Se queimando.

Como vocês sabem, este ano, em vez de fazer previsões, fizemos resoluções, metas que pretendemos cumprir em 2018. Aproveito esta semana temática para brindá-los com o cumprimento na resolução numero 2. Mazel tov!

NOME 1: pqp
NOME 2: que foi?
NOME 1: minha tia, ela quer carona para ir no aniversário do meu pai
NOME 2: e…?
NOME 1: o carro já tá cheio, vai fuder com a suspensão, vai todo mundo apertado etc
NOME 2: então diz que não tem lugar
NOME 1: ai ela vai ficar chateada
NOME 2: então leva ela
NOME 1: o carro está cheio
NOME 2: como posso te ajudar?
NOME 1: Vou te ligar

20 minutos de conversa depois…

NOME 1: na boa, não aguento mais tanto problema todo dia, estou estressado
NOME 2:
NOME 1: não consigo ficar em paz um dia!
NOME 2:
NOME 1: pq vc não está respondendo nada? Não tá vendo que eu estou puto e precisando de apoio?
NOME 2: cê tá ciente de que eu estou em um hospital, né?
NOME 1: sim, mas por isso seus problemas são maiores que os meus?
NOME 2: não, por isso eu tenho menos disponibilidade emocional para escutar quase meia hora de reclamação por causa de uma carona
NOME 1: não é “uma carona”, não cabem tantos parentes dentro de um carro!
NOME 2: como posso te ajudar?
NOME 1: QUAL PARTE DO PROBLEMA VOCÊ NÃO ENTENDEU? EU PRECISO FAZER CABER OITO PESSOAS DA MINHA FAMÍLIA NO MEU CARRO
NOME 2: olha, só vejo um jeito…
NOME 1: qual?
NOME 2: no cinzeiro! hahahahaha
NOME 1: é sério isso?
NOME 2: sim, é super sério, estou sugerindo que você queime seus familiares. Serião.
NOME 1: isso é crime, fazer piada com o holocausto é crime
NOME 2: Não, não é. Vai a qq delegacia que você comprova que não é. Crime é incomodar quem tem problemas reais com probleminha classe média brasileróide, deixa eu ir que não posso falar agora

DUAS HORAS DEPOIS

NOME 1: ESPERO QUE ESTEJA FELIZ
NOME 2: Sim, estou. Obrigada por se preocupar com meu bem estar
NOME 1: que esteja feliz com meu sofrimento
NOME 2: por qual motivo você está sofrendo?
NOME 1: pelo comentário babaca que você fez do meu povo
NOME 2: brasileróides?
NOME 1: judeus
NOME 2: ahhhh, foi uma piada
NOME 1: se a outra pessoa não acha graça, não é piada
NOME 2: é sim
NOME 1: não é
NOME 2: 👍
NOME 1: se magoa não é piada
NOME 2: 👍
NOME 1: uma piada pode destruir a vida de uma pessoa
NOME 2: 👍
NOME 1: vai ficar respondendo assim?
NOME 2: 👍
NOME 1: acho muito escroto ficar respondendo assim
NOME 2: 👍
NOME 1: é assim então?
NOME 2: 👍
NOME 1: é assim que vai ser?
NOME 2: 👍
NOME 1: valeu então
NOME 2: 👍
NOME 1: quando você cansar de ser escrota você me chama então, blz
NOME 2: 👍
NOME 1: minha paciência está acabando
NOME 2: 👍
NOME 1: é isso? Eu vou ligar e você não vai atender?
NOME 2: 👍
NOME 1: você ta cagando para mim
NOME 2: 👍
NOME 1: falta de respeito isso
NOME 2: 👍
NOME 1: estou desistindo de conversar com você, valeu?
NOME 2: 👍

Para dizer que o rabino circuncidou o cérebro desse aí, para dizer que ele saiu queimado nesta postagem ou para fazer qualquer outra piada temática: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas: ,

Comentários (21)

  • Nessa parte em específico eu fiquei indignado:
    “NOME 2: cê tá ciente de que eu estou em um hospital, né?
    NOME 1: sim, mas por isso seus problemas são maiores que os meus?”

    Mano do céu, a pessoa merecia um soco na cara de deixar desacordado depois dessa…que falta de noção é essa de fazer pouco caso de alguém que ta ruim o suficiente pra estar no hospital? Já nessa eu pararia de responder ou começaria a mandar só joinha, e cortaria ela da minha vida depois.

    • Moral da história: mantenha distância de sofredores, vitimas e coitadinhos no geral, pois em algum momento essa conta fica cara demais de se pagar!

  • Caralho, o horror que eu tenho de adultos que se comportam como se fossem adolescentes mimados é indescritível. Como de costume, admiro sua paciência, Sally.

      • Innen Wahrheit

        Eu não conheço ninguém assim (nem parecido), mas penso que se conhecesse, não daria importância a esse tipo de comportamento – talvez porque não vejo como haver proximidade entre eu e uma pessoa dessas, e isso por si só anula o efeito pretendido.

        (Confesso que tenho curiosidade a respeito… será que eu vivo num mundo tão diferente assim do de vocês?)

        • Não dá. Em algum momento a espiral de negatividade e sofrimento te pega e te derruba. Não dá para se blindar 100% do tempo. Meu conselho é que todos se afastem de vítimas e sofredores.

        • Innen, estou na graduação na universidade e sou millenial (ou da geração Z, como também dizem). O que mais tem é gente assim aos montes. Jovens adultos que se comportam como eternos adolescentes. Ok que é de se esperar esse tipo de comportamento já que saímos da adolescência faz pouco tempo, mas é simplesmente insuportável conviver com pessoas assim o tempo todo. Praticamente uma Olimpíada da Opressão onde vence quem sofre mais/ é mais vítima/ mais oprimido. Como Sally já disse, procuro me blindar e fugir o máximo que eu posso, mas muitas vezes a convivência é simplesmente inevitável.

  • Com o tempo que passou te enchendo o saco, dava para chamar um uber e colocar na conta de outra pessoa, já que é judeu. Acho que dava até para convencer o motorista a pegar dinheiro emprestado a juros pelo cansaço. Mas preferiu te encher. Não quero nem pensar na saúde mental e emocional dessa criatura, a vida dele deve ser um inferno e o hobby deve ser tentar arrastar os outros pra lá nas horas vagas. Espero que a sua paciência seja recompensada um dia, Sally!

    • Paula, o evento nem era no dia… era uma preocupação com muitos dias de antecedência.

      Sim, é uma pessoa neurótica e muito infeliz, mas temos que ele não tenha consciência disso. Ainda.

      Serviu como aprendizado: nunca mais

  • Nossa, Sally! Qual o grau de relacionamento que vcs tinham??
    Que pessoa insuportável! Vc devia ter respondido que crime era querer transportar 8 pessoas dentro de um carro!

    Eu, hein!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: