JigCU – Maio – E-mails Final

Tudo o que é bom tem que acabar. As respostas escolhidas da Parte 3:

Sally: Escolho Wellington Alves de novo, porque eu tenho quase certeza que toda essa resposta é crime. E como mulher nenhuma escreveria assim, ainda podem acusar o Somir de ter invadido o e-mail da Sally.

Somir: Vence , porque essa resposta é a maior prova de virgindade que ele poderia dar. E não é incompatível com a fama de gay da resposta escolhida de ontem, pode ser um viado virgem.

Os vencedores serão avisados num comentário no Sábado.
JigCu


PARTE 2

E-MAIL ENVIADO PARA SALLY

Seguinte, estava na casa da minha namorada fui peidar e me caguei nas calças, ou melhor na bermuda.
No desespero, fui ao banheiro com a minha mochila, sou professor de educação física, sempre ando com uniforme e muda de roupa na mochila, troquei de bermuda e joguei a bermuda cagada no vaso sanitário.
Com a ajuda de uma escovinha de banheiro empurrei a bermuda pra dentro do cano e dei a descarga até que ela desapareça. Só que o encanamento da casa da minha namorada entupiu depois disso e vai uma empresa desentupir amanhã.
Estou com medo e vergonha de encontrarem a minha bermuda da tubulação. O que faço? Falo a verdade me humilhando e me desculpo? Apareço lá e pago o funcionário desentupidor para ele sumir com a bermuda?
O que você faria no meu lugar? Estou desesperado, se puder responder rápido te agradeço.


E-MAIL ENVIADO PARA SOMIR

Fiz esse email só para fazer essa pergunta porque eu não sei com quem dá pra conversar disso… eu vi seu texto de pornografia japonesa, achei engraçado e bem argumentado então talvez você possa me ajudar… eu não tô conseguindo mais achar graça na minha namorada e eu acho que é porque eu sou viciado nesses pornôs loucos. Comecei vendo uns amadores, achei aqueles europeus pesados do Rocco destruindo as minas, achei o Max Hardcore e era degeneração total, daí foi cada vez pior… GGG, MFX, pornô japonês… você já viu aqueles que é só uma câmera dentro da privada? Eu tava vendo isso e pensando no que eu estou fazendo com a minha vida… eu não consigo mais ver coisa normal, se não tiver uma putaria pesada ou uma bizarrice eu nem ligo mais… já estou fazendo força pra fazer sexo com a minha namorada. Você já teve esse problema? Já viu tanta coisa zoada e bizarra que nada da vida real se compara mais?

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas:

Comentários (29)

  • Acabou de chegar por e-mail os escolhidos pelo JigCU:

    Sally: Vence Welberson Bastantão, com a ideia da Pica, porque se ele não for muito esperto, é possível que tente mesmo e reclame com a Sally depois.

    Você tem algumas opções:

    a) Dizer que sofre de Pica (papo técnico: comer materiais não comestíveis, como tinta, terra, pó de tijolo, etc.) e um dia desses comeu uma bermuda, por isso virou um vidro de óleo de rícino pra ajudar a sair. Como sempre faz muita força pra defecar e tem nojo de olhar o que saiu, pode ter cagado a bermuda quando estava na casa dela. Quando soube que entupiu o encanamento, resolveu contar esse segredo a ela, que é a pessoa que ama e com quem pretende estar para o resto da vida.

    b) Dizer que foi a uma bruxa e ela ensinou uma simpatia para casar logo com a pessoa amada, que era jogar uma bermuda limpa no vaso sanitário da amada. Sim, limpa, a merda ela encontrou no caminho.

    c) Chamar o sogro de canto, pagar o desentupimento e um whisky bom pra ele, dizendo para sumir com a prova do crime.

    Somir: Vence Anônimo, porque nem eu pensaria em algo tão ruim para responder. Parabéns.

    Que nada, deixa eu te contar um segredo aqui: tô namorando uma Down. É a melhor coisa que me aconteceu. Como elas não entendem muito bem dá pra fazer de tudo. Se você quiser eu te apresento uma amiguinha da minha namorada.

  • Sally – Você tem que melhorar a musculatura anal. Não adianta trabalhar as outras regiões e deixar essa. Passe numa sex shop e compre uma bolinha de pompoarismo. Treine diariamente esses acidentes nunca mais acontecerão. É recomendação médica, inclusive em casos de cirurgia de intestino. Não vejo como pode causar problemas em uma pessoa saudável.

  • Sally: Diga que era uma surpresa, um show de mágica que você estava preparando para o dia dos namorados. Reclame que chamando a desentupidora ela estragou.

  • Avatar

    Wellington Alves

    Resposta do Somir:
    Cara, me avise se você descobrir uma forma de se livrar desse vício maldito!
    Já até me submeti a estagiar de graça como faxineiro num necrotério , das 0h às 06h, mas fui expulso quando me pegaram no meio de uma suruba com 5 cadáveres. Tentei explicar que estava apenas tentando organizar melhor as gavetas, mas acharam que não era necessário estar me masturbando sobre o cadáver da gorda pra isso.
    Enquanto não me livro desse vício, agradeço muito se você tiver materiais pra compartilhar comigo. Faço parte de um grupo na Deep Web para trocarmos vídeos exclusivos, mas sempre é bom ter novidades. Como você disse, sempre queremos ir além!

  • Somir: que nada, deixa eu te contar um segredo aqui: tô namorando uma Down. É a melhor coisa que me aconteceu. Como elas não entendem muito bem dá pra fazer de tudo. Se você quiser eu te apresento uma amiguinha da minha namorada.

  • Avatar

    Welberson Bastantão

    Sally: Você tem algumas opções:

    a) Dizer que sofre de Pica (papo técnico: comer materiais não comestíveis, como tinta, terra, pó de tijolo, etc.) e um dia desses comeu uma bermuda, por isso virou um vidro de óleo de rícino pra ajudar a sair. Como sempre faz muita força pra defecar e tem nojo de olhar o que saiu, pode ter cagado a bermuda quando estava na casa dela. Quando soube que entupiu o encanamento, resolveu contar esse segredo a ela, que é a pessoa que ama e com quem pretende estar para o resto da vida.

    b) Dizer que foi a uma bruxa e ela ensinou uma simpatia para casar logo com a pessoa amada, que era jogar uma bermuda limpa no vaso sanitário da amada. Sim, limpa, a merda ela encontrou no caminho.

    c) Chamar o sogro de canto, pagar o desentupimento e um whisky bom pra ele, dizendo para sumir com a prova do crime.

    Somir: Que eu me lembre, nunca tive problemas para fazer sexo com a sua namorada… Mas estou tergiversando. Uma solução pode ser você fantasiar que sua namorada tem quatro irmãs gêmeas. Compre perucas e roupas de estilos diferentes para ela e diga que é role playing. Também pode fantasiar que ela seja uma Real Doll, ou comprar um polvo gigante de borracha e usar com ela vestida de estudante japa… Ou pare de ver essas coisas e convença a sua namorada a ir a um clube de swing com você, onde poderá observá-la dando pros solteiros de lá.

  • Somir: Não, nunca tive esse problema. Minha namorada é assinante da Nova (ou outra dessas revistas femininas, nunca sei o nome) e estamos sempre lendo e testando todas as dicas que eles publicam. Recomendo que você experimente também. Depois você pode passar ao Kama Sutra, é posição sexual que não acaba mais, você nem vai lembrar mais desses filmes.

  • Somir: Não, nunca tive problema nenhum. Na verdade eu vejo um filme por dia antes de trabalhar. Como eu sou publicitário me motiva, me dá ideias super criativas para eu usar no meu trabalho. Aí eu ganho muito dinheiro e posso pagar para quem quiser me satisfazer.

  • Somir: Já pensou em procurar uma travesti? Se você for de Campinas eu posso te indicar uns lugares legais para conhecer umas.

  • Somir – Não, eu nunca tive esse problema. Meu conselho pra você é: crie um blog. Com o meu eu acabei conhecendo um monte de gente doida e agora estou satisfeito.
    Não adianta deixar comentários no meu procurando esse tipo de coisa que eu não vou aceitar. Aqui é tudo meu.

  • Foi uma semana muito divertida! Eu gostaria muito de saber a reação das vítimas quando receberam esses emails, um pior que o outro! Principalmente daquela maluca, será que ela vai andar nua pela rua? Hahahahah

  • Sally: Sempre culpe os remédios. Diga que você está testando um produto novo que promete mais força física e ele te deu uma confusão mental. Aí você confundiu a privada com a máquina de lavar e por isso jogou a bermuda dentro.

  • Sally: Ela tem cachorro? Na dúvida sempre ponha a culpa no cão. Diga que foi ele que arrastou a roupa para dentro do vaso.

  • Sally – Porra, tu não tinha um saquinho de supermercado para colocar essa bermuda dentro? O banheiro dela não tem janela? Podia ter tentado um pombo sem asa. Fica a dica pra próxima vez.

  • Sally: Olha, eu tenho uma solução pra você. Termina com ela e fica comigo. Eu não me importo de lavar as roupas dos meus namorados. Se bem que depois dessa acho que ela vai terminar contigo mesmo…

  • Sally – Coloque a culpa nela. Diga que você, como professor de educação física, deve manter a forma e só consume alimentos saudáveis. Que se isso aconteceu na casa dela foi por causa da comida dela. Que ela não sabe cozinhar e deve ter posto algo de propósito para produzir esse efeito. Então você intencionalmente enfiou a bermuda no encanamento para lhe causar um prejuízo também.

  • Sally: Tente colocar a culpa no funcionário da empresa. Diga que vai processar, que é um absurdo esse tipo de manobra para fidelizar clientes. Apareça vestindo uma bermuda igual para não cair dúvidas sobre você.

  • Sally – Ao encontrarem a bermuda comece uma briga. Diga que estava procurando e não acredita que ela foi capaz de enfiar sua bermuda preferida na privada, que ela não gostaria que você tratasse as coisas dela assim. Que você não fez nada para ela para receber esse tipo de tratamento. Tente fazer ela se sentir culpada e chorar.

  • Sally – Não assuma que peidou. Diga que estava procurando a bermuda mesmo e que nem tinha notado que ela caiu na privada. A sujeira nem precisa ser explicada, claro que estará suja estando onde estava.

  • Somir – Não acho que seu desinteresse pela sua namorada tenha a ver com o teor dos filmes. Talvez eles tenham aberto uma porta para um lado oculto seu que você não quer revelar… admita que você gostou foi do Rocco e do Max e vai ficar tudo bem.

  • Sally: Todo mundo sabe a solução para um peidão: ROLHA. Melhor entupir o seu encanamento que o da casa dos outros.

  • Sally – Da próxima vez que for visitar sua namorada se lembre de tomar o remédio tranca cu antes.
    Você estava sem cueca? Se estivesse usando uma o problema era menor.

  • Somir: Já pensou em apresentar esses filmes pra ela? Vai que ela se anima e resolve realizar alguma dessas suas fantasias…
    Ou melhor, você pode procurar emprego nessa área. Aí você acha alguém compatível, que goste das mesmas coisas.

  • Sally: Simples. Acuse ela de traição. Diga que aquela não é a sua bermuda, é uma parecida. Compre outra igual para poder provar que a sua está contigo.

  • que anta, ele poderia ter lavado a bermuda na pia com sabonete ou shampoo e guardado na mochila, quando chegasse em casa limpava e secava tudo, o importante é não se queimar com a cremosa.

    não que isso já tenha acontecido comigo

  • Avatar

    Beijamin Arrola

    Sally: Da próxima vez que fizer suas cagadas, pense que privada entope até com absorvente jogado, umagina com uma bermuda! Se não der tempo de pagar o funcionário, diga que andou tomando uma bomba importada de origem duvidosa que afetou sua mente e vc não tem a mínima ideia de como a bermuda foi parar lá.

    Somir: Se vc foi tão esperto pra procurar putarias bizarras pra assistir, então passe a procurar fóruns onde tem mulheres dispostas a realizar seus desejos. E não me encha a paciência perguntando quais os que eu frequento. Todos sabem que odeio gente burra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: