A variante P.1, identificada originalmente em Manaus, está se espalhando não só pelo Brasil, mas também pela América do Sul. Cerca de 40% dos casos de coronavírus detectados recentemente em Lima, no Peru, estão associados à variante, segundo informações do Washington Post. No Uruguai, a cepa é responsável por 30% dos casos de Covid-19 e no Paraguai, metade dos casos identificados na fronteira com o Brasil são causados pela P.1, segundo informações do jornal americano. LINK


É o Brasil exportando sua excelência em cultivo de vírus. Azar dos vizinhos e Desfavor da Semana.

Continue lendo

Se alguém colocou no bolão, parabéns: morreu aos 99 anos de idade o príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth do Reino Unido. E isso provavelmente não vai surpreender ninguém, mas muita gente da esfera lacradora internacional está comemorando. Comemorando a morte de um nazista, racista, sexista e tudo mais que conseguiram atribuir à pessoa. Mau gosto, desinformação ou crítica justa? Um pouco de tudo.

Continue lendo

Sally explica a história dos CPFs no próximo CoronaFAQ?

Todo governo tem ou deveria tem um controle das pessoas que adoecem e morrem no país, pois são dados extremamente úteis para uma série de circunstâncias. No Brasil, esses dados são colhidos pelos hospitais e inseridos em um sistema chamado Sivep-Gripe – Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe, onde os próprios profissionais da saúde fazem a contabilidade e, ao final do dia, inserem os dados no sistema pelos computadores dos hospitais. Alguns dados são obrigatórios (mesmo com pressa ou grande demanda tem que preencher) e outro são opcionais (se a pessoa estiver em um dia tranquilo e tiver boa vontade, pode inserir). Até então, o CPF era um dado opcional.

Continue lendo

Tem país que só dá a vacina de Oxford para maiores de 60 e tem país que só da vacina de Oxford para quem é menor de 60. Tem país que nem que dar mais. Afinal, quem pode tomar?

A Covishield, vacina fabricada pela Astra Zeneca, conhecida como “vacina de Oxford” vem enfrentando várias polêmicas. Como já falamos dela em outros FAQs, vou citá-las de forma bem resumida:

Quem não quer aplicar em ninguém: Há países que afirmam que algumas variantes, como a da África do Sul, tem o poder de burlar, ainda que parcialmente, esta vacina. De fato, os resultados da imunização com a Covishield na África do Sul são muito mais baixos. Porém, ainda não se tem certeza de que seja pela variante, uma vez que é um país com uma série de questões (como por exemplo altíssima incidência de HIV, que afeta diretamente o sistema imunológico) que podem distorcer a eficácia da vacina. A fabricante, o laboratório AstraZeneca, afirma que a sua vacina é eficaz contra todas a variantes.

Continue lendo