Nilson Izaias é um senhor de mais de 70 anos de idade que poderia ser seu pai ou seu avô. Gente como a gente. Ele ganhou fama instantânea esta semana por dois motivos: um foi conseguir mais visualizações do que grandes youtubers, como Felipe Neto, com um vídeo despretensioso, filmado de forma caseira e o outro, por ser acusado alguns dias depois de pedofilia. Quem acusou apagou, mas hoje em dia, mais nada se apaga da internet, tudo fica salvo em algum lugar… e está tudo aqui e aqui.

As acusações foram comprovadamente forjadas, mas se espalharam rápido e Nilson começou a receber todo tipo de ameaça e hostilidade. Um dos grandes divulgadores, pasmem, foi o Felipe Neto, deixando no ar a crença dele ser um pedófilo, de uma forma muito hábil, para depois se valer daquela clássica postura passivo-agressiva de “mas eu não afirmei nada!”. Pior, fez o Judiciário e disse que tinha pessoas a mando dele investigando tudo de forma cuidadosa. Pelo visto, é o novo xerife da caça as bruxas da Máquina de Moer Reputações.

E, que conste aqui: Felipe Neto não é má pessoa. Tem muitas qualidades e esta versão histérica e dual que ele está mostrando é resultado de um momento muito ruim de vida pelo qual ele está passando. Depressão e outros problemas que não vem ao caso citar o fizeram mergulhar em uma espiral de auto sabotagem onde ele está cada vez mais polarizado, mais bélico, mais combativo e, em vez de se equilibrar e tentar reunir pessoas que já estavam brigando de forma irracional, ele está acentuando este aspecto nefasto da sociedade atual. Essa fase dele vai passar, não sei qual vai ser o preço de tudo isso, mas tenho certeza de que vai passar.

Voltando ao “Vovô Nilson”… Depois dessas acusações, sua vida pessoal foi devassada, pessoas do seu convívio foram alcançadas e igualmente massacradas, ameaçadas e desacreditadas publicamente. Tudo isto porque uma pessoa, em redes sociais, sem apresentar prova alguma, afirmou que ele era pedófilo. Desde então, a vida de Nilson e de quem o cerca virou um verdadeiro inferno. Daria para explorar por muitas páginas todo o sofrimento causado e o quanto o prejudicaram, mas não é essa a intenção. Vamos falar da Big Picture?

Não é de hoje que podemos observar um comportamento doente dos remanescentes da “esquerda” (entre aspas, porque esquerda está longe de ser isso aí). É menina se automutilando com canivete para desenhar suástica em seu corpo com a intenção de denegrir o “outro lado”, é feminista fazendo acusação falsa de estupro e desgraçando com a vida do homem, é uma sequência de mentiras tóxicas onde se percebe que essas pessoas topam tudo, até se fazer mal, para provar seu ponto.

Se esse caso do Nilson tivesse acontecido entre 2000 e 2015, na era negra da Máquina de Moer Reputações amplamente financiada e estimulada pelo PT, Nilson teria morrido como pedófilo. Não haveria qualquer chance de contestar ou de se defender, pois não lhe seria permitido fala, como de costume, calando no grito, com um exército de robôs e perfil falsos que soterram a pessoa em um mar de agressões. Mas, esta fase negra felizmente acabou.

Por mais que seja um tremendo desfavor que estejamos em uma sociedade polarizada em dois lados, ao menos agora, ambos os lados têm voz. E o lado que levou cacetada até dizer chega nos últimos 15 anos (me incluo neste grupo) está muito cansado do mecanismo da Máquina de Moer Reputações e está sedento por quebrar de vez esse sistema. Com razão.

Por isso, cada vez que aparece uma situação como essa, este grupo de pessoas (novamente, me incluo neste grupo) se une usando internet e redes sociais para apurar, questionar, contestar. O pequeno detalhe é: somos maioria agora, seja na sociedade civil, seja em representatividade política. Então, quando tentam gritar mais alto, o grito de volta é mais forte.

Após um trabalho conjunto de pesquisa se descobriu, pasmem, via postagens da própria pessoa que começou a difamar Nilson, que foi uma afirmação sem qualquer prova e movida por revanchismo político, com as maravilhosas alegações de que ele não presta pois votou no Bolsonaro.

A autora do boato, que começou a ser disseminado via Twitter, responde pelo pseudônimo de “Carol Bandida” (de fato é, imputar um crime a alguém sabendo que não o cometeu é crime) e tem a @magconfeminist. Ela admitiu não ter provas do que estava falando e confessou sua motivação política, chegando a dizer que mesmo que tenham provado que ele não é pedófilo ele seria nojento de qualquer jeito “por votar no bozo (sim, envolvo política em tudo sim. Sou petista sim e bolsominion aqui não tem lugar de fala”. Logo abaixo ela postou um Meme com a legenda HOMEM = LIXO.

Este é um caso. São dezenas, centenas, todos os dias. Até a Ministra Damares (uma religiosa louca de pedra, mas, ainda assim, não autoriza moer reputação) foi vítima de algo até agora não provado, a alegação de uma revista de que ela teria sequestrado a filha adotiva. Nem Lulu foi escutada, nem os pais de Lulu. Foi escrita uma matéria parcial, que pode ou não ser verdade, e, portanto, deveria ter este tom de narrativa: algo que pode ou não ser verdade. Matéria esta, que, por sinal, Felipe Neto ajudou a divulgar exaustivamente.

Estamos assistindo a sociedade se transformar na nossa frente. Um modo de funcionar que deu muito certo por 15 anos, começa a ser cacetado e suas estruturas começam a ruir. Como costuma acontecer nesse tipo de contexto, quem se valia do recurso que está perdendo validade, chega ao auge do esperneio e irracionalidade quando a estrutura começa a ruir.

Este é o panorama atual: uma esquerda remanescente com sérios problemas, incapaz de refletir, admitir erros ou tentar qualquer movimento conciliatório continua se valendo de um mecanismo que não funciona mais. Em vez de mudar de estratégia, gritam cada vez mais alto, os obsoletos, achando que é questão de força. Não é. E mesmo que fosse… o outro lado nesta dualidade idiota, está com força suficiente para bloquear este mecanismo e ainda responder de volta. O que vai sair daí?

Sempre comentamos aqui que a história é um movimento pendular: quando o pêndulo tende demais para um lado, ele acaba indo para o outro, muitas vezes em excesso, antes de atingir equilíbrio. E isto é um perigo, porque se o pêndulo for muito para o outro lado, os resultados serão igualmente desastrosos. Talvez piores. Pessoas capazes causam muito mais danos que patetas que mal sabem acobertar um mensalão e vão para a cadeia por causa de um sítio.

Sei que, assim como eu, a maior parte de vocês também foi afetado de alguma forma pela Máquina de Moer Reputações ao longo destes últimos anos, gerando o desejo de ver esses bostinhas sofrerem “de volta” para “aprenderem” a não fazer esse tipo de coisa. Eu lembro de cada ameaça de morte, de espancamento, de estupro que recebi. Cada e-mail ordenando remover imediatamente postagens do Desfavor, com ameaça de prisão, de multa e até de deportação, por eu ser argentina. Deportou jornalista do New York Times por muito menos.

Mas, apesar de tudo, apesar de dez anos de ameaças e tentativas de calar a minha boca, não é assim que funciona: não há ganhos em vez os bostinhas sofrendo de volta. Se o pêndulo virar excessivamente para o outro lado, todo mundo sai perdendo, inclusive você e eu.

Sei que um caso como esse seria a oportunidade ideal para fazer um texto raivoso, dissecando ponto a ponto porque estes filhos da puta covardes são uns merdas e merecem ser massacrados de volta, expondo, inclusive, todos os podres da infeliz que disseminou esse boato (que não são poucos). Seria replicado em redes sociais. Seria aplaudido de pé pela atual maioria anti-lacre. Seria uma oportunidade de consagrar o Desfavor publicamente, afinal, finalmente, a maioria está do nosso lado agora, o timing é ideal para que saiamos do anonimato e comecemos a aparecer. Mas, meus queridos, fazer isso não seria o Desfavor.

Cacetar estes filhos da puta é algo que todos estão fazendo. Nossa proposta aqui sempre foi trazer conteúdo novo, um ponto de vista novo, uma forma nova de encarar a situação, de preferência alguns passinhos à frente do que o resto dos produtores de conteúdo. De forma alguma somos superiores ou videntes, apenas temos a proposta de tentar olhar mais pra frente e, como bem sabemos, nem sempre acertamos. Mas tentamos. A proposta é ao menos tentar.

Então, sinto decepcionar a sede de vingança de todos (que por sinal, eu também tenho e estou tentando trabalhar internamente) mas o texto de hoje não é para cacetar feminista com probleminha de cabeça que levianamente arruína com a vida de um idoso. É para dizer que se responder agressão com agressão, o ciclo de merda não se encerra nunca. Dá vontade? Dá vontade. Mas somos cabeças pensantes, não animais que saem fazendo tudo que dá vontade, não é mesmo?

Não, não é para dar flores, aplaudir ou deixar impune. Por favor não vá até o extremo oposto para desqualificar o que eu digo. Esta criatura que desgraçou a vida do Vovô tem que ser responsabilizada, este fato tem que ser sempre lembrado para que os mesmos erros não sejam cometidos e a vítima tem que ser reparada financeiramente por todos os danos morais e angústia que sofreu.

Mas isso não se confunde com “bater de volta”, “pagar na mesma moeda”, moer reputação. Ao menos, não deveria. Há um equívoco muito comum em pensar que agressão, ataque e raiva são sinônimos de combatividade. Não se combate nada com agressão, ataque e raiva, apenas se acrescenta mais merda a um mar de bosta que já existia. O mundo se muda com inteligência, com informação, com conhecimento. Você recebe de volta o que dá, dê violência e baixaria e você verá que bela bosta você vai atrair para sua vida.

A primeira coisa que a esquerda fez quando assumiu o poder no Brasil foi dar vazão a esse revanchismo: perseguição, discurso raivoso, sabotagem. Incontáveis pessoas perderam empregos, foram ameaçadas ou de fato foram agredidas e tiveram sua reputação moída. Queremos ser iguais aos que tanto criticamos? Espero que não. O prazer mundano de ver uma pessoa escrota se foder é muito tentador, mas a recompensa de um país um pouco menos merda para se viver é mais inteligente a longo prazo.

É até mesmo uma estratégia de defesa da permanência do “lado” que está no poder: se apenas expuser as mentiras da Máquina de Moer Reputações, sem se igualar a ela, a credibilidade destes ataques vai caindo. Isso quer dizer que, a longo prazo, até mesmo as piores verdades sobre Bolsonaro ou qualquer pessoa que esteja do seu “lado” poderão ser refutadas como mentira, graças ao efeito “o menino que gritava lobo”. Não tem que cair no mesmo saco dos moedores de reputação, para não perder sua credibilidade junto com eles.

Além disso, apontar usando inteligência e controle emocional a baixaria que estas pessoas fazem ao tentar moer reputações garante que a esquerda não volta ao poder tão cedo, não importa quantas cagadas o Bolsonaro faça. A agressividade destas supostas “minorias”, chamando homem de estuprador em potencial, brancos de opressores, heteros de lixo, assegura que a esmagadora maioria do país antipatize ferozmente contra eles, afinal, o Brasil não é essa bolha-Projac. Então, mesmo que você discorde da parte “um mundo melhor” do meu texto, ainda é inteligente não se igualar a eles, nem que seja por estratégia.

E mais uma vez fica o alerta que o mercado de trabalho, os clientes e todos os grandes grupos que vivem no mundo real (e não em uma bolha ideológica) já sabem: está mais do que claro que só sobraram pessoas que não estão nada bem de cabeça na defesa do PT. Pessoas que tratam política como religião, justificando tudo, questionando nada. Quem tinha discernimento e sanidade mental pulou fora. Afaste-se de pessoas que ainda defendem o PT, elas viraram uma caricatura neurótica de si mesmas. São pessoas sem poder de reflexão, de compreensão e sem um pingo de coerência ou empatia. Ter uma pessoa dessas por perto não faz bem.

Não estou dizendo que sejam más pessoas. Pessoas desempoderadas esperneando no auge da não aceitação da realidade. Pessoas que, no momento, estão perdidas, com um grau baixíssimo de consciência e que não estão abertas a receber nenhum tipo de ajuda. Enquanto estas pessoas não percebem o que está acontecendo, afaste-se. Não são resgatáveis por terceiros, nem tente. É de dentro pra fora. E não são capazes de um relacionamento saudável de nenhuma espécie enquanto estiverem dentro dessa espiral de merda, de revanchismo, de dualidade. Se você se ama, vira as costas e sai fora de gente assim, sem brigar, sem antagonizar.

Então, em resumo, enquanto todos gritam “linchem!” para os filhos da puta que estão promovendo essa máquina de moer reputações, a gente pede justamente o contrário: não linchem. Linchamento (físico ou moral) não é justiça, é barbárie por cima de outra barbárie. É um pedido chato, linchar é muito mais legal, eu sei, mas somos inteligente e precisamos pensar sempre alguns passos mais adiante. Não repetir o erro dos que criticamos é nossa melhor chance de uma sociedade um pouco menos animalesca e dessas pessoas que estão doentes da cabeça não voltarem ao poder.

Este texto não será compartilhado, este texto não renderá muitos comentários, este texto cairá provisoriamente no esquecimento, pois não tem o que as pessoas querem ouvir, o que nenhum dos dois lados quer ouvir. Mas, essa é a magia do Desfavor: não precisamos de cliques, não precisamos de visualizações, não ganhamos um centavo com isso, nos deixando totalmente imparciais para escrever aquilo que queremos, que sentimos, que achamos.

Então, mesmo não sendo o que se quer ouvir, leia, reflita e tire deste texto aquilo que você achar que te acrescenta de forma positiva. Anota aí: um dia, no futuro, mesmo que demore um pouco, vamos voltar a falar deste texto.

Para dizer que já fomos melhores, para dizer que concorda porém vai linchar mesmo assim pois não resiste ou ainda para dizer que deveriam mesmo ter me deportado: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Desfavores relacionados:

Etiquetas: ,

Comentários (59)

  • Ler esse texto me fez pensar: e aqueles lacradores do “Mensalinho do Twitter”? Que que aconteceu com eles? Eu tenho um grande amigo que, infelizmente, aderiu à vibe agressiva e violenta dos paranóicos de esquerda e vive retwittando a tal de bic miler. Pensei que essa (e os outros pirados do escândalo) tivessem cancelado conta e se fechado em copas depois desta imensa vergonha em nível mundial.

    • Não aconteceu absolutamente nada com eles, nem da parte do Judiciário brasileiro (o que era esperado) nem punição da parte do Twitter.

  • Estou totalmente alheia a esses assuntos. Se tem algo q me deixa mal é esse povo do YouTube.Assisti quase nada de tv e notícias tento me alienar ao máximo. O último vídeo q assisti foi de um tal de Moura falando justamente sobre o Felipe Neto. Eu fiquei incomodada e bloqueei . Imagino ele como não deve estar no meio dessa galera de energia pesada.
    Só sei q o mal estar q estava sentindo passou e já estou achando q os lavradores de direita estão no mesmo nível dos de esquerda. Ainda não consegui o suficiente pra sair deste país, mas estou focada.

  • Mulher assim me dá vergonha de ser mulher… ugh… isso é transtorno, e sério. Ela precisa se tratar. É por causa (sei que tem um cacófato horroroso aqui) de loucas assim que as feministas sérias são ignoradas, ou taxadas de lésbicas que não raspam o sovaco. Se você não vai esfregar a cara dela no chapisco, eu posso? Porque ela precisa… talvez assim o cérebro pegue no tranco.

    Agora, com licença, vou me esconde num canto e sofrer pela imbecilidade humana.

    • Fê, esse tipo de mulher presta um desfavor à causa feminina. Quem antagoniza imediatamente joga todo mundo no mesmo saco de “louca histérica”, é ruim não apenas para feminismo (nome que também foi desacreditado por gente sem noção) como para as mulheres como um todo.

  • Lendo seu texto e acompanhando vocês a muitos anos, sabendo do teor de muitas postagens e das reações geradas, imagino quanta bosta jogaram em você nesses anos todos. E imagino o quão de saco cheio você está disso tudo.
    Teve uma postagem de vocês que fazia um paralelo entre política e futebol, que política virou o novo futebol pro brasileiro. Tenho a impressão que isso gera um bloqueio automático, tipo, eu sou palmeirense e qq coisa boa do corinthians eu filtro, bloqueio.
    Isso associado ao nível de analfabetismo funcional do brasileiro, inclusive classe média estudada com diploma e o caralho, impede qualquer discussão racional. Tá foda. Eu tenho uma visão um pouco diferente da sua com isso da esquerda pq no meu meio não tem esquerdista pau no cu, tem direitista pau no cu. Talvez seja resultado de você estar no RJ e eu em SP. Mas são iguais, analfabetos funcionais completos, sem cultura, o que os impede de analisar uma situação de forma neutra. Não conseguem entender o conceito de FATO.

    • Sim, não importa o lado, extremismo é sempre ruim. Olha, eu sei que existem pessoas de esquerda decentes, mas petista que ainda defende Lula e o partido eu sinceramente entendo como doença mental.

      • Infelizmente, nem um lado nem o outro é capaz de diferenciar FATO de OPINIÃO. E gente como nós é pega sem querer nesse fogo cruzado do qual nem sempre dá pra escapar…

  • Isso que você está relatando não é esquerda… é doença mental. Eu tenho observado isso a torto e a direito dos dois lados, esse prazer psicopata de foder a vida do outro a troco de nada só pq pensa diferente, e geralmente, em coisas que não mudam merda nenhuma na vida. “magconfeminist”… caralho. O movimento feminista tá tão cheio de gente maluca assim?

    • É que durante muitos anos, os extremistas de direito não tiveram voz. Estão saindo dos bueiros só agora. Foram anos de massacre unilateral quando o PT estava em alta, por isso eu tenho menos tolerância com esse tipo de doente mental de esquerda do que o mesmo tipo de diteita…

  • O que irão fazer com essa menina que fez esta acusação; falsa acusação de crime é punível por lei, pra mim ela tinha que pagar a pena, pois fazendo isso ela quase acabou com a vida de um senhor de idade que, por causa de sua acusação, deve ter tido inúmeras mais acusações e julgamentos por causa de uma mentira, apenas feita pois ela não aceitava a posição política daquele senhor.

  • Fiquei verdadeiramente triste com o que aconteceu com o Nilson. Ver uma pessoa humilde, ingênua e que infelizmente não tem noção de como a Internet pode ser terrível, ser acusado de uma coisa tão sórdida é de partir o coração.

    Sei que o texto prega sensatez e isso não tá errado, mas ainda continuo querendo que essa marginalzinha leve uma surra inesquecível de quem topar com ela na rua (Nem sei se vai ter justiça de fato, já que essa filha da puta é adolescente e tem grandes chances de “não dar em nada”). Ódio, inveja e vazio existencial travestidos de “militância” e “luta por um mundu melió” são a essência desses “xófens pós-modernos lacradores” de hoje.

    PS: E o Felipe Dejeto é o próprio desserviço em forma de gente! Nem duvido que ele deu uma de “salvador” da Melody pra ficar bem na fita (não acho errado o que ele fez, mas também não consigo enxergar verdade nos atos de “bom mocismo” dele. Tudo me soa como marketing e autopromoção)!

    • Felipe Neto se mete onde não deve porque está sempre com a mente transtornada, por uma série de problemas internos não resolvidos. Ele está sempre metido em briga, em discussão, em confusão. Isso diz muito sobre ele. Em adolescente a gente até entende, mas em adultinho, isso é um sintoma. Mas ele está fazendo terapia e tomando uns remedinhos, torço para que ele melhore logo.

      • Sabe que depois que vi ele metendo um freio naquela tal de Melody eu até que simpatizei com o rapaz? Tem outra coisa tmb, ele está numa fase de amadurecimento. De boa, a gente faz merda. Mas com o foco que esse cara tem em cima dele, qq cagadinha tem a dimensão de uma barragem da vale.

        • O problema é a forma como ele meteu o freio, detonando e moendo quem cuidava dela. Ele tem essa “essência” de fazer o bem, mas tem um prazer sádico de trucidar todo mundo pelo caminho. Dá para fazer o bem sem brigar, sem pisar no coleguinha, mesmo quando ele está errado.

  • Como é que você sabe que o Felipe Neto está passando por uma fase difícil? Nas redes sociais ele parece muito bem…

    • Não está. Nas palavras dele: “nunca estive tão insatisfeito”. Mas tá fazendo terapia, ele vai acalmar a mente e melhorar.

    • É um esforço… Minha vontade é pegar a cara dessa mulher e esfregar no chapisco, mas temos que nos manter em um bom lugar da mente.

  • Fiquei com vontade de compartilhar esse texto (e vou) mas sei que muitos não lerão, infelizmente os que mais precisam. Sally, sinto muito por você, aliás, por vocês, por tudo o que passaram na mão desses lacradores. Meu sonho é ver um equilíbrio. Esse país sempre teve problemas, mas está num nível patológico insuportável nunca antes imaginado.

    • Estamos em um período de transição, onde as polaridades chegarão ao auge. É um mal necessário para que esta transição aconteça. Também torço por um equilíbrio, mas provavelmente o que veremos é uma tirania do outro lado…

  • Obrigado França, por trazer esse câncer de direita x esquerda pro mundo. Foi só mais uma coisa pra dividir a humanidade e acabar com qualquer suspiro de paz e harmonia.

  • Sally Sensata deveria ser nome dessa coluna, tamanha a lucidez. Queria ser otimista e pensar que o rolo compressor do lacre vai acabar mas acho que o lacre é como o poder, não admite vácuo. Logo, outras coisas “empoderadas” de outras maneiras (como ser cristão, ser mãe, ter marido, etc) serão usadas como parâmetro para a lacrar. Nesse momento, acredito que a burrice do brasileiro fará da esquerda e da direita forças diametralmente opostas com o mesmo poder de destruição. Resumindo, não importa o que venha daqui para frente, se é um governo liberal ou conservador, o que importa é como o brasileiro se comporta diante da possibilidade de usufruir de algum poder, mesmo que esse seja o ridículo poder de ser lacrador, como vimos nesses dezenove anos, o brasileiro não sabe se comportar. Vai ser catastrófico de qualquer jeito, seja com o pêndulo na direita ou na esquerda.
    Infelizmente, não tenho a menor ideia de como se muda esse “modus operandi”.

    • É possível que venha um lacre de direita sim, metendo moralismo e hipocrisia pra cima da gente. Também duvido muito de um equilíbrio possível neste estado mental horroroso no qual as pessoas estão. Nos resta estar sempre atentos para questionar quando qualquer um dos lados começa a abusar e oprimir o outro.

    • Depois que li sobre a teoria de Janela de Overton, passei a duvidar que essa ditadura do lacre passe. Além de terem se infiltrado em escolas e faculdades, eles tem a mídia e a indústria do entretenimento nas mãos e usa isso para engenharia social e promoção da agenda esquerdista. É um plano de longo prazo, estão comendo pelas beiradas. Mas quando chegarem ao poder, nunca mais vão sair e vão eliminar todo tipo de oposição.
      Só nos resta continuar nos preservando no dia a dia e torcendo pra não virarmos alvos dos assassinos de reputação, essa é a vida agora.

      • O que move o mundo é o dinheiro, e lacre não lucra. Eu acho que, como estão hoje, se extinguem sim. Terão que se reinventar…

        • A intenção não é necessariamente lucrar, mas sim bombardear as mídias com o mesmo discurso e aos poucos abafar todos que vão contra a ideologia, pra no longo prazo controlar a população e não permitir que ninguém se oponha ou mesmo tenha recursos pra pensar em se opor.
          Se o mundo for acabar por algum lugar, será pelo politicamente correto. E esses jovens de merda estão caindo feito patinho.

  • Uma coisa boa que pode ser tirada dessa zona toda é que vemos que hoje as pessoas estão começando a pedir fontes e provas de algumas coisa que aparecem na internet.

    Imagino que a criatura que fez essa besteirada toda deve esta com o fiofó tão apertado que nem um Boson de Higs deve passar.

    • Sim! As redes sociais podem ser boas conforme o uso que seja dado a elas. Nos unem, nos ajudam a apurar a verdade. Não dependemos mais da imprensa para nos dizer o que está acontecendo, podemos ir nós mesmos falar com os envolvidos, formar nossa própria opinião.

  • Esquerdista LACRADÔ já encheu tanto o saco que mesmo entre o movimento é desprezado (Logicamente, por pessoas com mais de 2 dígitos de QI).
    Aliás, a menina que fez isso alegou categoricamente que o fez por motivação politica “BOLSOMINION NÃO VAI TER FALA AQ”
    Tomara que seja processada por calúnia e difamação!

    • É aviltante que uma pessoa tente arruinar a vida de outra com uma acusação grave como esta justificando como motivo posicionamento político.

      É aviltante que esses mesmos imputem à direita ou ao Bolsonaro intolerância e radicalismo.

  • É essas coisas que fazem você lá no fundo, num canto bem escuro da sua mente, ficar com vontade de o governo Bolsonaro ressuscitar o DOPS e ser essa ditadura perseguidora que os esquerdistas tanto queriam. Não aguento mais esse bando de jovens gado que só repetem o que ouvem dos coleguinhas do centro acadêmico, professores socialistas, youtubers e celebridades. Parecem aqueles bonecos que você aperta um botão e falam sempre as mesmas frases com aqueles olhos sem vida, robôs fabricados em massa, suas pilhas são os Prozac’s e outros desses remédios pra gente fodida da cabeça. Você olha e nem sente esperança de que esse povo vai amadurecer, ainda mais nessa cultura de “seja você mesmo você é lindo e especial” que se tornou um ode à mediocridade. Ainda bem que a população de jovens está diminuindo no Brasil.

    • A maioria está igualmente de saco cheio, Ruan. Por isso levaram um pau nas urnas, por isso não conseguem apoio popular para nada. Com o tempo, serão cada vez mais renegados, até que desaparecerão por completo.

    • O erro da ditadura militar não foi “matar pouco”, podia ter torturado o triplo e matado todos, a história seria a mesma.
      O erro foi não educar e a falta de um trabalho de inteligência pra combater comunistas de se infiltraram em todas as camadas da sociedade, por meio de uma contra-cultura. Essa tal “guerra cultural” mencionada por conservadores não é conspiração.

  • Por que isso de “pasmem” pro Felixo Neto? Ele que votou no Andrade e há tempos virou militante da resistência/ comunismo/progressismo, não entendi esse pasmem! Pena que o sr Nilson por ser tão de boa, capaz de não aceitar a oferta dos advogados que tão se oferecendo pra defender ele de graça. O dia que um esquerdista fdp se foder muito por difamação, os outros vão pensar antes de fazer igual.

      • Se envolvia sim, Sally. Não de forma tão intensa e constante, mas se envolvia. Eu inclusive acho o Felipe Neto um bosta por inúmeras razões, mas vejo que ele é o mais coerente entre esses outros youtubers histéricos “da resistência”, pois, apesar de ter declarado um nonsense “voto útil” no Haddad, pelo menos ele de fato criticava pra valer o PT (e continua), ao contrário de caras como Caue Moura e PC Siqueira que passaram todos esses anos de governo petista com o senso crítico enfiado no cu mas agora, de repente, transformaram-se em pessoas com uma insaciável cede por transparência, justiça e competência.

      • Essa mudança repentina dele tem uma vibe forte de Dilma Bolada. Bem provável que ele tenha sido comprado pelo PT por ser um “influencer” com grande base de público.

        Só fico me perguntando qual o propósito disso, já que o público dele é basicamente composto de crianças que querem ver ele jogando Minecraft de dentro de uma banheira de Nutella.

  • Essa história de “internet é terra de ninguém” tem que acabar. Não precisa fazer o estilo China e obrigar a cadastrar documento pra usar a internet, mas as pessoas precisam começar a serem responsabilizadas pelos seus atos e serem adestradas pelo medo do processinho, já que não dá pra contar com educação e bom senso. O vovô do slime poderia ter tido o mesmo fim da Fabiane Maria de Jesus, linchada até a morte por um maldito boato virtual. E o pior é que esse caso foi há meia década, não mudamos nada.

    Como ficar batendo em lacrador já saturou de tão fácil é óbvio que é, posso deixar uma teoria aqui? Tem alguns “esquerdistas” tão caricatos, tão óbvios, que às vezes me pergunto se não são false flags, perfis forjados pra demonizar a esquerda, ou seja, a oposição do governo. Já não duvido de mais nada e os bolsominions estão se mostrando excelentes petistas verde-amarelo.

    • Pode ser, mas eu percebo isso ao vivo. A Gleisi Hoffmann para mim parece uma false flag, de tão caricata e ridícula…

  • Nossa que textaço tudo! Certamente estará no meu top 10 do ano Desfavor.

    Um texto acima de tudo sereno. Gostei bastante!

    • Tem que ser. Alguém tem que estar são em momentos turbulentos. Não podemos nos misturar com esse mar de merda, se não é isso que vamos atrair para as nossas vidas.

    • Faço minhas as suas palavras, Sam! Fica cada vez mais nítido o quão importante é manter a serenidade em momentos de histeria punitiva, como o atual. Sally bem disse que é um ciclo e precisamos fazer nossa parte para romper com ele! Não consigo pensar em nada de bom resultando de uma polarização tão exagerada e emocional como esta… espero que o resto da população perceba isso antes que tudo se torne ainda pior.

      • Momentos de mudanças sempre geram medo, confusão e antagonismos. Temos que ficar de fora disso e manter a sanidade!

  • Se todo mundo continuar embarcando com gosto nesse negócio de “olho por olho e dente por dente”, cedo ou tarde vai chegar o momento em que todos acabaremos cegos e banguelas.

  • Toda vez que vejo uma coisa dessas acontecendo, dá uma vergonha alheia danada de ser de esquerda, não é possível que qualquer pessoa com um mínimo de bom senso ache isso algo normal.

Deixe uma resposta para Sally Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: