar com esse hábito nojento, como por exemplo passar nos dedos da pessoa uma substância que arde pacarai quando em contato com a mucosa nasal (o mais legal: não sai com água, o melequento pode lavar as mãos à vontade que não vai adiantar). Outra medida eficaz é cobrir a criança (ou a pessoa, porque tem adulto que faz isso) de cacete quando ela enfiar o dedo no nariz. Desfavor é old school, Desfavor sabe o valor de uma porradinha pedagógica.

Para terminar, não custa esclarecer que melecar não é algo tolerável. Acredito que se equipare ao peido. Por mais que todo mundo peide, não é tolerável e nunca será. Não tire melecas na frente de outros seres humanos. Desfavor por um mundo mais estético.

Para dizer que esta postagem está uma meleca, para dizer que quer que eu fale sobre hipnose e foda-se se a Galileu também falou ou ainda para perguntar se Siago Tomir além de mijar na pia também tira melecas: sally@desfavor.com

32 desfavores sobre “Desfavor Explica: Meleca!

sobre o cotonete, na verdade é o nome que a marca Johnson & Johnson dá para “hastes flexíveis”. E acabou popularizando, tal qual a marca modess, que significa absorvente higiênico

Comer melecas é muito bom, nutritivo e faz bem pra saúde. Foda-se o que é socialmente correto, o importante é viver bem.

Nossa! Tudo desbanca pra porcaria: meleca, peido, cagar de porta aberta… E eu lendo isso no trabalho. O que o povo não deve pensar de mim? Como fica minha dignidade perante os colegas?

Desfavor: constrangendo os leitores desde 2008 !

Olha, eu não tiro melecas, não cago de porta aberta e não peido em público. Não sei onde está o grande absurdo em uma pessoa não fazer essas coisas…

Nossa, Deja, que merda…

Mas foi só aquela vez…o risco foi grande pois o namorado vale a pena…

Suellen

Suellen,

Minha ex esposa cagava com a porta do banheiro aberta e peidava no sofá enquanto a gente assistia TV.

Não conseguia mais comer ela.

LOL, Cotonete é marca, Maizena também é marca e Gilete é marca, mas ninguém nunca sabe o nome da coisa, só sabe o nome da marca. Já vi um pirralho na rua apontar pra uma figura de galinha e falar pra mãe olha a Knorr.

Que bom, Camila, fica tão feliz quando mais pessoas me confirmam que os portugueses são porcos!

Vi coisas em Portugal que até hoje me dão nojo só de pensar. E estou falando de grandes centros, como Lisboa e Coimbra.

Um dia ainda escrevo sobre isso…

Em Portugal se assoa o nariz na mesa, no ônibus, partilha-se o lenço de pano com a família (eu ja vi!!).

Deja,

Já peidei na frente do meu namorado (três meses de namoro), mas ele estava bem sonolento, num prelúdio daquele roooonco pós-coito.

Suellen

É, em conversas em tom de brincadeira eu percebo que ela acharia broxante um peido meu. E ela é meio parecida contigo Sally versão surtada, no duro. Minha ex esposa não se importava, mas bem, meu casamento fracassou.

No hotel, logo após o sexo, eu deixei escapar um… mas bati o pé na cama e fiz um barulho para ela ficar na dúvida se o anterior tinha sido isso.

E a afastei com abraços e carinhos para a varanda do hotel, ar puro, sabe como é.

É difícil, muito difícil…

Deja: NUNCA

NUNCA é aceitável peidar ostensiva e assumidamente ao lado de alguém com quem você pretende fazer sexo. São duas coisas incompatíveis.

Se quiser peidar, peide, mas disfarce para que ela não perceba o que está acontecendo ou ao menos não tenha a certeza.

Vá ao Desfavor Explica sobre peidos e dá uma olhada não só na postagem, mas também nos comentários. Tem dicas bacanas sobre como disfarçar que você peidou.

Negue, negue o peido até a morte. Negue o peido até mesmo sob tortura.

Desfavor, por um mundo mais estético.

obs: nem venham me paunocuzar com esse papo que se o casal se ama pode peidar, peidar não é intimidade, peidar é porcaria.

Falando em peidos…

Sally, meu atual namoro é recente, é alguém séria e do bem que eu gostaria de manter uma relação saudável… Em alguns momentos eu quero peidar, sinto cólicas, não dá pra me levantar e ir em outro lugar peidar.

Me ajude com uma dúvida…

Você acha que após quantos meses de namoro é aceitável peidar na frente da namorada? Nunca me importei com isso, mas dessa vez é importante.

Fuck Bush, tem certeza de foi realmente um peido? Pode acontecer que em algumas posições ou movimentos entre ar na vagina e esse ar acabe saindo com um barulho similar a um peido. Os Americandos chamam de Queef.

Se estiver em um rala e rola e sair esse barulho, é mais provável que seja um Queef do que um peido. Observe. Se não feder é Queef.

Salleta,

vc retomou o assunto de peidos…por favor não ria…

Eu estava com uma figura esses dias, na cama, chegando aos finalmentes e sem querer ela peidou…

Putaqui-a-pariu velho

Que porra eu deveria fazer?
Após responder eu digo oq eu fiz

Amiguinha que brincava de boneca comigo aos 4 anos: "voce come cocô de nariz? eu sim" *enfiando o dedo no nariz e colocando na boca. Criança é influenciável… consequencia é que por algum tempo eu tive um organismo bem forte.

Esse negócio de secreções nasais é complicado pra quem tem rinite. Não falo da meleca em si, mas dessa coisa que fica escorrendo quando começo a espirrar sem parar. Claro que a idéia de ficar assoando compulsivamente o nariz no ambiente de trabalho apenas para deixar as pessoas com nojo é tentadora, mas o buraco é mais profundo (e viscoso).

Par romantico perfeito pra uma pessoa com rinite: alguém que tenha quebrado o nariz 3 vezes (tecnicamente só se quebra uma vez, depois ele continua quebrado). Um entende o que o outro passa e estão mais propensos a ser tolerantes com as fungadas e caixas de lenço espalhadas pela casa.

Posta o texto da hipnose!!

Na verdade a meleca é o muco Cristalizado. Técnicamente ela é chamada de "Cristais do Muco".

Cooperando com o desfavor !

Otia Sally (essa é velha mas é boa) O cumulo da coincidencia, vc arrancar um melecão do seu nazo ir grudar em baixo daa mesa do chefe (so de sacanagen ne)e encontrar uma maior que a tua ja grudada lá chaushaushsuhsaush

Responder

Não precisa preencher nada além do comentário. Seu e-mail não vai ser publicado.
Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>