Escrevo isto em um porão escuro, escondida. Espero não ser encontrada, pois se for, certamente serei mandada de volta para o campo de concentração chamado Unidade 731. O mundo não sabe, não somos tão interessantes ou populares quanto outros países, mas hoje, no Japão, existe um campo de concentração que pratica as piores atrocidades que você possa imaginar. Ninguém me contou, eu Sa-Lii, estive lá e consegui escapar. O que eles chamam de “Departamento de Purificação da Água e Prevenção de Epidemias” é, na verdade, uma fachada para um campo de extermínio onde seres humanos são usados como cobaias em experimentos da mais absurda crueldade. Continue lendo

+A presidente afastada Dilma Rousseff criticou nesta sexta-feira (13), durante entrevista a jornalistas estrangeiros, a ausência de mulheres e negros entre os ministros escolhidos pelo presidente em exercício Michel Temer. Questionada sobre o que achou dos nomes anunciados pelo peemedebista, afirmou que o novo governo tem “problema de representatividade”.

E não foi só chororô de perdedora. Tem mais gente criticando as mesmas coisas nas redes sociais. Mas será que estão vendo o quadro geral? Desfavor da semana. Continue lendo

Já faz tempo, né? Aposto que estavam com saudades. Hoje vamos falar de pessoas tão desimportantes que não merecem sequer individualização. Serão tratadas como gado, uma massa amorfa que insiste em repetir comportamentos doentios, comportamentos estes que durante quase uma década vem repetindo padrões humilhantes que atestam baixa autoestima, confusão mental e sérios problemas sociais. Processa Eu: Leitores expulsos do Desfavor. Continue lendo

Era uma vez, numa pequena cidade às margens da floresta, morava uma menina de pele clara e louros cabelos cacheados. Um dia, com um retalho de tecido vermelho, sua mãe costurou para ela uma curta capa com capuz; serviu-lhe perfeitamente, combinando muito bem com seus cabelos louros. Daquele dia em diante, a menina não quis mais saber de vestir outra roupa, senão aquela e, com o tempo, os moradores da vila passaram a chamá-la de “Chapeuzinho Vermelho”. Continue lendo