Eu honestamente não sei o quão popular essa minissérie se tornou desde o lançamento, mas algo me diz que não o suficiente. Gambito da Rainha é uma minissérie ficcional da Netflix em 7 episódios que conta a história da prodígio americana do xadrez Beth Harmon entre os anos 50 e 60. Pra mim foi uma das melhores, senão a melhor série do ano, mas isso talvez dependa de quanto você aprecia o xadrez e sua história…

Continue lendo

O título do texto é nome de um filme russo de ficção “científica” em preto e branco com três horas de duração praticamente incompreensível que eu não recomendaria para 99,9% das pessoas, mas que lida com a natureza humana de uma forma especialmente interessante para os dias que vivemos.

Continue lendo

O filme sul-coreano fez bastante sucesso no circuito de premiações internacionais até aqui, e pode até conquistar algumas estatuetas no Oscar 2020, sendo a de melhor filme em língua estrangeira o mais provável. Mas, será que é tão bom assim mesmo?

Continue lendo

A Billboard lançou no final do ano passado várias listas com os nomes e músicas mais populares de diversos gêneros musicais da década. Por curiosidade, fui ver como ficou a tabela do rock. Foi um choque. Não o choque de gerações por não saber quem eram aquelas bandas, e sim o de descobrir que entre os 10 primeiros, nenhum dos grupos sequer se parece com rock…

Continue lendo

Finalmente tomei coragem e vi o filme. A coprodução franco-brasileira conta a história de um vilarejo nordestino que subitamente se vê apagado do mapa e recebe a visita de forasteiros mal intencionados. Não que seja um filme de muitos spoilers, mas se você não viu o filme e faz questão de ver, melhor não continuar…

Continue lendo