Des Contos

Sequestro é coisa séria, a não ser quando sequestram um palhaço...

Enquanto isso, num cativeiro:

SEQUESTRADO: Quando eu vou sair daqui?
SEQUESTRADOR: Quando pagarem seu resgate.
SEQUESTRADO: Mas já faz três semanas que eu estou aqui…
SEQUESTRADOR: Então não pagaram seu resgate.
SEQUESTRADO: Quanto vocês pediram?
SEQUESTRADOR: Você.
SEQUESTRADO: Hã?
SEQUESTRADOR: Quanto você pediu… Você porque eu trabalho sozinha.
SEQUESTRADO: … Sozinha?
SEQUESTRADOR: É… Não! SozinhÔ! Sô macho, porra!
SEQUESTRADO: É que sua voz é meio…
SEQUESTRADOR: MEIO O QUÊ?
SEQUESTRADO: Nada… nada… esquece.
SEQUESTRADOR: Humpf… Agora vê se fica quieto!
SEQUESTRADO: Sim senho… senhor…
SEQUESTRADOR: …
SEQUESTRADO: Mas…
SEQUESTRADOR: *suspiro*
SEQUESTRADO: Quanto você pediu?
SEQUESTRADOR: Um milhão de reais.
SEQUESTRADO: Pfft… hahaha…
SEQUESTRADOR: Tá rindo doquê?
SEQUESTRADO: Minha família é pobre! Nunca que daria pra pedir essa quantia.
SEQUESTRADOR: Ah, vai começar a criticar o meu trabalho agora?
SEQUESTRADO: Trabalho?
SEQUESTRADOR: Crime… Mas, você entendeu.
SEQUESTRADO: Não entendi a parte do um milhão de reais.
SEQUESTRADOR: Eu não te solto por menos.
SEQUESTRADO: Mas esse dinheiro minha família nunca vai ter!
SEQUESTRADOR: Vem cá, quantos seqüestros você orquestrou?
SEQUESTRADO: Nenhum.
SEQUESTRADOR: Então pode me considerar a especialista daqui, ok?
SEQUESTRADO: A especialista?
SEQUESTRADOR: Isso aqui virou a patrulha do artigo?
SEQUESTRADO: Você é mulher.
SEQUESTRADOR: Mesmo se fosse, você não percebe que estaria mais seguro sabendo o mínimo possível sobre mim?
SEQUESTRADO: Agora as coisas fazem sentido.
SEQUESTRADOR: Cuidado… você não está em posição de abusar do meu bom humor…
SEQUESTRADO: …
SEQUESTRADOR: E eu não sou mulher. Esquece isso.
SEQUESTRADO: …
SEQUESTRADOR: …
SEQUESTRADO: Você tem medo que eu te respeite menos por ser mulher?
SEQUESTRADOR: *bufando* Cala a boca!
SEQUESTRADO: Até que você me seqüestrou bem… sabe, considerando…
SEQUESTRADOR: Você não tem medo de morrer, é?
SEQUESTRADO: Você não me mataria…
SEQUESTRADOR: Porque eu sou mulher?
SEQUESTRADO: AHÁ!
SEQUESTRADORA: Não estou confirmando!
SEQUESTRADO: Essa sua voz de homem não é muito convincente.
SEQUESTRADORA: Tá bom, eu sou uma mulher. Feliz?
SEQUESTRADO: Não, eu estou amarrado e vendado num lugar que não sei onde fica e minha família está desesperada. Não estou feliz.
SEQUESTRADORA: Você andou brigando com a sua família?
SEQUESTRADO: Hã?
SEQUESTRADORA: Sei lá, eles não me pareciam muito empolgados para pagar…
SEQUESTRADO: Claro! Você pediu um dinheiro que eles nunca vão ter!
SEQUESTRADORA: Olha, sua mulher não me passou a impressão de estar desesperada.
SEQUESTRADO: Isso é tortura psicológica. Não caio nessa.
SEQUESTRADORA: Nem chorar ela chorou.
SEQUESTRADO: Cala a boca!
SEQUESTRADORA: Eu já seqüestrei um cachorro e a dona chorou…
SEQUESTRADO: Um cachorro?
SEQUESTRADORA: Você nem imagina o mercado que existe aí.
SEQUESTRADO: …
SEQUESTRADORA: As madames pagam mais rápido do que se fosse o filho delas.
SEQUESTRADO: Me parece um crime meio…
SEQUESTRADORA: MEIO O QUÊ?
SEQUESTRADO: Fraquinho.
SEQUESTRADORA: Chega, vou te colocar uma mordaça!
SEQUESTRADO: Ou uma focinheira… hahahaha…
SEQUESTRADORA: Cala essa boca, seqüestrado!
SEQUESTRADO: Não precisa ficar nervosa, Cruela.
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: O que te fez sair do ramo de sequestro de cachorros?
SEQUESTRADORA: Não te interessa.
SEQUESTRADO: Me parece um grande avanço partir para humanos.
SEQUESTRADORA: Pelo seu nível, acho que foi até um retrocesso.
SEQUESTRADO: Preciso mesmo ficar com essa venda?
SEQUESTRADORA: Se quiser ficar vivo, precisa.
SEQUESTRADO: Vamos resolver isso de forma pacífica.
SEQUESTRADORA: Claro, é só sua família pagar.
SEQUESTRADO: Sabe, eu acho que a gente se entende bem.
SEQUESTRADORA: Faça-me o favor.
SEQUESTRADO: Não precisamos ser inimigos. Você me solta e a gente se conhece melhor…
SEQUESTRADORA: Escuta aqui, Síndrome de Estocolmo acontece no seqüestrado. Não adianta tentar virar o jogo.
SEQUESTRADO: Meu casamento vai mal.
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: Faz tempo que eu quero sair daquilo.
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: E você parece ser uma mulher tão corajosa, tão… dinâmica.
SEQUESTRADORA: Obrigada.
SEQUESTRADO: E agora que você parou de fingir, deu para perceber que você tem uma voz muito bonita.
SEQUESTRADORA: Eu mereço…
SEQUESTRADO: A dona é tão bonita quanto?
SEQUESTRADORA: Deveria existir um curso de seqüestrados. Assim você não falaria tanta bobagem.
SEQUESTRADO: A gente pode trabalhar junto!
SEQUESTRADORA: Eu preferia trabalhar com cachorros…
SEQUESTRADO: Podemos fingir que eu morri, assim minha família ganha o meu seguro de vida e para de me procurar.
SEQUESTRADORA: E o que eu ganho com isso?
SEQUESTRADO: Um cúmplice.
SEQUESTRADORA: Ainda prefiro um cachorro.
SEQUESTRADO: Você se acha feia?
SEQUESTRADORA: Não!
SEQUESTRADO: Então porque não quer me dar uma chance de te ver?
SEQUESTRADORA: Você é maluco ou muito carente? Eu sou sua seqüestradora! Para de tentar me conquistar!
SEQUESTRADO: O amor surge nos lugares onde menos esperamos.
SEQUESTRADORA: Agora você está sendo brega.
SEQUESTRADO: Você gosta mais quando eu sou grosso?
SEQUESTRADORA: Eu não gosto de nada! Cala essa boca e fica quieto no seu canto.
SEQUESTRADO: Pensa comigo… Minha família não vai pagar e você vai ter que decidir o que fazer. Se você é malvada mesmo, vai me matar…
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: Se vai me matar, pelo menos pode me conceder um último pedido.
SEQUESTRADORA: Seu último pedido é me ver?
SEQUESTRADO: Sim.
SEQUESTRADORA: Certeza que sua família não tem esse dinheiro?
SEQUESTRADO: Certeza. Acho que o último rico da linhagem foi meu bisavô.
SEQUESTRADORA: Merda!
SEQUESTRADO: Mas se você me aceitar como seu parceiro de crimes, ambos só temos a ganhar.
SEQUESTRADORA: De um jeito absurdo, você tem um bom ponto.
SEQUESTRADO: Deixa eu ver minha Clyde.
SEQUESTRADORA: Brega de novo.
SEQUESTRADO: Estou esperando, meu amor!
SEQUESTRADORA: Olha, eu não estou maquiada, toda descabelada… Minha meia calça estava na minha cabeça até pouco tempo atrás e…
SEQUESTRADO: Eu não ligo. Vamos… Você também está sentindo o que eu estou sentindo, eu posso perceber pela sua voz…
SEQUESTRADORA: Você é maluco… Eu… Gosto.
SEQUESTRADO: Então me solta e vamos ficar juntos. É coisa do destino você ter me pegado.
SEQUESTRADORA: Tá bom. Eu quero viver essa paixão! Estou tirando a venda…
SEQUESTRADO: Isso! Eu quero ver a mulher da minha vi…
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: …
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: É…
SEQUESTRADORA: O que foi, meu querido?
SEQUESTRADO: Não vai dar certo.
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: Não é você, sou eu. Eu não sei se posso… é… ser um fora-da-lei.
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: E eu tenho a minha família.
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: Mas você entende, né? Talvez mais para o futuro…
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: Eu me divorcio com calma, você faz uma dieta…
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: Está saltando uma veia… Na sua… testa…
SEQUESTRADORA: …
SEQUESTRADO: Pode colocar a venda de volta? Eu acho melhor enquanto espero para ver se a minha mulher consegue esse dinheiro.
SEQUESTRADORA: *click*

Espíritos do mal, transformem esta forma decadente em UMA VERGONHA!

Passou o ano e nenhum filho da puta se habilitou a processar a gente. Isso prova a nossa teoria de que gentinha babaca e covarde se sente mais protegida ao ficar alardeando que vai processar caso falem mal, mas na hora do vamos ver, todo mundo peida. Quem sabe neste ano alguém se habilita a de fato nos processar. Já não me iludo. As pessoas não tem um pingo de vergonha na cara, só sabem bravatear.

O Processa Eu de hoje fala de uma pessoa babaquinha, sem brilho algum, que se não tivesse feito uma grande merda recentemente teria passado despercebido pelo Desfavor. Sempre foi um arrogante elitista, mas sabe como é, tem tantos desses por aí! Precisou dar uma amostra pública de escrotidão. Preconceituoso? Sim, e pior: burro e incompetente. Como toda pessoa que é pouca merda, não tem pudor de diminuir os outros. O Processa Eu de hoje é sobre Córis Basoy. ISTO É UMA VERGONHA!

Córis é o filho mais novo dentre cinco irmãos. Sua família é de origem russa e são judeus. Na TV ele parece todo seguro de si, todo fodão dono da verdade, voz do bom senso e da sabedoria. Nada disso. É um inseguro daqueles que usam agressividade como defesa.

Quando tinha um aninho, Córis teve poliomelite (tenham em mente que quando ele tinha um ano de idade, não existia vacina… provavelmente não existia nem luz elétrica). A doença deixou seqüelas, até os dez anos de idade Córis mal podia andar. Usava aqueles suportes de metal estilo Forrest Gump. Recebeu apelidos como Mula Manca (Desfavor acha bacana passar a chamá-lo assim nos dias de hoje) e era excluído das brincadeiras porque não podia correr. Há relatos sobre como isso o deixou inseguro e fragilizado. Parece que o trauma se estende até hoje.

Sem querer levantar uma nova lebre, vamos ler uma entrevista que o próprio concedeu contando sobre sua infância e sua condição: “Eu percebia que era um incômodo, estorvo. Muitas vezes essas coisas ficaram caladas em meu pequeno peito infantil.” Duas perguntas: Porque o tempo verbal no passado? ERA um estorvo? ERA um incômodo? E “meu pequeno peito infantil”? Quem se refere a um sofrimento represado como “em meu pequeno peito infantil”?

Aos nove anos de idade foi levado aos EUA para fazer uma cirurgia e aos dez voltou a andar. Mas a insegurança nunca o deixou. Curiosamente hoje ostenta um discurso anti-preconceito seletivo. Para aqueles que sofrem dos mesmos problemas que ele sofreu, há compreensão, amor e carinho. Para os demais, deboche, humilhação e falta de respeito.

Essa pinta de sabe-tudo e dono da verdade é embuste. Nosso suposto “mente brilhante” foi reprovado diversas vezes no colégio. “Mas Sally, o bichinho estava numa cadeira de rodas, normal ele ter dificuldades”. Não, não. Ele foi reprovado diversas vezes no segundo grau. Seria ele burro ou vagabundo? Talvez ambos. Depois foi cursar direito, mas nunca chegou a se formar. Que curriculum acadêmico bacana! Melhor assim, direito não é um curso para inseguros. Não tem iluminação que ajude a parecer mais bacana, não tem maquiagem e não tem esquema de regravar quando erra. A. Mula Manca não teria se dado bem por lá.

Como não podia jogar futebol por causa de sua condição ponto e vírgula e também não podia ficar no gol porque era míope, era juiz de jogos de futebol de várzea. Um dia, apitou uma final e foi ameaçado por ambos os times. O que ele fez? Ele peitou e apitou como queria? Não. Ele afinou e o cagasso era tanto que demorou mais dez minutos além do tempo regulamentar para terminar o jogo. E não teve coragem de apitar o fim do jogo! Aconteceu uma briga e ele, em vez de impor moral e separar, saiu correndo com a bola e o apito e pegou um táxi. Nunca mais apitou. Pelo visto ele só é valente atrás das câmeras.

Não tendo diploma, teve que cavucar alguma atividade que não precise de estudo universitário. Caiu para o jornalismo. Qualquer um pode ser (ou ao menos, se dizer) jornalista: Bavid Drasil, Relso Cussomano e até mesmo Cudovil. Porque não ele? Em 1956 (espíritos do mal, transformem esta forma decadente…) foi trabalhar como narrador esportivo em uma emissora de rádio. Fico me perguntando como seria a narração de uma pessoa como ele, todo fresco, cheio de viadagens e chiliquento.

Como veio de uma família relativamente influente e com um dinheiro razoável, recebeu um empurrão aqui, outro ali e nessa foi subindo na vida. O repetente sem diploma não podia andar pelas próprias pernas (Há!). Nessa foi subindo. Porque na Suíça, competência profissional (que profissão?) nem sempre conta muito. Muitas vezes valem mais os contatos. Chegou a ser Secretário de Imprensa e, pasmem, SECRETÁRIO DE AGRICULTURA. Vocês visualizam esse mauricinho arrogante plantando um pé de mandioca? (sintam-se livres para fazer piadas de duplo sentido). O que esse cidadão entende de agricultura?

Em 1974 entrou no jornal Folha de Pão Saulo, um dos jornais mais arrogantes, babacas e donos da verdade da Suíça. O jornaleco com pretensões intelectualóides e opiniões sempre a favor do contra idolatrado pelas supostas mentes pensantes suíças era a cara de Córis Basoy.

Normalmente quem ingressa em uma grande corporação como um jornal de grande circulação rala pra caralho para conseguir galgar todos os degraus, para, quem sabe um dia, depois de anos, alcançar um posto de destaque. Mas não Córis, o repetente que nem diploma tinha, que apenas TRÊS MESES depois de entrar no Jornal Dono da Verdade chegou a EDITOR-CHEFE. Ahhhh… como deve ser bom ter um trampolim para ser catapultado profissionalmente sem fazer esforço!

Ficou no jornal poucos anos, saindo para ocupar outro cargo no mesmo esquema de “por favor, emprega meu filho que não conseguiu se formar em nada aí, ele é burrinho mas é um bom garoto”. Acabou voltando ao mesmo Jornal Sou de Esquerda Mas Não Mexa nos Meus Bens em 1977, desta vez chegando a ser o editor responsável pelo jornal.

Na TV, começou em 1961, atuando como repórter de um programa pré-histórico que nem vou citar o nome porque quase todos nós estávamos no saco dos nossos pais na época. Muito tempo depois, foi para o SST, Sistema Suíço de Televisão, uma emissora sensacionalista cujo dono joga notas de dinheiro para ver os pobres se estapeando para pegar. Mais tarde foi para outra emissora. Nem vale a pena entrar em detalhes, porque na Suíça só tem duas emissoras: Rede Bobo e o resto. Córis sempre viveu no resto.

Como lhe é peculiar, defendeu a seu modo a ditadura militar. Durante o período da ditadura ele estava ali, em um grande jornal, dando suporte (até porque, se não estivesse dando suporte ocupando um cargo tão visado, estaria morto ou teria sido exilado). É a cara dele gostar da ditadura (com ou sem trocadilhos). Coloca aí no curriculum dele: DELATOR DO CCC – COMANDO DE CAÇA AOS COMUNISTAS. Dedurou um monte de gente.

Seu estilo sempre foi o mesmo. Ar de revoltadinho indignado com desmandos que ele se permitiu a vida toda mas não permitiu aos outros. Como ousa falar mal de alguém que entra pela janela em alguma instituição? De alguém que sobe na vida graças a contatos, ligações e conxavos? Como é que um delator ousa falar em ética?

Ainda me lembro de quando ele foi demitido de um canal furreca em 2006, por ser uma pessoa extremamente difícil, arrogante e não se dar bem com ninguém. Córis culpou um partido político, aquele do Presidente da Suíça, dizendo que este partido fez pressão para que ele seja demitido (são sempre os outros…)

Por fim, este cidadão se firmou como âncora de telejornais. Quão difícil pode ser? Ele tem que LER as notícias. Não precisa pensar, não precisa criar, ele tem que LER. Mas pelo visto, é extremamente difícil para esta pessoa manter sua língua venenosa dentro de sua boca. Em um lastimável episódio recente, enquanto exibia diversos suíços desejando votos de “Feliz Ano Novo” e demais breguices, Córis comentou, ao ver a imagem de dois lixeiros no ar:

“Que merda: dois lixeiros desejando felicidades… do alto de suas vassouras… dois lixeiros… o mais baixo da escala do trabalho”

Não, Córis. Não são não. Eles fizeram concurso para estar ali. E passaram. Ao contrário de você, que entrou pelo janelão mais de uma vez. Eles exercem o trabalho deles de forma correta, ao contrário de você. Eles não tem preconceitos, ao contrário de você.

Pior foi o pedido de desculpas dele no dia seguinte. Você vê que ele não está nem um pouco arrependido. Sabe dois irmãos quando brigam e a mãe obriga a fazerem as pazes sob pena de todo mundo apanhar? Foi mais ou menos isso, foi mais ou menos um “pede desculpas pro seu irmão já!”, seguido de um “desculpa” cuspido da boca para fora:

“Ontem, durante o intervalo do ‘Jornal da Band’, em um vazamento de áudio, eu disse uma frase infeliz, que ofendeu os garis. Por isso, quero pedir profundas desculpas aos garis e aos telespectadores do ‘Jornal da Band’.”

Ele não pareceu nem um pouco mortificado com as ofensas que proferiu. Ele LEU o pedido de desculpas, do tipo “eu nem queria falar esta merda, mas escreveram pra mim e me mandaram falar”. E corre o boato de bastidores que esse microfone ligado foi proposital, porque as pessoas que trabalham com ele estavam tão de saco cheio de ouvir esses comentários pejorativos preconceituosos que decidiram dar um basta e deixar um furo para ele se foder todo. E quer saber? Bem feito.

Hoje, ele se faz de vítima e diz sofrer horrores com cyberbullying. Para meu espanto, um colega seu de emissora ainda saiu em sua defesa. E para meu espanto maior ainda, a Mula Manca não perdeu o emprego. Suíça é assim, essa coisa meio cristã de “faça quanta merda quiser, se você se desculpar e se arrepender depois, tá tudo bem”. É isso aí, se você se desculpar depois, pode fazer qualquer merda, porque a reprovação social cai em cima de quem não aceita as desculpas: “Ai que horror, ele se desculpou, coitado”. Vai dar meia hora de cu, porque aqui a gente tem o coração azedo e desculpa é o caralho.

Há relatos de que a uma ação cível, movida pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Serviços, Asseio e Conservação, Limpeza Urbana, Ambiental e Áreas Verdes (Fenascon) estaria movendo ações contra ele, ao que parece, criminais. Não, gente! Não! Eu já não falei que ele é judeu? Bate onde dói, gente! Não pede cadeia, pede indenização! Dinheiro!

Uma jornalista (que escreve “menas” em seu blog, mas tudo bem) saiu em defesa da Mula Manca dizendo que este comentário não muda em nada os anos de excelente jornalismo. Hã? Excelente? Apoiando ditadura militar? Entrando nos empregos pela janela? Destratando sistematicamente seus colegas de trabalho e subordinados? Fazendo aquela carinha de arrogante mostrando aquela dentição medonha para as câmeras? E mesmo que fosse um bom jornalista, QUE NÃO É, mudaria sim. Mudaria porque veríamos que sempre foi um hipócrita e que no fundo é uma pessoa babaca.

Córis nunca casou ou teve filhos. Sempre tem alguém que chove no molhado e diz que ele é gay. Tudo bem, mas gays casam, tem relacionamentos afetivos e eventualmente adotam crianças, de onde se depreende que a Mula Manca nunca casou porque tem uma personalidade repulsiva mesmo. “Mas Sally, o cara é uma bicha e você não vai sacanear isso?”. Não, não acho demérito ser gay. O grande demérito é que ele seja um recalcado covarde passivo-agressivo de merda. Mas só para constar, assim, só para garantir o processo: GAYZÃO. E sem culhões de se assumir. E deve ser passivo, porque Gezuiz que me perdoe, mas tem uma cara de quem dá esse rabo muchiba…

A maior vergonha é que a sociedade suíça não se volte contra este bosta. Por muito menos do que isso você ou eu perderíamos nossos empregos. Ele continua lá, todo pimpão, crente crente que o povo suíço vai esquecer. O mesmo esquecimento que ele sempre condenou. Sr. Mula Manca, o Sr. não tem um pingo de vergonha nessa sua cara não? Chega a ser uma psicopatia continuar apresentando um jornal como se nada. Muita falta de vergonha na cara, muita falta de dignidade, muita tara por dinheiro. Como ousa ficar repetindo ISTO É UMA VERGONHA?

VERGONHA é uma pessoa tão escrota, com uma cabeça tão fodida, entrar todos os dias em milhares de lares suíços para informar e forma a opinião de diversas famílias. VERGONHA é uma fraude como este sujeito, que não passa de um inseguro, arrogante, despreparado para a vida e para a profissão ter voz ativa para falar a todo um povo. VERGONHA é ninguém dar uma surra de vassoura de gari nele. Se eu encontar na rua, eu cumpro meu dever cívico e dou na cara dele, acho bom ele correr para pegar um taxi mais uma vez. Porque certas pessoas, só na porrada mesmo. Será que a Mula Manca vai achar bom quando ele for o lado humilhado em vez do lado que humilha?

Para dizer que não vai mais voltar aqui porque este blog estimula a violência, para dizer que essa ofensa aos garis ficaram caladas em seu pequeno peito infantil e para chamar Córis Basoy de Mula Manca: sally@desfavor.com

Nhé nhé nhé nhé...

Considero minha missão neste blog (des)compensar todos os textos da Sally que venham a agradar à massa histérica. Mesmo que para isso eu tenha que pular na granada e acabar sendo chamado de viado.

Sim, porque qualquer desvio do padrão de alimentar o ego das “princesinhas do papai” é tachado de vontade de trocar de time. E as mulheres adoram incentivar esse tipo de mentalidade. Afinal, nada melhor do que ter uma defesa socialmente institucionalizada contra a rejeição, não?

E eu não pretendo eximir os homens da culpa de serem os maiores perpetradores do comportamento. Afinal, é mais do que comum que esse argumento provenha de um homem criticando outro. “Porra, o cara terminou com você? Ele deve ser viado…”

Mas, a não ser que você seja muito inocente, sabe que isso é papinho padrão para traçar mulher insegura (todas). Nada mais é do que dizer para a mulher em questão que nada é culpa dela. E, Gezuiz, como isso funciona bem! Onde uma mentira entra, uma calcinha sai…

Além de ser eficiente, ainda faz parte da habitual disputa masculina pelas mulheres disponíveis (hoje em dia até sobra, mas mesmo assim…). Óbvio que um homem vai tentar denegrir um concorrente para ter a vantagem. Não sei explicar (e duvido que alguém saiba) se o vício feminino em atenção e aceitação tem fundo genético ou social, mas ele é um fato comprovado por séculos de exploração por parte dos homens. Sim, somos enrolados e feitos de gato-e-sapato em vários campos das relações, mas não existe isso de ser feito só de vantagens. Homens tem seus pontos fracos, mulheres idem.

O vício em atenção e aceitação é o grande ponto fraco feminino. Quer prova maior do que a indústria da moda? Quem gasta milhares de reais em objetos que não fazem NADA? Um carro te leva de um lugar a outro, um videogame te permite jogar jogos, uma furadeira de impacto faz… furos! Seja lá o que o for, os sonhos de consumo masculinos tem função mesmo que ninguém mais esteja vendo. Agora vai perguntar para sua namorada o que faz a bolsa ridiculamente cara dela… O mesmo que um saquinho plástico de supermercado.

Esse pequeno desvio de tema tem por objetivo demonstrar como a vida feminina é pautada pela opinião alheia. E essa opinião de estranhos que nada tem a ver com suas existências tem tanto poder sobre suas mentes que homens espertos perceberam que era muito mais simples atacar a fonte das críticas ao invés de fortalecer a auto-estima “terceirizada” da mulher em questão.

“Só pode ser viado…”

E como toda boa idéia, foi reproduzida por outras pessoas até se tornar o padrão. Atualmente ninguém mais enfia o dedo na cara de uma “princesinha do papai” e diz que ela está errada. O padrão é dizer que qualquer tipo de rejeição contra uma mulher é fruto(a) de um homem que não gosta de mulheres EM GERAL.

Vamos esclarecer uma coisa: Se você, mulher, for minimamente atraente, sempre vai ter um cara querendo te comer. Isso é a mais pura verdade. O que se perde nas entrelinhas é que pode ser você ou QUALQUER outra minimamente atraente que dê trela para esses homens. Se todas podem dizer isso, não quer dizer muita coisa, quer?

Digamos que o interesse de um homem por um corpo feminino atraente é garantido. Uma mulher gostosa vai ser gostosa independentemente do que ela fizer, mas uma mulher gostosa não faz um homem fazer ou aturar qualquer coisa.

Pegue a mulher mais bonita do mundo e cubra ela com o esperma de 500 homens. Peça para que um homem “normal” a lamba inteirinha… Acaba de nascer mais um “viado”! (Ok, alguns malucos fariam, mas tem gente que come merda nesse mundo… Exceções sempre existem.)

Ei, eu estou exagerando… Basta colocar um namoro sério como condição e a “viadagem” já rolaria solta. Aliás, na maioria das vezes é não querer compromisso que faz homem pular fora. Outro esperto percebe o momento e diz que o que pulou fora era viado. O esperto traça a mulher e cai fora, começando um círculo vicioso de auto-enganação.

Estou tratando sobre este assunto porque vejo muitas mulheres se agarrarem nesse argumento furado para não lidarem com os próprios problemas. Ser gostosa é excelente e uma vantagem incrível, mas não te impede de ser uma cretina/chata/anta. (Até porque “ser gostosa” para os homens em geral é tão mais comum do que as mulheres acham…)

Se Fulano diz que Sincrana é uma babaca inútil, ele não está falando sobre o corpo dela. Ele está falando sobre a personalidade dela. Achar uma mulher uma babaca inútil não tem nada a ver com os gostos sexuais da pessoa. Que atire a primeira pedra quem nunca traçou uma babaca inútil… (e sumiu depois! Hahahaha…)

Um homem que não gosta de uma mulher não gosta de UMA mulher. E isso pode ser um tanto quanto doloroso para quem não está acostumada a levar mega-foras com freqüência. Então fica bem mais fácil de lidar com a idéia de rejeição generalizando. Nunca é culpa sua. Nunca.

E se fossem apenas as mulheres realmente atraentes que usassem isso como escudo, ainda estaria de bom tamanho. O cidadão está numa balada (emburrado e querendo ir embora desde que chegou…) e não percebe a tempo a aproximação de uma baranga balofa bêbada, remexendo sua pochete natural em sua direção. O cidadão tenta fingir que não viu e tenta não responder aos olhares sensuais (pelo menos do olho que parece apontado para mi… ele), na esperança que São Jorge apareça para salvá-lo. Nada feito. O cidadão é abordado, e quando deparado com o destino cruel que se aproxima de sua boca, desvia o rosto numa última esperança de que o Diabo apareça e negocie sua alma… Mas não é o dia de sorte do cidadão. A BBB (Baranga Balofa Bêbada) se infla de revolta e dispara: “Você é viaaadoooo?”. *disco riscando*

Não, minha filha, você é feia e eu não estou bêbado o suficiente.

Enfiaram essa bobagem de “universalmente aceitas” tão fundo na cabeça das mulheres que virou padrão se achar irrecusável. Tipo esse mantra “você tem a buceta, você tem o poder” que a Sally adora dizer para agradar as histéricas.

Não é qualquer buceta, e não é qualquer poder. Resuma-se a ser uma buceta e pode ter certeza que só vão te foder (forcei…). Não precisa ser “viaaadoooo” para rejeitar uma mulher que não te atrai ou para apontar defeitos de personalidade numa mulher que te atrai. E nessa minha corrida incessante pelo suicídio social, acabo de decidir que não vou mais bater palma para maluca dançar e tomar cuidado ao falar mal de mulher.

Desconfie muito do homem que começa com o discursinho babaca de que “ama as mulheres”. Amar as mulheres é amar todas as mulheres, ou seja, grandes merdas. Pode ser uma gostosa com uma personalidade incrível ou uma BBB que dá no mesmo. Gostar de mulher desse jeito é quase como querer SER uma mulher.

E eu não estou invertendo a crítica que faço, ao dizer isso não estou chamando o cara que fala essa bobagem de viado, estou apenas reforçando que esse gosto universal pelas mulheres é uma mentira masculina criada para pegar mulher que só consegue perceber o próprio valor quando alguém o aponta.

Homem heterossexual gosta de CORPOS FEMININOS ATRAENTES em geral. Não de qualquer coisa que tenha dois cromossomos X. Se você for uma mulher desprezível, existem inúmeras tantas outras menos desprezíveis com uma buceta também. E com a proporção de mulheres para homens crescendo do jeito que está, a vantagem não está do lado das que berram “viaaadooo” para o primeiro que discorda delas.

Resumindo: Homens incentivam as mulheres a não lidar com os próprios problemas e a continuar considerando a opinião alheia mais importante do que a própria reforçando a idéia de que elas nunca fazem nada de errado e que tudo pode ser resolvido “atacando o mensageiro”. Com essa “semente do mal” plantada, passa-se a impressão que o homem certo para elas é o que mais as elogiar (já que todos deveriam estar fazendo isso), o que obviamente é o que dá menos trabalho para nós.

Isso, minhas caras… isso é poder.

Para fazer a piada óbvia me chamando de “viaaadooo”, para tentar alguma ofensa ou crítica mais inovadora, ou mesmo para dizer que tem muita mulher por aí que nem com duas bucetas conseguiria alguma coisa na vida: somir@desfavor.com

Eu tô bem... eu tô bem...

Descansados. Essa é a palavra para definir alguns homens que habitam o planeta nos dias de hoje. DESCANSADOS. Não é não gostar, não é não estar interessados, não é medo de se envolver, não nada a não ser isso: são descansados. E se preparem, que hoje estou mais surtada do que nunca.

Homens estão perdendo o senso do ridículo. Impressionante como se acham a última bolacha do pacote, por menos moral que uma mulher lhes dê. Venho escutado muitos relatos bizarros de atitudes suicidas de homens descansados e eu mesma, ao longo dos anos, pude constatar diversas delas. Vamos a alguns breves exemplos para que vocês entendam o que quero dizer com “descansados”:

– Moça A vai ao seu primeiro encontro com rapaz. Sofre todos os “efeitos bastidores” se preparando para o encontro. O rapaz aparece cheio de areia, sujo de praia, suado e ainda meio encachaçado. Moça A fica brevemente com o rapaz e depois some e não quer sair com ele novamente, porque achou a atitude um desprestígio. Rapaz corre atrás dela e ao final, a chama de fresca para baixo só porque ela desistiu dele por estes motivos.

– Moça B marca de sair com ficante promissor que se diz interessado e se porta como tal. Ficante some em pleno sábado à noite e no dia seguinte se explica, como se nada, dizendo que foi almoçar com os amigos, bebeu demais e chegou em casa e acabou pegando no sono e dormindo. Moça B dá um fora no rapaz, por se sentir desprestigiada, já que ele preferiu dormir a ficar com ela e sequer avisou. Rapaz a chama de histérica, fresca e corre atrás dela por meses.

– Moça C sai com seu quase namorado para a primeira noite de amor em um motel. Ao final, quando chega a conta, o rapaz abre a carteira, dá uma nota de cem reais para a Moça C e diz “Paga lá pra mim, to com preguiça de levantar”. Toma um fora no próprio motel e depois chora por meses atrás da Moça C.

Em todos os casos, asseguro que os homens (confesso, alguns deles meus amigos pessoais) estavam realmente interessados na mulher e todos se arrependeram muito e não queriam ter perdido estas Moças. O que aconteceu então? Porque se tivessem ligado o foda-se com mulheres para as quais não davam muita importância, eu até entendia. Mas não, eram mulheres que lhes eram valiosas. Os homens estão ficando tão toscos que nem mesmo quando QUEREM sabem conquistar uma mulher?

Anota aí, Cueca Tosco: apesar das variações na forma como se vai externar isto, o que as mulheres querem é mais ou menos a mesma coisa. Se Freud morreu dizendo nunca ter descoberto, a Tia Sally conta: se sentir especial, se sentir querida, se sentir valorizada. A forma como você vai fazer com que ela se sinta assim varia conforme a personalidade dela. Pode puxar mais para o romance, pode puxar mais para ceder poderes nas mãos dela, pode puxar mais para elogios… Na dúvida, faça o que ela faz para te mostrar o quanto gosta de você, porque geralmente fazemos o que esperamos dos outros.

Em todos os casos, faça a mulher acreditar que ela é diferente, é única para você. Não estou mandando fazer isso com tudo quanto é mulher (porque puta merda, haja saco), apenas respondendo o que fazer se você quer conquistar uma mulher. Se existe uma chance, é essa. Fazer ela se sentir muito especial, prioridade e, se não compreendida, ao menos aceita.

Mas não. Os imbecilóides de plantão parece que não fazem um pingo de esforço para tentar seduzir e conquistar uma mulher. DESCANSADOS! Não filtram palavras antes de falar! Daí ta você num primeiro encontro que supostamente deveria ser um momento de conquista e o animal imbecilóide solta pérolas como: “meu pai é agiota” ou “estou com muita diarréia” ou ainda “Estou passando Kwell no cabelo porque peguei piolho”. MAS QUE CARALHO! VAI SER DESCANSADO ASSIM LÁ NA PUTA QUE TE PARIU! Sério que alguém acha bacana participar uma pessoa do sexo oposto que pretende beijar na boca, que está, por exemplo, com diarréia?

E os “descansos” relacionados com bebida? Ai gente… não agüento. Não sei se é porque eu não bebo, mas acabo sendo muito intolerante. Como assim bebeu demais e acabou pegando no sono? O-LHA O GOL-PE! OLHA O GOOOOLPEEEE! Se eu vou sair com uma pessoa pela qual estou realmente interessada, me preocupo para que tudo dê certo. NEM COMO. E o cidadão enche os cornos? É sério isso?

Pior: que papo é esse de “bebi muito e acabei dormindo?”. Fraturou os dez dedinhos, Bem? Não, né? Então podia ter ligado, né bem? Sim, porque a menos que a pessoa tenha um ataque de narcolepsia e caia estatelada no nada no chão da sala, existe todo um processo consciente de optar por se deitar e dormir. Deitou? Tá exausto? Tá na garupa do Bozo? Manda um torpedinho ou liga! Graham Bell nos brindou com essa maravilhosa invenção que é o telefone. DESCANSADOS.

E gente que sai com você e bebe até se alterar? Será que eles acham que tem uma personalidade tão fascinante e um carisma sexual gigante que lhes permite ficar bêbados e ainda assim atraentes? Desculpa, mas nenhum bêbado é atraente. E lavem as mãos depois de mijar, porque SIM, nós podemos saber pelo cheiro que fica quando as mão não foram lavadas. E by the way, foder com homem bêbado é UM SACO, homem bêbado demora para gozar e a ereção nunca é grandes bosta. Vamos parar de usar muletas como bebida para criar coragem de tomar iniciativas, seu BANDO DE DESCANSADOS?

E quando somem e ligam depois de um tempo querendo ver a mulher? O mundo ta tão mal de mulher assim que tem mulher aceitando isso? Deve ter, porque neguinho faz de montão. Se cada mulher que realmente não quiser ser tratada assim (se quiser, não vejo o menor problema) disser “Lamento, eu não tenho interesse em uma coisa assim, eventual. Tchau” e for firme na decisão, em alguns anos erradicamos essa mania nefasta.

E quando homem não paga a conta na primeira saída? Gente, a menos que exista uma desigualdade econômica muito grande onde a mulher seja rica e o homem seja pobrão, é FEIO, é HORRENDO o homem não pagar a conta na primeira saída! E ai de quem ousar me chamar de mercenária! Se vocês soubessem o quanto a gente gasta para sair com vocês! SEUS DESCANSADOS! Mão, pé, cabelo, creme, maquiagem, roupa, sapato, perfume, depilação… posso ficar aqui até amanhã contabilizando gastos. E garanto que é pelo menos o dobro de um jantar e um cinema.

Cadê aquela vontade de agradar? Aquela necessidade de conquistar? Hoje o sujeito faz qualquer merda e ta mais do que bom. Hoje os homens tem a pachorra de buscar uma mulher e ficar empurrando para cima dela a decisão sobre o que fazer naquela noite! Meu Camarada, vou te bater uma real: pergunta UMA vez o que ela quer fazer, se ela disser que não sabe, que tanto faz ou que qualquer coisa, TE VIRA, MERMÃO, te vira e decide você, porque puta merda, tu já não fica menstruado, já não vai ter que parir e não depila a virilha com cera quente! TENHA ALGUM ÔNUS, FILHO DA PUTA!

E olha só, vamos falar muito sério agora. O DESCANSO é tanto que chega na esfera sexual também. O que se passa na cabeça de um homem para não dar um show, o melhor de si, desempenho máximo, pelo menos na primeira trepada? O que se passa na cabeça de um DESCANSADO que coloca a mulher por cima para fazer toda a movimentação e fica ali por baixo, em berço esplêndido, observando? Alguns até cruzam as mãos atrás da cabeça, só falta comer uma pipoquinha! DES-CAN-AS-DOS.

E quem atende celular durante encontros e fica batendo papo? E homem que quer te comer e tenta te levar para a casa onde ele mora… COM OS PAIS! COM OS FUNCKIN´ PAIS! Coça o bolso, Filho da Puta! Que constrangimento do caralho! Encarar papai ou mamãe, ou ainda ter que foder no mais completo silencio para não acordar Papai e/ou Mamãe e nem poder tomar um banho depois! Não tem dinheiro para o motel? (para a cervejinha e para sair com os amigos bem que tem, né descansado?). SE VIRA, arruma apartamento de um amigo emprestado, leva para praia deserta, COME NO CARRO, mas porra, para casa com Papai e Mamã NÃO!

E homem que pede para a mulher tomar pílula? COMPRA CAMISINHA, DESCANSADO! Porque somos nós que temos que nos encher de hormônios feito um frango? Quem tem que tomar cuidado é você, Cueca, porque se a mulher engravida, ela vai decidir o que fazer. É no seu que vai entrar, é você quem vai pagar pensão!

E homem que não liga? Passa dias sem ligar. Passa um final de semana sem ligar. Não tem medo de não dar assistência e abrir espaço para a concorrência, DESCANSADO? Porque quando acontece, fica chorando atrás da mulher! Parece que se acostuma a que a mulher ligue sempre e não levanta um dedinho para ligar nem por um caralho. Daí um dia a casa cai, passa outro e leva, e ele começa a ligar dez vezes por dia! Quem mandou ser descansado? Perdeu, preiba!

E o descansado que quer fazer programa dois em um e te leva para sair com os amigos, onde acaba que não dá atenção nem para você, nem para os amigos e você ainda tem que ouvir aquele papo envolvendo um monte de gente que você não conhece? Se dê ao trabalho de sair só com a mulher, seu DESCANSADO, se dê ao trabalho de conhecê-la melhor se quer dar continuidade ao caso. Se não, não venha correr atrás depois.

Um tipo muito comum é o descansado com o próprio físico. Não precisa ser um tanquinho, mas porra, não precisa ser bonequinho da Michelin também! E porra, pêlos nas costas é o fim do mundo! E saco cabeludo é pentelhos enormes são o fim do universo! Roupa amassada, não ser cheiroso, unhas sujas, pochete, cabelo despenteado… Dá um tempo! Tá se achando tão lindo que acha que pode prescindir do básico? Se arrume minimamente, SEU DESCANSADO, ao menos para sair com uma mulher!

Tem também os descansados intelectuais. Não são burros, limitados ou incapazes. São apenas DESCANSADOS. Sabe aquela pessoa que senta na mesa com você e não se dá ao trabalho de puxar assunto? Daí você tem que fazer malabarismos tanto para estabelecer como para manter um diálogo? Parece um programa de entrevistas! DESCANSADO! Participe da conversa, não deixe silêncios constrangedores! Se esforce para se comunicar ou então volte para a selva e vai viver no meio dos bonobos!

Existem outras centenas de atitudes nefastas de homens DESCANSADOS, mas como estou entrando na quarta página, não posso mais entrar em detalhes. Com certeza as Calcinhas que nos acompanham saberão contar outras situações nos comentários. Todas são igualmente desprezíveis.

Parece que eles tem certeza que, não importa o que façam, a mulher vai sair com ele uma segunda vez. E uma terceira, e quarta. E que vai gostar deles. Chora neném! Mulher não gosta de homem DESCANSADO. E não adianta chamar a gente de escrota depois.

Tem homem que você sai e parece que ele está te fazendo um favor! E geralmente são aqueles bem grandes bosta, porque até hoje eu não vi nenhum homem lindo ou sarado fazer uma merda dessas.

Vamos combinar uma coisa? Quer ser um DESCANSADO DE MERDA? Seja com convicção. Seja e agüente as conseqüências: um fora, um chifre ou ambos (ou pior). Não venha depois choroso, arrependido, com cara de cachorro cagando na chuva, porque todo castigo para descansados é pouco. Aliás, inicio aqui uma campanha: SACANEIE UM DESCANSADO, quem sabe assim ele acorda para a vida e vira uma pessoa melhor?

E se você acha que pode sujeitar uma mulher a qualquer merda para sair com você, porque se ela acabou aceitando, tudo bem, então corta as bolas e dá pro seu cachorro comer, porque você não é homem.

E eu juro, JURO JURO JURO que não estou saindo nem andei saindo com nenhum descansado. Minha irritação não é pessoal.

Dedico esta postagem a meus amigos homens, no geral, um BANDO DE DESCANSADOS que levam esporro meu todos os dias.

Para dizer que ta sobrando mulher no mundo e por isso os homens estão descansados, para dizer que acabou de perceber que faz um monte de coisas de homem descansado e para vomitar um discurso hippie pedindo que eu respeite sua individualidade: sally@desfavor.com

wat

Essa é uma discussão que Sally e Somir travam desde que se conhecem e aparentemente nunca vai ter fim: Inteligência ou beleza?

O assunto já foi abordado de várias formas diferentes aqui e em outras colunas, mas desta vez analisaremos uma aplicação prática da idéia. Caso confrontado com a escolha entre uma pessoa que é ruim num desses aspectos e boa no outro, ambos tem opiniões diversas sobre como decidir pela melhor opção.

Tema de hoje: Bonito(a) e burro(a) OU inteligente e feio(a)?

“Oi, eu represento as pessoas que te exploram todos os dias. Eu gostaria de dizer que ser normal é a melhor coisa do mundo, e as pessoas que pensam diferente são seres desprezíveis que te acham inferior. Não tem nada de errado em acordar cedo e trabalhar muito todos os dias para pagar as minhas contas, é o que todo mundo está fazendo e você não vai querer ser diferente, não? Isso mesmo! Continuem assim!”

Algumas pessoas percebem o golpe que é dizer que pessoas inteligentes são complicadas, confusas e menos felizes que as pessoas que passam pela vida com o cérebro no “automático”. Sabe aquela coisa de dizer que rico não é feliz? Sabe aquela coisa de dizer que pessoas bonitas são burras?

Não caia nessa. Pior do que ser inteligente e feio é ser BURRO e feio.
E como eu ainda vou mencionar no texto, o “feio” é a parte mais simples de resolver.

Eu sou um “inteligente e feio”. Claro que existem pessoas muito mais inteligentes por aí, já que o limite para o desenvolvimento intelectual é distante o suficiente para parecer infinito. E claro que inteligência tem um fator relativo, não é simplesmente capacidade de raciocínio lógico ou bagagem cultural. Cada pessoa desenvolve a sua, caso se preocupe em desenvolvê-la, de forma única.

E é no encontro de duas inteligências desenvolvidas únicas que realmente acontece uma relação de troca verdadeira. Duas pessoas que não quiseram ou puderam desenvolver seu intelecto juntas vão continuar exatamente no mesmo nível enquanto estiverem juntas. É uma relação de concordância, rasa, vazia, improdutiva. Uma relação que poderia muito bem ter ficado apenas no campo do sexo casual.

E quando falamos de sexo casual, eu concordo plenamente que beleza por si só já é mais do que suficiente para que ambas as partes saiam dali felizes.

Mas isso é tão óbvio que deixa claro o objetivo da pergunta do texto. Numa relação a longo prazo que percebemos os ônus e os bônus de escolher uma pessoa que exceda num campo e fracasse no outro.

Se você não contabiliza a diferença gritante entre uma pessoa que vai viver e morrer exatamente do mesmo jeito e uma que pelo menos tenta enxergar algo de diferente neste mundo, ou você quer sexo casual a longo prazo (boa sorte conseguindo uma mulher que tope isso sem começar a te pentelhar com compromisso…), ou você simplesmente não percebe que existe uma diferença entre esses dois tipos de pessoas.

Eu confesso que meu julgamento sobre o assunto não leva em consideração carência, já que eu não preciso de gente dizendo que gosta de mim para que eu goste de mim. Se for para levar em conta apenas beleza, eu vou simplesmente ignorar relações a longo prazo (que quase sempre me enchem o saco) e me concentrar em “variedade” até quando nenhuma mulher mais quiser dar para mim. (E tendo dinheiro, isso é mais ou menos como dizer “até quando eu morrer”…)

Beleza é a parte mais simples da equação. Basta olhar para a pessoa e você já vai ter sua resposta. Você não precisa ser bonito para reconhecer beleza. Existem padrões gerais e existe o seu gosto pessoal. Gente como a Sally acha que vive num RPG, onde as pessoas tem números que definem beleza.

“Fulano tem 7 de beleza, então eu vou achá-lo bonito. Esse aqui que tem 6 e por isso eu o acho horroroso.”

Como se todas as pessoas “feias” fossem seres deformados cobertos de excrementos. A linha que separa bonito de feio fica AONDE? É a mesma para todo mundo? É melhor viver uma relação de merda com uma pessoa linda do que ser feliz com uma pessoa “atraente”?

E beleza ainda tem outro ponto importantíssimo: Praticamente não existem pessoas tão feias ao ponto de não se tornarem atraentes com a dose certa de esforço, bom senso e muitas vezes, dinheiro. Eu, por exemplo, viro inteligente e bonito em questão de meses com o cuidado certo. E é isso que me faz relativizar a beleza. É mais fácil do que parece deixar de ser o “patinho feio”.

Agora, quero ver pegar uma pessoa burra e limitada e fazê-la desenvolver sua inteligência única e enxergar vida além da sobrevivência. Na melhor das hipóteses, levariam décadas para uma pessoa dessas começar a perceber o “golpe” de valorizar o burro esforçado na nossa sociedade.

Inteligência vai se desenvolver durante toda a sua vida. E cada ano do seu desenvolvimento intelectual desde a infância até o começo da vida adulta perdido NÃO TEM MAIS VOLTA. Não dá mais para explicar para o Fulano de uma certa idade que acreditar em deus é na melhor das hipóteses ridículo. Não tem mais como convencer Beltrana que falar da vida alheia e da novela é sinal de incapacidade de conversar sobre outras coisas depois que ela se criou pensando de forma oposta.

Pessoas que não se desenvolveram intelectualmente na hora certa simplesmente perderam a oportunidade. Pode enfiar o quanto de cultura quiser na cabeça dessa pessoa que mesmo assim ela não tem “processador” para lidar com a informação.

Ou seja: Entre uma mulher que já é inteligente e pode ficar bonita e uma que pode ficar feia depois e que NUNCA vai alcançar o potencial de inteligência que poderia ter… Oras… Não parece óbvio?

Eu não desisti de procurar uma mulher inteligente E bonita. Não tenho medo de ficar sozinho se não conseguir. E se não for para ter uma relação a longo prazo, foda-se tudo isso. Pega a que for mais gostosa, oras! Eu sou homem, relação estável pra mim não é status. É escolha.

E eu que não caio mais nessa de ficar valorizando burrice. Vão manipular a turma que conversa sobre novela, ok?

Para me chamar de sensível porque não consegue entender o que eu escrevo, para me chamar de morto por dentro por não ter medo de ficar sozinho, ou mesmo para dizer que eu devo ser feio pra caralho mesmo com todo este auto-perdão: somir@desfavor.com


Todo mundo sabe como eu penso a respeito desse assunto. E não tenho a pretensão de convencer ninguém, pois o assunto de hoje é subjetivo demais para isso. Pode ser que alguns (espíritos sem luz) leiam meus argumentos e percebam que concordam comigo, e pode ser que outros leiam os do Somir e percebam finalmente quão romântico e sensível ele é.

Eu prefiro, para estar ao meu lado, um homem bonito e burro a um homem inteligente e feio. E antes que comecem a gritar comigo, me chamar de fútil ou até mesmo me xingar, lembrem-se que é uma opinião pessoal minha da qual eu não tenho orgulho. Claro que o ideal é um bonito e inteligente, mas nem sempre isso é possível. E tendo que sacrificar alguma coisa, eu sacrifico a inteligência.

Em primeiro lugar, quero desmistificar essa coisa de “homem burro” ser sinônimo de um quase orangotango incapaz de concluir uma frase. Uma pessoa burra não necessariamente tem que ser tapada, idiota e imbecil. Existem pessoas burras bem espertas, porque inteligência e esperteza não se confundem. Alguém duvida da dobradinha “burrice + esperteza”? Luciana Gimenez, Rafael Pilha e tantos outros nomes estão aí para provar que é possível.

E vou contar uma coisa para vocês: eu já tive um namorado que era inteligente pra caramba, mas era tão lerdo, tão tapado, tão ameba, que ao conhecê-lo melhor percebi que era a pessoa mais desinteressante que eu já tinha visto. Eu não glamurizo mais inteligência depois dessa experiência. Um burrinho bem humorado, bem disposto, alto astral e batalhador é bem melhor que um inteligente apagadinho ou cheio de neuroses, conflitos, cheio de lenga-lenga mal resolvida. Homem tem que ter borogodó!

Então, quando a gente falar em “burro”, nada de pensar em um idiota lerdo quase babando. Os burros podem ser muito espertos, muito safos e muito divertidos e engraçados.

Dito isto, tenho que confessar que eu tenho um saco muito do pequeno para certas atitudes inerentes a homens inteligentes. Odeio quem problematiza e aprofunda relação. Relação, no meu modelo ideal (e longe de mim dizer que o meu é o certo), acontece ou não acontece. Dá certo ou não dá certo. Encaixa ou não encaixa. Essa coisa de problematizar, discutir relação… bom, isso me aborrece. O máximo que eu topo é aparar pequenas arestas (um mal necessário). Se precisa de mega-conversas para a coisa dar certo, é porque a compatibilidade não é boa – e nesse caso, um abraço! (sim, 31 e solteira. Custa caro pensar assim)

Gente burra é mais superficial, o que para você pode ser um defeito. Para mim é uma qualidade, porque gente superficial enche menos o saco. Gente superficial vive, vai levando, não pensa nem problematiza muito. E quer saber? É desse jeito que eu gosto.

Além disso, homem para mim é a cereja no sundae. Homem não é para ser meu pai, meu irmão, meu melhor amigo, meu enfermeiro, meu motorista… homem é para ser MEU HOMEM. Se eu quero ir ao ballet, vou com uma amiga. Se eu quero ir ao shopping, vou com uma colega. Se eu quero ir ao médico, vou com um familiar. Homem não tem que suprir tudo. Homem tem que ser MEU HOMEM, e para esse posto, inteligência não é requisito. Já beleza… mmmmm… eu sou muito visual, prefiro mil vezes fazer sexo com um belo corpo do que com uma mente brilhante. Enquanto a maior parte das mulheres se ganha pelos ouvidos, eu me prendo à visão.

“Mas Sally, de que adianta um corpo lindo se o sujeito é um idiota e abre a boca e só fala merda?”. Vamos lá, mais uma vez: ser burro não quer dizer que só abre a boca e fala merda. Não pensem nos extremos. Mesmo dentro dos burros, há limites. Uma pessoa extremamente burra é um saco e beleza não compensa. Mas uma pessoa extremamente feia também é um saco e a inteligência não compensa. Um sujeito GOS-TO-SO fica até bonitinho falando uma que outra merda. Acho fofo, o que eu posso fazer?

Cá entre nós, leitoras… Muito cá entre nós… Por mais inteligente que seja um homem, quando se trata de mulher, ele sempre acaba virando um imbecilóide. Conheço homens inteligentíssimos que fizeram as piores burrices nas mãos de mulher. Quanto homem inteligente não toma golpe da barriga, não troca a mulher legal por uma vagabunda ou não põe uma relação bacana a perder por pouca merda? Vai ficar catando homem inteligente para que, se no fim das contas, quando se trata de relacionamento, eles são todos muito toscos?

E eu vejo outras coisas boas no homem burro: ele não faz joguinhos, ele acaba sendo mais honesto (até por falta de subsídios para mentir), ele é mais simples, mais previsível e mais fácil de lidar e agradar. Geralmente também é mais esforçado, porque tem que compensar a burrice desde cedo com outros atrativos. E são fofos. Ahhh… como são fofos. Tem coisa mais fofa que um belo tanquinho sem camisa com cara de interrogação porque não entendeu o final de um filme? (ok, beleza para mim reside no corpo, mas cada qual mentalize seu ideal de beleza nessa situação e me diga se não é fofo!)

Gente, sem querer ser escrota, mas para uma relação a dois, sexo é uma parte muito importante. Tem coisa pior do que aquele homem que você acha feio sem roupa? “Mas Sally, um dia a beleza vai embora, e só o que vai restar é a conversa”. E por isso eu vou aturar vinte anos de barango? Negativo! Quero um bonito! É fato que um dia a beleza vai embora, mas até lá, já passei muito a mão numa bundinha linda e durinha de homem! Hahahaha! E se um dia o que sobrar não me bastar mais, bem, trocarei por um feio inteligente. Alou? Relação não é para sempre!

Sou uma pessoa cercada por amigos queridos que suprem as necessidades que um homem inteligente supriria. Venho de uma família de intelectuais de esquerda com a qual se pode conversar sobre qualquer assunto cultural, político ou atualidades em profundidade. Homem é para ser meu parceiro, meu macho: sexo, companheirismo e bom humor. Não espero mais do que isso em um homem, e temo que quem espera se frustre.

E vamos parar com isso de achar que só porque a pessoa é linda tem que ser completamente imbecilóide. Os feios tem os mesmos problemas que os bonitos, só que são FEIOS!

Para dizer que eu sou macho, para dizer que concorda comigo mas não vai assumir porque é nojento demais pensar assim e para dizer que acha que no fundo eu sou apenas uma menina romântica tentando bancar a fortona: sally@desfavor.com