Família Pôncio.

Família Kardashian? Família Osbourne? Que nada, se você procura uma família interessante de acompanhar, não precisa assistir programa americano, o Brasil tem a melhor família de todas: a Família Pôncio.

Provavelmente você nunca escutou falar deles. Provavelmente eu nunca falaria deles se não estivesse sendo obrigada. Mas, aqui estamos. Permitam apresentar uma das famílias mais fascinantes que já conheci.

A Família Pôncio e uma família evangélica, abastada, carioca, cujo patriarca é pastor de uma igreja e também feliz proprietário de uma fábrica de cigarros.

Eles têm um vasto repertório de polêmicas, mas se tornaram famoso por um escândalo em especial: um dos Pôncio namorava com uma atriz global, que acabou tendo um filho com o concunhado.

A trama é complexa, por isso, fizemos um infográfico, já que me parece indispensável o apoio visual para compreender este maravilhoso núcleo familiar:

Vamos com calma, para que todos consigam entender a magnitude da família Pôncio.

Saulo Pôncio é filho do pastor. Também é vocalista de uma banda chamada UM44K. Letícia, sua então namorada, era atriz global. Letícia engravidou enquanto namorava com Saulo.

Sarah Pôncio também é filha do pastor, o que a torna irmã de Saulo. É influenciadora digital e casada com Jonathan Couto, vocalista de uma banda chamada P9. Sarah e Jonathan tem hoje dois filhos pequenos, mas quando ela convivia com Letícia, estava grávida do seu segundo filho.

Vale ressaltar que todos moravam juntos em uma enorme mansão do Rio de Janeiro. Letícia e Sarah eram muito amigas, bem como Saulo e Jonathan. Todos viviam fazendo posts se elogiando e exaltando a amizade em redes sociais. Também falavam (e falam) muito de Deus, dos preceitos da igreja, etc.

Letícia era namorada de Saulo Pôncio. Letícia engravidou em 2017 e fez de sua gestação um reality show em redes sociais. Fotinho dela e Saulo fazendo mil coisas relacionadas ao bebê, tipo casal de comercial de margarina. Vidinha perfeita de Instagram.

Em 2018, nasceu o bebê, uma menina chamada Maria Madalena, e foi devidamente registrada por Saulo. Porém, pouco tempo depois, uma verdade inconveniente começou a pipocar em redes sociais.

Graças a seguidores da família Pôncio, que foram até as redes sociais de Saulo, ele ficou sabendo que Maria Madalena não seria sua filha. Ele não acreditou de imediato, mas de tanto as pessoas repetirem que ela não era sua filha, ele ficou com uma pulga atrás da orelha.

Como as pessoas sabiam? Bem, imagina-se que tinha alguém de dentro passando essa informação. Como a pessoa de dentro sabia? Continue lendo, a gente vai chegar lá.

Para acabar com a polêmica, ele sugeriu a Letícia que se faça um exame de DNA e o resultado seja divulgado, assim as pessoas parariam de falar da filha do casal. Seria uma forma de encerrar de vez esse falatório que estava expondo a criança.

Letícia topou. Fez o exame e voltou com o resultado, entregando-o a Saulo: Maria Madalena era sua filha. Porém, a Matriarca Pôncio, Simone, esposa do Pastor, desconfiou insistiu que Saulo faça outro exame. Coração de mãe não se engana, principalmente quando a casa é cheia de câmeras.

Saulo fez outro exame de DNA, desta vez por conta dele, e o resultado foi negativo. Ele não seria o pai de Maria Madalena. Então, Saulo foi até o primeiro laboratório que realizou o exame que teria dado positivo, para confrontá-los e descobriu que lá o exame também havia dado negativo. Saulo não era o pai da criança e o resultado de exame que Letícia mostrou a Sula havia sido falsificado por ela, usando Photoshop.

Saulo foi cobrar satisfações, mas quem deu as respostas, novamente foram os internautas. Novamente, a coisa vazou e toda a internet sabia antes dele: Letícia engravidou de Jonathan, ou seja, ela engravidou do marido de Sarah. Novamente: Letícia engravidou do marido da cunhada. Mais uma vez: Letícia engravidou do marido da irmã do Saulo.

Com isso, o pai da filha de Letícia seria seu concunhado. Entenderam a necessidade do infográfico?

Um novo exame de DNA foi realizado, dessa vez com material genético de Jonathan, e deu positivo. Foi refeito e, novamente, deu positivo.

A história piora quando descobrimos que Maria Madalena foi concebida na própria casa dos Pôncio, quando Saulo (namorado de Letícia) estava viajando com sua banda e fazendo show e Sarah (esposa de Jonathan) estava dormindo no quarto ao lado, com o filho do casal, de quatro meses de idade.

Dizem as más línguas que o fato ocorreu na parte externa da casa, local onde há câmeras. O Patriarca Pôncio estaria de posse das filmagens e teria mostrado para a matriarca. Justamente por terem visto essa saliência nas câmeras é que a matriarca insistiu que Saulo faça um exame de DNA por conta dele: eles sabiam que havia rolado uma pulada de cerca.

Inicialmente colocaram a culpa no vinho: teriam bebido demais e não sabiam o que faziam. A desculpa inclusive viralizou em redes sociais na época, com a hashtag “A culpa é do vinho”. É consequência esperada de beber vinho engravidar do concunhado? Na minha terra, não.

Calma que piora. Depois de ver sua fraude no exame de DNA desmascarada, Letícia foi trucidada em redes sociais e veio a público dizer que, ok, tá bom, o filho não era do Saulo, mas ela tinha uma boa explicação para aquilo.

Ela não era uma escrota, era uma vítima: Maria Madalena teria sido fruto de um estupro. Muita gente trata o caso como “abuso”, mas, desculpa, se rendeu um filho, o nome seria estupro mesmo.

Curiosamente, o caso nunca deu em nada. Talvez pelo fato do patriarca ter um vídeo que pode mostrar o quão consensual foi, talvez por outro motivo. A família tem muito dinheiro, então, tudo é possível. Não sabemos e não podemos bater o martelo afirmando se foi ou não foi estupro. Podemos apenas usufruir desta história improvável para cumprir a missão do dia, que é mostrar ao mundo essa fascinante família.

Nesse meio tempo, com esse escândalo rolando, o Patriarca da família, o pastor e dono de fábrica de cigarro, era candidato a um cargo político. O pastor Márcio Matos, da Igreja Pentecostal Anabatista, Zona Oeste do Rio de Janeiro (tinha que ser!) foi candidato ao cargo de Deputado Federal pelo Rio de Janeiro pelo REDE e, segundo apuração oficial dos votos, teve obteve 25.418 votos totalizados (0,33% dos votos válidos).

Parece que além de levar uma palavra de fé e câncer de pulmão às pessoas, ele também tinha o perfil necessário para ser um político. De fato, se conduzisse o povo como conduz sua família, representaria bem o Rio de Janeiro: sexo, vício, putaria e traição.

Voltando para os filhos, a reação de todos depois do escândalo surpreendeu. Saulo e Jonathan voltaram a posar de best friends em redes sociais. Sarah fez uma declaração pública dizendo o quanto ela tinha sorte em ter um marido como Jonathan e meteu outro filho. Sarah e Letícia continuam amigas, ao menos oficialmente.

Quem não está de boa é Letícia com Saulo. Pudera, ela fez o coitado acreditar que o filho era dele publicamente, durante toda uma gestação e ainda permitiu que ele registre a criança. No mínimo faltou confiança para contara verdade, ainda que essa verdade fosse um estupro. Letícia desandou a processar a família Pôncio: alega que foi agredida e xingada (e o inquérito foi arquivado por não existirem indícios de que isso tenha acontecido) e pede que Jonathan seja colocado como pai no registro de nascimento do bebê.

Recentemente, Sarah deu uma declaração onde dá o maior apoio para que Jonathan assuma a paternidade e ainda disse que perdoou todo os envolvidos. Em um áudio vazado de uma conversa dela com Letícia, ela a chama de “amiga” e se oferece para levar a criança na casa dela, caso Letícia queira ver o bebê em um dia em que Maria Madalena esteja com o pai.

Daí você pode pensar “Nossa, essa Sarah é uma santa”. Só que não. Sarah por várias vezes eximiu o marido de culpa, como se tivesse sido um ato unilateral. O vinho, né? Além disso, por ser filha de um pastor, Sarah tem um passado questionável. Longe de mim fazer julgamento moralista, mas quando você levanta uma bandeira, se espera que seja coerente a ela.

Entre outras coisas que não cabem em um único texto, vamos falar sobre um videoclipe protagonizado por Sarah, em 2015 (quando, salvo engano, a moça ainda não era maior de idade). O clipe é basicamente uma orgia com uso de drogas. Recomendo que não faça isso consigo mesmo, mas caso queira ver, está aqui.

Para aqueles que não querem ter câncer de ouvido, reproduzo aqui apenas dois trechos da música:

“Antes de vir na minha casa, me manda foto pelada
Mostra que tá depilada, com a vagina tatuada
Na madrugada insaciada e ainda acorda tarada
Já levanta querendo bala, palmada, dosagem dobrada

(…)

“Abriu meu cinto e botou pra fora
Com saliva fez sua mão deslizar
Fez o Strip sem strap, virou atriz do boquete
Gata igual “Panicat” virou e me disse mete (…)
Num vai e vem constante apetite gigante, que até se esqueceu do Back

É no mínimo curioso ver a filha de um pastor evangélico participando de uma coisa dessas. Por mais que a gente tente encarar como arte, ser quem ilustra uma letra que, entre outras coisas contém “vagina tatuada”, “atriz do boquete”, “virou e me disse mete” e referência a drogas me soa um pouco incompatível com a religião evangélica.

E não é apenas vincular sua imagem a essa letra. São os trajes utilizados no vídeo e ao conjunto da obra. Daí você pode pensar: “mas isso deve ser antes do pai ser pastor de uma igreja”. Não, não foi. A Igreja foi “aberta” em 2010 e o clipe é de 2015. E sim, ela é rica, por dinheiro, podem ter certeza, não foi.

Para deixar tudo ainda mais estranho, logo após este chifre familiar e do consequente término com Letícia, Saulo começou a namorar uma outra moça, chamada Gabi Brandt.

Gabi ficou conhecida por participar de um reality show bem baixo nível, chamado “de férias com o ex”. Neste reality ela deu o que falar por ter feito sexo em público, inclusive na presença de outras pessoas e se portado de forma pouco louvável em diversos momentos.

E não é que Gabi, mal chegou, também meteu um bebê? A moça engravidou rapidamente de Saulo (ao menos é o que se acredita, vamos ver o DNA quando nascer) e o feto, antes de nascer, já tinha mais de cem mil seguidores em redes sociais. Saulo pediu Gabi em casamento. Sim, ele casou com ela grávida.

Durante a gestação, surgiram milhões de indícios de traição de Saulo, mas Gabi, até então uma empoderadona que faz sexo na frente das câmeras, sempre ia para as redes sociais desmentir e ridicularizar quem dizia que Saulo a estava traindo. Em uma dessas vezes, ela disse que quando as pessoas tivessem provas de uma traição, aí sim ela daria bola para boatos.

Não sei se vocês chegaram a ver, mas Gabi Brandt é aquela influenciadora digital que estava na sala de parto se maquiando para parir. O fato gerou duras críticas pela futilidade. Ela estava deitada na cama do hospital, de cílios postiços, passando pó compacto na cara antes de ser levada para ter seu bebê. Tem o vídeo na internet, é realmente de causar mal-estar.

E não é que as provas de uma traição vieram? Semana passada, escândalo fresquinho. Saulo foi filmado pelas câmeras de segurança de um motel entrando com mulheres. Acredito que eles não iam orar na suíte, não é mesmo?

O recepcionista do motel comentou por WhatsApp com seus amigos que viu Saulo com mulheres lá, que Saulo teria pedido para ele comprar bebidas e outras coisas para eles e deu uma série de detalhes sobre o evento. Por um infortúnio do destino, um print desse comentário, onde ele afirmava que Saulo estava no motel traindo a esposa, acabou chegando em… Saulo!

Muito puto, Saulo usou de sua influência para fazer com que o recepcionista do motel seja demitido. Mais puto ainda, o recepcionista do motel deu um jeito de pegar as filmagens das câmeras de segurança e jogar na internet, com direito a recadinho desaforado no estilo “pediu minha demissão? Vou acabar com a sua vida”.

O barraco ainda está rolando, com vários desdobramentos, sobre os quais não pretendo falar nunca mais. Porém, o que não falta é material online para que vocês se informem sobre esta maravilhosa família. Que venham os cliques.

Para sentir vergonha de assumir que se divertiu com o texto, para dizer que o Somir não tem chances ou ainda para dizer que que a gente só não ganha dinheiro por otarice: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas: ,

Comentários (61)

Deixe uma resposta para Sally Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: