Retrospectiva bizarra: Março 2019

O ano de 2019 continua bizarro, fornecendo todo tipo de notícia estranha e inacreditável. As pessoas estão transtornadas, a natureza está em fúria e o Desfavor está em festa: nunca tivemos tanto conteúdo. Vamos avaliar o quanto o mundo desandou no mês de março?

A ciência, como sempre, preocupada com questões importantes, priorizando grandes descobertas para a humanidade. Um exemplo de um grande feito científico neste mês foi enviar um arquivo com mais de 30 milhões de páginas contendo “os grandes feitos da humanidade” para o espaço. Sim, macaquito humano acha que alienígena vai saber ler seu sistema rudimentar de escrita e, o que é pior, que se importam. Estes registros da civilização humana foram enviados para a Lua. Deve estar sobrando dinheiro.

Cientistas da Universidade de Berna, na Suíça, fizeram uma descoberta revolucionária para o ser humano: botar o queijo para ouvir hip hop o deixa com um sabor mais gostoso. Durante seis meses se dedicaram a colocar queijos para escutar a música. Tá lindo, pessoas morrendo de doenças do século passado, mas com queijo saboroso à mesa! Enquanto isso, o Brasil perde o certificado de país livre de Sarampo e é considerado um dos países onde a doença mais cresce e preocupa. Segundo a UNICEF, atualmente é o terceiro país do mundo em aumento de casos da doença.

E a natureza? Além de tentar desesperadamente erradicar o ser humano do planeta, o que mais ela anda fazendo? Bom, tivemos todo tipo de catástrofe: tornandos, ciclones, terremotos etc. E também tivemos alguns eventos exóticos, como a cidade russa que ficou coberta de neve verde, uma tsunami de gelo que foi registrada em um lago localizado entre os EUA e o Canadá e tempestades magnéticas com mais de dois mil raios em apenas cinco minutos. Tenho fé que uma hora a natureza vai conseguir se livrar do humano.

Assim como a natureza no geral, os animais também mereceram destaque neste mês de março. Voluntaria ou involuntariamente, seu comportamento chamou a atenção. Em Malta, uma tempestade forte fez cair peixes vivos do céu na cabeça dos moradores. No Pará, uma baleia Jubarte foi encontrada em uma zona de mata, se debatendo, em terra firme. Papagaios viciados em papoula destruíram de forma feroz plantações na Índia. Uma cabra chamada Lincoln foi eleita Prefeita de Fair Heaven, Vermont, EUA. Foi empossada com direito a faixa.

O ser humano também andou extrapolando o seu potencial, premiando a todos nós com um novo patamar de burrice. O político italiano Massimiliano Fedriga, ativista antivacina, foi internado com catapora e quase morreu. Um russo chegou ao hospital com uma faca cravada nas costas, mas antes de ser submetido ao procedimento para retirada do objeto, saiu por conta própria do hospital para fumar um cigarrinho. Uma mulher que se declara “amante da medicina alternativa” foi hospitalizada em estado grave após injetar em suas veias uma mistura feita do suco de 20 frutas diferentes.

Um homem estava brincando com uma arma mesmo sem ter o devido preparo ou qualificação para tal, quando a arma disparou e lhe ensinou uma valiosa lição: a bala entrou pelo pênis e saiu pelos testículos, fazendo com que seus órgãos reprodutores virem purê. A polícia afirma que o gênio não tinha porte de armas. Uma mocinha resolveu pendurar isqueiros nas orelhas e usá-los como brincos. Em uma festa, ela estava tentando acender o cigarro de um colega e o inevitável aconteceu: ela ateou fogo em si mesma: as chamas começaram pelos seus cabelos, próximos demais da orelha, e se espalharam rapidamente.

Assunto sério agora: a violência contra a mulher está ultrapassando todos os limites. Homens covardes estão agredindo mulheres por todo o mundo. Em Cuiabá, uma mulher de 20 anos mantinha o marido em cárcere privado e quando a polícia foi até o local soltar o infeliz, a mulher surtou e chegou a agredir os policiais. Quando finalmente conseguiram imobilizá-la e abrir as portas do cativeiro, o homem saiu correndo do local “sem rumo”, segundo a polícia.

No Reino Unido, Alex conta que os abusos sofridos começaram com pequenas desavenças: sua namorada não gostava de seu penteado ou o proibia de vestir a cor cinza. Ele tentou compreender e, em pouco tempo, ela estava jogando água fervendo nele. Fragilizado e com medo, ele suportou três anos de agressões e ameaças, a namorada dizia que o mataria se ele tentasse se separar. No final, a namorada dormia com uma garrafa de vidro na cabeceira e quando ele fazia algo que ela não gostava, ela dava garrafadas nele.

Obviamente que no carnaval brasileiro também vimos desrespeito e abuso. Um repórter da RBTV foi entrevistar uma moça que curtia carnaval quando ela, em vez de responder à sua pergunta, tentou agarrá-lo e beijá-lo à força. O repórter repeliu a investida, esclarecendo que era casado, mas a moça insistiu. Mesmo depois que as câmeras foram desligadas, a mocinha continuou atrás do repórter, tentando agarrá-lo e passando a mão nele.

Até no mundo dos famosos teve notícia de covardia escrota. O ator Johnny Depp, que vem sendo execrado faz tempo após acusações de agressão contra sua ex, também atriz, Amber Heard, deu a volta por cima e provou não apenas que nunca a agrediu, mas também que ela é quem agredia ele. Resultado: Amber já perdeu alguns trabalhos, foi afastada de filmes e está sendo processada em 50 milhões de dólares pela mentirinha que contou.

Um casal mexicano brigou no motel, graças a uma crise de ciúmes da moça, e o resultado foi a mulher esfaqueando o rapaz. Na Flórida, uma mocinha achou que seu namorado estava roncando muito alto e resolveu a situação dando um tiro no rapaz. O tiro pegou na axila direita e, até onde se sabe, depois disso ele parou de roncar. Por todo o mundo, a covarde agressão de homens a mulheres indefesas preocupa. São tantos casos que tive que cortar um monte, pois não caberiam aqui.

E o lacre, como se portou no mês de março? Como sempre, enchendo o saco com coisas sem sentido. Ganha ainda mais força o modismo do Afroconsumo, que é a ideia de comprar coisas apenas de pessoas negras. Certo… deixar de comprar ou contratar por causa da cor da pele, como é mesmo o nome disso? Na França, escolas substituirão os nomes “pai” e “mãe” por termos genéricos que não impliquem em qualquer identidade de gênero.

Uma das principais defensoras e idealizadoras do Mee Too provou do seu próprio veneno ao ver seu filho acusado de abuso sexual. Um mês difícil para a turma do lacre, força guerreira! Nos EUA, um ser humano fascinante vai além do masculino e feminino e se diz “um ET preso em um corpo humano”. Ele quer ser reconhecido como gênero “alienígena” e alega que se a sociedade valida como você se sente, ele se sente um ET e deve ser reconhecido como tal. Boa sorte aí para quem criou essa ficção impossível de sustentar: endossar que a pessoa é o que ela se sente.

No Brasil o lacre também se fez presente, de uma forma um pouco mais tosca, como esperado. O episódio do “Golden Shower” deu o que falar no carnaval e virou até comentário do Presidente no Twitter. Ao que tudo indica, uma pessoa urinando na outra é arte, liberdade de expressão e empoderamento. E por falar em Presidente, José de Abreu, aquele ator que fala uma pá de bosta em redes sociais e quando recebe processo alega sua insanidade em juízo, se declarou Presidente da República no Twitter. Agora usa uma faixa presidencial e se comporta como se fosse Chefe de Estado.

Vimos marchinhas “empoderadas”, com as letras reescritas para exaltar a mulher ou esculhambar com o homem durante o carnaval. Vimos homem que não aceitou a investida de gays ser chamado de preconceituoso. Vimos mulher assediando repórter casado, como já foi dito acima, inclusive com investidas físicas. Vimos uma passista impedida de desfilar por ter uma tatuagem que fazia referência a Bolsonaro. O lacre passou mais vergonha no mês de março do que em todo o ano de 2018.

Diante destas novidades, como está a instituição Família? Bem, algumas situações curiosas que nos levam a refletir sobre os rumos que a Família está tomando aconteceram no mês de março. Um brasileiro tatuou o nome do seu filho em letras garrafais nas costas e depois descobriu que, na verdade, não era seu filho. No Rio de Janeiro, pais deixaram seu filho de 3 anos sozinho em casa e saíram para curtir o carnaval. Deixaram o menino trancado no apartamento, que pegou fogo por um curto circuito, gerado por uma gambiarra que os próprios pais haviam feito, e a criança morreu.

Em São Paulo, registraram uma criança com o nome Macaulay Culkin, por causa do ator do filme “Esqueceram de mim”. O primeiro problema foi que nem a família da criança sabia pronunciar o nome e o segundo foi a combinação final de nome e sobrenome: Macaulay Culkin Pires Machado. Em Los Angeles, um casal registrou as primeiras palavras do seu bebê: não foram nem “papai” nem “mamãe”, a primeira palavra que a criança disse foi “Google”. O pai dava o comando “Ok Google” quando a criança repetiu a palavra.

E já que estamos falando sobre o assunto, vamos dar uma olhada em como se comportaram as mamães, essas criaturas fascinantes que clamam amar seus filhos acima de tudo e atacam descontroladamente qualquer pessoa que aponte suas contradições? Uma mamãe interrompeu um voo no meio do percurso e fez um avião dar meia volta e retornar ao aeroporto de origem. O motivo? Ela esqueceu deu bebê no aeroporto e só se deu conta disso depois que o avião havia decolado. É muito amor, é muita dedicação, é muito sentimento bonito que quem não teve filhos não consegue nem imaginar!

Uma mulher russa vendeu seu bebê na internet para desconhecidos por cerca de 300 dólares. As investigações apontam que este não é um caso isolado e que em diversos países, inclusive no Brasil, mamães vendem seus anjinhos de luz online. É muito amor incondicional! Inclusive, o próximo caso ocorreu no Brasil. Não, a mamãe não vendeu sua bebê online, isso seria cruel. Ela a enterrou viva. A criança não apenas morreu, como ainda foi parcialmente devorada por animal. Mas tá tudo bem, o importante é que ela não fez um aborto, pois isso sim serie cruel.

Agora vamos falar deste país peculiar: o que o Brasil fez de bom no mês de março? Qual imagem passou para o resto do mundo? Nos esportes, Neymar e sua lesão de Schroedinger pularam carnaval em uma plenitude física que há muito não se vê em campo. Foi detonado internacionalmente, por imprensa e até por colegas e, como sempre, se fez de vítima.

A Maldição de Mano Brown continua: milhares de pessoas foram um bloco de carnaval do Carlinhos Brown, mas o bloco era Fake News. Descobrimos que atirador que matou crianças em uma escola era admirador do nazismo, o que explica claramente por qual motivo ele se matou junto, já que seu tom de pele o colocava diretamente no grupo a ser exterminado. No Rio de Janeiro um comboio transportando urânio para uma usina nuclear foi atacado e saqueado por bandidos.

Em uma cidade chamada “Rolândia”, pediram a cassação do Presidente da Câmara Municipal por um vídeo onde ele se masturbava, exposto em redes sociais. O detalhe é que o deputado que fez o pedido é conhecido como Boca Aberta. No Rio, a Assembleia Legislativa deu posse a Deputados presos por corrupção. Sim, tomaram posse presos. Enquanto isso, em Brasília, um deputado quer obrigar aos cônjuges dos políticos a morarem em Brasília, com seus pares, “para evitar traição”.

Bizarrices aconteceram pelo mundo todo. Na Alemanha um homem simplesmente esqueceu uma obra de Picasso que lhe pertencia dentro de um trem e, obviamente, ela foi levada por outra pessoa. Nos EUA, um entregador se revoltou com uma gorjeta antecipada que um cliente deu em um aplicativo de entregas e esfregou seu testículo no molho da comida do cliente. Para seu azar, ele foi filmado durante o ato e o vídeo foi jogado em redes sociais, acabou demitido.

Um grupo de funerárias na África do Sul está processando um pastor que alegava ressuscitar os mortos. Em uma pesquisa, descobriu-se que metade dos britânicos não sabe apontar onde fica a vagina. Outra pesquisa, na Itália, indicou que a maior fonte de felicidade para eles é a pizza. Para finalizar, um dançarino de break brasileiro sem braços e sem pernas ficou famoso por sua performance. Não tive coragem de ver.

Em abril tem mais!

Para dizer que este tipo de registro é que deveria ser enviado ao espaço, para dizer que o ser humano está fadado à extinção, ou ainda para dizer que este tipo de texto faz você se sentir inteligente: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas:

Comentários (14)

    • O Poder Público! Não é ele quem viabiliza isso mudando RG, alterando dados oficiais?

      Pede para que oficiem seu banco e ordenem que mais dez zeros sejam acrescentados ao seu saldo.

  • Lembram do Jussie Smollett? O gayzista e africanista que pagou 2 nigerianos para agredi-lo e reportou o crime como tendo sido cometido por 2 brancos homofóbicos? Pois é, todas as acusações contra ele foram desfeitas. O canalha sairá impune. Parabéns, judiciário americano.
    Coincidentemente foi após ele ter se reunido com a Michelle Obama…

  • Para dizer que este tipo de registro é que deveria ser enviado ao espaço… Se fosse mesmo, acho que nenhum extraterrestre acreditaria, viu? Quanta maluquice neste mês…. Uma pior que a outra. Teve de tudo: papagaios viciados destruindo plantações (seriam da raça do “Evil Papagali” da música do Massacration?), gente dando tiro no próprio saco sem querer, venda de bebês online, baleia sendo achada no meio da floresta, mãe esquecendo filho em aeroporto e forçando o retorno do avião só para buscá-lo, lacração e episódios vergonhosos a rodo, homens agredidos por mulheres com garrafadas e água fervendo, candidatos ao Prêmio Darwin, global fazendo palhaçada no Twitter… E o ano ainda nem chegou na metade, hein?

  • “Em uma pesquisa, descobriu-se que metade dos britânicos não sabe apontar onde fica a vagina.”
    Nos meus tempos de professor (sou formado em Biologia, mas hoje mudei de ramo), dando aula sobre o corpo humano, já vi alguns alunos e até alunas que achavam que as mulheres urinam e dão à luz pelo mesmo canal.
    Ah, sim. Era uma escola particular.

    Pra acrescentar o mês bizarro, teve aquele tornado na África que destruiu 90% de uma cidade em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: