Ei, você! – Pós Carnaval

Dilema do dia: falar pela enésima vez de carnaval ou fazer de conta que nada está acontecendo e falar de um assunto qualquer?

Talvez o melhor fosse falar sobre outro assunto qualquer e deixar o elefante branco lá no meio da sala, mas eu realmente não consigo. Não depois de tudo que li nas buscas dessa semana. Acho muito importante que vocês escutem como estas pessoas pensam. Nada do que eu fale será tão útil quando escutar o que dizem estas pessoas.

Mas, para não ficar repetitivo, acrescento uma particularidade à coluna “Ei, Você” de hoje: as buscas foram filtradas somente para lugares que estão com o sistema de saúde colapsado, onde tem gente, literalmente, morrendo na porta do hospital por falta de atendimento, por falta de respiradores, por falta de oxigênio.

Se, onde você mora, tivesse gente morrendo no meio da rua, como você estaria? Eu estaria trancada em casa usando três máscaras, uma por cima da outra, e impedindo que eu amo de sair de casa, nem que para isso tivesse que amarrar a pessoa no pé da mesa. Será que é assim que está o brasileiro?

Óbvio que não, segundo as maravilhosas buscas que caem aqui, o brasileiro está saindo para a rua, para blocos e para festas clandestinas desde o dia 10, ou seja, na semana anterior ao carnaval. Aparentemente, este ano, quando mais cuidado teriam que tomar, mais cedo começaram o carnaval. Meus mais sinceros parabéns.

Lembrem-se: estas buscas vieram de locais em estado de calamidade pública, com recorde de mortes, com hospitais colapsado. Estas pessoas fizeram estas escolhas vendo os efeitos devastadores do coronavírus no sistema de saúde.

beijei mto e nao peguei coronga so nao sinto o cheiro das coisas
Vocês contam ou eu conto?

como esconder minhas fotos no bloco de carnaval no insta para escola onde trabalho não poder ver e eu poder continuar dando aula
Volta às aulas sim. Confia na professora sim.

como esconder os sintomas de covid das pessoas que voce mora
Isso, não se isola, não faz teste, não procura ajuda. Mente, omite, fica em casa e contamina todo mundo.

fui em todos os broquinho fodase os medico são pago pa isso mesmo pa cuida de mim se eu adoece
Quando eu falo que o SUS não deveria atender quem não se cuida…

posso usa a mesma toalha que a minha avo se eu estiver com covid
Não pode nem morar na mesma casa que a sua avó, animal

carnaval de rua com todos os cuidados contra covid so tirei a mascara para beijar corro risco?
“Carnaval com todos os cuidados contra AIDS, só tirei a camisinha para fazer sexo, corro risco?”

corona maior mentira, sai todos os dias no carnaval e nao tive nada e minha mae que ficou em casa ta com covid desde ontem
O que é mais provável: que o vírus seja uma mentira mundial ou que você tenha se contagiado, tenha ficado assintomático e tenha contagiado sua mãe?

muita falta de ar depois da festa da calcinha o governo que se vire para conseguir respirador para mim se não vo processa
Com a agilidade do Judiciário? Vai ter que processar e pedir sua vida de volta!

meu pai burro pra caralho sabia que eu fui em festa de carnaval e bebeu do mesmo copo que eu e agora ta com coronga
Sim, a culpa é toda do seu pai

brinquei caranaval na quinta e na minha cidade nao tem vaga em hospital acho que to doente o que tomar p tratar fala de ar de covid em casa
O que tomar eu não sei, mas onde… com certeza você vai tomar no cu

Para dizer que a tentação de achar que o brasileiro merece é enorme, para dizer que está chocado que mesmo quem vê gente morrer na rua consiga ser negador ou ainda para dizer que só consegue sentir raiva desses filhos da puta que vão contaminar um monte de gente inocente: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas: , ,

Comments (26)

  • Éééé, as aulas voltaram. E se referem ao evento como “aulas PÓS pandemia”. Que revoltante ter lido esse termo, “pós pandemia”. A pandemia passou pelo jeito, né? Boa parte do mundo entrando em lockdown ou vacinando efetivamente seus profissionais mais expostos, mas Brasil, aaah, Brasil… Deveria é socar os estoques de cloroquina no cu de cada um que defende essa merda de “não-sei-o-quê pós pandemia”. PANDEMIA NÃO ACABOU! E é graças a esse excelentíssimo tipo de merda que as vacinas existentes podem simplesmente se tornarem ineficazes, e que sabota a economia ou o “velho normal” que BR médio tanto quer salvar.

    Ah sim, dei uma bisbilhotada no Twitter, pra variar. Um monte de pré-adolescentes e adolescentes postando fotos tumultuados uns nos outros feito macacos numa savana, “ah graças a deus que a pandemia acabou/que as aulas voltaram/minha saúde mental agradece”. E claro, na primeira contrariedade: “Ah MAIS tamo de máscara”, “ah MAIS tamo seguindo direitinho as coisa sanitária lá”…

    Favor, universo. Próxima vez que vier alguma doença epidêmica, que seja só o Brasil a amargar com ela. E que seja Ebola, cuja mortalidade é de +90%.

  • Vc poderia esclarecer uma coisa? Sobre essas enfermeiras que estão aplicando vacina de vento ou de soro fisiológico nos idosos pra depois vender por 1500. Tem locais colando cartaz de proibido filmar. Os direitos de imagem seriam do rosto, certo? Se não filmar o rosto ninguém pode proibir.

  • Com estes achados, dá pra entender também o quanto este “amor à família” que o brasileiro médio diz ter é tão da boca pra fora… Porque o que mais se viu e se refletiu nos exemplos de busca acima é falta de amor, de consideração, de cuidado, de zelo para pais, mães, avós e todo resto da família em nome do prazer imediato. Aquele papinho ridículo de “ain, família tradicional brasileira”, de “ain, o brasileiro é, na sua maioria, conservador”, “ain, o brasileiro ama a família e ama a vida e é contra isso e aquilo” que a direita daqui adora arrotar se destrói na primeira pesquisa mais honesta sobre quem é realmente este povo tão “religioso “conservador nos costumes” capaz de contaminar e sacrificar de forma horrenda e hedionda membros da sua própria família no altar da necessidade de fazer mais uma orgia februária. Essa hipocrisia tem se revelado extremamente custosa e até fatal pra muitos e infelizmente é o que acontecerá, pois o saldo de carnaval renderá um março (e até mesmo um abril) catastrófico – mas como o povo não quer aprender, vai continuar nessa hipocrisia assassina, o Brasil chegará ao fim do ano com mais variantes circulando, uma pior do q a outra, mais milhões de casos, mais centenas e centenas de milhares de mortos, a peste não irá embora daqui tão cedo.

  • “muita falta de ar depois da festa da calcinha o governo que se vire para conseguir respirador para mim se não vo processa”

    “Com a agilidade do Judiciário? Vai ter que processar e pedir sua vida de volta!

    Isso é que eu chamo de resposta certa pra afirmação imbecil, boa, Sally kkkkkkkkkkkkkk

    “O governo que lute pra arrumar respirador pra mim, o alecrim dourado que tinha que cuidar da saúde mental pulando carnaval adoidado”. Quanta petulância, que o vírus dê uma lição à altura…

  • “fui em todos os broquinho fodase os medico são pago pa isso mesmo pa cuida de mim se eu adoece”

    Engraçado é que ninguém fala em “ah, foda-se, os coveiros são pagos pra isso mesmo, pra me enterrar se eu morrer”, né ‍♀️

  • Esse tipo de coisa ainda consegue me chocar, porque é algo tão bruto e mostra assim, de forma escancarada, o quanto o Brasil está longe da civilização. Alguns me chocaram ainda mais:

    “como esconder minhas fotos no bloco de carnaval no insta para escola onde trabalho não poder ver e eu poder continuar dando aula

    Volta às aulas sim. Confia na professora sim”.

    Essa aqui é especial pros papais que não aguentam mais os filhotes em casa e quer mandá-los pra escola A QUALQUER CUSTO, mesmo sabendo do mal q tanto a cepa original quanto as variantes podem causar nas crianças. E vemos que até mesmo quem lida com crianças e com outros professores e funcionários não está nem aí pra doença, continua brincando com o perigo e flertando com o desastre. E onde estão aqueles pais que queriam “homeschooling” contra a “doutrinação” na sala de aula? Perderam uma bela oportunidade de pôr em prática o que defendem e nessa hipocrisia exigem que as escolas abram e as babá… Ops professores fiquem com seus filhos, mesmo correndo o risco de encarar uma solene canalha deste tipo. Realmente, é pra acabar…

    Outra coisa chocante aqui é petulância diante da situação, algo que não apenas me choca, mas também me emputece demais, como os dois que exigem que a saúde pública “que lute” pra achar vaga e respirador pra eles. Que sofram muito pra aprender, é o q merecem por tamanho despautério.

    • É, esse é o país “pró-vida”. Mas aparentemente é só pra feto celebridade, com repercussão midiática. Criança pode ser exposta sim à doença letal, pela “educassaum” e “saude mentau” delas, pois “ispicialista que falô”. E claro, não se vê o mesmo empenho pela saúde mental infantil ou valorização de especialistas com estudos sérios quando é sobre exposição à violência e tráfico de drogas em favelas, quando é surto de verminose ou desnutrição, quando é caso de meninas com menos de 12 anos parando grávidas em hospital por consequência de estupro, quando se trata de pai e mãe anti-vaxxer ou outra bizarrice a níveis criminais. Não, aí que se foda. Aí professor vira doutrinador, aula de educação sexual ou biologia básica é depravação, reunião de pais “é o tempo que preciso estar trabalhando”, assistente social é destruidor de lares e pediatra é funcionário malvadão da Big Pharma Illuminati.
      Na verdade, brasileiro médio nunca se importou com saúde mental, sempre chamou psiquiatria/psicologia de frescura e orientador escolar de anti-cristo, e volta meia prega que tudo se resolve espancando a criança em casa ou enchendo-a de presentes, pra compensar sua ausência como pai/mãe. Agora querem enfiar criança em sala de aula feito frango num forno à qualquer custo, com discurso “está prejudicando a saúde mental das coitadinhas!” HAHAHAHAHA! “Ah mas o ensino, como fica?” Ué, vão se importar com isso AGORA? Depois de décadas que levas e mais levas de adolescentes saíram do ensino médio rumo superior sem nem saber fazer uma subtração direito, matando aula, jogando caô nos pais e no médico pra conseguir atestado e ficar se esfregando uns nos outros feito símios no cio pelos corredores ou banheiros dos colégios, que diferença faz agora?Ah sim, é porque mãe e pai (quando tem) querem vadiar sossegados…

      • Comentário M A R A V I L H O S O!!

        Irretocável.

        A realidade nua e crua do país cujo povo se acha “cheio dos valores” mas não têm a coragem necessária para olhar para as próprias misérias e para a própria hipocrisia do “brasileiro cordial & religioso”.

  • Estou CHOCADA com aonde o nível de falta de empatia e de egoísmo do brasileiro mé(r)dio pode chegar.

    No Brasil, o fundo do poço sempre tem um alçapão, e no caso do brasileiro, o alçapão parece ser eterno, nunca termina de afundar.

    Este mito do “povo pacífico e acolhedor, e alegre” tem que cair, é uma mentira muito danosa e custa muito caro, acreditar neste país chega a ser atestado de burrice quando me deparo com essas coisas. Tem jeito pra essa pocilga não, a saída é o aeroporto!

  • Eu nunca entendi como vcs conseguem usar 2 máscaras, tem gente usando 3? Eu mal consigo usar a de dry fit, porque tenho hiperidrose e fica pingando, fora que respiro mal pelas alergias. E pra quem fala que eu deveria ficar só em casa, era só pagar meus boletos que seria um prazer nunca mais sair!

    • Você pode fazer como eu e muitas outras pessoas fizeram: ralar pra caralho, abrir mão de algumas coisas, colocar todo seu esforço e empenho para conseguir trabalhar de home office, assim você mesmo pode pagar os seus boletos sem sair de casa. Sim, é possível.

      • Home office depende muito da área de atuação. E por aqui não é algo muito valorizado.
        A ideia antiga de “o olho do dono que engorda o GADO” ainda é a predominante por essas bandas.

  • Voz de Mestre de Picadeiro de Freak Show: “Senhoras e senhores! Diante de vocês está a maior aberração da face da Terra: o Brasileiro Médio! Vejam que horror! Vejam como ele é xucro! Vejam como ele é grosseiro! Vejam como ele escarnece dos outros! Vejam como ele nunca leva nada a sério! Vejam como ele não enxerga a realidade que já está lhe socando a cara! Vejam como ele sempre joga sua culpa nos outros e jamais admite estar errado! Vejam como ele se julga esperto sem desconfiar que gente civilizada só sente por ele pena ou desprezo! Vejam como ele não entende porra nenhuma sobre porra nenhuma mas tem certeza pra caralho sobre absolutamente tudo!”

    É, gente… O Brasil é só isso aí mesmo… Um bando de débeis-mentais que saem para farrear, encher a cara e “beijar muito” sem ligar para a pandemia e depois tentam “esconder as fotos do bloco de carnaval no insta” para não perderem o emprego. Uma cambada de idiotas toscos e irresponsáveis que dão um “foda-se” para um vírus que vem matando milhões porque “os médicos são pagos pra isso mesmo, pra cuidar de mim se eu adoecer”. Uns imbecis petulantes que, depois de uma “festa da calcinha”, dizem “o governo que se vire para conseguir respirador para mim! Se não, vou processar”. Desalentador…

    • Perfeita descrição do Freak-Show do BM, W.O.J! Adorei kkkkkkkkkkkkkk

      É assim mesmo, desalentador este comportamento, a pandemia revelando não apenas “o pior do Brasil”, mas o que ele realmente É, sem tirar nem pôr. A peste pôs a nu o que é essa pocilga sem esperança alguma de mudança, porque o orgulho da ignorância, da malandragem, da petulância, do egoísmo valem mais pra esta gente do q se esforçar pela civilização. Terrível o prognóstico q tenho este ano com relação à peste, será mais um ano perdido – e bem aí semana santa, dia das mães, corpus Christi, “dia dos namorados”, festa junina e por aí vai…

  • Avatar

    Jhonata Lima Barros

    Excelente post, Sally!

    “Para dizer que a tentação de achar que o brasileiro merece é enorme, para dizer que está chocado que mesmo quem vê gente morrer na rua consiga ser negador ou ainda para dizer que só consegue sentir raiva desses filhos da puta que vão contaminar um monte de gente inocente […]”

    Me descreveu agora.

  • Eu acredito que durante os próximos 10 anos sem carnaval oficial, só os clandestinos, que essa festa vá enfraquecendo. As pessoas vão ver no calendário uma data que era feriado, mas não vai mais ser a semana toda como era. Se voltar vai ser só um dia.

    • Você está sendo otimista. Brasileiro pra continuar com carnaval é capaz de inventar ano que vem mesmo lei anti-Covid e sair prendendo quem falar sobre durante datas festivas sob acusação de terrorismo…

    • Kkkkkk desculpa mas não pude deixar de rir do seu comentário, meu amigo gostaria muito que fosse verdade, mas duvido muito disso.o ano que vem pode ter certeza que irá ter o carnaval ! Brasil terra de ninguém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: