Certamente você escutou alguma gritaria sobre o assunto, mas talvez tenha escutado apenas fragmentos do que aconteceu. Informação parcial pode nos levara a conclusões erradas, portanto, a primeira parte deste texto será meramente informativa, para que, de posse de todas as informações, você possa formular sua opinião. A segunda parte será opinativa, caso você tenha interesse em saber o que eu penso.

Continue lendo

Ao redor do mundo, vemos mais e mais tiroteios. Pessoas que pegam armas e saem atirando em lugares públicos com o único objetivo de matar o máximo de pessoas possíveis. Mas mesmo vendo exemplos na Nova Zelândia e até mesmo no Brasil, a maior parte das ocorrências ainda acontece nos Estados Unidos. Em quem colocamos a culpa disso? É para ser culpa de alguém, certo? Certo?

Continue lendo

Nestes tempos de ânimos exaltados tem sempre um descompensado que acredita poder contar com as Forças Armadas Brasileiras como última instância: desde o mito ridículo de algum país desenvolvido tentar invadir a Amazônia até um Golpe de Estado, caso a democracia se esvaia. Pois bem, eu tenho uma péssima notícia para dar: não dá para contar com as Forças Armadas Brasileiras para nada. Sua realidade atual é risível, os militares não têm condição de absolutamente nada neste país.

Continue lendo

Por mais que gostemos de pensar que estamos minimamente no controle da nossa vida através da racionalidade, as evidências nos provam uma realidade bem diferente. Pudera: dos bilhões de anos de vida no planeta, apenas alguns milhares tiveram algo parecido com o cérebro humano. Nessa escala de tempo, o processo evolutivo acabou de descobrir o raciocínio lógico complexo e a capacidade de abstração. Quase todos nossos comportamentos pessoais ou sociais têm muito mais dos bilhões de anos de tentativa e erro de nossos ancestrais do que propriamente decisões racionais recentes. E é sob esse foco que eu quero analisar duas questões básicas da vida humana: alimentação e reprodução.

Continue lendo

Sabemos que o dia do casamento costuma ser um dia importante para a mulher e que o desejo para que corra tudo bem pode causar algum grau de estresse e nervosismo. Desde sempre noivas apresentam algum nível de ânimos exaltados quando se trata desta data. Porém, esta nova geração mimadinha sem capacidade alguma de frustração está passando de todos os limites. Graças aos faniquitos absurdos envolvendo o casamento, estas noivas “nova geração” ganharam até apelido: Bridezilla, uma mistura de Bride (noiva em inglês) com Godzilla.

Continue lendo