O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, disse ser contra a regra de cotas aplicada atualmente na política brasileira, que determina que 30% dos candidatos de um partido devam ser do sexo feminino. Para ele, a mulher na política não tem vocação e essa regra de cotas “violenta o homem”. LINK


Gostamos da pessoa? Não. Achamos que a mulher é inferior ao homem? Não. Ele disse alguma mentira? Não. Desfavor da semana.

Continue lendo

A deputada estadual de Santa Catarina Ana Paula da Silva (PDT), conhecida como deputada Paulinha, foi alvo de ataques nas redes sociais em função da roupa que usou na cerimônia de posse da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Na sessão do dia 1º de fevereiro, Paulinha vestiu um macacão vermelho decotado que foi alvo de comentários ofensivos. LINK


Uma mulher não seguir regras que homens também tem que seguir é taxado como opressão? Desfavor da semana.

Continue lendo

Em depoimentos registrados em vídeo por ÉPOCA, os kamayurás afirmam que a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, levou há 15 anos a menina Kajutiti Lulu Kamayurá irregularmente da tribo. LINK


A história está estranha, mal contada… mas nos dias de hoje, a verdade interessa bem menos que a narrativa mais favorável para o seu lado. Desfavor da semana.

Continue lendo

Três anos após o desastre em Mariana (MG), o maior da história da mineração, uma barragem da Vale se rompeu e pelo menos outra transbordou na sequência, em Brumadinho (MG), a cerca de 60 km de Belo Horizonte. A tragédia aconteceu na região do córrego do Feijão, que deságua no rio Paraopeba, na Bacia do Rio São Francisco. O Corpo de Bombeiros estima que o número de vítimas pelo acidente pode superar a quantidade de mortos de Mariana, onde uma barragem da Samarco se rompeu há três anos e dois meses. LINK


Da primeira vez já foi difícil de ignorar o descaso, mas na segunda vez não nem como pensar em outra alternativa. Desfavor da semana.

Continue lendo

O cientista americano James Watson, ganhador do prêmio Nobel de 1962, perdeu seus títulos honorários depois de fazer comentários racistas sobre raça e inteligência. Em um documentário de televisão que foi ao ar em 2 de janeiro, o pesquisador, pioneiro na pesquisa do DNA, repetiu opiniões segundo a qual a genética tem um papel nas notas que brancos e negros têm em testes de inteligência e de coeficiente intelectual. LINK


Caça às bruxas não tem nada de científico. Pior, atos como esse só radicalizam mais as pessoas. Desfavor da semana.

Continue lendo