Dia: 29 de Abril de 2011

Cena... impossível... sistema... falhando...Os homens perguntaram e eu respondo. Porque sempre que um homem é educado com uma mulher paira no ar a desconfiança do flerte? POR CULPA DE VOCÊS, HOMENS, que no geral são uns mal educados da porra e só nos tratam bem quando tem segundas intenções! E camuflam essas segundas intenções sob o manto da educação para fazer com que sua babaquice fique socialmente aceitável. EDUCAÇÃO MEU OVO! Na maior parte das vezes é cantada sim! Mesmo que não seja cantada, tem algum ganho secundário, como massagear o ego ou testar seu poder. Educação desinteressada democraticamente destinada a todas as mulheres é algo muito raro de se ver.

É isso aí. Os homens andam tão mal educados que chegamos ao ponto de não acreditar mais que exista alguém educado sem segundas intenções! Não, não somos histéricas, a experiência nos ensinou que aquele Zé Ruela que vem carregar sua mala no aeroporto ou aquele Zé Buceta que abre a porta do carro para a gente entrar fatalmente vão verbalizar algum tipo de interesse em poucos minutos. Acontece o tempo todo. Aprendemos na prática que as coisas funcionam assim. Você já viu algum homem ser educado, gentil ou prestativo com você sem nenhum vestígio de flerte?

Para reforçar a idéia que eles sempre pretendem um ganho secundário com tanta “educação”, a experiência também nos mostra que toda a “educação” que os imbecilóides tem no começo de relacionamento vai se esvaindo ao longo deste relacionamento. A educação é diretamente proporcional ao interesse na conquista. Quando a conquista já está assegurada, surge um desleixo, uma falta de cuidado que chega a dar raiva. Daí você pensa “Putamerdacaralho, Sally! Ele não gosta mais de mim! Ele acaba de comer e simplesmente levanta da mesa enquanto eu ainda estou comendo! Ele perdeu a consideração!”. Não, Amiga. Ele ainda gosta de você. Só que agora ele parou de fingir e mostrou o PORRA MAL EDUCADO que ele sempre foi. A canalhice não é levantar da mesa enquanto você está comendo e sim um dia ter fingido que não o faria.

Porque no começo de relacionamento os homens são cretinos, falsos e sem caráter. Para comer, Minha Amiga, neguinho faz qualquer merda. No começo eles SIMULAM uma educação QUE NÃO TEM, para te conquistar. Não pense você que com o passar dos meses eles estão te rejeitando ao serem mal educados, não é isso! É que eles estão começando a ficar à vontade com você e mostrando quem realmente são! (= grandesbosta) Sabe como é, ninguém consegue fingir por muito tempo. Se você está em começo de relacionamento e acha que isso não vai acontecer, pense duas vezes. Ele vai mudar. As coisas mudam. Se o Patrick Dempsey mudou daquele nerd feio do “Namorada de aluguel” no Mc Dreamy, tudo é possível, Minha Amiga!

Um teste que eu sempre faço quando vou sair com um animalzinho desses chamado “homem” consiste no seguinte: quando manjo que o elemento está sendo muito educado e cavalheiro, solto como quem não quer nada um “Nossa, me sinto honrada, você está mesmo fazendo de tudo para me conquistar!”. Se o jumento bater no peito e responder de forma afirmativa, é sinal de que era tudo falso, que ele não trata mulher assim como regra e que só está me tratando assim para me conquistar, ou seja, depois que tiver conquistado não só não vai mais abrir a porta do carro para mim como nem ao menos vai vir me buscar na porta de casa. E eles são otários, vou te contar uma coisa, COMO ELES SÃO OTÁRIOS. Basta dizer em um tom que eles achem que estão sendo elogiados que eles concordam! Chega a dar pena.

Vocês tem alguma dúvida que se colocar uma baranga em um aeroporto com uma mala na mão e no dia seguinte, no mesmo lugar, uma mulher linda com uma mala na mão, a linda receberá muito mais ajuda e gentileza? Às vezes o sujeito nem quer concretizar nada, apenas seduzir. Não deixa de ser segundas intenções. Como tem homem que gosta de ficar só nesse joguinho de seduzir sem efetivamente concretizar nada! Aff! Coisa mais irritante essa punhetação. Mas isso é assunto para outro texto. O ponto é que dificilmente gentileza masculina não vem acompanhada de segundas intenções, ainda que estas segundas intenções sejam apenas flertar para ver como anda seu poder de fogo ou para satisfazer seu ego ou apenas por brincadeira, uma “travessura”. Não deixa de ser uma cantada, certo? Ou agora precisa comer a mulher para ser cantada?

Nós mulheres vivemos isso diariamente desde nossos 15 anos de idade. Nos acostumamos a ver esta rotina: homem solícito, homem gentil, homem oferecendo ajuda e… homem passando cantada. Quando uma coisa acontece diariamente com você por anos e anos seguidos (estamos falando de dez, quinze anos seguidos!) é natural que você depreenda que essa é a regra e presuma que sempre vai ser assim. Quem for diferente é que vai ter que te provar o contrário, porque até segunda ordem, gentileza e educação vem sempre acompanhados de uma cantada ou de segundas intenções. NUNCA É TOTALMENTE DESINTERESSADO. Ou você acha que o cretino que se oferece para carregar seus pesos na academia o faria se você tivesse um peso de três dígitos? Você acha que o elemento que abre a porta do carro para você hoje faz isso com a mulher com a qual é casado faz trinta anos sempre que eles saem de carro? Regra geral: não.

E até que me provem o contrário, todos os homens estão na regra geral. Pensar diferente é se iludir, é cavar sua cova para a decepção. Meus queridos, vocês ficam achando que deve ser maravilhoso ser mulher, que deve ser bacana ter um monte de gente dando em cima, mas se VOCÊS passassem por tudo que a gente passa, garanto que também aprenderiam a se fechar em um casulo de desconfiança para se proteger e se resguardar. Antes de abrir as boquinhas para nos chamar de histéricas, se coloquem no nosso lugar e pensem em viver diariamente tudo que uma mulher vive no convívio com homem. Desde o namorado até aquele peão de obra que nos informa o quanto quer comer nosso cuzinho todos os dias quando estamos a caminho do trabalho. (odeio trabalhar perto de obra)

Sempre vai ter um infeliz para dizer que não, de jeito nenhum, eu sou uma histérica e nem sempre é cantada e que nem sempre tem um ganho secundário ou uma segunda intenção. Para este anormal, eu proponho o seguinte exercício didático: pense em algum homem tendo estas atitudes educadas e gentis COM A SUA MULHER e me diga como você classificaria a situação. Meninas, repitam comigo em coro, o que ele diria? O que? O que? Um, dois, três: ELE QUER TE COMEEEEER!

Então, seus hipócritas, não me venham com esse corporativismo masculino de merda, porque vocês mesmos sabem como a banda toca. Fazer um agrado para mulher bonita, ainda que seja no “se colar colou”, dificilmente é um gesto desinteressado e homem dificilmente teria a mesma atitude com uma baranga ou com uma esposa de longa data. Existem exceções? Claro. Conheço UM. FUCKIN´UM. Um amigo meu que abre a porta do carro para mim até hoje, mesmo depois de anos de amizade. Até onde eu sei, não quer me comer, nunca tentou nada nem próximo. Se você for uma exceção, com o tempo ela vai perceber. Mas ela precisa de tempo para ver se a máscara não vai cair, porque acreditem, 99% das vezes a máscara cai.

E quando nos magoamos pela falta de gentileza no trato diário, cobrando que no começo do relacionamento era diferente, nossa mágoa não é porque somos princesinhas frescas que querem ser paparicadas, nossa mágoa é: 1) por terem mentido para a gente no começo de relacionamento (em direito isso se chama vício redibitório), 2) por não ter medo de cagar o relacionamento com essa falta de cuidado toda e 3) por saber que se fossemos carne fresca existiria uma educação e cuidado maiores.

E vamos deixar uma coisa clara aqui, quando falo em “educação”, não me refiro apenas a aquela educação pau no cu de não arrotar na mesa e abrir porta de carro. Vejam bem, eu já namorei e morei com o Somir, uma pessoa que arrota a música de abertura dos Simpson na cara da namorada sem constrangimentos e ainda ri depois. Quando falo em educação me refiro também a coisas maiores como carinho, atenção, cuidado, respeito etc. Tudo que se espera de um bom provedor. Porque a coisa pode oscilar pra lá ou pra cá mas a fórmula de sucesso é aquela antiga mesmo: mulher cuida e homem é provedor. E a fórmula para conquistar qualquer mulher deste mundo, seja ela uma executiva poderosa, seja ela uma cortadora de cana, é fazer com que ela se sinta muito especial. Quão burros vocês são que ainda não perceberam isso?

Essa “educação” que implica em cuidado, afeto, atenção costuma ir para a casa do caralho depois do terceiro ano de relacionamento (ok, tem uns ogros que no terceiro mês já era…). Experimenta você, Amiga Calcinha, se descuidar das SUAS “obrigações” e embarangar e não fazer mais sexo para ver se todos os Cuecas não vão achar super normal ele meter um chifre em você! Pois bem, eles se descuidam da função deles de provedores (que passa longe de botar dinheiro dentro de casa, ok?) e acham que se a gente mete-lhes um chifre somos umas vagabundas. Vão à merda? Só um pouquinho? O que acabamos interpretando desta situação? QUANDO ESTÁ INTERESSADO NA CONQUISTA, ele me trata com educação, quando já me tem, não mais = homem só trata bem quando quer conquistar. Síndrome do Vídeo-Game, quando zera o jogo ele perde a graça.

Quantas vezes a gente não viu homens que tratavam suas mulheres mal, sem educação, sem carinho, sem cuidado e depois que levaram um chute na bunda correram atrás delas cheios de educação, carinho e cuidados? Porque? Porque recomeçou uma nova fase do vídeo-game, homens são movidos pela adrenalina da conquista. Sempre deixe algo por conquistar, Amiga Calcinha, nunca se entregue por inteiro. Sempre esteja com um pé dentro e um pé fora, deixe ele inseguro, sentindo que tem que te conquistar todo dia. Homem gosta de ter que conquistar, do medo de perder. Uma verdade inexorável: Homem sente o cheiro de outro homem – E GOSTA. Tão me achando babaca? Meninas, me contem quantas vezes um Bonitão começou a dar em cima de vocês no trabalho e seu namorado, sem nem desconfiar de nada, passou a te tratar muito melhor? Se os homens soubessem a freqüência assustadora com que isso acontece, entrariam em um surto psicótico.

Tem milhões de pesquisas científicas que endossam o que eu estou dizendo aqui: homem educado, gentil e prestativo geralmente tem segundas intenções. Em uma delas, por exemplo, comprovaram que homens são mais educados e prestativos com mulheres que estão em período fértil, inclusive tendem a tomar seu lado em discussões e defendê-las. O cerebrozinho medíocre masculino está programado para isso. Chega a ter uma pincelada de instinto nesse comportamento escrotinho. Depois de ver a ciência do nosso lado dizendo que SIM, ELES FAZEM GENTILEZA COM SEGUNDAS INTENÇÕES porque está no cérebro, vocês ainda querem convencer a gente de apenas fazem porque são legais?

Vamos combinar, o homem que diz que é educado, gentil e prestativo com uma mulher sem segundas intenções, tem que agir desta mesma forma com todas as mulheres do mundo, certo? Porque se fizer distinção de tratamento entre uma mulher ou outra já levanta suspeitas sobre essa tal educação imparcial e inerente à sua pessoa. Eu não conheço nenhum homem que seja igualmente educado com todas as mulheres do mundo. Vocês conhecem?

O grande problema é que quando todos apontam o dedo e gritam “Quer comer!” o homem nega e acha que só porque não necessariamente quer comer não é uma forma de cantada. Pessoas flertam o tempo todo, muitas vezes sem intenção de finalizar, mas flertam. É que na cabecinha imbecil deles se não comer a mulher não é traição. Tudo bem ficar flertando, porque afinal, ele “não fez nada”. Alias, eles jamais vão admitir que estão flertando, sabe como é, é tudo coisa da sua cabeça e você é uma histérica maluca paranóica. Vai você fazer o mesmo com alguém do sexo oposto e observe como o discurso muda rapidamente! Minhas amigas, eles são serem inferiores. Não gastem seu latim tentando dialogar com quem está fora do alcance da sua mão. Faz assim ó: faz um curso de adestramento canino e depois aplica nele. JURO que dá mais resultado, eles aprendem melhor com condicionamento, quando se recompensa atitudes desejadas. (tssssst!)

Parou mesmo com o sinal aberto para deixar uma mulher atravessar a rua? Disse que foi só educação, porque afinal, nem teria como comer a mulher? MENTIRA, porque não para no sinal aberto para todas as mulheres do mundo atravessarem. TEM UM GANHO SECUNDÁRIO, nem que seja o sorriso e a gratidão e admiração daquela mulher bonita por alguns segundos. É um ganho secundário, é uma massagem no ego, é um estimulante leve. Mas é. Só que fica muito mais bonito, muito mais socialmente aceitável, se camuflar de “educação”. Querem um exemplo? Trabalhei em um lugar com escadas e tinha um amigo meu que sempre deixava as mulheres passarem antes para subir, com um gesto cortês do tipo “damas na frente, por favor”. Um dia fui elogiá-lo sobre como ele sempre se lembrava de tomar esse cuidado e como era educado e ele, que tinha muita intimidade comigo, respondeu “Educado é o caralho, eu quero é ver as bundas!”.

Então, nos perdoem por não acreditar em educação desinteressada, porque vocês mesmos cavaram essa cova. Quem mandou revestir por anos e anos canalhice de educação? Conseguiram deixar atos nefastos socialmente aceitáveis e até mesmo admiráveis, mas… a que preço? Retiraram completamente a credibilidade de educação e gentileza. É como o menino que gritava “lobo”. De tanto gritar sem motivo, quando o lobo finalmente aparecer, a gente vai cagar e andar.

Para dizer que meu pessimismo está piorando preocupantemente, para dizer que não considera um flerte sem intenções de concretização uma segunda intenção ou ainda para dizer que tem um anônimo apaixonado pelo Ellàhn: sally@desfavor.com

Desde ontem de manhã estamos sem comentários anônimos. Aparentemente o problema é generalizado e ainda não tenho informações se é um bug ou se é nova política do Blogger.

SE for permanente, o desfavor vai trocar de casa. Os comentários anônimos são importantes para nossa “linha editorial” (faltaram várias aspas em linha editorial, eu sei…) e ninguém merece aturar só namefag comentando.

Mas eu vou esperar para ver como a coisa se desenrola. Nem fodendo que eu perco as posições de prestígio que o desfavor alcançou em várias páginas de resultado de pesquisas (sem prestígio) no Google fácil assim.

Enquanto isso, crie uma conta fake no Google para comentar anônimo. Ou apenas leia e concorde com tudo, do jeito que eu prefiro.