Tag: feminismo

Men Going Their Own Way, ou em português “Homens seguindo seu próprio caminho” é um movimento que prega que homens cessem seus relacionamentos amorosos com mulheres. Você ainda não deve ter ouvido falar especificamente dele, afinal, ainda está muito restrito a comunidades online, mas eu acredito que valha muito a pena analisar o contexto que permite a existência de algo assim. E, meio que adiantando o final: tem todo o jeito de algo que só vai crescer daqui pra frente.

Continue lendo

+A escritora Clara Averbuck publicou no início da tarde desta terça-feira (29) um vídeo em seu perfil no Facebook sobre a denúncia de estupro que sofreu de um motorista de Uber. No vídeo, ela aparece com o olho roxo e um machucado na testa. A empresa de aplicativo de transporte baniu o motorista dos seus quadros.

Que esse tipo de abuso ainda aconteça é um tremendo desfavor, mas a forma como foi divulgado e as reações ainda garantem um nível a mais: desfavor da semana.

Continue lendo

Eu queria estar lavando as cuecas do meu marido no tanque.

Talvez muitos de vocês (principalmente aqueles que me conhecem melhor) estejam surpresos com esta afirmação. É verdade, é de coração: eu queria estar lavando as cuecas do meu marido no tanque. Mas, em vez disso, trabalho em dois lugares diferentes, cerca de 12h por dia, vou para a academia, escrevo blog e tento me manter minimamente informada do que acontece no mundo, e, quando dá, esboço uma vida pessoal.

Continue lendo

Toma forma um novo movimento dentro do feminismo: mulheres que propõe “greve de sexo” como uma arma pela luta feminista. Isso mesmo, mulheres que acham que enquanto não existirem direitos iguais, todas as mulheres do mundo devem se recusar a fazer sexo com todos os homens do mundo. Sério mesmo, estou muito irritada e este texto não vai sair nos melhores dos termos.

Continue lendo

+Quantas vezes em uma conversa informal entre amigos ou colegas de trabalho, você mulher foi interrompida por um homem? Incontáveis vezes e esse tipo de prática, chamada de Manterrupting, é considerada uma forma de violência contra mulher. Muitos acham bobagem, mas isso acontece com muita frequência e para evidenciar isso a agência BETC desenvolveu um aplicativo capaz de contar quantas vezes um homem interrompe uma fala feminina.

E antes que vocês leitoras possam dizer qualquer coisa… desfavor da semana.

Continue lendo