Desfavor Web 1.0: Ei, você!

Classe!Todo mês eu analiso as pesquisas que trouxeram leitores até o desfavor. É a vez de ver o que Maio está nos trazendo. E como acabamos de bater nosso recorde de acessos diários por três dias seguidos, deve ter ALGUMA novidade dessa vez…

Vamos lá:

veronica moser

Não, sem novidades. Ah, pelo menos uma boa notícia, acabamos de roubar do site oficial dela o PRIMEIRO LUGAR na pesquisa do Google. Digitou o nome da rainha da escatologia e clicou em “Estou com sorte”, CAI AQUI! Puta que pariu… Não sei se morro de orgulho ou de desgosto.

o que é veronica moser

É uma piada que saiu de controle. Peraí…

veronica moser

MAS QUE PORRA É ESSA? Das 500 pesquisas na última HORA, 495 são sobre Veronica Moser… Alguém falou dela numa novela? Fudeu! Acabou a coluna por hoje. Não é brincadeira, SÓ TEM ESSA pesquisa, centenas de vezes, IPs dos mais variados.

Peraí… *fuçando no Twitter*

Merda. B*******, você ferrou minha coluna, você vai virar minha coluna.

MINI DELETA EU!: B*******.

Quanto mais eu acompanho a “cena” dos blogs brasileiros, mais eu concordo com o papel de pária virtual do internauta tupiniquim. Somos conhecidos como retardados desonestos sem um pingo de originalidade. E não é só o preconceito tradicional “bunda? índio? praia?” de outras eras, o brasileiro tem uma imagem própria para a era da internet.

Poderia ser qualquer um dos outros milhões de blogs IGUAIS, mas vai o B******* mesmo por ter estragado o meu “Ei, você!”.

E não vou botar nome ou link nenhum para lá porque ele ganha dinheiro com acesso. Não vou ser parte do problema.

LINHA EDITORIAL

Proposta: “4chan para subdesenvolvido.”

Como brasileiro SE RECUSA a aprender inglês (aprender é para otários), abre espaço para um grande mercado de tradução do material distribuído nos gigantescos sites de conteúdo colaborativo como a 4chan. E olha que a 4chan passa longe de ser grandes coisas: A rara qualidade é resultado direto de milhões de usuários diários criando e reciclando porcarias até que uma “pegue”. E ao alcançar esse status, vira uma meme (Continua sendo uma porcaria, mas essa é meio que a graça da coisa.).

As imagens que um site como o B******* publica nada mais são do que serviço de inutilidade pública para quem não entende ingrêis. A única porra de texto que eu li ali era uma cópia tosca de das famosas resenhas de filme pornô do S.A. (Dica: a piada era fazer a resenha como algo sério, releiam os originais…).

Tá, eu sei que condensar conteúdo num único local é útil na web, mas essa mania de brasileiro de não dar crédito nenhum e fingir que tudo é idéia dele foi justamente o que matou os blogs como mídia por aqui. O filho-da-puta mór é o kibeloco, o câncer inicial, mas a metástase vai de vento em popa. Mais um ou dois anos e só vai ter o desfavor escrevendo texto na internet nacional, o resto vai ser foto com legenda e link para baixar filme pornô e programa pirata.

Mas como as empresas retardadas pagam para comprar postagem (aproveita enquanto os diretores de marketing são velhos deslumbrados querendo pagar de moderninhos) e o sonho é ficar famoso para “ir no Jô” (POOOBRE!), enfiam todo o espírito criativo do material original no rabo. 4chan “funciona” porque as pessoas postam de forma anônima. É pela diversão, não para se promover. “Kibar” idéia alheia mata a vontade das pessoas de criar.

Porque passa longe de ser apenas apropriação de conteúdo “free-for-all” da 4chan, vi algumas webcomics famosas nos sites relacionados onde o dono do blog teve a pachorra de apagar da imagem a assinatura original! Porra, depois não sabem porque a web brasileira é essa merda… Dá pra perceber claramente a diferença entre os copiados e os inspirados: Os copiados são engraçados.

Tentem valorizar quem cria ao invés de quem simplesmente enfia a assinatura do blog numa imagem traduzida do /b/! Mas quem eu estou enganando?

Bacana mesmo é assumir autoria intelectual do que você traduziu. Já que a idéia é essa, bem que poderíamos começar a colocar a foto dos tradutores nas contracapas dos livros e ganhar dezenas de grandes autores nacionais! Ou começar a filmar megafilmes hollywoodianos apenas com os dubladores! Ninguém se importa mesmo.

Resultado: Blog brasileiro só pega se for baseado em fotos e vídeos e o Twitter é um sucesso inigualável. Ô povinho para gostar de mediocridade. O B******* não inventou NEM o seu modelo de contribuição para o problema.

*fuçando mais no blog*

PUTA QUE PARIU! Copiaram o Epic Meal Time também! Que vergonha desse povo sem criatividade! Quando eu for ditador do mundo, brasileiro vai ser PROIBIDO de chegar a 100 metros de um computador com conexão com a internet. Não merece.

Argh. Nem saco para continuar essa postagem eu tenho mais. Meu único alento é que esse povo jamais vai ter paciência para copiar nosso modelo com… é… palavras e essas coisas de mané.

UHU!

Mas, sinceramente… Os caras estão ganhando dinheiro traduzindo conteúdo em inglês e assumindo o crédito para uma multidão de antas brasileiras.

Por que eu não pensei nisso antes?

wat (e não ousem reclamar do wat, não está traduzido…)

Para dizer que eu faço cada vez menos sentido, para dizer que eu estou com ENVEJA (viu? a gente cria as nossas asneiras), ou mesmo para dizer que depois dessa dica vai montar um desses blogs mequetrefes agora mesmo (me mata de desgosto):somir@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

O que você achou?

Loading spinner

Comments (13)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: