A polêmica da semana, que merecia ser Desfavor da Semana mas tomou uma proporção que nos impede de esperar até sábado, foi a decisão judicial sobre “cura gay”. Muito se falou “do juiz que disse que homossexualidade é doença” esta semana. Frases prontas como esta foram disseminadas nos corredores do seu trabalho, nas redes sociais e nas mesas de bar. Mas, de verdade, alguém sabe o que realmente aconteceu? Em minha opinião, foi algo ainda pior do que isso. Continue lendo

Eu queria estar lavando as cuecas do meu marido no tanque.

Talvez muitos de vocês (principalmente aqueles que me conhecem melhor) estejam surpresos com esta afirmação. É verdade, é de coração: eu queria estar lavando as cuecas do meu marido no tanque. Mas, em vez disso, trabalho em dois lugares diferentes, cerca de 12h por dia, vou para a academia, escrevo blog e tento me manter minimamente informada do que acontece no mundo, e, quando dá, esboço uma vida pessoal. Continue lendo

James Damore, funcionário do Google, lançou numa rede interna da empresa um manifesto de dez páginas sobre o que considerou o perigo da empresa viver numa “câmara de eco” politicamente correta, criticando algumas das políticas de inclusão de gênero e raça aplicadas pela empresa. Sua principal crítica era que o Google parecia incapaz de lidar com qualquer voz dissidente sobre o assunto, atacando aqueles que pensavam diferente. O material vazou para o resto da internet. James Damore foi demitido logo em seguida. Continue lendo