“Papel higiênico temático é sugestão para receber bem no Natal. Especialistas dão dicas de como receber com charme neste fim de ano (…)”

Gente, eu não sou chegada em Natal, mas também não vamos exagerar! Nunca teria coragem de esfregar esse bando de Papai Noel na minha bunda… que desfavor!


“Acidente com ônibus da banda Pagodart na BA deixa dois mortos. (…) Os dois mortos eram o motorista e o carona de uma das carretas. Ninguém da banda se feriu, de acordo com a produção. “

Pagodart! Tá ligando o nome à pessoa? Aquela banda autora de desfavores semi-famosos como “Ela é dog… dog, dog, dog” e “Domiiingo de manhã, o sol me chamou…” e ainda “As pirigueeetis chegaaaram…”

Pô, bateu na trave mais uma vez? A pontaria do Senhor anda pior do que a do Obina, hein?

Leva eles, Senhor II – A vingança!


“Dado Dolabella aparta briga em festa de aniversário.’Não consigo ver covardia’, disse o ator”

Imagino que não, Dado. Você deve ter batido de olhos fechados naquela camareira de 62 anos e 40kg, né?


“Um time formado por artistas e esportistas entra em campo no estádio Mané Garrinhca, em Brasília, nesta quarta, para celebrar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. O técnico Dunga volta a bater bola (…)”

Que legal, né? Além da inclusão dos Deficientes Físicos na sociedade, de quebra, também promove a inclusão dos Deficientes Mentais! E o STF querendo autorizar aborto em caso de anencefalia! Não devemos ter preconceito contra os que nascem sem cérebro!

(PARTE 4 de 4)

Já se passaram duas semana. Como é filho da puta… Não deu um pio!

Fato: ELE ESTÁ ME TRAINDO

Primeira prova: acho que durante a semana ele viu a mancha de batom e escondeu a camisa dele no fundo do armário! Ele deve ter visto que eu queimei a camisa, mas antes de reclamar, percebeu a mancha suspeita no pescoço e viu que está todo errado! Jogou a camisa lá no fundo do armário… Ele pensa que eu não percebi, mas eu sei muito bem o que ele está fazendo.

Segunda prova: O mão de vaca resolveu que vai gastar dinheiro comigo agora!!! Nunca vi ele se oferecer para pagar nada, e agora, sem motivo aparente, ele quer me dar um final de semana em um SPA! Evideeeente que ele quer passar um final de semana com essa amante dele, a dona do batom vermelho-puta!

Olha como eu sou boba: no começo da semana eu até cheguei a pensar que tinha sido injusta com ele, porque descobri que a gravata vermelha que ele estava usando junto com essa camisa soltava tinta. Cheguei até a pensar que a gravata fosse a responsável por aquele borrão! Como eu sou imbecil! Por alguns segundos até acreditei na inocência dele!

Mulher é um bicho muito bobo mesmo… a gente sempre tenta procurar uma desculpa para se convencer de que nosso homem não é infiel! Aposto que ele está tendo um caso com a estagiária ou com a secretária! Se fosse só a mancha da gravata ele não esconderia a camisa nem tentaria se livrar de mim me mandando para um SPA!

Mas agora, diante de todas essas evidências… O silêncio apavorado dele, a tentativa desesperada de me tirar de casa… ELE TEM OUTRA. Ele nunca ficaria calado se não estivesse devendo! Era a camisa favorita dele! E ele nunca me dá presentes, mas agora quer me mandar para um SPA! Bem que minhas amigas sempre dizem que o homem quando trai fica gentil e compra presentes para a esposa…

Ainda bem que tenho minhas amigas para me abrir os olhos. Eu sou tão burra que era capaz de achar que era só uma mancha da gravata mesmo… Mas diante dessas evidências todas, me resta aceitar que ele tem uma amante. O pior é que não adianta nada falar com ele. Ele vai negar até a morte…

Deixa ele. Deixa ele que chumbo trocado não dói. Agora que está provado por A + B, com vários indícios, que esse canalha está me traindo, vou devolver na mesma moeda! Valeu, muito obrigada, mas virei absoluta! Vou dizer a ele que vou ao maldito SPA e vou passar um final de semana com meu professor de dança, que já me passa cantada faz meses! Se ele pode passar o final de semana com a amante ordinária eu também vou fazer o mesmo.

Será que ela é mais magra que eu?

O desfavor desta semana é o mesmo desfavor de tantas outras semanas de tantos outros anos. (ânus?)

“Bundana Deforah mostra mais do que empolgação no ensaio da Acadêmicos do Bicheiro”

Troque o nome da (bunda) mulher por outro e troque o nome da escola de samba por outro, a notícia continua sendo a mesma. Semi-famosa mostra a calcinha ou algo mais para sair na mídia pré-carnavalesca.

Comentários:

Atenção: Este texto ganhou a classificação máxima na escala de trocadilhos infames da Sociedade Carioca de Trocadilhos Astutos. (SoCaTrAs)

Eu e Sally discutíamos sobre o desfavor desta semana, ela me falava sobre essa indústria de pagar calcinha antes do carnaval, dizendo que é um tremendo desfavor. Óbvio que eu tirei sarro e disse que o inferno congelaria antes de eu considerar uma gostosa semi-nua um desfavor. Depois de uma leve discussão e algumas saudáveis ofensas, eu resolvi fazer algumas… pesquisas… sobre o assunto.

Sabem do que mais?

É realmente um desfavor! O desfavor é essa inconsistência de ir para um lugar onde sabe que vai ser fotografada provocando os homens e ter a cara-de-pau de usar uma calcinha! Oras, se você quer dar para o público o que o público quer ver, faça isso direito!

Preocupados com o nível moral deste blog, contratamos um estagiário para censurar as fotos mais reveladoras, o Marquinhos. Ele ainda está aprendendo a usar o Photoshop, então perdoem qualquer problema.

Eu sou um ferrenho defensor da bundalização da sociedade moderna. Se o público quer bundas, dêem as bundas para o público. (Peraí…)
A bundalização liberta, a bundalização banaliza a nudez feminina de tal forma que até deixa de ser algo vulgar aparecer sem calcinha na frente da nação. A bundalização deixa a mulher mais livre para ser o que é e mostrar isso para o mundo. A bundalização é mais um dos instrumentos da liberação feminina, por mais que as feministas (sem bunda) insistam em dizer o contrário.

Essa é parte boa. O direito da vadia burra usar seus fundos esperando investimentos para poder engordar sua poupança em paz.
Isso é liberdade, isso é igualdade. Cada um dá o que tem.

E em troca dessa liberdade de usar o corpo como ferramenta única de trabalho, nós (os homens) esperamos ser recompensados. Seria muito mais fácil ter derrubado a revolução feminina e mandado todas as mulheres de volta para a cozinha. Mas o que nós fizemos? Permitimos! Hoje em dia até as dançarinas de funk podem votar!

E como se recompensam os homens?
Dando para eles o que eles querem. Você, leitor ou leitora, pode até argumentar que aquelas ali dão mais que chuchu na cerca, mas eu não me refiro exatamente a isso.

Refiro-me a adequar-se às expectativas. Acabou-se a era das calcinhas, já está na hora de praticar a vadiagem pré-carnaval permitindo que os cinegrafistas finalmente possam fechar na Prochaska.
Oras, se a nossa “vítima da mídia” da vez já apareceu mostrando até o útero em alguma revista masculina (e todas já apareceram) qual o problema de esquecer a calcinha em casa e dar um show de verdade? Fingir que tem algum pudor enquanto se esforça para que suas pregas saiam bem iluminadas nas fotos que estamparão jornais e revistas do momento parece-me um tanto quanto hipócrita.

E é um atraso. Elas parecem valorizar muito o esforço daquelas que abriram os caminhos (de trás) para que suas carreiras de gostosas profissionais fossem reconhecidas na mídia. Mas estão fugindo de uma tendência.

A bundalização é fato consolidado.

A bucetização ainda não. Temos pioneiras como a Lílian Ramos, a Luma de Oliveira, a Juliana Paes, a Adriane Galisteu… E isso ficando só no Brasil. Nos EUA a bucetização já é moda, tenham em vista a quantidade e a qualidade das fotos divulgadas por lá tendo como foco o descaso das celebridades femininas com o uso regular de roupa íntima.
Não me surpreendo se vir alguma propaganda estampada no monte-de-vênus de alguma delas num futuro próximo: “If i knew you’d be watching, i’d wear my Victoria’s Secret’s panties.”

A bucetização é ainda mais importante para o mundo. Não parem esse processo agora!
Estamos tão perto que dá até para sentir o cheiro da vitória. (Ou tem alguém fazendo comida portuguesa aqui por perto…)

Perguntem para a Rita Cadillac ou para a Gretchen se elas desanimaram quando a sociedade repreendeu seus rebolados? Pois bem, elas lutaram por vocês, INHAS profissionais. Elas deram tudo o que tinham (esse trocadilho já deu, né?) e agora a evolução social depende de vocês.

Ao invés de subir naqueles lugares elevados para mostrar suas calcinhas e reclamar que foram invadidas pela mídia depois, deixem as calcinhas em casa e esfreguem a verdade nua e crua (além de depilada, por favor) na cara da imprensa!

Vocês podem até achar que é safadeza minha de querer mais mulher pelada na mídia. E estão corretos. Mas mesmo assim, existe um ideal por trás (foi mal) de toda essa situação:

Se vai ser vadia, FAÇA ISSO DE FORMA (IN)DECENTE!
Até as mandaria enfiar a calcinha no cu, mas não seria nada de novo para elas.

Ah, este texto pode conter linguagem e imagens inapropriados para menores de 18 anos.
Se você não pode acessar esse material, não leia.

Algo me diz que eu deveria ter colocado esse aviso no começo…


Pior do que o carnaval em si, são os dois meses que antecedem o carnaval.

Carnaval passa rápido, são poucos dias. Mas, nos dois meses que o antecede, a imprensa fica monotemática: só fala dessas semi-famosas que fazem de tudo para aparecer, as subcelebridades de carnaval, que são esquecidas durante o ano todo e precisam fazer coisas bizarras para chamar a atenção de dezembro a fevereiro.

Eu juro, eu não agüento mais ver manchete sobre Fulaninha pagando calcinha ou Fulaninha pagando peitinho. Isso lá é notícia?

Estas moças, que eu apelidei de Desfavores Carnavalescos, sabem muito bem que em qualquer camarote de escola de samba elas serão fotografadas de baixo para cima por uma horda de fotógrafos e que qualquer deslize será documentado. Ainda assim, colocam uma micro-calcinha e quando aparecem as fotos na mídia, se dizem chocadas pela forma como a imprensa explora sua imagem.

Li uma delas (e me recuso a dar o nome, para não fazer propaganda dessa criatura, afinal, é isso que ela quer) que pagou calcinha FEIO e depois foi reclamar em um programa de TV dizendo que se sente “invadida” pelos fotógrafos. Como assim? Coloca uma saia curta, uma calcinha intra-uterina, samba na frente de fotógrafos e se diz “chocada” de saber que sua calcinha foi fotografada? Por favor, seja puta com convicção! Chamar a gente de burro não dá, né?

O pior é que a imprensa noticia isso à exaustão. O único lado bom é que nessas fotos “clandestinas” não tem Photoshop, então, a gente pode conferir que elas tem até mais celulite que a gente. Fala sério, tem umas que a coxa parece um saco de carne moída…

O que me revolta mais é que essas criaturas ganham muito dinheiro com isso. Profissão: famosa. Qual é o mérito dessas mulheres? Alguém me explica? As que são gostosas até tem seu mérito, porque dá um trabalho da porra ser gostosa, mesmo com bomba. Mas as que estão mais para “puta velha”, bundinha muchiba, celulitosas, que sambam e a coxa balança mais que gelatina… porra, qual é o mérito dessas mulheres?

Não me incomoda que mulher pelada venda bem. Mulher pelada vende, isso é fato. Seria dar murro em ponta de faca querer questionar isso. O que me incomoda é essa camuflagem hipócrita que colocam em torno do assunto! Faz uma playboy, cuja proposta é MULHER PELADA e sejam honestas! Mas não! Nããããooo… Não é uma nudez gratuita, é arte, é um trabalho, é uma manifestação cultural. E claro, é sem querer.

Juro que qualquer semi-famosa dessas que falar “Pois é, paguei calcinha meeerrrmo, queria aparecer e consegui, sabia que ia ser fotografada e atochei logo uma calcinha no rego, fiz DE PROPÓSITO e ganho mais do que vocês que estão aí trabalhando” vai ganhar meu respeito. Porque o que me incomoda nem é a mentira em si (dizer que foi sem querer) e sim o pouco crédito que elas dão para a minha inteligência, achando que eu vou acreditar. Esse é o mal da pessoa burra mentindo: ela acha que o resto das pessoas são tão burras quanto ela, nivela por baixo.

Não culpo a imprensa. Se vende, tem mais é que publicar. Não adianta vir com moralismo. Eles querem vender jornal e revista. Mas custava dar uma debochada? “Fulaninha paga calcinha deliberadamente, de caso pensado, na quadra da escola tal, vejam só a carinha dela, toda se querendo”. Está tão ridículo que só debochando!

E estas Senhoras, muitas com filhos em idade escolar, poderiam pensar um pouco em seus pais, avós, maridos e filhos e se poupar (e poupá-los) desse constrangimento. Depois, aparece uma dessas chorando em programa de TV, se dizendo “invadida”, dizendo que a imprensa não respeita a “privacidade” dela e ainda tem quem se comova e jogue pedras nos jornalistas! Tem umas mais descompensadas que ainda processam o jornal ou a revista!

Elas sabem que passado o mês de fevereiro, terão que hibernar e só retornarão em dezembro, então, aproveitam estes poucos meses de “fama”, talvez para fisgar um empresário/pagodeiro/jogador de futebol otário que lhes garanta o sustento. É uma boa época para engravidar, pois o filho ($$$) nascerá em outubro, o que lhes permite estar em forma novamente em dezembro (muita lipo) para pagar de santa invadida pela imprensa novamente.

E os Cuecas, como sempre, dando vexame: quem nunca viu um homem instruído, alfabetizado, caindo nas garras de uma dessas? Não me refiro a jogadores de futebol com meio neurônio e sim a homens bem sucedidos como Eike Batista. Como sempre, homens se portando de forma ridícula. Quer comer? Beleza. Passa o pinto. Mas pagar de maridinho ou de namoradinho é ridículo por demais.

Fica aqui meu apelo para estes Desfavores de Carnaval: mocinhas, sejam mais honestas e parem com o teatrinho de “Oh! Meu Deus! Ele me fotografou! Ele invadiu minha privacidade!”. Quem quer privacidade não sobe em uma plataforma de micro-vestido e micro-calcinha em um lugar cheio de fotógrafos e fica rebolando. É bem previsível. Até um orangotango percebe as conseqüências.

Não quer pagar calcinha? Samba de short ou coloca um shortinho por baixo do vestido/saia. Resolveu pagar calcinha? Tenha ao menos bom humor. Manda uma frase feita do tipo “o que é bonito é para ser mostrado” em vez de ofender a inteligência alheia. E malhe, viu? Porque o que eu tenho visto de celulites e flacidez nessas fotos “clandestinas”…

Um amigo meu que trabalha na coluna social de um grande jornal contou que os “empresários” destas Senhoras mandam as fotos delas pagando calcinha para que sejam publicadas. Isso quando não ligam para a imprensa e dizem que a criatura vai estar em tal lugar tal hora em um micro-vestido. Bacana, né? Subcelebridade pride.

Para terminar, quero deixar consignado que prefiro mil vezes as cachorras do funk a essas Desfavores de Carnaval. Ao menos são autênticas, se assumem putonas sem o menor problema. São verdadeiras. São mulheres o bastante para assumir o que fazem. Quando Valesca pega no microfone ela não faz drama, apenas grita “Valeu, muito obrigada, mas agora virei PUTA!”. É um desfavor? É, mas bem menor…

(PARTE 3 de 4)

Ok, já está perdendo a graça.
Estou fazendo isso toda manhã sem falta. Consigo perceber que aquela inocente guerra de nervos que estávamos travando no começo desse episódio agora preenche nosso quarto de tensão toda manhã. A situação ficou insustentável…

Eu tenho que admitir que a frieza dela nesse episódio é digna de uma psicopata. Eu não conseguiria fazer o mesmo na posição dela.

Mas… não encaixa. Sally é tudo menos fria. Eu não dava mais do que três dias para ela dar algum jeito de trazer o assunto à tona e praticar o golpe dela. Estamos nessa há duas semanas.

Só se ela realmente não percebeu… Apesar de achar que nem o Stevie Wonder deixaria de notar aquela marca, eu já não duvido mais de nada. E agora fica difícil para mim. Se eu abrir o jogo e ela estiver mesmo armando para cima de mim, ela ganha. Se eu não o fizer, é bem capaz dela me colocar na parede perguntando como eu deixei de perceber aquela mancha na camisa que eu mais usava.

Não tenho escapatória. Vou ter que comprar outra e colocar no lugar. Aposto que ela vai perceber que é uma camisa nova. Eu vou ter certeza que ela aprontou comigo se ela der um daqueles sorrisos de vilão de filme para mim na primeira vez que eu pegar a camisa nova. Ela faz isso.

Estou sofrendo por antecipação só de imaginar o prazer que ela vai sentir se eu tiver caído num golpe…

Eu já escondi a camisa velha no fundo do armário para usar como prova se precisar.
Ela ganhou a batalha, mas não a guerra. Se ela cometer o menor erro, eu vou ter o meu trunfo queimado para tirar aquele sorrisinho debochado dela.

Para piorar, eu não me lembro de onde comprei essa camisa. Ela que guarda os recibos de todas as compras que fazemos, mas não me diz onde com a desculpa que eu sou muito bagunceiro. (Mas eu sei que é para comprar roupas com o meu dinheiro sem eu perceber…)

Agora eu só preciso de um jeito de conseguir esse recibo sem ela desconfiar.
Preciso tirar ela de casa e ter um tempo livre para procurar… Acho que vou pagar um daqueles tratamentos de beleza caríssimos em um SPA para ela. Até para gastar dinheiro por culpa dela eu tenho que pagar algo.

Eu te odeio, Sally… Eu te odeio

Ainda bem que eu estou aqui para elevar o nível deste desfavor de blog. Falando nisso, não deixem de visitar e participar do desfavor da comunidade oficial no orkut..
(Como se alguém fosse fazer uma não-oficial…)

Para cada pergunta insana que eu coloco aqui, tem mais umas 20 no tópico. Desfavor garantido ou seu auto-respeito de volta.

Vamos às perguntas selecionadas da semana!

Eu tenho um grave ‘pobrema’ de estar falando num assunto, não encerrá-lo e já pular pra outro. tudo fica de pernas-pro-ar, tudo desequilibrado, às vezes eu nem percebo, mas é algo estranho. O que me aconselha? Seria falta de concentração? Lineariedade?
Eu convivo muito com esse problema. Essa falta de regularidade causa uma situação parecida com os times que jogam no Campeonato Brasileiro. Não aqueles que estão tentando fugir do rebaixamento e acabar feito o Corinthians. Que inclusive parece que vai contratar o Herrera de vez, que é argentino. Acho estranho que um argentino faça tanto sucesso no Brasil, quer dizer, não mais que o Maradona, que agora é técnico da seleção. Aliás, se ele não fosse um drogado, será que o Brasil teria ganho a copa de 94?
Drogas são foda. Estragam a vida das pessoas. Porque uma pessoa drogada acaba perdendo a capacidade mínima de ter consistência na vida. O que eu quero dizer é que cocaína não combina com um projeto de vida de sucesso, ok?
como beijar uma amiga minha? sou super feminina e bi, com vááárias experiences, minha amiga não sabe mas ela se troca na minha frente, abraço ela, depois me masturbo o dia todo e ela nem faz idéia…
Teste o terreno. Trate sobre o assunto de bissexualidade. (Não homossexualidade, se é que você entende o plano…) A idéia é fazê-la pensar sobre o assunto, sem ligar o fato a você. A partir daí você descobre se você tem pelo menos alguma chance.

(Se a reação for muito boa, assuma que é bi, se não, fique quieta.)

Depois, caso perceba pelo menos uma brecha, dê o bote, mas sem se comprometer muito.

Desculpas clássicas:

– Foi o álcool: Fiquem bêbadas, você bem menos, é claro. Não faça isso em público, ela pode se sentir exposta demais. Espere um momento de distração e roube um beijo dela.

– Exibicionismo: Aí sim você precisa de uma situação com alguma platéia, o ideal é ser um ou dois homens. Use dança como artifício, mulher vive se esfregando nesses casos, aí basta arriscar mais e se der errado, diga que sem empolgou.

– Curiosidade: Ao invés de falar que já é, fale que tem curiosidade. Faça uma leve pressão para ela arriscar isso com você. (PELA PRIMEIRA VEZ NA SUA VIDA, ÓH!)
Mas, se ela reagir muito mal, pare na hora e espere pela próxima investida.

Se der certo, me mande fotos.

desejo arranjar um namorado/marido rico, mas nunca consigo conhecer um. O que me aconselha? E depois de conhecer, como fisgar o cara?
Deixe de ser pobre.

Sim, pobreza é primeiro um estado de espírito e depois a quantia de dinheiro que você tem à sua disposição.

O que o rico sabe fazer que o pobre não sabe?

INVESTIR!

Oras, se você quer ganhar, tem que gastar.
Não adianta freqüentar bares de pagode à beira da estrada e conviver com descamisados/desdentados. Lá você nunca vai encontrar um homem rico.

Melhore o seu nível, sua aparência, escolha programas mais refinados e GASTE mais com seu projeto. Um homem que pode escolher entre várias interesseiras fica muito mais exigente mesmo. Seja a MELHOR interesseira da área.

Não, seu bracinho gelatinoso não combina com essa idéia.

Não, aquela pochete que você adora não vai te vender bem.

Veja bem, seu conhecimento profundo sobre a trama da novela das oito vai cativar um certo público, mas não um público que tem aspirações maiores na vida do que pagar o aluguel.

Indo pelo caminho contrário, saber discutir filosofia, metafísica e mecânica quântica pode ser um plus para alguns homens, mas não para aqueles que usaram seu tempo para aprender coisas realmente úteis, como ganhar dinheiro.

Ricos já não se preocupam mais exatamente com a utilidade dos produtos que consomem, a apresentação e o status do produto é que vão o diferenciar.

Sim, você é um produto.
Então chega de enrolar e comece a melhorar o seu mix de marketing.

Eu fiquei com um rapaz por três vezes, sendo que na segunda, houve sexo.
Mas eu achei que não haveria continuidade, que não fossemos ficar firme.
E agora ele quer me namorar, só que eu não quero ficar transando com ele de imediato
Como demonstrar isso? Pensando pelo raciocínio de território alcançado é território conquistado, ele tende a não entender a minha vontade de esperar certo?
Território alcançado é território conquistado.

Repita comigo:

Território alcançado é território conquistado.

Agora, todas as mulheres juntas:

Território alcançado é território conquistado.

Entendam isso e vão se livrar de muitos problemas.

Eu não consigo entender por que motivo você não quer fazer sexo com ele de imediato. Se o seu motivo for “não parecer muito fácil ou disponível”, sinto te dizer que SÓ mentindo para não queimar seu filme de vez.

EU, que não tenho nada a ver com o assunto, já estou achando errado.
Imagine ele, que vai ficar na mão por isso?

(Se você tem outros motivos, perdoe minha presunção…)

Portanto, minha sugestão é inventar um motivo alheio à sua vontade pelo qual você tem que esperar. Uma coisa com a qual ninguém discute é motivos de saúde.
Só ache alguma coisa que não denote porquice ou promiscuidade. Como estar com algum problema no sistema reprodutor e não poder nem SONHAR em engravidar até terminar o tratamento.

Pode ser que cole. Deixe a mentira bem completa e é bem capaz dele esperar se for um motivo de força maior.

como perder a vergonha de chegar nos machos?
Simples, eles têm mais medo de você do que você deles.
(Esse argumento não funciona com baratas, eu sei…)

Não porque eles têm medo de mulheres (bom, não todos), mas sim porque a pressão para cima deles é muito maior do que a sua. Mulher que não chega em ninguém é difícil, homem que não chega em ninguém é viado.

A partir desse paralelo, chegamos à conclusão de que, por mais vergonha que você tenha, vai ser uma vergonha ainda maior para ele não facilitar sua vida.

Homem já costuma chegar deixando bem mais claro o interesse, mulher não precisa ser tão direta. Basta se aproximar e ser tão direta quanto você quiser. Pense que não é a SUA obrigação conseguir que ele se interesse por você.

Basta não se comprometer muito. Sorria, seja simpática, receptiva e demonstre que ele tem chances.

Se der errado, ELE falhou!
ELE vai ser sacaneado, ELE vai ter que correr atrás para consertar.

Afinal, mesmo que você queira tomar a iniciativa, aos olhos do mundo, a obrigação de conquistar é do Zé Ruela. Use e abuse disso.

estou há meses tentando fazer um fio-terra nele e não consigo, então quero mudar a tática: Enfiar até o punho e/pu fazê-lo transar com outro 9comigo olhando).

Tem como conseguir essa façanha?

Você acha que enfiar o punho ou fazê-lo transar com outro é ALTERNATIVA ao fio-terra?

Tem como conseguir isso sim. Algeme ele na cama prometendo uma trepada que ele jamais vai esquecer e torça para não ser processada/espancada/assassinada depois.

BÔNUS:

Você acha normal um homem ficar cheirando a calcinha usada da mulher?
Muito.

Os que nunca fizeram isso ou não tiveram chance ou estão mentindo.

Lembrando que você pode fazer perguntas pela comunidade do orkut ou pelo e-mail.
Como eu já dizia antes, se você não concorda com qualquer coisa que eu escrevi, sinta-se livre para mudar de opinião e concordar.

Beijinhos.