Constituição

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA IMPOPULAR DO DESFAVOR

PREÂMBULO

Nós, fundadores da República Impopular do Desfavor, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte, concluímos que estamos muito acima da média para manter a classificação de “blog”, “blogueiros” e similares, decidindo total emancipação e separação do mundo sem vida inteligente da internet e blogosfera, declarando nossa independência deste meio para instituir um Estado Totalitarista Populista, destinado a assegurar o exercício da liberdade de expressão sem mimimi e a verdade como valores supremos de uma sociedade não-alienada, realista e pensante, fundada na inteligência e racionalismo, comprometida, na ordem interna e internacional, com o raciocínio, o ateísmo e o questionamento, promulgamos a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA IMPOPULAR DO DESFAVOR.

TÍTULO I
Dos Princípios Fundamentais

Art. 1º A República Impopular do Desfavor é liderada por Tiago Somir e Sally Somir, inexistindo qualquer hierarquia entre estes, estando ambos aptos a decidir e responder um pelo outro, bem como a tomar decisões que determinem os rumos da nação.

Art. 2º A República Impopular do Desfavor, constitui-se em Estado Totalitarista Populista e tem como fundamentos:
I- Soberania de seus criadores
II- Ateísmo
III- Liberdade de expressão
IV- Desinteresse pelo lucro
V- Independência de poderes paralelos ou constituídos tais como imprensa, política e clamor social

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Impopular do Desfavor
I – construir uma sociedade livre, realista e crítica
II – garantir o desenvolvimento intelectual de seus cidadãos
III – erradicar a burrice, a alienação e crenças religiosas
IV – promover o bem de todos, através da informação

Art. 4º A República Impopular do Desfavor é composta pela seguinte hierarquia de membros:
I – Cidadãos, tidos como aqueles que já se faziam presentes com regularidade antes de 23 de novembro de 2011, aos quais serão conferidos uma série de privilégios como informações exclusivas, direito de sugestão de pauta e direito de postagem de textos de sua autoria.
II – Membros novatos, tidos como aqueles que se fizeram presentes após 23 de novembro de 2011, por um período regular
III – Escória, tidos como aqueles que não se fazem presentes de forma regular, adentrando na República Impopular do Desfavor em visita única e fazendo participações descontextualizadas
Parágrafo único. Membros novatos podem ser alçados à categoria de membros antigos quando alcançarem assiduidade por período considerável a ser estipulado em cada caso concreto.

TÍTULO II
Sobre a República Impopular do Desfavor

CAPÍTULO I
DO CONTEÚDO

Art. 5º A República Impopular do Desfavor é composta por textos que oscilam entre duas e quatro páginas, destinados a seres humanos com aptidão mental para leitura, compreensão e julgamento crítico de leitura, que devem também estar aptos a entender sutilezas, ironias, easter eggs e trolladas. O conteúdo da República Impopular do Desfavor pode ser desagradável, repugnante, inconveniente e politicamente incorreto. Nenhum cidadão é obrigado a permanecer na República Impopular do Desfavor, estando livre para deixá-la caso discorde de seus termos. Será composta pelos seguintes quadros fixos, além de outros que por ventura venham a ser inseridos por Emenda Constitucional
I – ELE DISSE, ELA DISSE, coluna onde os Líderes controvertem sobre um determinado assunto colocado em pauta, esboçando opiniões diretamente conflitantes, normalmente agendado para segunda-feira
II – DESFAVOR DA SEMANA, coluna onde os Líderes elegem acontecimento da semana que configure grande desfavor e o comentam
III – PROCESSA EU, coluna destinada a revelar verdades inconvenientes sobre grandes mitos, celebridades e subcelebridades, traçando um histórico completo da parte mais desfavorável de suas vidas em nossa busca incansável por um processo judicial
IV – DELETA EU, coluna destinada a criticar as porcarias existentes no mundo virtual e seus respectivos autores
V – DESFAVOR EXPLICA, coluna de cunho cultural que explica de forma simples e didática os mais diversos temas
VI – FLERTANDO COM O DESASTRE, coluna reservada para tratar temas polêmicos de forma ainda mais polêmica.
VII – CADE O SEU DEUS?, coluna anti-religiosa que visa comprovar o sadismo divino e a inutilidade de uma religião como forma de se resguardar de eventos desagradáveis
VIII – SALLY SURTADA, coluna com o único objetivo de criticar o sexo masculino e suas posturas, escolhas de vida e formas de relacionamento
IX – DES PORTES, coluna para abordar assuntos ligados a esportes
X – EU, DESFAVOR, coluna onde os Líderes narram eventos vexatórios de suas vidas
XI – SIAGO TOMIR, coluna e modalidade de Medida Sócio-Educativa que visa dar publicidade a situações constrangedoras da vida de Tiago Somir, reservada para os dias em que ele não cumpre sua agenda de postagens
XII – DESFAVOR LIVE, transcrição de diálogos dos Líderes via MSN
XIII – DESFAVOR NA NET, coluna que objetiva analisar o que se anda falando sobre a República Impopular do Desfavor na internet.
XIV – DESFAVOR RESPONDE, coluna destinada a responder de forma pública as perguntas dos cidadãos, encaminhadas para o e-mail responde@desfavor.com
XV – DES CONTOS, coluna composta por histórias de ficção, cujo carro-chefe é a LEC, Liga de Extermínio dos Crentes
XVI – EM DIREITO, coluna para tratar de assuntos jurídicos no geral
XVII – DESCULT, coluna para análise de livros, filmes, jogos e qualquer outra atividade cultural
XVIII – ANUNCIANTE DO MÊS, coluna que tem por objetivo mostrar algumas verdades inconvenientes sobre produtos e publicidade,que geralmente não são mostrados
XIX – DATA DESFAVOR, coluna que mostrará estatísticas e dados ligados à República Impopular do Desfavor
XX – O PASSADO ME CONDENA, transcrição de textos antigos de autoria dos Líderes, de qualidade duvidosa
XXI – DES POTAS, coluna destinada a discutir sugestões sobre como tornar o mundo um lugar melhor com finalidade egoística
XXII – PLANTÕES, coluna que não obedece agenda fixa, podendo inclusive coexistir com outras colunas, destinada a tratar assuntos de especial relevância, com informações privilegiadas
XXIII – DESFAVOR CONVIDADO, coluna onde se permite que um cidadão da República Impopular do Desfavor manifeste sua opinião de forma pública. Válido apenas para membros considerados antigos.
XXIV – FALA DESFAVOR!, coluna onde os Líderes respondem a alguns argumentos apresentados nos comentários
XXV – A SEMANA DESFAVOR, compilação de todas as notícias daquela semana que de uma forma ou de outra, foram um desfavor
XXVI – DES ATUALIZADOS, coluna focada em apresentar eventos históricos prévios à fundação da República Impopular do Desfavor como se estivessem acontecendo no momento
XXVII – NÃO FODE!, coluna para falar sobre sexualidade humana e todas suas assustadoras possibilidades
XXVIII – DES AVISADOS, coluna onde os Líderes entram em contato com pessoas ou entidades públicas com objetivos escusos
XXIX – NÃO É O FIM?, coluna onde reescrevemos finais de histórias famosas da forma como julgamos que deveriam ter sido

CAPÍTULO II
DOS FERIADOS NACIONAIS

Art. 6º Serão considerados feriados nacionais passíveis de comemoração temática os seguintes dias do calendário da República Impopular do Desfavor:
I – 12 de Fevereiro, dia em que se comemora o nascimento do Grande Sábio da República Impopular do Desfavor, Luiz Carlos Alborghetti, também conhecido como D´Alborga
II – 7 de Março, dia em que se comemora o nascimento do Mártir Transcedental da República Impopular do Desfavor, Rafael Pilha

Art. 7º Serão igualmente considerados feriados nacionais passíveis de comemoração temática as seguintes datas
– DIA DA MENTIRA, a ser celebrado em 25 de Dezembro, com o debate sobre a função social da mentira e seu papel como contenção social
– DIA DO AXÉ, a ser celebrado entre fevereiro e março, 40 dias antes da Semana Anta, onde se debaterá em profundidade esta forma nefasta de expressão (des)cultural
– SEMANA ANTA, a ser celebrada 40 dias após o Dia do Axé, onde se debaterá a imbecilidade daqueles que insistem em nortear suas vidas por dogmas religiosos
– DIA DOS FRACOS, a ser celebrado no dia 14 de Maio, onde será permitido choradeira, mimimi, vícios, auto-perdão e leitura de livros de auto-ajuda
– DIA DO NERD, a ser celebrado em 10 de Julho, onde será exaltado todo tipo de comportamento nerd
– DIA DO BULLYING, a ser celebrado em 12 de Outubro, dia destinado a praticar atos física e psicologicamente abusivos
– DIA DO TROLL, a ser celebrado em 17 de Abril, destinado ao ensinamento e aprimoramento de práticas de trollagem
– DIA DA EXCLUSÃO SOCIAL, a ser celebrado em 12 de Junho, data destinada a excluir minorias e maiorias vitimizadas e ridicularizá-las
– DIA DA INDEPENDÊNCIA E TIRANIA, a ser celebrado em 23 de Novembro, onde se comemorará o nascimento da República Impopular do Desfavor e sua independência da mediocridade geral que reina na internet

TÍTULO III
Dos Direitos e Garantias Fundamentais

CAPÍTULO I
DOS LÍDERES

Art. 8º Tiago Somir e Sally Somir são soberanos em qualquer decisão envolvendo a República Impopular do Desfavor, de forma totalitária e sem consulta popular, salvo casos excepcionais, assim declarados por unanimidade, onde será facultada votação democrática entre todos os cidadãos.

Art. 9º Os Líderes se comprometem a postagens diárias, com exceção dos Domingos, de conteúdo entre duas e quatro páginas, bem como a publicar quaisquer ofensas que lhes sejam proferidas, desde que resguardada sua privacidade e da terceiros.

Art. 10º O afastamento temporário ou permanente de um dos Líderes não autoriza sua substituição, ainda que consentida, por terceiros.

Parágrafo Único: O afastamento em definitivo de um dos Líderes da República Impopular do Desfavor, quando verbalizada de forma expressa e inequívoca, implicará no automático desfazimento desta, não podendo ser dada continuidade pelo Líder remanescente.

CAPÍTULO II
DOS MEMBROS

Art. 11º São direitos de qualquer membro da República Impopular do Desfavor:
I – Ofender os Líderes ou discordar destes, no todo ou em parte, desde que respeitada sua privacidade e a de terceiros
II – Expressar sua opinião ainda que esta vá de encontro com a moral, bons costumes ou padrões sociais
III – Divulgar as postagens da República Impopular do Desfavor com os devidos créditos

Art. 12º São direitos exclusivos dos cidadãos da República Impopular do Desfavor, assim definidos no art. 4º:
I – Requerer conselhos pessoais via e-mail
II – Realizar sugestões de temas para postagens ou enviar sua postagem como convidado
III – Privacidade, quando expressamente solicitado, sobre identidade e/ou conteúdo dos e-mails endereçados aos Líderes
VI – Solicitar a exclusão ou moderação de qualquer comentário, seu ou de terceiros, apresentado a devida justificativa para apreciação dos Líderes
Art. 13º Não serão aceitos como cidadão os membros que se portarem de forma massiva e exaustivamente repetitiva:
I – Politicamente correta ou moralista
II – Religiosa radical
III – Ecológica
IV – Hippie
V – Stalker
VI – Torcedor do Sport Clube de Recife
VII – Fazendo referência a José Mayer de Sunga
VIII – Postar desrespeitando a escrita correta, usando vocabulário deficiente e irritante

DA ESCÓRIA E DE TERCEIROS QUE NÃO INTEGREM A REPÚBLICA IMPOPULAR DO DESFAVOR

Art. 14º A Escória, assim definia no art. 4º, inciso III e qualquer outro não integrante da República Impopular do Desfavor terão os seguintes direitos:
I – Ameaçar exaustivamente os Líderes com um processo judicial, o qual se recomenda que seja efetivamente concretizado, sob pena de desmoralização e motivo de piada em toda a nação
II – Divulgar a República Impopular do Desfavor citando suas postagens em diversas redes sociais e realizando campanhas difamatórias que certamente aumentarão o número de leitores
III – Realizar comentários, ainda que prolixos, caracterizando a importância conferida ao teor da postagem bem como o alcance e a intensidade com a qual o argumento o afetou. Esta importância poderá ser manifestada através de palavras de baixo calão, tentativas de ofensas, ameaças ou qualquer outra forma que aplaque a angústia que a República Impopular do Desfavor causou em seus corações
IV – Rogar pragas tais como:
a) Espero que um dia isso aconteça com você
b) Você vai sofrer muito para aprender a não brincar com isso
c) Tomara que te processem
d) Tomara que te prendam
e) Tomara que te matem
f) É inveja
g) É mentira

V – Usar qualquer tipo de argumento medíocre, tais como:

a) Você gostaria que fizessem isso com um membro da sua família?
b) Você só sabe falar mal dos outros
c) Ela tem mais medo de você do que você dela
d) Você é gordo (a)
e) Você é feio (a)
f) Você é mal amado (a)
g) Você é nerd
h) Só Deus tem o poder de… – seguido por qualquer coisa
i) Só tenho uma coisa a dizer… – seguido por incontáveis linhas
j) Nem ia perder meu tempo com vocês mas… – seguido por qualquer coisa

Parágrafo Único: O rol dos incisos IV e V é meramente exemplificativo.

TÍTULO IV
Das Disposições Finais

Art. 15º A República Impopular do Desfavor, através de seus Líderes, se compromete a jamais fundar suas opiniões, divulgar dados ou nortear suas postagens com base em:
I – Propaganda política ou ideologia partidária
II – Visando qualquer benefício pessoal, seja ele financeiro ou não
III – Qualquer interesse que não seja o de informar e instigar o pensamento crítico dos leitores

Art. 16º Compromete-se ainda a:
I – Jamais revelar suas fontes
II – Proteger a privacidade de seus cidadãos com todos os recursos possíveis
III – Auxiliar seus cidadãos em caso de embate, ainda que fora do território da República Impopular do Desfavor, deslocando suas tropas
IV – Dar asilo a aqueles excluídos de outras localidades sob a condição de que estes sigam as normas nacionalmente impostas
V – Dar auxílio jurídico gratuito aos cidadãos na forma de consultoria e nas demais modalidades possíveis

Art. 17º A República Impopular do Desfavor se compromete a manter sua soberania, estando completamente desvinculada de qualquer meio de comunicação, partido político, religião, patrocinador ou qualquer tipo de interferência externa, dotada ou não de expressão financeira.

Art. 18º A República Impopular do Desfavor nasce, na presente data, como refúgio da Liberdade de Expressão, contra a tirania e a intolerância de uma sociedade histérica, hipócrita e politicamente correta, acolhendo todos aqueles que se identificarem com seus princípios.

Art. 19º Maradona é melhor do que Pelé

Art. 20º Chupa, Somir, quem mandou não revisar. Agora a Constituição está promulgada. Chupaaaaa.

101 desfavores sobre “Constituição

Só achei a República do desfavor hoje e gostei demais… me identifiquei com a constituição. Além disso estou caminhando pro ateísmo, curiosa com esse novo mundo. Também pretendo ter cidadania!

Muito bom! Devia ter lido esta Constituição antes.
– São aceitos membros desatentos, que só leem as normas depois de já terem comentados vários textos?
– O que me trouxe aqui:
“c) Ela tem mais medo de você do que você dela”.
Só de saber que não serei tachada como louca por temer um dinossauro em miniatura, fico feliz.

Em uma das minhas pesquisas sobre física quantica acabei esbarrando aqui, e desde então passei a ler (só vi a constituição agora, perdão por isso), adorei a forma como vocês escrevem, conseguem fazer uma crítica e fazer rir ao mesmo tempo… Fascinante.
Peço que carimbem meu passaporte.

Uma homenagem a um país tão hostil e tirânico como a gente, ou, em uma visão mais açucarada, ao meu chocolate favorito.

Adorei a constituição, me identifiquei por completo e me senti impelido a solicitar o carimbo em meu passaporte para a república. Conheci vocês na página do Ateu Atento no face. Gostaria muito de participar aqui expressando minha crítica e escárnio contra a religião e a sociedade hipócrita que nela habita! Espero ser aprovado!!!!!

Como entrei depois de 23 de novembro de 2011 não posso ser cidadã?

“Art. 4º A República Impopular do Desfavor é composta pela seguinte hierarquia de membros:
I – Cidadãos, tidos como aqueles que já se faziam presentes com regularidade antes de 23 de novembro de 2011, aos quais serão conferidos uma série de privilégios como informações exclusivas, direito de sugestão de pauta e direito de postagem de textos de sua autoria.

II – Membros novatos, tidos como aqueles que se fizeram presentes após 23 de novembro de 2011, por um período regular.”

Pelo visto esse ano vocês não estão muito comemorativos, não? Dois feriados nacionais foram ofuscados pela copa.
Tenho uma dúvida: quais as características necessárias para ser um Impopular? Basta ser leitor e não cometer atos considerados de BM?

Pena que também não é respeitado: se traz o Papa com dinheiro público para realizar missa na praia de Copacabana

Adendo (A.K.A.: O que caralhos eu quis dizer com isso): Maradona é melhor que o Pelé, sim (um tanto óbvio) mas é o melhor de todos os tempos? Eu realmente acho que não.

Se eu não gostasse tanto do desfavor eu até poderia continuar mas não tô afim de falar alguma merda muito grotesca e acabar banido.

Não tô dizendo que eu ia ser banido por causa da discordância, mas sim por algo a partir disso, mas também não tem importância alguma.

Textos mais tarde e nem me lembro mais como vim parar aqui. Este blog é uma flor linda e rara que nasceu do estrume da blogosfera que foi cagada pela bicho web.
Estou fascinado.

Gente,,,,cheguei até aqui por causa das malditas lagartixas….estou fascinada com o blog…
Gostaria de seguir….Sally vi sua resposta acima ,,,referente ao facebook ..eu adoraria …Sou um tanto…..quanto …kkk nerdis no que tange a informática.Abços.

Sandra, seja muito bem vinda. Uma pessoa que entende e ri dos nossos textos é algo raro de se achar! Fique com a gente e comente, comentários de pessoas como você sempre acrescentam!

Descobri este Estado por acaso mas gostei…indiquei pra minha filha e esposa…depois desindiquei…rsrsrs
Espero conseguir cidadania em algum momento…como desindiquei, elas virão aqui com certeza…abçs e pisem fundo.

Adorei os dois últimos artigos…rsrs

Todos os artigos são cláusulas pétreas? Se forem, Somir, paciência, compadeço com você…haha

Comecei agora, não vou pedir “passaporte”, pois meus horários são muito complicados… veremos com ficará minha visitação. Se eu me tornar assídua como eu pretendo, pedirei, com certeza…;)

Conheci esta nação pela matéria do Danilo Gentili, a da vaca leiteira (você sabia que era essa, mas fiz questão de dizer).
Só não concordo com o art. 19°, mas nem vou discutir …………..
Li também a matéria do cú, me diverti muito.
Enfim, quero meu passaporte.

Sally e Somir,

Estou fascinada com a República Impopular do Desfavor, muito original, crítica e cheia de criaturas estranhas pensantes, que estão em falta nas outras nações.
Como, atualmente, sou uma apátrida, anseio por cumprir aos requisitos e poder solicitar minha naturalização, tornando-me uma cidadã.

Minhas saudações aos líderes.. :) ha ha

Teremos comemorações épicas no dia 23? Estou ansiosa para saber o que os ditadores farão para comemorar o nascimento do desfavor.

Não sei do que você está falando, mas se me mandar uma data prometo instituir o dia da Lindamar. Você topa? Você participaria da postagem desse dia?

A propósito, o anonimo da Constituição era eu, esqueci de por o meu nome. Como eu faço pra deixar isso travado? Não tem como dar login nessa joça…
E sim a CF/88 é tipo uma “diz-tudo, cumpre-se nada”. Só o Art. 5º dava uma boa constituição…

Phill, não sei como se faz para deixar logado, tem que perguntar ao Somir. O tamanho da constituição depende da educação do povo. Existem constituições de países desenvolvidos com dez artigos apenas. Infelizmente o brasileiro é o tipo de pessoa que precisa dos mais mínimos detalhes. Sabe aquelas frases idiotas em manual de eletrodoméstico do tipo “não colocar animais de estimação no microondas”ou ainda “não enfiar no orificio anal”? A CRFB/88 é uma versão jurídica disso…

pergunta besta mas, pq 17 de abril? mt loucamente ela calha como troll perfeito: em 17 de abril de 2016 — A Câmara dos Deputados do Brasil aprovou o relatório que pedia o afastamento da presidente Dilma Rousseff. HUAHUAUHAHUAHUHUAHUAHUAHUAHUHUAHUA

Ainda temos que contratar os funcionários que você terá que subornar…
Roma não foi construída num dia.

Não ia ter mudado muito se a revolução tivesse sido televisionada, não para mim, pelo menos.

Já que tu respondeu…Tem como dar uma caprichada nos documentos?

Estou com um verdadeiro e sério medo de colocar na minha prova discursiva de Constitucional hoje: “Segundo o art. 2, II da RID, a liberdade de expressão é garantia constitucional a qualquer cidadão ou escória…”

Anônimo, se isso acontecer, você mostra a nossa constituição para o seu professor que, modéstia à parte, é muito melhor que a CRFB/88. Porra prolixa do caralho, trata de tudo quanto é assunto e não apenas dos temas verdadeiramente constitucionais!

Art. 4º A República Impopular do Desfavor é composta pela seguinte hierarquia de membros:
I – Cidadãos, tidos como aqueles que já se faziam presentes com regularidade antes de 23 de novembro de 2011, aos quais serão conferidos uma série de privilégios como informações exclusivas, direito de sugestão de pauta e direito de postagem de textos de sua autoria.

Sinto-me cidadã!! :D

Art. 11º São DIREITOS de qualquer membro da República Impopular do Desfavor:
III – Divulgar as postagens da República Impopular do Desfavor com os devidos créditos

Não deveria ser DEVER?!
o.O

Henrique,

Nada é sagrado aqui.

Eu sabia que ele ai postar apressado, como sempre. Ontem eu ainda disse para ele ao telefone: “Revisou?” e ele afirmou que tinha revisado. Eu esbocei dúvida e ele se ofendeu. BEM FEITO!

Onde faço solicitação de título de eleitor, RG e passaporte?

Sei que foi por um excelente e justificado motivo, mas não façam isso mais não. Abstinência pode matar.

Marok,

Nunca mais eu deixo o Somir fazer uma porra dessas. Se quiser mexer no blog vai ter que fazer comigo postando. Aprendi a lição!

Tiago somir e Sally Somir???
Voltaram a ser um casal, é isso??? rsrsrs

Quero minha cidadania hein… acompanho vcs desde o HTP ( vão me banir por isso??? ai ai ai )

O Estado Totalitário Populista tem por definição a disposição de ouvir seus cidadãos. Mas sofre de um caso crônico de audição seletiva…

Sally, e a postagem que eu sugeri há anos sobre a origem pagã do Natal, agora sai?

Estava ansiosa pelo retorno de vocês!

Eu lembro disso… Você chegou a mandar e-mail sobre o assunto.
Mas já estamos com planos para este Natal… Vamos ver se dá para encaixar antes.

Poxa finalmente. :D

Saudades do Desfavor, e eu quero meu status de cidadão, acho que já estou aqui a mais de um ano :D

Pedro,

Basta ter registros antigos nos comentários que você é automaticamente cidadão, não precisa de reconhecimento formal.

Voltamos para ficar.

Ah isso não é problema, em vários tópicos daqui ;)

Bem vindos de volta. Agora só me pergunto se o Somir vai cumprir a parte da constituição que diz sobre “dar assistencia vie e-mail”. Hahhahaaha, não consigo imaginar ele fazendo isso :D

Pedro, provavelmente quem vai ter que arcar com essa parte sou eu. Mas ele ganhou umas novas atribuições e vai ter que se virar para colocá-las em prática. Uma delas vai beneficiar diretamente a vocês…

senti falta de ‘somira responde’ e ‘publiciotários’, em ‘do conteúdo’. e aí?

outra coisa, existe alguma explicação para a escolha das datas dos feriados do dia dos fracos, do nerd e do troll?

Maria Cecília,

Tudo na República Impopular do Desfavor é baseado em Easter Eggs.

As postagens de conteúdo voltarão também. Algumas novidades de conteúdo também estão por vir.

Não somos Deus, mas nosso filho ressuscitou!

Somira morreu, Sally esqueceu do Publiciotários.
E como ela esqueceu, precisamos “emendar” a Constituição. *sorriso troll*

Porra, que alívio! Tô naquele esquema do Papa Carol, beijando o chão no desembarque. Tava me roendo por esse retorno, mas valeu a pena cada instante de leituras insípidas em outros lugares; agora passo pela alfândega apreciando ainda mais essa nação soberana!

Bossuet,

Estamos melhores no formato. Olha que luxo, eu posso responder aos comentários logo abaixo, não precisa fazer aquela presepada de ir até o final de todos os comentários para responder.

Mas não se preocupe, é só no formato que melhoramos. Amanhã mesmo você vai ver que o nível das postagens continua “passaporte para o inferno”. Não perca o Processa Eu de amanhã.

Paulo Rabbit,

Desfavor era chapeuzinho vermelho comparado com a República Impopular do Desfavor. Agora não tem lei, nós somos a lei.

Gente,
frequento aqui desde a primeira postagem, so nao comento muito (nunca, na realidade). Quero status de cidadã, viu?

Queria parabenizá-los pelo excelente conteúdo que vocês publicam aqui. Nessas semanas sem o desfavor me senti uma verdadeira orfã.

Ah, eu sei que vocês não irão, mas que tal fazer um perfil no facebook? Eu sempre compartilho textos de vocês lá, mas acho que meus contatos não dão muita moral não :/

Talvez com uma página ficasse mais fácil difundir a sabedoria dessa querida nação desfavor!

Bisous,

Cath

Cath, a gente sabe que você é das antigas.

A República Impopular do Desfavor é soberana e declarou independência e guerra aos demais vizinhos. Facebook não é uma opção.

Decisão acertada, se começar a querer espalhar noticias sobre a soberania do Desfavor, utilizando os meios dos inimigos que mais ajudam a espalhar a ignorância e a futilidade, isso poderia minguar todo o processo democrático, pois com certeza em Facebooks da vida, bloqueios e banimentos seriam mato para a Republica, por isso concordo, não percam tempo com redes sociais, quem quer vai até o conhecimento, e não fica esperando que alguém “compartilhe” com ele para então se ligar.

Responder

Não precisa preencher nada além do comentário. Seu e-mail não vai ser publicado.
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>