Imagens de Jesus

Em vez de discutir os limites de humor, acho que é hora da sociedade começar a discutir os limites da fé: é inacreditável a quantidade de “aparições” da imagem de Jesus Cristo nos lugares mais inusitados. Não, não se trata do nosso ateísmo, se você acredita é pior ainda… imagina a ira Dele quando souber os lugares que lhe estão sendo imputados frequentar!

Acredito eu, em minha ignorância, que Jesus, filhos de Deus, onipresente, onipotente, todo poderoso, poderia aparecer onde quisesse. Provavelmente o mais indicado seria uma joia de algum nobre, em algum templo de sua religião ou até em um evento grandioso, como por exemplo em um raio ou um tornado. Mas não. Parece que Jesus insiste em aparições decadentes e, algumas vezes, até nojentas.

Um belo exemplo de uma aparição nada gloriosa é a imagem de Jesus Cristo detectada no cocô de um passarinho. Eu sei que tem um papo de que Jesus está em todos os lados, mas porra, no cu de um pardal? Será? Haja onipresença! Não se pode negar a humildade, de se fazer anunciar pelo ânus de um animal irracional, mas também não dá para deixar de fazer piada infame. É correto dizer que se ele saiu de dentro de uma ave, está seria uma ave-maria? Ok, parei.

Ainda na categoria escatológica, parece que Jesus Cristo também andou se materializando em porta de banheiro. Ok, para meus olhos leigos (e nerds) parece mais com o Gandalf do Senhor dos Anéis, mas como são casos “documentados”, isto é, casos verificados de alguma forma (ainda que tosca) pelas “autoridades” religiosas do local, me resta aceitar. Se esse papai noel pós-avc é Jesus, quem sou eu para dizer que não?

Fato: Jesus adora uma nojeira. Ele é reincidente em se materializar em banheiros. Temos Jesus em parede de banheiro, em azulejo, em vaso sanitário e até em cano de esgoto. Depois, a gente fala que Jesus é uma merda e dá problema. É evidente que Jesus está sofrendo de um tremendo complexo de cocô. Recomendamos terapia para Jesus Cristo, essa coisa de ser filho de Deus, sei lá, acho que ele não está lidando bem.

A nojeira jesuscrística não se resume a banheiros, ele já foi visto, pasmem, no cu de um cachorro. Isso mesmo, o buraquinho do brioco canino teria, em tese, a face de Jesus. Bem que o povo religioso fica dizendo que “o cão” não gosta de Jesus. Não deve gostar mesmo, está literalmente cagando para Ele. E parece que cu é uma predileção do nosso amigo, ele foi visto até em cu fake, o cu de um gato tatuado na barriga de uma pessoa, que deveria ser originalmente um umbigo, mas foi promovido a imagem de Jesus.

Deixando um pouco de lado cu e merda, mas ainda na categoria nojeira, Jesus Cristo também tem uma tara por mofo e bolor. Pelo visto, alguns pães abençoados mofam em forma de Jesus Cristo, algumas paredes privilegiadas tem este bolor divino. Gostaria de lembrar ao rapaz que tem criança passando fome e morrendo de doenças enquanto Ele faz esse tipo de trollagem estragando o pão alheio.

Quando quer, Jesus pode ser bem caseiro. Entre suas aparições domésticas mais comuns estão ferro de passar roupa, meias amassadas no varal e em uma frigideira suja de gordura. Esse rapaz tem problemas com higiene. Já viram Jesus aparecer em artigos de limpeza? Nunca, né? É sempre em sujeira. Hippies costumam mesmo ter essa tendência. Pelas imagens retratadas do moço a gente já sente uma inquietação higiênica: sempre aquele cabelinho embaraçado e seboso, aquela pele oleosa… sei lá, quando vejo alguma pintura me dá uma vontade de lavar esse rapaz com sabão de coco!

Jesus também tem seu lado gastronômico e aparece em alguns alimentos. Já foi visto frequentando milk shake, pizza, frango empanado, pão, torradas e até chocolate Kit Kat. Bem, ao menos Jesus não é fit, ponto para ele, que só aparece em comida gostosa. Tudo leva a crer que qualquer dia neguinho abre uma barrinha de cereal ou um pacote de arroz integral e aparece a cara do demônio. Faz todo o sentido para mim, certeza de que o demônio come comida integral e pratica crossfit.

Mas Jesus também é versatilidade. Ele aparece em diversos lugares que não guardam relação uns com os outros, desde o vidro do carro, até em um machucado no pé. Ele também foi avistado em alguns animais irracionais, como arraia, galinha e subcelebridades. Sim, Jesus Cristo estava olhando para baixo, analisando suas criaturas, pensou, priorizou e decidiu que sua aparição mais oportuna e necessária era no casamento de uma subcelebridade com um pagodeiro. Depois somos nós quem esculachamos a religião alheia, né?

Se você chegou até aqui, talvez possa estar pensando no quão desrespeitoso este texto seja. Será? Será mesmo que somos nós a faltar com o respeito ou é quem fotografa um cocô de pombo atribuindo a presença de Jesus ali? Francamente, nós estamos fazendo piada de algo que, por si só, já era uma piada, e de péssimo gosto. E nós nem em Deus acreditamos, quem acredita deveria se portar de forma mais respeitosa.

Seres humanos tendem a ver rostos e formas conhecidas onde elas não existem, o fenômeno se chama “Pareidolia”. Graças à Pareidolia podemos ver uma carinha em uma tomada ou uma nuvem em forma de animal. Isso acontece graças ao desespero do nosso cérebro por encontrar padrões, tema que já exaurimos em diversos textos. Então, ok, existe uma predisposição para encontrar significado onde não há absolutamente nada. Normal. Todos nós fazemos em algum grau durante a vida.

Mas daí a ver Jesus Cristo no cu de um cachorro, vai desculpar, isso é vontade de aparecer às custas da própria religião. Não é este texto que é ofensivo, e sim as pessoas que forçam uma barra encontrando Jesus, que no fundo só querem cliques, likes, ou se sentirem especiais e escolhidas. O pior é que estas pessoas conseguem seu objetivo.

Não é aceitável louvar uma divindade que aparece no cu de um cachorro e em um cocô de pombo, por gentileza, tenham bom senso.

Para dizer que Jesus deve estar putíssimo com essa difamação, para dizer que hippie só frequenta lugar merda mesmo ou ainda para parabenizar o Somir por furar postagem mas me avisar com antecedência: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

13 desfavores sobre “Imagens de Jesus

Sally! Que heresia!!!

Obviamente é o Saruman ali na porta do banheiro, não o Gandalf!!!

“Faz todo o sentido para mim, certeza de que o demônio come comida integral e pratica crossfit.” FATO!

Agora, aquele Jesus no toba do cachorro… Vou rir até amanhã!!! hahaha!

Provavelmente sua fé está com defeito. Quem tende a ver essas coisas é quem acredita.

Você nunca encontrou um formato conhecido em uma nuvem ou em um borrão? O teste de rorschach é feito justamente com base nisso…

Interessante essa coletânea. A do cu foi a melhor. Minha tia crente contou que o pastor homofóbico da igreja dela, tava pistola porque diz que Jesus não tinha cabelo comprido, que isso é coisa de viado.

Olha, se esses porras tem preconceito até contra o coitado do Jesus Cristo, o que não pensarão de nós, reles mortais! hahahaha

Não sabia que essa tendência que temos de ver “rostos” ou “formas” em nuvens, manchas ou objetos do dia-a-dia tinha nome. Então, é graças à tal da pareidolia que alguns podem ver uma carinha zangada nesta sanduicheira: http://edgblogs.s3.amazonaws.com/buzz/files/2013/05/Evil-toaster.-Imgur.jpgou até mesmo a imagem de Adolf Hitler fazendo a saudação nazista nesta chaleira: http://1.bp.blogspot.com/-1APliI9S0tc/UbKFbAtja6I/AAAAAAAAAoI/hLf9PGftP4I/s1600/hitler1-635×357.jpg.

Sim! Muita gente se acha maluca ou “criativa” por ver carinhas em objetos, mas a verdade é que isso é super normal.

Dei muita risada com esse texto. E é bem assim mesmo… Ao olhar para certas coisas, muita gente só enxerga aquilo que quer, mesmo que, na verdade, simplesmente não haja nada ali. O pior, no entanto, é quando a pessoa já é doutrinada, tem fé cega no que a religião diz ou ainda é muito sugestionável…

Exato. Uma pessoa imparcial e racional pode até ver um formato conhecido, mas uma pessoa doutrinada acaba encontrando um significado em coisas aleatórias.

Responder

Não precisa preencher nada além do comentário. Seu e-mail não vai ser publicado.
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>