Ei, você! – Polarização Edition.

O texto de sábado parece ter irritado algumas pessoas. Curiosamente, conseguimos desagradar ambos os lados da polarização brasileira: extrema direita e extrema esquerda. Justiça seja feita, foi uma semana polêmica, os textos sobre censura e trans não ajudaram.

Ao ver os dois lados se comportando de uma forma bastante limitada, me ocorreu fazer esta singela homenagem na ilustração, pois sim, são dois lados diferentes de uma mesma moeda, de um mesmo atraso mental. Quanto mais eles se esforçam para se diferenciar uns dos outros, mais parecidos se mostram.

Fica aqui nossa homenagem a ambos os lados.

a transfobia aparece em diversas facetas inclusive ao selecionar pessoas por seus orgaos sexuais uma limitaçao praticada apenas por animais irracionais
Vocês estão querendo que Bolsonaro ganhe novamente, né?

como vo esplica pro meu filho dois home se beijando
Assim ó: “tem pessoas que se sentem atraídas por outras do mesmo sexo, e tá tudo bem”

todo mundo é bi mas os preconceituosos nao admitem que são
Tão errado e escroto como quem impõe que todo mundo é hetero e quem não é tem algum problema

vacinas matam ninguem pode me obrigar a me envenenar
Vocês tão querendo que o Lula ganhe novamente, né?

depilar os pelos do corpo é uma forma de agressao contra o pp corpo
Então tatuagem e piercing também devem ser abolidos?

deus vai colocar bolsonaro poder novamente em 2022
É a única opção dele, pois o povo me parece que não vai

um corpo feminino sem pelos nao é natural
Esse teu cabelo rosa você herdou do seu avô, né?

vamos todos boicotar a gerdau
Isso, vai andar de charrete e morar em uma palafita palhaço

Lula vai salvar o Brasil
Não, não vai

Bolsonaro vai salvar o Brasil
Não, não vai

Para dizer que nunca esteve tão de saco cheio das pessoas, para dizer que um lado está absolutamente certo e o outro absolutamente errado ou ainda para aproveitar cada detalhe da imagem: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

O que você achou?

Loading spinner

Etiquetas: ,

Comments (22)

    • Amei os três especiais dele na Netflix. Tenho algumas ressalvas pois ele faz um humor panfletário e quando você coloca militância no humor sempre se perde um pouco. Também acho que o lugar de onde ele fala de racismo é um pouco vitimista. Mas porra, a abordagem dele sobre pessoas trans é fora de série!

      O que você achou?

      Loading spinner

  • É só usar creme depilatório, manas.
    Eu também não suporto depilação com cera, só fiz uma vez na vida e não aguentei, parece tortura medieval aquela bosta.

    PS.: quando o brasileiro vai aprender que presidente não faz quase nada e que os políticos locais causam mais impactos na vida deles?

    O que você achou?

    Loading spinner

    • As manas acham que tirar os pelos não é natural. As mesmas que se enchem de piercing, tatuagem e cabelo rosa.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • Agora eu vou ter que perguntar… por que o batman não sai mais do “ei, você”? É algum easter egg de vocês, como foi no caso do Lázaro?
    Gostei da traveca!

    O que você achou?

    Loading spinner

    • É uma homenagem às mães cansadas. Às mães que desistiram de lutar com seus filhos pequenos terroristas que querem ir aos lugares fantasiados em vez de colocar uma roupa normal. Às mães que não tem mais forças e por isso levam o filho vestido de Batman na praia, no casamento, no velório. Sempre via crianças vestidas de super-heróis nos lugares mais inoportunos e sentia compaixão pelas mães exaustas de tentar civilizar esses demônios sugadores de energia.

      O que você achou?

      Loading spinner

      • Quanto a isso, acho que eu posso me considerar sortudo. Os poucos lugares que frequentava – com o verbo no passado porque mal saio de casa desde o começo da pandemia – não recebiam muita criança; e as que haviam eram, felizmente, bem educadas o suficiente para não irem fantasiadas para todo lado e/ou fazerem birra em público sempre que contrariadas.

        O que você achou?

        Loading spinner

  • Gostei do detalhe de até o fundo da imagem ser dividido, simbolizando: de um lado, o grupinho que acha que tudo se resolve na bala e dos que usam a Bíblia como desodorante (sempre debaixo do braço) e do outro, o grupinho da lacração (quem não concorda é machista, homofóbico, racista) e dos que fazem alarde do que fazem com o cu em tudo.

    O que você achou?

    Loading spinner

Deixe um comentário para Sally Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: