Escrevo isto em um porão escuro, escondida. Espero não ser encontrada, pois se for, certamente serei mandada de volta para o campo de concentração chamado Unidade 731. O mundo não sabe, não somos tão interessantes ou populares quanto outros países, mas hoje, no Japão, existe um campo de concentração que pratica as piores atrocidades que você possa imaginar. Ninguém me contou, eu Sa-Lii, estive lá e consegui escapar. O que eles chamam de “Departamento de Purificação da Água e Prevenção de Epidemias” é, na verdade, uma fachada para um campo de extermínio onde seres humanos são usados como cobaias em experimentos da mais absurda crueldade. Continue lendo