Que o governo brasileiro foi terrível na gestão da pandemia, Sally e Somir concordam. Mas nos detalhes, os dois tem uma desavença sobre o mínimo que precisava ser feito para não ser tão horrível assim. Os impopulares comunicam.

Tema de hoje: um governo que não falasse tanta merda teria diminuído o número de mortos no Brasil?

Continue lendo

Pessoas minimamente decentes não tem problema algum em manter amizades com pessoas homossexuais, porém, isso pode ficar meio confuso quando esse amigo ou amiga dá toda pinta, mas não se assume. Sally e Somir discordam sobre como lidar com uma amizade próxima nessa situação, os impopulares se revelam.

Tema de hoje: você acredita que um amigo ou amiga é homossexual, mas não se deu conta disso; você levanta essa possibilidade para a pessoa?

Continue lendo

Imagine uma pessoa muito próxima a você, com a qual você tem uma relação de confiança. Agora imagine essa pessoa não fazendo isolamento mesmo sabendo que está contaminada pelo Covid. Não estamos falando de uma urgência, estamos falando de algo desnecessário mesmo. Sally e Somir discordam sobre o que fazer, os impopulares se entregam.

Tema de hoje: você denunciaria uma pessoa próxima que arriscou espalhar Covid?

Continue lendo

No Brasil tudo pode acontecer, mas se as coisas seguirem como imaginamos que vão seguir, Lula e Bolsonaro devem disputar as próximas eleições presidenciais como francos favoritos. Sally e Somir não querem essa escolha nefasta novamente, mas se ela vier, discordam sobre o que fazer. Os impopulares votam.

Tema de hoje: se a escolha for entre eles, quem você prefere como presidente em 2022, Lula ou Bolsonaro?

Continue lendo

Essa é a Semana de Sísifo na República Impopular do Desfavor. O feriado nacional para comemorar iniciativas inúteis, que mesmo assim continuam a ser realizadas. E para tal, vamos avançar para o futuro do país mais afeito a proteger o coronavírus… e veremos até onde vamos conseguir chegar!

O ano é 2031, Sally e Somir já não sabem mais o que fazer com a dificuldade do brasileiro de lidar com uma pandemia que dura mais de uma década. Os impopulares, os que ainda estão vivos, opinam.

Tema de hoje: o que fazer com quem ainda nega a pandemia em 2031?

Continue lendo