Tag: racismo

Campanha da Série A, lançada três semanas após os clubes terem se comprometido a combater o racismo no futebol, é considerada ‘equivocada’ e ‘piada de mau gosto’. A Série A do campeonato italiano usou imagens de macacos em uma campanha contra o racismo, menos de três semanas depois de os clubes terem se comprometido a combater o “grave problema” que permeia o futebol no país. LINK


Era óbvio que geraria reações enfurecidas, porque não vivemos mais num mundo que sabe lidar com esse tipo de ideia. Campanha equivocada, reações bizarras e vitória do racismo: desfavor da semana.

Continue lendo

Nos últimos dias Karol Conká têm sido alvo de críticas na internet por assumir um relacionamento com um homem branco. Sabendo do imbróglio, MC Carol, funkeira que já colaborou com a cantora, falou sobre o assunto e disse que “não assumiria um homem branco”. LINK


A fofoca pouco nos interessa, mas tem uma questão muito mais profunda aqui: o ser humano parece gostar demais de ser racista para aceitar qualquer evolução na área. Desfavor da semana.

Continue lendo

O anúncio de que a artista americana Halle Bailey , de 19 anos, será a Ariel no live action de “A Pequena Sereia”, da Disney , vem movimentando as redes sociais nesta semana. Afinal, a escalação de uma atriz negra para viver uma personagem originalmente branca é uma atitude pouco comum em refilmagens de Hollywood e foi comemorada por grande parte dos fãs nas redes sociais. LINK


E como sempre, as reações malucas nas redes sociais garantem o complemento do desfavor da semana.

Continue lendo

(…) Por isso, assim como precisamos deixar para trás preconceitos que surgiram durante a escravidão, podemos repensar algumas palavras que usamos. A Universa reuniu dez expressões que podem ser consideradas racistas e que deveríamos tirar de nosso vocabulário: (…) Mercado negro, lista negra, ovelha negra. LINK


Não bastava o racismo real, tem gente se esforçando para criar mais! Desfavor da semana.

Continue lendo

O cientista americano James Watson, ganhador do prêmio Nobel de 1962, perdeu seus títulos honorários depois de fazer comentários racistas sobre raça e inteligência. Em um documentário de televisão que foi ao ar em 2 de janeiro, o pesquisador, pioneiro na pesquisa do DNA, repetiu opiniões segundo a qual a genética tem um papel nas notas que brancos e negros têm em testes de inteligência e de coeficiente intelectual. LINK


Caça às bruxas não tem nada de científico. Pior, atos como esse só radicalizam mais as pessoas. Desfavor da semana.

Continue lendo

  • 1
  • 2
  • 4