Tag: lagartixa

Você gosta de lagartixas? Você acha que todos os animais tem direito de viver? Você acha que toda forma de vida é sagrada? PASSA AMANHÃ, porque o texto de hoje não é para você. Após dezenas de textos pregando a morte das lagartixas (e ensinando métodos para eliminá-las), hoje volto a bater nessa tecla.

Mas hoje não falarei a você, Amiga Calcinha. Hoje gostaria de ensinar aos Cuecas uma lição valiosa. Algo que para eles provavelmente não é importante, mas que para muitas de nós é não apenas um diferencial como também a linha tênue que divide o gostar e o desgostar de um homem: Como lidar com fobias envolvendo animais. Tendo em vista que a minha está direcionada para lagartixas, vou me referir a elas no texto, mas tudo que será dito vale para qualquer animal do qual a mulher tenha medo: baratas, aranhas, ratos, insetos no geral, sapos, pombos ou o que quer que seja. APRENDAM, por caridade.

Continue lendo

TRANZA!Em abril do ano passado escrevi um Flertando com o Desastre ensinando as melhores formas de se matar uma lagartixa e posso dizer com certeza que, para minha surpresa, este foi o texto que mais recebeu comentários ao longo do blog. Não em número de comentários e sim em freqüência. Toda semana aprovo algum comentário sobre este texto, o que me leva a crer que toda semana alguém procura ajuda no Google sobre como matar lagartixas. O que, por sua vez, me leva a crer que esse bicho nojento não é tão popular quanto eu pensava. Se você não leu o primeiro texto e tem interesse em matar lagartixas, leia. Depois leia este.

Essa procura por métodos para matar lagartixas me incentivou a escrever uma segunda versão do mesmo texto, desta vez acrescentando todas as dicas e idéias que troquei com leitores por comentários e e-mails, testadas ao longo de 2010. Sempre falei sobre como achava valiosa essa troca com os leitores e agora vou provar de uma vez por todas ao Somir como acrescenta em muito à sua vida ouvir o que eles tem a dizer.

Sobre o texto antigo, vou fazer um rápido apanhado daquilo que, na prática, se mostrou eficiente e ineficiente:

– Sair do cômodo onde ela está e ir buscar ajuda: Não. Não. NÃO. Eu sei que elas são horríveis, nojentas e ficam nos olhando com aquele olhos de ET. Mas você PRECISA SER FORTE, você TEM QUE FICAR, porque se você sair, a maldita vai se esconder em um local “inencontrável” e você nunca mais vai saber se ela continua lá ou não. Fique a uma distância segura e comece a gritar sem perder ela de vista. Ainda que ela se esconda, você saberá ONDE ela se escondeu e poderá orientar o herói o heroína que irá te salvar. Existem táticas para dificultar a fuga da lagartixa que podem ser usadas de modo a permitir que você efetivamente saia do quarto e busque ajuda, mais para frente falaremos delas.

– Ligar o ar condicionado bem forte no cômodo onde está a lagartixa: fraquinho. Ninguém tem ar condicionado em todos os cômodos da casa, além disso as baixas temperaturas não as matam, elas apenas se escondem, ou, na melhor das hipóteses, fogem. Mas elas são como o Jason, elas voltam, elas sempre voltam. Lagartixa SE MATA, não se espanta, porque ELAS SEMPRE VOLTAM.

– Jogar creme, óleo ou qualquer substância escorregadia nelas: complicado. Primeiro tem que ter a coragem de chegar perto o suficiente para jogar e segundo tem que ser ninja para acertar, já que elas são rápidas. E depois que elas estão melecadas, não morrem, apenas ficam mais lerdas, então, acaba que não resolve o problema.

– Derrubá-las costuma ser ineficiente porque elas quase sempre caem em pé (sistema de rotação super eficiente) e ainda podem acabar soltando o rabo (autonomia caudal) em cima de você. Só derrube se derrubar e imobilizar.

– Pancada: ótimo, mas cadê a coragem para chegar tão perto? Nem com vassoura eu tenho cu de matar uma lagartixa, é nojento demais!

– Inseticidas em geral: Costumam funcionar, mas nem sempre matam, geralmente apenas paralisam por um tempo. E, novamente, cadê a coragem de chegar tão perto?

– Cola para ratos: Ineficiente, pois você tem que ter a sorte da lagartixa passar por ali. Só serve quando você quer isolar a lagartixa em um cômodo da casa, impedindo que ela saia para outros cômodos: forra a saída com a cola.

– Aspirador de pó: Ineficiente. Até que você sai, monta o aspirador e volta, ela já se escondeu. Além disso, ao ligar o aspirador o barulho a espanta e fica difícil pegar. E mesmo que se aproxime o cano do aspirador antes de ligar, isso já basta para espantá-la também.

– Animais: Bacana. Principalmente gatos. Costumam matar mesmo. Jogue seu bicho no cômodo onde está a lagartixa e não o alimente até que ele a mate. O instinto vai falar mais alto.

PREVENÇÃO: Antes de mais nada, não posso deixar de recomendar a colocação de TELA nas janelas da casa ou apartamento. A incidência de lagartixas no meu lar diminuiu em 99% depois desta providência. Mas não pode ficar um mísero buraquinho sem tela, se não elas entram! Nosso leitor Monjh deu uma sugestão extra: colocar tela de metal também nos ralos da casa, porque essas criaturas podem subir pela tubulação. Também é dele a sugestão de verificar o chão, teto e paredes da casa em busca de frestas e cimentá-las para tentar conter uma infestação de lagartixas. A leitora Bianca, que é bióloga, afirma que a cintronela é um repelente natural para uma série de animais, inclusive lagartixas. Não mata, mas ajuda a prevenir.

Falemos agora das novas táticas de guerrilha para matá-las.

Uma sugestão bastante interessante veio de uma leitora chamada Adriana, que teve a idéia ao ler sobre a aderência deste animal asqueroso e sobre a sugestão de jogar hidratante. Como é muito difícil acertar um jato de hidratante ou condicionador em uma lagartixa, ela tentou aquela manteiga em spray, já que também deixa a lagartixa sem aderência e o jato sai mais rápido, pode ser desferido a uma distância maior e cobre uma área mais ampla. Ela relatou que a lagartixa caiu imediatamente da parede e ficou “andando no mesmo lugar” no chão, o que lhe deu tempo de ir buscar alguém para matar a fdp. Na mesma linha, a leitora Juliana disse que jogou spray fixador de cabelo em um momento de desespero e isso fez com que a lagartixa tivesse dificuldades de se mover por alguns minutos.

Em dezembro passei um mau momento envolvendo uma lagartixa na cozinha. Em uma fração de segundos me veio à mente o Desfavor Explica sobre Coca-Cola que escrevei em 2009 e pensei “Essa porcaria é tão nociva que deve servir”. Sacudi uma garrafa fechada de Coca-Cola, numa vibe champanhe de pobre e abri com o dedo parcialmente tampando a boca, para fazer um efeito mangueira. A lagartixa atingida pela Coca-Cola não sobreviveu e depois de 15 minutos seu corpinho estava até em decomposição sendo corroído. Fica a dica. Se não tiver Coca-Cola, pode tentar com vinagre.

Nosso leitor que não quer se identificar conta que não gosta de admitir que tem medo de lagartixa porque fica meio “viadinho”, então, quando ele está em um lugar onde tem uma lagartixa ele se mela de repelente para insetos e garante que fedendo desse jeito elas não chegam nem perto. Quando perguntei a marca (porque pode ser que nem todas as marcas espantem lagartixas) ele me disse que usa OFF em aerossol e disse ainda que se conseguir dar uma borrifada na lagartixa ela morre.

Na linha tóxica, a leitora Carlo conta que se você colocar Pinho Sol em um frasco vazio daqueles que vem com borrifador (vende em loja de jardinagem ou em lojas de produtos para cabelos se você não encontrar no supermercado) e borrifar nas lagartixas elas caem na hora. Melhor: também serve para sapos e pererecas, animais que considero primos gordos das lagartixas. Igualmente nojentos! Eu recomendo que mesmo que ela caia depois de ser atingida por algum produto tóxico, ela seja incendiada, esmagada ou morta de alguma outra forma, porque muitas vezes ela fica momentaneamente paralisada e depois retoma os movimentos. A leitora Jessica Weber conta que SBP aerossol mata os filhotes porém não mata as adultas.

Na linha mais piromaníaca, nosso leitor Bernardo descreve um jeito mais masculino de acabar com elas. Ele pega um spray qualquer, geralmente desodorante e seu isqueiro e acende um jato em cima da lagartixa. Um lança-chamas caseiro que acaba chamuscando o animal nojento à distância. Eficiente, porém perigoso. Se a chama chegar até a boca do desodorante e você não apagar a tempo, ele pode explodir. Cuidado. E a leitora Claudia_LHP avisa: fede.

Para melhorar o rendimento do seu animal de estimação, a nossa leitora Juliane, que também é veterinária, sugere um mini-adestramento que incentive os animais desde pequenos a caçar lagartixas. Ao visualizar a lagartixa grite uma palavra de comando para o animal, por exemplo: “Bisso!”. Aponte para a lagartixa. Se ele partir para cima, conseguindo pegá-la ou não, dê uma recompensa qualquer, de preferência um aperitivo gostoso. Incentive-o a caçar outros bichos também. Qualquer inseto ou pequeno animal grite “Bisso! Bisso!” e recompense se perseguir o bicho. Nosso leitor Jacinto conta que alguns animais fazem isso por natureza, basta instigar gritando que tem um bicho. E ainda conta que algumas lagartixas peitam os animais e se jogam em cima deles!

E se você não tem um bicho de estimação, não se acanhe! Esta que vos fala já foi catar gato na rua para se livrar de lagartixa. Depois dele ter cumprido sua missão, o devolvi no mesmo local onde o encontrei. Tudo é melhor do que ter uma lagartixa dentro de casa. Peça um gato ou um cachorro emprestado para um amigo ou um vizinho se for o caso!

Nossa leitora Eliane ensina que as fezes de lagartixas são “bostinhas pretinhas com bolinhas brancas”. Por isso, se encontrar algo parecido com isso na sua casa, promova uma sessão de descarrego: descarregue inseticida em toda a casa, tranque tudo e saia. Só a título de curiosidade, o cocô tem partes brancas porque os répteis como as lagartixas não urinam, então, o ácido úrico, que normalmente sairia pelo xixi, é removido do corpo pela cloaca, passando pelo intestino grosso, junto com as fezes, dando essa tonalidade mais clara em algumas partes do cocô.

Não importa a forma como se mate, recomendo que NÃO SE ENCOSTE NELA. Recebi diversos relatos de pessoas que tiveram severas alergias por encostar em lagartixas. Ok, eu sei que quem lê esse texto provavelmente não vai encostar em uma, mas avise às pessoas encarregadas do homicídio que não metam a mão no corpo.

Nossa leitora Letícia deu uma idéia boa, bonita e barata: jogar água fervendo. Mas ela lembra que a tática só pode ser usada quando a lagartixa se encontrar em uma superfície de piso frio (lajota, azulejo, cerâmica…). Não tentem isso na parede pintada ou em pisos de madeira. Ainda denuncia uma série de produtos onde foram encontradas lagartixas inteiras do lado de dentro, como por exemplo, o suco Del Valle e sorvete Kibom. Para quem quiser aprofundar o assunto, ela sugere que se procure pelo nome científico da lagartixa no Google: aparecerão links para diversos processos judiciais.

A leitora Michelle, que é engenheira química, conta que normalmente a dedetização não dá conta, mas, se for feita com uma freqüência maior do que a do prazo de validade, por exemplo, de quatro em quatro meses, pode ser eficaz. Sugere também o uso de K-OTHRINE, dizendo que mataria 90% dos animais de sangue frio. Mas adverte que o modo de aplicação deve ser meticuloso, conforme recomenda o fabricante e que o produto é tão forte que devem ser observadas as instruções para manuseio, como por exemplo, o uso de luvas.

Já a leitora Carmen sugere uma solução caseira: um chá forte feito à base de álcool e cravo da índia espantaria lagartixas, porém ela alerta que ao borrifar este chá, o líquido acaba escurecendo e manchando as paredes. Será que se a gente molhar panos de chão neste chá e espalhar pela casa (forrando o pedaço do chão onde o pano será colocado com filme transparente ou algo impermeabilizante) pode ser eficiente? Um pano embebido com esse chá foi para debaixo da minha porta este ano quando avistei uma lagartixa no corredor! Até onde eu sei, ela não entrou.

A leitora Katia conta que conseguiu bons resultados usando remédios para matar lesmas. Eu não tive a mesma sorte, mas pode ser que tenha escolhido uma marca ruim. A leitora Bibi conta que em um momento de desespero e falta de recursos, se viu encurralada por uma lagartixa enquanto preparava um café e acabou tendo que se defender jogando pó de café na desgraçada. Para sua surpresa, ela morreu quase que na hora. Marca do café: Pilão. Uma leitora anônima também narrou bons resultados jogando sal na lagartixa, aparentemente ela se contorceu e acabou morrendo.

É isso, espero ter ajudado. E a troca continua. Mandem sugestões, sucessos, fracassos, tentativas, acertos, erros e assim vamos chegando cada vez mais perto de uma solução definitiva para esta PRAGA chamada lagartixa.

Quer fazer mais? Mande uma sugestão para o SAC de uma grande empresa pedindo por um veneno para matar lagartixas. Ultimamente eles vem escutando o consumidor cada vez mais:

http://www.scjohnson.com.br/fale-conosco.aspx
ou 0800 7076789

“Ciente de que lagartixas são animais socialmente aceitos e teoricamente limpos e benéficos ao ecossistema, gostaria de, ainda assim, sugerir a criação de um inseticida para matar ou ao menos espantar lagartixas, pois ao contrário do que se pensa, elas também podem ser nocivas em alguns casos.

Tenho alergia a lagartixas e sua saliva já foi responsável pela morte dois canários que criava, uma vez que uma lagartixa bebeu a água no recipiente destinado aos canários, causando morte por intolerância/envenenamento após ingestão de substância contida na saliva da lagartixa.

Além disso, muitas pessoas sofrem de fobia ou apenas tem asco de lagartixas, razão pela qual acredito que exista um público alvo razoável que justifique a comercialização do produto. Podem ter certeza que será rentável. Agradeço a atenção.”

Mandem e mantenham contato informando sobre eventual resposta.

Para vir aqui perder tempo fazendo discurso defendendo lagartixas e ter seu comentário RECUSADO, para compartilhar experiências ou ainda para dizer que vai aderir ao movimento: sally@desfavor.com