Desfavor Convidado é a coluna onde os impopulares ganham voz aqui na República Impopular. Se você quiser também ter seu texto publicado por aqui, basta enviar para desfavor@desfavor.com.

Tio Ge explica – Gêneros Musicais 5 – Eletrônica

Dando continuidade à série de textos sobre o tema, hoje eu falo de eletrônica. Ao contrário dos outros gêneros, esse também tem trocentos subgêneros e vertentes, mas sem aquele monte de progressões harmônicas distintas pra ficar maluco. Aliás, os únicos subgêneros que vão ter certa atenção à progressão harmônica e encadeamentos harmônicos e melódicos é a dance music dos anos 1990, que bebe bastante no clichê pop que já conhecemos, e o trance. Mas calma que a gente chega lá.

Continue lendo

Desfavor Convidado é a coluna onde os impopulares ganham voz aqui na República Impopular. Se você quiser também ter seu texto publicado por aqui, basta enviar para desfavor@desfavor.com.

Tio Ge explica – gêneros musicais 4 – Samba

Continuando, então, a série, hoje eu falo de samba. Nesse gênero há mais uma história do samba a ser contada e comentada do que vários subgêneros distintos entre si, como no caso do jazz. Aliás, se me permitem uma comparação um tanto grotesca, o samba é mais ou menos como o blues: ele mantém uma estrutura base que sobrevive e há algumas pequenas mudanças aqui e ali em cada subgênero. Mais ainda, como veremos, a marca principal do samba é o baixo seguindo uma linha melódica em intervalos de quinta e o ritmo saltado com andamento 2/4 no compasso (muito raramente aparece o compasso em 4/4), ou seja, tu conta sempre 1 e 2 e 1 e 2… Sendo que no tempo 1 recai o som do surdo na bateria. Isso só não vale para o samba sincopado, em que a ênfase no tempo forte é no “e” entre os números.

Continue lendo

Desfavor Convidado é a coluna onde os impopulares ganham voz aqui na República Impopular. Se você quiser também ter seu texto publicado por aqui, basta enviar para desfavor@desfavor.com.

Infiltrada no puteiro

Prostíbulo, bordel, casa de entretenimento adulto ou, simplesmente, puteiro. Muitas mulheres tem curiosidade em saber como é um dos mais controversos ambientes frequentados pelo público masculino, além da sauna e do jogo semanal de futebol. Tive a experiência de conhecer um destes lugares e vou compartilhá-la com vocês.

Continue lendo

Desfavor Convidado é a coluna onde os impopulares ganham voz aqui na República Impopular. Se você quiser também ter seu texto publicado por aqui, basta enviar para desfavor@desfavor.com.

Tio Ge explica – Gêneros musicais 3 – Jazz e Blues parte 2

Continuando, então, a saga de textos sobre o tema, nesse eu comento sobre o jazz. Mas antes, preciso retomar alguns pontos do texto anterior: jazz e blues são gêneros análogos, irmãos, se desenvolvem em paralelo. Dá pra dizer, bem grosso modo, que o blues vem primeiro, o jazz é um derivado deste. A diferença sutil reside mesmo no fato de que, enquanto o blues se manteve fiel à sua estrutura harmônica, mudando apenas algumas disposições sobre os instrumentos, no jazz isso não acontece, cada vertente repousa sobre uma estrutura harmônica diferente, e numa disposição de arranjo de instrumentos diferentes, o que dificulta bastante saber quem é quem.

Continue lendo

Desfavor Convidado é a coluna onde os impopulares ganham voz aqui na República Impopular. Se você quiser também ter seu texto publicado por aqui, basta enviar para desfavor@desfavor.com.

Tio Ge explica – gêneros musicais 3 – Jazz e Blues parte 1

Continuando com a série de textos sobre gêneros musicais, nesse eu falo de jazz e blues. Esses são dois gêneros realmente sofisticados, para ouvidos sofisticados, pra não dizer complicados em termos de estruturação harmônica. O mais curioso é que, hoje, esses gêneros são tratados de maneira um tanto elitista, sendo que, no passado, pertenciam ao nível do popular.

Continue lendo