Falha Crítica: Aventura final.

SEMANA NERD: Para comemorar o dia nacional do Nerd, o desfavor apresenta “Falha Crítica”, a saga RPG do desfavor. Espadas, magias, poções e muita baixaria nos esperam nos próximos dias.

SALLYEL: Quem vota em sacrificar Ferdinandinho para realizar o ritual e banir Ge Zuiz Tarrasque?
TODOS:
SALLYEL: Ahh… vocês querem enfrentar Ge Zuiz Tarrasque?
TODOS: *fazendo que sim com a cabeça
SALLYEL: E vocês vão lutar contra ele? Vão partir para a porrada?
SOMERLIN: Bem, eu sou um mago, meu ponto forte não é o embate físico…
LINDAMER: Eu prego a palavra de Deus…
PILLIA: Eu sou um menestrel de sucesso, não posso me arriscar
KAR-LAUM: Eu encaro!
SALLYEL: Então vocês estão votando para que Kar-Laum e eu nos fodamos batendo em Ge Zuiz Tarrasque?
SOMERLIN: Cada membro do grupo desempenha uma função de acordo com sua aptidão
SALLYEL: Ahh é? Então tá, vamos enfrentar Ge Zuis Tarrasque, cada qual na sua função, de acordo com sua aptidão

Sallyel puxa seu machado e se posiciona à frente de Ge Zuiz Tarrasque olhando para o grupo com ar de cobrança. Somerlin discretamente caminha em sentido contrário

SALLYEL: Ei! Onde você pensa que vai?
SOMERLIN: Oi?
SALLYEL: Vem aqui enfrentar Ge Zuiz Tarrasque!
SOMERLIN: Minha aptidão é magia e ele é imune à minha magia!
SALLYEL: FAÇA ALGUMA COISA PARA AJUDAR!
SOMERLIN: Você é surda? Eu disse que ele é imune!
SALLYEL: Então crie um escudo protetor para a gente! Me deixe mais forte! Dá o seu jeito!
SOMERLIN: Não vai funcionar! Qual parte do IMUNE você não entendeu?
SALLYEL: DÁ O SEU JEITO!
SOMERLIN: VOCÊ NÃO MANDA EM MIM!
SALLYEL: Não vai ajudar? É isso?
SOMERLIN: Me obrigue! *risinho debochado

Sallyel pega uma pedra no chão e joga em direção a Ge Zuiz Tarrasque. A pedrada, apesar de inofensiva, enfurece a besta, que começa a correr atrás do grupo.

PILLIA: TÁ MALUCA?
SALLYEL: Agora alguém vai ter que fazer alguma coisa! Se virem!
LINDAMER: *pulando nas costas de Kar-Laum e sendo carregada
SOMERLIN: É POR ISSO QUE EU NÃO GOSTO DE FAZER MISSÕES COM O SEXO FEMININO!
SALLYEL: FLUFFIE!

O grupo corre e se esconde atrás de uma igreja. Ge Zuiz Tarrasque se aproxima e a cada passo seu o chão treme. Ge Zuiz Tarrasque olha para Ferdinandinho, que aponta em direção ao grupo

SALLYEL: Rápido, faz alguma magia para nos proteger! Ele nos achou!
SOMERLIN: NÃO VAI ADIANTAR
SALLYEL: Você pode pelo menos tentar?
SOMERLIN: Qual parte do “não vai adiantar” você não entendeu?
PILLIA: Não sabe! Não sabe! Não sabeeee fazer magia de proteção!
SOMERLIN: *um olho só piscando de raiva
SALLYEL: Não sabe! Não sabe! Não sabeeee

Somerlin cria um escudo violeta de luz entre o grupo e a Igreja, com muito esforço. Ao perceber o ocorrido, Kar-Laum fica eufórico e cumprimenta o feito de Somerlin com um elogio e um forte tapa nas costas, que faz Somerlin se desequilibrar, cair e perder o controle do escudo de luz, fazendo com que este se desloque e atinja a igreja, destruindo-a por completo.

SOMERLIN: Puta que pariu
SALLYEL: *suspiro
FERDINANDINHO: Somerlin faz bum!
KAR-LAUM: Foi mal aeee

Para surpresa do grupo, ao ver a destruição da Igreja as feições de Ge Zuz Tarrasque mudaram. A criatura aparentava satisfação. Ferdinandinho batia palmas. Ge Zuiz Tarrasque se aproximou de Somerlin e se curvou.

SALLYEL: É o fim do mundo
SOMERLIN: HÁ!
PILLIA: Ele quer que a gente destrua construções?
LINDAMER: Aparentemente sim
SALLYEL: Porque ele não gosta de construções?

Nesse momento, um grupo de religiosos corria para fora da igreja tentando fugir do desmoronamento. Quando Ge Zuiz Tarrasque os viu, pisoteou todos de forma enfurecida provocando sua morte instantânea.

SOMERLIN: Acho que o problema dele não é com construções, é com religião
LINDAMER: *discretamente arrancando um crucifixo do pescoço e jogando fora
SALLYEL: Como vamos entender os critérios dele?
PILLIA: Mago! Traz um especialista nesse bicho aqui para explicar para a gente o que está acontecendo!
SOMERLIN: *se concentrando e fazendo uma magia

Uma imagem se materializa. Uma espécie de penico com uma criatura decrépita acocorada obrando enquanto lia antigas escrituras ganha forma.

SALLYEL: Não acredito… outra vez?
ANCIÃO DE CEROULAS: *piscando
LIDAMER: Não tinha momento pior para trazer ele não?
SOMERLIN: *apontando para Ge Zuiz Tarrasque
ANCIÃO DE CEROULAS: Como posso ajudar? *levantando do penico
SALLYEL: Queremos compreender melhor esta criatura
ANCIÃO DE CEROULAS: Ge Zuiz Tarrasque era o guardião da inteligência e do bom senso da humanidade, mas foi banido por alguns humanos inescrupulosos através de um ritual secreto, séculos atrás. Sem o guardião da inteligência e do bom senso foi fácil convencer a raça humana de mentiras inescrupulosas e absurdas. Desde então ele vem preparando seu retorno para exterminar a seita maligna que o baniu
SOMERLIN: Seita?
ANCIÃO DE CEROULAS: Sim, uma seita. Depois do banimento de Ge Zuiz Tarrasque eles brigaram entre si por causa de sua ganância, criando várias ramificações religiosas, mas são todos da mesma origem.
PILLIA: A igreja católica?
ANCIÃO DE CEROULAS: A religião, independente do nome que se dê. A religião é a materialização dessa seita maligna nas mais diversas formas e a função de Ge Zuiz Tarrasque sempre foi combate-los
SALLYEL: E se nós ajudarmos, ele poupará nossas vidas?
ANCIÃO DE CEROULAS: Provavelmente, já que foi um membro do grupo de vocês que o trouxe de volta
LINDAMER: Mas se a verdade não está na religião, onde ela está?
GE ZUIZ TARRASQUE: *riscando um símbolo no chão com as unhas
LINDAMER: O que é isso?
SALLYEL: Não sei, parece uma bandeira
SOMERLIN: Tem uma letra “d” no canto?
PILLIA: Nunca saberemos o que é…

O grupo seguiu destruindo todas as igrejas, templos e símbolos religiosos que encontrava pelo caminho, vigiados de perto por Ge Zuiz Tarrasque. Graças a essa escolta, foi muito fácil chegar ao reino de Rogerius Skylab, pois ninguém se atreveu a cruzar seu caminho, nem mesmo as mais apavorantes criaturas que habitavam o local, como a temida Besta Sem Dedo, conhecida por roubar quem por ali passava teve coragem de sair de seu esconderijo.

Chegando ao reino de Rogerius Skylab, um universo colorido e infantilizado se revelou. Logo na entrada um enorme relógio esculpido com a vegetação local adornava os portões de entrada. Uma estação de trem caricatamente infantil leva o grupo até o palácio, passando por um zoológico, florestas e parques de diversões. Chegando no palácio, um criado recebe o grupo.

CRIADO: O Rei está esperando por vocês
SOMERLIN: Ótimo, avise a ele que trouxemos o Príncipe, são e salvo
CRIADO: O Rei apreciará esta notícia, este casamento deve ser realizado o quanto antes
SALLYEL: Porque a pressa?
CRIADO: Os rumores… os rumores estão cada vez maiores, é preciso mostrar ao povo que os rumores são falsos
PILLIA: Vamos ver se o Rei vai aceitar esse… Príncipe que a gente trouxe
CRIADO: Acredite, ele não está em condições de recusar

O grupo é conduzido a uma majestosa sala onde ao final, um homem magro e de cabelos longos está sentado em um trono. O homem faz movimentos que o grupo não pode identificar devido à distância. O grupo caminha em direção ao Rei.

SOMERLIN: Espero que ele não seja uma pessoa sensata
LINDAMER: Por que?
SOMERLIN: Porque se for vai devolver Ferdinandinho
SALLYEL: Acho que você não tem com que se preocupar…

Ao se aproximar o grupo percebe que o Rei mordia uma cenoura enquanto gritava “PLASIL! PLASIL!” e cuspia partes da cenoura já mastigada

PILLIA: Olha o sogrão! *batendo nas costas de Ferdinandinho
SOMERLIN: Vossa Majestade Rogerius Skylab, viemos em nome do Rei Dalborg entregar o Príncipe Ferdinando para este reino
SALLYEL: E não aceitamos devolução!
REI ROGERIUS: Qualquer merda serve!
LINDAMER: Essa filha dele deve ser boniiiita… hihihi
REI ROGERIUS: A Princesa deve casar o quanto antes! TRAGAM A PRINCESA MICHAELL
SOMERLIN: Princesa Michele?
SALLYEL: Não, Princesa Michaell

Quatro guardas entram escoltando a Princesa Michaell, que entra executando passos estranhos, se deslocando de costas, deslizando os pés e ao final dando um giro rápido, projetando o quadril para frente, segurando os genitais e dando um grito. Todos olham espantados. A Princesa Michell possuí uma pele doentiamente branca, um nariz deformadamente pequeno e um corpo anormalmente magro.

PILLIA: O que é isso?
LINDAMER: Que menina feia…
SALLYEL: É menina?
SOMERLIN: É humano?
FERDINANDINHO: NÃO QUER! NÃO QUER! MEDO! *chorando
PRINCESA MICHAELL: I-HIIIIIIII!
REI ROGERIUS: Vamos acabar de uma vez com esses rumores de pedofilia no meu reino! A cerimônia vai ser agora mesmo!

Ferdinandinho se agarra à saia de LINDAMER e pede para não casar. O que o grupo deve fazer: obrigar Ferdinandinho a casar com a Princesa Michaell ou salvá-lo da Princesa Michaell?

[toggles title=”Escolha, nerd!” speed=500] [toggle title=”OBRIGAR A CASAR”]PILLIA: O que? A gente veio até aqui e agora você não quer casar? Vai casar sim!
FERDINANDINHO: BICHO PAPÃO! *apontando para a Princesa Michaell
SOMERLIN: Princesa Michaell, por um acaso você tem balas em seus aposentos? O noivo gosta muito de balas
PRINCESA MICHAELL: Siiiim, siiiiim, balas sempre são muito úteis para atrair crianças! *voz forçadamente fina
SOMERLIN: Então pegue balas, porque se não a coisa vai ser trabalhosa
SALLYEL: Ferdinandinho, não é você quem escolhe sua esposa. Seu pai escolheu ela para você e você deve aceitar!
FERDINANDINHO: NÃO QUERO! *chorando
REI ROGERIUS: Como esse menino é feio… mas, dadas as circunstâncias…
PRINCESA MICHAELL: BALAS! Olhe Príncipe! Eu tenho muitas baaaalas! I-hiiiiii!
FERDINANDINHO: MONSTRO! *chorando agarrado na saia de Lindamer
LINDAMER: Ferdinandinho, sabe quando seu pai te manda comer brócolis e você não quer?
FERDINANDINHO: *fazendo que sim com a cabeça
LINDAMER: Sabe quando você diz que não quer e ele te bate até você comer?
FERDINANDINHO: *fazendo que sim com a cabeça
LINDAMER: É a mesma coisa agora. Você vai comer, mesmo que tenha que apanhar para isso
FERDINANDINHO: *chorando e correndo em direção à porta
REI ROGERIUS: GUARDAS! Segurem o noivo!

Diversos guardas fecham a saída do palácio e levam de volta Ferdinandinho. Um padre entra e inicia a celebração da cerimônia. Fernandinho dá um grito alto de desespero e uma pata gigante rompe o teto do palácio esmagando o padre. Ge Zuiz Tarrasque coloca Fernandinho em seu ombro e olha de forma ameaçadora para todos os presentes.

SOMERLIN: NÃO! NÃO! ELE TEM QUE CASAR! VAMOS PERDER A RECOMPENSA!
LINDAMER: Hihihi! Cala a boquinha filho da puta! *beliscando Somerlin
SOMERLIN: EU NÃO PASSEI POR TUDO ISSO A TOA! DEVOLVE ESSE ANIMAL!
GE ZUIZ TARRASQUE: *fechando a cara
SALLYEL: Você está irritando a besta
PILLIA: *saindo de fininho
SOMERLIN: VOCÊ JÁ DESTRUIU AS SUAS IGREJAS! NÃO SE META NOS NOSSOS NEGÓCIOS! *gesticulando
SALLYEL: Acho melhor você parar com isso
SOMERLIN: SOLTA! SOLTAAAAA! *chutando o dedo do pé de Ge Zuiz Tarrasque
LINDAMER: *tentando segurar Somerlin
KAR-LAUM: Mano, nem eu estou achando uma boa ideia brigar com esse bicho, deixa ele levar o Príncipe…
SOMERLIN: NÃO! NÃO! DEVOLVE! DEVOOOOLVEEEEEE *fazendo gestos ordenando que coloque Ferdinandinho no chão
SALLYEL: Você vai arruinar a todos nós!
SOMERLIN: Você é como os religiosos! Quer impor a sua vontade e se meter onde não foi chamado! Você é a mesma merda que eles!

Em um rápido movimento, Ge-Zuiz Tarrasque pisa em Somerlin, que morre esmagado na mesma hora. Todos começam a correr e gritar, mas é em vão. Um por um, Ge-Zuiz tarrasque pisoteia naqueles que tentaram obrigar Ferdinandinho a casar, depois vira as costas e vai embora carregando Ferdinandinho nos ombros.

Moral da história: Não há nada que Somerlin não possa arruinar.[/toggle] [toggle title=”SALVAR FERDINANDINHO DO CASAMENTO”]SALLYEL: Não é prudente aborrecer quem conjura Ge Zuiz Tarrasque
SOMERLIN: Não quero ficar sem a recompensa
SALLYEL: Precisamos ganhar tempo…
PILLIA: Majestade, o Príncipe precisa obrar antes da cerimônia!
REI ROGERIUS: Podem conduzi-lo até o jardim…

Do lado de fora do castelo

SALLYEL: Olha, o Rei está querendo casar a Princesa com qualquer merda, para ele tanto faz com quem
SOMERLIN: Então vai lá e casa você com ela!
SALLYEL: Faz uma magia e consegue qualquer pessoa para a gente vestir com as roupas do Ferdinandinho e botar para casar!
PILLIA: Porque ele não faz uma magia para conseguir o dinheiro da recompensa, assim a gente não tem que participar desse tipo de furada?
SOMERLIN: *recitando palavras sem nexo e se concentrando

Uma figura decrépita com o corpo nu ensaboado aparece

ANCIÃO DE CEROULAS: Vocês só me chamam em horas inconvenientes…
SALLYEL: Você só sabe trazer esse sujeito, né?
SOMERLIN: Kar-Laum, segura ele!

O grupo vestiu o Ancião de Ceroulas com as roupas de Ferdinandinho e colocou Ferdinandinho com roupas de Elfo que Sallyel trazia consigo debaixo da túnica de Somerlin. Voltaram ao palácio e reapresentaram o noivo

SALLYEL: Você reclama que eu ando com bagagem em excesso mas se não fosse isso você estaria com Ferdinandinho pelado debaixo da sua túnica!
SOMERLIN: *cara de nojo
SALLYEL: Majestade! O Príncipe está pronto para o casamento
GUARDA: Esse não é o Príncipe!
SOMERLIN: É sim, ele tem o dom da transmutabilidade
REI ROGERIUS: Tanto faz, só quero que casem logo
ANCIÃO DE CEROULAS: *piscando para a Princesa
PRINCESA MICHAELL: NÃO! NÃÃÃÃO! MONSTROOO *chorando

Terminado o casamento, o grupo começou sua jornada de volta.

SOMERLIN: Vamos ter que dizer ao Rei Dalborg que casamos o filho dele
SALLYEL: E o que vamos fazer com Ferdinandinho?
SOMERLIN: Temos que nos livrar dele
LINDAMER: Podemos abandoná-lo na Floresta dos Intocáveis, junto com os outros Anjos de Luz, ele vai ser feliz ali
PILLIA: Vamos ter que passar por ali para voltar de qualquer jeito…

O grupo entra na Floresta dos Intocáveis. O Orc das Oito Árvores os saúda e lhes dá mais moedas de ouro. Passam correndo pela floresta até chegar à aldeia dos Anjos de Luz, que circulam sem a supervisão de seus pais, uma vez que estes haviam sido mortos pelo grupo. Os Anjos de Luz começam a cercar Sallyel e um deles a agarra por trás sem que ela perceba

SALLYEL: Tem um bicho desses em mim!
ANJO DE LUZ: ABAAAAÇO!
LINDAMER: Vou tentar convencer ele a sair falando de Deus…
SOMERLIN: NÃO! Chega disso, estou sem paciência! *puxando o Anjo de Luz pelos pés
SALLYEL: AI! PARA! ESTÁ DOENDO! Eles são muito fortes!
LINDAMER: EI! UM DELES GRUDOU EM MIM TAMBÉM!
PILLIA: ME RESPEITA! ME RESPEITA E ME SOLTA!
SOMERLIN: Kar-Laum, ajuda aqui, puxa os Anjos de Luz deles!
SALLYEL: NÃÃÃÃÃÃOOOOO!

Em um movimento brusco Kar-Laum puxa o Anjo de Luz do tronco de Sallyel, porém a força descomunal faz com que seu tronco sofra lesões fatais, fazendo com que ela caia sem vida no chão sem que o Anjo de Luz se solte. Ele repete o mesmo procedimento com Lindamer e Pillia, que também caem desfalecidos. Finalmente um Anjo de Luz adere ao próprio Kar-Laum, que tenta arrancá-lo de si mesmo usando a mesma técnica e acaba se matando. Ao perceberem que as pessoas não mais se moviam, os Anjos de Luz perdem o interesse e focam no único que permanece vivo

SOMERLIN: NÃO! NÃO VEM NÃO!
ANJOS DE LUZ: ABAAAAÇO
SOMERLIN: *fazendo uma magia às pressas e correndo
ANJOS DE LUZ: ABAAAAÇO!

Finalmente os Anjos de Luz alcançam Somerlin e o sufocam em um lento, coletivo e doloroso abraço até que seu corpo cai inerte no chão

Moral da história: Não há nada que Somerlin não possa arruinar.[/toggle] [/toggles]

E todos foram felizes para sempre.

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas:

Comentários (58)

  • O intocável se deu bem (ou ao menos sobreviveu) no final.

    O que deu em vocês pra fazer o final da história politicamente correto?

    • Politicamente correto onde? Na parte em que os Anjos de Luz são assassinos ou na parte em que tentamos obrigar um Anjo de Luz a casa com um pedófilo?

      • Na parte em que vocês morrem de forma violenta e só ele sobrevive.

        Acho que você quis matar logo todos os personagens pra evitar um capitulo 2 /troll face

        • No mundo do RPG esse recurso não é válido, tem magias que trazem as pessoas de volta mesmo quando mortas. Infelizmente

  • Avatar

    Daniela Balboa

    Puxa, Sally, pra quem tava de saco cheio, tu fez um ótimo trabalho, parabéns! Mas não posso opinar sobre assuntos nerds, já que gosto, apesar de as minhas tentativas de jogar RPG terem sido frustradas.
    Vim para alegrar teu dia (pretensiosa, magina), contando como foi meu primeiro dia na academia:
    Ontem precisei ir no shopping, e lembrei que não tinha comprado as bandagens pra colocar na mão. Entrei numa loja pra ver, vi também uma botinha da Everlast, não sei se a vendedora fez ~~drama~~pra mim falando como eu não podia usar tênis de ginástica/corrida normal, mas comprei mesmo assim. Usei ontem, tô usando hoje, quero correr, dormir, tomar banho com ela, adorei, é muito confortável! Ok. Aproveitei o embalo, passei na academia, fiz a matrícula, comprei as luvas (combinando com a bandagem, claro, porque sou disáiner) e comecei ontem mesmo. Até que não foi de todo mau, vi que ainda sei pular corda, achei que fosse morrer no terceiro abdominal, mas tudo bem. Fiquei uma meia hora, provavelmente 1/3 do tempo parada, ofegante, o que deve ter sido uma cena patética pra quem via. Não estou fazendo pra emagrecer, pois já sou magra e linda (ok, esquece o “linda”), é mais pra combater o sedentarismo mesmo. ^^
    Queria aproveitar pra pedir dicas do que comer antes de treinar, observando os seguintes critérios: algo fácil de encontrar (ou seja, nada muito exótico) e fácil de preparar, por causa da minha inaptidão culinária e preguiça.

    • Parabéns para você! Eu se tentar pular corda me enforco. Se tentar chutar caio. Toda a minha aptidão física está concentrada na dança, qualquer coisa que saia disso fica grotesca!

      Antes de fazer atividade física coma carboidratos de lenta absorção (geralmente os integrais são) para que o seu corpo tenha combustível para uma hora de exercícios e não precise degradar a sua massa muscular (papo técnico: catabolizar) em busca de suprimentos. Um sanduiche de pão integral com algum bicho no meio, aveia e cia resolvem. Eu também gosto de complementar com uma ou duas bananinhas, porque tem potássio e previne câimbra. Se puder, observe o índice glicêmico do alimento que vai comer (tem tabelinhas mil no Dr. Google) e tente não ingerir nada com um índice muito alto para evitar uma hipoglicemia de rebote.

      • Avatar

        Daniela Balboa

        Poxa, pelo menos ALGUMA coisa eu tinha que saber fazer, haha! Agora me peça pra dançar, até um orangotango aleijado se sai melhor.
        Bacana, esse negócio do carboidrato eu até sabia, mas não sabia que era melhor o integral, nem essa paradinha de índice glicêmico. Trabalho melhor com exemplos, brigada. ^^
        Tava relendo a tua postagem sobre bomba, vi que não pode ingerir bebida alcoólica e eu tenho minhas prioridades, OU SEJA. E também nem quero ser pugilista, só quero me exercitar e ver os gateenhos. :B

        • Você não precisa de bomba! Bomba é para casos muito específicos, tipo Fulano passou em um concurso que paga vinte mil mas tem uma prova física que ele dificilmente vai conseguir cumprir. Se quiser uns musculinhos é só fazer musculação! Para fins estéticos não precisa de bomba!

          • Avatar

            Daniela Balboa

            Gostei do teu exemplo, e realmente não vem ao caso pra mim.
            Fiquei muito contente porque fui na Lupo pra ver tops e os P não me serviram, ficaram apertados. Ou meus peitos não são tão minúsculos como eu acho que são, ou a modelagem da Lupo que é muito equivocada, hahaha!

            • Olha, cada vez mais a modelagem das roupas no geral está encolhendo. Faz uns dois ou três anos que não compro nada P. O tamanho P só cabe em um feto.

              • Avatar

                Daniela Balboa

                Acho que na próxima aula vou perguntar quando que já posso bater nos outros, hahaha!
                Ontem fiquei com vontade de sentar a mão num tipa no ônibus, que resolveu escutar música no celular. O amigo dela até falou pra ela não fazer isso, e ela respondeu: “Vou escutar sim, não devo nada pra ninguém nesse ônibus, quero ver alguém reclamar”, etc. Mas fiquei na minha porque sou phyna, tava indo pra balada e não queria me sujar por tão pouco.
                Eu nunca pensei em brigar (até porque sou fracote e apanharia de todo mundo), não tenho força, mas quem sabe sabendo a técnica… Olha eu querendo sair na porrada com o povo, tu tá sendo uma má influência pra mim, Sally. :P

  • Ge Zuiz Tarrasque tem tara pelos “Anjos de Luz”, odeia tanto as igrejas que é conivente com quem engana o pessoal da igreja ou as duas coisas?

    • Ge Zuis Tarrasque não tem tara por Anjos de Luz, tem um sentimento de gratidão por Ferdinandinho, que o trouxe de volta

  • 3 coisas a comentar:

    – Impressão minha ou a Sally parecia louca para terminar essa história de qualquer jeito?

    – Como o Ancião de Ceroulas pode ser um Ancião de ceroulas se ele estava tomando banho, obviamente sem as ceroulas?

    – Eu avisei que gzuiz tarrasque era imune a magia, mas eu não mencionei (propositalmente), que toda e qualquer magia lançada contra ele (por magos teimosos em sua ineficácia) tem uma chance em duas voltar contra o seu conjurador. E, na teoria rpgística verdadeira, O Tarrasque “de verdade” é uma punição dos Deuses pelas merdas humanas. Então, você não tem NOçÃO do quanto você foi irônica ao escrever essa última aventura. Deus lhe pague.

            • José Mayer é tudo como sex symbol na Suíça. Sex symbol e pegador. A mulherada de lá (sobretudo as de baixa renda) acham ele lindo, atraente e certamente dariam para ele. A nossa cabeça não reflete a cabeça de um suíço médio…

              • Mas ai já é o trem das periguetes que vive no sonho porque o galã da terceira idade bate ponto na Globo e ainda tem a moral levantada pelas revistecas de fofoca.

                Só que tem uma coisa… Na vida real a parada é diferente. As jovens não dão muita moral pra novela e as “véias” tem outras coisas pra se preocupar.

                Com isso, o Somir (as vésperas de seus 30 anos) tem mais chance de dar uns “pega” nas “9inha” do que esse pseudogalã que está pra lá de rancento.

                  • Sério mesmo… O Zé Mayer não tá com essa bola toda não, sendo que provavelmente colocam ele de “galã” por ele ser tecnicamente limitado quando comparado com outras estrelas do alto cast e até por isso mesmo ter maior disponibilidade para cobrir o papel (além, é claro, de bons conchavos lá dentro).

                    Até o MALA do Benicio é mais galã que o Mayer.

        • Não, as Igrejas recebem sem fazer nada em troca, apenas não mandando as pessoas para o inferno. Aqui eu trago conhecimento: eu ensino como dar o cu, eu ensino porque sai milho inteiro no cocô…

    • 1) A Sally estava cansada da brincadeira e como a bomba caiu na mão dela, ela já deixou os dois finais prontos e publicados para quem quisesse ver e todas com o Somerlin se fudendo.

      2) O Ancião de Ceroulas é tão bizarro que “se banha” de Ceroulas. Só se incomodou porque estava se banhando com a Sra. Perigretchen, faltando pouco para entrar no ponto de bala do Viagra.

      3) Ironia é a moda da casa aqui no Desfavor. Sinta-se em casa.

      3)

    • “na teoria rpgística verdadeira, O Tarrasque “de verdade””

      Frase auto explicativa do porque jogadores de RPG são considerados ners sem vida social, contem as palavras “teoria” seguida de “verdadeira” e “verdade” entre aspas, com a devida coêrencia atribuída pelo autor.

      Ainda bem que eu não joguei muito mais do que 2 aventuras medievais e umas 4 de vampiro.

  • Bela Moral. Digna do Desfavor. Não teria por acaso, em algum lugar de sua memória, um “Siago Tomir – aquela do RPG” por aí não? Só pra não perder o pique…?

  • Avatar

    Larissa Godzila pisa em todos no RPG

    Porque essa porquera desse negocio do corintias tem que ficar ai pregado no blog???

    Quando que esse cacete de RPG vai acabar???

    Sallyel, o que tá acontecendo?? Voce estásendo dominada por Samaricon????
    Nao manda mais nada nessa budega???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: