Hoje é Dia do Bullying, bebê! E nada mais gostoso do que tripudiam sacaneando os perdedores, não é mesmo? Por isso, Desfavor montou uma seleção especial de fotos que apontam os acertos dos vencedores, comparado com os erros dos perdedores na última eleição.

Continue lendo

A Festa da Democracia continua, meus queridos. Agora temos a maravilhosa tarefa de escolher entre o Pocket e o Andrade, olha que delícia! Pela ideologia, pelos valores e pelo Plano de Governo de cada um deles fica muito difícil, eu teria até receio de passar um desses Planos de Governo na minha bunda e eles sujarem mais do que limparem. Então, o que fazer? Há! Desfavor tem a solução!

Continue lendo

Vocês pediram, nós atendemos. Vamos continuar rindo da danação de candidatos que passam por todo tipo de vergonha e humilhação mendigando voto, afinal, nesta última semana de eleições, a única forma possível de se falar sobre essa gentalha é através do humor.

O tema de hoje é: Quanto vale sua dignidade? Candidatos que se deixaram fotografar em momentos ridículos, artificiais e constrangedores acreditando que estariam fazendo algum bem para sua imagem ou campanha. Olha, estas fotos não são apenas humilhantes para os candidatos, deixo aqui meus parabéns para os publicitários bostas por trás destas excrescências. O mais engraçado é: a maioria que passou por esta vergonha nem vai se eleger, portanto, foi uma vergonha em vão.


Vamos começar por Dilmão. Dilma Rousseff não nos diverte apenas quando abre a boca para proferir seus discursos sem sentido, ela também se envergonha perante a nossa visão.

Aqui vemos a Mulher Sapiens jogando soja para o alto. Isso mesmo, Dilmãe brincando na soja que você e eu vamos comer como cachorro que se revira na poça de lama. Não apenas Dilma, como toda sua comitiva de assessores estão chafurdando em um alimento. Repara no tiozinho de calça cinza, como enche a mão de soja. Parece um faminto que vai guardar o alimento no bolso.

Dilmão joga a soja para o alto com a mesma desenvoltura que joga cabide nas funcionárias, parece um sorteio de cartas do programa da Xuxa na década de 90. Se você reparar bem, verá que ela não apenas está metendo seus dedinhos gordos no alimento, como também está pisando nele com seus sapatos. Só faltou cuspir. Ela sabe que seres humanos vão comer isso? É a foto mais despropositada e anti-higiênica que eu já vi, parabéns para quem achou que seria uma bela imagem a Dilma brincando na soja.

Não dá para esperar muita coisa, Dilma já se sujeitou a tudo nesta vida em matéria de humilhação eleitoral, inclusive dá para fazer uma coluna só com ela e seus vexames. Só para refrescar a memória de vocês, deixo aqui o que em minha opinião é uma das piores coisas já vistas pelo olho humano: Dilmão fazendo um passinho de funk em uma comunidade. Parece um leitão ciscando.


E já que estamos falando em PT, vamos logo para o atual candidato à Presidência, o Andrade (para os petistas) e Haddad (para pessoas alfabetizadas). Atentem para o que estão fazendo com ele.

Ao contrário do Lula, Haddad é um acadêmico, um homem dos livros. Ele é professor de Ciência Política da Universidade de São Paulo (USP). É formado em Direito, fez mestrado em Economia e fez doutorado em Filosofia. Mesmo assim foram e meteram um chapéu de cangaceiro no coco do Andrade, coitado.

Olha a cara dele na foto de “eu não queria estar aqui”. Este infeliz estudou por décadas para acabar em Moçoró do Cu do Mundo, todo suado, fantasiado de pobre. Este homem tem um doutorado e está sendo coagido a se travestir de povão. Tenha santa paciência, meu senhor, se respeite!

Olha a cara do tiozinho de camisa listrada, como quem olha um animal exótico no zoológico. O que seria isso? Um cangaceiro com doutorado? Lampião da USP? Sabe aqueles exercícios de livro infantil: “Circule aquele que não pertence ao grupo”? Aí você tem o desenho de uma banana, de uma maçã, de um abacaxi e de um carro. Andrade é o carro.

Sério gente, olha a cara dele na foto, cara de “já acabou? Já posso tirar essa merda da cabeça? Já posso ir para casa?”. Ter poder deve ser ótimo, mas precisa trilhar um caminho para alcançá-lo onde você tenha que se sujeitar a tanta mentira, a tanta violência contra a sua essência? Tô vendo a hora que o Andrade vai surtar, vai abrir as barras da cela do Lula com as mãos, em fúria, gritando “CHEGA, VEM VOCÊ NÃO AGUENTO MAIS ESSA MERDA!”.


Já que estamos na esquerda, vamos falar de Manuela D´Avila, tadinha, tão esquecida pelo próprio partido, merece ser lembrada ao menos pelo Desfavor.

Serei obrigada a legendar, porque tá tão escroto e esteticamente desagradável que fica incompreensível: Manu está supostamente vestida de Frida Kahlo. Pois é, mirou na Frida, acertou na Carmem Miranda + Pabllo Vittar. Olha, Manu, nem quando você pintou seu cabelo de “loiro pintinho” você errou tanto.

Se você olhar com bastante cuidado, percebe um fundo de constrangimento no sorrido da Manu. A foto é supostamente espontânea, ela tirou para exaltar a “grande mulher batalhadora feminista bla bla bla” que foi a Frida. Só que no fundo do olho dela você vê o constrangimento. E a incoerência. Feministona a Frida, passou uma vida tolerando as merdas (que não foram poucas) do maridão e vivendo à sua sombra.

Além disso ela decidiu homenagear uma das mulheres mais simples, largadas e menos vaidosas em uma versão cheia de brilhos e cafonice. Lamentável. Seria como alguém se vestir de Che Guevara usando um rolex. Dá a impressão de que Manu estava posando para esta foto, a pessoa estava demorando a tirar e ela estava dizendo entre os dentes “tira logo essa merda, vamos acabar logo com isso”. Para piorar, ao que tudo indica, no dia ela tinha brigado com o pente e com o condicionador.


Agora vamos falar dele, que vem se mostrando o maior peixe fora d’água desta corrida eleitoral. Alckmin tirando onda de homem do campo.

O que dizer desta foto? “Grande Sertão Merendas”. Geraldão montado em um cavalo que parece ainda mais cansado do que ele, todo vestido de boiadeiro, com aquele sorrisão amarelo de quem queria estar em casa degustando um bom vinho no ar condicionado.

Ele não apenas está desconfortável com a roupa, como também com o cavalo. Percebam sua mãozinha em garra trincada nas rédeas. Olha a força e medo com o qual Geraldão se segura neste cavalo apático. Deve ter sido necessário um procedimento cirúrgico para tirar a mão dele dali, só com bisturi para ele largar esse troço.

A falta de energia vital do Geraldão é tão forte que ele drenou até as energias do cavalo. Olha a cara de “me sacrifiquem logo” do animal. Difícil dizer qual dos dois menos queria estar ali. Olha, eu não monto, nunca montei, portanto, posso estar sendo muito injusta, mas há uma corda verde dependurada ali que me parece não fazer parte da normalidade. Tenho para mim que amarraram o Geraldão ao cavalo, com medo que ele caísse por sua falta de vitalidade.


Agora vamos para um dos maiores sofredores da política atual: João Dória, nascido em berço de ouro, tendo que, depois de burro velho, se sujeitar a lugares, pessoas e alimentos pobres.

Olha aí o novo namorado da Barbie, o Dória Cowboy! Alô Galera de Cowboy / Alô Galera de Peão / Quem Gosta de Caviar Bate na Palma da Mão!

Percebam a cara de preocupação do Dória olhando discretamente para a comida, provavelmente pensando “fodeu, vou ter que comer essa merda”. Não dá para ter uma real dimensão da sua sofrência pela quantidade de Botox que ele tem na cara, que disfarça as expressões faciais, mas, ainda assim, é visível que ele está orando em silêncio.

E a cara do tiozão que está servindo a comida? Sem nenhuma paciência, ele olha para o Dória com cara de “é comida, não é merda não meu filho, bota na boca e come”. Não dá para saber exatamente o que é essa comida, mas quando vem coisas assim, muito misturadas, as chances de ter elementos hediondos como músculos e tripas é enorme. O rapaz ao lado olha com um certo sadismo, com cara de “vai ter que comer, filho da puta”. Não recrimino, eu olharia exatamente da mesma forma. A nécessaire do Dória nessas viagens deve ser só Plasil e Imosec.


Para finalizar os deixo com esta imagem do José Serra.

O que diabos é isso? Nunca saberemos. Está além da minha compreensão. Talvez ele esteja recebendo um Orixá, talvez ele tenha virado um travesti. Não importa, mesmo sem conseguir explicar, esta imagem é maravilhosa demais para ser guardada só para mim.

Para dizer que Desfavor é o melhor momento das eleições, para dizer que está gradualmente perdendo o respeito por todos eles ou ainda para dizer que deve ser frustrante passar por tudo isso e não se eleger: sally@desfavor.com

  • 1
  • 2
  • 9