Nesta terça (23), quatro pessoas foram presas sob suspeita de hackear telefones de autoridades, incluindo Moro e Deltan. Foram cumpridas 11 ordens judiciais, das quais 7 de busca e apreensão e 4 de prisão temporária nas cidades de São Paulo, Araraquara (SP) e Ribeirão Preto (SP). Os quatro presos foram transferidos para Brasília, onde prestariam depoimento à PF. LINK


É por isso que não podemos ter coisas boas… ê pobreza! Desfavor da semana.

SALLY

A atual situação do país me entristece profundamente. Não estou falando de corrupção, desonestidade e atividades relacionadas, pois isso é inerente ao Brasil: povo malandro, desonesto e espertinho tem políticos à sua imagem e semelhança, isso é um fato que eu já aceitei. Meu questionamento é: além de corrompido, o país precisa ser tão cagado, tão favelado, tão tosco?

Quando a gente acha que está acontecendo alguma evolução na criminalidade (em um país onde o crime mais recorrente é matar o coleguinha com uma peixeira enfiada no bucho, crime virtual é uma evolução), vem essa decepção. “Hackers” com uma pegada meio camelô, meio primeiro grau incompleto, meio Hue. Porra Brasil! Nem para ser hacker precisa de inteligência neste país? Nossos hackers são uma vergonha ambulante!

Os detalhes sobre estes energúmenos presos esta semana são um show de horrores. Esses idiotas são tão merdinhas, mas tão merdinhas que a imprensa está noticiando o crime usando o termo HACKER entre aspas, pois nem isso podem ser chamados, como Somir muito bem explicará em seu texto. Estes energúmenos hackearam mais de mil autoridades, entre elas Ministros, magistrados de cortes superiores, membros da Câmara e até o Presidente da República.

Pessoas com histórico de crimes rasos e burros, no nível de imbecil que rouba carro e posta foto com o veículo roubado fazendo o V da Vitória no Facebook. Não tem nenhuma mente brilhante comandando um esquema sofisticado, como se supunha. Tem um zé cu de Araraquara fazendo uma malandragenzinha que não exige mais do que dois neurônios para tentar se dar bem e uns outros merdinhas acompanhando.

Não tem qualquer viés ideológico, aqui é La Casa de Papel Higiênico. Uns bostinhas que fizeram tudo muito mal feito (tanto é que estão presos, e ser pego pela polícia brasileira é uma proeza) com o objetivo de comprar uns bens de consumo muito cafonas e ostentar: roupas de grife, drogas, armas, etc. Gentinha que vivia de bicos, que não consegue mastigar um chiclete e andar em linha reta se isso lhe for pedido.

Um dos advogados de defesa chegou a afirmar que os envolvidos fizeram isso “para vender as informações para o PT”. Não foi o delegado, não foi alguém ligado ao Bolsonaro. Foi um advogado DE DEFESA. Ou seja, ninguém se salva: quem está no poder é retardado mental de falar coisas importantes online e quem é oposição é retardado mental de pagar para uns energúmenos sem preparo roubarem informações de forma tosca e rastreável. Hacker de Araraquara? Quão baixo o Brasil vai chegar?

Um dos zé cu já havia sido preso por tráfico de drogas. Traficantezinho merda, pois traficante bom faz fortuna em poucos meses, não precisa fazer esses bicos para conseguir dinheiro. Outro zé cu era DJ e já havia sido preso por receptação (vulgo contrabando) e falsidade ideológica, outros dois crimes merdas, tanto é que precisou fazer esse bico mal feito. Outro zé cu era Uber, fuckin’ Uber! E tinha condenação criminal por roubo (valeu Uber, investiga benzão a vida dos seus motoristas). Obviamente roubo merda, um roubo bem planejado e executado deixa a pessoa rica para o resto da vida, ela não precisa virar Uber depois de cometer o crime.

Caralho Brasil! A única coisa em que o brasileiro tem vasta experiência é no crime e ainda assim produzimos esses criminosos merdas? Mas que desmoralizante! Uma perigosa quadrilha composta por Fulano Araraquara, Fulano DJ e Fulano Uber. Nem criminoso decente o país sabe fazer?

A polícia diz de os “hackers” eram parceiros antigos de crime. Que bosta de parceria, não? Tinha que desfazer uma sociedade onde o trabalho conjunto dos sócios leva um a ser DJ e o outro a ser Uber. Evidente que não funcionou direito essa “parceria antiga” de crimes. O Brasil tem uma tradição enorme de prática de crimes, não seria hora de termos criminosos melhores, mais alto nível, que não envergonhem no desempenho técnico?

Enquanto ainda eram “parceiros antigos de crime” brigaram entre si e, acreditem, um deles foi estúpido o suficiente de procurar a polícia em 2016 para reclamar que seu parceiro de crime lhe deu uma nota falsa de cem reais. Sério, não tem como ser mais trash do que o Brasil. Alto índice de criminalidade a gente sabe que vem no pacote, mas essas mulas bregas, burras e sem glamour? Irmão, tu dedicou tua vida a isso, o mínimo que você deveria ter é ser bom no que faz.

Outro imbecilóide “parceiro de crimes” tentou se passar por delegado de polícia para… tentar entrar de graça no Beto Carrero World. Olha a meta desta pessoa! Resultado: perceberam a fraude e foi preso não apenas por isso, mas também por terem encontrado no carro dele armas, munições e substâncias ilícitas. A julgar pelo tempo que o Brasil pratica a criminalidade, merecia bandidos um pouco melhores do que esses comédias, esses estrumes com pernas, essas amebas Hue. Tem que corrigir o ditado: “A prática leva à perfeição… exceto no Brasil”.

Isso não é uma organização criminosa, é uma desorganização criminosa. É o tipo de pessoa que ganha Prêmio Darwin por morrer após jogar o pino e ficar com a granada na mão (fato real, protagonizado por bandido brasileiro). Puta merda, será que o brasileiro não consegue ficar bom, se aprimorar ou, ao menos, apresentar um desempenho decente naquilo que pratica todo santo dia?

Fizeram tudo da forma mais bosta, mais incompetente, mais idiota possível. Estas pessoas beiram ao retardo mental, parecem possuir um QI de um dígito, e, ainda assim, se infiltraram e obtiveram informações sobre mais de mil autoridades. Isso também preocupa. Se essas amebas cafonas, esses jumentos acéfalos, esses fracassados bregas conseguiram de alguma forma obter dados confidenciais de mais de mil autoridades, vocês imaginem o nível das autoridades responsáveis por este país…

Fica a constatação: o Brasil não é bom em NADA, nem mesmo naquilo em que pratica muito mais do que outras nações. Criminoso brasileiro é uma vergonha, nos mais diversos pontos de vista.

Para dizer que por mais que roube muito dinheiro a pobreza não sai do brasileiro, para dizer que por mais que roube muito dinheiro a burrice não sai do brasileiro ou ainda para dizer que o PT só contrata gente do mesmo nível mental deles: sally@desfavor.com

SOMIR

Em terra de analfabeto digital, qualquer golpe envolvendo computadores ou celulares vira “hackear”. Vamos deixar uma coisa clara: pelo naipe do golpe e dos seres presos pela PF, eu desconfio que nenhum deles sabe sequer formatar um computador. Essa gente só é hacker para quem não tem a porra da menor ideia do que um hacker faz.

Hackers entendem profundamente a mecânica de funcionamento dos programas que exploram, e muitas vezes até mesmo o funcionamento das peças de computadores em geral. Hacker não é quem se aproveita de falhas pra lá de conhecidas de segurança digital para dar golpes genéricos. Hacker não é quem manda aqueles e-mails pedindo sua senha do banco ou dizendo para você abrir um arquivo executável para ver fotos da Paulinha do RH pelada. Isso se chama golpista.

Golpistas trabalham em diversos meios, e como computadores fazem parte integrante da nossa vida, especialmente com todo mundo tendo um smartphone, eles estão cada vez mais presentes nessa área. Mas não se engane, continuam sendo os golpistas de sempre. Dallagnol, Moro e talvez até Bolsonaro foram vítimas de um golpe extremamente simples, com zero sofisticação tecnológica. Podem ter certeza que hackers não estão envolvidos por dois motivos: primeiro porque foram presos rapidamente; segundo porque se a ABIN tivesse sentido o cheiro de hacker de verdade para cima das figuras mais poderosas do país, era capaz da internet estar bloqueada no país inteiro agora.

O que aconteceu foi coisa de golpista mesmo, tinha até tutorial no YouTube de como fazer isso! O que os “hackers” fizeram foi simplesmente pedir para resetar a senha do Telegram das vítimas e usar aquela opção de mandar o código de confirmação por ligação telefônica na hora que sabiam que o telefone estaria ocupado. O código caiu na caixa postal SEM SENHA que todas as vítimas tinham, eles acessaram à distância e entraram no app com o código. Parece coisa de hacker para você?

Mas ajuda a narrativa continuar repetindo isso. Parece que foi algo a mais do que um bando de tiozão ignorante sobre computadores não tomando precauções básicas com segurança. Os “perigosos hackers” são uns bandidinhos de meia tigela que provavelmente queriam vender informações para o PT e os “hackeados” são nada mais do que aquele seu tio que vive cheio de vírus no computador porque clica em tudo o que vê. Não tem glamour no Brasil não. É tosqueira o tempo todo.

Do jeito que TODOS eles são merdeiros em Brasília, um hacker de verdade já teria derrubado o país inteiro. Esses aí só tinham visto o tutorial de resetar a senha do Telegram e acharam que ganhariam um bom dinheiro com o golpe. Mas se eu estou puto com a imprensa chamando essa gente de hacker, estou mais ainda com essas autoridades analfabetas digitais que ainda acham que existe segurança fácil na internet. Se quer ter conversas particulares no meio digital, dá MUITO mais trabalho do que baixar um app, seus animais! Ninguém foi pesquisar nada, só confiaram na promessa de um aplicativo. Como eu já disse antes, não é que o Telegram é inseguro na hora de mandar mensagens de uma pessoa para a outra, hoje em dia nem os espiões da CIA tem equipamento para quebrar criptografia moderna, mas o ponto fraco sempre vai estar na pessoa mandando a mensagem. Ela vai falhar uma hora ou outra, e é aí que os vazamentos realmente acontecem. E nem é um “cisne negro”, um problema que só percebemos que é óbvio depois que temos, é um cisne bem branquinho: tinha tutorial no fuckin’ YouTube!

País de gente tosca, que acha que não precisa estudar as coisas para fazer. E isso vale até para os golpistas: se a PF chegou neles, é porque tinha no mínimo um IP real disponível nos acessos ao celular. NUNCA que você pegaria um hacker assim, em questão de semanas. Na melhor das hipóteses, a PF estaria agora tentando conversar com a polícia da Malásia para forçar um provedor panamenho a liberar seus logs de acesso. Quem sabe fazer não acaba no camburão um mês depois. Golpista, não hacker. Saibam muito bem a diferença.

Mas a Sally já cobriu bem toda a baixeza e breguice desse caso, eu quero aproveitar esse final de texto para deixar um aviso público para todo mundo que clama ter sido hackeado na internet:

Você não foi hackeado se teve um acesso de fúria ou postou algo polêmico na rede social. Você não foi hackeado se vazou uma foto nua sua. Você não foi hackeado se surgiu uma prova de um crime ou atitude antiética sua na internet. Você fez isso por conta própria ou confiou em alguém que não deveria. Simples assim. Invadir redes sociais e a maior parte dos sistemas de e-mail existentes na internet hoje em dia é uma tarefa extremamente complexa do ponto de vista técnico. Todos os “tutoriais” de hackear Facebook, Instagram e Gmail são golpes para pegar otários ou clickbait para gerar renda com anúncios.

Quem tem a capacidade de hackear uma rede social é uma elite minúscula da humanidade que ganha muito dinheiro vendendo suas descobertas para as próprias redes sociais. Quase certezas que você vai passar a sua vida inteira sem sequer ver uma dessas pessoas. E elas são tão inteligentes em média que não devem sequer saber quem são as subcelebridades online que vivem usando essa desculpa de “serem hackeadas”. Toda vez, TODA VEZ que você vir alguém dizendo que foi hackeado por causa de algo que vazou na internet, pode acreditar que a pessoa ou vazou aquilo por vontade própria e se arrependeu, ou que alguém muito próximo que sabia as senhas dela ou tinha acesso aos telefones e computadores que usa fez aquilo.

Só quem lê as notícias do caso de Dallagnol e Moro e acredita que tem algum hacker envolvido vai acreditar nessas bobagens. Não seja essa pessoa. A chance de não ter sido uma falha pessoal ou uma traição de pessoa próxima é ínfima. Hackers não ligam para você. O que eles fazem tem um grau de dificuldade tão alto que simplesmente não vale a pena usar para nada além de trabalho.

Se eu fosse da ABIN, arrancava todos os celulares da mão de todos os membros do governo assim que começasse o mandato e só devolveria quando ele terminasse. Bando de inútil. Mas como eu não sou, eu estou me divertindo com eles todos se entregando, dia após dia. Usa Telegram sem colocar senha na sua caixa-postal, usa…

Para dizer que estava com saudade da fúria dos nerds, para dizer que seguro mesmo é fechar o bico, ou mesmo para dizer que estragamos toda a graça da história: somir@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas: , ,

Comentários (12)

  • Invadir uma conta existente no facebook de uma pessoa que deixou sua linha ser cancelada cujo número caiu na sua mão é até relativamente fácil. Só que conseguir mexer lá sem o sistema detectar a atividade estranha ai já são outros 500.

  • Quando eu vi as matérias sobre esses “hackers” sendo presos um mês depois das supostas invasões, so lembrei daquela esquete “pedreiros da puta que pariu” do Hermes & renato….
    .nesse caso, sao “hackers da puta que pariu” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  • Vou guardar isso para escrever mil vezes na testa de todos aqueles manés que acham que aqueles nudes de celebridades foram parar na internet porque um ‘hacker’ fez isso, e aquilo: “Você não foi hackeado se teve um acesso de fúria ou postou algo polêmico na rede social. Você não foi hackeado se vazou uma foto nua sua. Você não foi hackeado se surgiu uma prova de um crime ou atitude antiética sua na internet. Você fez isso por conta própria ou confiou em alguém que não deveria. Simples assim. “

  • É como eu até comentei com uma amiga outro dia: hacker de verdade não faz essas coisas, e não tá nem aí pra assuntos e bobagens do momento. Hacker de verdade tem conhecimento profundo de software e hardware, conhecimento de várias linguagens de programação, além de arquitetura de rede.

    Aliás, eu queria mesmo que um hacker de verdade aparecesse – tipo um annonimous da vida – mascarado num vídeo e ameaçando soltar uma super bomba com direito a chantagem e tal que fizesse a “república” inteira tremer…

  • Hollywood tem q fazer um filme sobre esses acontecimentos políticos do Brasil. Potencial cômico enorme rs.
    Enquanto isso não ocorre tenho q entrar em um cursinho para noções de segurança na internet pq estou no nível dos “raqueis” brasileiros.

  • A tendência do brasileiro médio é consumir lixo, mesmo. Está no nosso DNA cultural e transcende variáveis como classe social e nível de educação, vide a horda de jovens brancos classe média consumindo funk e contribuindo para a decadência do Brasil. Bate até uma saudade dos emos e fãs do Restart…

  • Eu me lembro que no começo dos anos 2000 eu estava naquela maravilha que era a internet discada quando caí em um site que ensinava como quebrar senha do hotmail.
    Você tinha que digitar uns comandos numa tela do site e colocar o email de quem você queria invadir e no meio desses comando tinha que colocar seu próprio email e a senha dele.

    Imagino quantas pessoas caíram nessa…

  • “Do jeito que TODOS eles são merdeiros em Brasília, um hacker de verdade já teria derrubado o país inteiro.”
    Aguardando esse hacker de verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: