Futuro doente.

Essa é a Semana de Sísifo na República Impopular do Desfavor. O feriado nacional para comemorar iniciativas inúteis, que mesmo assim continuam a ser realizadas. E para tal, vamos avançar para o futuro do país mais afeito a proteger o coronavírus… e veremos até onde vamos conseguir chegar!

O ano é 2031, Sally e Somir já não sabem mais o que fazer com a dificuldade do brasileiro de lidar com uma pandemia que dura mais de uma década. Os impopulares, os que ainda estão vivos, opinam.

Tema de hoje: o que fazer com quem ainda nega a pandemia em 2031?

SOMIR

Manicômio. Tem que internar essa gente, já passou de qualquer limite do aceitável. Os negadores científicos viraram o que nós avisávamos faz tempo que virariam: um culto. É meio que inevitável para gente burra. Eles não entendem os motivos pelos quais fazem as coisas, e com o passar do tempo vai criando uma aura sobrenatural sobre a história toda. Não é como se eles fossem olhar para a última década e perceber são os responsáveis pelo retorno do vírus, não importa quantas vacinas criemos.

O drone veio trazer a minha nova vacina ontem, não faz nem 3 meses da última! Eles estão piorando. Os tais dos “Encontros pela Liberdade” são festas de variantes, e reza a lenda, muito sexo gay cheio de culpa. O último, em Balneário Camboriú, reuniu quarenta mil pessoas! É a micareta do Covid. Esse povo perdeu completamente a noção da realidade, e eles continuam se aglomerando sem máscara porque o maluco do Carluxo trocou o ministro da Saúde pela quarta vez só nesse ano. O último caiu porque disse que poderíamos tentar um lockdown curto de um ano.

A nossa única sorte é que o governo Bolsonaro continua com a mira nos transespécie, se não fossem as pessoas fazendo cirurgias para se parecer com cachorros e gatos, eu tenho certeza que estariam focados totalmente em atacar as vacinas. Finalmente uma utilidade para esse povo que “nasceu na espécie errada”. Aliás, poderíamos até aproveitar a renovada estrutura de manicômios criadas pelo presidente para abrigar esses trans. Eu fico puto vendo gente andando de quatro e mijando na rua, mas pelo menos eles usam máscara se você chamar de focinheira…

Tira os trans dos manicômios e coloca os negadores científicos. Eles dizem que querem mostrar a verdade e lutam pela liberdade do povo contra a indústria farmacêutica (comunistas, reptilianos e judeus também), mas na prática só criam uma variante nova por dia. Mesmo gostando muito dos textos da Sally, confesso que já estou fadigado de decorar nome de variante e sintomas inéditos. Realmente queria que ela pudesse parar de escrever sobre isso.

É gente sem jeito por vias normais. É gente que precisa de muito remédio e reflexão. E se só tiver remédio, já é um começo. O importante é manter esse povo isolado do resto da população, até porque com a estimativa de mais de 60% da população brasileira com alguma sequela mental da Covid, parece que é cada vez mais fácil eles angariarem simpatizantes. A pessoa pega a doença, perde a capacidade cognitiva e começa a acreditar que a doença não existe.

Eu poderia jurar que o coronavírus foi enviado por alienígenas tentando despovoar o planeta de humanos. Porque parece que vai funcionar. Os EUA já estão basicamente divididos em dois por causa dos seus negacionistas, os chineses mentem que não estão ficando sem recursos para lidar com os doentes, e a Europa, bom, a Europa tem uma guerra contra o Califado Sueco para lidar. Em tese, era uma boa chance para o Brasil ganhar alguma relevância de volta e voltar para o top 30 das economias mundiais.

Mas não, esses malucos vão aumentando de tamanho a cada dia, elegendo vereadores, prefeitos, deputados… já é proibido o uso da máscara em 42 cidades brasileiras! Baseado num estudo insano dizendo que a doença só não foi embora porque não teve contaminação o suficiente. Fonte do estudo? Rede Nacional do Tratamento Precoce! Financiados pela maior fabricante do cloroquina do país. Alguém foi ver a fonte? Alguém foi ver se os 54% de “protegidos”, os 32% de curados e os 15% de mortos somam 100%? Não, claro que não!

O culto acredita no que reforça a crença do culto. E mais gente começa a recusar as vacinas, o que significa que logo logo nem vamos conseguir alcançar mais de 50% de cobertura vacinal. O povão não sabe em quem acreditar porque os líderes do movimento anticientífico tornam tudo tão confuso que até mesmo explicar a teoria de consciência coletiva viral de Xiang é mais simples. Essa semana eu falo mais sobre isso.

Manicômio pelo menos para os líderes. O povo tem que ver essa gente como maluca. Eu sei que é reforçar preconceitos, mas é um que temos que usar para salvar vidas. Prioridades! O único jeito de ir minando a credibilidade desse exército da desinformação é fazer a população acreditar, pouco a pouco, que estão ouvindo as opiniões de gente incapaz. Precisamos do reforço externo da mensagem com o manicômio.

Nem quando disseram que o governo secreto da União Soviética (que eles acham que ainda existe) modificou a variante Ômega-3 (lembra quando isso era sinal de coisa saudável?) para adicionar o sintoma de atrofia muscular… não importa a asneira que digam, a maior parte da população não tem cultura básica sequer para contestar. Lembrando que o Q.I. médio da humanidade foi revisto uns 10 pontos para baixo desde o começo da pandemia em 2020. 100 em 2031 equivale a 90 em 2021. Esse é o nível das gerações que não estudaram direito.

Se não tiver algo dramático como internar o ex-ministro da Saúde Daniel Siqueira depois que ele invadiu e quebrou uma UTI para pacientes de Covid para “provar que eles estavam fingindo e podiam sair correndo”, é fácil para a rede neural bolsonarista postar dez mil mensagens por segundo dizendo que os pacientes saíram correndo de verdade e que as cenas de gente morrendo são montagem do Jornal Nacional da G1! Prender é pouco (especialmente porque não ficou nem dois dias preso), tem que internar e dizer para todo mundo que a pessoa é maluca.

Porque a alternativa… bom, eu não quero pensar na alternativa.

Para dizer que estamos brincando com a sorte depois da Lei de Proteção da Dignidade Governamental, para dizer que não chega drone no seu bairro, ou mesmo para dizer que talvez a Sara Winter seja uma ministra melhor do que o último: somir@desfavor.com

SALLY

Quem ainda fala em retorno ao normal tem que ser internado em um manicômio?

Não. Óbvio que não. Estamos em 2031, quem, a esta altura, fala em retorno ao normal, merece ser EXECUTADO. EM PRAÇA PÚBLICA.

Dez anos. Dez fuckin´anos de pandemia e as pessoas ainda acham que a vida vai voltar como era em 2020. Eu nem consigo me lembrar como era a minha vida em 2020!

Talvez eu esteja ficando velha e precise de remédios para a memória? Sim. Mas quem está achando que depois de dez anos as coisas voltarão a ser como há dez anos atras ou tem um grau de cognição muito comprometido ou é muito mal-intencionado.

“Mas Sally, pena de morte não é muito radical?”. Me digam vocês, brasileiros, que reelegeram a família Bolsonaro duas vezes até eles instituírem pena de morte no país. Tá aí, é permitida, não é? Que tal usar com negacionistas então?

Essas pessoas que estão há dez anos pregando pela volta do antigo normal causaram inúmeras mortes com seus argumentos ridículos, convencendo as pessoas a viverem como se não houvesse pandemia. Isso para mim é sinônimo de homicídio, agora punido com pena de morte no Brasil. Que sejam sacrificados então.

Radical é angariar pessoas para, na marra, promover aglomerações e criar tantas cepas que agora precisa de números depois das letras gregas. Já perderam a conta? Eu relembro: das surgidas no Brasil, estamos na Gama 87, Teta 69 (chega de trocadilhos, ok? Já cansou), Sigma 32 e Psi 21.

E escape vacinal parece não ter sido suficiente. Não, era preciso mais. Vacinas? Pra quê, hoje temos grupos armados saindo nas ruas com o objetivo de “atirar no coronavírus”. É sério, gente, só matando essas pessoas. Internar não funciona.

O brasileiro é vulnerável a qualquer merda que digam. Da última vez que, em um grande esforço, alguns Governadores tentaram impor internação em instituições psiquiátricas para esses malucos que ficavam clamando pelo “retorno ao normal”, eles conseguiram meios de se comunicar de dentro do hospício e fizeram transmissões, continuando a propagar suas ideias. E pior: desta vez como mártires, angariando mais e mais gente para a causa.

Você interna malucos que pode tratar ou que pode conter. Esses malucos não podem ser tratados nem contidos, já que por uma série de leis e decretos promovidos pelo atual Presidente Carlos Bolsonaro eles não podem ser medicados de forma a ficarem dopados. São mais de dez anos de blog (ainda não sei quantos anos tem o Desfavor) repetindo a mesma coisa: o sistema não funciona, o sistema é corrupto.

Não estou mandando arrastar feito porco no matadouro e cortar a garganta deixando sangrar. Eu ainda defendo o direito à ampla defesa e contraditório. Mas porra, que sejam julgados e, se forem considerados culpados, que sejam punidos com pena de morte! Quantos comunicados da OMS já não vimos dizendo que a pandemia só não acabou graças ao mau comportamento do Brasil, que fica reinfectando o mundo todo? É preciso tomar uma atitude drástica!

Manicômio virou ameaça vazia, instrumento de intimidação. Todo mundo que eu não gosto é maluco para esse governo, assim como para o governo do pai todo mundo era comunista. Eles não têm medo de manicômio pois é um instrumento de intimidação que eles mesmos criaram.

Não se esqueçam que, não faz muito tempo, nós quase fomos parar em manicômios, tanto Somir e eu, como leitores do Desfavor e pessoas que bateram o pé e defenderam publicamente que ainda havia pandemia e que ainda aconteciam mortes por coronavírus. Lembram como acabou?

Como o Brasil é uma zona cada vez pior, não deram conta de perseguir e punir todos os que continuam propagando a ciência. E, assim como não conseguiram nos internar ou nos manter internados, nós também não vamos conseguir internar a eles, pelos mesmos motivos: nada funciona nesse país merda. Só matando, gente. Só matando. Dentro da lei, claro. Mas só matando.

“Mas Sally, eles estão no poder, nunca vai ter uma condenação”. Vai sim, pelo mesmo motivo do parágrafo anterior: o Brasil é uma zona, cada juiz tem uma cabeça e não é possível comprar ou intimidar todos os juízes do Brasil.

Tem muito juiz que perdeu filhos, pais, maridos, esposas para o coronavírus por causa desse movimento irresponsável de “retorno à normalidade” e não pensaria duas vezes antes de canetar uma sentença de morte para esses filhos da puta. Vai por mim, não todos, mas alguns vão morrer.

Além disso, não precisa matar todos, é que nem capivara: você mata duas ou três e o resto se assusta e começa a correr para o lado oposto. Temos que brigar para que algum desses lunáticos vá a julgamento por crime de homicídio e seja sentenciado à pena de morte.

Deixa eu dar um parâmetro para vocês: o Alicate, o fuckin´Alicate, disse que a coisa passou dos limites e desistiu de retomar a normalidade. Quando o Alicate diz que a coisa passou dos limites, existe algo muito, muito errado. Eu sei que ele disse em seu canal no Youtube que eram necessárias “atitudes gástricas”, mas o que ele quis dizer foram “atitudes drásticas”.

Chega, quantos anos mais vamos ter que aguentar esta porra de pandemia que não vai embora, só piora, graças a pessoas que se recusam a fazer a sua parte, a fazer o que deve ser feito para conter o vírus? Quantas pessoas mais vão ter que morrer para que o brasileiro finalmente entenda que não há retorno ao normal?

Se tem que morrer gente, que sejam os filhos da puta que promovem esse retorno à normalidade, e não pessoas vítimas das variantes criadas por eles. É uma medida desesperada, mas a situação é desesperadora: mais de dez anos de pandemia, fruto de pura irresponsabilidade do povo e de governantes.

Estamos chegando no FAQ 500, vocês têm noção do que é isso? Uma coluna que foi pensada para ter dez edições? CHEGA, NINGUÉM AGUENTA MAIS. PENA DE MORTE PARA ESSES FILHOS DA PUTA!

Para dizer que a esta altura prefere se matar do que matar os outros, para dizer que o Alicate não tem moral para falar nada já que pegou covid mais de 20 vezes ou ainda para dizer que nada vai mudar e Laurinha Bolsonaro ainda será Presidente do Brasil: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

O que você achou?

Loading spinner

Etiquetas: ,

Comments (24)

  • “Se tem que morrer gente, que sejam os filhos da puta que promovem esse retorno à normalidade, e não pessoas vítimas das variantes criadas por eles”.

    Totalmente de acordo. Deveriam todos virar sabão. Só assim para fazerem a parte deles no auxílio a prevenção…

    O que você achou?

    Loading spinner

  • É bem isso mesmo. Já estamos em 2031 e os terráqueos estão desde 2020 deixando de viver em função dum vírus! É por isso que meus conterrâneos não falam com vocês!

    O que você achou?

    Loading spinner

    • 575 mil mortos no Brasil só em 2020 e 2021, deixando de viver literalmente. Teria sido menos letal declarar guerra contra os EUA, Rússia e China ao mesmo tempo.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • Aqui na Nova Zelandia os Ilheus das Ilhas do Pacifico nao curtem vacinas por questoes religiosas ou supersticao, mas terao que tomar porque os casos tem aumentado. Estamos em lockdown rigoroso ate final de Agosto.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Será que nesse cenário pós-apocaliptico vocês vão tratar do desfavor da zuckzação da internet e da pós-web com o câncer dos influencers dando as cartas no jogo do poder? Veremos se vocês estão tão bem em futurologia.
    O Onlyfans já começou a dar ruim e arrisca de acabar que nem o Tumblr (quem lembra?)

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Concordo com Somir. Negacionista bom é negacionista no hospício

    PS: Que horror a parte do Bozo, Sally! Bozo sai agora, não será reeleito jamais, pelo menos é o que dizem as pesquisas.

    O que você achou?

    Loading spinner

    • E se ele forçar/permitir um impeachment e sair como vítima, como mártir que foi retirado “contra a democracia”? Será que ele não ganha popularidade e se elege?

      O que você achou?

      Loading spinner

      • impeachment deixa o sujeito inelegível por 8 anos, pelo menos em tese. Mas acho que o povo tá de saco cheio dele. Gasolina a 7 reais! A cesta básica tá com preço do restaurante do chef Jacquin, pobre tá passando fome, carne um absurdo. E o lula tá chegando de mansinho, fez o maior auê no nordeste, tirou selfie de sunga com a noiva. Acho que o Bozo já era. Vai ser como o Trump: mandato único.

        O que você achou?

        Loading spinner

      • Dezulivre dessa possibilidade, Sally! Que ninguém do governo aí que constrói as “narrativas” leia isso…

        O que você achou?

        Loading spinner

      • Acho que a única chance dele se reeleger será uma combinação de Bolsa Família Turbo a partir do meio do ano que vem com uma bomba cataclísmica sobre seus adversários (incluindo a imprensa e o STF) sendo trazida à tona às vésperas da eleição.

        Mas o pior não é nem a possibilidade dele se reeleger, mas sim do fato das duas figuras mais proeminentes com possibilidade de vencê-lo serem o Lula e o Ciro.

        O que você achou?

        Loading spinner

        • Eu acho que se ele for esperto (spoiler: ele não é) ele deixa acontecer um impeachmente, sai espernenando e conquista a simpatia de todos para voltar como o injustiçado.

          O que você achou?

          Loading spinner

  • Tanto faz, esse povo anti-ciência e anti-vacina é uma minoria.
    Até os crentes daqui do prédio que vivem compartilhando baboseira conspiradoida no grupo do condomínio já se vacinaram, e eles diziam no começo do ano que não iriam se vacinar. Meus parentes do interior (majoritariamente pobres e com pouca instrução), o pessoal de onde eu trabalho, todos estão vacinando e nunca vi nenhum deles mencionarem nada sobre conspirações, chip do diabo, nova ordem mundial. São pessoas normais.

    O brasileiro médio não é anti-vacina. Cuidado pra não repetir o mesmo erro dos progressistas de achar que aqui é igual os Estados Unidos.

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Não precisam ser maioria. Basta que eles existam para que o vírus continue a circular e possa sofrer mutações. Não é uma questão de quantidade: poucos anti-vacinas podem causar um estrago enorme.

      O que você achou?

      Loading spinner

      • Mas também tem que considerar os que falam mas não praticam. Sabe socialista de zona sul que fala sobre distribuição de renda e igualdade, enquanto trata os empregados como bicho e dá um salário ridículo? Não duvido que muitos desses ‘influencers’ conspiradores já devem ter tomado a vacina faz tempo, enquanto postam sobre os planos mirabolantes ‘dazelites’.

        O que você achou?

        Loading spinner

        • Ok, mas existem as pessoas que não tomaram e não vão tomar. Esses já bastam para cagar o esforço de toda a humanidade.

          O que você achou?

          Loading spinner

      • Me admira logo vc que estuda tanto, achar que covid poderia desaparecer. Com ou sem vacinados o vírus chinês veio pra ficar e vai continuar circulando com ou sem vacinados. O que pode acontecer é conforme forem vacinando, deixar de fazer strike de 2 mil mortes diárias igual fazia. As pessoas vão ter que se acostumar a conviver com esse e os outros vírus.

        O que você achou?

        Loading spinner

        • Acabaram com a varíola na época que a potência computacional do mundo cabia num celular atual… não era pedir demais.

          O que você achou?

          Loading spinner

    • Sortudo vc, viu anônimo?
      Porque o que eu vejo de gente por aí que ainda acredita em conspirações, olha… Me assusto, parece um número grande ainda.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • Bernardino Teixeira

    Que texto! E eu achando que Mad Max era o ápice da distopia…
    Acredito que em 2031, caso a pandemia ainda não esteja totalmente controlada, será inevitável a adoção de passaportes sanitários (algo não tão distante assim) para quem quiser entrar em praticamente qualquer lugar público.
    Os que não aceitarem ser vacinados vão ter que morar em guetos ou favelas que poderão ser chamados de “coronavilas”.

    O que você achou?

    Loading spinner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: