Cantadas lacradas.

Um tweet ditando regras para elogiar mulheres por outros motivos que não a beleza no carnaval que vem por aí viralizou durante a semana e até virou sugestão de tema pelo leitor Bruno. É uma paumolescência tão incrível que merece o título de Desfavor da Semana.

SALLY

O desfavor começa por este debate ocorrer em janeiro. Ao que tudo indica, agora o carnaval começa em janeiro, no mínimo dois meses de promiscuidade, sujeira e barbárie. Mas, pior do que esse ritual nefasto é tentar maquiar esse ritual nefasto de modo a adequá-lo à cartilha hipócrita vigente.

Um grupo está tentando convencionar que elogios feitos à mulher não podem ser relacionados à sua beleza. Sim, ao que tudo indica é desrespeitoso exaltar beleza física. Daí fizeram uma listinha hedionda de “elogios permitidos”, coisas do nível Neymar “Saudades do que a gente não viveu”.

É muito preocupante que adultos se comportem desta maneira, precisando de um cercadinho do que pode e do que não pode ser dito. Tratar mulher como um bibelô que deve ser protegida de certos tipos de fala me ofende. É nivelar por baixo, é dizer que toda mulher é uma imbecilóide infantilizada sem estrutura emocional nem autoestima que se abala pelo que um desconhecido fala. Faz parte da vida ser contrariado e escutar o que não gosta ou não quer, acontece com homens todos os dias.

Quem disse que toda mulher tem a autoestima tão baixa a ponto de dar importância a aquilo que um estranho fala? Existem pessoas inteiras, conscientes do seu valor, que simplesmente não dão um pingo de atenção ou se deixam afetar de forma alguma pelo que terceiros falam. Mas, ao que tudo indica, o mundo inteiro tem que se adaptar à mulher que é frágil, que se deixa abalar por aquilo que um desconhecido bêbado soltou em um momento de exaltação. E ao final ainda tem que dizer o quanto ela é forte e empoderada.

Isso, por si só, já seria bem grave e doentio. Mas consegue ser ainda pior: parte-se do princípio de que todo elogio relacionado à beleza da mulher é ofensivo. Existem inúmeras formas de elogiar a beleza física sem que seja ofensivo, invasivo ou desrespeitoso. Por sinal, não é incomum que amigas elogiem umas às outras exaltando atributos físicos e ninguém condena isso.

Duvido que em algum momento nenhuma mulher daqui tenha recebido elogios de outra mulher, mesmo que seja uma estranha no meio da rua: “seu cabelo é lindo, qual shampoo você usa?”, “sua unha está linda, qual a cor do seu esmalte?”. Então, o parâmetro é: se não tiver pênis pode fazer elogios relacionados à beleza física, se tiver pênis não pode. Não é muito simplório e generalizador? Se homem elogia é porque quer fazer sexo: bem-vindas ao mundo real, se não gostam dele, façam terapia.

Quem for abusivo continuará sendo abusivo: pode passar a mão na bunda, pode tentar beijar à força ou tantas outras modalidades “carnavalescas” que conhecemos bem. Cagar essas regrinhas não impede nenhum homem escroto de desrespeitar uma mulher, apenas afeta aqueles que são inseguros demais e precisam de orientação social para entender como devem se portar diante do sexo feminino. E, coitados, estão sendo ensinados a se portar de uma forma patética.

A mesma sociedade que só faz exaltar atributos físicos no lazer, na publicidade e nos mais diversos meios, também te diz que não se pode elogiar os atributos físicos de uma mulher. Quão esquizofrênico é isso? A mesma sociedade que avaliza um ritual de putaria, bebedeira e sexo desenfreado, também te diz que não pode elogiar os atributos físicos de uma mulher. Deixa ver se entendi: as pessoas querem participar de um evento que é caracterizado por putaria/baixaria mas querem fingir que é um evento de total respeito e dignidade. Tem como ser mais hipócrita?

É bem simples: se você não gosta de putaria, baixaria, bebedeira, não participa do carnaval, pois ele é basicamente isso. Se você não gosta de cantadas, pegação e promiscuidade, não participa do carnaval, pois é basicamente isso. Não faz sentido querer adaptar o carnaval a aquilo que você quer. O mundo todo deve mudar por uma bolha de histéricas que acredita que elogios a atributos físicos são ofensivos?

É como entrar no Tinder e ficar indignada ao perceber que um homem quer fazer sexo com você, quando na verdade a intenção era apenas jogar gamão. Meu anjo, tem lugar e tempo para as coisas, e isso está convencionado de forma clara, você não é tão importante para modificar o funcionamento social, de modo a que ele se adapte à sua baixa autoestima e histeria. Não gosta? Não vá.

Aprenda a lidar com isso, ignorando, evitando ou seja lá como for. Fazer uma cartilha do que pode ou não pode ser dito a Vossa Excelência é de uma falta de noção. Quer passar um script para o mundo do que pode ser falado sem incomodar Vossa Majestade? As pessoas estão ficando bem malucas e sem nenhuma consciência de sua irrelevância.

Proibir o mundo todo de falar algo por incomodar a uma pequena bolha é um tipo de demência feminina que me envergonha. Essas mesmas mulheres gostam de se dizer fortes, empoderadas… como? Gente que precisa ditar pauta do que pode ou não ser dito à sua pessoa é tudo menos bem resolvida e empoderada. São pessoas de ego frágil, mimadas, sem noção de problemas reais na vida.

Essa babaquice de elogio com cartilha só vai servir para uma coisa: para separar os homens dementes dos sensatos. Uma pessoa sensata é perfeitamente capaz de fazer um elogio físico sem ser inconveniente, desrespeitosa ou baixo nível. Uma pessoa sensata não se deixa limitar em tema por medo de ofender ou incomodar, ela tem plena consciência e capacidade de avaliação para falar sobre qualquer assunto de forma interessante e pertinente.

O homem que se curvar a essa palhaçada está passando atestado de desesperado, mendigo de buceta, emulando uma fala que certamente não seria natural sua, para conseguir o que quer. E, pelo visto, as mocinhas que pregam a cartilha preferem ser enganadas do que ter que criar anticorpos para lidar com a realidade. Depois reclamam que homem não presta e é tudo mentiroso.

Aceitem: não existe homem só fazer elogios desvinculados de físico, se isso acontecer, será uma mentira estimulada. Querem uma mentira? Depois não reclamem quando mais mentiras vierem.

Para dizer prefere mentiras que você possa ditar, para dizer que é uma das coisas mais ridículas e ofensivas já feitas contra as mulheres ou para dizer que pior do que isso só gente dizendo que estão tirando o direito das mulheres de serem assediadas: sally@desfavor.com

SOMIR

Sim, sabemos que o Secretário da Cultura fez um discurso imitando o ministro da propaganda nazista, mas ele já foi demitido. A equipe do Bolsonaro fazendo maluquices não é novidade, e mais ou menos como no caso da censura ao Porta dos Fundos semana passada, se a situação é resolvida rapidamente, não costuma merecer o texto.

Já o caso que ganhou o Desfavor da Semana, bom, esse está longe de estar resolvido. Não é só a hilária falta de noção sobre como pessoas com libidos pensam e agem, é mais uma camada de negação da realidade em prol de um mundo idealizado onde as pessoas dizem coisas “certas”. Na postagem, a sugestão é escolher esses elogios para não ser um “macho esgoto”.

Bom, vamos falar umas verdades primeiro? Só dá cantada ruim ou ofensiva o homem pelo qual a mulher não se sentiu atraída. E isso é uma medida muito pessoal, quase que instintiva: se a mulher olhou para o cidadão e gostou, ela pode até achar charmosa uma cantada tosca. Se a mulher gostou MUITO, ele pode só chamar com o dedo e ela vai. E no sentido oposto, se o cidadão não começa de uma posição privilegiada, normalmente precisa de muito mais que uma boa frase para ter uma chance, é um processo. No final das contas, o conteúdo exato do que se fala ao abordar uma mulher não é tão relevante assim.

Tanto que mulheres que costumam receber muitas cantadas normalmente só falam sobre um mínimo de bom-senso. Afinal, elas vivem essa situação na sua rotina e sabem que vai muito além da escolha das palavras, é a postura do cidadão, o quanto ele tem de margem de erro pela beleza ou status que tem, e muitas vezes também, o humor dela no momento. Gente que tem prática nas coisas sabe que a melhor resposta normalmente é “depende”. A maioria dessas mulheres que recebem cantadas habitualmente vão te dizer o que deveria ser óbvio: não aja com violência física ou verbal, o resto é o momento que decide.

Mas, como podemos ver, boa parte desses movimentos de rejeição ao “macho esgoto” cagando regras sobre como agir com uma mulher partem de mulheres que NÃO recebem cantadas ou de homens. E é aí que a coisa desanda rapidamente para piadas como essa lista de elogios aceitáveis… receita de remédio feita por engenheiro. A pessoa não sabe como as coisas funcionam, mas tem certeza de que é isso que todos tem que fazer. Não só colocam todos os homens no mesmo pacote de trogloditas incapazes de enxergar algo além de uma bunda, também negam a sexualidade feminina e o desejo honesto de qualquer uma de querer se sentir fisicamente atraente. Quem disse que todas as mulheres têm problemas com alguém elogiando sua beleza?

Bom, eu acho que posso responder essa: mulheres feias e homens covardes. Mulher feia não gosta de ser elogiada pela beleza porque no fundo sabe que é mentira ridícula para ganhar sexo. Mulher feia sabe que homem no desespero pega qualquer coisa, até elas. Se ela é gorda, peluda, cheia de tatuagens horríveis, aqueles cabelos cagados de feminista… ela sabe que ainda sim tem algum maluco que vai querer fazer sexo com elas, mas não importa o quanto postem na rede social que aprenderam a se sentir lindas como são, ainda tem espelho em casa e sabem muito bem o que estão vendo no espelho. Não tem empoderamento que vença a realidade: elas descobrem que cada vez menos homens se interessam por elas, e os que fazem só querem um buraco molhado.

Some-se a isso a terrível personalidade que se forma dentro dessa casca lacradora. A mulher fica ressentida com o mundo e trata mal quem aparecer no seu caminho. Problematiza tudo, tem um ódio “nazista” por alguns grupos baseados em gênero e raça… não é uma pessoa bacana de ter por perto. A não ser, é claro, que o homem queira fazer sexo.

Então, é claro que elas começam a ver homens como selvagens tarados que não se importam com nada além de uma vagina: elas se tornam tão repulsivas que só sobra esse atributo. A gorda de cabelo azul não quer ouvir que é linda porque sabe que não é. A cantada ofende mesmo, porque é só um atalho para “eu quero fazer sexo e aceito até você”. Mulher bonita está acostumada a ser elogiada por isso, e quando olha no espelho, costuma saber que é verdade. Ela não precisa fazer essa conexão mental sobre ser completamente inútil para um homem a não ser pelo buraco entre as pernas que a lacradora feia faz. Ela é bonita mesmo, e o elogio é verdadeiro.

Num outro lado dessa cagação de regras sobre atração estão os “esquerdomachos” que tentam se diferenciar do grupo sinalizando suas virtudes de homem sensível e respeitoso. Percebam que nunca são machos-alfa que falam essas asneiras, os caras que pegam muita mulher sabem a mesma regra natural que as mulheres que recebem muitas cantadas: é só ter bom senso. É outra pessoa ali, se ela se sentir bem na sua companhia, metade do caminho está andado. Ele sabe que não é a sequência exata de palavras que saem da sua boca, é a combinação de fatores. Ele sabe ver nos olhos dela se a coisa está indo bem.

Agora, esses molengas de rede social que ficam repetindo discursos de mulheres feias não sabem nem por onde começar. Acham de verdade que a vida real é que nem uma mensagem de texto, que só as palavras resolvem alguma coisa. Eles acreditaram nesse discurso de ódio lacrador e se sentem péssimos só por existirem. Homem hetero lacrador é quase uma síndrome de Estocolmo: cidadão está refém de gente que está lá para fazer mal para ele, mas acredita que se colaborar, vai receber alguma vantagem.

Mas não vai… vai sair de casa no carnaval, vai meter uma cantada sobre a “luz pessoal” numa gostosa e vai ouvir muitas risadas. Pior, vai ter que acabar o dia lutando contra dobras e pelos das únicas mulheres tão desesperadas para aceitar um homem sem masculinidade: lacradoras que morrem de raiva de homens… o lacre não compensa. Quem entende de cantada é quem vive no mundo real, não esses doentes mentais de Twitter. Jamais siga seus conselhos.

E, para não perder a viagem: a melhor cantada é dieta e exercícios.

Para dizer que eu tenho uma luz inexplicável, que eu tenho uma sensibilidade admirável, ou mesmo para dizer que eu realmente faço a diferença: somir@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Desfavores relacionados:

Etiquetas: ,

Comentários (29)

    • Avatar

      Mito dos Lacres

      Chamar essa porra de esquerdista é uma infâmia. Esses revolucionários de boutique só servem pra falar besteira se achando superconscientizados, mas o jogo segue e aquilo que eles dizem combater se torna mais e mais forte. De qualquer forma é muita ingenuidade esperar muito dessa gente que adora pagar de revolucionário, mas quando a coisa aperta vai lá e senta no colinho do Sinhô Luiz Inácio.

  • Elogiar uma mina pela “energia” dela só se justifica se você perguntar onde ela trabalha e a resposta for “Eletropaulo”.

    • Avatar

      Chorando de rir

      Ando ouvindo só coisa linda depois disso, tipo:
      “O jeito que você gorfou nesse canteiro é transcendental”
      “A forma que você contraiu dengue faz o mundo um lugar melhor.”
      “Mesmo com HPV, você é linda!”
      “A forma que você contraiu herpes labial é muito corajosa.”
      “Nossa, vc arrota mais alto que eu!”
      “Que cocô gigante!”
      “Dá gosto ver você virando a caipirinha como se fosse Yakult.”
      “Nossa, você mata baratas voadoras com maestria.”

  • Em que mundo alternativo/fantasia essas pessoas vivem? mas não é óbvio que se a pessoa chega em vc está interessada primeiramente no material visual e não nessas cantadas ridículas? Atração física vem antes desses elogios de merda, como somir bem disse, quando a mulher tá afim o cara só chama com o dedo e ela vai. Tá foda.

  • Fico feliz que falaram do que sugeri. Acho também esses elogios coisa de biscoiteiro que quer vender imagem de bom moço sensível mas no fundo tem a mesma intenção que os pegadores. Posso ser a última pessoa indicada a falar nesse assunto, mas penso que é brochante alguém numa festa, carnaval ou whatever falando elogio lacrador. E não concordo que a questão de falar da beleza seja algo batido como muitos falam, que só infla o ego da mulher, dependendo do momento funciona sim. Mais uma vez a lacração querendo cagar regra, mas que não podemos opinar porque “us homi macho que as mina não intendi como gostam deles são ruins e não tem lugar de fala”.

  • Mas ng quer ditar o que dizer não, mania de ver post da tia do Facebook e achar que é tentativa de dominação social :p Carnaval da putaria, baixaria e bebedeira vai passar reto por essa listinha de elogios, que só parece interessante pros shimbalaiê sensitivos. A tal feminista feia que não gosta de ser elogiada pela beleza pq sabe que é mentira (em tempo, dificilmente existe uma pessoa absolutamente feia, sempre tem um pra achar bonito. Provavelmente não o perfil carnavalesco comum, mas tem), é suficientemente esperta pra saber que “noffa, que energia boa” de alguém que nunca viu na vida também é mentira. Mas enfim, shimbalaiê pra quem é de shimbalaiê e gosta de passar o Carnaval em retiro espiritual dos chakras energizados, putaria pra quem é de putaria e gosta de passar o Carnaval clássico bebendo e pegando geral, Netflix pra quem é de Netflix e gosta de passar o Carnaval trancado em casa coçando o saco.

  • Sally se antecipou…. eu ia escrever que quem não quer cantadas escrotas não vai com um top de lantejoulas (SÓ de lantejoulas) prum lugar com 4 milhões de pessoas bêbadas, para depois poder fazer xixi na rua, conforme estudos prévios aqui do Desfavor. Então….

    Você é um ser de luz é uma cantada tão Xuxa e os Duendes… chega a doer… acho que quem diz isso merece no mínimo um soco.

  • Para dizer essas frases para alguém (verdadeiramente), tem que ter alguma convivência. Triste achar que o ideal é uma mentira tão descarada dessas só pra pagar de descontruído.

  • Posso ativar o modo full chapéu de alumínio e teorizar sobre a possibilidade desses “homens feministos contra sexualização feminina” serem na verdade homens conservadores que querem controlar as mulheres?

  • Para nossa alegria, o VanderNey da Sauna Gay (porque só sendo muito VIADO pra escrever essas cantadas escrotas) tá chorando as pregas do cu por ter sido bloqueado por uma tal @fernandaimamura.
    Tô chorando de rir do hipster cagão até agora.

  • Sim, agora começa em janeiro, já tem blocos desfilando e mijando nas ruas, depois vem o carnaval e depois o pós carnaval. E já faz tempo que os homens perderam a noção de como chegar em mulher, a maioria também nem liga e o que cair na rede é peixe. Não sei em outros lugares, mas no lixo do RJ tá assim. Nem a água podre da Cedae barra esses macaquitos!

    • Se continuar progredindo, em breve teremos 6 meses de carnaval.

      O carioca não sabe abordar mulher os 365 dias do ano, são burros, toscos e primitivos.

      • Luís Fernanda Veríssimo disse uma vez que o carnaval em Salvador começou em 1946 e continua até hoje, sem data para terminar…

  • Já tô até vendo o esquerdomacho desconstruidex lançar uma ~cantada~ sobre “como você tem uma energia maravilhosa” pra uma mulher no carnaval e ela terminar a noite dando pra um cara bruto, mas “que tem aquela pegada”.

  • Desistam de tentar entender esse povo, são uns loucos que em vez de se tratarem querem deixar todo mundo louco também. São que nem dementadores (me desculpem a referência), vivem de sugar a felicidade alheia.

  • Avatar

    Christiane Smith

    Sem falsa modestia, nao e facil ser jovem e bonita no Brasil, o brasileiro e muito primitivo, berram no meio da rua, praticamente se jogam em cima, voce se sente punida pela sua aparencia.

    • Experimenta ser feia, aí você vai ver o que é difícil. Beleza tem seu preço, mas no Brasil, compensa, pois abre muitas portas.

    • Haha, vai sonhando que homem só assedia mulher bonita. Basta ser mulher, qualquer uma serve. As vezes tem umas feias de cara, mas com bundão gostoso é o suficiente. Isso de classificar beleza é cosa de mulher, não de homem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: