Politicamente Incorreto

Você assistiu ontem à estreia do seriado semanal “Politicamente Incorreto”, no canal FX, às 22:20h? Se não assistiu, pode ler o texto mesmo assim, que ele vale a pena, mas não deixe de assistir. O sinal estava aberto para todos e continuará aberto até a próxima segunda-feira 22.

Eu já tinha avisado que não ia escrever este texto, por achar que me faltaria imparcialidade para isso. Mas, desculpa, não dá para não falar, porque o seriado “Politicamente Incorreto” do Danilo Gentili está escrevendo uma nova página na história da TV. Goste você ou não dele, é inegável que o que está sendo feito cruza a linha daquilo “socialmente aceito” hoje em dia, mesmo para TV fechada.

Para quem não sabe do que se trata, a série conta a história do Deputado Atílio, um mix de Tiririca, Maluf, Lula, Collor e outros da mesma laia, só que com o cabelo da Dilma. Um político medíocre, burro, corrupto e que fala português incorreto. Por um golpe de sorte, o Deputado Atílio se safa de um escândalo em meio a um mal entendido e é alçado à categoria de herói nacional por ser “honesto”, como se político honesto fosse herói e não uma obrigação.

Graças a esta súbita popularidade, o partido decide coloca-lo para concorrer à Presidência da República. O Deputado Atílio é uma fraude, mas como a imprensa brasileira constrói verdades nunca questionadas pelo povo, ele não é desmascarado. Começa então uma estratégia de marketing para torna-lo mais palatável ao eleitorado brasileiro. E olha, as cenas envolvendo Deputado Atílio e sua marqueteira são as mais “dedo na ferida” de todo o seriado. Simplesmente sensacional.

Em um período onde é proibido pela lei eleitoral de ser falar nos candidatos, Danilo Gentili conseguiu falar mal de TODO MUNDO de forma escrachada, debochada e sem piedade. Sua marca registrada tantas vezes elogiada aqui continua se fazendo presente, o que eu apelidei de humor-cebola, pois tem várias camadas. Tem piada para todos os intelectos. Desde um “outdoor de xereca” (a clássica piada-palavrão que não precisa nem de contexto para fazer rir) até o humor mais sutil, chegando inclusive a parafrasear candidatos reais.

Ele já começou à la Tiririca, questionando o que faz um Deputado. Ele mesmo respondeu, nos levando a refletir: um deputado faz o que qualquer brasileiro médio faria se tivesse essa mesma remuneração e essa mesma certeza da impunidade. Muita gente riu, mas nem todos perceberam a grande esculhambada dirigida ao povo brasileiro. Ainda bem, essa gente ofendida costuma ser bem patriota, melhor que não percebam para não encher o saco.

Entre tropeços no português e falta de postura, o Deputado Atílio começou a desferir seus impropérios. Sobrou para todo mundo. Para os gays (com um projeto de lei que os autoriza a fazer sexo com heteros), com os negros (dizendo que não tem nada contra mas “se bem que tem uns pretos que são foda”), contra mulheres (atribuindo os seguintes defeitos à sua adversária política: mulher, baranga e sapatão). Foi um corredor polonês contra todos os “intocáveis”, do começo ao fim.

Não ficou grosseiro. Ficou engraçado. Nada melhor do que a conversa que tive em um ônibus com uma senhorinha que parecia ter uns 200 anos hoje (na verdade ontem, que o texto só vai ser publicado amanhã) quando voltava para casa. Comentei que estava com pressa para chegar em casa e ver o programa e para meu espanto ela disse que também queria ver: “Esse menino fala umas bobagens meio pesadas, né? Mas eu não consigo ficar com raiva dele não… ele é um bom menino, eu dou risada”. Achei antropológico.

A série dura apenas meia hora, então, se eu ficar contando tudo, não tem graça, acaba que quem não assistiu nem vai ter mais o que ver quando for assistir. Não vou entrar em mais detalhes, mas queria narrar apenas uma discussão de dois membros do partido, um negro e gay e o outro paraplégico e idoso. Ambos estavam discutindo para ver quem era mais “intocável”, até que o paraplégico pergunta ao negro “Por acaso tem assento preferencial para negro? Tem?”. Anota aí: você não vai ver piadas com esse conteúdo em NENHUM programa nacional, seja ele da TV aberta ou paga.

Mal comparando, dizem que as coisas são mais fáceis para o irmão mais novo, pois o irmão mais velho abriu muitas portas antes, ele já as encontrará abertas. Pois Danilo Gentili está sendo o “irmão mais velho” de todos os humoristas nacionais. Ele está abrindo portas para que esse tipo de humor que o Desfavor e tantos outros fazem possa começar a ser digerido pelo brasileiro. Está educando o povo a não se ofender com humor. Isso, minha gente, é um feito muito maior do que uma série engraçada, audiência alta, ou TrendingTopics. ISSO é o que mais merece aplausos e, no entanto, é de uma sutileza que poucos vão perceber.

Estamos falando aqui de uma transformação social. De “calejar” o brasileiro médio para todo tipo de humor. Estamos falando de educar os ouvidos para não se ofender com piada. Absurdo viver em um país onde se o político rouba o reelegem e o toleram, mas se o humorista erra mão da piada e ela não é do gosto do ouvinte, merece ser execrado, ameaçado, agredido, perseguido e jogado no ostracismo. Está mais do que na hora dessa inversão de valores acabar. Vamos parar com esse policiamento do humor!

Estamos vendo nascer alguém que consegue brincar com tudo e ainda assim receber aplausos do brasileiro. Quem mais consegue isso atualmente? Ninguém. Em parte porque ninguém tenta (quem tem patrocinador, tem medo), em parte porque ninguém consegue (juntar carisma com timing é para poucos). Então, desculpa, foi mal aí, mas eu vou cobrir o Danilo Gentili de elogios mais uma vez e pau no cu de quem não gostar, passa amanhã!

Danilo conseguiu mais uma coisa que eu não julgava possível: ele tem carta branca para fazer piada no Brasil. Isso é mais ou menos como aquela cartinha que te livrara da prisão no Banco Imobiliário: um trunfo que desequilibra o jogo. Ele coloca a audiência no bolso. Ele dita o tom e não importa qual seja, todo mundo ri com ele. Não dele, COM ele. Eu já vinha acumulando indícios desta percepção assistindo ao The Noite, mas o grande insight me veio assistindo ao Politicamente Incorreto

Lembra do EXTINTO “Agora é Tarde”? Então… naqueles tempos a revista VEJA criticou Danilo Gentili dizendo que ele não fazia humor, fazia bullying. E não é que o mundo deu voltas e a mesma revista VEJA agora trata ele com todo o prestígio e estampa uma matéria com o título “O riso contra o poder”? Danilo Gentili conquistou o país. Senhoras e Senhores, eu lhes comunico oficialmente, direto do meu achismo, o qual vocês conhecem a taxa de acerto: Danilo Gentili pode tudo agora. Ele caiu no gosto do povo, qualquer coisa dita por ele será humor. O tempo das ofensas já passou, não porque ele tenha mudado seu repertório, que continua o mesmo, e sim porque o espectador mudou sua forma de ouvi-lo.

Isso mesmo. Caiu no gosto popular, pode tudo. A mesma piada contada por ele hoje, se fosse contada anos atrás, poderia destruir sua carreira. Hoje ele está acima disso, ele já tem a presunção de simpatia e admiração, nada do que ele fale será mais ouvido/visto/lido com aquele filtro de má vontade, de belicosidade, de agressão. Agora, Meus Queridos, quem coloca Danilo Gentili em lista negra é que vai parar em uma lista negra. O mundo é redondo, e dá voltas.

Estou muito feliz pelo Politicamente Incorreto ser o sucesso que foi já no primeiro episódio e mais feliz ainda por achar que o Danilo Gentili se elevou do patamar de humorista comum e inaugurou um camarote VIP do humor onde ele e outros poucos tem acesso a um plus que os demais não tem: Liberdade de Expressão. Se ainda houver alguma limitação a ele, é por questão de anunciante, porque o povo brasileiro está apaixonado de verdade e não vai se voltar contra ele tão cedo.

Mérito dele, já falamos isso nos textos com as críticas aos programas Agora é Tarde e The Noite. Ele desarma com auto-humor e conquista o espectador, para depois poder fazer piada com terceiros. Carisma, uma história/experiência de vida tocante e uma equipe muito competente colaboram, mas, em última instância, mérito pessoal dele e de seu “je ne sais quoi” conseguir desarmar um espectador potencialmente ofendido, bélico e complexado. Não tenho como não tirar o chapéu para alguém que consegue isso.

Danilo Gentili é, na minha opinião, a virada do pêndulo. A gente sempre fala que a história é um movimento pendular: se o pêndulo está tendendo muito para um lado, fatalmente com o tempo vai se voltar para o outro. O politicamente correto está sufocante, chato, babaca. O pêndulo VAI virar. E vai ser sob o comando dele: Danilo, mais uma vez, de coração, o parabéns que você nunca aceita sem relutar. O parabéns que você até duvida ser merecedor. O parabéns que por méritos inatos você talvez nem mesmo sinta merecer. Parabéns, parabéns, parabéns!

Para tentar desmerecer meus elogios ignorando a coerência deles ao longo dos anos, para dizer o que achou do Politicamente Incorreto ou ainda para fazer a si mesmo o favor de assistir o primeiro episódio que você perdeu: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas: , ,

Comentários (148)

  • Gostar do Danilo Gentili? #NãoSouObrigada

    1001 motivos pra odiar o PT e a crítica feita é pelo Ministério Público (supostamente em conluio com a prefeitura de Santo André) ter fechado o “abrigo” de menores do qual a mãe dele era diretora?

    Olha que até ficou barato, se não fosse por ter um monte de abrigo pelo Brasil afora em condições tão ou mais precárias que aquele, a bonita teria sido indiciada por cárcere privado também.

    • Não é obrigada não, pode não gostar dele o quanto quiser. Mas a crítica dele ao PT extrapola demais a questão da mãe. Na verdade, é muito mais abrangente e profunda que uma questão pessoal.

  • ‘Estranho e complicado”. Por isso que entrei aqui e não saí mais.

    Estamos vivenciando uma fase de transição importante no humor brasileiro. Gentili abrindo os precedentes, enquanto tentam cercear a liberdade de expressão. É uma árdua luta, mas o êxito é certo.

  • Caraca! que texto concordo com tudo que você disse, Danilo é um gênio do humor brasileiro. Parabéns pelo os textos ( já li vários ) hahahahahaha

  • Pronto. Acabei de assistir a reprise do programa no fx.

    Depois do texto da Sally, eu esperava uma obra prima do humor e da critica politica como a muito não se via.

    Bem…ficou um pouco abaixo das minhas expectativas, mas apresenta potencial.

    Veremos os próximos.

  • Anderson Serinho

    Sou mega suspeito p falar sobre o Danilo.Sou fã msm, a mt tempo…E tenho que te parabenizar pelo texto Sally.Um texto digno de reconhecimento ao trabalho do Danilo.Vi o link no Face do Danilo,E agora vc ganhou mais um admirador “aqui”.O “Politicamente Incorreto” veio p dar um tapa na cara de muita gente de uma vez só.Mais uma vez parabéns pelo texto

  • Energúmena, você a aberração humorística a que se refere não entendem nada de humor. E ele ainda faz o desfavor de fazer a população desacreditar na política, quando a única coisa que vai mudar o país é a consciência política.

    Aqui está um documentário, que duvido que vc vá prestar atenção:
    http://www.youtube.com/watch?v=btmKPaLioD8

      • não faz sentido issaí que você falou. e não muda o fato de o gentili desacreditar a política e a questão de piada sobre minoria não é simplesmente por ofensa pessoal. pra isso já existe lei, acorda. é sobre a questão social das minorias.

        • Não, Pedro. Acorda você. Danilo é o espelho. Se você não gosta do que vê refletido no espelho, não adianta chutar o espelho e sim mudar a realidade. E sobre as minorias, bem, CITE A LEI, Meu Querido, pois sou advogada há mais de quinze anos e afirmo que você está falando merda. Tanto é que Danilo nunca foi condenado em processo nenhum.

          Por favor, já que você trouxe o assunto à tona, vamos falar da lei, que é um assunto sobre o qual eu adoro falar. No aguardo de você citar número da lei, parágrafo e inciso para que possamos travar uma discussão substancial. Caso contrário, nem volte aqui porque eu vou te fazer passar vergonha, já fica o aviso.

          • Estava sentindo falta de uns esquerdistas progressistas preocupados com ‘a questão social das minorias’ por aqui.

            Vamos ficar com ele Sally?!

              • Valeu! Cuido sim.

                Caro esquerdista, eu sou um coxinha reaça que votaria no Bolsonaro e acho o Jean Wyllys um oportunista qualquer que usa o movimento das minorias para se perpetuar nas mamas generosas do congresso – além de ser um dos que mais gastam cota parlamentar.

                Mas isso me deprime e me afasta dos meus amigos e de um país melhor.

                Gostaria muito de sua ajuda para melhorar.

                Se puder me ajudar fique a vontade, mesmo porque a partir de agora, não mais a Sally, mas somente eu vou te responder.

                  • *Preparando as injeções para eutanásia. Certeza que precisaremos colocá-lo pra dormir igual ao Satanás – tragédia anunciada

                • Você acha que ele é oportunista porque você não pertence a um grupo de pessoas que é excluído da sociedade, que é humilhado dia a adia, que é agredido sem motivo, que é assassinado com requintes de ódio, que é estuprado. preciso dizer mais?

                  • Eu havia feito um longo comentário sustentando um pouco das minhas argumentações que acabei perdendo.

                    Como não quero digitar tudo de novo, e considerando que as palavras da Sally sobre ti resumem muito bem a situação. Vou por hora apenas perguntar 2 coisas:

                    1 – O que de efetivamente o nobre deputado fez para melhorar a vida destas minorias?

                    2 – Vc acha que o fato de alguèm ser homossexual o torna parte de um grupo com interesses, necessidades e desejos homogêneos; tipo, não precisam falar de segurança pública de maneira geral, ou saúde, ou economia, pois seu mais urgente interesse é casamento gay e lei criminalizando (mais) a agressão a uma pessoa de acordo com sua orientação pessoal?

                    Ps.: Se quiser sustento (mesmo que tu discorde) os pontos que levantei. Vc pode fazer o mesmo?

                    • 1 – http://jeanwyllys.com.br/wp/projetos-de-lei
                      2 – Não, não o torna parte de um grupo com interesses homogêneos. Não há grupos homogêneos. Há quem discorde sobre PRIORIDADES, mas que morremos por preconceito é inegável! Há sim vários outros problemas no nosso país, mas esses são peculiares a nós, e se não escolhemos um candidato para propor esses assuntos na câmara, assembleia, senado, NINGUÉM, debaterá, e continuaremos esquecidos E MORRENDO. O Jean se coloca a favor desses assuntos, mas ele debate e vota sobre todos os assuntos, como qualquer outro político.

                      E Anônimo, a culpa não é do humorista, mas ao invés de fazer algo mais produtivo ele só está reforçando a ideia e ganhando dinheiro com isso. O que já é um puta desfavor.

                    • Poxa Pedro. Vc me deu um susto sumindo tanto tempo assim.

                      Já começava a me arrepender das minhas ‘ideias reacionárias’ e que vc tivesse sofrido um ataque homofóbico. Nem sei se vc é gay ou não, mas sabe como são estes intolerantes; chegam a atacar até mais héteros do que gays, vide os quase 50 mil homicídios e tantas outras agressões que ocorrem por ai a fora em que estes homofóbicos até se esquecem de perguntar a orientação sexual das pessoas,e erram bastante o alvo, já que gays mesmos são menos de 300 e no meio delas ainda tem uma boa porcentagem de crimes passionais. Mas continuemos, ainda bem que está de volta.

                      Quanto concordar comigo que os gays não são um grupo com necessidades homogêneas é um grande passo. Pois mostra que se as necessidades não são iguais, a defesa de interesses específicos se tornam ainda menos eficazes, não é?

                      E olha, sinceramente eu ficaria muito feliz se alguma lei que Jean Wyllys ou qualquer outro fizesse impedisse alguma morte. Mas a realidade é um pouco diferente jovenzinho. Uma lei no máximo tem como objetivo punir uma ação depois que ela foi executada ou na melhor das hipóteses inibir pelo medo da punição a mesma ação.

                      Dito isso, vc acha que criar leis criminalizando agressões e os homicidios aos gays que mencionou, vai mesmo diminuir essas atitudes. Ou se houvesse a certeza de punição e melhor policiamento para evitar esta violência para TODAS as pessoas independente da maneira como ela faz sexo, seria mais eficaz?

                      Quanto ao Jean, ele se aproveita desse vitimismo e falsas necessidades politicamente. NO próximo episódio esclareço isso, já que vc mesmo postando o link dos projetos do nobre deputado não consegue interpretar a verdade: ele não está defendendo os gays, está se aproveitando deles, se por um acaso chegar a ajudar é um bônus.

                      Até.

    • Pedro, fala sério. Você é deficiente intelectual, travesti, mulher, velha, negro, cachorro de centro de pesquisas, homossexual, faxineira e/ou nordestino?

      Por isso ficou chateado com o seriado ou com o texto?

      “Fez a população desacreditar na política”.

      Brother. Os políticos fazem a população desacreditar na política.

    • Confesso que fiquei curiosa com sua estratégia. Pressuponho que com isso você deseje desmerecer os elogios ao Danilo, insinuando que ele, por si só, não seria merecedor e que teria feito alguma coisa extra para ganhar este texto. Entretanto, se a intenção era esculhambá-lo, você adotou o caminho errado: divulgar que o sujeito é tão bom de cama que em “recompensa” teria recebido um texto elogiativo é um erro crasso de cognição, pois em vez de esculhambá-lo você está na verdade fazendo propaganda sexual dele.

      Ainda que a intenção fosse apenas me denegrir, o que também seria medíocre, pois você está brigando com uma pessoa desconhecida que não tem nome nem rosto, ou seja, está chutando uma sombra, a estratégia escolhida me chamou a atenção. As estratégias que usamos para ofender dizem muito sobre nós. Curioso essa afirmação contundente de caráter sexual envolvendo cu. Faz uma gentileza? Não projeta suas coisas em mim.

      • O ruim de ficar muito popular é isso.

        Acho que os comentaristas de facebook e youtube estão migrando pra cá.

        Daqui a pouco vai ter ‘first’ ou copia de um pedaço do texto seguido de ‘kkkkkkkkk’.

      • Mas que merda, heim! O blog tava andando tão legal, mas bastou postarem no FB agora chegaram os BMs. Sally, bloqueia esses FDP que só vem pra xingar! Deixa ele dar o rabo dele sozinho, se vc não bloqueia daqui a pouco ele volta e xinga de novo.

        • Vai xingar uma, duas, três vezes depois cansa. DU-VI-DO que leia mais quatro páginas de amanhã, mais quatro páginas de depois de amanhã…

      • Marlene Marqui

        kkkkkkkkk Amei sua resposta ao imbecil. kkkkkk To rindo muito, mas ainda consigo escrever que também adorei o Gentile, e nem precisei dar nada pra ele. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Eu sou muito fã do Danilo, de um jeito que até me assusta às vezes, pois acho ele um sujeito admirável por tudo isso que você falou no texto, mas devo confessar que até a metade do que você escreveu eu concordo em gênero, número e grau, mas depois começo uma babação de ovo descontrolada e de tirar o fôlego hahaha, esse tipo de coisa dá até um pouco de receio dele começar a acreditar que está acima do bem e do mal e deixar de ser o “Barnabé de Santo André” que eu tanto admiro e me inspiro para virar um babaca, tomara que nunca aconteça.

    • Não tenho receio nenhum de que isso aconteça. E não é babação de ovo, cada elogio meu foi bem fundamentado. Babação de ovo é o elogio para agradar à pessoa, elogio para afagar ego. Meus elogios são sinceros.

  • Vou procurar!
    A entrevista dele pra Veja foi excelente também. Essa patrulha do humor é típica de ditadura, uma lei como a citada no texto é absurda. Espero que o Gentili continue lavando nossas almas com suas piadas. É bom ver que a TV ainda tem programas que merecem ser assistidos.

    • Patrulha que a própria Veja promove/promovia, quando disse que ele não fazia humor e sim bullying. Agora, porque ele caiu no gosto do povo, a Veja parece ter reconsiderado.

        • Pode ser. Não descarto nada. Eu não confiaria no elogio de quem me chutou quando eu estava por baixo. Lembro bem daqueles tempos da polêmica da doadora de leite. Lembro bem de quem marretou ele. Lembro das ameaças, lembro de tudo.

        • A Veja é mentirosa e manipuladora. Se apoia o Danilo, então ele não presta. A lógica é simples. Só não percebe quem é reaça.

    • Cada vez que ele divulga a gente vem muita gente bacana para cá, gente que pensa como a gente, que tem mais ou menos os mesmos valores, os mesmos ideias. Geralmente quem gosta dele acaba tendo alguma afinidade com a gente!

      • Bem, eu fui um desses que achoy o seu blog através de um post do Gentili e adorei! Concordo contigo em tudo! Sou fã do Danilo e odeio de coração essa obda de politicamente correto que se instaurou no país!
        Assisti ao programa ontem e também gostei muito! Sacadas geniais!

  • Ontem quase tive um avc quando entrei no desfavor e vi que estava tendo o live do programa e eu presa em uma sala de aula.

    nota mental: não me conectar a rid nas segundas

    • Mas que cabecinha ruim, hein? O cara não merece elogios por seus próprios méritos, se tem alguém elogiando, ele “deve estar comendo”?

      Ainda é mal informado. Danilo está namorando e a namorada dele é dez vezes mais bonita do que eu.

      • Ah Sally. Comentários de facebook são em sua maioria ruins.

        Mas foi engraçadinho, vá.

        Ainda mais que ele não conhece a ‘linha editorial’ do desfavor que esta perfeitamente alinhada com o programa do Gentili. Por isso meu comentário anterior.

        • Vou te contar, é foda. Quando eu meto o cacete neguinho reclama porque “só sabe falar mal” dos outros. Quando eu elogio, é porque a pessoa está me comendo.

          Ainda bem que os textos elogiando o Skylab, Alborghetti e o Rafael Pilha não foram parar em rede social, porque fama de ter dado para esses três seria de fazer cair o cu da bunda!

      • É quase o mesmo raciocínio (inversamente, é claro) daqueles que chamam uma mulher de “mal comida” quando reclama de alguma coisa ou simplesmente está de mau humor.

  • Excelente idéia o título “Politicamente incorreto” um verdadeiro paradigma no mundo real da política brasileira, com um grande espaço para o humor, inclusive na forma de crítica construtiva, tenho vontade de colaborar.

  • Adorei Sally seu texto muito bem elaborado assim como o Politicamente incorreto, sou fã do Danilo Gentili, do trabalho q ele vem fazendo e da carreira q vem construindo, tenho total satisfação e paciência para sentar em frente a minha tv e assisti-lo todas as noites, e é sempre bom ler um texto como o seu reconhecendo o trabalho desse gênio.

    • Obrigada, Gelly! Danilo, na minha opinião, é o Midas do humor: onde ele encosta transforma em ouro. Ao contrario da Globo, que tem o toque de MERDAS para o humor…

  • Eu também gostei muito desse primeiro episódio, foi além das minhas expectativas. Agora seria o Danilo Gentili o Seth Macfarlane brasileiro? kkk O Macfarlane critica a sociedade e o governo norte americano, sempre fazendo piada de tudo e sem medo de falar e criticar o que tiver que criticar e ainda sim a sua série “Family Guy” é uma das animações de maior sucesso por lá junto com “Os Simpsons”, o humor de ambos (Gentili e Macfarlane) são bem parecidos kkk.

  • Pra Sally ficar (mais) feliz: O Danilo citou o Desfavor no Facebook. De novo. Não sei se alguém daqui mandou o link deste post ou se ele próprio veio aqui porque lembrou da Sally – e de nós – de outros textos cujos links já haviam lhe chegado antes através dos Impopulares. Seja como for, ele citou exatamente este post em seu perfil no Facebook há pouco mais de quatro horas. Até agora, já são mais de 70 comentários, e a esmagadora maioria é de elogios a ele. Há também comentários elogiosos ao texto do Desfavor e pinçando algumas frases. Será que alguém pode dar print neste link -https://www.facebook.com/Danilo.Gentili.Oficial?fref=photo – e mandar a imagem pro e-mail da Sally?

  • Eu concordo mt com o live. Adoro o Danilo Gentili. Ele é demais e esta sensacional nessa serie… Danilo te adoro, amo o seu trabalho.

  • Você viu que o Danilo compartilhou este texto no Facebook dele? Como ele tem quase 10 milhões de seguidores lá, é possível que vocês ganhem muitos leitores hoje!

  • Muito bom. Com humor ele tocou em todas as feridas de nossa sociedade. Político vagabundo, preconceito… foi d+.

  • Queria muito ver, mas não tenho tv a cabo…Eu também gosto muito do trabalho dele.
    E ele já leu seu texto, pois ele postou no facebook.
    Arrasou Sally!

    • Certamente vai estar disponível na internet. E se não estiver, voce pode se reunir comamigos em qualquer bar ou restaurante que tenha tv a cabo, o sinal vai ficar aberto até a próxima segunda!

  • Sergio Luís Ferreira

    A cena que ele é o entrevistado do RODA LIVRE também foi sensacional, uma pena que essa juventude de hoje, a sua grande maioria plugada às redes sociais, assistam apenas por “modinha”, quando na verdade o recado deveria ecoar nas urnas.

  • Os evangélicos não vêem com bons olhos a proposta de se permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O que você faria pra resolver esse problema?
    – Bem, para que a justíssima demanda dos evangélicos seja melhor atendida, proponho o seguinte: Que seja legalizado o casamento entre evangélicos do mesmo sexo.

    • Que legal! Eu não mandei o texto para ele porque né… sei lá, fica parecendo puxa-saquismo. Feliz que ele tenha nos escontrado mais uma vez!

  • Sou um ator veterano no teatro, onde passei toda minha vida e faço o Deputado Norivaldo, o bicheiro do seriado Politicamente incorreto. Sempre tive um pé atrás com trabalhos em televisão, chegando ao ponto de evitar alguns deles. Mas, vi no Danilo uma pessoa humilde que deixou todos à vontade nas gravações. Conseguiu reunir uma equipe talentosa entre atores, atrizes e técnicos, que mesmo não sendo conhecidos do grande público, abraçaram o projeto e acreditaram como bem disse o jornalista que estamos entrando numa novo momento do humor nacional. Vida longa ao POLITICAMENTE INCORRETO !!!

    • Parabéns para você também por participar desse projeto! Todos que já trabalharam com o Danilo confirmam o que você disse: ele é democrático, escuta a equipe, é humilde. Espero um dia ter o privilégio de trabalhar com ele!

    • Ele tem uma equipe muito boa, mas sim, ele é o cara, porque quando o rojão explode, não é nas mãos de roteirista, nem direção, nem produçao, é no fiofó do Danilo que entra. Então, me permito concordar com voce: ele é o cara!

  • Quem assistiu à entrevista do Danilo no “De Frente com Gabi” sabe que a história dele é sofrida e, com méritos, ele deu a volta por cima. O humor quase sempre supre uma ausência ou desilusão. Grande parte dos brasileiros sequer conseguem entender o que o humor realmente é. Léo Lins explicou com perfeição o que acontece: existe humor feito para uns e para outros. E uns não captam o humor que é feito para outros (quem assiste Zorra Total não entende stand-up, tipo isso).
    Acompanho o Danilo desde os tempos de CQC. Gosto do programa dele, gosto um pouco do Rafinha, mas o programa dele é meio artificial, coxinha. Sintonia é tudo, e a equipe do Danilo tem isso, pra poder acompanhar seu ritmo.

    • Mas eu acho que o Danilo e toda sua equipe conseguiram uma fórmula de humor para todos diversificando o grau de sofisticação das piadas que apresentam. Vai do zero (ex: Danilo vestido de bailarina pulando) até o cem (trocadilho com o fato do Roger pertencer ao MENSA). Todo mundo ri. É um self service de humor.

  • Sou fã dele, mas eu não gostei do programa. Sei lá se eu esperava demais, mas quando acabou vi que ele não me atingiu…

    Assisti praticamente todos os “Agora é tarde” e “The Noite”, tenho os dvds dele, fui a apresentações dele, mas não sei se foi mais do mesmo, se “mostrou o que todo mundo sabe só que não vê diariamente” sei que me deu a impressão de que faltou algo…

    Vamos ver se no segundo episódio eu mude isso ;o)

  • Wellington Alves

    A verdade é que o povo sempre esteve do lado do Danilo. Seu maior mérito foi não ter se intimidado com a patrulha do politicamente correto e peitado os esquerdopatas que rosnam e o ameaçam o tempo todo, se dizendo representantes e/ou falarem em nome do povo: A minoria barulhenta que domina a imprensa e fuzila os que divergem da cartilha esquerdista.
    O Danilo mostrou que basta bater o pé para que essa corja de militantes saia com o rabinho entre as pernas. Pois só sabem atacar em grupo, mas quando se veem expostos, revela-se que não falam em nome do povo, mas em nome de partidos ideologicamente incompatíveis com a liberdade de expressão e a democracia.
    Espero que os demais humoristas se inspirem no Danilo e criem coragem para enfrentar os que querem calar as críticas que apenas o humor é capaz de esfregar na cara da sociedade!

  • Foda foi a entrada do programa. O FX simplesmente cortou o filme As Branquelas no meio dizendo que o espectador já tinha visto aquilo 10 vezes e já sabia o final.

  • Pena ter perdido a estreia. Daria uma perna para participar de um programa desses, nem que fosse como faxineira…

    E pena que o Fausto Fanti tenha se matado, pois estava prestes a estrear um programa também na FX.

  • Eu estava/estou louca pra assistir, mas não tenho tv a cabo (pobre é foda HAUAHAU). Vou procurar na internet e depois volto pra ler o live. Já esperava que fosse ser bom, mas as críticas que andei ouvindo/lendo me fizeram perceber que está muito melhor do que eu tinha pensado. Só tenho que dar os parabéns ao Danilo pelo sucesso e torcer para que o pêndulo realmente tenha virado. E adorei o texto, Sally.

  • que me dera se rafinha bastos tivesse seguido esse mesmo caminho…. mas ele foi cabeçudo demais, tentou bater de frente e tiveram que calá-lo à força…. nesse quesito danilo foi mais esperto, comendo pelas beiradas, percebendo que o politicamente incorreto estava voltando com canais como o porta dos fundos, esperou o momento certo e entrou batendo com os dois pés na porta… ambos foram precursores de uma mudada no humor brasileiro, de uma volta às raízes toscas de nossa alma tupiniquim…. agora só falta voltarem a fazer porno chanchada :D

    • Gosto muito do Rafinha também. Os dois são o que havia de melhor no CQC.

      E acho que o Rafinha ainda vai conquistar seu lugar ao sol. Ele não está tão bem no Agora é tarde, mas os vídeos dele continuam excelentes. Ele também é a virada do pêndulo.

      • Eu gosto muito do Rafinha, já escrevi uma meia dúzia de textos elogiando-o. Mas o estilo dele é mais rude, menos amável que o Danilo. Isso o torna menos palatável para o brasileiro médio. Acho que ele é sensacional se deixarem ser o que ele é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: