Religiões curiosas…

Quando pensamos em religiões, pensamos em algo formal, solene e até sublime. Rituais milenares, elevação espiritual ou evolução pessoal. Porém, nem sempre é assim. Existem algumas religiões bastante curiosas, para não dizer engraçadas. Talvez você não tenha nem ideia de até onde o ser humano é capaz de chegar. Mas agora vai ter. Em homenagem à nossa Semana Anta, vou contar um pouco mais sobre religiões menos convencionais, você vai ver como o ser humano pode ser fascinate!

Vamos começar pela mais famosa, talvez por ser a mais ridícula: a Igreja Maradoniana, fundada por argentinos em 30 de outubro de 1998, em homenagem ao dia e mês do nascimento do Maradona, que por sinal, eles comemoram como se fosse o natal. A páscoa se comemora no dia 22 de junho, data na qual Maradona levou a seleção argentina a uma vitória contra a Inglaterra na Copa do Mundo. Sim, a raivinha das Malvinas ainda não foi superada.

Seu símbolo é o tetragrama sagrado D10S, uma mistura de “Diós” (Deus em espanhol) e 10 (número da camisa com a qual Maradona jogava). Pois é, eles dizem que Maradona é, na verdade, um Deus. Por incrível que pareça, a Igreja Maradoniana tem quase cem mil filiados do mundo todo, devidamente cadastrados, inclusive em países europeus. A moral de Deus está mesmo muito baixa para que alguém cogite que ele possa ser Maradona.

Para dar um toque ainda mais escroto, a igreja tem um subtítulo: “Iglesia Maradoniana La Mano de Diós”, ou Igreja Maradoniana A Mão de Deus, em uma alusão a um gol feito por Maradona na Copa do Mundo de 1986 com a ajuda da sua mão, que, à época, ele negou, dizendo que havia sido “a mão de Deus” que fez a bola entrar. Bem, considerando que para muitos Deus e Maradona são a mesma pessoa, a frase faz sentido.

No altar da Igreja Maradoniana, em vez de Jesus, temos uma escultura de Maradona usando a camisa da seleção argentina. Aos pés desta estátua os fiéis colocam flores e velas, deixam pedidos e fazem orações. Quando perguntados se seu Deus realiza milagres, os fiéis respondem que sim, que ele inclusive já realizou vários milagres em campo, para que todos pudessem ver. Bem, fica difícil de contestar. Dar o título à Seleção Argentina de 1986 e o vice à de 1990 está realmente bem próximo a um milagre.

A Igreja Maradoniana tem batismo e celebra casamentos. Usam como bíblia um livro chamado “Yo soy el Diego”, uma biografia do jogador. O batismo é feito com um pedaço de pizza napolitana (Maradona jogou no Napoli) e com água benta (benzida pelos sacerdotes). Você deve colocara mão na “bíblia”, comer a pizza e proferir os “Dez Mandamentos de Diego”. Não, não perguntem, vocês realmente não vão querer saber quais são.

Para finalizar esta magnífica religião, na missa se fala de Maradona, para que os fiéis conheçam sua vida, suas façanhas mas, acima de tudo, para que “estejam preparado para falar sobre Maradona e defendê-lo dos invejosos e detratores”. Eles acreditam que muitas das coisas ditas sobre Maradona sejam mentiras maldosas com a única intenção de denegri-lo. É, pelo visto a negação é denominador comum de todas as religiões…

Agora vamos falar do Nuwaubianismo, uma religião muito serena e ponderada. Preparado para ser banhado em conhecimento e coerência? Pois bem, eles surgiram na década de 70 e pregam a supremacia negra, (daqui pra frente, se você rir é racismo). Além de acreditarem que os negros são superiores, eles também acham que, na verdade, os brancos foram criados originalmente com a intenção de funcionar como escravos dos negros. Deu um pouco errado o plano, né queridos? Nunca vi nada falhar em tão grande escala.

Como estas, eles tem outras crenças tão coerentes quanto. Por exemplo, depois de ter um filho, o casal deve enterrar a placenta, se não Satanás pode pegá-la e utilizá-la para fazer uma réplica da criança que nasceu. Cuidado, hein? Outra crença é a de que muitos fetos abortados na verdade se fazem de mortos, só que não estão. Os danadinhos se fingem de mortos e depois fogem, indo viver escondidos nos esgotos, onde são treinados por brancos malvados, formando um exército profano com a intenção de dominar o mundo (afinal, o mundo não é dominado por brancos… eles precisam recrutar fetos zumbis).

Eles alegam que brancos não devem ocupar nenhum cargo de poder (quando você segrega pela cor da pele é o que mesmo?), pois não conhecem a verdade. Eles continuam nos banhando com sua sabedoria e competência contando que originalmente o ser humano era simétrico e ambidestro, porém, um dia um meteoro caiu na Terra deslocando seu eixo e isso afetou os seres humanos, não apenas fazendo com que tenham um lado mais habilidoso que o outro, como também deslocando o coração para a esquerda, tirando-o do centro do peito. Outro segredo que você não sabe é que cada um de nós tem sete clones vagando pelo mundo. Tá vendo como você não merece cargo de chefia, seu ignorante!

O propósito desta maravilhosa igreja é livrar o mundo de um feitiço que eles chamam de “O Feitiço de Leviathan”, que foi jogado em todos os negros do mundo por um demônio criado pelos brancos malvados. Graças a este feitiço os negros, muito superiores aos brancos em tudo, foram hipnotizados para entrar em ignorância espiritual e indiferença racial. Ah bom! Tá explicado então porque não vemos toda essa superioridade negra na prática, não é mesmo?

E pelo visto os brancos tem criadouros de demônios, o último nasceu em 1966 em Nova Iorque e foi batizada pelo Papa. Depois, o demo foi levado para a Bélgica, onde sobrevive ligado a um computador chamado de “3M Beast”. Minha humilde opinião? Este demônio existe, mas se chama Facebook.

Temos também a japonesa Aum Shinrikyo (que significa “Verdade suprema”), famosa por promover um atentado no metrô do Tóquio em 1995, usando gás sarin. Se você for muito jovem, pode não ter lembranças, mas foi um evento que matou 12 pessoas e feriu seriamente mais de 5.000. Causou um grande estrago, tem pessoas cegas ou em cadeiras de rodas por causa dessa babaquice até hoje.

Esta maravilhosa crença está ressurgindo na Europa, sabia? Eles pregam que deve ser promovido um fim do mundo através de um armagedom nuclear (japoneses nunca se recuperaram de Hiroshima, não é mesmo?) onde apenas os seguidores desta seita teriam capacidade de sobreviver, pois desenvolveriam super-poderes. Chega a dar saudade da Igreja Maradoniana. A crença e os rituais deles provocariam mutações no DNA que os tornariam imunes a todas as danações que eles mesmos pretendem provocar para exterminar todos aqueles que discordam deles.

Seu fundador é conhecido por proferir frases simpáticas e alto astral, coisas como “Vamos provocar um desastre que vai fazer o terremoto de Kobe parecer tão suave quanto uma mosca pousando”. Acreditam na destruição para a reconstrução: destruição de tudo que não sejam eles, pois todo o resto do mundo está errado. Não se sabe ao certo por qual motivo, mas estão ressurgindo na Europa. Só na Rússia, estima-se que existam 30 mil seguidores. Parece que esta Copa do Mundo vai ser animada!

Acho bom correr com os planos, pois seu líder foi condenado à pena de morte e pode ser executado a qualquer momento. Ele se diz a encarnação de Jesus Cristo e também diz ser o primeiro iluminado a vir à Terra desde a chegada de Buda, então, na hora de executar, sugiro também que fiquem de olho nos três dias seguintes, ok?

O clima tá pesado, vamos descontrair um pouco e falar do sensacional Jediísmo, uma religião inspirada em… Star Wars! São fiéis aos roteiros dos filmes e seguem os mandamentos pregados no cinema: “Não há emoção, há paz. Não há ignorância, há conhecimento. Não há paixão, há serenidade. Não há caos, há harmonia. Não há morte, há força”.

Parece bobo ou infantil? Pois saiba que é quarta religião mais adotada do Reino Unido. Há mais de 500 mil professos cavaleiros Jedi apenas no Reino Unido e o número não para de crescer. Obviamente o Brasil não ia ficar de fora e tem representação desta maravilhosa religião em São Paulo e no Rio de Janeiro. Não me perguntem como fazem para seguir as premissas, sobre tudo a parte do “não há caos”.

È claro que não podíamos deixar de citar o Pastafarianismo, que, de tão maravilhoso, ganhou um texto próprio. Os adeptos desta religião cultuam o Monstro do Espaguete Voador. Ele teria criado o mundo, mas, apesar de ser onipresente e onisciente, é invisível aos olhos humanos. Trabalham com a ideia de céu e inferno: no céu tem cerveja e strippers. No inferno também, mas a cerveja é sem álcool e a strippers tem doenças venéreas.

Uma vez o Monstro do Espaguete Voador veio até a Terra, para trazer os dez… Condimentos. Ele passou os Dez Condimentos para um pirata chamado Mosey. Infelizmente Mosey derrubou as tábuas, perdendo duas, então, hoje se conhecem apenas oito condimentos, que valem uma leitura cuidadosa. Google it! E nunca duvide do Monstro do Espaguete Voador… se ele não existe, como você explica que cada um dos planetas tenham o formato exato de uma almôndega?

Como sempre, o brasileiro faz uma vergonha toda especial e vale uma menção extra. Não dá para entrar em detalhes pois ultrapassaria meu limite de páginas, então, os deixo apenas com alguns nomes fascinantes sobre diferentes igrejas brasileiras, para que vocês usem sua imaginação e presumam o que cada uma delas prega: Igreja Evangélica Abominação à Vida Torta, Comunidade do Coração Reciclado, Igreja Evangélica Pentecostal Cristã Ore Com Moderação, Igreja A de Amor, Igreja Evangélica Florzinha de Jesus, Igreja Unida de Caracóis de Baixo, Igreja Pentecostal Jesus Vem Você Fica, Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo, Igreja do Trance Divino, Igreja Batista da Pomba Sacrificada, Igreja Evangélica Batista Barranco Sagrado, Igreja A Serpente de Moisés Aquela Que Engoliu As Outras e Igreja do Sétimo Gole. Tem como levar a sério?

É isso, religiões podem ser muito tristes, mas, ao mesmo tempo, muito engraçadas. A qual religião uma pessoa adere diz muito sobre ela, fiquem de olho.

Para dizer que vai fundar a Igreja Desfavoriana, para perguntar se foi um membro da Nuwaubianismo quem fez o filme “Pantera Negra” ou ainda para dizer que achou este texto com um grau de desrespeito saudável: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas: ,

Comentários (21)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: