Mais um atentado, agora em Estocolmo. Até a hora que eu escrevi, não estava confirmado que era um muçulmano, mas vai ser uma imensa surpresa se não for. Até porque o assunto é válido com ou sem essa confirmação, pelo histórico recente. Ao invés de sugerir que caminhões sejam banidos, vou falar sobre uma teoria (eu sempre tenho uma) sobre a humanidade: a solidariedade do perder. Continue lendo

+Os saques do FGTS deram forte animo as vendas do varejo. Nas primeiras duas semanas, as vendas nas Casas Bahia e Ponto Frio subiram mais de 6%. O efeito foi particularmente alto nas vendas de celulares, que dispararam quase 30%.
+O Brasil deixou de avançar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) em 2015 (…) Em comparação ao ano anterior, o IDH brasileiro manteve o mesmo indicador (0,754) e a mesma posição no ranking global (79º), ficando ao lado da ilha caribenha de Granada e atrás de países como Azerbaijão, Líbano e Venezuela.

As duas notícias escolhidas nesta semana estão muito mais relacionadas do que parece numa primeira análise. Desfavor da semana. Continue lendo

Provavelmente desde a primeira máquina que substituiu trabalho humano já deve se falar sobre o dia hipotético onde robôs vão assumir todos os trabalhos e deixar uma grande massa desempregada. E com a tecnologia finalmente chegando no ponto necessário para começarmos essa transição, já se começa a discutir qual seria o papel da automação na sociedade humana, além, é claro, de aumentar os lucros de quem produz. Também não estou sendo original nessa ideia, mas: talvez os robôs sejam a condição necessária para o socialismo finalmente funcionar… Continue lendo