Ressaca da democracia – Parte 2

Pena que PSDB e Aécio são grandes merdas. Como paulista, poderia tirar onda com o resto do país e dizer que pelo menos nós estamos fazendo algo para melhorar o país. Infelizmente, não estamos. Aposto que falo por muitos quando digo que só queremos ver o PT perder, não necessariamente fazer outro partido ganhar. E é por isso que eu digo: vai ser apertado, mas o PT vai ganhar de novo.

Não duvido que o Aécio até consiga fechar uma ou duas parciais de pesquisa na frente, mas na hora que o sapato apertar, o partido mais profissional do Brasil vai conseguir seu objetivo. Nem que tenha que deixar seus currais eleitorais borrados de medo no caminho para a vitória. Aviso: nenhum outro partido político brasileiro tem tanta capacidade de organização e planejamento quanto o PT.

Muito se engana quem acha que foi o Aécio e sua campanha que sabotaram a ascensão da crente ecochata. Eles até ajudaram, mas o grosso da ‘desconstrução’ foi armado e perpetrado pela máquina eleitoral petista. O PT percebeu que não dava para escapar do segundo turno e escolheu o adversário. Marina Silva não vai se bandear para o lado de Dilma pela surra que levou. Deixou marcas.

Os tucanos bateram em Marina? Bateram. Mas se eles fossem minimamente bons nisso já teriam destronado Lula e Cia. faz tempo. Tanto que a maior probabilidade agora é o apoio de Marina para a candidatura de Aécio. Eu não descarto que ela tente se manter neutra mais uma vez, mas dessa vez algo parece diferente: Marina queimou. Duas eleições em terceiro lugar deixam um candidato marcado, e se ela perceber que sua chance de ser presidente do Brasil acabou domingo passado, talvez perceba também que agora é hora de fazer aliados e planejar sua vida pública futura. E acho que nem crente tem coragem de ser tão mulher de malandro ao ponto de reatar com o PT.

Se eu estivesse no PSDB, não me animaria muito com esse provável apoio: mas nem a pau que todos aqueles votos serão herdados pelo Aécio. Votou na Marina quem queria uma terceira opção. Eles queriam justamente evitar a polarização entre petistas e tucanos! A ‘turma’ da Marina se espalha depois das eleições, e uma considerável parte desses eleitores tendem mais ao partido da estrela vermelha.

Tudo bem dizer que quem votou na Marina queria mudança, mas isso não quer dizer que seja uma mudança capitaneada pelo candidato de grandes aspirações. Até mesmo pelo tipinho do eleitor dela – que provavelmente mal sabe o que quer – volta a ser uma moeda jogada ao ar. Se vai para o Cara ou para a Coroa, só no dia da votação.

A melhor chance da oposição é uma coalizão anti-PT de grandes proporções, e mesmo assim, uma que consiga virar casacas. Essa é a quarta eleição seguida que reclamam do Nordeste por ser tão ‘vermelho’ nos resultados finais de votação. O PT tem um mar de simpatizantes que querem que seu partido GANHE. Nós temos um grupo de insatisfeitos que quer que o PT PERCA. Seja como for, o assunto sempre tem que passar pelo partido da situação para continuar.

E é aí que reside o poder deles. Enquanto quisermos tirar os ‘petralhas’ do governo, eles vão nos chamar de ‘antis’ e fortalecer o discurso que o país está rachado entre dois grupos querendo coisas diferentes. E isso não poderia ser mais mentira: paulistas e cearenses não vieram de planetas diferentes. Querem ver atendidas suas reivindicações da mesma forma. Ultimamente, até na parte da água estamos com problemas parecidos…

E sabemos aqui, a diferença ideológica entre os partidos é basicamente nula. Os três primeiros lugares da eleição presidencial são centro com um pezinho na esquerda (o PT se faz mais de esquerda, mas é centro sim). Em quarto e quinto lugares, respectivamente com votações minúsculas, um partido de esquerda e um de direita. Não temos subsídios ideológicos para essa divisão entre PT e PSDB!

A briga é para ver quem xinga melhor o outro. E não é por nada não, mas o PT ganha essa onde mais importa: na mente do povo mais simples. “Se a parcela mais abastada da população bate no PT, quer dizer que o PT está a favor dos pobres”. É muito fácil empurrar esse discurso goela abaixo de gente despreparada ou desinteressada. Somos nós contra eles, eles contra nós.

E se precisar ir falar na orelha de cada um desses pobres coitados, adivinha qual o partido que chega primeiro? E cada um de nós que bate no PT ajuda a fortalecer o discurso deles. Quem não tem como entender o porquê de nossas críticas vai enxergar tudo como uma disputa entre interesses pessoais.

Se Aécio subir muito nas primeiras pesquisas, o movimento contrário vai ser brutal, vão fechar o Nordeste para o PSDB de uma forma como nunca se viu antes. Repito: o PT tem estrutura como nenhum outro partido tem. Isso tem a ver com ter a máquina federal em mãos, mas também vem da gente profissional que cuida das coisas deles. Os ‘peões’ do PT são mais politizados e disciplinados que os dos outros.

O partido dos trabalhadores tem uma estrutura organizada, objetivos e metas nacionais e regionais acompanhadas e fiscalizadas por defensores apaixonados e dedicados dos ideais do partido. Não se engane: eles derrubaram a Marina para escolher o Aécio. Eles estão defendendo o lado deles, nós estamos caindo na armadilha de ser oposição DELES, como se fossem parte indissociável do sistema político brasileiro: PT e anti-PT.

E quem reclamou da timeline apinhada de discussões inúteis e baixarias, perceba que isso é resultado direto de estarmos numa discussão política análoga a falar mal de um ídolo adolescente para as fãs dele. Quem disse que você precisa ser anti-PT se não for PT? Eu sei, o PT disse.

E a gente caiu.

Para dizer que a esperança vai vencer, para dizer que a esperança vai perder, ou mesmo para dizer que a esperança é o caralho: somir@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas:

Comments (66)

  • Uma colega minha hj tava na maior campanha pro Dilma, que quem trabalha e não for grande empresário precisa votar no PT e bla… Pra mim ja faz um tempo que o PT deixou de ser o partido dos trabalhadores e ficou igual aos outros, associado a corrupção. Muito triste em vez de votar no melhor ter que escolher o menos pior. Desta vez ta mto difícil decidir entre PT e PSDB.

    • Não entendo como os ‘PT 100%’ não conseguem ver que sem o empresário/rico/burguês não irão existir empresas, e sem empresas, adivinha, não tem emprego. Distribuir renda foi uma boa, deu vida a uma economia parada e polarizada, mas agora é a vez da indústria e dos empresários. OU não haverá quem sustente 56 milhões de usuários das diversas bolsas.

      • ONDE QUE O PT DISTRIBUIU RENDA? Você chama programa assistencialista paternalista tapa-buraco de redistribuir renda?

        • Sim. Pegou o dinheiro do contribuinte e saiu distribuindo pra quem se inscreveu em seus programas. Eu chamaria de muita coisa, compra de votos deslavada, programas imediatistas (qual programa do PT não foi?), relação usuário/traficante, enfim.

          O efeito imediatista foi sentindo. O Brasil não afundou durante a crise econômica mundial. Mas agora, onde todos os países mostram recuperação, adivinha quem tá indo pro buraco.

                  • A forma como a renda é distribuída pelos habitantes de um país. Mas acho que a palavra chave é RENDA. Renda, até onde eu sei, são os proventos recebidos em troca da prestação de um serviço, ofício ou profissão. Renda é remunerar um trabalho. O PT dá dinheiro “porque sim”, “porque é pobre”, “porque tem filho”, em medidas provisórias.

  • É verdade. Afirmar-se antiPt é fortalecer essa ideia. Alias, penso seriamente em me tornar um apartidario. Nao votei na Marina por ideologia, mas pra alimentar o filhote de mosntro. No segundo turno, farei o mesmo.

  • A vitória do PSDB pode vir das pessoas que ‘nem fui votar, esse PT comprou tudo até as ‘urna” que somam pelo que vi mais de 20% dos eleitores. Agora que eles viram a abstenção, e a ascensão do neto do Tancredo, especialmente em São Paulo, vai ser lavada.

    A quantidade de eleitores no Nordeste que vão votar na Dilma não vão conseguir reverter os números de Sul e Sudeste juntos. Eu acho bonitinho aqueles mapas do Norte onde mostram vitórias ‘expressivas’ do PT – sendo que daquele tamanho todo, o estado do Amazonas tem menos gente do que a zona leste de São Paulo…

      • Embora o PT tenha o MAV e os militontos, o PSDB está indo MUITO devagar nas novas descobertas da Operação Lava Jato. É o trunfo de cada um, e como a pesquisa de hoje saiu com o Aécio na frente, é uma questão de quem vai ‘atirar primeiro’.

        Eu acho improvável, mas não impossível o PT ser derrotado este ano. Mas vou ter uma idéia melhor depois de ver as novas propagandas eleitorais…

        • Aparentemente, estão indo devagar pq o novelo de lã é grande… tem gente deles tmb. Tem gente de TODOS os partidos. O novelo só pode desenrolar depois da eleição.

          • Depois de notar as últimas propagandas e os dois debates do 2º turno, ficou notório um ‘desespero’ por parte da Dilma e PT. Atacaram como nunca atacaram no debate de eleição dela, ou nos do Lula.

            Isso só pode significar um grau de desespero acima de qualquer parâmetro que eles tivessem. E situações desesperadoras clamam por medidas desesperadoras. Não sei se vão se restringir ao vale tudo (agora é MMA, né?) nos debates e nas propagandas, mas com certeza sinto cheiro de treta…

      • Claro que são patinhos, por mais que tenham razão em um ou outro aspecto esse discurso extremista não ajuda em porra nenhuma, ao contrário fortalece o PT. É exatamente um exemplo prático do que o Somir falou. Assim como a patética idéia elitista de direita conservadora de passar um muro no Brasil. São esses tipos de bobagem que dão força ao PT enfiar na cabeça dos menos abastados a segregação social, fazer o espantalho da direita e criar o eles x nós.
        Em tempo, Sally de um tempo pra cá acho que você está com um discurso político social semelhante ao de Lobão/Gentili e isso não é elogio pra ninguém…
        Gosto muito do Gentili, mas de uns tempos pra cá a exposição aos desvaneios do Lobão e a posição contrária birrenta do Roger estão afetando o moço de Santo André.

        • Ninguém está sendo “afetado” por ninguém, estamos todos INDIGNADOS. Se o PT tivesse roubado um trabalho da sua mãe e para isso tivesse feito uma falsa acusação de um crime contra ela você também o combateria com unhas e dentes… ou não?

            • Fizeram isso com a mãe do Danilo. Ele já contou isso em entrevistas, é uma história revoltante e sórdida, com detalhes horrorosos.

          • Não quis fazer um comentário porra louca criticando tudo que você gosta (Oi Marciel), até porque compactuo com os mesmos gostos, só estou mesmo constatando um alinhamento no discurso dos 4, nada mais que isso. Por mais que goste do Gentili, Roger e Lobão e estar no mesmo time deles (longe de mim defender essa corja de safados do PT) coloco um filtro em tudo que vem deles (assim como faço com a outra parte de tantos “esquerdistas” o qual gosto) e não deixo o gosto pessoal por eles influenciar e fazer que aceite tudo logo de cara no discurso repetitivo oposicionista deles.
            P.S: Assistiu o último hangout do Danilo e do Lobão? É por isso que falo de devaneios do Lobão, que demonstrou uma instabilidade incrível.

            • Sam, as críticas vem de centenas de cabeças pensantes que nem ao menos se conhecem. As críticas feitas ao PT são as mesmas, seja por sociólogos, economistas ou pelo Danilo Gentili. Você deveria saber que nem ele nem eu somos influenciáveis nem pelo Lobão nem por ninguém. Infeliz da sua parte achar que alguém além de eu mesma forma a minha opinião.

              • “Infeliz da sua parte achar que alguém além de eu mesma forma a minha opinião”

                Infeliz da minha parte foi dar a entender isso, mas não foi o que quis dizer, a intenção não era julgar alguma coisa apenas falar sobre o alinhamento no discurso dos 4.

                • Só porque quatro pessoas pensam da mesma forma isso quer dizer que tem uma influenciando a outra? Milhões de brasileiros estão pensando assim atualmente

      • Sally, existe a eugenia que não é eugenia, e a Eugenia enquanto ciência séria. Falam disso da época que nem sabiam o que era cromossomo, e associam a racismo, holocausto e o escambau. Daí vem o Dawkins comentar sobre a interrupção de gravidez de fetos com comprovada deficiência, e um furbilhão de idiotas já vieram falar merda…

        • Estão fazendo um DRAMA vergonhoso em cima de algumas declarações que, a meu ver, não tem absolutamente nada de mais. Fosse eu a Presidente do Mundo, dava uma medalha para esses médicos. Mas agora já era, as redes sociais decretaram que eles são racistas, não tem mais nada que possa ser dito sem parecer racista também. Ou tem? Você vê amanhã, no Desfavor…

  • Só não descartaria Marina ainda. Lula era bem mais caricato do que ela, e passou um tempo se queimando antes de emplacar…

  • Me explica uma coisa e não estou sendo irônico…

    Não queria votar no Aercio porque lembro do desemprego da era tucana, meu pai estava entre esses desempregados e lembro até do SPTV noticiando vagas de emprego, advogados em fila pra vaga de garis… E das pessoas passando fome no nordeste, comendo cactus e alimentando crianças com garapa.

    Por que seria melhor voltar para o PSDB?

    Porém o desempenho econômico da Dilma só é melhor que o do Collor e o do Floriano Peixoto (Matéria do O Globo).

    Estou confuso de verdade.

    • Minha opinião: ambos são merdas mas como eu estou de saco cheio das cagadas do pt, prefiro quem faça cagadas diferentes

      • Sei lá, só acho que o Aercio tem um jeito de gangster e tenho um pouco de medo do olhar vidradão dele.

        O Dilmão a gente já conhece, né.

        Qual será o menos ruim????? Não consigo formar minha opinião.

        • Parafraseando Danilo Gentili: você tem um tubo de alimento e pode escolher direcioná-lo para um monstro adulto e gigante ou para um monstro bebê, recen-nascido. Qual dos dois você prefere? Alem disso, não se esqueça: o PT sabe ser oposição. Eles não vão deixar Aecinho pintar e bordar não…

          • No 1º Ressaca da democracia eu fiz esse questionamento. Será que o PT lembra como se faz oposição?
            Além do que o PT na era FHC era mais um pé no saco do que oposição ficava contra tudo simplesmente por ficar……

            Bem eu vou votar no Aécio, por que, por incrível que pareça o Brasil evoluiu. Esses argumentos de que vão vender tudo é balela. A corrupção vai continuar já que não é interesse de ninguém combatê-la. A mudança governamental é prioridade, mudança de mentalidade, nova brigas no poder. Tudo isso é bom ao Brasil que mais uma vez está sem saber pra onde ir.
            FHC passou 8 anos no poder fez muita merda e fez muita coisa boa. Lembro de quando o Lula esta na frente das pesquisa o efeito era bem pior que “a pior copa do mundo”. E não foi. A mudança fez um bem danado ao Brasil e agora está na hora de nova mudança. 12 anos de PT é muito PT.

        • Concordo totalmente! Inclusive até eu tava no bonde dos fodidos sem emprego na era tucana. De repente trocar merda1 que ja sabemos por merda2 seria se atirar no desconhecido e disso eu tenho medo. Vai que piora e ai comofas?

    • Adoro essa parte de economia…

      Explicando de forma bem simplista, o Brasil não nasceu na década de 90. Até a década de 50 as coisas estavam relativamente bem, as escolas públicas eram boas, as pessoas moravam relativamente bem, o comércio (que era a mola propulsora da economia) andava. Nenhum “milagre econômico” mas as coisas fluíam. Depois entramos em anos de ditadura, contas não-prestadas, economia fechada, falta de investimento na indústria (que passa a ser a principal mola) e em infraestrutura (e exceto em produtos “prontos”), protecionismo econômico, excesso de gastos públicos sem controle, sucateamento da educação.

      Logo antes da década de 90 estávamos vivendo em uma super-inflação, com produtos remarcados quase que diariamente, aumento absurdo no desemprego, fruto do não avanço das indústrias nacionais e do trabalhador nacional. Estávamos em uma época onde o Brasil estava MUITO atrasado em relação a vários outros países. As dívidas interna e externa eram enormes e a prestação de contas era ridícula.

      A situação começa a virar com o governo Collor (por incrível que pareça), quando abriu as exportações e importações, possibilitando a livre concorrência e assim praticamente obrigando as indústrias a se adequarem aos padrões mundiais. Começa a virada que vai se consolidando com o governo do Itamar Franco (com FHC de Ministro) e o Plano Real (sucedendo diversos planos “falidos” – plano Collor, plano Verão, etc). O Plano Real foi a moeda de virada da economia para o que conhecemos hoje. NADA dos governos seguintes foi “criado” (nem o bolsa-família, que foi criado na época FHC como “bolsa-escola”). O que vemos hoje é resultado de planos de austeridade fiscal, controle dos gastos (lei da responsabilidade fiscal, que o PT, por sinal, votou contra), controle do câmbio (antes do câmbio flutuante), pagamento de dívidas, que foram previstos no Plano Real.

      Então, seu Lula e cia não foram “salvadores da pátria”, mas foram muito espertos ao perceberem que dar continuidade em um plano econômico que estava dando certo faria com que a economia finalmente voltasse a ser estável. O grande “ganho” do PT foi não ter destruído o que vinha sendo construído. A grande “perda” desse governo é que eles não sabem o que fazer depois.

      Nesse contexto, em todos os governos tivemos decisões acertadas (abertura da indústria, privatização da telefonia que nos permitiu parar de ALUGAR telefones fixos, congelamento de preços e salários) e decisões erradas (privatização forçada do BANESPA que não estava mal das pernas, troca de dívida externa barata por dívida interna cara, pagamento direto ao povo ao invés de aumento nos gastos do governo – que traz maiores retornos). Sempre tivemos falcatruas e evoluções.

      O ponto é não se deixar “cegar” por um ponto de vista imediatista. A economia é um monstro gigante, pesado e lerdo. Para mudar alguma coisa são ANOS de investimento e decisões impopulares. Muitas vezes a melhor decisão não gera votos…

        • Obrigada pelos elogios!

          Quanto à memória do povo suíço, não tenho essa esperança… : (
          Isso já virou futebol: não importam os erros, não importam as falcatruas, o que vale é “proteger” seu time dos ataques dos “adversários”…

      • Gostei da explicação, obrigado!

        Mas olha… por que desemprego na era FHC e não agora, porém um PIB menor? Li que é falso e ilusória a situação atual, sem desemprego, mascarado pelas políticas sociais.

        Além do desemprego, outra coisa que lembro era da dificuldade pra entrar em uma faculdade… E o número reduzido de Federais, o alto valor das particulares…

        • Sobre o desemprego, duas coisas: efetivamente na era FHC o desemprego era maior do que na era Lula (por N fatores, inclusive pelo legado da economia), mas existe sim um possível viés nas pesquisas de desemprego: a pergunta feita. A pergunta é “você está procurando emprego?” e se a resposta for “não”, seja porque a pessoa está contente com o bolsa-família, seja porque a pessoa desistiu de procurar emprego, ela é considerada “não-desempregada”.

          Do governo Lula eu acredito de verdade que os índices reais eram menores (economia estável, crescendo, etc). Do governo Dilma eu acho que tem MUITO viés da pergunta. E acho isso tanto pelo número de pessoas que declaram que estão deixando o emprego para viver de auxílios-sociais (“não vale a pena trabalhar para ganhar só um pouco mais”), quanto pelo tipo de consumo que essas pessoas estão fazendo.

          O PIB é um indicativo mais difícil de manipular e mais difícil do povo sentir os efeitos em curto prazo. Quando o crescimento econômico é feito com base em gastos governamentais normais, como obras de infraestrutura, aumento de salário em empregos-chave (bombeiros, policiais, professores, médicos), o PIB cresce devagar e de forma sustentável. Quando o crescimento econômico é feito com base em consumo, a variação do PIB é quase “imprevisível”, dependendo muito mais de fatores como crises externas e manutenção do lucro dos bancos (para sustentar esse consumo). Nesse momento, por exemplo, estamos em meio a uma espécie de “bolha” de consumo. Os bancos, lojas e financeiras foram estimulados a emprestar dinheiro a população por meio de liberações de provisões para devedores, manipulação das taxas de juro e compra/venda de moeda estrangeira, além de “concorrência” direta com bancos de controle público que passam a oferecer produtos que os concorrentes não “podiam”.

          O problema é que a população ADORA esse tipo de coisa e não tem educação financeira suficiente. A galera saiu gastando o que tinha e o que não tinha. Comprou casa em 30 anos, carro em SETE, comida em 12 meses. Bacana por um lado, movimenta a economia, gera emprego. Mas tem que ter um limite. Comprar comida em 12 vezes significa que você teria que passar 11 sem comprar novamente (que não é o que acontece). Ou no mês seguinte a família vai comprar de novo e pagar 2 parcelas, no outro mês 3, no outro 4 até chegar em um ponto que ela não consegue pagar. E isso é a bolha. Para dar mais um fôlego ao consumo e “salvar” a economia este ano os bancos foram liberados a conceder INSS em até 72 meses (http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2014/09/inss-amplia-prazo-para-credito-consignado-do-aposentado) e diminuição do capital alocado – usado para evitar perdas em caso de inadimplência – para uso em novos empréstimos (http://fecomercio-sc.com.br/atualidade/noticia.html?id=1399).

          Mesmo assim os resultados estão ruins e estamos sim em recessão. É a primeira vez desde a implantação do Plano Real (por isso que eu digo que foram felizes em seguir o plano, mas são incompetentes em alterá-lo para garantir a perenidade das conquistas).

          Finalmente sobre as faculdades, é, também, uma sucessão de erros e acertos. Os militares sucatearam o ensino básico, mas criaram um programa de financiamento do ensino superior (o Crédito Educativo). FHC melhorou e expandiu esse programa criando o FIES. Lula continuou o FIES e implementou o PROUNI (programa que eu acho muito bom). As faculdades particulares foram incentivadas, o que trouxe volume de cursos e queda dos valores, mas o não acompanhamento (e não fechamento) das ruins vem gerando empresários da educação ricos e analfabetos diplomados. Ou seja, o acesso a universidade vem melhorando ao mesmo tempo em que a qualidade do ensino vem piorando. Esse aspecto da educação é realmente complicado.

          • Foi a melhor explicação que eu já li na internet.

            (Inclusive apaixonado por você, espero que não seja o Somir (ou espero))

            A questão da bolha é algo que eu comentava outro dia, nos sentimos classe média mas apenas possuímos crédito.

            Acabei de comprar um carro de 45 mil parcelados em 48x. O anterior foi parcelado em 60x e paguei 48x. Considerando o que paguei no financiamento e pelo preço que vendi, perdi 22 mil reais.

            E tenho dois cartões de crédito estourados.

            Realmente, financeiramente eu não sei pensar. Igual meu pai e tantos outros brasileiros.

            Mas… Obrigado!

            • Não sou o Somir, mas vai saber se eu não sou a cara da Dilma sem maquiagem…. rssss

              Se manter equilibrado financeiramente é um desafio nesse país. Mas tenta ir reservando um pouquinho por mês para trocar de carro o mais “a vista” possível. A desvalorização COME os seus ganhos. Você só compra carro zero? Alguma possibilidade de comprar um com baixa quilometragem?

              • Eu ando usando um app chamado mobills queve muito bom. Identifiquei exatamente a porcentagem dos meus gastos superfluos, e os eliminei.

                Tambem uso o esquema 50% gastos fixos, 10% poupanca (ou investimentos, que ainda nao é meu caso) e 35 variaveis e lazer.

                Mas isso ja faço no inicio do mes.

                E os 5% restantes para drogas, bebidas e mulheres, mas vc pode usar como “margem de erro”.

                Se eu estou conseguindo, qualquer um consegue. ;)

              • Cara da Dilma… ( ͡° ͜ʖ ͡°)

                Enfim…

                É, só compro carro zero… Não gosto de ter dores de cabeça com manutenções… Já comprei carro seminovo e … problemas, problemas, problemas.

                Olha, realmente eu sou gastador, principalmente com comida, mas tenho muitos gastos fixos sobre tudo com família (pais idosos). Mas estou tentando evitar gastos desnecessários…

  • Concordo com tudo, mesmo porque conheço de perto. O PT é extremamente organizado. Vai ser difícil tirar o osso deles. Concordo também que será apertado, mas arrisco uma vitória do psdb.

    E fiquei feliz também de concordar mais uma vez com o final, mas não fazer parte disso.

    Não sou PT, mas não sou anti-pt, e não propaguei discursos neste sentido. EU pelo menso, não cai. :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: