Bonecos de Neve Brasileiros.

Nevou no Brasil. E o brasileiro resolveu fazer bonecos de neve. E o Desfavor resolveu comentar.

Confesso que senti medo. Se eu abro a porta de casa, à noite, e vejo isso no meu quintal, bato com uma vassoura até virar purê. Parece um feto alienígena abortado. A menos que o modelo utilizado tenha sido uma criança ucraniana que nasceu logo depois do acidente nuclear de Chernobyl, este boneco deu muito errado. E, vejam bem, o problema não está em fazer um boneco feio… eu tenho zero habilidades manuais, provavelmente se fosse fazer um boneco de neve ficaria igual ou pior. O problema está no semancol. Reconhecer que sua obra é algo horrível e não divulgar, poupando o mundo de ver essa Jaqueline Saburido gelada.


Não, não é uma ave amassada do para-brisas de um carro, é uma tentativa de boneco de neve. Parece uma ode ao pombo atropelado. Pode ser fruto da minha mente perturbada, mas se você olhar para a imagem por alguns segundos, pode reconhecer uma grande semelhança nas feições desse boneco com o Gabriel Jesus (só que o boneco é branco). Parece aquelas instalações artísticas que tem como objetivo subverter o tradicional: fazem um bonequinho lindo e depois o atiram com toda a foça contra uma parede.



Estou com dificuldades de entender o que aconteceu aqui. O que eu consigo compreender é que colocaram potes de iogurte como olhos desse Mantena da neve, mas depois disso, tudo fica muito confuso. O que é esse líquido escuro escorrendo? Mijaram no boneco de neve? Por qual motivo ele parece ter sido construído no meio do lixo? O que são esses galhos? Pra que um chapéu de Papai Noel em agosto? Parece um grande tolete branco. Cada país tem a Vênus de Milo que merece.

Esta pequena obra inconsistente parece espuma de lavar louça fumando um baseado. Deve ser mais ou menos isso que sai se você colocar uma galinha branca no micro-ondas. Parece que tosaram um poodle e envolveram os pelos caídos com um lencinho. Literalmente, parece que esse boneco de neve foi cagado, caiu no chão e ficou assim. Uma bosta albina na qual acrescentaram alguns adereços. Pode ser que pareça com a bisavó de muita gente? Pode, porém não vamos falar isso por uma questão de respeito.


Aqui vemos duas obras maravilhosas. O da esquerda parece um Zangbeto da neve. Olhando rápido dá para confundir com o Jô Soares, pelo tamanho e pelas vestimentas exóticas. O da direita parece ser uma massa amorfa como mero pretexto para cravar uma cenoura em algum lugar. Os bonecos de neve brasileiros são tão horrorosos que, mesmo sem olho, tem cara demoníaca. Reparem que, ao que tudo indica, um braço do segundo boneco se desprendeu e caiu. Nem para fazer uma escultura escrota e amorfa de 20cm esse povo serve!


Outra dupla antiestética. O da esquerda, além de ter bracinhos de anão, ainda tem algo saindo da boca que eu não consigo identificar. Tenho a impressão de que seus olhos são vermelhos, o que daria todo um toque Eli ao boneco, mas graças a esses óculos escuros da década de 80, não tenho certeza. O da direita é um boneco de neve paralímpico, não tem braços nem pernas. Até aí, tudo bem, muitos não tem, mas nem o rosto acertaram. O rosto parece que foi mastigado e cuspido de volta e tem um apêndice ao lado do boneco que não consegui identificar, talvez ele tenha feito cocô.


A pessoa foi cuidadosa o bastante para levar o boneco de neve para um lugar fechado, mas teve zero cuidado na hora de esculpi-lo. Quem fez essa desgraça? Michael J. Fox? Parece que jogaram a neve para o alto e, como caiu, colocaram dois olhos e um nariz. É esse tipo de coisa que dá início a mitos como o abominável homem das neves. Parece o poodle do Jabba The Hut. Esse Olaf de Chernobyl parece ter consciência de sua deformidade e olha para a gente com melancolia, com um olhar de “eu não queria existir”.


O que é isso, Brasil? Uma versão Blanka da neve? O Coisa do Quarteto Fantástico versão ice? Parece aqueles fetos com má-formação que a gente encontra em jarros de formol nos laboratórios de anatomia. Esses olhos quadrados, meio pixelados, o fazem parecer um personagem de games de 20 anos atrás. Não é possível entender o que está acontecendo no rosto, é tudo muito confuso e assimétrico, é um boneco normal e acima da média.


Creepy. Tem cara de criança, não de boneco de neve estilizado. Do jeito que anda o Brasil, já já vai alguém e estupra. Por qual razão obscura colocaram essa aberração em uma mesa? Para ficar na altura dos olhos de quem passa e tentar matar alguém do coração? Parece aqueles brinquedos trash de filme de terror que ganham vida de madrugada e matam o dono. Talvez seja uma homenagem ao Michael Jackson: absurdamente branco, com feições assustadoras e sem nariz.


Este pequeno membro gelado da Ku Klux Klan parece uma mistura de Zé Gotinha com nanismo e ET Bilu. Eu não sei como o brasileiro consegue isso, mas a maioria dos bonecos, inclusive esse, tem aquele olhar sereno-demoníaco de quem dá bom dia sorrindo enquanto tem um vizinho picotado no freezer de casa. E esse problema crônico com simetria? Bom, se não conseguem nem filhos simétricos, imagina bonecos de neve. Esse Chaminha albino parece um demônio conjurado em um pote de claras batias em neve. Confesso que fiquei fascinada, olhando por muito tempo para esse Rocky Dennis gelado.


Estas pessoas só tinham um trabalho: empilhar três bolas simétricas e fazer dois olhos e um nariz na última bola. Mas nem isso. O brasileiro estraga tudo em que põe a mão.

Para dizer que sentiu vergonha alheia, para dizer que a expressão artística não deve ser passível de julgamento ou ainda para dizer que a maior vergonha é que essas imagens rodaram o mundo: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

Etiquetas: ,

Comments (16)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: