Processa Eu!: Tutoriais de Maquiagem.

pe_maquiagem

Amigo Cueca, vá ler outra coisa porque isso não vai te interessar. Assim como o Somir já dedicou postagens inteiras a jogos de computador e videogame, pornografia japonesa e outros assuntos de interesse majoritariamente masculinos, a postagem de hoje é de interesse quase que exclusivamente feminino.

Na Suíça as pessoas não tem semancol. Qualquer imbecilóide com uma câmera na mão se acha bonita e interessante o suficiente para ser filmada e graças a essa mentalidade que é um mix de arrogância oriunda de mecanismo de defesa de complexo de vira-lata com desejo desenfreado por evasão de privacidade vem surgindo uma categoria de vídeos bizarros, irritantes e dignos de pena. Processa Eu: Tutoriais de Maquiagem Suíços.

Para quem não sabe, são vídeos onde meninas e mulheres feias demais para conseguirem trabalhar como figurantes na Globo tentam ensinar dicas e truques de maquiagem. O problema é que além de serem feias, elas são bregas e fazem maquiagens de péssimo gosto. Sério mesmo, parecem macacas maquiadas (sem qualquer relação com cor de pele, até porque são todas brancas). O resultado final é de fazer a Elke Maravilha olhar e dizer “ficou excessivo”. Feias e burras, erros de concordância verbal e nominal pipocam durante todo o vídeo e plural é um luxo poucas vezes aplicado.

Se você se propõe a fazer um vídeo que pode ser visto no mundo todo sobre um determinado produto, o mínimo que se espera é que você saiba pronunciar o nome deste determinado produto e de sua marca. Se não sabe, pesquise, pois se tem internet para postar vídeo, também tem internet para pesquisar, certo? Mas pesquisar, estudar, se informar ninguém quer. Mesmo sobre o mais fútil dos assuntos: produtos de beleza. O resultado é dramático.

Dificilmente acertam os nomes corretos dos produtos. Caipiras riquinhas que tem muitos reais para gastar em maquiagem pronunciam o nome dos produtos parecendo o Flavio Silvino. Berço que é bom dinheiro não compra, adianta ser riquinha e ignorante? Creio que não. Daí vemos gente falando sobre maquiagem da marca M.A.C se referindo a ela com a seguinte pronúncia: MÉQUI. Cada vez que vejo uma dessas caipirinhas sem berço dizendo MÉQUI sinto vontade de me suicidar feito o Didi Mocó, abrindo meu maxilar com minhas próprias mãos. M.A.C. é uma abreviação do nome da marca, que seria Make-up Art Cosmetics, logo, por ser uma sigla, se pronuncia como se escreve: MAC. Mas a referência de língua estrangeira que essas antas tem é o Mc Donald´s , então, vão morrer falando MÉQUI. É o mesmo que um vendedor de carros dizer “Uolksvagen”, credibilidade zero.

O nome dos produtos também provoca crises de riso quando pronunciados por essas boquinhas ignorantes. Alguns ficam até mesmo incompreensíveis, pois pior do que falar como se escreve é tentar falar um inglês errado e puxar R onde não tem que puxar ou acentuar palavras estrangeiras de forma abrasileirada. Talvez seja o caso de colocar legendas para que quem assiste finalmente compreenda o nome do produto, se bem que, o público alvo provavelmente são aquelas pessoas que só assistem filme dublado porque não conseguem acompanhar o que acontece na tela e ler legendas ao mesmo tempo. Tivesse investido metade do tempo ou do dinheiro em um curso de inglês e seria um ser humano bem mais completo. Adianta estar toda maquiadinha falando merda? Vai chegar onde assim? De recepcionista não passa. Aliás, nem isso, porque até para ser recepcionista estão cobrando inglês fluente.

Mas não importa, a fulana pode ter o pior emprego do mundo, no final do dia ela chega em casa toda trabalhada na vibe Empreguete e vira popstar fazendo seus vídeos. Isso alimenta a mediocridade da pessoa, pois se sua vida se resumisse ao seu emprego de merda aquilo a incomodaria a ponto de correr atrás e tentar melhorar de vida. Mas não, a pessoa tem seu momento “fama” e isso ajuda a suportar sua vida de merda, levando a uma acomodação que mais tarde será creditada a algum motivo de força maior.

Neguinho não se informa, não pesquisa, porque o produto apresentado é o que menos importa. É tudo um motivo para aparecer, para mostrar a cara que elas julgam ser linda (e não é, são caipiras ou barangas ou ambos), o quarto que elas julgam ser lindo (e mais parece um prostíbulo onde a cafetina é a Hello Kitty) e todos seus produtos de maquiagem que juntos podem chegar a valer uma fortuna (Alicate tem, né?) que de nada adiantam quando não se tem cultura, sofisticação e bom gosto. Não passam de macacas maquiadas envergonhando a si mesmas. Mas como o povo suíço não tem critérios, elas não são esculachadas e continuam.

A escolha das cores nas maquiagens provoca o Efeito Shiryu (aquela vontade de cegar a si mesmo enfiado o dedo nos olhos até sangrar). Pessoas com beiça grande, enorme, passando batom vermelho sangue. Fica parecendo que tem duas peças de carne daquelas que ficam penduradas em açougue na boca. Ou então gente cujo tom de pele não é branco-quase-transparente usando o batom Snob da M.A.C., aquele cor rosa-buceta. Puta que me pariu, só pode usar esse batom que é branco quase transparente e mesmo assim, com muuuito cuidado. Uma maquiagem brega, mais preocupada em exibir a dona e os produtos do que em ensinar propriamente alguém a se maquiar. Esses vídeos só prestam para ensinar o que NÃO fazer.

Como se isso não bastasse, ainda são CHATAS PRA CARALHO. Quase todas tem uma voz irritante (e sotaque mais ainda) e falam, falam, falam SEM PARAR. Porra, cala a boca e faz essa maquiagem! Não, não pode. Diarreia verbal, a pessoa não consegue ficar três segundos em silêncio e fala, fala, fala. Fala dela, fala da casa dela, fala das maquiagens dela… Filha, VOCÊ NÃO É TÃO INTERESSANTE, ninguém quer saber sobre você. Não tem amigas não? Vai conversar com suas amigas, coisa mais deprimente bater papo com câmera! Ou ao menos tenham algo interessante a dizer…

Além de ensinar (errado) os outros a se maquiarem e matraquear incessantemente, as Macacas Maquiadas também falam das suas “comprinhas”. Taí algo que eu não entendo. Ficar mostrando para quem quiser ver o que comprou, o que deixou de comprar. Parece uma coisa meio que “me invejem”, já que muitas vezes elas nem mesmo chegam a falar dos produtos, muitos dos produtos comprados estão lacrados quando são mostrados!

Os vídeos onde elas mostram as “comprinhas” são os mais engraçados em matéria de pronúncia, pois para quem não sabe, produtos de beleza costumam ter nomes compostos em idiomas estrangeiros. Ahhhh as pronúncias… se nem a marca acertam, quem dirá os nomes. Máscara para os cílios com nomes como “Haute and Naughty too Black Lash” ou “Diorshow Ionic Mascara Courbes Haute Précision Déploiement Spectaculaire” viram meros grunhidos risíveis. Sério mesmo, a pessoa fala em voz alta e não percebe que está passando vergonha? Pior do que isso só essa gente pronunciando “Christian Louboutin”: “Labutã”. SOCORRO!

Mesmo quando elas efetivamente usam os produtos e resolvem fazer vídeos com críticas em vez de tutoriais, a situação é RI-DÍ-CU LA. O Suíço Médio está tão desacostumado a ter senso crítico que não sabe criticar. As críticas são totalmente despropositadas. Coisas como “Eu não gostei desta base porque a cor ficou muito escura na minha pele”. Oi? COMPRASSE UMA BASE MAIS CLARA, ANTA! O fato de você ter errado de cor não é motivo para criticar o produto, apenas para criticar a si mesma que foi imbecilóide de jogar dinheiro no lixo comprando a base errada. As críticas são quase sempre ligadas a burrices que elas próprias fizeram cuja culpa não chega nem perto do fabricante. Universo Umbigo. Nem para criticar maquiagem essa gente tem cérebro.

As Macaquitas Maquiadas são tão toscas que muitas vezes dá para usar suas críticas como elogio reverso: se uma pessoa tão sem berço achou uma merda, talvez seja bom. Mais ou menos o mesmo princípio que eu adoto com evangélicos: se evangélicos não gostam, deve ser bom. Elas são os evangélicos da maquiagem. Por exemplo, uma vez vi uma criticando um creme porque ELA não gostou do cheiro. Procurei experimentar e não deu outra: um cheiro delicioso, suave, sofisticado. Imagina… se não tiver cheiro de boneca da Moranguinho, aquele cheiro camelotizado de Victoria´s Secret que dá formiga no seu corpo cinco minutos depois que você passa o creme, o cheiro é “sem graça”.

E o ambiente de filmagem? Tosco, filmagens feitas em ambientes mal iluminados ou super hiper iluminados. Porque quando você mostra maquiagem, a luz é fundamental. As antinhas vão para o banheiro, com uma luz totalmente artificial e querem mostrar a cor de um batom nesse ambiente. Ou pior, filmam em seus quartos, reduto da cafonice máxima, com cortinas que um puteiro não usaria por considerar brega demais e estante com bichinhos de pelúcia no fundo em muito inadequados para sua idade. Isso quando não tentam ostentar “sem querer” bens materiais que dão pena, como uma bolsa Victor Hugo (se você é rico e de bom gosto não chega perto dessa loja, por mais cara que seja).

E as tosquices que acontecem durante as gravações? Poodle cruzando com bichinho de pelúcia ao fundo é o mais light. Eu assisti um vídeo onde a Macaca Maquiada se dizia Mary Angel Alguma Coisa e no meio do vídeo entra a mãe berrando “MARILEEEEI, O ALMOÇO ESTÁ NA MESA CACETE!”. No dia em que eu pegar dicas de maquiagem com uma pessoa chamada Marilei vocês me internem. Aliás, deve ser com Y, deve ser Mariley, porque essa gente adora W e Y. Sim, a pessoa não tem culpa da mãe ter colocado esse nome nela, mas tem culpa de permanecer com o nome. Mude esta merda! Se bem que, não adiantaria, essa gente quando muda, muda para algo igualmente ruim: “Não quero me chamar Riroca, vou fazer todos os trâmites judiciais e mudar meu nome para… Sara Sheeva”. Sensacional.

Já tive o desprazer de me deparar com um vídeo onde se podia ver um vibrador no cantinho do quarto. As tosquices são infinitas e as autoras dos vídeos não parecem se dar conta do papel ridículo que estão fazendo. Muito pelo contrário, agradecem as “centenas” de e-mails pedindo por mais vídeos, na tentativa de se promover, mas quando você vai ver o numero de visualizações, não passam de 20 ou 30, ou seja, elas querem que acreditem que gente que não viu o vídeo está pedindo para elas fazerem outros! E ainda começam os vídeos falando dos seus “fãs”. Muitas tem fã-clube, presidido adivinha por quem? Por elas mesmas. Composto por quem? Por elas mesmas e por uma meia dúzia de amigos e primos.

A introdução dos vídeos também é muito sofrida. Montagens toscas de fotos da “apresentadora” com molduras de arrepiar os cabelos do cu ao som de músicas que fariam o tema do filme Titanic ser considerado algo sofisticado. Daí aparece a Macaca Maquiada invariavelmente no seu quarto ou no seu banheiro, usando uma maquiagem muito da escrota e mal feita que faz uma menina de 18 anos parecer ter 45 ou parecer um traveco. Ou ambos. Você olha e pensa “como é brega, como é brega” e espera pelo pior: a voz. Aquela voz forçada vibe Xuxa, que é um mix de débil mental com maritaca, sabe? E a voz não para, pois a Macaquita fala sem parar, sobre ela mesma, claro.

Fico me perguntando se os namorados dessas criaturas não sentem vergonha e não se questionam em estar com pessoas tão cabeça-oca. Porque a menos que você viva disso, perder uma hora do seu dia fazendo um tutorial de maquiagem, expondo sua casa, expondo seu rosto, é de uma inadequação extrema. Quando nem ao menos se maquiar você sabe, a coisa vira inconveniência, uma ode à vergonha alheia. Seria como se eu fizesse um vídeo sobre como programar seu computador e ao final minha inabilidade fizesse o PC pegar fogo.

Dentre as centenas de investimentos que uma pessoa pode fazer para se aprimorar como ser humano (um curso, ler um livro, estudar, estagiar, trabalho voluntário etc) que tipo de pessoa escolhe evadir a própria privacidade matraqueando com uma câmera e mostrando algo que não sabe fazer? Gente fútil, feia demais para ser atriz, sem talento demais para ser famosa, cujos vídeos caseiros são a única oportunidade de dar vazão a um sonho brega de fama que deveria ter desaparecido depois de completar dez anos de idade.

É perturbador ver essa Geração Pikatchu (pela forma tosca como usam o blush) tentando ensinar alguém a se maquiar. É vergonhoso. Pior é pensar que diversas desavisadas de fato assistirão a esses vídeos e colocarão aquilo em prática. Mais perturbador ainda é ver a quantidade de vídeos que produzem, muitas delas em idade escolar ou na faculdade, gastando tempo que poderia estar sendo utilizado para algo mais útil, como se tornar uma profissional mais qualificada. Sim, porque certamente nenhuma delas é maquiadora profissional, com aquele nível de maquiagem apresentada.

Não tenho nada contra quem faz vídeos DECENTES sobre maquiagem, inclusive recomendo os vídeos de quem sabe o que faz, como é o caso da Tanya Burr. Caso você tenha curiosidade, aqui está um vídeo honesto dela. Fala sobre maquiagem para um primeiro encontro, onde ela diz com todas as letras que não devem haver excessos. Ela claramente não quer se promover, começa o vídeo sem uma gota de maquiagem, com sobrancelhas desalinhadas, toda cagada, com cara de drogada. Ao final do vídeo ela está linda e natural, como de fato os homens gostam. Aprendam com quem sabe. Os vídeos são em inglês mas, salvo engano, o YouTube fornece esquema de legendas. Além disso abaixo do vídeo vem uma lista de todos os produtos usados.

Depois desta indicação acho que ficou claro que o grande problema não é o vídeo de maquiagem em si, antes que me acusem de ser radical. Logo eu, que adoro e consumo maquiagem. O problema é gente sem senso crítico que reclama de produtos que não soube usar, que se dedica a mostrar “comprinhas” para ostentar e que usa como pretexto meia dúzia de pinceladas na cara para tentar a fama ou desabafar suas carências com uma câmera. Se for menor de idade, merece um belo puxão de orelha da mãe. Se fosse minha filha se portando dessa forma vergonhosa eu certamente tentaria mostrar quão ridículo é seu comportamento. Mas se bobear as mães nem sabem, ou são tão bregas quanto e acham lindo.

O grave é que nem sempre esse comportamento adolescente vem de uma adolescente, tem muita mulher marmanja se portando assim. Já vi vídeos onde a cidadã está ensinando a se maquiar e um bebê chora ao fundo, por quase meia hora. Ou seja, deixou o filho chorando mas não interrompeu o vídeo. O que se passa na cabeça de alguém que faz isso? O que se passa na cabeça de alguém que tem um filho bebê e gasta tempo fazendo vídeo sobre maquiagem? Merda, é isso que tem na cabeça de uma pessoa assim. E mais merda ainda tem quem assiste a isso.

Fico me perguntando se as autoras desses vídeos não tem amigas, para dar um toque e falar: “Tá ridículo, pare agora”. Provavelmente só se aproxima (e consegue continuar próxima) a uma pessoa assim outra pessoa igualmente ridícula ou ainda mais. Para piorar ainda mais a situação, as autoras desses vídeos ainda ficam lambendo o cu umas das outras, elogiando como moeda de troca para obter elogio. É como se pessoas HIV positivas começassem a fazer sexo umas com as outras sem camisinha, misturando e potencializando um vírus que por si só já era letal.

Seja na forma, seja no conteúdo, tutoriais de maquiagem protagonizados por mulheres suíças são, em sua esmagadora maioria, ridículos, risíveis, de péssimo gosto e nem um pouco didáticos. Te convido a assistir apenas DOIS minutos e me dizer se não sentiu vergonha alheia que fez seu cu fechar. A evasão de privacidade, a carência, a falta de semancol, a verborragia, a cafonice, o despreparo para falar daquele assunto, a burrice, o desserviço prestado… são tantos fatores irritantes que não é possível ficar apenas na esfera da pena, você sai do “sinto pena” para o “que mulher insuportável, alguém passa silvertape na boca dessa macaca maquiada!”.

Nem mesmo Andy Warhol poderia prever que as pessoas chegariam a esse ponto de latrina para conseguir seus quinze minutos de fama. Esses vídeos são a personificação da pobreza, da falta de ambição na vida. Nem para ser fútil a pessoa tem competência. Excrescência humana toda coberta de base, rímel e batom. Parabéns aos maridos e namorados, viu? Haja paciência para aguentar uma porra dessas dentro de casa!

Para se sentir ofendida porque fez vídeos com tutoriais de maquiagem, para dizer que divertido mesmo seria Siago Tomir fazer um vídeo de tutorial de maquiagem ou ainda para dizer que é homem e não entendeu absolutamente nada deste texto: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

514 desfavores sobre “Processa Eu!: Tutoriais de Maquiagem.

Esses tempos eu tava precisando de umas maquiagens e fui procurar nesses vídeos de comprinhas resenhas sobre os produtos. TODAS, T-O-D-A-S que vi (e foram várias, pois fiquei uns 3 dias pesquisando) pronuncia MÉQUI. Eu sempre falei MAC usando esse mesmo princípio da sigla e já tava me perguntando se EU é que não tava falando errado. Não é possível todas, sem exceção, falando de um jeito e só o meu ser o certo, pensei. hahahaha

E é bem assim mesmo, elas fazem cagada e culpam o produto. Vi um vídeo da Niina Secrets falando que o Mega Cílios, aquele rímel novo da Avon, não presta porque, segundo ela, “é difícil de passar e faz muita meleca”. Um rímel maravilhoso com um aplicador que pega desde a raíz e deixa com cílios de boneca. Quanto a fazer meleca, qualquer máscara de cílios se não tirar o excesso antes de usar.

Além de tudo isso ainda tem a péssima mania de esfregar tudo na cara,passar base como se tivesse jogando massa corrida na parede.passar blush e contorno ficar com cara de sujeira.Só gostam de perfumes e hidratantes doces,feito açúcar queimado ;

Fantástico, finalmente encontrei alguém que se identifique com o que eu penso. Fico chocada quando vejo milhares de visualizações para vlogs como esses e o pior porque a vida dessa pessoas e o que elas fazem geram tanto interesse, sendo que não passam de bobagens, imbecilidades, asneiras, consumo excessivo, influenciando pessoas de personalidade duvidosa a se inspirarem nisso. Parabéns adorei! Precisamos de mais cérebros, cultura e usar a internet de forma inteligente e coerente.

Terrível que a maior parte das pessoas não tenha mais capacidade de identificar o tosco. O tosco está virando regra.

Eu li pela 2ª vez essa postagem “jurássica” só pra constar que não sou a única a compartilhar dessa opinião. Ahahahhahahahaha….
Já vi meia dúzia de vídeos, nunca consegui assistir até o fim, mas queria constatar: – “não, ela não tá falando isso”, vai sair alguém de trás e falar que é pegadinha, mas não.
Todos irritantemente iguais, todas fazem a mesma voz, mexem no cabelo, são estranhas, compram coisas ridículas, me dão medo, quando não, me causam gargalhadas.

Só pra constar (porque essa postagem é jurássica e ninguém vai ler esse comentário): essa Tanya Burr é maravilhosa mesmo SEM maquiagem.

Sally, pesquisando no Youtube “tutoriais de MAQUIAJEM” aparecerá mais vídeos dessa gentinha citada. Quando não é mãe gritando, é cachorro latindo ou bebê chorando.
É deprimente que a maioria das “maquiadoras” seja meninas de 11 ou 12 anos despenteadas com sotaque incompreensível (não falo maloqueirês).

(off, mas não tanto: http://www.youtube.com/watch?v=3fzDeNtFezQ)

Olá, boa noite.
Achei muito inteligente seu post e concordo com praticamente tudo. Penso que o motivo para a existência de tantos vlogs e tutorias com esse assunto é pq a garotada quer se tornar vlogueiras de sucesso, ou seja $$$.
Gostaria de saber sua opinião sobre os seguintes vlogs: dedamiani, janamakeup, Taciele Alcolea e Niina Vlog.
Obrigada =)

Desculpa mas eu não vou conferir esses vlogs não, já me bastou tudo que tive que ver para escrever esse texto!

Dedamiani – revoltadinha estranha passa uma imagem totalmente escrota e sem simpatia, Janamakeup – ostentação/viagens, perdeu o foco
Taciele – sem comentários mais suíça impossível e ainda tem voz e sotaque que me fazem querer me matar só de ouvir
Nina – a unica dá pra salvar

O mais engraçado de toda essa baboseira de post, é que o maquiador Regis Sodré da Bare Minerals postou em seu Facebook o link desse inutilidade de post (foi através do link dele que vim parar aqui) e achou bem legal o post, maaaaas…ele gravou um vídeo com uma dessas blogueira que ele tanto detesta, rsrsrsrsrsrs. Palma para os invejosos, rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrrsrsrsrsrsrsrsrs. Quem quiser ver, vai lá no blog da Pripoka.

Quem diabos é Piroka? O maquiador em questão, pelo o que vc disse, parece não ter opinião própria e se tem aceitou ser associado com uma blogueira famosa (oi?) que pelamor… E no mundo real, que eu não sei se é o seu, existe sim associações com merda por conveniência ou por livre e espontânea pressão da marca para com o profissa.

SIMPLESMENTE faleci ao ler a descrição de um destes vídeos:

“ola só para vocês saberem o protetor solar é bom sim debaixo da pele que auda muito quando vai para a escola ainda mas quando se vai de apé ta ok”

Nem preciso falar mais nada, né? hahahahahhaha

Quer mais revolta? Poste sobre a babaquice dos vídeo-tutoriais de maquiagem com CRIANÇAS.

Assim vc atinge as mães do post da gravidez e as fanáticas dos tutoriais ao mesmo tempo.

EXISTE tutorial de maquiagem COM CRIANÇAS?

Sério mesmo, é um movimento pró-pedofilia? É isso que essas mães querem?

É… e tem tanto de maquiagem EM crianças como crianças fazendo o tutorial…

Procura por tutorial maquiagem criança. Coloque em volume mínimo e antes de ler os comentários, tome um plasil.

No youtube mesmo….

Nem sei se o problema maior é estimular esse lado “sensual” em crianças de 4 anos de idade, ou se o problema maior é a mãe reforçar que a criança tem que ser maquiada/magra/whiskas sachê para ser “amada” pelos outros.

Teve um episódio de SuperNanny (joguem pedras, eu assisto) que a menina precisou ser levada em estúdios fotográficos, conhecer modelos de verdade e o uso de Photoshop para se convencer a não perder 1 hora e meia por dia se maquiando antes de ir para a escola. E a autoestima dela era mais baixa que anão.

Convencer? Esse termo é para adultos, não para crianças. Ninguém nunca me “convenceu” de nada quando eu era pequena, havia ordens e eu tinha que cumpri-las. Se eu quisesse me maquiar por uma hora antes de ir para a escola ouviria um sonoro NÃO e isso teria que ser acatado…

Para mim tb… ia eu chegar maquiada “para ir à escola” pra ver o “tira logo esse troço da cara, estamos atrasados já”.

A mulherada é muito frouxa com criança … Se criança soubesse o que é bom para ela não precisava ter diferenciação entre “menor e maior de idade”…

PS: o IE é uma bosta e eu vou parar de comentar por aqui (nesse tópico). Qto mais comentários tem, mas esse troço trava. Faz umas duas horas que eu estou tentando postar esse coment…

Sally, vim aqui reler o seu texto!
Vc está de parabéns, viu?!
Muito, muito bom!
Vc conseguiu descrever exatamente TUDO o que eu penso.
Ai essas macacas suíças… Elas são umas fanfarronas! Hahahahahahaha
To preparando a minha estéria no YouTube, bem áciada e sarcástica.
Essas macacas que me aguardem porque as máscaras serão arrancadas! ;)

Um beijão Sally, virei sua fã.

Ps: posso colocar o link pra esse post no meu blog?
Também quero colocar o seu blog na minha blog list, pode?

Pode sim, Adriana.

Que bom que você entendeu o espírito do texto, um desabafo em um momento de mau humor extremo, um “chega desta merda”. Muita gente se ofendeu.

Se você gostou deste texto, vai gostar do blog. Dá um passeio e se você gostar, passe aqui para nos visitar diariamente…

Obrigada querida!
Vai ver que a gente é muito gorda, recalcada e invejosa, por isso que as bunitas se ofenderam com o texto. Hahahahahahahaha.

Dei uma olhadinha no blog e amei! O Processa eu é a minha categoria favorita.
Quase engasguei com o do Papa e o do Caulo Poelho. Hihihi
Adoro o seu tipo de humor, sem unicórnios vomitando arco-íres. :)

Aqui não tem ursinhos carinhosos, aqui é o reino do politicamente incorreto, do humor de mau humor. Seja super bem vinda, precisamos de mulheres como você, o oposto dessa geração Hello Kitty que a gente abomina!

Poxa… Bom, procura meu canal no YouTube, é o VemComigoBrazil.
Qualquer coisa o vídeo lá no meu blog também. Clica aí no meu nome que tá linkado. ;)

Bjoooo

Kkkkk uma cara de cavalo atropelado, e pior quer tanto aparecer quanto as outras “maquiadouras”, ai olhem pra mim!! Olhem meu canal super importante no youtube kkkk

Renata, não deu para identificar com quem você estava falando, pois você não clicou em “responder”, apenas comentou. Nossa bola de cristal está quebrada, não conseguimos adivinhar para quem foi esta bela frase…

Sally, foi quanto ao trecho que vc diz que no final do video, ela fica “bonita como os homens gostam”.

Eu sou machista, mas perco feio pra ti, rs.

Porque? É machismo dizer que homem odeia mulher excessivamente maquiada? Façam uma enquete e constatem se homem gosta de beijar uma mulher lambuzada de batom vermelho e depois me contem se é machismo ou realismo. E só falei em homem porque o vídeo citado da Tania Burr ensina como se maquiar PARA O PRIMEIRO ENCONTRO, ou seja, pensando no que os homens gostam. Eu hein…

adorei cada linha deste post, você falou o que tenho engasgado há tempos e o que sinceramente não compreendo é que normalmente as mais toscas são as que possuem um zilhão de seguidores. o que me faz pensar se a maquiagem destrói o senso crítico das pessoas.. :S eu adoro maquiagem mas make para academia? oi? :S muito fora da casa … e falam de alguns produtos como se fosse acessível a todos, se todos nos tivéssemos a oportunidade de comprar a base de um milhão de reais ou a roupinha que elas ganharam.. por favor né?! (ps: nao basta ganhar, tem que fazer a combinação mais linda do mundo”)
eu também gosto da tanya acho ela fantástica e voce a descreveu divinamente. parabéns pelo post. beijos

thias, tudo isso também estava engasgado em mim e foi um alívio colocar para fora, mesmo sabendo das dezenas de reclamações que receberia. Se para cada cem reclamações eu achar UMA pessoa como você, tá valendo. Gente como você, com senso crítico, vale ouro e está difícil de encontrar. É por isso que eu escrevo esse tipo de texto: não para ser xingada, mas para garimpar uma flor no meio de toneladas de bosta. Fique com a gente, acompanhe o blog. Precisamos de pessoas como você!

oie, de nada, lindo reply (auhahuahuauha) acompanharei sim gosto de debates inteligentes, esqueci anteriormente de parabenizar pelo blog, nao conhecia e dei uma bisbilhotada e curti o conteúdo, gosto bastante de conteúdo diversificado, nao achei a fan page, tem? beijos

OMG
Como o Desfavor está mudando !
Fosse um tempo atrás, a Sally daria uns coices e acharia ótimo que populares não voltassem mais aqui. Mas, ao invés disso, ela fica se justificando, falando à exaustão que existem outras colunas, para darem uma olhada no blog todo. Blablabla blablabla…
Sally, você está em fase de transição de hadcore para Miss Popular?
Estou perguntando porque fiquei surpresa com os comentários e, principalmente com suas respostas.
Quanto as vídeos, confesso que tento ver alguns, vai que no meio do estrume exista uma flor. Mas quando começa a papagaiada desnecessária e chata do inferno tiro o áudio; primeiro porque meu ouvido não é penico, segundo porque odeio tagarelice.

Se for quem eu estou pensando, achei uma merda. Ela passa base em cor equivocada e parece que tem reboco na cara em vez de maquiagem. Além disso erra no português e faz coisas pesadas, excessivas.

Sinceramente, dei uma olhada no site dela.
Pelas fotos que tem lá, as maquiagens são bem feitas, as mais suaves são as que mais gosto, me pareceram bem naturais.
Acho ela bonita e pra te falar a verdade, assisti 2 tutoriais dela apenas, o restante acompanhei por foto, e por foto ficaram muito bons.
Vou tirar um tempo pra assistir o resto e depois te falo o que eu achei.
Bjinho

Pessoa concorda com tudo que tem no texto e cita Alice Salazar como exemplo! tsc tsc tsc
Pode até ter seus mérito, eu por exemplo nao consigo me sentir taaao a vontade na frente de uma câmera, mas os “conceitos” que ela aplica …. *_*
Nas fotos realmente até que fica legal, mas fico imaginando aquele cimentão pessoalmente … Nossa Senhora!
Senhor! Perdoa! Elas não sabem o que dizem!

Nossa, estava me perguntando se só eu acho surreal as tecnicas de maquiagem da Alice! Genteee, todo olho dela é super borrado, acabamento pessimo! E a massaroca???? pqp

Sim, usa muita base, além de muito pó sem retirar o excesso. Assisti 2 videos dele e odiei os “mungangos” que ela faz… umas falas estranhas de gente retardada (Chorão Feelings). E abusa daquele história que as “fãs” pagaram uma viagem a Paris para ela fazer um curso na MUFE. E quando ela voltou disse que não tinha aprendido nada de novo. B., please.

Considerando o atual nível do brasileiro médio, aquele que vota no Tiririca e lê Cinquenta tona de cinza, podemos fazer a seguinte classificação: se o povão gosta, mantenha distância porque deve ser uma merda

Quando assisti os tutoriais dela tb não gostei! Além de se entupir de base (cara de reboco mesmo), ela se entope de sombra e de glitter!! E sempre começa as maquiagens com aquela sombra marrom (na pálpebra e nos cílios inferiores), depois coloca uma sombra colorida por cima da marrom (fala sério ne, qual cor finalmente a pessoa quer usar?!) e ainda pigmento ou glitter!!! Pra que td isso?? Deus me livre!! Sem falar que, no final, o efeito fica sempre o mesmo: aquele olho carregado em que vc só consegue ver a sombra marrom ao redor dos olhos!! E ainda tem que aturar a voz irritante da criatura e as ‘mugangas’ que ela faz em videos gigantescos de torrar a paciência!!

Pra mim, maquiagem bem feita e bonita é aquela mais natural, que realça o que já temos de bonito e disfarça as imperfeições. Mas como a maioria das mulheres gostam de se parecer com um traveco, taí o sucesso da blogueira. Foi parar até no programa Mais Você da globo. Mas como a rede ”esgoto” de televisão só dá valor a merda mesmo, era de se esperar! Senso crítico e, principalmente, BOM SENSO é mesmo algo que está muito em falta hj em dia!

Ahhhh… mas essa maquiagem “natural” é tida como “sem graça” por essa gente over, maquiagem para ser boa tem que ser carregada. Essa gente desconhece que o menos é mais.

tá de sacanagem né? Alice Salazar tem o pior acabamento de todos os tempos! Parece uma criança de 5 anos passando maquiagem!

kkkkkk salazar é exatamente a rainha das caipiras com aquela voz de bêbada forçando amizade …. grotesca !! kk

Hahahahaha. Sally, não sou muito de usar maquiagem, mas já vi uns tutoriais por aí só pelo fato de terem me chamado atenção pelo ridículo. Mas também já vi uns bons justamente por também achar que eram interessantes. Mas raramente faço isso. De qualquer maneira me diverti com teu texto, pra variar. Huhahauauha.

Ah, um off topic de leve:

Você acha que isso fará alguma diferença? É possível que algo aconteça desta forma?
http://www.avaaz.org/po/petition/Impeachment_do_Presidente_do_Senado_Renan_Calheiros/?fpolXdb&pv=354

Chelsea, eu já comentei sobre isso que é mó marola… E Avaaz é um desfavor por si só, a ponto de sairem despejando emails e mais emails de suas ‘causas’ na caixa postal daqueles que se cadastram lá.

Cai na bobeira de assinar uma petição há uns tempos atrás e a caixa postal relacionada está com dezenas e dezenas de emails do Avaaz.

Ai vou mandar aqui porque os outros coments tão muuuito longe…

Respondendo para a amiga lá de baixo, não fico respondendo toda hora porque algumas pessoas não valem a pena…

Tipo, minhas amigas são do bem pq fazem coisas boas, ajudam as pessoas, que nem a menina que mora fora e vê os vídeos para fazer as coisas sozinha. Elas nem precisam, tem tudo e ajudam as pessoas que não são como elas. E vc, querida? Tipo fica na internet e falando que ía achar estranho se um homem tivesse entendido um texto de maquiagem…. pra mim isso é meio que preconceito e é bem dispensável, né?? Aí fica falando de “mimimi” porque não tem o que acrescentar pras outras pessoas…

Para quem foi isso?

Se foi para mim, eu acho ESTRANHO PRA CARALHO um homem que assiste tutorial de maquiagem. Abre o olho…

Mas… você não acha super estranho um homem que assiste tutoriais de maquiagem? Para que um homem vai querer ver isso se ele NÃO USA maquiagem? Seria como eu dedicando meu tempo a um tutorial sobre como bater um pênalti!

Não acho não… Mais amigas pra compartilhar… kkkk

Acho estranho essas meninas que ficam julgando os outros. Olha, pra vocês:

“– Quando soube que o rei de Espanha vinha por aqui, resolvi recolher os ossos de vosso falecido pai para entregar-vos. Entretanto, por mais que procure, não consigo achá-los: eles são iguais aos ossos dos camponeses, dos pobres, dos mendigos e dos escravos.” – Paulo Coelho.

Beijos e bom Carnaval, pras que vão se divertir… kkkk

Me odiar tudo bem, me xingar tudo bem, mas citar PAULO COELHO é baixo demais. Me retiro da discussão, meus olhos estão ardendo pelo que acabei de ler…

A briga da máfia do AVAAZ.org com o Renan (aka. Abaixo-Assinado) merece no mínimo top des… Ou será que dá para concorrer com a parada do Malacraia no Desfavor da Semana?

Orra, meu? Foram lembrar do filho da puta agora que ele foi eleito presidente do Senado… Pior, os cagões quinta-coluna mais uma vez provam a sua falta de moral (como se a moral suja de uma Veja da vida fosse pouco) e vão tergiversando, como belas putas de popularidade na esperança de que a manifestação cole para quem sabe assim pegar uma parte melhor no bolo.

Se existissem só esse tipo de tutorial para nos paunocuzar e ensinar errado, tudo bem, mas e quando somos obrigadas a contemplar o resultado ao vivo?

Sombras fortíssimas e de má qualidade, sobrancelha porcamente desenhada, pescoço e rosto de tons diferentes, blush estilo pikashu, gloss barato fried chicken style…

Eu fico abismada com a quantidade de gente que acha isso bonito. A maioria parece aquelas crianças que ganham um estojo de maquiagem de brinquedo e se melecam…

E o bom realmente senso passou longe né.
Porque tem menina usando maquiagem até o olho parecer uma borboleta em pleno trabalho. Não são vendedoras de loja nem nada do tipo, falo de gente que tem trabalhos sérios, usa equipamento de proteção e tudo.
Eu quando usava maquiagem feito uma drag ia apenas passear no shopping.

Poxa Sally… mais de 300 comentários já? É… realmente tu conseguiu além de trazer novos leitores pra RID, emputecer o Somir! To até pensando em pedir ele em casamento depois disso pq olha… tadinho dele! Judiou dessa vez! kk

E pensar que discuti com alguém em um vídeo de maquiagem da Julia Petit, onde a mesma fala: M.A.C., e um ser desavisado vem me comentar: “Não Julia, se diz MÉC”. Depois da minha explicação sobre ser M.A.C com A, e falando sobre a marca, ainda me vieram algumas amiguinhas dizer que quando estiveram em NYC as atendentes falavam MÉC. Apenas desconsiderei. Muito bom o texto, as pessoas não presam o bom senso, fazem de tudo paraaparecer e o resultado é hilariante, para nós.

Mandy, ser corrigida de forma errada é de lascar! Não discute com gente assim não que é perda de tempo… Procure por pessoas que pensem mais ou menos como você e se cerque delas.

Desculpe, mas desconsidero algumas coisas que disse por puro preconceito. Uma maquiadora por exemplo, não pode se chamar Marilei? Agora, além de boas profissões, a pessoa ainda tem que ter um bom nome? Qual é o problema do nome? Sally… será um “nome” como o de Mary Angel? Será que por trás deste “Sally” tem uma “Sallyscreuza”? Se não, me perdoe, mas Sally é um lindo nome …. para uma poodle!!!

Viviane, vou te dar uma dica camarada, que quase nunca dou aqui: pare de se humilhar e de envergonhar a si mesma. Procure aqueles blogs que promovem bajulação recíproca, bajulação como moeda de troca. Nada de bom para você vai sair daqui. Não faz sentido ficar voltando em um lugar para apanhar

Viviane
Duvido que você nunca tenha debochado do nome de ninguém, que nunca tenha rido de uma Djessy Kelly da vida.
Não é preconceito, é deboche. As pessoas tem o sagrado direito de dar risada de alguém que está se fazendo passar por fodona com um nome americano mas na verdade se chama Marilei.

Isso me fez lembrar das funcionárias da TAM em Congonhas que tinham nomes americanos em seus crachás (Crystal, Brandy, etc, etc) para facilitar a vida dos viajantes gringos…

#chatiada por ter perdido os bofões de ontem.

Somir que deve tá contente pra caramba com as novas leitoras trazidas por essa postagem.

Sally você está muito calma! já faz tempo que eu to notando, seu tom nas respostas tá diferente, menos agressivo, menos ofensivo, mais paciente com os novatos. Antes você falava uma vez e foda-se quem não tivesse lido.

Nossa, discordo totalmente.
Ele não deve ter lido os comentários da época em que você enxotava a pauladas as zebrinhas inocentes.

Eu tb achei… já disse isso.

Pelo menos nesses assuntos que a discórdia nunca vai virar uma boa discussão, pode sentar a raquete. Sally Surtada rules…

Ai, que nada a ver com o texto…

kkk… E a gente que é burra… Pelo menos os nossos comentarios são do mesmo assunto… kkk

Lyele, foi um comentário OFF! Minha ideia seria juntar Cuba, Fidel Castro, Yoani Sanchez e Olavo de Carvalho na mesma vala da insignificância, até porque eles merecem.

Sério, acho um saaaaaaaco esses assuntos que além de não acrescentarem em nada a minha vida, ainda não trazem a menor diversão, sendo que por isso mesmo, acho que seria uma boa dar uma debochada.

“kkk… E a gente que é burra… Pelo menos os nossos comentarios são do mesmo assunto… kkk”

Nossa! Embarca atrasada no ônibus e quer sentar na janela…

Acabei de ver um video no Youtube e a menina que mora anos nos EUA nem consegue falar “Get ready with me” direito. Alguém me explica o porquê?

Sou evangélica , e achei um tanto preconceituoso o: “evangélicas da maquiagem” Por favor, não me põe nessa não. O resto do post eu simplesmente ADOREI!!!
Minha situação é pior que a sua, acredite. Você só vê no youtube eu sou diariamente obrigada a ver ao vivo, não tenho a opção fechar janela. Moro numa favela, então é eu ver alguém maquiada pra ter uma súbita vontade de ter nascido cega, e o pior, as pinturas abstratas são sempre iguais: prata, rosa, azul ou verde neon, delineador “gatinha”(torto), blush style “tapa na cara”, e um batom cor de vômito. É só eu sair de casa com uma maquiagem menos colorida que a calda de um pavão, uma blusa com decote acima do umbigo, e uma saia ou short com mais de um palmo, que elas ficam me olhando como se eu alienígena, e não soubesse nada de “glamur e elegança”.

Não combina com você ser evangélica, você parece inteligente e bem articulada. Sua igreja é aquelas light ou tem que dar dinheiro para o pastor?

Não é que a minha igreja seja light, são as outras que são exageradas, e acabam fazendo uma imagem errada e distorcida do que é o evangelho. E não, eu não tenho que dar dinheiro pro pastor, e todo o dinheiro arrecadado e gasto é exposto aos membros da igreja todo mês, e algumas informações sobre o caixa estão até no site.

Muito bom saber que ainda existem lugares assim. Eu acho que uma igreja que te obriga a contribuir, principalmente com valor fixo, perde a credibilidade.

Concordo que só o que tem é “tosquice” por ai, mas quanto a esse negocio da pronuncia acho uma critica boba.
Sou de Fortaleza e sou maquiadora, minhas clientes começaram a pedir pra eu fazer videos. E fiz algumas poucas experiências… e não não tenho ambiente adequado, iluminação adequada, câmera adequada, e morroooo de vergonha de gravar pq tenho pavor de me expor, mas mesmo com td indo na contra mao minhas clientes disseram que os videos valeram pelas dicas.
Muitas fazem isso só pra tentar o sonho “big brother” mesmo, mas acho que muitas começaram por outros motivos, no meu caso, foi coisa relacionada ao meu trabalho . Dai a pessoa tem que começar com tuuuudo maravilhoso? Sei lá…

Quanto aos motivos de achar bobice as críticas com relação à pronúncia, falo um pouco em algumas respostas a comentários que estão por aí. :)

Dana, desculpe mas se você é profissional da área tem a obrigação de pronunciar os nomes certos sim. Já imaginou um cirurgião que erra o nome de um instrumento ou um professor de educação física que não sabe pronunciar o nome de um aparelho? É muito feio e mina a credibilidade

Nem todo mundo que tem talento para qualquer arte, tem educação formal Sally. Vc já parou pra pensar nisso?

Certamente. Mas para algumas coisas é preciso bom gosto e refinamento. Dificilmente gente sem educação formal tem refinamento. Que vão tocar pandeiro, para isso basta dom, não precisa de refinamento

Moça realmente tu tem o espirito da shame viu?
Como já disseram tem coisa que até a gente concordam, mas que argumentos mais elitistas! Meu Deus! Quantos artistas anônimos já vi que são incríveis e pouco estudaram.
E não acho que esse seu post tenha sido motivado por inveja não.
Só penso que a tua mentalidade sobre isso se restringe ao mundinho que tu vive.
Vê-se que vc é alguém que tem amplo vocabulário, deve ser viajada, deve ter tido acesso a viagens… tou chutando… nem sei porque nao tenho nem idéia de quem tu seja. Mas a impressão que passa com o que tu fala é que vc tem uma grande necessidade de se autoafirmar embasada na sua eloquência, que também é um taleto .
Tem muita coisa tosca sim nessa blogosfera, mas o que vc fala não atinge só essas moças que realmente não tem nem o talento. Ou vc acha que os profissionais que estão nos mega salões, frequentados por pessoas “super refinadas” e que executam seus trabalhos agrandando essas pessoas, nasceram em berço de ouro, são formadas em grandes escolas como Make-Up Atelier Paris? Não moça! Não mesmo! Grande parte dos profissionais da beleza descobriram seu talento e aperfeiçoaram na marra! Sabe sangue no olho? Força de vontade? Muita gente tem.

Amei o texto, chorei de rir em diversos momentos.
Os comentários então, são um show à parte!
Fiquei até com vergonha de morar na AustráLHa.

Você mora na ausTRALHA? Que bacana!

Seja bem vinda ao Desfavor, se gostou desse texto certamente vai gostar dos outros, dá uma lida nos textos antigos!

Nossa, que esculacho hein?
Sinceramente fiquei impressionada com tudo o que li.
Seu texto expressa verdade, sinceridade e ousadia. Parabéns à você pela atitude de falar e expor o assunto desta forma.
É notório afirmar minha concordância às suas opiniões. Das muitas coisas relatas, aprovo-as em gênero, número e grau!

Obrigada, Lindi! Seja bem vinda ao Desfavor, se você gostou do estilo do texto, você vai gostar da gente. Dá um passeio pelo blog…

Nossa a Sally tá ficando velha, chata, igual minha tia. Deixa as meninas fazerem as maquiagens em paz! Não curti teu texto. Muito vinagrento.

Li errado, não é vingativo, é “vinagrento”. Talvez por desconhecer essa palavra… isso EXISTE?

Anyway, não tenho o direito de não gostar? Não tenho o direito de criticar? Quem joga um vídeo seu em um meio PÚBLICO está sujeito a isso! Me poupe…

A partir do momento em que alguém usa a palavra, ela passa a existir, não? Pode filhadaputização e não pode vinagrento?

O Marciel entendeu o que eu disse. Vinagrento era um neologismo. Um texto azedinho, azedinho.

Mas Sally era brincadeirinha. Te amo! Aproveita conta prá gente se você só usa make importada ou se encara as nacionais também.

Dependendo do produto uso nacional. Rímel, por exemplo, nada justifica o preço de rímel de marca cara, inclusive acho os da MAC uma porcaria. Em matéria de rímel encaro Avon numa boa, mas prefiro misturar a Colossal com The Falsies, ambos da Maybiline

Comentário mais ou menos relacionado: Estava procurando reviews de um certo fone de ouvido no YouTube. Esbarrei em uma amadora em português (sendo que utilizei os termos em inglês na pesquisa, pra ver como brasileiro é sem noção e não foi coincidência).
O primeiro minuto de vídeo era “Eu gostei muito desse fone porque, tipo assim, ele é roxo! E ele foi caro, eu paguei 195 reais” em voz irritante. A garota então começou a ler as especificações da caixa em inglês sofrível, até vir a pérola “e ele é Extra Bass, que significa… MUITO ALTO”.

Desisti de aprender a me maquiar depois de ver esses tutoriais escrotos e os preços de maquiagem marromeno. Melhor baranga de cara limpa do que cosplay de Bozo.
Maquiagem brasileira: Snob com sombra bicolor, numa vibe meio Panda.

HAHAHAHAHAHAHA

Veja tutoriais de PROFISSIONAIS, aí sim dá para aprender alguma coisa

E já que é moda quem não sabe porra nenhuma fazer tutorial, aguardem em breve: TUTORIAL SALLY SOMIR SOBRE CIRURGIA CARDÍACA, escolherei um voluntário aqui no blog e farei um vídeo operando seu coração, porque foda-se se eu sou leiga, eu tenho direito de fazer um vídeo e quem discordar é preconceituoso, néam?

Diga-se de passagem, uma cor horrivel, eu acho. Sou branca-pálida, e uma cor dessas me deixa com cara de morta.

Snob é aquele batom para quando você carrega muito no olho em tons de sombra compatíveis com o fundo meio lilás-azulado do batom e apenas se tiver pele muito branca e quiser um determinado look. E só pode usar quem estiver com os lábios muito bem hidratados, porque marca todo o ressecado. E em quem tem boca fina fica horrível, a boca fica parecendo uma buceta.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk buceta foi foda.
O caso e que não gosto desses rosa buceta não.
Se for carregar os olhos prefiro batom nenhum.
E se for pra deixar os olhos sem nada prefiro batons vermelhos, e até laranjas.
Branca como uma cera, se eu passar batom rosa buceta parece que eu morri.

O problema do Snob é que ele “camelotizou”, foi tão usado de forma incorreta por gente brega que a cor em si virou meio que sinônimo de péssimo gosto. Meu Snob tá jogado no fundo do armário, peguei birra.

Um que eu adoro é o Vegas Volt… Eu achei feio de início, mas tem que experimentar.

O Snob realmente teria que ser bem usado. Ele ficou com cara de Kathylene.

Adoro o Vegas Volt! Um laranja coral com acabamento mais mate, né? Só que uso com base por baixo dos lábios para a cor não ficar muito forte

Esse mesmo! Ele é forte mesmo tem que tomar cuidado. Eu tb gosto de misturar com Please Me. Um que pretendo comprar é o Hug Me. Aceito dicas!

Na linha cor de boca eu amo o Kinda Sexy e o Honey Love também pelo acabamento mate (o hug me tem um brilho mais molhadinho). Sem ser mate e cor de boca também gosto muito do Blankety e do Cherish. Experimenta eles na loja e vê qual fica melhor com a sua pele!

Sou suspeito pra dizer, mas o ‘Hugo Me’ é o melhor.

Obrigada, Sally!
O Blankety é lindo mesmo. Darei uma olhada nesses outros!

Adoro laranjas e vermelhos, foscos, mate como dizem. Não gosto de batom com brilho. Gosto dos mate pelo efeito aveludado que dá aos lábios.

Eu também, batom com brilho me passa uma sensação se sujo, de quem comeu gordura e não escovou os dentes… hahaha

Haha adorei, eu mesma falava MÉQUI até hj. Ai que bapho, ontem fui no JK Iguatemi e perguntei pro segurança onde ficava a MÉQUI. Que vexame rsss
Ainda bem que perguntei certinho onde ficava a SEFORRÁ! rss

Engraçado como tanta gente se ofende com a sinceridade alheia. Uma pessoa não pode falar abertamente o que pensa – e que condiz coma realidade, não há como negar – que chove gente hipócrita chamando a pessoa de infeliz e mal amada. Logo partem pro lado pessoal e disparam a metralhadora, chamando de infeliz e mal amados a quem, na verdade, tem mais culhão que a todo o resto.
Liga pra essa gente não Sally. Bando de pé-de-chinelo, defensores de quinta categoria das pseudo-famosas, aspirantes a merda nenhuma. Só fazem querer causar, mas no fundo a gente sabe que estes chatolóides passam dia e noite na internet porque não tem dinheiro pra fazer mais porra nenhuma. Aliás, nem comprar o make que suas ídolas analfabetas sequem conseguem pronunciar o nome.
Nós, os outros, te apoiamos.

Ah, sim… Foi muito inteligente mesmo o seu último post tratando do grande sucesso dos jogos de simulação de realidade, mas é meio que “chover no molhado” para quem já flertou com matérias relacionadas ao ambiente “nerd”.

O fato é que a geração “gamer” que lidou com os Marios, os Sonics, os Street Fighters e os Pokemons da vida cresceu e é “economicamente ativa”, formando boa parte da demanda pelos jogos virtuais como os que você citou lá.

E a simulação “like a boss” é uma tentativa de compensar as dificuldades presentes em realidade, de parcas perspectivas e desafios muitas vezes intangíveis, sendo que a ação “defensiva” desse pessoal lembra bastante as das moçoilas que idealizam seu estilo de vida com base no que veem na novela.

Olha, juro que anteontem eu lia o texto do Somir e tinha de parar para rir, não pelo texto em si, mas imaginando os malucos que ficam nessas.

Fica calmo, está tudo sob controle. É apenas um “recordar é viver” com acusações de preconceito seguidas de “argumentos” sensacionais como “é inveja”, “você é mal amada” e “você é gorda”

Tem como não amar gente que tenta te agredir com coisas que na verdade doeriam NELAS? Não tem como não amar. Modus operandi de criança.

Eu sei que o Somir não gosta, mas textos assim trazem alegria para o Desfavor. Adore ler esses comentarios!

Gente, fui passar férias no Brasil esse ano e a mulherada ai todas arreganhadas por causa da MEQUI. Gente, custa 10 euros um batonzinho la. Nao me maquio muito, compro coisas boas e mais em conta (tipo marca Sephora ou Yves Rocher) e se for para me vangloriar de alguma coisa serão os meus batons da Chanel. Que mané M.A.C o que!

É o mesmo que gente que se vangloria de bolsa Victor Hugo: quer se vangloriar? Chanel para cima, por caridade.

Isso que você ouviu foi o som da decepção. Eu podia estar colhendo batatas virtuais essa noite, mas acabei vendo a Sally traçando contatos sociais com a comunidade das maquiagens no Brasil e servindo de psicóloga para outras.

Não teve sangue, não teve ameaça de processo, não teve ninguém chamando ninguém de “querida”… vou cancelar a minha assinatura do PPV de Combate do Desfavor…

Como não? Já chamei o jonas de viado, já falei que sou feia e gorda e já estão me atacando por isso e já teve até o CLÁSSICO DOS CLÁSSICOS me acusando de inveja!

Lorena, eu também gosto muito dela, ela passa a maquiagem em silêncio, no máximo discorre sobre a técnica que está usando. E é novinha, hein? Outra cabeça, outra cultura.

Você tem razão em vários pontos desse texto. Realmente, falar nome de marca errado é feio, falar somente sobre sua vida é narcisista, se propor a fazer um tutorial de um assunto que não é sua especialidade é um desrespeito com quem lê/assiste. Pessoas procuram na internet por conhecimento genuíno, e ninguém gosta (p.ex.) de procurar um tutorial de como utilizar certo programa e acabar estragando o computador (coisa que fiz semana passada, fiquei puta da vida com quem passou as informações).
Entretanto, seu texto se mostra permeado por pequenos comentários discriminatórios, como “Berço que é bom dinheiro não compra, adianta ser riquinha e ignorante? Acho que não”. Não sei se entendi completamente a relação firmada. Isso quer dizer que quem não vem de berço é ignorante?
Ainda que não tenha sido sua intenção fazer tal relação, o que não acredito ter sido o caso, tal comentário se encaixa na categoria preconceito de classe, conceituado como “atitudes discriminatórias incondicionadas contra pessoas de outra classe social”. Ou seja, seu texto É preconceituoso SIM. Lamento informar. Mesmo.
Além desse, temos o “vibe empreguete”. O que quer dizer “vibe empreguete”?
Não assisti a tal novela da Globo, então fiquei na dúvida se relacionava o termo a quem dá duro e sofre para pagar as contas ou a quem é alegre, dançante, com roupas espalhafatosas… Acho que não faz diferença, qualquer uso do termo “vibe empreguete” antes de “emprego de merda” é, no mínimo, ofensivo.
Outro exemplo é o “é tudo um motivo para aparecer, para mostrar a cara que elas julgam ser linda (e não é, são caipiras ou barangas ou ambos) … nada adiantam quando não se tem cultura, sofisticação e bom gosto”.
Vamos lá! Caipira é denominação utilizada para designar “aquele que mora na roça”. As primeiras referências aos caipiras são antigas (Brasil Colônia, salvo engano), e creio que os antropólogos devem choram ao ler que você acha que caipiras não tem cultura. Sofro ao ter que te informar que caipiras TÊM cultura. Têm história e tradições também. A utilização do termo caipira de forma pejorativa deve dar arrepios aos politicamente corretos E AOS CAIPIRAS, que geralmente tem orgulho da denominação.
Enfim, como já mencionado anteriormente, seu texto tem ideias razoáveis, mas a forma como foram expostas é sofrível, tanto para você, quanto para quem está lendo. Então classifico esse texto como classifico os tais vídeos tão criticados: apelativo e não refinado. Ou seja, nada mais é do que uma tentativa de obter o que as tais “Macaquitas Maquiadas” tanto querem (fama instantânea e uns seguidores sem noção), só que com apelo “sou intelectual”.

O conceito de “berço” inclui sim cultura e sofisticação. Não falo “berço” no sentido de sobrenome tradicional.

Empreguete = dançando com roupa espalhafatosa. Também não vi a novela, mas virou referência de gente que atura se foder para depois poder aparecer toda maquiada e cheia de paetês

Não force a amizade, CAIPIRA faz tempo deixou de designar quem mora na roça, assim como “suburbano”faz tempo não designa mais quem mora no subúrbio. São estados de espírito.

Mas em um ponto a gente concorda: meu texto definitivamente não é sofisticado. Muito pelo contrário, é chulo, grosseiro e rude. De forma propositada, porque esta é a proposta de escrita da coluna Processa Eu. Se quiser me ver escrevendo de forma mais refinada, tente outra coluna como o Desfavor Explica ou Em Direito

Eu acho que vc deveria processar a Sally por “atitudes discriminatórias incondicionadas contra pessoas de outra classe social”.

A pronúncia correta da marca M.A.C. é “méqui” sim, essa marca é do Canadá e lá eles pronunciam o nome da marca assim. A respeito do batom vermelho em boca grande, só fica bonito para a Angelina Jolie não é, porque as brasileiras, ai me desculpe, as suíças, não podem usar, fica muito feio! Ah me poupe, quanta hipocrisia nesse textinho!

Hey Sally quem disse pra ela que vc acha q batom vermelho fica bonito na beiça da Jolie.
Considere-se uma diva Sally, até palavras nas suas mãos tão colocando

Aff… parou o mundo, né???

Tá com inveja, só pode. Vai dizer que ela é muito magra, é rica? BONITA É VOCÊ néé???

Vejo os vídeos das minhas amigas e curto sim!!!!! Pelo menos elas são fofas, suuuper do bem, querem ensinar alguma coisa, passar alguma coisa boa do que sabem. E VOCÊ QUE SÓ FICA FALANDO MAL DOS OUTROS???

Aff…

Ahhhhh… tava demorando para alguém usar o argumento fácil do “É INVEJA”

Faz tempo que eu não tinha o prazer de ouvir este brilhante argumento aqui!

Eu não sou bonita, sou feia e gorda. Mas tenho olhos e senso crítico para julgar beleza.

Em tempo: o PRECONCEITO vem de você, leia meu blog todo e veja que eu faço muito mais coisa do que “só falar mal dos outros”

Quando vcs falavam do fã clube da Chatolina se defendendo, eu tinha uma ideia mais amena… Que ilusão, pô! Até vou ler essa postagem.

Tá nervosinho por causa do tema e dos comentários, o que me faz amar ainda mais esse texto. Emputecer o Somir é plus.

Eu pensei que ele gostasse quando vem gente se defender aqui no blog. Os comentários, aí já é impossível mesmo dele controlar, já que o tema é esse.

Agora tenho que admitir que eu não imaginava que ia ter essa repercussão toda!

Como eu joguei na roda das blUÓgueiras, me sinto parcialmente responsável pela putez do Somir.
E estou contente. :D

Sim, você tem sua parcela de responsabilidade. Não é bacana emputecer o Somir?

Não sei por que o Somir tá dando uma de phyno, até parece que ele não gosta de babado, confusão & baixaria.
Só me resta achar que é ENVEJA porque não foi em nenhum texto dele.

Fotos sensualizando somente para concurso no Desfavor. No Fêice eles compartilham e fazem aquele comentário profundo “kkkkkkkk…”, não dá!

Caramba, mas você acertou em cheio! Sally é uma obesa mórbida que ainda vive com os pais, desempregada e que, devido ao seu grande tempo ocioso, passa os dias a comer rosquinhas e ver fotos da Angelina Jolie lamentando por não ser como ela. É a rainha da inveja!

Mimimimimi….

Só perdeu a graça porque a pessoa ali não voltou para sustentar seus argumentos “suuuper do bem”.

“Vejo os vídeos das minhas amigas e curto sim!!!!! Pelo menos elas são fofas, suuuper do bem, querem ensinar alguma coisa, passar alguma coisa boa do que sabem. E VOCÊ QUE SÓ FICA FALANDO MAL DOS OUTROS???”

Cara, eu DEVERIA ter pena, compaixão. Mas é IMPOSSÍVEL !
A SUÍÇA não tem salvação. Nem com controle de natalidade e ESTERILIDADE forçada. Desisti disso aqui faz tempo e comentários como esse me PROVAM que estou certa.

Típica fala de aborrecente. Se tiver 15 anos é muito. Ela não voltou aqui pra sustentar o argumento porque a mãe cortou a net dela. Ta de castigo porque a mamãe pegou ela sensualizando na can pra um mulambento de boné de aba reta.

Hoje em dia os adultos estão tão infantilizados que eu nem me espantaria se fosse uma pessoa adulta. Gente adulta usando objetos com Hello Kitty, gente adulta tirando foto na frente do espelho ou fazendo biquinho, gente adulta se portando como retardada emocional e perdendo a dignidade em final de relacionamento… bando de adolescentes de cabelo branco. Lastimável.

Achei o texto tanto quanto ridiculo, meio que rancoroso. Vc, em meu ponto de vista, está precisando de um pouco de sorte e amor sincero.

Creio que na vida é tudo ponto de vista; no seu, no meu e de muitos outros pode parecer algo futil e sem noção. Mas vc não sabe 0.10 da vida de uma dessas “macacas”. Talvez, seja algo estupido que as mantem com motivaçao para continuar a caminhar, a viver. E sua critica mais me parece rancor cravado em seu peito por não conseguir ver alguns macaquinhos felizes por terem banana, enquanto vc que se dedica tanto, é tão inteligente e bla, bla, bla não consegue ter 1/4 da felicidade que elas tem.

A respeito dos nomes (não importa onde vc more) sempre irá ter diferenciaçao na pronuncia (a pronuncia no Canada é totalmente diferente do que na Australha; sei pq ja morei em ambos lugares e consumi produtos em ambos lugares). Ai, vc quer nos convencer que no BR irá ser diferente?! Vc tem muito tempo livre para pensar nessas coisas.

Se vc fosse tão melhor que elas investiria seu tempo em algo util para sua propria felicidade.

Quer dizer, sua conclusão é que quem critica o faz motivado pelo fato de não ser feliz?

SEN-SA-CIO-NAL

Conta para a gente, Jonas, porque sair em defesa? Alguém te mandou vir aqui ou você assiste a tutorias de maquiagem por prazer?

Muita luz para você, viu?

Que feio Sally, criticando as “macacas” sem saber nada da vida delas!! Se informe sobre a vida das pessoas antes de criticar!!!

Vá ser feliz!

Ana, não critiquei a vida pessoal de ninguém, critiquei os vídeos, que são públicos. Quando se joga algo ao público a pessoa sabe que estará sujeita a críticas.

Não preciso saber da vida pessoal de ninguém para criticar um vídeo que ela fez.

Mas de acordo com o Jonas Brothers ali precisa sim!

Que tristeza, achei que íam pipocar mais comentários raivosos de meninas “super do bem”.

Talvez eu não esteja batendo forte o bastante para elas sentirem raiva e voltarem. Talvez seja hora de sentar a pata

É mesmo BILHANTE um comentário de quem diz ausTRALHA.

Joinha da semana pro “Jonas” fã de Jonas Brothers. [:D]

A única razão para alguém criticar algo é: ser infeliz, a inveja

Jonas é bem moderninho, né? Um rapaz vendo tutoriais de maquiagem. Dou o maior apoio, sem preconceitos.

Não sei, mas uma pessoa que diz AusTRALHA no lugar de Austrália já demonstra estar longe de ser “hype”, sendo que é o mesmo que chamar uma garota de nome Nathalia por NATALHA.

Sofisticação nota ZERO!

O trocadilho é velho, é sem graça, mas eu gosto mais do Omo sexual, aquele sabão em pó para as partes íntimas. E desde quando Omo burriens tem H?

Homo Sapiens tem, logo Homo Burriens também deve ter

É Homo e de HOMEM, não de gay

Sim, a pessoa nunca fez por onde merecer uma crítica, quem critica o faz por ser infeliz, invejoso, etc. A culpa é sempre do outro.

HAHAHAHAH “AUSTRALHA”! Engasguei com a minha saliva aqui e quase morri. Gezuiz Godzila me puniu por tirar sarro dessas pessoas de luz.

“Vc, em meu ponto de vista, está precisando de um pouco de sorte e amor sincero.”
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA PQP…

Nossa! Gente… Olha, tenho CERTEZA que a Sally previa o tipo de comentário que surgiria em decorrência desse post.

“Australha” É FODAAAAAAA !

Só não gostei de uma coisa do post…
Pq.. PQQQQQQQQ meu Deus.. Vc não postou os links?

Agora tô eu aqui… A louca do google.. Tentando achar…

Sylvia, vi tantos vídeos, mas tantos, MAS TANTOS que no final das contas eu já não lembrava os links de cada um

Mas olha, não tem erro: é só procurar por tutoriais de maquiagem que aparecem coisas bizarras

Gostei do seu ponto de vista (apesar de ter me doído com a citação do “y”, mas vou superar breve! rs Já divulguei na rede social de maquiagens (Total make up) onde um certo parágrafo vem a ilustrar muito bem o que às vezes acontece por lá. Meninas (que não são a maioria) xingam e desacreditam os produtos apesar de ser óbvio que eles nunca os usaram. Mentaliza uma base da Dior ou Lancôme de 200 pilas sendo mal avaliada por creiças que até hoje só sentiram o gostinho da “Avão” nos beicinhos. Vá lá que a Sephora passa em 12 X… Se eu nunca usei, eu me recolho a minha ignorância e opino sobre os produtos da Avon (meu caso, sou pobrinha)!

Beijo

SheYla (com Y)

Concordo com absolutamente tudo que vc escreveu. Virou uma babaqui e sem fim. Após ler o texto, tive uma dúvida: por que Suíça, suíço? Sei que foi uma sátira, mas por que escolheu esse país? Eu moro na Confederação Helvética e fiquei curiosa. Rs

Desde o começo do blog, em 2008, eu faço a coluna Processa Eu ambientada na Suíça, dizendo que esse tipo de coisa não acontece no Brasil, que é um país muito civilizado (cof! cof!)

ah e como a colega em baixo disse, a palavra certa seria arrogante, é você foi uma tanto quanto arrogante, mas mesmo assim falou coisas certas.

Ana, essa coluna (chamada Processa Eu) tem como objetivo fazer um desabafo surtado sobre coisas que nos aborrecem. O tom DA COLUNA é esse, mas não é o meu tom nem minha forma de encarar e a vida. Te convido a ler outros textos do blog, você vai ver que eu não sou arrogante.

Por exemplo, tem uma coluna chamada Siago Tomir onde eu conto todas as minhas derrotas, vexames e erros no meu antigo namoro. Leia, você vai se mijar de rir com as cagadas da minha vida pessoal…

falou muitas verdades, mas em certos pontos, achei meio forçado e apelativo, mas no tudo foi legalzinho o post.

Ana, dá uma lida nas outras colunas do blog, aquelas que não se propõe a serem agressivas como esta. Tenho certeza que você vai achar muita coisa que goste

Vou sim, mas como eu disse muitas meninas, até eu quando leem um post assim levam uma imagem sua um quanto arrogante, mas é só levar para o lado de que ”é seu trabalho” que logo já se entende onde você quer chegar, e é só apenas chamar atenção e gritar tipo hei gata você mesmo ~~~blogueira de moda~~~~ tá bão não nega!!! espero mais textos relacionados ao assunto bjs :D

vou ser muito sincera ao expor meus sentimentos…
Este texto por um instante me fez pensar por que gravar videos e ter um blog me faz feliz???
sera que sou tão vazia que preciso tagarelar na frente de uma câmera?
Não, eu tenho amigas, tenho meus filhos, tenho uma família…comecei a fazer videos para interagir mais com leitoras do meu blog, que são poucas, mas que me fazem bem!
Ai lendo seu texto eu me senti tão mal, que vc quase matou algo inocente dentro de mim, pois pode ser que muita gente pensa isso de mim e eu nem sabia.
Eu nunca fiz tutorial de maquiagem, sei que não sou capaz, estou fazendo cursinhos para aprender! Mas eu gosto de mostrar as coisas que eu comprei, ai me perguntam se é bom, se é confortável…acho isso legal .
Eu nunca coloquei a mão em um produto da Mac e nem sei pronunciar….e já disse em um dos meus videos que não sei falar em inglês e nem vou tentar pra não fazer a loka!

Poxa, seu texto me fez querer melhorar, mas também me magoou, me fez pensar em desistir, quase matou algo bom dentro de mim.
Achei o texto tão carregado de rancor.

Ôôô Ana Carla! Não leva para esse lado não, linda! Essa coluna é um “desabafo”, a proposta é fazer críticas pesadas a coisas que a gente abomina. Eu pego pesado mesmo, como forma de protesto, como forma de mostrar que encheu o saco! Mas é uma coluna que nasceu para ser assim, excessiva.

Para desfazer a má impressão, dá uma lida nas outras colunas do blog que não tem uma proposta agressiva, como o Desfavor Explica ou o Em Direito. Garanto que você vai achar algo que goste.

E uma dica: confie EM VOCÊ, não se deixe abalar pelo que uma pessoa que você nem conhece escreveu na internet. Que porra é essa, mulher? Como pode a opinião de alguém que nem é importante para você te abalar tanto? NÃO PODE, ouviu? NÃO PODE. Que este texto sirva de marco na sua vida para você NUNCA se abalar pela opinião de pessoas que não são importante! (tipo eu)

kkkkkkkkkkkkkkk ela tem malgo tao inocente apesar de achar a Sally rancorosa…. mas tem um mli9nk la so p parcerias… q nada mais sao opinioes compradas kkkkkkkkkkkkk me poupe essas bloguetes viu

Oi rô, eu fiquei na duvida se seu comentário foi pra mim, mas vou responder mesmo assim ta!
Quando eu digo algo inocente e achar que vou fazer um vídeo ou postar um look e todos vão entender minha opinião ou meu estilo, e não é assim…muitos discordam e xingam.
Este artigo é digno pois quem escreveu não foi no canal de ninguém xingar, ela usou o espaço dela…
Eu não tinha parado para pensar que alguém poderia me achar tão vazia a ponto de falar com uma câmera, foi neste sentido que referi inocência.

Se vc diz sobre as parceria do meu blog…primeiro obrigada pela visita, vc achou meu blog tão ruim, meu textos tão ruins assim que eu não posso nem tentar ganhar um dinheirinho com ele?

Eu tenho 30 anos e 3 filhos, casei com 14 e tive meu primeiro filho com 16…comecei meu primeiro blog depois de uma depressão, escrevia poesias…depois veio este blog onde numa fase mais legal da minha vida quis falar de coisas boas!
A pouco tempo soube que dava para ganhar dinheiro com blog e vi uma chance de cuidar da minha casa e dos meus filhos fazendo uma coisa que eu gosto, estou errada?

Por favor não me chame de bloguete, eu sou humilde e como ja falei nem pegar nas mãos um batom da mac eu peguei…mas queria que você torcesse para mim, para meu sucesso, é isso que eu desejo para você!

só para arrematar , não tenho opiniões compradas, ainda nem ganhei dinheiro rsrsrsrs.
Mas receber para falar de um produto é o que todas empresas fazem, ou você acha que as propagandas que a xuxa faz ela faz de graça, ou melhor que ela usa monange?

Tudo bem que eu sou bobinha, confesso…mas vc é mais viu…me criticar porque quero receber por um serviço!

Eu não vou falar de algo que não gostei só pra ganhar um esmalte…nunca precisei disso para sobreviver, mas no mercado tem muita coisa boa que merece ser falado e divulgado.

Ana, eu acho que receber para falar de um produto tira a credibilidade de quem fala. Tanto é que em quatro anos de blog recusei diversas propostas de parceria e patrocínio. Só dá para ser livre e falar realmente o que se pensa quando não se está atrelado a nada e a ninguém. Mas isso é questão de escolha pessoal. Cada um sabe o que é melhor para si.

Mas ai como vamos ganhar dinheiro…eu entendi o que você falou e pior que concordo.
Acho que fica uma duvida né, tipo…ai ela só esta falando bem porque esta sendo paga!
Eu mesma já pensei isso. Mas se eu falar que não quero ganhar dinheiro vou estar mentindo né rsrsrsrs.
Eu recusaria falar de um produto que eu não gosto, mas se ele for bom?
Um exemplo são os produtos da mary kay, eles são bons!
Até hoje eu não ganhei nadinha pra falar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk eu falo de graça mesmo! Vai que eu ajudo a gastar seu dindim em algo bom!

Hoooo estou me sentindo importante com você me respondendo, vou parar de te encher! Beijo viu, eu vou voltar sempre.

Eu ganho dinheiro advogando, blog para mim é compromisso com a verdade e não ganha pão, mas novamente, isso é escolha pessoal de cada um.

Todo leitor é importante para mim, inclusive você. Pode falar tudo que quiser e eu vou continuar te respondendo!

Eu não estudei tudo que gostaria Sally, casei cedo e meu ex não me deixava estudar (ciumento) mas chegou uma hora que eu cansei e terminei o o segundo grau pelo menos, só Deus sabe como consegui!
Chegou um momento que eu cansei de ser maltratada e violentada emocionalmente e me separei…foi mais ou menos nessa época que fiz meu primeiro blog, eu lembro que vi no jornal que a bruna surfistinha tinha um, e pensei se ela pode também posso hahahahaha.

Eu acho que nunca vou conseguir fazer o meu blog meu ganha pão, eu sou meio bocuda sabe, e nunca consigo acompanhar tendencias (falta de verba) então prefiro fazer meu estilo simples, mas isso não chama muito a tenção.

Mas eu distraio minha cabeça dos problemas da vida real, blogar é gostoso, conheci um outro universo…uma vez um anonimo comentou no meu blog me chamando de pobre, porque eu repetia roupa!
No dia fiquei brava, mas depois nem liguei mais…pobre é quem tem este tipo de pensamento.

Mas o que eu mais gosto nisso tudo é conhecer gente.

Eu? De forma alguma. Quanto mais comentários nas minhas postagens, mais feliz eu fico.

Haaa esqueci de te contar…nossa ja contei quase toda minha vida kkkkkkkkkkk, esqueci de contar que cheguei aqui pela indicação da shame no facebook, sempre olho o que ela indica…é tipo: Ela indicou é algo que não devo fazer que é mico.
Eu sei que vc falou de videos, vou ficar mais alerta quero sempre passar algo de bom, e não um vibrador de fundo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk nem tenho um!

Porque você não escreve um blog contando sua história de vida? Você parece ter uma história muito bonita e interessante. Sabe, neste exato momento centenas de mulheres estão penando em um relacionamento que as violenta emocionalmente sem saber o que fazer, sem conseguir sair, e o relato de quem superou isso as ajudaria muito. Pensa com carinho na ideia…

Video de maquiagem qualquer pessoa pode fazer, já dividir uma experiência de vida complicada e ajudar pessoas a superá-la, poucas. Se você tem vergonha, faça anônima ou com um pseudônimo.

Ana, talvez nao seja mesmo o seu caso, talvez voce seja inocente mesmo… talvez vc acredite que até ficará rica (afinal vc é inocente) e estava aqui escrevendo quase um livro quando resolvi resumir mais Talves com simples perguntas p vc pensar e ver p qual caminho quer ir com seu blog ja que mencionou a xuxa…

– que tipo de imbecil acredita q monange é boa so por q a xuxa diz q usa e pior: acredita q ela usa… ?

p mim, monange passa a figura do vender a qq custo um produto qq – um produtinho basiquinho, que conseguiu comprar a “verdade” da xuxa (q ela nao tem ne) aliada a falta de respeito dela com seu publico (q ela KH e anda) mentindo q usa monange e adora seu cabelo agora preto….xuxa e bloguete p mim, sao iguais nesse sentido… ou seja, opiniao comprada, respeito nenhum -validade zero… Amanha se lançarem q merda de cavalo hidrata e pagar mais q a monange – ela tb vai te vender fazendo aquela cara de orgasmo enqto se hidrata. aff…
mas sinceramente tb minha opiniao sobre monange e xuxa nao vai alterar a ordem das prateleiras…

o vazio nao é falar diante das cameras e sim falar do q nao sabe ensinar o q nao se tem preparo e ainda nem se dar ao trabalho de melhorar/ se informar…continuar no vazio…

tem tanta coisa p se fazer em casa e ganhar dinheiro de verdade, sem ter q comprar um cd milagroso q ensinará vc a fazer isso ou ser papagaio de pirata…

…talvez eu seja uma bobinha mesmo em criticar quem se passa por boa moça inocente e magoada, querendo ganhar p falar de algo sem passar uma semana na ilha de caras opinando com peso e boa vida…. acho q por isso nao vivo de blog …mas vc poderia pensar: – sera q coisa boa que merece ser falada nao deveria ter um profissional de mkt e publicidade p lançar ao inves de “macacas” – como diz o texto?
tb te desejo sucesso
– ou xuxexo… depende de vc ;)

Rô, eu não tento ensinar ninguém a fazer nada, muitas vezes eu tenho vontade de abordar certos assuntos no meu blog e penso: Mas eu tenho certeza? Eu sei falar sobre este assunto com segurança? E se minha resposta é não, ou eu pesquiso ou eu falo de coisas mais simples.
Tenho o defeito de ser sincera e sabia que teria gente como você dizendo que paguei de boa moça, acredite não sou tão boazinha assim…mas o texto realmente mexeu comigo.

Meu blog é algo pessoal que eu gosto de fazer e se um dia surgir algo que me renda alguma coisa, eu farei, NUNCA pensei em ficar rica blog, fiquei xatiada por você subestimar minha inteligencia dessa forma hein!
Se você acha que toda propaganda é uma opinião comprada não posso fazer nada não é….quando eu digo para você desejar meu sucesso não é dinheiro, é tudo que Deus posso trazer de bom em minha,entendeu?

“Eu tenho 30 anos e 3 filhos, casei com 14 e tive meu primeiro filho com 16…comecei meu primeiro blog depois de uma depressão, escrevia poesias…depois veio este blog onde numa fase mais legal da minha vida quis falar de coisas boas!”

Só falta dizer que é evangélica.
* I JUST THREW UP IN MY MOUTH…

Eu acho que ela deveria abrir um blog em contar com detalhes toda sua história de vida, todas as dificuldades e superações, para ajudar quem está passando pela mesma situação…

“kkkkkkkkkkkkkkk ela tem malgo tao inocente apesar de achar a Sally rancorosa…. mas tem um mli9nk la so p parcerias… q nada mais sao opinioes compradas kkkkkkkkkkkkk me poupe essas bloguetes viu”

KRALHO, difícil demais… Na tentativa de entender, saiu fumacinha dos meus ouvidos.
* KKKK Gripe Suína feeligns !

tem razao… tb vi os erros, mas como aqui nao existem “populares” achei q era meio obvio tirar o m…

ela tem algo tao inocente, apesar de achar a Sally rancorosa….
(Logo NAO EH TAO INOCENTE)

mas tem um m link la so p parcerias…
(TAO INOCENTE MAS JA TA VENDIDA)

q nada mais sao opinioes compradas
(ALGUMAS NAO PODEM NEM REDIGIR, O JABA VEM PRONTO)

me poupe essas bloguetes viu”
(BLOGUETES = MULHERADA MIMIMI)

Agora fiquei sem palavras, obrigadaaaaa!!!
Eu vou procurar melhorar sempre, e vou ler mais artigos sim…sua resposta pra mim foi linda viu, foi linda!!!

Leila, eu, que não acredito em Deus nem tenho religião, acabo tendo muito mais amor, compaixão e conciliação do que muita gente que se diz religiosa…

kkkkkkkkkkkkkk cachorro transando foi boa, isso não tem nos meus vídeo kkkkk!

eu sou um tanto perfectionista… na verdade é diversão, mas não vou colocar qualquer porcaria,já que não tenho compras rycas e phynas para mostrar kkkkkkkkkkkkkk.
Achei engraçado alguém que comentou que os comentários eram implantados…não é todo dia que encontramos uma pessoa que conta coisas da vida dela tão abertamente.

Imaginem se eu contar que minha mãe me deixou com minha vó quando nasci, nunca conheci meu pai, que aos 9 anos vendia geladinho e esterco para ter o gosto de tomar um danone, que aos 11 vendia coxinha… que me casei aos 14 anos,me casei para fujir dos maus tratos da minha mãe e fui ser maltratada por um homem…assusta o povo né!

É meu mundo não se resume a ilha de caras e não me envergonho disso.

Entra no meu blog e pensa: A loka que gosta de exibir suas roupas, que gosta de falar de moda sem ter estudado para isso…e nem sabe o que por trás do blog existe uma pessoa legal, que já passou por tanta coisa ruim na vida, mas estou aqui hahahahahaha.

Ana, achei interessante seu desabafo. Dá voz e humaniza o outro.

de qualquer forma realmente não leve a Sally tão a sério com estas criticas. Filtre e adapte o que leu, e continue o que gosta de fazer e te faz bem.

Vou dar um exemplo pessoal: A Sallyta em vários momentos critica o que escrevo ou como penso. Diversas vezes chegava em casa e chorava em posição fetal por não suportar as pesadissimas criticas ao meu machismo, prepotencia e sarcasmo habitual.

Consegui relevar tudo isso acreditando que haveriam pessoas que saberiam dar valor para minhas qualidades.

E hoje sou uma pessoa agradabilissima e cheio de amigos no facebook que me adoram.

Em resumo, ignore as partes que te afetaram, localize os pontos fracos, distorça as argumentações da Sally e encha o saco dela, para aliviar o que ela te causou.

Bejones.

Cadê o vídeo da conversão?

Enquanto isso, estou praticando para conseguir cagar um tolete em forma de S e mandar a foto para você

Quem não gostou do Desfavor não gosta de merda, as chances de gostarem disso são pequenas.

Deixa um link no Desfavor Explica: Merda. Lá tem seu público alvo

Hugo, eu me senti honrada por dedicar seu tempo para me dar um conselho, obrigado.

Agora vou falar desse link que me dirigiu a uma pagina que tava cheia de comidas gostosa e reviraram minhas lombrigas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, mas e os vasos sanitários, é verdade? kkkkkkkkk eu sai da pagina e voltei pra ter certeza do que vi! kkkkkkkkkkkkkk…das comidas eu gostei!

Eu não mentiria na internet…

Volte sempre a minha página. Leias as descrições. é uma evolução as fotos de comida postadas na internet, por isto o nome: O que comi parte 2.

Divulgue. Contribua!

Nunca ri tanto com um texto e nunca concordei tanto também! Eu como maquiadora nem chego a assistir essas coisas, me dá nojo! E nem são só caipiras não, tem bicha brasleira que tenta imitar as do exterior… conheço um que tenta, só tenta imitar o goss make-up artist e sinceramente, não passa de uma drag pão com ovo. Lamentável… realmente lamentável.

Não é? Muita gente pensa assim, mas no dia a dia não dá para falar, porque é socialmente mal aceito fazer esse tipo de crítica destrutiva e ofensiva. Para isso existe o Desfavor…

super curti o texto e o jeito que foi tratado, sem papas na lingua, de vez em quando também escrevemos uns textos como esse no Fashion Appetite brazil [vide o post “a banalização da vestimenta”], gostei muito do blog, lerei sempre ;)

Que bom que você entendeu a proposta, Izabella

O povo aqui já me conhece e sabe que dia de Processa Eu é dia de surtar. Mas fazemos o bem também. Na verdade, fazemos de tudo. Visite outras colunas, quem sabe você não acaba ficando por aqui?

Fique conosco. É um custo conseguir leitores de qualidade, vida inteligente é sempre muito bem vinda. E se quiser, a gente publica um texto seu na coluna Desfavor Convidado, é só me mandar por e-mail

Entendi seu ponto de vista, e realmente tem muita gente sem noção nenhuma, porém achei o texto bastante arrogante, tudo bem que o site, blog enfim seja seu e você escreve da forma que achar melhor.
Mas poderia usar palavras mais adequadas.

Graci, este blog é dividido por colunas, cada uma tem um propósito. Esta coluna, chamada Processa Eu, é a mais hardcore, é para aqueles desabafos, para aquelas coisas que já saturaram e você está de saco cheio, sabe? Mas nosso blog não se resume a isso, muito pelo contrário, esta coluna é esporádica (uma ou duas vezes por mês). Temos de tudo um pouco, inclusive postagens educativas e prestamos assessoria jurídica gratuita aos leitores.

Dá uma chance ao Desfavor, leia outros textos.

E se um dia estiver com raiva de homem, não deixe de ler a coluna Sally Surtada (que também é bem agressiva, mas eles merecem)

O que adianta? A M.A.C já virou MÉQUI até aqui no Brasil, pô! O povo não tem a descência de pesquisar pelo básico. Eu admito, nem eu sei as vezes as pronúncias de vários produtos, mas aí é que fica, se vc vai numa loja tem vendedor que nem sabe pronunciar o nome da marca e nem fazer uma porra de uma maquiagem bem feita, a M.A.C é uma delas. O problema ñ é só das pessoas que não tem o mínimo de semancol pra aprender a falar, mas tbm da marca que ta pouco se fodendo pra isso, e ñ dá nem uma curso BÁSICO de sobre a história da marca e sobre a porra da make pros vendedores.

carol, eu mesma erro a pronúncia de várias marcas e produtos, esse não é o problema. Problema seria se eu errasse o nome da porra do MEU blog, né? Credibilidade zero!

Excelente texto Sally! Descobri esse tesouro na net, no meio de tanta porcaria, e o Desfavor ja vem a ser um favorito.

Queria apenas escrever que essa tal de Julia Petit, putaquepariu, sinceramente, aquela “zoiona”, ruiva falsa e anorexica que nunca tomou sol nem pela janela…putz, essa Julia Petit engana somente os idiotas. Quem conhece a figura sabe que aquilo e’ falsa despojada, cobra criada!

*Meu teclado esta’ sem acentos*

Dois comentários chamando a Sally de preconceituosa e um não entendendo o “mulheres suiças”. Esse texto saiu em algum lugar conhecido e veremos uma invasão de comentários de ofendidas?

Se alguém puder esclarecer, eu agradeço. Ainda não decidi se compro pipoca e fico na frente do PC vendo o Desfavor ou se vou jogar Farming Simulator…

Sim, certeza que alguém jogou na roda das blogueiras de beleza. Quem fez isso tem todo meu amor. Pega a pipoca porque os bons tempos voltaram…

A SHAME POSTOU O LINK DO POST NA PÁGINA DELA DO FACEBOOK
ME AME ME AME ME AME ME AME PRA SEMPRE
[pegando a pipoca]

AMOOOOOOR ETEEEEERNOOO

Vou fazer uma tatuagem no pé que nem a Debora Secco fez com o Falcão: Daniela Amor Eterno

Quem se doer é brega! hahaha

Aceito presentes também. Todo mundo tá ganhando brinde, menos eu, mimimi
Se quiser posto aqui os comentários que fizeram sobre a postagem no Facebook.

O melhor comentário:

“só está faltando 1 coisa neste texto (namoralzinha, booooring de tão longo!): CITAR NOMES! bjs
há 3 horas · Editado · Curtir”

Shame, pelo que eu entendi, é alguém que também escreve um blog, só que muito mais bem sucedido que o nosso

E sim, brasileiro é foda

O título é bem sugestivo… Pois a quantidade de preconceito linguístico e comportamental é absurda.
Eu concordo que quem se propõe a fazer um vídeo deve fazê-lo com qualidade e isso envolve falar bem, entender bem o assunto, o produto e ter um ambiente adequado para expor.
Entretanto o ataque aos comportamento e as palavras usadas para descrever os mesmos eram bem típicas de uma pessoa que transborda preconceito. Existem pessoas que são diferentes por diversas razões, as vezes sociais e isso não nos permite sentir-nos superior por isso.

PREconceito = opinião formada sem conhecer. Vi centenas de vídeos para escrever isto.

Variem os argumentos, por caridade. Tá ficando chato repetir as mesmas coisas

Não digo que você não conheça o tema! Na verdade achei o texto bom. Retrata a indignação que sentimos em ver pessoas em papéis dignos de pena.
Mas preconceito linguístico é um tema bem estudado. E talvez você precise conhecê-lo um pouco mais.

Talvez você precise conhecer o Desfavor um pouco melhor. Aqui trabalhamos com colunas, cada uma com uma proposta diferente. Esta coluna, chamada PROCESSA EU, é a mais hardcore, com objetivo de meter o cacete naquilo que a gente abomina, sem dó nem piedade. Entretanto outras colunas como Desfavor Explica ou Em Direito tem uma proposta mais educativa. Esta coluna não simboliza todo o blog ou sua filosofia, apenas uma parcela dele, apenas um momento de desabafo.

obs: se algum dia estiver puta da vida com um homem, leia a coluna Sally Surtada. Vai lavar sua alma

kkkkkkkkkkkkkk tava demorando ..(pseudos) moralistas intelectuais prepotentes ao ponto de achar que escrever – seu texto é bom – faça o seu comentário ter algum peso ou credibilidade mesmo assinando como anonimo BUT nao consegue definir a coluna… Nuossa!!!

Se esse povo fosse leitor assiduo do desfavor ,saberia que seu psicológico não será afetado. Já o deles que entraram em crise…,pode piorar ainda mais

Olha, estou até me estranhando, hoje não estou muito bélica. Se tivessem me confrontado em dia de ovo virado seria uma carnificina isso aqui. Calhou de eu estar de bom humor. Nada que não possa ser mudado se me encherem muito o saco… e sinto que isso vai acontecer

Capaz… De vdd vc não sai do sério ,o que vc faz é deixar o povinho envejoso, cheio de crise, o que acho demais…

Vê se tem cabimento se aborrecer pelo que um estranho fala na internet… eu não! É dar muita importância a quem não tem!

Isso é parte da cultura do país ,as pessoas são tão bem resolvidas, que apesar de dizerem que não ligam pra opinião alheia , vencem nem que seja pelo cansaço uma discussão.

Ligar para opinião de desconhecido deve ser exaustivo, porque sempre vai ter alguém que não se consegue agradar

Amei o texto, me lembrou muito da Titia Shame (ja citaram ela ai em cima!)
Infelizmente existem muitas aí que se acham as mais fodas da face da terra, e ainda por cima conseguem uma par de patrocinios…eu fico besta como elas mostras que é facil conseguir ser ‘famosa’ por isso existe tantas e tantas aí imitando as tais…

Falando em tutorias de maquiagem, eu gosto muito dessa

http://www.youtube.com/watch?v=ex33wtqnNz8&list=PL79EC6E2F612D7634

Quando vi pela primeira vez não acreditei! rs

Se você gostou do tom agressivo do texto vai gostar dos outros textos desta coluna, chamada Processa Eu. É só escolher a celebridade que você mais odeia e procurar. Tem de tudo, de He-Man a Chico Xavier

Otimo texto! Sou maquiadora profissional e trabalho para uma grande rede de cosmeticos em Chicago, IL. Atendemos MUITAS clientes brasileiras que comprar MEQUI ou MAQUI. A pronuncia certa seria “mack” como em Mac n’ .

Cliente até acho que pode errar, não tem obrigação de saber. Mas porra, quem se propõe a escrever um blog só sobre isso tem que saber pronunciar, cacete!

Amanda, dá dicas de maquiagem para a gente!

Achei o artigo um tanto que preconceituoso, embora alguns pontos sejam verídicos, realmente existe o exibicionismo de algumas blogueiras/vlogueiras, a maioria não sabe oque está fazendo, e só gravam porque querem ficar famosas e populares, porém, o artigo inteiro se iguala ao mesmo nível dessas mesmas meninas, fútil e sem próposito algum, primeiro porque é deveras preconceituoso, em vários trechos do artigo é possivel ver o preconceito esdruchulo quanto a questão cultural e social, ao dizer que se irrita com sotaques, ou pela garota ter lábios grandes e usar batom vermelho, vem cá, Angelina Jolie usa batom vermelho, qual é o problema? Entre outros pontos que prefiro não comentar. Eu concordo com vários pontos do texto, mas infelizmente o texto foi mal conduzido, cheio de arrogancia e prepotência, e antes que venham com “liberdade de expressão” lembrem-se que, o seu direito acaba, quando o do outro começa.

Vamos usar a cabeça: PREconceito é falar sem conhecer, sem saber, com uma ideia preconcebida. No caso, assisti a centenas de tutoriais de maquiagem para escrever este texto, então, querida, não fale em preconceito.

E se você acha Angelina Jolie de alguma forma sinônimo de bom gosto, reveja seus conceitos.

Vamos classificar de pós conceito. Já que a Sally conhece muito bem todas as pessoas que ela assistiu nos vídeos e de acordo com o conceito dela, opinião, são tão desprezíveis como ela descreveu. Já que ela possui nível de instrução elevado fruto dos cursos e aprendizados, os mesmos que talvez, essas pessoas citadas no texto que ela escreveu nunca tiveram oportunidade de fazer.

Com certeza… É uma pessoa que não notou que na Suiça é uma terra onde não tem essa de “a favor” ou “contra”, onde as bandeiras são tão difusas que ninguém leva a sério, em nada semelhante ao nosso Brasil, né?

Não… não… o Brasil é muito melhor do que a Suíça… (cof! cof!)

Faltam dez! Faltam dez para os duzentos comentários!

Texto arrogante e preconceituoso, desculpa. Esse discurso “sou melhor porque sei como se pronuncia M.A.C e porque cito Andy Warhol no meu texto” (Andy Warhol, sério mesmo?) é o mais brega de todos.
Já assisti alguns tutoriais de maquiagem, uns bons, outros péssimos. Sabe o que eu fiz quando vi algum tutorial ruim? Fechei o vídeo e fui fazer outra coisa mais interessante! Simples assim, minha gente. Ninguém é obrigado a ver as “macacas maquiadas”, como você mesmo diz.

Gabriela, eu não disse em momento algum que sou melhor do que alguém porque sei pronunciar MAC.

Ninguém é obrigado a ver os tutoriais, assim como você não foi obrigada a ler quatro páginas do meu texto. Porque não fez o mesmo, simplesmente não fechou e foi fazer outra coisa? Sua contradição e falta de coerência em fazer exatamente o oposto do que prega me fez rir…

O que você disse fez sentido, é verdade mesmo, eu consegui me contradizer. Geralmente fico quieta, mas dessa vez minha mão coçou demais pra escrever alguma coisa. Ando meio de saco cheio de textos “sou-melhor-por causa-disso” e que ditam certas regras, e o ápice foi com o seu texto. E isso vem de uma pessoa que era frequentadora assídua do blog da Shame, hein. Afinal as pessoas evoluem mesmo, ufa.

Não contente em pregar que coisa ruim deve ser ignorada, ainda voltou para replicar e me dar ainda mais atenção.

Me sinto honrada pela deferência.

Aliás, muito amor por quem jogou este texto no meio das blogueiras de maquiagem que estão batendo aqui irritadas. Não sei quem foi, mas desde já, meu muito obrigada.

Por favor, continuem me dando importância e perdendo seu tempo comigo. Comentem… comentem… quero esta postagem passando dos 200 comentários!

Apesar de ter achado seu texto ruim, dou valor a debates “saudáveis”. Vou matar sua curiosidade: foi a querida Shame quem divulgou seu post no twitter dela.

Mmmm… Shame é minha leitora? Que honra…

Muito amor por ela, ela trouxe de volta os bons tempos do Desfavor, onde pessoas ofendidas vinham aqui divertir a todos!

Acho engraçado as pessoas acharem que só por tenho uma opinião diferente da exposta, estou ofendida ou sou blogueira. Gente, tô longe de ser blogueira de moda/maquiagem. E não fiquei ofendida com seu texto, só discordo dele. É proibido isso? Não te conheço e não estou te julgando, não leve para o lado pessoal. Chamei seu texto de preconceituoso e arrogante, não você.

De forma alguma, não estava falando de você.

Olha só, aqui a gente trabalha com colunas, cada coluna tem um objetivo. A Processa Eu é a mais hardcore, o objetivo é meter o cacete em algo que abominamos. Mas se você for em outras colunas como Desfavor Explica por exemplo, cujo propósito é mais construtivo, tenho certeza que vai gostar.

Só aceito leitores que pensam. Os que pensam como eu. Os que não pensam, fecha a janela e não perca tempo. Esse é o mesmo lema das blogueiras. Não aceitam críticas e não se dão a oportunidade de evoluir ou entender seus erros. Nem todo mundo acerta, apesar das boas intenções. To contigo Gabriela. Não sou blogueira, nem tenho maquiagem direito, nunca perdi tempo vendo esses vídeos e nem pretendo ter um blog um dia. Só gosto de debater.

MUUUITOOO AMOOOOOR POR VOCÊ, DANI!

Você trouxe os bons tempos de volta ao Desfavor! Eu já estava quase desistindo, já estava conformada que isso não aconteceria mais!

Próximo passo: brasileiros de ascendência (porque quem tem descendência é quem tem filho, porra!) Suíça vindo aqui se queixar

Daniela, você está no seu direito de divulgar os textos que você gosta, não vejo nenhum problema nisso. Não vou te odiar, mas também pedir para te amar já é um pouco demais, haha.

Gabriela, eu gostei de você. Eu acho que você é 100% Desfavor e ainda não sabe. Dá uma lida em outros textos… acho que você vai gostar.

Confesso que estou fuçando esse blog de cima a baixo e tentando descobrir qual é a dele, haha. Mas sim, agora entendi a proposta do “Processa Eu!” a visão que eu tinha do seu texto já começou a mudar (é epifânico quando a gente encontra o tal do contexto).
Vou ler mais os outros posts, vamos ver.

Já li toda a Constituição e, meu deus, tô amando esse blog, gente. Que saudade de encontrar um blog brasileiro com textos interessantes e com algum propósito <3

AÊÊÊ GABI!!! BEM VINDAAAA

São postagens diárias, de segunda a segunda, sem intervalos

Se quiser rir da minha cara, leia a coluna Siago Tomir, onde conto todas as minhas derrotas nas mãos do meu ex-namorado. Você vai se mijar de rir da minha cara!

Li a Constituição de novo, e tenho algumas considerações:

“DESFAVOR NA NET, coluna que objetiva analisar o que se anda falando sobre a República Impopular do Desfavor na internet.” – aparentemente nunca foi feita, o que lamento;

“ANUNCIANTE DO MÊS, coluna que tem por objetivo mostrar algumas verdades inconvenientes sobre produtos e publicidade,que geralmente não são mostrados” – isso é a Publiciotários com outro nome?

“DATA DESFAVOR, coluna que mostrará estatísticas e dados ligados à República Impopular do Desfavor” – parece a Web 1.0 aprimorada.

HAHAHAHAHAHA

São todas colunas do Somir, que demandam algum conhecimento específico da área dele!

Acho que eu cheguei a fazer UM desfavor na net, citando uma pessoa que me citou em um trabalho acadêmico de direito…

Haha, desculpaí, pareceu como resposta para o meu comentário. Garanto que o amor da Sally você já conquistou, foi tipo “you had me at ‘comentei com a shame'”.

Acho que vou indicar esses tutoriais para uma “amiga” muito “alegre” chamada Silas Malafaia, até para que ela saia superbem no carnaval junto de seu namorado, conhecido como “Principe Adam” ou “He-man”.

Agora sem brincadeira, vai ter citação do pastorzinho bunda e de seus detratores no top des? Enquanto isso, o boca-de-fumo negocia a compra de canais de tv.

Eu acho que antes de criticar o Malafaia, deviam ter a honradez de criticar (e muito bem) a igreja e a biblia. Ele não fala nada que vá muito alem.

Na boca dele soa pior, mas sim, esse é o pensamento da doutrina religiosa. Pena que essa massa “não-praticante” não veja isso

Se até meus contatos evangélicos saem soltando o malho no Malafaia e nos telepastores em geral, acho que não é necessário dizer muita coisa, né?

A existência do Malafaia é muito cômoda para todo mundo, nos faz parecer a todos pessoas melhores. Isso é o que realmente me incomoda nele

E é justo por isso que é um DESFAVOR! Estão dando muita importância pra pouca bosta. Medonho mesmo… Você tem que ver “Geneticista responde a Silas Malafaia”, “Jurista responde a Silas Malafaia” e outras barbaridades que me fazem dar um belo de um facepalm.

Fiz piada com a situação, mas do jeito que tá, minha vontade é fazer meu próprio vídeo só para mandar uma resposta dizendo claramente para esse pessoal que eles dão importância demais a algo que não merece e o pior, ficam na defensiva ao invés de dar as caras e partir pra desmascarar o malandro.

Se for para ter baixaria… Que seja baixaria com sangue escorrendo das veias. Não quero saber de ópera-bufa.

Silas Malafaia é aquele vilão que todo mundo ama odiar, porque ele faz quem é apenas um simples filho da puta parecer boa pessoa, já que ele é um tremendo filho da puta ao quadrado

Não costumo olhar videos de maquiagem, mas procuro vários textos de diferentes blogs sobre cabelos. E digo: como é difííícil achar algo que preste! Tem blogs que são contra o detergente que possui no shampoo, blog que é contra os silicones pra cabelo, blog que é contra o uso de chapinha e secador…

Se eu tivesse tempo, escreveria O Blog sobre maquiagem e beleza. Impressionante como as pessoas não sabem escrever, não se aprofundam…

Sou homem, e eu não entendi absolutamente NADA desse texto. HA!

Sally, pode postar uns links dos Tutoriais de maquiagens ridiculos que vc se baseou para escrever esse texto?

textos sobre merda, ânus, tutoriais de maquiagem…
é praticamente o mesmo que falar sobre água, gelo e depois vapor, haha.

Nossa! acho que ninguém acreditaria se eu dissesse que NUNCA vi um tutorial de maquiagem. Sempre achei idiota… sei lá, confiar no que diz uma nobody qualquer da internet.
Agora fiquei com certo receio, vai que eu vejo um desses videos, descubro que faço igual e HAHAHAH
Quando eu era adolescentezinha novinha exagerava demais na maquiagem, minha irmã falava que parecia um travesti. Hoje ela não fala mais isso, devo ter melhorado. Vamos ter fé de que essas Kathylennes dos tutoriais um dia se tornarão adultas e irão parar com essa vergonha alheia (isso tirando os casos irrecuperáveis, tipo essa do bebe chorando).

Sally as mocinhas se veem no direito de sonhar com a fama, pq similares delas : feias ,burras e sem talento ficaram famosas como Chatolina por exemplo.
Faça um post pra elucidá-las q pra isso acontecer elas tem que conhecer um cartucho como o Tonho da Lua.

São essas lendas de “um olheiro me descobriu na praia” ou “um caça-talentos me viu passeando em um shopping”… isso alimenta o imaginário popular. Quem quer fama tem que dar muito, puxar muito saco ou nascer filha de alguém já famoso.

Não acredito que estou perdendo o melhor da diversão.

Eu que já achava os vídeologgers da alta roda uma coisa brega e absurdamente previsivel, não sabia que tinha mais baixaria descendo a ladeira.

E quanto ao último post do Somir, tentei não controlar o riso, só que não deu. Hahahahaha! Sério mesmo, esse pessoal da geração gamer parece descontar suas frustrações em joguinhos sem futuro de realidade virtual.

Enquanto no jogo, a figura é um “like a boss”, na vida real geralmente é um merda completo que vive uma vida sem grandes perspectivas, praticamente no mesmo nível das macacas bregas e branquelas citadas pela Sally aqui hoje.

Eu acho um tédio. Já tentei ver, mas me dá sono.
Gosto de ler revistas. Assim não preciso escutar nenhuma matraca falando.

Sally, vc já entrou no blog da titia shame? http://blogueirashame.blogspot.com.br/

Ela segue essa linha de criticar bloguetes caipiras (a roupa, o analfabetismo, a maquiagem, etc.) e algumas enganações que até mesmo blogueiras de moda conceituadas promovem em suas páginas. Recomendo.

Efeito Shiryu foi ótimo, acrescentarei aos meus termos com a devida citação. Obrigada.

Fui conferir o tal blog da Shame… Não é pra mim. Fraco, raso, sem conteúdo.
Nas palavras da própria: “Quem não pode atacar o argumento ataca o argumentador”.

Não assisto a tutoriais de maquiagem por motivos óbvios, mas sempre dou uma passadinha no blog da Shame, que se dá ao trabalho de coletar as PÉLORAS de vergonha alheia. E se essas blogueiras falam como escrevem, CHESSUS.
Mudando um pouco de assunto pra me enturmar, que que tá acontecendo no mundo esmaltístico? Aquelas unhas de pelúcia e caviar são simplesmente a coisa mais hedionda que já vi! E claro que as munitas fazem tutorial ensinando a usar. Fora as nail arts toscas, carimbos mal feitos, etc. Nada contra nail art em si, acho horrendas aquelas florzinhas pano de prato style, mas se for algo mais geométrico até curto, só não tenho saco pra fazer.
E focando nesse negócio de pronúncia, quando vou comprar perfume é sempre uma tristeza, uso um da marca francesa Café-Café, chego toda phyna e ryka pedindo pelo “CafÊ-CafÊ”, e ouço “Não tem CafÉ-CafÉ não”. Gaaaahhh!! Fiquei um bom tempo sem pedir pra olhar os esmaltes da OPI porque não sabia pronunciar, até que descobri que é “O-Pi-Ai. :~~

Nem vou contar a pronúncia que ouvi do perfume Anais Anais…

Porra, a moda-esmalte anda muito cagada: pelúcia, caviar, strass… não dá. De uns tempos para cá andam exagerando tanto que para me destacar da multidão e deixar bem claro que não sou esse tipo de gente só pinto a unha em tons nude pastel

Pior mesmo é ouvir pronunciarem Louis Vouitton! bahh

Mas por outro lado, Sally, um caso a se discutir: a pessoa tem OBRIGAÇAO de pronunciar certo?
Só se ela souber a língua, ou mesmo ela não sabendo?

Porque se tem uma coisa que aprendi na fonética e fonologia, sóciolinguistica e análise do discurso é que não devemos corrigir as pessoas! Pra começar que o problema de pronuncia muitas vezes se remete à problemas (e falta de conhecimento aprofundado) da fonética da língua, o que por sua vez remete à problemas de falta de conhecimento gramatical da língua. Segundo que existem fatores externos (extra-linguisticos?) que influenciam [n]a produção enunciativa de cada pessoa. Daí tu vai me perguntar: “ahh então nas escolas não se deve corrigir o aluno também se ele falar “pobrema” ao invez de problema?” Bom, não é bem corrigi-lo, mas mostrar a variação “padrão” em contraste com a variação dele…

Mas ok, não defendo de todo essa perspectiva do último parágrafo! Acho que há ressalvas a se fazer, dado que sou meio quadrado: eu optaria por apenas aprender o padrão, o correto e ponto.

Se a pessoa se propõe a fazer um blog chamado MACMANIACA ou TUDO SOBRE A MAC ela tem sim a obrigação de pronunciar certo AQUELA DETERMINADA MARCA à qual ela decidiu se dedicar. Se a pessoa é uma mera consumidora que entra na loja e pede o produto, não precisa saber porra nenhuma.

Aff, num guento esse papinho de preconceito linguístico (não foi exatamente o que tu falou, mas lembrei disso), gostaria muito de dar um tiro no Marcos Bagno.
Se EU, Daniela, trabalhasse com produtos, sei lá, alemães, O MÍNIMO que eu poderia fazer era aprender a falar o nome da porra do produto corretamente! Sou pedante e grammar nazi até a raiz dos cabelos, “variação linguística” my ass.

Gente, é uma questão de credibilidade. Se você se propõe a criar um blog só sobre um assunto, o mínimo que pode fazer é pronunciar o nome correto…

Dani, isso me fez lembrar de algo engraçado. Existe uma marca de produtos para cabelo que se chama Schwarzkopf – uma marca alemã criada há mais de um século. Blogueiras usam, acham maravilhoso, mas não sabem pronunciar o nome! Lamentável…

Mas sally esse negócio de pronunciar correto é tão relativo. Nuca viajei pra Europa, mas os professores do curso que fiz da casa de maison de la culture francaise de l’ufc sempre diziam que eles lá ou em qualquer outro país europeu pronunciavam as palavras de outras linguas com a fonética de lá. Por exemplo acho que seu nome pronunciamos “céli” pq introduzimos os fonemas ingleses no nosso vocabulário com facilidade, mas o seu nome na frança duvido que eles pronunciem como vc acha ser certo. Eles sempre pronunciarão as palavras adaptando os fonemas de acordo com a linguistica francesa entende?

Bom, eu gosto de efeitos, tipo holográfico, glitter, essas coisas, acho pintar as unhas de cor de nada um completo desperdício de tempo e dinheiro, mas cada um cos seus pobrema, né?
Confesso que minha pobre recalcada interior vibra quando leio que os esmaltes da Chanel não duram um dia sem descascar, enquanto que os meus Hits, que custam uns R$3,50, vão firmes e fortes praticamente a semana inteira. ^^

Eu gosto muito dos holográficos e similares porque eles duram pra caralho nas unhas, mas considerando minha situação particular (estar ficando velha + trabalhar em um ambiente muito formal), estou começando a achá-los inadequados para mim. Já as de caviar e pelúcia eu acho inadequadas para qualquer ser humano.

“Fiquei um bom tempo sem pedir pra olhar os esmaltes da OPI porque não sabia pronunciar, até que descobri que é “O-Pi-Ai. :~~”

Meeeeeeu, eu falava OPÍ hahahaha agora tudo mudou em minha vida

#chocada

Lala, você não tem a menor obrigação de saber! Quem tem que saber é quem trabalha com isso ou escreve sobre isso!

Breve teremos mais uma TRAGÉDIA no bra$il ! Está acontecendo no RJ.

O prefeitinho está maquiando a cidade para os eventos esportivos e uma desta maquiagens é denominada ASFALTO LISO,que consiste em jogar asfalto novo sobre o antigo.

Como a rede de esgoto e o sistema pluvial estão saturados,este novo asfalto logo se desprende e os buracos afloram.

O pior está por vir, pois não há mais a diferença de nível entre a calçada e o asfalto, o que dificulta o acesso aos transportes de massa.

As principais vítimas desta TRAGÉDIA PÚBLICA serão os idosos.

Li sobre este tema no CMI ( mídia independente ), onde a Sally tem por habito divulgar os belos textos.

Abraços a todos e que os Deuses nos protejam desta merda e corrupção generalizada !

Você quis dizer: Operação Tapa-Buraco?

Sério mesmo, acha mesmo que eu estou surpreso com essa por parte do Eduardo Paes? Não, não e não… Aqui em Ribeirão mesmo tem o caso de uma rua aqui no Jardim Califórnia (que é usada para se ir da Bras Olaia na altura do Shopping para a Independência cortando caminho) que estava bem esburacada há uns tempos atrás, passaram um asfalto “tapa buraco” e já está abrindo os buracos de novo.

Ah, e não é a Sally e nem o Somir que estão colocando os textos do Desfavor aqui no CMI. Presumo que seja alguma outra pessoa esteja os postando lá… E aliás, tenho observado os textos do Desfavor indo parar lá desde a época em que se fez o texto do Che Guevara.

Bom saber que tem gente que gosta tanto dos textos aqui a ponto de se dar ao trabalho de copiá-los e divulgá-los em outros espaços.

HAHAHAHAHA

Ainda diz que “o autor” não se enquadra nesse perfil branco. Será que finalmente eu consegui meu milagre tão desejado e virei uma negona? COTAS! COTAS! U-HUUU!

SIM ! a tragédia : IDOSOS PODERÃO PERDER AS SUAS VIDAS DEVIDO A ALTURA DOS DEGRAUS DOS COLETIVOS, ESTAS AUMENTADAS DEVIDO A OPERAÇÃO INSANA TAPA BURACOS.

Custa aprender noções básicas em algumas lojas que disponibilizam funcionários para isso? Tem um outro programa interessante sobre maquiagens na GNT, no qual a mulher que apresenta faz um trabalho muito competente, tendo em vista que ela é a cara do Sid da Era do Gelo…

Eu nem sei como vc conseguiu assistir esses tutoriais!! Quando eu abro e vejo que é “Catylene Beauty Videomaker” nos primeiros segundos fecho.

Acho muito pertinente a sua observação no que diz respeito a ser carência. Tem gente que realmente vive um delírio de grandeza, que nada tem haver com autoestima. Nada! Muito similar a sua postagem sobre autoimagem.

Por falar nisso, ontem vi uma reportagem da Geyse Arruda reclamando que ela assusta os homens e por isso está solteira… Isso dá duplo sentido!

Tanya Burr foi a melhor que vi até hoje.

Sim, o problema está sempre no outro: não é a Geuyse que é uma sem noção inconveniente e chata, são os homens que são medrosos. A culpa é do homem. Assim como para todos os homens a culpa é sempre da mulher.

Tanya Burr é simplesmente sensacional

Eu já vi no youtube maquiagem para homens também. Vibe metrossexual? Bahh, eu sinceramente preferiria homens de cara limpa sem nenhum mimimi viu?

” Tutoriais de Maquiagem.”

Volto amanhã…

Ps, queria comentar que acho um tanto quanto bizarro … algumas moças que passam um batom vermelho bem “vermelho”. Algumas que são muito brancas, algumas com a pele mais escura. Eu sempre lembro do bozo.

Não sei no RJ, mas aqui em São Paulo elas usam.

E elas não ligam para “vestígios”, algumas são safadas e se o homem for comprometido, deixam marcas. (Claro que correm o risco de apanharem)

Como eu sei não interessa!

hahahahahaha!!
Adorei “cara de macaca”!!
Quando cheguei aqui tinha que economizar grana pra estudar… Entao assistia esses tutoriais sobre “Cortar o cabelo sozinha”, “pintar o cabelo sozinha”…
Confesso que uns me ajudaram e outros me faziam rir tanto ou mais que assistindo o Tiririca!!
Às vezes quando quero usar um make diferente, procuro os videos da Camila. Ela trabalhava numa loja de maquiagem em Nova York e decidiu fazer os videos de acordo com o que ela aprendia no trabalho… acredito que era a “Méqui” hahahaha!!
Enfim…. hoje ela tem blog, twiter e famosos seguidores…

Já vi poodle passando em vídeos entre outras coisas!! hahahaha!! É muito engraçado!! Muito tosco!!! Novela da vida real! Tem uma menina que coloca umas dicas sobre uma pomada que clareia o suvaco mas que serve tbm para hidratar o cabelo… Daí ela colocou a foto do suvaco antes e depois!! Choooooorei largado de tato rir!!!

Deve ser bepantol, uma especie de bombril das pomadas… Não sei se clareia o suvaco, mas sei que pra hidratação funciona.

Atesto a veracidade de bepantol+hipoglós pra um milagre na pele(pelo menos pra mim deu certo), mas também tenho esse receio com o cheiro, então faço quando estou gripada ou atacada da rinite, aproveitando o embalo de não sentir cheiro nenhum.

E, só para fazer um ponto de discordância, você pode SIM pronunciar por extenso qualquer sigla que forme uma palavra pronunciável. Óbvio que, por exemplo, você não vai falar STF por extenso, fica imbecil, mas você pode falar JEC, ou JESP, sem parecer um completo retardado. As pessoas tendem a fazer isso naturalmente. Lógico, talvez muitas nem saibam que sejam siglas, mas…

Acho, apenas tenho essa leve impressão, que querer que elas saibam regras de siglas em outra língua é querer um pouco demais. Elas fazem o que todo brasileiro faz: incorpora o estrangeiro ao seu modo, sem a menor preocupação pela gramática ou qualquer coisa que eles considerem irrelevante. Se você fosse adepta de MMO’s, você leria cada coisa… Fala pra ela, Somir.

Phill, não precisa saber a regra, basta saber A MARCA do produto sobre o qual se vai falar. Acho um absurdo criar um blog ou um vídeo SÓ PARA FALAR DOS PRODUTOS DA MAC e errar o nome da porra da marca, sabe?

Todos falam Nike errado também, até o próprio pessoal da empresa, e nem por isso é um absurdo (o correto seria Nikê). Virou Naiki por causa dos americanos. O que eu estou querendo dizer é que se elas estivessem errando o nome, tudo bem… mas tudo o que estão fazendo é pronunciar a sigla por extenso. Para um brasileiro, isso não é um erro grosseiro, é até normal!

Negativo. A Deusa Grega era Nikê, a marca mudou propositadamente o acento, foi algo deliberado e proposital.

Não saber pronunciar uma marca que você comprou foda-se, ninguém é obrigado a saber. Muito diferente de não saber pronunciar o nome a algo que você se dedica a escrever um blog ou um vídeo. Nesse caso, é um erro crasso, um desleixo.

Sally está certa, a pronúncia correta de M.A.C. é “mac” mesmo, exatamente como se escreve. Mas atenção: não é “máqui”, com esse “i” forçado no final. Não tem “i” no final então não tem que pronunciar “máqui” e sim “mac”, com “c” mudo.

Sobre os vídeos, como ODEIO vídeos de tutoriais feitos por amadores (as) nunca perdi meu tempo assistindo um, de qualquer coisa que seja, nem mesmo de assuntos que me interessam. Adoro maquiagem e os únicos vídeos que assisto sobre o assunto são os das próprias marcas feitos com maquiadores profissionais. Não tenho paciência pra ver essas creyças querendo dar aula de maquiagem.

Exato! MAC, com um “c” mudo bem sequinho no final. Reles mortais não são obrigados a saber isso, mas se você se propõe a escrever um blog SÓ SOBRE A MAC, o mínimo que se espera é que saiba pronunciar o nome daquilo que você entendeu ser importante o suficiente para ser tema central do seu blog

Hum… informação nova relevante. Para mim, tinha mudado a pronúncia por acaso, ou por marketing para os americanos, mas que o nome real mesmo tivesse tonicidade na última sílaba. Bom saber.

Então, pera… pode falar Mac por extenso, dizendo Mák, mas não pode dizer MéK, porque tá errado?

Por quê? Isso é alguma regra do inglês, ou é do pessoal da própria marca?

E Sally, esclareço desde já que eu entendi o ponto centra da sua argumentação e concordo: se você vai fazer um vídeo explicando sobre algo, explique direito. Mas isso não impede de eu gostar um pouco de contraditório…

É o nome da marca! Independente de regra, se você se propõe a fazer um blog com vídeos sobre uma marca, o mínimo que se espera é que você saiba pronunciar o nome da marca. É pedir demais?

Brasileiros nao…qq europeu faz isso… ou pior – traduz toscamente
sabe o q é um disco duro? …pois é…um HD numa loja qq na Espanha

Foi o que eu disse lá em cima. Aqui que a gente tem essa de querer falar certinho levando em conta o idioma do “dono da marca” na europa eles tao é nem veeendo pra isso. Eles traduzem pra lingua deles ou falam adaptando para o fonema da lingua do pais e nao da marca.

Mas nem por isso eu acho legal. No caso dos espanhóis eles exageram. Sabem como o U2 é conhecido por lá? “U Dos”. É pra querer se suicidar abrindo a mandíbula com as mãos, como diz a Sally.

Nome próprio deve ser respeitado. Traduzir o nome de ferramentas, objetos, bens materiais até vá, mas NOMES e MARCAS eu acho que devem ser mantidos no original

Hugo, os textos dela já foram mais amáveis.

Ok, minto. Apaga isso.

Hugo, os textos surtados dela antigamente vinham com menos frequência.

Não seja malvado, Phill. Tudo depende da coluna. No “Sally Surtada”, “Flertando com o desastre” ou “Processa Eu” vem chumbo grosso, no resto sou uma frouxa!

Já eu acho que ela está pegando muito leve nos comentários.

O Hugo que mandou um com tanta ironia que nossa nova amiga nem vai perceber…

*pegando pipocas e pensando em criar um novo personagem Desfavorenho para ajudar… A Karollynna, talvez. Fã de videos de maquiagem e livros de auto-ajuda. Será que pega?

Estou apenas ressaltando que, de 5 colunas essa semana, praticamente metade foi Sally Surtada, e no Top Des você foi particularmente maldosa…

A propósito, acabei de ver o novo update. Acho que o Somir concorda comigo…

Carnaval no sul e um tanto menos pior que no Rio.

Ainda mais que vai todo mundo para pria a a cidade fica uma maravilha para se deslocar.

Depende da cidade… no Rio os milhões de blocos de rua estragam o trânsito!

Responder

Não precisa preencher nada além do comentário. Seu e-mail não vai ser publicado.
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>