Power Pilha – Edição 2

Segundo episódio do Power Pilha. No último programa vimos provas individuais, mulheres precisavam trocar a resistência de um chuveiro e homens precisavam identificar quais objetos pertenciam a suas mulheres, em provas separadas. Ontem foi dia de prova de casal, e também dia de treta, que a gente adora, ainda que forjada. Se fosse para adquirir cultura, estávamos lendo um livro, a gente quer é ver o Pilha tretar.

O dia começou com os homens armando uma pegadinha para as mulheres. Não preciso nem dizer quem foi a maçãzinha podre que arquitetou isso, né? Pilhão pegou Marcelo Ié Ié, um rapaz vítima de ancencefalia funcional, e bolou um planinho da discórdia: na hora do jantar ele começaria a tretar com o rapaz para ver a reação das mulheres. A coisa vazou e as mulheres ficaram sabendo disso e decidiram trolar de volta sem que os homens saibam. Sim, sim, nós sabemos que é tudo roteirizado, ensaiado e coreografado, mas mesmo assim, ver o Pilha em ação é sempre um carinho para a alma.

Antes dos homens terem oportunidade de simular sua treta, as mulheres começaram a brigar, simulando uma treta primeiro. A cara de cu dos homens foi bastante divertida, homem morre de vergonha alheia quando mulher barraqueia, mas ao mesmo tempo sabe que se não tomar as dores de alguma forma a fúria vai se virar contra ele, então, ficam em cima do muro com cara de cachorro cagando na chuva, tentando demonstrar um apoio meia bomba. Aline foi tretar com Mocréia Fé e ouviu um “olha o teu tamanho olha o meu, querida”. Pilha foi ficando nervoso, foi ficando puto…

Quando elas contaram para os homens que era uma pegadinha, todo mundo riu e se abraçou, menos quem? Quem? Pilhão ficou putaço: “Tava ali me tremendo todo ai eu escutei ‘Ahh pegadinhaaa”, disse o Pilha imitando (ridicularizando) a voz da esposa. Dava para ver o demônio no olhar dele. Aí ele deu uma prensa na Aline “Você veio aqui para brincar? Eu quero saber se você veio aqui para brincar?”. Aline tentou acalmá-lo, mas ele saiu saindo, tirando ela da frente e dizendo “Tô estressado, dá licença” e começou a fazer as malas dizendo que ia embora. Todos os participantes foram tentar demovê-lo da ideia, mas Pilha fez oito malas de roupa enquanto esculhambava a esposa.

Enquanto fazia as malas, ele soltava indiretas para a esposa “Tá cheia de gracinha, cheiaaaa”. Quando a mulher saiu de perto, quase chorando, ele disse “Fica aqui, você não fez a bosta? Fica aqui!”. Aline saiu e foi choramingar na sala. Pilha colocou o cabeção para fora do quarto e berrou o nome dela. Aline voltou com o rabinho entre as pernas e Pilha perguntou, gritando, se ela se achava engraçada e se ela achava que estava em um circo. Ela pediu calma e ele soltou um romântico “Você que fez a merda! Cadê suas amiguinhas?”. Climão.

Nesse ponto, metade dos participantes se afastou com medo, a outra metade insistia em um deixa disso e Aline olhava apavorada e era consolada por outras mulheres. Pilha, virado no Jiraya, continuava gritando e gesticulando seus pequenos bracinhos flácidos. Depois de torturar Aline e os outros participantes por algum tempo, Pilha começou a se contorcer e gritar “Pegadinha do malandro, ié ié! Viu como é legal fazer pegadinha?”. Aline começou a chorar. Meu peito se encheu de amor pelo “play hard” do Pilha. Se a esposa não chorou, está fraco, tem que ser mais pesado. O importante, acima do bem estar emocional da esposa e de todos os envolvidos, é ensinar à pessoa uma lição. Pilha super me representa!

Pilha, conversando com a câmera disse que foi muito bacana pois ele não deu o troco, deu o troco em dobro. Banhem-se na sabedoria Pilhal, crianças, quando alguém te sacanear, vai lá e faz em dobro com a pessoa. Não contente, Pilha aborreceu muita gente. Ficou corrigindo a pronúncia de um carioca, ficou tirando onda com a pegadinha que fez, enfim, foi visível que já tem pessoas irritadas com ele. Em breve teremos uma treta de verdade.

A prova de casal foi o seguinte: os casais ficavam em uma pista de dança com um chão quadriculado. Alguns quadrados do chão se iluminavam e o casal teria que se deslocar pisando apenas nos quadrados iluminados para cruzar a pista de dança, segurando uma taça de vinho cheia, com a boca de ambos. Um jogo de cooperação, equilíbrio e calma. Quando pisava em um quadrado que não estava iluminado, o casal era penalizado com acréscimo de tempo, o casal que se deslocava em menos tempo ganhava.

Pilha estava vestido de preto com uma gravata borboleta azul, parecia um pinguinzinho do demônio. Foram mal na prova, provavelmente pela diferença de altura entre eles. Pisaram em um monte de quadrados errados. Mas como foram muito bem nas provas individuais, podiam se dar a esse luxo. Coordenação motora não deve ser o forte de quem já usou todos os elementos da tabela periódica, né?

Quando Justus reuniu os casais para informar sobre a colocação de cada um (sacudindo o braço de forma dura e artificial) era visível a cara de cu do Pilha. Considero a hipótese do Justus ser um robô, só isso justifica esse carisma de uma tampa de vaso. Justus ia anunciando a colocação dos participantes e se balançando, parece que o programa é gravado em um navio. Queria entender por qual motivo o Justus fica balançando de um lado para o outro, deve ser a mesma doença da Dilma.

Apesar de ter ido muito mal na prova, o casal Pilhine está em quarto lugar geral. Foram para a DR (paredão do programa) o casal da funkeira Bigode Grosso e o casal da Panicat, pessoas desimportantes o suficiente para que eu pule essa parte.

Depois disso aconteceu uma briga surreal, onde uma criatura de ofendeu porque ia lavar a louça e mais pessoas começaram a lavar também. Olha, se eu estou lavando louça e alguém toma a frente e faz esse trabalho para mim, eu dou é um abraço nesta pessoa. Mas a menina tinha um Exu Faxina encostado nela e se ofendeu. Depois o marido da funkeira mandou ela parar de comer tanto pois está engordando, com o Brasil todo vendo, sendo que o cara é um bagulho. Sério, essas pessoas são muito desinteressantes, nem tenho nem vontade de narrar suas polêmicas vazias.

Começou a DR. Quem escolhe o casal eliminado são os participantes da casa (o público só escolhe o vencedor na final). Justus e seu carisma de um supositório começou a colher os votos. Os casais votaram no casal que querem que saia e quase todos votaram por afinidade, por gostar do fulaninho. Pilha não, Pilha tratou de eliminar quem era o concorrente mais forte: o casal da Panicat. E conseguiu.

Justus, em um show de overexplaining, repetiu cada detalhes da votação mil vezes para a audiência burra do programa. O saldo final foi a eliminação do casal da Panicat. Terça que vem tem mais.

Para dizer que, como sempre, Pilha é a alma do programa, para dizer que no dia em que a Aline resolver bater nele, ele está fodido ou ainda para pedir que eu chame quando tiver treta de verdade: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas: ,

Comentários (4)

  • Nosso amado Pilha tá arrasando nesse programa, vale cada minuto perdido assistindo! Principalmente deles fazendo a prova de casal, ri muito do gingado do Pilha!

  • E o bumbunzinho do Pilha na prova?
    Tadinho, juro q achei que estava tendo convulsão.
    Um misto de avc e paratleta fazendo prova.
    Ja valeu o programa por isso.
    Se uma pessoa ficou sem rir nessa cena. Precisa d tratamento.

    • O copo entortando na boca dele, quase caindo e ele com olhas psicopático de “se essa porra cair quebro teus dentes” para Aline. Pilha é super competitivo, estou amando ver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: