Uma pergunta simples: Homem tem medo de mulher bonita?

Num cartão junto a um buquê de rosas vermelhas:

Você é o Sol e eu sou a Lua,
A luz que emana me é terna…
Chama minha que já foi sua,
Com seu brilho me aderna.

Seu apogeu é meu ocaso,
Meu ocaso é seu apogeu.
Há dias onde me atraso,
Apenas por um vislumbre seu.

Conformo-me em ser oposto.
Por não ser digno de sua realeza…
Um eterno amante sem rosto,
Admirando fascinado sua beleza.

Ass: Seu admirador secreto.

Numa carta colocada diretamente na caixa de correio:

Não creio que você sequer saiba que eu exista, mas eu penso em você o tempo todo. Não quero que você fique assustada, não estou te seguindo nem nada disso, mas eu sou uma pessoa que convive com você, embora infelizmente não com a proximidade que gostaria.
Desde o primeiro momento que meus olhos encontraram sua beleza encantadora, eu soube que ficaria apaixonado. Se me perdoa a liberalidade, apelidei-te de “minha flor”.
Jamais tive coragem de expressar o que sinto, imagino que um homem feito eu não tenha muitas chances com uma mulher como você. Mas o coração não se prende às obviedades, o coração acredita no menor fio de esperança.
Sei que não sou belo a ponto de me equiparar a você, mas sei que tenho muito mais a oferecer, tenho meu amor sincero.

Se você quiser saber mais sobre mim, minha flor, saia de casa amanhã com uma flor adornando seus belos cabelos ruivos. Durante o dia eu vou te ver, tenha certeza que eu vou te ver. Se a flor estiver lá, você receberá mais uma carta.

Com amor,
Alguém que você conhece.

Num e-mail recebido logo pela manhã:

Fiquei a madrugada toda pensando em como te dizer isso, e cheguei à conclusão que era melhor dizer logo: Eu estou apaixonado por você.
Pronto, falei! Eu sei que a gente mal se conhece e se falou só algumas vezes, mas tem coisas que não dá para explicar. Eu te achei linda demais, sei lá, até linda demais para mim.
Mas eu acho que mereço uma chance, me dá uma chance e eu te mostro que sou bom o suficiente para você. Sei que deve ter um monte de homem dando em cima de você e que eu não sou lá um deus grego, já sei que deve ser bem difícil chamar sua atenção. Mas eu tinha que tentar…

Eu só quero uma chance, pode ser?
Vamos sair para tomar um chopp ou um café, sei lá, o que você preferir.

Posso te ligar hoje à noite?

Zé Ruela

Numa conversa informal:

HOMEM: Então ela saiu correndo que nem uma doida!
MULHER: Hahahaha! Só você mesmo… Adoro ficar jogando conversa fora com você.
HOMEM: Você é muito bonita, tomara que seja generosa também.
MULHER: Por quê?
HOMEM: Quer pegar um cineminha comigo nesse final-de-semana?
MULHER: Hahahaha… bobo.
HOMEM: Então?
MULHER: Xiii… Não vai dar…
HOMEM: Já sei… Vai estar ocupadíssima dando banho no cachorro?
MULHER:
HOMEM: Ou… Tem que visitar uma tia doente no hospital? Ah! Melhor… Acabou de sair de uma relação complicada e não quer se envolver? Peraí, tem uma famosa… Você não quer estragar nossa amizade? Diz logo a desculpa que você vai dar para não sair comigo porque eu sou feio, vai…
MULHER: Domingo é o casamento da minha irmã na minha cidade natal, como eu te disse várias vezes durante a semana, seu babaca!
HOMEM: Ah…

Numa paquera informal:

HOMEM: Oi gata!
MULHER:
HOMEM: O que uma princesa está fazendo sozinha num lugar desses? Chega até a ser pecado.
MULHER: Estou esperando meu namorado voltar.
HOMEM: Mentira que eu te vi chegar com umas amigas… *hic* e eu não sou ciumento! Hahahaha!
MULHER: O que eu fiz para merecer isso, Senhor?
HOMEM: Com quem você está falando? Posso te pagar uma bebida, minha linda?
MULHER: Não, pega o dinheiro e compra um botão para sua camisa, não sou obrigada a ver seu peito cabeludo a centímetros do meu rosto.
HOMEM: *hic* Isso foi um sim? Quer dar uns malhos no meu Audi?
MULHER: Tchau!
HOMEM: Mulher bonita se acha demais… *hic*

Num “torpedo” de guardanapo:

VC É MUINTO TESUDA
VC + EU ROLA?

Minha opinião está toda aí. Quero ver o que nossos leitores e leitoras vão depreender.

Para perguntar o que diabos eu quis dizer sem se entregar nos comentários: somir@desfavor.com


HOMEM TEM MEDO DE MULHER BONITA?

Só mulher pensa assim. Qualquer homem vai te dizer que homem que tem medo de mulher, bonita ou feia, não é homem. Talvez se a mulher for muito feia ele até sinta um pouco de medo…

Homem foge de mulher chata, mimada, metida, fresca, esnobe, intransigente, etc, etc. Nisso todos concordamos. O problema é que essas qualidades negativas freqüentemente são imputadas às mulheres bonitas, e por conseqüência, se parte de uma premissa errada, que leva à conclusão errada de que homem tem medo de mulher bonita.

Pessoas feias costumam criar mitos em torno de mulher bonita (tanto homem como mulheres feias). A mulher bonita tem uma certa presunção de burrice e de tirania, que nem sempre são verdadeiras. Todo mundo acha que a mulher bonita é muito segura e tem auto-estima nas nuvens. Qualquer psicólogo pode informar que não é bem assim.

Eu arrisco até achar que muito pelo contrário. A mulher bonita costuma ter a auto-estima mais fragilizada do que a feia. A feia vai ficando calejada ao longo da vida, vai criando mecanismos para não se importar tanto com a rejeição. Cansei de ver mulheres lindas aturando coisas de dar pena. Mulher bonita não é sinônimo de mulher forte e independente.

Quando vemos uma atriz linda e famosa pensamos “Se eu fosse como ela, todos os meus problemas estavam resolvidos”. Porra nenhuma. Elas tem as mesmas inseguranças que nós, levam chifre do mesmo jeito e ainda lidam com a pressão de terem que estar sempre lindas. O mesmo vale para aquela menina linda que sempre ganha o concurso de Miss no colégio. As gorduchitas e as nerds acreditam que a vida dela é perfeita e que ela não tem problema algum. É mais difícil ser bonita do que ser feia.

Esse efeito tosco no imaginário popular acaba gerando uma presunção de que a mulher bonita vai ser muito mais exigente do que a feia, porque “pode ter o homem que ela quiser”. Mas os homens sabem que isso não é verdade. Perguntei a vários amigos meus qual o tipo de mulher mais difícil de pegar e todos foram unânimes em me dizer que, salvo raras exceções, a mulher “mais ou menos” é a pior de todas. Se acha fodona e dá muito trabalho, dando quase nada em troca. Disseram também que a mulher bonita é mais fácil de lidar e mais generosa.

Tudo bem, quando se fala de ser humano, é difícil estabelecer um padrão. Mas quem nunca ouviu que quem mais cobra é justamente quem menos pode? Acredito que tenha um pouco disso sim. As feias tem os mesmos problemas que as bonitas, mas além de tudo, são feias. (créditos: Carine)

Algum homem aqui sente medo de mulher bonita? Digo, medo por ela ser bonita em si? Acredito que não. Talvez sinta um pouco de receio das “qualidades” que acha que são inerentes a ela, que são preconceituosas e quase nunca são verdadeiras. Mulher bonita não é aquele estereótipo de filme americano estilo “Namorada de aluguel” (sim, eu sou do tempo em que o Patrick Dempsey era feio).

Da mesma forma que as nerd, as gorduchitas e toda essa galera do bullyng carrega estigmas falsos, as bonitas também. O que me causa mais espanto é que esse tipo de preconceito venha de gente (Somir) que já viu os dois lados da moeda (Somir) e viu na prática (Somir, Somir, Somir) o que eu estou falando. Não sou de fazer isso, mas hoje me permito ser incorreta. A ex do Somir é FEIA. Gente, ela é MUITO FEIA. Perdão Somir, perdão mocinha (inha?) mas é FEIA MESMO. Se tivesse nascido em Esparta teria sido jogada penhasco abaixo por ser considerada “forma humana não viável”. Pois bem. Perguntem para a Madame aqui de cima qual dessas duas namoradas que ele teve enchia o saco e qual não… Perguntem ainda qual queria tudo do seu jeito, qual dava mais trabalho e qual deu mais dor de cabeça depois do fim do namoro.

Muita gente que é insuportável, chatinha, enjoada e mala sem alça, tem dificuldade de reconhecer estes defeitos e prefere atribuir um fora ou um WO à sua “beleza” (que muitas vezes nem existe!). “Sabe como é, Amiga, homem tem medo de mulher bonita”. Não, Amiga, não sei não. Tenho horror a esse tipo de argumento. Parece aquele “Ele se afastou de mim porque estava gostando muito de mim e ele tem medo de gostar das pessoas”. Não. Foi mal.

Eu não compro esse argumento. Se é menos doloroso para a pessoa acreditar nisso, ok. Eu não acredito. Parece que tudo nessa vida se responde com 3 frases:

“Homem tem medo de mulher bonita”

“Ele estava com medo de gostar de mim”

“É inveja”

Vamos ter vergonha na cara. Se um dia um homem correu de uma mulher bonita, foi por qualquer outro motivo que não sua beleza. E se a gente fizer uma estatística, vai constatar que tem muito mais mulher bonita acompanhada que feia. Não seria o caso de se pensar que eles fogem das feias?

Eu me pergunto quantos homens falam sobre mulheres bonitas de forma pejorativa, atribuindo características negativas, realmente já se relacionaram com mulheres bonitas. O quanto disso será imaginário popular? Também me pergunto de onde as mulheres tiraram que homem tem medo de mulher bonita.

Como boa argentina que sou, me acho linda. E muitos homens já tiveram “medo” (ou sei lá o que) de mim. Em momento algum achei que fosse pela minha beleza, muito pelo contrário, se eu fosse feia, teria sido BEM PIOR. Tenho plena consciência que são alguns traços de personalidade (gênio do cão, arrogância, tirania e temperamento explosivo) que povoam meu DNA Portenho o que repele alguns homens. Mas seria bem mais agradável colocar a culpa na beleza… Ahhh como seria…

Somir, seja honesto conosco e diga nos comentários de quem você tem mais medo, de mim ou da sua ex feia.

Para elogios, declarações de amor e demonstrações de medo: sally@desfavor.com

Vem chegando o Natal e tudo o que ele significa: Presentes.
É consenso geral que todo mundo gosta de ganhar presentes. Mas presentes de qualquer um? O que acontece quando se ganha um presente de quem você não gostaria mais de ter contato?

Sally e Somir, obviamente, discordam.

Mais ou menos como a minha CARA fez semana passada, eu vou entrar para perder hoje. Então eu nem vou ter o trabalho de fazer uma manipulaçãozinha antes de soltar a bomba:

Homem se conquista, mulher se “compra”.

Aposto que as mulheres já começaram a discordar e os homens (Mesmo que mintam depois nos comentários.) já estão batendo palmas por ler essa verdade finalmente sendo dita.

Já viram algum homem cheio de orgulho falando por aí que sua mulher o enche de presentes? Já viram algum homem dizer com confiança que sua mulher gosta muito dele por ter gastado uma NOTA comprando alguma coisa para ele? Já viram algum homem perdoar mulher por ganhar um presente? Agora, pensem no contrário. Todo mundo já viu mulher fazendo isso.

Sabem o motivo dessa discrepância de comportamentos? É fácil. Eu já respondi no começo do texto. Antes que a minha CARA tenha um dos seus famosos chiliques de “eu não sou interesseira” e abandone o blog, eu explico melhor:

Um homem valoriza uma mulher pelo tanto de dedicação que ela demonstra. Seja cuidar da aparência, seja demonstrar exclusividade, seja tratá-lo como seu herói e mostrar que ele é o melhor homem do mundo, seja lavar as cuecas dele… Não importa como a mulher demonstre, dizendo para ele que ela quer ser DELE já está fazendo sua parte.

Uma mulher valoriza um homem pelo tanto que ele gasta com ela. E eu não estou falando de dinheiro. É parte integrante do instinto da mulher: Ela quer um provedor. O provedor não é exatamente o homem com mais dinheiro, o provedor é o homem de confiança que pode tomar conta dela se ela precisar. O provedor não é egoísta, o provedor se esforça pelo bem do seu grupo. E ser a preferida desse provedor é sinal de poder e estabilidade. E como se demonstra para uma mulher que ela é a sua predileta? Gastando mais com ela. Aí entra dinheiro, entra tempo, entra atenção… Tudo é contabilizado.

Entendam que não é uma questão financeira.

Um homem que não é atraente e não é rico pode conquistar uma mulher linda dando presentes para ela. Não é o quanto em dinheiro foi despedido, é o quanto de esforço e atenção estão embutidos naquele presente.

Mulher feia e pobre tem que ser muito inteligente ou muito vadia para conseguir CONQUISTAR algum homem que não esteja desesperado. Podem me odiar, mas é verdade.

Como eu já disse, entrei para perder. Eu sou um suicida que diz várias coisas que não deveria…
Mas todo homem sabe que um dos maiores atalhos para se ganhar uma mulher é um presente. Quanto mais caro e bem pensado, melhor. (Mesmo que ela não esteja nem aí para o quanto ele tem. É questão do instinto feminino, não interesse direto no dinheiro dele.)

Já adianto que não tenho nenhuma raiva secreta das mulheres e que não acho esse mecanismo de atração algo reprovável, JUSTAMENTE por perceber o que está por trás disso.

Essa argumentação toda é para defender que NÃO SE DEVE ACEITAR presentes de quem tem algum interesse em você que não vai ser correspondido. A não ser que você QUEIRA essa pessoa correndo atrás de você.

Aceitar um presente numa situação onde é claro e sabido que a pessoa que presenteou tem algum interesse por você é manter uma porta aberta. Por motivos diferentes em gêneros diferentes. O que cada um quer dando um presente:

HOMEM: Conquistar. Para um homem é um processo direto de causa e conseqüência. Se a mulher aceitar, é porque ainda o quer como seu provedor. Ou pelo menos ainda não descartou a possibilidade. É muito humilhante para um homem ter seus presentes rejeitados por uma mulher que está tentando seduzir. É sinal inegável de falta de interesse NELE.

MULHER: Aproximar. Como sempre as mulheres fazem caminhos mais complicados. Quando uma mulher presenteia um homem pelo qual se interessa, o que ela quer é ter uma oportunidade de fazer contato e ser lembrada através dele. A mulher quer se fazer presente, por assim dizer. Se o homem aceita é porque ainda quer ter algo DELA por perto.

Discordo e MUITO da minha CARA aqui em baixo. Mesmo sem ler o que ela escreveu. Ela é da teoria do “Obrigado pelas jóias, otário”. Não que eu discorde de que quem dá um presente para quem não gosta dele é um otário, pois o é. Mas eu sou da idéia de que não se dá abertura para quem não se quer por perto.

E deixo um conselho para você, minha CARA: Assim que você começar a namorar de novo vai ter um problema sério para resolver se continuar pensando assim. Logo no primeiro presente. Porque chamar o otário de otário não vai ser o suficiente para alguns homens.

Estendo meu conselho para todas as outras pessoas que aceitarem presentes nessas condições nesse Natal e em outras datas: Esse tipo de presente NUNCA é só um presente, e aceitar NUNCA é só aceitar. Uma das coisas que não tem preço é ter paz.

Presenteie-me com um Playstation 3 e eu jamais vou te esquecer: somir@desfavor.com


Sou orgulhosa para muitas coisas nessa vida, mas não para presentes. Lido com presentes de uma forma muito particular, principalmente presentes vindos de homem.

Lembro até hoje de um episódio de muitos e muitos anos atrás, quando recebi de presente um anel muito caro vindo de uma pessoa com a qual eu estava muito magoada. Peguei o anel, escrevi um bilhete dizendo “O anel está à venda, eu não.” E devolvi. Isso mesmo, a burra DEVOLVEU o anel. Como somos radicais quando somos jovens…

Hoje eu não me faço de rogada! Quer me dar um presente? Pode dar. Sem problemas. Não vai conseguir nada em troca, e deixo isso bem claro, mas pode dar que eu aceito! Qual o problema em aceitar um presente de uma pessoa com a qual você está magoada, chateada ou brava? Não acho humilhante nem contraditório.

Minhas amigas mais chegadas sabem que durante este ano todo um ex me presenteou compulsivamente.Ele nunca teve nada em retribuição além de um e-mail, no entanto, até presente no dia dos namorados eu recebi! Se o sujeito é burro o suficiente para ficar gastando dinheiro comigo, sabendo que não tem volta e sabendo que não vai receber sequer um telefonema, quem sou eu para impedi-lo? Estando solteira, não vejo problemas em aceitar!

Vamos lá: qual o prejuízo em aceitar um presente de uma pessoa que você não gosta ou te magoou? Porque se você não aceita, a pessoa te chama de grossa e ainda acaba saindo de vítima! Aceitem! Aceitem! Se for uma coisa feia, vende no Mercado Livre!

Madame aqui de cima é cheio de frescura com isso. Acha que o ato de aceitação do presente diz muito aos olhos de quem presenteia. Talvez, em um primeiro momento, ao ter seu presente aceito, a pessoa pense que te conquistou, mas esse mal entendido acaba rapidinho quando a pessoa te liga, chama para sair e você diz “Não, muito obrigada”. Viu como é fácil? Se existia algum pensamento errado, em cinco minutos tudo se esclarece!

Nesta época do ano, o assunto ganha mais importância, porque as pessoas entram em um frenesi de se presentear. Gente que falou mal de você o ano todo, gente que te sacaneou, gente que mal sabe seu nome… todos são tomados pelo espírito natalino e batem na sua porta com um sabonete do O Boticário, com uma caixa de bombom ou com qualquer outro presente nas mãos e com cara de quem te ama de verdade. Não dá para lutar contra isso!

A coisa fica ainda pior quando quem presenteia é aquele tipo de ex que todo mundo tem: um ex-croto. Eu aceito presentes de ex-croto. Aliás, eu acho bem merecido que um ex-croto gaste seu dinheiro comigo, afinal, ex-crotos fazem a gente sofrer. O presente não deixa de ser uma forma branda de indenização. Deixa o ex-croto gastar uma grana com você! Pega o presente, dá um beijo na bochecha dele, vira as costas e vai embora… Quem perde com isso, você ou ele?

Uma vez a Madame aí de cima me disse que aceitando presentes de ex eu estava dando a eles o que eles queriam: a possibilidade de ter contato comigo. Vamos falar sério, que ser humano em sã consciência gasta dinheiro para poder ter contato comigo? Fiquei até comovida com essa idéia ridícula. Acredito que a motivação seja outra, como culpa, medo, arrependimento e etc. Não existe alguém morrer em uma grana só para receber um e-mail meu!

Excesso de orgulho é brega. Ficar criando animosidade e climão por causa de um presentinho? Tem que aceitar! E não é só no natal não, minha gente, é no ano todo!

Qualquer mal entendido em função da aceitação do presente pode ser desfeito. Em compensação, se você PRESUMIR que é um presente mal intencionado e recusar, nunca mais vai tirar a tromba da cara de quem te presenteou e pior: não vai ter como provar nem ter certeza de que foi realmente mal intencionado.

Tantas vezes eu pensei que pessoas estavam mal intencionadas e no final das contas era IMBECILIDADE PURA… O ser humano consegue ser tão imbecil! Ultimamente, antes de cogitar a hipótese do elemento ser um filho da puta, procuro pensar primeiro se não é um sem-noção, um retardado emocional ou um chato mesmo. Tem mais gente mala do que gente má no mundo.

E só para ilustrar, a Madame aí de cima já me deu presentes depois que o nosso namoro acabou, assim como EU também já dei presentes à Madame depois que nosso namoro acabou. Não achei ofensivo e não me trouxe qualquer problema!

Não quer o presente porque te lembra ao ex-croto e vai te trazer sofrimento? Aceita e doa. Tem tanta gente precisando de bens materiais neste mundo!

Aceitar um presente é só isso: ACEITAR UM PRESENTE. As conseqüências disso estão na sua cabeça. Aceitar um presente não te obriga a nada, nem mesmo a ficar com ele.

Fica aqui meu beijo especial para meu ex-croto que renovou meu guarda-roupas este ano (danadinho, conhece meu gosto para roupas como ninguém!), e me deu outros presentes muito bacanas. Não volto para você nem que aconteça uma hecatombe nuclear no mundo e só sobre você de macho, mas amei os presentes, ta? beijosnãomeliga!

Para presentear com roupas, jóias, perfumes, sapatos e bolsas: sally@desfavor.com

De onde viemos? Para onde vamos? Qual o sentido da vida? Estamos sozinhos no universo?
Todas essas questões se apequenam se comparadas à grande polêmica da história da humanidade:

Quem foi melhor? Pelé ou Maradona?

Como não poderia deixar de ser, Sally e Somir discordam.
(Mas concordam que ambos são desfavores tremendos fora dos gramados.)

Ah, a tentação foi grande… Quase que eu resumo meu texto a “Te vira, hermana”, e deixo os próprios leitores a detonarem. Mas se eu conheço a Sally (e eu conheço) aposto que ela vai SAIR COMPLETAMENTE da discussão sobre quem foi o melhor jogador e ir direto na discussão sobre quem é a melhor pessoa.

Claro, assim ela vai conseguir alguns “Concordo com os dois” nos comentários e achar que escapou ilesa. (Não me identifiquei com você tão rápido à toa, minha CARA. Um troll cheira o outro…)

Sabem do que mais? Que ela seja muito feliz com seu plano. O objetivo do texto é decidir quem foi o melhor jogador, e é disso que EU vou falar.

Por mais que nós, pessoas racionais, concordemos que o Pelé foi imensamente superior ao seu “aspirante”, ainda tem gente nesse mundo que acha que Dieguito foi páreo para o Crioulo.
(Antes que eu tome um processo: Crioulo era o apelido de Pelé entre seus companheiros jogadores.)
Bom, tem gente que acha que a Terra é chata e que o homem nunca pisou na Lua… Tem louco pra tudo nesse mundo. E a argumentação de todos esses “crédulos” é muito parecida: Fuja dos fatos e proteja-se na subjetividade.

Como eu posso me apoiar nos fatos, vou citar apenas alguns que provam que o Pelé foi o melhor jogador de futebol de todos os tempos.

Números?

Maior artilheiro da história: 1284 gols em 1375 partidas. 95 pela seleção brasileira.
Futebol é gol e gol é com ele mesmo.

Títulos?

3 Copas do Mundo pelo Brasil (Mais do que a Argentina…)
2 Mundiais e muitos mais pelo Santos. Pelé foi um vencedor onde passou.

Prêmios?

Atleta do Século pelo COMITÊ OLÍMPICO INTERNACIONAL: 1999;
Jogador de futebol do Século pela FIFA: 2000.
Coloquei as datas para demonstrar que o Maradona já tinha encerrado a carreira nessa época. (A de jogador…)

Vejamos:

– Pelé foi o maior artilheiro de todos os tempos, ganhou três copas do mundo e ainda foi escolhido o melhor do século pelas duas maiores organizações esportivas do planeta.

– Maradona ganhou uma copa e um beijo na boca do Caniggia.

Mas, assim como a Sociedade da Terra Chata diz que é tudo ilusão da mídia e os teóricos da conspiração dizem que as sombras projetadas na imagem do homem pisando na Lua são provas de armação, os defensores do Maradona ainda tem alguns argumentos na manga:

– Pelé enfrentou adversários mais fracos: Desfavor. É maluquice comparar jogadores de eras diferentes. Pelé teve as MESMAS condições que todos os adversários e ainda sim foi indiscutivelmente superior. É que nem dizer que Isaac Newton era retardado por só teorizar a gravidade depois dos 40 sendo que hoje em dia qualquer aluno do primeiro grau aprende isso. E se não bastasse, qual o país que mais ganhou Copas do Mundo? Pois é. O Pelé jogou praticamente a vida toda nesse país.

– O futebol era mais fácil no tempo de Pelé: Desfavor. Quando o Pelé começou não tinha nem cartão! Era ficar de pé depois de apanhar ou sair do campo, se o “João” resolvesse quebrar suas duas pernas, ele ia quebrar MESMO. A bola era de couro, pesada e quando chovia ficava muito pior. O gramado? Hahaha… Ter grama já era um ótimo começo. O Pelé fez o que fez em condições horríveis jogando contra carniceiros que podiam ficar o jogo inteiro enfiando a porrada nele sem conseqüências. El Pibe ia voltar chorando para a mamãe se jogasse UM TEMPO do jogo que o Pelé jogava.

– O preparo físico da época de Maradona era muito melhor: Desfavor. Parece que quando é para comparar, pensam que o Maradona nasceu na época do Pelé e o Pelé na do Maradona.
Se preparo físico e profissionalismo dos adversários contam tanto assim, eu posso dizer sem medo que o Vágner Lolve é muito melhor do que o Maradona já foi. Ué? Se vale para um lado, vale para o outro.

– Pelé jogou ao lado de craques, Maradona teve que se virar: Desfavor. É mais fácil se destacar no meio dos melhores ou quando não se tem concorrência? Sim, Pelé se destacou jogando ao lado de Coutinho, Pepe, Gilmar, Didi, Nilton Santos, Garrincha, Tostão, Gérson, Rivelino, Jairzinho… No fim da carreira se destacou até jogando do lado do Beckenbauer. Algum desses craques ganhou o título de jogador de futebol do século? Não? Pois é.

Chega, não?
Ah, espera… tem mais.

Um dos dois jogou a carreira toda DOPADO com um poderosíssimo estimulante.
SPOILER: E mesmo assim não foi o melhor! Hahahahaha…

Dieguito é ídolo máximo de um país que sofre com falta de ídolos. É a mesma coisa que aconteceu em campo… É fácil ser o maior peixe num aquário.

Maradona foi um dos melhores de todos os tempos, mas na prática ele não fez o suficiente para sequer disputar o titulo de melhor da história com o Pelé. Gostar da personalidade do Maradona não vai fazê-lo ganhar mais títulos ou ter uma carreira mais regular, vai?
A Terra é redonda, o homem pisou na Lua e o Pelé é o melhor jogador de futebol de todos os tempos.

Llores por mí, Argentina: somir@desfavor.com


Eu escolhi o tema de hoje. Escolhi sabendo que vou entrar em campo para perder. Mas escolhi mesmo assim. Vou dar o meu melhor, mesmo sabendo que a maior parte das pessoas tem audição seletiva quando se trata de Pelé. Eu acho Maradona melhor jogador que Pelé. Difícil discutir isso tecnicamente, ainda mais em um blog que não é sobre futebol. Ficaria massante. Vou optar por um enfoque mais criativo…

Os argumentos para atacar Maradona são sempre os mesmos: cheirador de cocaína que deu beijo na boca do Caniggia. Gordo drogado. Descompensado que dá tiro em repórter. Sim, ele é tudo isso, tudo isso e muito mais! Ele é um bom atleta? NÃO! CLARO QUE NÃO! Usa drogas, estava sempre fora de forma, tem posturas inconvenientes… mas, é um bom jogador? SIM.

Pelé jogou com uma seleção de craques. Até minha vovozinha de chuteiras teria feito um gol naquelas condições. Maradona não! Jogou com um bando de pernas de pau e ganhou uma Copa do Mundo sozinho em 1986 e quase levou outra em 1990, onde foi crucial para a eliminação do Brasil (infinitamente superior à Seleção Argentina, naquela época) dando aquele passe lindo para o Caniggia marcar o gol da vitória.

Maradona estava sempre acima do peso? Sim, ele é uma bola com patinhas. Mas quem se importa? O bichinho era um touro! Mesmo acima do peso, corria, marcava gol, dava passes brilhantes e mais importante: nunca se contundia! Vejam Ronaldo o Fenômeno, que também está sempre acima do peso, se contunde por causa disso, não joga nada faz anos e é tido como craque!

Maradona beijou o Caniggia na boca, né? Uma merda. Também beijou o Tevez. Tá lá no Google imagens para quem quiser ver. Vocês acham ele viado por um beijo na boca de outro homem, certo? O que dizer do Pelé então? Lembram daquela entrevista dele para a Playboy? “Minha primeira transa foi com uma bicha que o time inteiro comia lá em Bauru (…)”. Na minha terra, fazer sexo com um homem é mais grave que beijar outro homem na boca. Se o craque da minha seleção assumir que fez sexo com outro homem, eu não vou ter a cara de pau de chamar o craque da seleção dos outros de viado. Aliás, melhor nem citar Ronaldo e suas Mulheres de Tromba, né? Bacana quem tem telhado de vidro e joga pedra no telhado dos outros…

Maradona cheira cocaína. Sim, é um viciado. É praticamente um Rafael Ilha argentino. Usa drogas e se mete em um monte de confusões. Não nego e não acho bonito. Mas no fundo, acho que nesse aspecto, ele é um coitado. Um menino que nasceu em uma favela e que subiu rápido demais na vida e não soube lidar com a fama e o dinheiro. Não foi o primeiro e não será o último. Grandes nomes de talento em diversas áreas caíram nas drogas e se ferraram. (E se for para falar de drogas com quatro pedras na mão, falemos do filho de Pelé, Edinho, que além de drogado é traficante).

Mas Pelé também não é santo não. Vocês sabem o que é uma falência fraudulenta? Pelé tem diversas. Pelé também teve uma filha que ele se recusou a assumir. Muito feio isso. Pelé deu uma declaração grosseira dizendo que quando ele pegou a Xuxa, ela já não era mais virgem. Muito desnecessário. Pelé roubou dinheiro das criancinhas carentes da UNICEF* (dedica gol ás criancinhas mas embolsa 700 mil? Então valeu). Ninguém se lembra de nada disso sobre Pelé, não é mesmo?

Pelé era um jogador desleal. Quem acompanhou se lembra e sabe. Só para citar por alto, Quebrou a perna do alemão Kiesman em um amistoso em que o Brasil venceu a Alemanha Ocidental em 1965 no Maracanã por 2 a 0. Também causou a fratura da perna do cruzeirense Procópio em 1968 numa partida entre Cruzeiro e Santos. E aquela cotovelada desleal que Pelé deu no o uruguaio Dagoberto Fontes, na semifinal da Copa de 70? Ninguém comenta. Só as informações boas sobre Pelé tem lugar no imaginário brasileiro, passadas de geração para geração, como uma espécie de lenda urbana.

Não vou nem comentar da época em que Pelé foi ministro e criou a Lei Pelé. Saio do sério quando falo nisso. Também não vou mencionar o fato de que Pelé fala dele na terceira pessoa e diferencia o “Edson do Pelé”. Também não preciso esmiuçar que quando Pelé jogava o futebol era outro, mais lento e menos competitivo, onde se amarrava cachorro com linguiça. Vocês sabem de tudo isso.

Vejamos… será que se Pelé estivesse acima do peso e com organismo debilitado por drogas ele jogaria tão bem quanto jogou? Claro que não. O que me leva a crer que Maradona em forma e com organismo limpo e não prejudicado é infinitamente melhor que Pelé (já acho que tenha sido mesmo gordo e drogado).

Além disso Maradona nunca posou de bom moço nem de coitado. Admiro isso, odeio coitadinhos. Odeio hipócritas. Pelé, apesar das barbaridades que narrei neste texto (que são a ponta do iceberg) se faz de bom moço. Maradona não. Maradona debocha e conta rolando de rir que deu uma água batizada para o Branco beber. Maradona conseguiu ser troll dentro de campo. Maradona é divertido justamente por não posar de coitadinho nem de bom moço! Maradona é autêntico, é verdadeiro e se assume.

Pelé não tem a simpatia nem mesmo de seus colegas. Meu amado idolatrado Romário, que na minha opinião é o autor das frases mais sábias já ditas (ex: “quem é ruim se destrói sozinho” e “só perde quem bate”), disse tudo com sua costumeira simplicidade popular, quando em 2005, após Pelé dizer Romário deveria se aposentar, replicou que Pelé “com a boca fechada é um poeta”, completando que ele deveria “colocar um sapato na boca para deixar de falar besteiras”. Romário, eu te amo. Memso você sendo vascaíno, eu te amo e já faz tempo que eu te amo. Você é um gênio. Valeu, peixe?

E pelo visto não é só como jogador que Pelé é intratável. Já viram um vídeo que foi ao ar por acidente onde Galvão Bueno comenta a “alegria” em trabalhar com Pelé? Veja bem, Pelé conseguiu irritar a criatura mais irritante do mundo. Isso não é para qualquer um: “Eu vou dar com uma marreta na cabeça dele!”. Pois é, Galvão. Nem pra isso você serve. Porque não deu?

Ambos são bons jogadores. Mas Maradona não é hipócrita nem tira onda de Mr. Certinho. Isso me faz gostar mais dele do que de Pelé. Acho ele mais verdadeiro.

*Para não ser acusada de calúnia, mato a cobra e mostro o pau: http://www.gs1.com.br/Gs4/PeleApropriaDinheiroDaUNICEF.htm

Para xingamentos, ameaças, ofensas, desaforos e vírus: sally@desfavor.com

SOMIR: Alô?

SALLY: Oi, já sei sobre o que a gente fala no “ele disse, ela disse”.

SOMIR: Quem é?

SALLY: Aff… Vamos falar sobre quem sofre mais com chifres, homem ou mulher.

SOMIR: Claudinha?

SALLY: Me arrependo de não ter te chifrado, seu desfavor!

SOMIR: Então não pode ser a Claudinha…

*tu-tu-tu-tu-tu-tu…*

Traição é uma merda. É uma merda para o homem e é uma merda para a mulher. Nem pretendo dizer que mulheres NÃO sofrem ao serem traídas. Mas o que eu quero dizer aqui é que só o homem realmente sofre PELA traição.

Mulher sempre acha que sofre mais. Pior, mulher acha que os homens concordam com isso. Até parece… Homens são treinados para reconhecer sofrimento honesto. Por exemplo: Quando um jogador de futebol se joga no chão e simula uma contusão séria depois de levar uma ombrada do adversário, somos os primeiros a chamá-lo de viadinho. Agora, quando vimos algum deles tomar uma bolada no saco, todos nós nos encolhemos em solidariedade.

Aposto que minha CARA companheira de blog vai tecer uma argumentação dizendo como as mulheres são coitadinhas e como os homens são uns monstros. Ela pode se enganar e enganar as mulheres que vão postar comentários… Mas não me engana.
(Imparcialidade = Habilidade de concordar com sua opinião.)

Homem perde a mulher e mulher perde o projeto.
Esse é o ponto-chave que explica porque no final das contas é muito mais sacanagem uma traição cujo homem seja a vítima do que quando a mulher é que leva o chifre.

Quando um homem descobre que sua mulher está/esteve com outro, a dor que ele sente vem do fato da SUA mulher ter deixado de preferi-lo em detrimento de outro. Todos os homens já nascem com o instinto de macho-alfa, o instinto de ser o único de sua fêmea.
Ele aceita concorrer, mas não aceita perder depois. Quando um homem é traído, ele não só sofre a humilhação pública de ser chamado de corno como ainda tem que conviver com a sensação de FRACASSO por não ser mais o alfa.

O que o incomoda é a traição em si.

Agora, a mulher… A mulher descobre a traição e pensa em tudo, menos no seu próprio fracasso como companheira. Claro que temos o famoso “onde foi que eu errei?”, e por “onde foi que eu errei?” leia-se “onde foi que eu perdi a relação?”. Sim, porque a merda não é a traição… A merda é que ela ganhou concorrência e começa a se vislumbrar preterida e sozinha. Como é socialmente aceito que a mulher faça drama, ela faz MESMO, enfia o pé na jaca e se mostra ARRASADA.

O que a mulher quer não é exorcizar o sofrimento, a mulher quer apelar para o sentimentalismo para ver se consegue chantagear seu homem de volta para a relação ou mesmo arranjar outro aproveitando a deixa.
Ela quer o projeto de volta.

Quem perdoa mais traição? Homens ou mulheres?
Vocês acham que isso é só porque mulheres são mais magnânimas?

Eu me recuso a respeitar o sofrimento de um ser tão frio e calculista assim. Sofrimento é uma coisa pessoal, não precisa de platéia, não precisa virar show para angariar pena e simpatia.

Esse drama excessivo é basicamente o jogador de futebol fingindo contusão. Ao invés de cair por um motivo, não passa de um exagero para chamar atenção e conseguir alguma vantagem. Depois não sabem porque homem sente menos culpa por trair.
Homem que sabe que a mulher é honesta com o que sente e que vai sofrer DE VERDADE com a traição é muito menos propenso a trair.

Porque nós respeitamos quem se respeita.

Essas lágrimas todas não convencem. Homens sofrem de verdade ao serem traídos, sofrimento não se mede por volume de lágrimas, sofrimento se mede pelo impacto que isso tem na vida da pessoa. Mulher dificilmente aprende alguma coisa com traição, tanto que são muitos os casos onde elas ficam repetindo vez após vez “onde foi que eu errei?” e continuam tomando chifre.
Se realmente fosse uma coisa tão ruim assim, aprenderiam com os erros.

SPOILER: Mulher que quer um homem e não um marido/namorado/consolo-humano é muito menos propensa a tomar chifre.

Homem costuma mandar tudo à merda, encher a cara com os amigos e prometer escolher uma menos vadia da próxima vez. Isso sim é sinal de que não quer sofrer mais.
Para um homem não serve de nada ficar chorando e se fazendo de coitado.

A menos que ele seja cantor sertanejo, para quem levar chifre é inspiração musical.

Ah, sim… Homem que toma chifre é corno. Mulher que toma chifre é coitada. Vocês acham que isso é à toa? Os homens são unidos, eles não ficam passando a mão na cabeça do outro não, eles tiram sarro e batem mesmo para ver se o corno aprende e resolve sua vida. Agora… Vê se mulher está interessada que a outra aprenda a escolher homens melhores e a mantê-los fiéis? Que nada, entre elas é guerra.

“Não é culpa sua, amiga. Come um chocolatinho, come…”

Estou falando de mulheres, mas tem muito homem frouxo que age assim também.
Assim como tem muita mulher que não faz isso. Mas elas são minoria.

E se a carapuça serviu, venha fazer drama nos comentários e provar meu ponto.

Um abraço!
Xingamentos, declarações de amor, calcinhas usadas: somir@desfavor.com


Faz tempo que queria falar sobre o tema de hoje. Acredito que em um passado não muito distante, o chifre pesava mais na cabeça de homem do que na cabeça de mulher, por isso, até os dias de hoje, existem muitos preguiçosos mentais que repetem essa afirmativa sem se dar ao trabalho de observar as mudanças pelas quais a sociedade passou. Não é pior para o homem ser chifrado. É tão ruim quanto. E dependendo do caso, pode ser até pior para a mulher.

O que faz o homem para evitar de ser chifrado? Comparece na cama de sua esposa com regularidade. Só. Eu disse SÓ. Ou alguém aqui já viu homem preocupado com o corpo, com medo da mulher arrumar um homem com corpo melhor? Não, claro que não. Eles sabem que nós somos otárias, que quando nos apaixonamos, ele pode ser careca, baixinho e barrigudo que ainda assim, nós vamos achar ele lindo!

E a mulher, o que faz para tentar evitar o chifre? Olha, vou ter que resumir, se não vou escrever dez páginas: cuida da beleza constantemente (cabelo, maquiagem, depilação, unhas, etc.), cuida do corpo (malha, corre, dança, faz dieta, faz drenagem linfática, etc), tenta desesperadamente parecer mais jovem (botox, creme anti-celulite, lifting), está sempre bem vestida, cheirosa, com sapato bonito, antenada com as notícias do mundo (se não paga de bonita e burra), bem sucedida no trabalho (se não paga de que gosta de ser sustentada), mãe atenta e carinhosa (se não paga de viciada em trabalho) e claro, tem que estar sempre linda, fogosa e disponível para fazer sexo, afinal, mulher que não faz sexo regularmente com o marido leva chifre, e todo mundo acha que foi merecido. Além dessas, existem muitas, MUITAS outras exigências.

Vejamos… o homem não faz esforço algum para não ser traído (muitos nem ao menos tem medo disso!), enquanto que a mulher convive com esse fantasma e se desdobra para estar sempre perfeita para seu homem. Em quem será que dói mais um “fracasso”, em quem não se esforça ou em quem rala constantemente para evitá-lo?

Ahhh… mas sempre tem um Cueca que diz que socialmente o peso é maior para o homem. Os amigos! O que os amigos vão pensar! Meus queridos Cuecas, se vocês acham ruim ter que encarar SEUS amigos após um chifre, é porque não sabem como é selvagem o mundo das amizades femininas! Um amigo Cueca pode até dar uma sacaneada de leve, rir de você ou dizer um “se fudeu”, mas três dias depois, vocês estão bebendo em um bar, jogando um futebol ou fazendo qualquer outra coisa e tudo fica esquecido. No máximo vai dizer que sua namorada era uma piranha e te mandar esquecer.

Nossas amigas não se portam assim! Primeiro, o assunto NUNCA será esquecido. NUNCA. Todas comentarão pelas costas da corna, com um misto de pena e indignação o ocorrido. Vai virar o assunto do mês, talvez do ano. Vai ter especulação de “onde foi que ela errou para merecer isso”. Porque sim, a mulher SEMPRE erra em alguma coisa. Nem que seja na escolha: “Não tinha nada que ter namorado um cara desses, eu avisei”. As mulheres que não gostam da corna, vão se deliciar com a fofoca e ela vai ganhar a pecha de corna para o resto da vida. Detalhes do ocorrido vão começar a pipocar por todos os lados. Intimidade? Já era. Além disso, todo mundo vai dar pitaco: “Não volta! Se você perdoar ele vai fazer novamente! Se você perdoar você vai ser uma idiota”. Ainda aproveitam o ocorrido para botar mais lenha na fogueira: “Eu não ia te contar não, mas já que aconteceu isso… uma vez eu vi seu namorado fazendo tal e tal coisa em tal e tal lugar…”. Amigas não fazem isso por mal, para te deixar mal, mas acabam piorando a situação. Ficam cutucando a ferida, com a melhor das intenções.

Em matéria de sofrimento, eu nem vou me estender, porque acho que nem tem controvérsia: homem sofre menos que mulher por amor. Explico, antes que me joguem pedras: o jeito de sofrer de homem é DIFERENTE, talvez nem sofram menos, mas o sofrimento me parece MENOS PENOSO. Homem segue sua vida, meio triste, meio chateado, mas segue. Mulher não. Tem mulher que cai de cama. Eu mesma quando estou triste por causa de um relacionamento fico imprestável: não consigo render 100% no trabalho, não como direito, não durmo direito… uma desgraça! E olha que eu sou tida como “insensível”! A forma de sofrer da mulher indisponibiliza mais do que a forma de sofrer do homem. E é mais demorada e mais desgastante.

Sempre tem um que estacionou no passado que repete: “Se a mulher leva chifre, ela é uma coitada, se o homem leva chifre, ele é um corno idiota”. Não é mais assim faz tempos. A visão da sociedade mudou. Hoje quando um homem leva chifre, solta um “Tudo puta” e escuta dos que o cercam que só tem vagabunda nesse mundo. Foi-se o tempo em que o homem era responsabilizado por seu chifre! No entanto, a mulher ainda é responsabilizada pelo seu: “É né, também… a secretária dele é uma gostosa e a esposa não se cuida… deu nisso! Mulher não pode relaxar depois que casa”. Vê se alguém abre a boca para dizer a um homem “Também, né? O amante dela tem a maior barriga de tanquinho, e você com essa pança… quem mandou relaxar?”

Levando o assunto a extremos (eu sou passional quando argumento), até mesmo o chifre mais hardcore, que antigamente ferrava o homem, hoje estoura para cima da mulher. Pensemos no seguinte exemplo: homem descobre que esposa dá para outro. Esposa está grávida. Se fosse muitos anos atrás, ele entubaria isso e sustentaria o filho como se fosse dele. Não existia divórcio e ninguém desfazia casamento. Hoje não! Hoje a prejudicada é a mulher! O cara larga, não paga porra nenhuma e diz que só paga alguma coisa para a criança depois do DNA. Conclusão: a mulher passa a gestação toda sem auxílio material do homem, ainda que o filho seja dele, coisa que só será provada, via de regra, após o nascimento. Não estou defendendo quem trai e faz filho com outro homem tudo puta só estou mostrando como quem sempre se ferra é a mulher!

Eles repetem que chifre é pior para eles porque é muito cômodo, mas basta parar para pensar, para atualizar os argumentos no novo contexto social, que vocês vão perceber que pelo menos, é IGUAL para ambos. Apesar de eu continuar achando que em alguns casos é sim pior para a mulher. Me recuso a continuar ouvindo isso calada e deixando as Madames Cuecas saírem de coitadinhos…

Para cantadas, ofensas, convites, processos e desabafos: sally@desfavor.com

O tema da semana é: Como se cuidar de um animal de estimação.

“Nossa, que polêmico…” *bocejo*

Não tirem conclusões precipitadas, leitores e leitoras. A forma como uma pessoa trata seu animal de estimação diz MUITO sobre a personalidade dela.

Se eu quisesse um brinquedo, eu escolheria um que não caga.
Começo assim porque diferentemente da sessão passada, esta coluna não trata de mulheres frescas e homens racionais. Esta trata de um ideal.

Um ideal que só homens conseguem expressar corretamente: Liberdade.

Liberdade de ser o que é, liberdade de tomar suas decisões e assumir as responsabilidades por isso. Quem acredita nisso coloca esse ideal em prática em todos os campos da sua vida.

E o seu animal de estimação é um reflexo direto do seu compromisso com a liberdade. Eu sempre preferi gatos a cachorros. Questão de gosto e questão de admiração pela espécie… Um gato não vive em sua função, um gato compartilha um ambiente com você.

Pra mim essa é a graça do animal. Ele é honestidade pura, ele é escroto quando quer, ele é carinhoso quando precisa e quando você o trata mal, ele some de perto de você. Eu gosto de desafios… Não tem a menor graça ser querido por um animal que vai gostar de você apesar de praticamente qualquer problema.

Fidelidade pra mim é mérito e não obrigação. Faz se quiser, porque se for por qualquer outro motivo, não vale nada.

Não estou advogando a causa de gatos serem melhores que cachorros, já tive cachorros antes e eles tinham personalidades incríveis. Sim, animais têm personalidades.

Eu adoro isso. A minha CARA companheira de blog não. Sally gosta de animais de estimação carentes e sem a menor fagulha de espontaneidade. Um desfavor…

Eu critico a Sally aqui, mas essa crítica pode ser estendida para a maioria das mulheres. Já perceberam como animal de estimação de mulher é um NOJO? Chatos, ciumentos, inseguros e vingativos. E isso é culpa DIRETA de vocês, CARAS mulheres.

Vocês já viram algum animal selvagem com FRESCURA? Eu não. Mas experimenta colocar um cachorrinho na mão de uma mulher para ver como ele vai ficar…

“Mas desde quando cachorro é animal selvagem, Somir?”

Comeram cocô? O que você acha que um animal irracional vai ser? Ele nasceu selvagem e vai morrer selvagem. O máximo que dá para fazer é ensiná-los formas de tornar a convivência com você mais frutífera e agradável.

Ou vai dizer que não acham o máximo quando o poodle cor-de-rosa pula na frente de um pit-bull raivoso para proteger o dono? ISSO SIM É A NATUREZA DO ANIMAL!
E não essa coisa ridícula e vergonhosa de cachorrinho de madame. Acho até que quando um cachorro tem que defender A donA ele deve ficar dividido.

“Devo fazer a coisa certa ou continuar sendo uma peça de decoração para continuar sendo amado?”

Sim, porque mulheres fazem isso. Fazem com animais irracionais e fazem com os racionais também. Só que os racionais ganham sexo ao invés de biscoitos quando deixam de seguir sua natureza…

Lembram que eu falei de fidelidade como mérito?
Qual a graça de ser amada por um animal que ficou tão INÚTIL que tem medo de ficar longe da dona por cinco minutos? Por que é isso que pessoas como a Sally fazem com seus bichos. Ela COM CERTEZA vai dizer que trata bem, nunca deixa faltar nada e que eu sou um monstro que não dá comida para o próprio gato. Tudo balela. Ela sabe que no final das contas, a única pessoa que realmente se importa com o bem-estar do animal sou eu.

Um gato, um cachorro ou um periquito, que seja… Nenhum deles é um brinquedo. Eles não são a sua Barbie para adultas. Eles são seres vivos com personalidades incríveis que podem ser desenvolvidas para o bem ou para o mal.

Exemplo? O meu gato, o Goiaba, que ilustra essa postagem.
(Sim, esse é o nome dele. Ele é um gato, animal irracional e está cagando e andando para o nome… Nisso eu posso fazer o que eu quiser.)

O Goiaba foi criado com a liberdade de sair quando quiser, de ficar perto de mim quando quiser e de tomar suas pequenas decisões. Resultado?

Ele nunca passou mais que algumas horas longe das vistas, NUNCA fez suas necessidades fora do lugar designado, está sempre limpíssimo e com o pêlo brilhante, nunca ficou doente, jamais arranhou ou mordeu alguém sem motivos honestos. (Por mais que ele precise ser pego pelo veterinário às vezes, eu acho justo que ele odeie…)

Goiaba tem personalidade, me cumprimenta com um miado toda manhã (UM miado), fica ofendido quando eu viajo, expulsa os gatos vizinhos do meu quintal, tem medo de crianças e ódio de veterinários. E ele gosta de mim. Não precisei forçá-lo em momento algum, simplesmente MERECI deixando ele ser ele e mostrando os limites.

Ah sim, Goiaba gosta da Sally também. Mas gosta porque manda nela. Ele foi criado para ser independente, mas não ignora carinho. Sally se derretia por ele, grudava no bicho e enchia ele dessas comidinhas viadas para gatos. Goiaba foi criado para ser esperto, ele que não ia deixar de explorar o elo-fraco da casa. Me mata de orgulho!

Agora, perguntem para a Sally o que os animais de estimação DELA fazem além de cagar em tudo quanto é lugar e dar escândalo por qualquer coisa…
Está na cara quem cuida melhor do seu animal.

Animal não é brinquedo.


Aposto que Madame tentou desmerecer minha forma de agir com animais de estimação. Típico.

obs: Madame = Somir

Eu tenho muito claro na minha cabeça que bicho é bicho e gente é gente. Não sou favorável a excessos no trato de animais de estimação e não acho que eles sejam um instrumento para suprir carência dos seres humanos.

Entendo como excessos você colocar um bicho na mesa de jantar para comer com você, dar beijo na boca do animal, pintar as unhas do bichinho, dar leite condensado para ele comer e vesti-lo com roupas ridículas. Se bem que, dependendo da raça e do lugar onde se vive, uma roupinha é NECESSÁRIA, pois animais de pêlo curto, especialmente cães pequenos, podem até mesmo morrer de frio. Mas tem uma diferença entre um casaco funcional e uma roupa de cinderela.

Respeitadas normas básicas de bom senso e higiene, não vejo a menor necessidade de manter um distanciamento frio do animal de estimação, como o faz a Madame de cima. Não vejo grandes dramas, por exemplo, em dormir com um gato aos pés da cama. Mas aparentemente isso é o fim do mundo, se no meio da noite seu gato sobre na cama e você não o chuta contra a parede, você é “Maluca, sem noção e Felícia”.

Não vejo problema em dar carinho a animais de estimação. Não vejo problema em dar carinho quando eles pedem. Animais tem necessidades afetivas. Se um gato ou um cão está pedindo sua atenção, não custa nada brincar dez minutinhos com ele. Quem pega um filhotinho e o separa de sua mãe deveria pensar muito bem nisso. Não é o animal que vai suprir sua necessidade afetiva, é VOCÊ que vai ter que suprir as dele, porque você o tirou de sua família.

Também entendo parte da responsabilidade de ter um animal cuidar dele. Estou maluca? Não, né? E quando falo em cuidar, me refiro a alimentar (que tipo de monstro esquece de dar comida para seu animal de estimação? S _ _ _ _ ), dar as vacinas necessárias (quem é o irresponsável que não vacina seu animal? S O _ _ _ ), dar banho nele (que tipo de pessoa porca não dá banho no seu bicho? S O M _ _ ) e mantê-lo em segurança (quem é que deixa seu animalzinho na rua, sumido por dias? S O M I _ ).

Alimentar, cuidar da saúde, da higiene e da segurança é ser fresca? Ok, então talvez eu seja.

Mulheres costumam ser mais sensíveis e ter mais facilidade para demonstrar afeto e carinho do que homens (exceto essa nova horda de homens com sutiã). Não vejo sinal de fraqueza em fazer meu animal feliz. Nem espero que o homem se porte da mesma forma que eu, só que ME PERMITA que eu me porte assim sem uma infinidade de deboches e ironias.

E para a relação com o animal (o de estimação, não o Somir) funcionar, o ser humano tem que ser o alfa da matilha. Animais precisam de limites, é assim que eles vivem na natureza. Então, quando seu namorado diz para você “Não dou banho no Goiaba porque ele não gosta” (Goiaba = um gato que vive em uma casa com quintal), é normal que você fique chocada. Como assim “não gosta”? E gato por acaso tem que gostar ou deixar de gostar de uma coisa que é necessária? No momento em que eu entrei na loja e comprei ele e o separei da mãe, cabe a mim zelar pelo seu bem estar e sua saúde. Ele VAI tomar banho, gostando ou não, porque quem sabe o que é melhor para ele sou eu.

É um verdadeiro desfavor gente que compra um animal de estimação e espera que ele viva da forma como mais lhe agrade. Se nossos cães fossem auto-suficientes, não estariam andando com coleiras. Se jogar veneno no chão, o cachorro come. Dá para lavar as mãos e dizer “Olha, ele comeu porque ele quis, a escolha foi dele, não posso fazer nada”?

O afeto “em excesso” só faz mal quando não vem acompanhado de disciplina. É um desfavor gente que pensa que tem que gostar “mas não muito” do seu animalzinho se não ele fica mimado. Pode gostar muito, dar carinho o dia todo, desde que coloque limites quando necessário (tipo, vai tomar banho mesmo se não gostar do banho).

O que Madame escreveu pareceu coerente? Pois então perguntem quando foi a última vez que Goiaba tomou uma vacina… ou melhor, perguntem SE alguma vez na vida esse gato já foi vacinado… E perguntem também o porquê… “Goiaba não gosta de subir no carro para ir ao veterinário”.

Depois sou eu que mimo os bichos, né? O gato não gosta de subir no carro? Qual a opção mais coerente: fazer valer sua condição de alfa e botar ele no carro, se preciso for, debaixo de cacete, porque é para o bem dele, ou deixá-lo exposto a doenças e expor a vizinhança também? Eu não mimo bicho, eu sou carinhosa e afetuosa, mas quando precisa, tenho pulso firme. Perguntem ao Goiaba, que era tido como “um gato quase-selvagem, impossível de dar banho” se ele não tomou vários banhos nos tempos de ouro do meu reinado por ali? Impossível? Impossível é meu cu! (com trocadilhos, por favor). Madame, com 1,80m acha impossível dar banho no gato, no entando, a mocinha aqui, com um metro e meio, lavou e passou o gato dele. Ainda sequei com secador.

Como o Somir, existem vários cometendo o mesmo erro! Peço aos homens adeptos desse entendimento equivocado que reflitam e tratem melhor seus animais de estimação, porque o segredo para uma boa educação não é economizar na atenção e no carinho e sim se dar ao trabalho (porque é um trabalho do cacete) de educar. É muito mais fácil e cômodo dizer “Ele não quer…”. Mas criar um animal dá trabalho, se não quer trabalho nem tente. Existem coisas que independem do querer do animal, o querer do dono é soberano. Caso contrário, cuidado, em breve seu animal pode estar te levando para passar em uma coleira…

Eu sinto falta do Goiaba…