Photocu – 29/12/2019

Mais uma sugestão anônima vitoriosa: o Brasil oferece muito lazer no verão.

Missão cumprida! Punição paga e finalmente eu tenho de volta uma boa parte dos meus domingos. Agradeço a participação de vocês, não teria sido bacana ficar só com sugestões do C.U.! Talvez eu faça mais uns no futuro por vontade própria, se alguém tiver uma boa ideia, deixa na página de sugestões.

Fui!

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas:

Comentários (7)

  • Somir, tenho uma sugestão: porque você não faz um “Photocu” para cada feriado nacional?
    Ou pode aproveitar alguma ideia que você disse que gostou. Eu, pelo menos, tenho dificuldade em identificar uma boa ideia, as minhas são mais para constar. Quase que eu falei para fazerem um do “Gugu equilibrista” na semana que ele morreu, mas achei que vocês iam considerar muito comum e desnecessário. Estou em dúvida se devo deixar alguma para o espírito de CU não morrer… tem dias que parece que vocês não gostam muito que se brinque com ele.

    • O que eu considero uma boa ideia para um Photocu:

      1 – Que não seja extremamente complexa: montagens ultra detalhadas como muitos de vocês pedem podem custar um carro popular no mercado profissional, dada a quantidade de trabalho absurda que pode ir numa delas. Não só exige várias horas de edição no Photoshop como normalmente precisam de imagens originais que não se acha numa pesquisa rápida de Google, e sim em bancos de imagem profissional que cobram caríssimo por cada uma delas. Sem contar que em muitos casos essas imagens nem existem e precisariam ser produzidas…

      2 – Que tenha uma piada, que seja: muitas sugestões só dizem para juntar coisas, mas não dão um objetivo para elas. É o equivalente na escrita de uma lista de compras do supermercado… ninguém se anima para ler uma delas, ninguém se anima de ver uma imagem sem uma piada. E nem precisa ser super específica: a sugestão que eu usei dessa vez me dava algo para trabalhar. Falar das enchentes e transformar a cidade num parque aquático me deu tudo o que eu precisava para desenvolver essa peça, mesmo que eu tenha tomado várias liberdades.

      Ajuda também quando eu posso fazer uma “propaganda”, afinal, eu tenho mais habilidade para essa linguagem.

      E, para deixar claro: não gosto que brinquem com o CU. Sou um rapaz de família.

  • Todo ano é a mesma merda: chega janeiro, chove pra caralho, alaga tudo porque BM é tudo porco e burro e acontece um monte de desgraças que são exploradas até dizer chega pelos abutres da mídia. Só mesmo com um pouco de humor como o demonstrado pelo Somir ao fazer essa montagem pra gente conseguir agüentar tudo isso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: