Tag: contos

Desfavor Convidado é a coluna onde os impopulares ganham voz aqui na República Impopular. Se você quiser também ter seu texto publicado por aqui, basta enviar para desfavor@desfavor.com.
O Somir se reserva ao direito de implicar com os textos e não publicá-los. Sally promete interceder por vocês.

Desfavor Convidado: Um Mago Sem Destino

Interlúdio 2ª temporada: Mil maneiras de se morrer no oeste

Naquela primavera, Papaco teve que enterrar seu mentor, morto por causa de um resfriado que ele havia pego durante o último inverno. Aquelas haviam sido noites geladas dormidas ao relento, o que acabou minando a saúde do velho homem que um dia Papaco havia chamado de tio, apesar dele não ter sido seu verdadeiro tio.

Continue lendo

O mundo parou para observar as milhares de espaçonaves que desciam rumo ao território brasileiro naquela fatídica tarde de Agosto. Há semanas não se falava em nada além da gigantesca nave de origem desconhecida e formas alienígenas orbitando o nosso planeta. Nem mesmo os mais poderosos governos foram capazes de esconder a informação do público.

Continue lendo

Desfavor Convidado é a coluna onde os impopulares ganham voz aqui na República Impopular. Se você quiser também ter seu texto publicado por aqui, basta enviar para desfavor@desfavor.com.
O Somir se reserva ao direito de implicar com os textos e não publicá-los. Sally promete interceder por vocês.

Noite Fatídica

Era noite, finalmente eu me recolhia ao meu reduto para o merecido descanso. As trevas do meu quarto me abraçavam confortavelmente enquanto que o clima frio trazia uma doce agonia carregada pelo vento invernal.

Continue lendo

Desfavor Convidado é a coluna onde os impopulares ganham voz aqui na República Impopular. Se você quiser também ter seu texto publicado por aqui, basta enviar para desfavor@desfavor.com.
O Somir se reserva ao direito de implicar com os textos e não publicá-los. Sally promete interceder por vocês.

Desfavor Convidado: A cidade dos mortos

Quando soube de um vilarejo aonde não havia crianças e que o número de mortos era maior que o número de vivos, não tive dúvidas de que deveria conhecer o lugar de qualquer maneira. Porém, chegar a La Ciénega não foi tão fácil quanto imaginei. Localizado na província de Santa Elena, o vilarejo fica escondido no meio das montanhas e poucas pessoas sabem como chegar até lá. Além disso, a cidade é habitada por cerca de dez pessoas, o que dificulta ainda mais sua localização. Por sorte, as histórias macabras que rondam La Ciénega refrescam a memória de pessoas que moram na província, o que me ajudou a encontrar um parente de um morador da cidade fantasma.

Continue lendo