Semana Sim Senhora – Bunda: Primeira versão.

Em primeiro lugar gostaria de agradecer a oportunidade de trabalhar com uma marca tão singular na sua chegada ao Brasil. As joias da sua marca impressionaram cada uma das pessoas para as quais foram apresentadas. Aliás, ficou claro para o nosso time que joia é uma palavra que não capta a verdadeira qualidade do material, por isso tratamos cada uma delas como uma obra de arte.

Arte. Arte que inspira, que gera desejo, que desperta emoções em cada pessoa que toca. Talvez a maior qualidade da arte seja a forma como ela interage de forma única com cada pessoa, e foi com esse sentimento que desenvolvemos a campanha de lançamento da sua marca no país: queremos estabelecer que os seus produtos não trabalham só com o brilho dos materiais, mas com o brilho interno de cada uma das mulheres que adorna.

Conforme pedido, começamos a divulgação pela linha de anéis. E desenvolvemos um mote de campanha baseado na palavra Ring. Como a ideia central da campanha é sugerir como as joias da sua marca trazem a brilho interno das mulheres que as vestem, usamos uma composição de termos. O “ring” complementa uma característica dessa mulher. E temos segurança que o público alvo do material tem pleno conhecimento da terminologia utilizada em inglês.

Com vocês, a primeira peça, no formato de Outdoor:

Inspiring. A nossa consumidora tem um brilho interno e a capacidade de inspirar, mas falta algo para completar. Os anéis da sua marca. Decidimos deixar a peça limpa, com contrastes fortes e na minha opinião, uma das fontes mais clássicas já criadas, a Bauer Bodoni. Fundo escuro, o brilho vem do anel. O que ele ilumina inspira. Também não poderíamos deixar de mencionar o designer por trás de toda essa beleza, o senhor Ben, fundador da marca e inspirador de tudo isso.

Mas campanha pode ir muito além disso. Para uma demonstração, produzimos uma segunda peça para provar o conceito, com o desejo em mente. Uma mulher usa joias para se sentir bela, valorizada… desejada.

Ainda não é uma versão final, estamos fazendo estudos de mercado para definir se a imagem é muito ousada para o público a qual se destina, mas por uma série de motivos achamos válido trazer o foco visual para o… colo… da mulher. Próximo ao coração. Podemos expandir o conceito para diversas outras palavras e expressões como caring, firing your emotions… etc.

Qual a opinião de vocês?

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas:

Comentários (52)

  • ATENÇÃO, SAIU A DECISÃO DEFINITIVA.

    São 22h? São. Tá tarde? Tá. É para amanhã de manhã? É.
    Mas cliente nunca pede nada com prazo razoável, então, tá certinho.
    Amanhã tem texto do Somir explicando estas maravilhosas alterações à luz da publicidade.
    Boa noite a todos, exceto ao Somir, que não vai dormir.

    Seguem as alterações selecionadas e os autores:

    Anonimo

    – A marca deve estar em letras maiores… Bem maiores!

    Capivara

    – Primeiramente a utilização de diversas cores, gosto de pensar no Brasil como um país colorido e cheio de brilho.

    Cumpadi Óxito Olivetti

    – Pensei em um mascote para a campanha, mas como um easter egg, só perceptível em zoom: o Tamanduru: corpo de canguru com focinho e pelagem de tamanduá bandeira.

    Maurice Levyano

    – O mix de animais parece interessante, porém eu escolheria um coala com um tucano, um Coalano, por motivos de: vai dar mais trabalho de fazer.

    Female Evil

    – Achei muitos estrangeirismos desnecessários… já que está chegando no Brasil, que seja feita em português a campanha.

  • Vocês estão é doidos! Isso não é publicidade, é circo! A marca vende sozinha, no Brasil. Tem que fazer o fundo em um tom chocolate, com a fonte em dourado. O anel tem que ser de ouro amarelo e não ouro branco. Um slogan elegante: Desejo, luxúria, requinte – o anel mais cobiçado! Em volta, uma moldura em fios de ouro fazendo voltinhas que apenas sugiram nádegas.

    • Cumpadi Óxito Olivetti

      Lindo! Adorei! Mas faria leves modificações. Trocaria o slogan por “Seu desejo mais secreto” e colocaria um tamanduru de ouro no lugar da bailarina. Ou um Coalano… Ou os dois. De ouro amarelo.

  • Muito convencional.

    Quero uma campanha que cause polêmica, que gere mídia gratuita, que gere textão no Facebook. Para isso, quero ver algo massivamente ofensivo, que desperte a ira por igual de todas as minorias. Quero que o comercial da Gillette seja visto como oportuno e honesto se comparado ao nosso.

    Sugiro uma mulher negra e gorda sendo ridicularizada por uma branca bem vestida enquanto, ao fundo, uma trans bate em um filhote de foca com um porrete e uma criança down come um bife enquanto mostra o dedo médio para um vegano. Ao lado um homem espanca uma mulher enquanto um casal gay é incendiado por um jovem vestindo uma camiseta com uma suástica.

    No centro disso, um belo anel da Bunda. Slogan: “Anel da Bunda, não importa as diferenças, todo mundo quer”

  • Cumpade Óxito Olivetti

    Gente, cada ideia maravilhosa! Eu vou juntar, com a permissão de vocês. Protagonista seria a Lindarilha (híbrido da Lindamàr com o Pilha) no lugar da bailarina. No ombro o Coalano, aos pés o Tamanduru. Um cu rodeado pelo anel da bunda ao Centro. Lindarilha olha para o anel com olhar de desejo. Ao fundo, Copacazônia (um híbrido de Copacabana e Amazônia). Bunda escrito no alto, grande, como a campanha internacional, mas com o colorido que vocês pediram. Um telefone toca, fazendo Ring! Slogan: Bundalize já!

  • Acho que deveria trocar a modelo, colocar alguém mais com a cara desse povo alegre, tipo a Inês Brasil! Todo mundo gosta dela.
    No slogan colocar algo do tipo ” Sou Inês Brasil e utilizo o anel da Bunda com muito orgulho, graças a Deus!”
    Assim tb já chama a atenção do pessoal evangélico.

  • Faltam dez minutos para encerrar o expediente, né?

    Passei só para comunicar que mudei de ideia, após os argumentos do próprio Somir.

    Tem razão, Somir. Minhas escolhas não foram as melhores. Não quero mais um cu nem o Ronaldo como garoto propaganda. Aguarde novas instruções.

    Lembrando que o prazo de entrega é amanhã, junto com um texto.

    beijo

  • Espírito de Twelves - o macaco

    Uma merda!
    Uma grande e gorda merda!

    Ou não entendeu o briefing ou mandou o estagiário fazer no intervalo do almoço.
    Se for pra fazer isso é melhor pegar um template pronto e postar. Uma coisa tão sem alma que se você mudar a assinatura não fará a menor diferença. Serve pra qualquer coisa, até pra tia que vende bijouteria de porta em porta.
    Inspiring? Desiring? Boring!!!!

    Chamada em inglês é coisa de caipira! Aposto que sua avó falou pra você que “gente fina tem que falar inglês”…

    Rasga essa merda e faz alguma coisa de verdade! Mas leva a sério dessa vez.

    – Cores fortes
    – Elementos culturais que forcem Identificação da marca com a cultura brasileira. Alguém falou em coqueiros e praia. Incluo o samba…alguma relação com o samba que é o principal embaixador do Brasil lá fora.
    – Chamada em português porquê quem vai comprar isso aí não é capial.
    – Como uma marca vai entrar num mercado já saturado escondendo seu nome no cantinho?! AUMENTA ESSA MARCA! Anel vende em qualquer loja…o foco É A MARCA!
    – Um garoto propaganda ou um mascote seria realmente bom.

  • Achei muitos estrangeirismos desnecessários… já que está chegando no Brasil, que seja feita em português a campanha

  • Vontade de Somir

    Tudo que foi feito e sugerido é muito convencional. Quero algo mais disruptivo: uma foto da própria mão do Somir (Sally saberá atestar a veracidade) usando um anel da BUNDA com fundo rosa em degradê e a frase “Em Campinas todo mundo mete o dedo no anel da BUNDA”

  • Não tem nem o que discutir: essas anoréxicas brancas não representam a mulher brasileira. É óbvio que a garota propaganda do anel da Bunda tem que ser a Lindamàr.

    Uma foto da Lindamàr usando um anel da BUNDA com uma floresta ao fundo, uma plaquinha de madeira escrito “Manaus, e você?”, um Tamanduru a seus pés e um Coalano no seu ombro.

    Slogan: “BUNDA, e você?”

  • Somir, desculpe dizer, mas nos países de língua inglesa é rude dirigir-se a alguém pelo primeiro nome, a menos que você seja muito próximo. Chamar o cliente de Ben é uma gafe. O tratamento correto seria Mr. Bunda. Ele é um sujeito muito elegante e refinado, aparece na Vogue, seria uma grande oportunidade para sua agência, então não há espaço para esse tipo de deslize. De resto, gostei da sua campanha. Acho que uma tropicalização suave seria a única contribuição que eu daria. Algo como fazer o fundo em azul e bem no finzinho ir adicionando amarelo em dégradée de modo a passar pelo verde bandeira e ir para o amarelo ouro. A fonte em branco. Ficam as cores da bandeira nacional, mas sem espalhafato. Manteria o padrão da campanha internacional com marca grande e slogan. Mr. Bunda é designer; se ele aprovou aquela campanha, aquele é o gosto a obedecer. Faça a campanha com o gosto de Bunda.

  • Maurice Levyano

    O mix de animais parece interessante, porém eu escolheria um coala com um tucano, um Coalano, por motivos de: vai dar mais trabalho de fazer.

    Cumpadre Washington estaria tocando um pandeiro, que seria, na verdade, um anel da BUNDA, com um Coalano em seu obro. Ao fundo, uma floresta tropical onde se vê um índio com uma camisa do Flamengo, árvores desmatadas e venezuelando famintos tentando entrar no país. Tudo em cores vibrantes.

    Slogan: “Que aBUNDAncia!”

  • Mas o que está acontecendo com o Desfavor? Vergonha de todos vocês! Como é que ninguém cogitou o nosso patrono para garoto propaganda desta prestigiada marca?

    É claro e cristalino que só o Rafael Pilha pode estrelar esta campanha. Pilha, com seus sorriso maroto, segurando um anel da Bunda, olhar malicioso e slogan: “Bote Pilha na Bunda”

    Logo: uma Pilha dentro de um anel da BUNDA

    Qualquer outra sugestão que fuja disso foge à essência do Desfavor :(

  • Achei bichofóbico não ter animais nem natureza na campanha. Animais são melhores do que seres humanos, por isso eu gostaria que humana assassina carnívora fosse retirada e fossem colocados animais no lugar. Sugestão:

    – Um coelho branco, de bunda virada para a câmera, com um anel da BUNDA no lugar do seu brioco, escrito CU elho (o que compõe com a sugetão do C.U. de usar a palavra)

    Ao final deve conter um aviso Cruelty Free, dizendo que nenhum anel da BUNDA foi testado em animais

  • A foto deveria ser a seguinte: Um casal está sentado em uma mesa, o garçom entrega uma sobremesa para a moça. É um pavê. Dentro do pavê podemos ver um anel semi-escondido, que indica um pedido de casamento do rapaz. O rapaz olha para câmera com uma cara marota enquanto a mulher olha para o pavê com uma expressão feliz e surpresa.

    Abaixo da imagem, os dizeres: “Anel da Bunda, o único que é pavê e pacumê”

  • Menos sofisticação, mais Brasil.

    Quero um compilado destas fotos:

    – Mulher Pêra na sua campanha política escrevendo o numero 7000 na raba
    http://wp.clicrbs.com.br/holofote/2012/09/05/seminua-mulher-pera-faz-campanha-e-promete-mostrar-piercing-intimo/?topo=52,1,1,,186,e186

    – Moça do Cu verde abaixando
    https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2017/11/ministerio-publico-inocenta-redetv-de-ter-mostrado-anus-em-cobertura-do-carnaval

    – Pabllo Vittar mostrando o cu e parte do saco no carnaval
    http://www.bastidoresdatv.com.br/celebridades/pabllo-vittar-apareceu-com-o-orgao-genital-a-mostra-em-video-ele-explica

    Em todas elas, o brioco dos envolvidos deve ser substituído por um Anel da BUNDA (à sua escolha)

    Slogan: “No Brasil, a Bunda abunda”

  • Antes de mais nada, é muito maravilhoso pensar no Somir inserindo um cu em um anel no seu local de trabalho, com gente ao lado olhando.

    Dito isto, minhas sugestões:

    – Que a palava BUNDA seja escrita na vertical, com uma palavra correspondente na horizontal por cada letra. Exemplo:

    B eleza
    U nico
    N atural
    D elicioso
    A nel da Bunda

    – Para fins de inclusão, uma deficiente física deveria estar na peça. Uma cadeirante sorrindo e a roda da cadeira de rodas ser um Anel da BUNDA
    – Slogan: “Anel da Bunda, mais resistente que sua coluna”

  • Eu me senti ofendido com essa campanha totalmente voltada para mulheres! Que absurdo eu ter gostado dos anéis e meu namorado não poder me dar, só por causa dessa mídia heteronormativa opressora. Cadê a inclusão da diversidade? Vou criar hashtag e fazer textão nas redes sociais. É esse tipo de imagem que vc quer para sua marca?

  • Para dar brasilidade à campanha, sugiro um tatu-bola (o mesmo que inspirou o Fuleco) em formato de bola, rolando até se transformar progressivamente em um anel da Bunda, em um fundo com o Cristo Redentor, o Pelourinho e a Floresta Amazônica com o slogan “Anel da Bunda: Tatu caminha dentro?”

  • O momento político do país não pede alienação! Quero uma campanha com o bravo Jair Bolsonaro beijando o Anel da Bunda do Coronel Ustra seguido da frase: “Brilhante”

  • Esquerda Caviar

    Gostaria de uma imagem do Companheiro Lula injustamente preso, sentado, cabisbaixo na cela, olhando para um anel da Bunda (com uma estrelinha do PT em diamantes) que está nas mãos do presidiário na cela ao lado com os dizeres: “Perdi meu anel da Bunda na prisão” e abaixo o slogan: “Anel da Bunda, o Brasil valoriza” e um Lobo Guará fazendo um joinha ao lado.

  • Depois da Federal

    Achei racista. Mulher branquinha não representa o Brasil! Trate de colocar uma negra para estrelar essa campanha. Claro, contudo, porém, sugiro também que o fundo seja alterado, ou que a negra esteja sorrindo, para facilitar a visibilidade.

    Também achei preconceito assumir que só mulher usa anel. Gostaria de ver um trans…vesti (sei lá como o jovem chama hoje em dia homem que se veste de mulher) usando. Como nosso maior expoente é a Pabllo Vittar, mas ela é branca, sugiro que ela estrele a campanha, porém pintada de preto, para representar as origens africanas do país. Ou com fundo claro, ou sorrindo.

  • Vai ser difícil, há uma infinidade de sugestões boas.

    De antemão, digo com toda a certeza que duas me encantaram e já estão aprovadas:

    C.U.: como é anel da Bunda, creio que harmoniza com a marca que o anel seja colocado em torno das pregas de um cu

    Anonimo: Deve ter um expoente da cultura nacional que valorize o anel da Bunda: Ronaldo, o Fenômeno, olhando com cara de desejo para o anel da Bunda

    Escolherei as outras duas até o final do dia.

    • VOCÊ É MALUCA? PUTA QUE PARIU…

      Eu vou ter que fazer essas alterações bizarras com gente por perto… caralho, Sally. POR ISSO QUE EU PEDI PARA VETAR, VOCÊS TEM A SUTILEZA DE UM MACACO BÊBADO PARTICIPANDO DE UM QUADRO DO ZORRA TOTAL!

      • Cumpadi Óxito Olivetti

        Calma, Somir! Tome uns goles de spRING water, coma uns pRINGles, afrouxe os stRINGs dos sapatos, às vezes há como suavizar ou estilizar o que é pedido. Você pode fazer um cu estilizado, como um asterisco ou uma rosa dos ventos. O Ronaldo fenômeno pode ser colocado com a sutileza da bailarina da campanha, com um terno bem cortado. Ele é uma celebridade internacional, agrega valor à marca.

      • Eu li macaco? Além de homofobico é racista? Depois passa na rua e leva uma cusparada de protesto na cara e não sabe o motivo! Não comprem joias desse ditador!

  • Acho q o senhor está depressivo e com crise criativa, existencial.
    Pra começar troca essas mulheres.
    Hj em dia homens tbm usam joias, escolha uma figura q tenha representatividade.
    Esta muito sombrio … troca esse fundo por um branco neve,azul caribenho ou amarelo ouro. Centraliza a marca e eo anel. Coloque as frases em Francês pra ficar mais chique. O restante está ótimo

  • Acho que tinha que ter o Silvio Santos como garoto propaganda. Daria um ar de credibilidade! Pode usar o neto global dele também, que mantém o sobrenome AbravANEL!

    De resto, também achei o outdoor lindo, se a marca dos anéis fosse aquela do filme Como perder um homem em 10 dias!

    Tá muito genérico, muito inacessível, e mal se vê a marca! Ela ainda não tá incorporada na memória dos brasileiros pra não precisar aparecer em destaque!

    • Que maravilha! AbravANEL é perfeito! Concordo sobre firmar a marca. Nas campanhas internacionais, isso é feito de forma muito clara. Faltou pesquisa. Parece que pedimos Bunda e o Somir responde Vivara!

  • Acho que a dançarina e a modelo, nos outdoors, pouco representam a mulher brasileira. E, como a Elite do Brasil é tão tosca quanto a favelada, poderemos incluir os dois na marca, por exemplo

    1- Botando uma dançarina de funk no segundo outdoor, para não ser hipócrita o nome da marca e a foto do colo de uma mulher. Aliás, o funk representa muito bem a cultura brasileira.
    2- Deixemos essa baboseira de não objetificar mulher de lado, seria só colocar um transexual ao lado para dar igualdade aos gêneros.
    3- Poderemos botar algumas coisas que representam os estados, tal como uma arma para o Rio, um berimbau para a Bahia….

    • Cumpadi Óxito Olivetti

      Achei maravilhosas as suas ideias! Mas gênero é uma coisa complicada… tanto a mulher cis quanto a trans são mulheres. Onde ficam os homens trans e cis, os gays, os não-binários? Aí satura de informação, desvia do anel da Bunda. Penso que a Rita Cadillac e o Dr. Rey dariam mais poder de síntese. Para dar a ideia de Brasil, temos o morro dois irmãos de Fernando de Noronha https://www.guiaviagensbrasil.com/galerias/pe/fotos-do-morro-dois-irmaos/ , que ficaria lindo como fundo, em tons esmaecidos, com o anel da Bunda entre eles.

  • Achei que a campanha ficou muito boa mas não respeita muito a tradição brasileira, a pouca utilização de cores aliada com o texto em outra língua acaba parecendo uma propaganda direcionada para outro país que veio a ser trazida para o Brasil, não passando a ideia de que a marca realmente veio para nossas terras.

    Penso que algumas coisas devem ser modificadas para melhor atender esses pontos.

    Primeiramente a utilização de diversas cores, gosto de pensar no Brasil como um país colorido e cheio de brilho, acredito ser válido por exemplo uma letra em cada cor do arco íris para o texto, que poderia ser maior para permitir que as cores se destaquem. No mais o fundo da imagem poderia também ser algo que represente o Brasil, como o cristo redentor, o pelourinho ou o complexo da rocinha, qualquer imagem nesse sentido, as pessoas vão se identificar mais do que com uma bailarina. Ainda, se for manter a ideia podemos pensar em trazer a grande Gretchen para compor a marca.

    O texto em inglês só vai dificultar a difusão da marca, não tornando-a acessível a todos que poderiam pretender adquirir algo da marca (entendo que existem muitos com poder aquisitivo para adquirir nossos produtos que não tem nem mesmo o ensino médio completo). Ainda, um texto com alguns emojis e uma linguagem de “zap-zap” vai facilitar a transmissão das idéias.

    Por fim, o nome da marca deveria aparecer em posição de destaque, quem sabe centralizada na arte e com um maior destaque para consolidar a Bunda no Brasil.

    • Cumpadi Óxito Olivetti

      Achei maravilhosas as suas ideias! Tem que destacar a marca! Gretchen é um ícone! Eu entendo que deva manter o padrão internacional da Bunda com a marca no alto e em letras grandes. Acho que Brasil é cor e Futebol. Temos cinco copas, Bunda tem cinco letras. Em cada uma delas poderia ter uma pequenina estrela dourada, bem discreta, mas que se dermos zoom, têm o ano da copa vencida: 1958, 1962, 1970,1994, 2002.

  • Achei entediante, parece catálogo da Avon. Cores neon representam melhor a brasilidade nagô, o fundo tem que ser verde e amarelo neon. Também acho que agrega valor colocar uma foto da Sandy com o slogan “é possível ter prazer com o anel da bunda”. Para finalizar, acho inovador que a foto seja acompanhada de uma música ao se clicar nela. Sugiro “libera o toin que eu te dou dez conto”

    • Cumpadi Óxito Olivetti

      Concordo plenamente com a ideia de colocar ao fundo, esmaecidas, figuras de destaque no Brasil: Sandy, Ronaldo Fenômeno, Rita Cadillac, Gretchen, Reinaldo Gianechinni, Dr. Rey, Agnaldo Timóteo… Mas são muitos e o cachê ficaria muito elevado. Adorei a ideia da música! Seria legal se estivesse em midi, para karaokê, sem ninguém cantando. Sutileza, subliminaridade… Entediante? Talvez, mas tenho certeza que o Somir não está entregando à Bunda tanto quanto poderia!

  • Muito previsível. Faltou ousadia.

    1) Gostaria de um slogan utilizando a palavra “cu”, em minha homenagem
    2) como é anel da Bunda, creio que harmoniza com a marca que o anel seja colocado em torno das pregas de um cu
    3) proponho uma peça onde o anel da Bunda é mostrado como anel de noivado, com o slogan “casamento é uma mera troca de anéis”, com a arte insinuando que se dá um anel de brilhantes em troca no anel de couro, brioco, furico, fiofó ou simplesmente cu.

    • Cumpadi Óxito Olivetti

      C.U., adorei suas ideias! Acho que um anel com ranhuras passa a mesma ideia sem poluir a imagem. A Bunda tem uma tradição clean; se ficar suja, não vai cheirar bem ao consumidor.

  • Gostei das fotos, mas a segunda me incomodou um pouco. E SE a gente brincasse mais com o lado sensual da mulher mas com mais ênfase na parte de baixo? Não é contraditório a marca bunda e a modelo com os seios quase expostos? ACHO QUE FICARIA melhor com essa mudança de foco, seguindo a mesma linha sexy sem ser vulgar.

  • Eu gostei muito e está aprovado. Não, espera. Ficaria melhor com essas alterações:
    1. Eu me preocupo com o público alvo que não saiba inglês, eles não entenderiam a sutileza da mensagem. Seria bom sempre escrever a tradução em português embaixo, algo como (inspirando, em inglês)
    2. Esses anéis não estão brilhando o suficiente! Coloca umas estrelinhas via fotochopp aí nos anéis.
    Depois vou pensando em mais algumas coisas para melhorar o anúncio.

    • Cumpadi Óxito Olivetti

      Perfeito! Estrelinhas, glitter… Sou contra estrangeirismos, mas se for pra ter, essa tradução é maravilhosa!
      Daring, Caring, Inspiring, Sharing, Spring, ring! (Daring = ousando, em inglês, com o jogo de palavras DarANEL). Bem explicadinho, para não perder a mensagem.

  • Muito elitista para o Brasil. Sabemos que dinheiro não é sinônimo de sofisticação por aqui, então, proponho as seguintes alterações:

    – A marca deve estar em letras maiores… Bem maiores!
    – um toque tropical para gerar identificação com o brasileiro (um coqueiro, uma arara…)
    – A fonte deve ser mais descontraída: Comics Sans
    – Deve ter um expoente da cultura nacional que valorize o anel da Bunda: Ronaldo, o Fenômeno, olhando com cara de desejo para o anel da Bunda

  • Bonita a proposta, mas achei meio… boring. Queria cores vibrantes e uma fonte diferente, mais jovial. Pensei na Lobster ou na Coolvetica.
    Além disso, você associou o “inspiring” a uma bailarina. Queria um rosto nacional como garota-propaganda. Acho que a Carla Perez seria ideal para representar uma dançarina. Ou aquela moça que pintou o cu de verde no carnaval. Também podemos pensar em… representatividade e usar aquela ginasta que sofreu um acidente e foi tema de um texto da Sally. Acho que cada uma, a seu modo, é um exemplo inspirador para a mulher brasileira.

    • Cumpadi Óxito Olivetti

      boRING! Esse Somir é genial! Agora vejo rings para onde quer que eu olhe! Estava no Burger King e pedi Onion Rings, só depois me dei conta! Influência do Somir!

  • Cumpadi Óxito Olivetti

    Achei linda, com muita elegância e bom gosto! Porém a Bunda é uma marca forte, com uma identidade visual consolidada. Você deu pouca ênfase à marca e isso atrapalha o branding. Além disso, entrar no Brasil com anglicismos cria uma imagem elitista em um país com muitos nouveau riche como clientes potenciais. Para nós, vc deve mostrar a Bunda como algo belo, mas que não seja impossível de se ter. Vc tem que dar à Bunda um leve toque de Brasil, sem fugir demais da identidade visual da campanha internacional. Vou refletir um pouco mais e encaminhar sugestões específicas! Pensei em um mascote para a campanha, mas como um easter egg, só perceptível em zoom: o Tamanduru: corpo de canguru com focinho e pelagem de tamanduá bandeira. Dá a ideia, de fusão entre Austrália e Brasil, cria um aspecto lúdico que o brasileiro aprecia e não polui a imagem. Onde está o Tamanduru? O Slogan pode ser “Bunda: há anos na Austrália, agora no Brasil”. Achei as imagens de mulher meio objetificadas. Tiram o foco do anel para a mulher. Too Daring! Olha, ring novamente! Você é genial! Aguarde mais sugestões!

    • Concordo com o Cumpadi, a mulher está sendo objetificada. Não usaria fotos de mulheres na campanha.

      Quem sabe podemos ter dois tipos de propostas? Uma em que a mulher é independente e pode se presentear com uma jóia se quiser e outra na qual o homem vai presentar quem ama.

      Mas no geral Amei o uso da fonte, o preto com o contraste do diamante fica legal, mas gosto muito de tons nudes e clássicos para não parecer uma marca de jóia qualquer que achamos hoje em dia. O que acha?

      • Cumpadi Óxito Olivetti

        Bel, vc não poderia estar mais certa! Eu achei o fundo preto lindo, mas cai na ideia de pretinho básico: coisa de quem tem medo de errar! Quando contratamos um publicitário brasileiro, pensamos em sair dessa neutralidade globalizada e atingir uma brasilidade, mas com sutileza. Bunda e nudes nasceram um para o outro! Somir precisa de direções mais específicas para não se prender aos caminhos seguros. Somir, dê à Bunda algo fora de sua zona de conforto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: