Pilha na Fazenda: 53

Obviamente a casa está um marasmo com apenas três pessoas, ainda que uma delas seja o Pilha. Não é viável um reality só com três pessoas, exaustas, depois de três meses de confinamento. A marasmo está tão grande que o Pilha sugeriu que eles façam coisas inusitadas, como por exemplo: limpar os pés de todos os bancos e cadeiras.

Esse é o nível. O tédio faz mal ao Pilha, ele começou a sugerir fazerem um bando de merda e tomarem punição no último dia, uma vez que estariam de saída e a produção não teria como puni-los. Alguém ocupa o Pilha, por favor?

Fizeram uma prova com a participação dos eliminados: eles só viam os eliminados por uma tele da TV. Cada eliminado comentava um evento que teria acontecido durante o confinamento para que eles adivinhem se a notícia era verdadeira ou falsa. “Notícias”… coisas com clipe da Anitta, parto da Sabrina Sato e vida conjugal da Gisele Bündchen. Depois disso, voltou um marasmo total.

Durante o dia todo só rolaram umas conversinhas bobas entre os três, coisas pequenas, como por exemplo o Pilha contando que uma vez foi abraçar a avó e a levantou do chão quebrando duas costelas dela. O que para você arruinaria o natal, seria uma comoção, seria o evento do ano, é apenas um detalhe na vida do Pilha.

Quando tocou o sinal sonoro da produção dizendo que aconteceria alguma novidade, todos pularam e comemoraram como se fosse final de Copa do Mundo. O anúncio era uma festa (na terça-feira, dia 11), que só foi devidamente mostrada em detalhes ontem, porque né, a melhor parte é o final onde os bêbados fazem barraco.

Como vocês sabem, todos os ex-participantes desta edição estavam na festa e todos se comprometeram a não revelar nada do que estava acontecendo aqui fora relacionado ao reality. Cumpriram? Óbvio que não.

A Bonesti tratou de avisar para o Smeagle que a coisa não tá muito boa para ele lá fora, recomendando que ele construa um castelo com as pedras que vão atirar. Smeagle entrou em negação e não conseguiu acreditar que alguém tenha reprovado o que fizeram com a Loira Paranoica. Tá tranquilo, ele vai ver o tamanho da merda aqui fora.

Por sinal, tive a impressão da Bonesti se esquivando do Smeagle. Espertinha, ela já percebeu que o sujeito é queimação, está se afastando dele discretamente. Ela chegou a dizer que estava muito chateada com ele por quatro coisas, mas não quis falar de nenhuma delas. Só deu um beijo nele no momento da despedida, de sair da festa.

A Loira Paranoica mal falou com o Pilha. Obviamente está chateada, tanto é que mandou a torcida em peso votar no Humorista do Pânico. Os motivos não fazem muito sentido: ela alegou que o Pilha a colocou na roça, sendo que ela também votou no Pilha outras vezes e ele nunca ficou chateado. Ela falou mal dele, ela xingou ele, ela fez exatamente as mesmas coisas que critica no Pilha. Bem, não é por nada que o apelido dela é Loira Paranoica…

Acho bom, assim se o Pilha ganhar, não é por empurrão de terceiros, é por mérito próprio. Ela tentou arrumar uma confusão gritando que tinha pedigree, algo que Smeagle jogou na cara dela na hora da briga, se referindo a status social. Smeagle começou a responder e a Bonesti gritou “CALA A BOCA!” e não deixou ele falar mais nem uma palavra. Ela sabe o quão feia está a coisa para ele aqui fora.

Por sinal, que decepção a participação da Loira Paranoica nessa festa. Carelli quebrou todas as regras, voltou atrás, perdeu a moral, só para que ela possa participar e ela fez porríssima nenhuma. Atitude infantil, de chegar perto das pessoas que ela não gosta e ficar cochichando com o Humorista do Pânico e rindo alto, ou ficar berrando “Pedigree” para o Smeagle. Ameaçou jogar água em quem fosse falar com ela mas… ninguém foi. Decepção. Fez diferença alguma na festa, minha querida.

Voltou cheia de marra, perdeu seu encanto. Ao ver a popularidade, ela reforçou ainda mais um personagem que já estava no limite do tolerável e perdeu a mão. Fez um papel ridículo nessa festa e fez um grande favor ao Pilha em não falar com ele. Se a torcida dela decidisse alguma coisa, o Humorista do Pânico não teria perdido a vaga na final para o Pilha, não é mesmo?

Até o Magico que Comia a Susana Vieira, uma das maiores moscas mortas do programa, nos deu mais conteúdo que a Loira Paranoica. Botou o dedo na cara da Bonesti e a chamou de mentirosa e disse também que lá fora ela estava correndo atrás de ser vista com a Loira Paranóica para limpar seu nome. A Bonesti, muito idiota, disse que isso era um “plano” de um diretor da emissora. Muito bom! Metendo no cu de diretor da emissora ao vivaço, em um programa da emissora! Ela ainda falou que tem um vídeo para provar!

Segundo ela, a Record vai lançar um programa com a Loira Paranoica e precisavam de pauta para este programa, por isso queriam forçar uma barra de uma reconciliação entre as duas. Por isso o diretor da Record foi lá forçar a barra com ela, sugerindo que ela peça desculpas para a Loira Paranoica. Meu anjo, não se fala isso ao vivo em uma emissora na qual você tem esperanças de trabalhar um dia. Você acaba de fechar uma porta na sua vida.

No meio de uma briga generalizada Aloísio Maguila me solta esta pérola: “A Record armou tudo isso para vocês brigaram e vocês caem, não é possível. A Record está do lado deles e vocês continuam caindo. Fizeram toda a festa para vocês brigarem e vocês caem nisso ainda. Não é possível. Por isso eu fico puto!”. Bacana, questionando a credibilidade do programa dentro do próprio programa, ao vivo. Não vai participar nem do programa de dança cagado da Xuxa.

Depois o Mágico metralhou Smeagle, dizendo, entre outras coisas, que ele incentivava violência contra a mulher. A treta esquentou e Smeagel chegou a ameaça-lo: “Lá fora você não grita comigo, só isso que eu falo”. Smeagle fazendo ameacinhas, coitado. Mas sabe ele que “lá fora” ele não vai poder nem sair na rua. O Mágico continuou metendo o dedo na cara dele apontando todas as falhas de caráter de Smeagle, que respondia com ameaças como “Abaixa essa voz agora!”. O Mágico, que só ficou lá poucos dias, tomando as dores de uma desconhecida. Haja oportunismo, mas para quem já comeu a Susana Vieira, até que ele subiu de nível na escala do oportunismo.

A Besta Infantilizada, vendo a possibilidade de João Snow sair com um milhão e meio, voltou com uma postura muito diferente, toda boazinha com ele. Disse que era namorada dele e que sempre foi, que estão namorando há dois meses. Curioso, pelo que me lembro, quando ele pediu, ela não aceitou. Um milhão e meio deixam a pessoa mais bonita, né?

Mesmo assim, continua uma arrogante: já foi logo avisando que a vida dela é em São Paulo e que se ele quiser morar com ela vai ter que se mudar. Também continuou com o joguinho passivo-agressivo: ficou dizendo que eles queriam coisas diferentes X ficou perguntando se ele não ia pedir ela em casamento (da mesma forma como perguntou se ele não ia pedi-la em namoro e quando ele pediu, ela disse que precisava pensar). Sabe mulherzinha neurótica que gosta de mandar sinais contraditórios? Corra. Corra para as montanhas, gente assim é encrenca.

Fizeram um casamentinho simulado na festa. Também achei ótimo, é muito bom que o principal rival do Pilha vincule sua imagem a uma das participantes mais rejeitadas pelo público. Quero que fique nítido para todos que se ele ganhar, ela ganha esse dinheiro também, porque ele é um frouxo, um fantoche dessa ordinária que deve ter DST até nas pálpebras (e eu recrimino promiscuidade tanto de homem como de mulher). Vai gastar todo o dinheiro e depois meter um chifre nele ou trocar por outro, como costuma fazer em seu histórico amoroso.

Como de costume, deu vexame no final da festa: bêbada feio um gambá, sem postura alguma, toda descabelada, com aspecto trash. Criou confusão, brigou com o Humorista do Pânico, de forma totalmente gratuita, acusando ele de ter feito macumba para ela. Ele estava passando com a Tiazona da Comédia e ela se meteu do nada gritando: “Esse aí não é seu amigo não”. Ele respondeu que ele não era é amigo da Besta Infantilizada. Pra que…

Totalmente bêbada, ela começou a barraquear: “Não fala comigo, seu macumbeiro escroto. Fez macumba para eu sair. Passou na televisão, eu vi, não adianta. Para de falar de mim. Você se fodeu porque macumba não pega em mim, seu otário, seu idiota, tá aí sem o um milhão e meio”. Instaurou-se um barraco e lá foi João Snow fazer seu papel de mulher de álcoolatra tirar ela do meio da confusão.

Mas, antes de João Snow chegar, rolou muita baixaria, coisas que o programa optou por não transmitir, mas nós transmitiremos com o maior prazer.

Ainda no meio dessa treta, Anabelle também deu seu barraco: foi brigar com o Humorista do Pânico enquanto ele discutia com a Besta Infantilizada e levou um puta fora. Ele a esculachou dizendo, entre outras coisas, que ela era uma mimada sustentada por um “pai velho”, por um “político” em tom pejorativo. Para quem não sabe, o pai dela é político. Ela ficou putaça. Jogou bebida nele e acabou acertando um monte de gente. Sim, Anabelle é o ser mais escroto que já pisou na face da Terra, mas meter um senhor de 89 ano que acabou de passar por um procedimento cirúrgico delicado em rede nacional só para irritar a coleguinha é feio demais. No final o HP disse um “consegui o que eu queria, tirar ela do sério”, dando a entender que tudo tinha sido premeditado.

Em meio a berros simultâneos, o Humorista do Pânico, aquele que vivia repetindo o mantra da “falta de gentileza de alma” soltou o verbo: revelou que a Besta Infantilizada e João Snow faziam sexo sem camisinha lá dentro (sugiro que esse menino faça alguns exames ao sair), chamou a BI de Noiva Cadáver, a chamou de anoréxica e alcóolatra e baixarias relacionadas. Ele também admitiu que pegou uma foto da Bonesti, levou pro banheiro e fez uma macumbinha para ela se foder toda, depois do que ela fez com a Loira Paranoica. Deveria ter feito uma macumba para parar de mancar, né?

O barraco foi tamanho que a Anabelle simplesmente abandonou a festa, aos prantos, por ver o nome do seu pai envolvido de forma pública naquele barraco. É bom que já estava de pijama, deve ter ido direto para a cama. Fala o que quer, mas não parece preparada para ouvir o que não quer. Ameaçou processar o Humorista do Pânico em redes sociais e ele ameaçou processar ela de volta.

No meio de um barraco generalizado no entorno do Humorista do Pânico, chegou a Loira Paranoica gritando que não permitiria que ele seja agredido. Ninguém deu a menor bola para ela, parecia um pincher: latia e tremia enquanto era ignorada por todos. Coitada, ela realmente fez um papelão nessa festa, interpretando uma caricatura de si mesma. Não colou, nem mesmo com o público.

Até o pacato João Snow se exaltou e se voltou contra a direção do programa: ao saber que é visto como uma planta, um bunda mole que faz porra nenhuma (o que de fato é) ele acusou a direção de manipular a porra toda para promover o Pilha e de armar todas as brigas que aconteceram na noite. Muito boa a postura para quem está na final de um programa, João Mané, mandou benzão. O Pilha agradece esta bosta infinita que você fez. Depois de xingar bastante, ele pediu desculpas tanto para a direção do programa quanto para o Pilha.

O clima estava tão cu, mas tão cu, que aos poucos os ex-confinados foram dando desculpas e indo embora antes do tempo. Foi a festa com mais estresse, treta e falta de educação que eu já vi. Em determinado momento, a coisa estava tão cagada, que a produção informou que a festa acabou e era para todos que não fossem os finalistas deixarem A Fazenda.

A Besta Infantilizada, bêbada de forma decadente, se revoltou e, caindo de bêbada, mal conseguindo andar, disse que não iria sair dali. Começou a quebrar coisas. Disse que poderiam dar punição para quem estava na casa que ela não iria embora da festa. É sério gente, essa menina precisa de um tratamento psicológico urgente. Ninguém da família está vendo os sinais preocupantes?

E o Pilha no meio disso tudo? Se isolou, justamente pra não brigar. Desceu com seu look Freddie Mercury para a área dos bichos e ficou batendo um papo com os animais, diga-se de passagem, muito mais agradáveis do que as pessoas que estavam ali. Ponto pro Pilhão, que, às vésperas de uma final, não brigou e não entrou em atrito com a produção.

Como já dissemos, a produção do programa colocou uma condição para os participantes: não falar nada sobre o desempenho dos três finalistas na votação. Já vimos que não foi cumprido. Depois da festa pudemos ver Smeagle avaliando o saldo final, conversando com João Snow e com o Pilha, dizendo que eles dois são os grandes favoritos.

Nesse momento, a Record cortou a transmissão do Play Plus (o pay per view deles) e depois de um tempo, tudo voltou como se nada, com eles falando sobre coisas aleatórias. Ou seja, o suspense, a surpresa, a expectativa… cagou tudo. Tá certo, a gente gosta é disso mesmo, de reality todo cagado, com tudo vazando, com cenário despencando, com tudo dando errado. Trash é mais gostoso!

Smeagle fez a raposa das uvas verdes e disse que nunca quis ganhar aquilo ali, que não se importa em ser rejeitado, etc. Ficou evidente que ele estava com o ego profundamente ferido, mas fingindo estar de boa. Sabe quando você tropeça e cai na rua, quebra a perna, mas levanta e sai andando mesmo com a perna fraturada dizendo que está tudo bem? Foi mais ou menos isso, um desespero por salvar sua dignidade.

No dia seguinte, eles se despediram dos animais da Fazenda, que foram recolhidos e levados para outro lugar. Pilha deu de stalker e disse que vai descobrir a quem pertence essa vaca e vai visita-la depois que sair, tamanho o amor que ele pegou pelo bicho. Se ele ganha essa porra, vai ter até programa providenciando e cobrindo esse reencontro.

Foram retirando os animais da fazenda, um por um, enquanto os marmanjos se despediam com lágrimas nos olhos.

Amanhã é a grande final. Se você quer ver um Pilha rico em 2019, com subsídios para fazer todo tipo de loucura que venha à sua cabeça, dando pautas incríveis para o Desfavor, vote: http://afazenda.r7.com/a-fazenda-10

A tendência é que Pilha acabe herdando boa parte dos votos do Humorista do Pânico, tendo mais votos que João Snow, mas, quando brasileiro vota, vocês sabem, pode acontecer qualquer merda. Oremos.

Para agradecer por esta bosta estar acabando, para dizer que é a cara do Brasil se o Pilha ganhar ou ainda para não dizer nada por ter vergonha de ser leitor desta coluna: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas: ,

Comentários (6)

  • Genteee Sally estou adorando a desfavor.com você é tuuuudo!!!! Pilha Campeão!!! Que Venha 2019!!! Só li verdades por aqui! Já Está nos Meus Favoritos com ctza! Abçs

    • CAMPEÃO, TATY!

      Depois de tudo que ele passou… Pilha é uma fênix, é um exemplo de volta por cima, é a prova de que dá para ser verdadeiro e ainda assim ser querido!

  • hahahah! Isso, isso, é assim que se faz!
    Sugestão para Record: da próxima vez façam uma edição exclusivamente feminina. Sem homem para separar as brigas, sem ninguém pra elas darem uns beijinhos e se acalmarem. Aí a audiência aumenta elas se pegando de qualquer jeito.

    Sally, quais foram seus momentos favoritos dessa edição?

    • Uma edição só de mulher seria um inferno, viu? Eu não teria coragem de ver.

      É óbvio que foram as tretas do Pilha, esporros, esculachos e xingamentos pesados permeados por referências culturais. Tem como não amar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: