Mendigos de Buceta.

Vamos falar sobre o Mendigo de Buceta? O termo é grosseiro, mas vou usar pois ele é bastante utilizado em redes sociais, já virou vocabulário informal.

“Mendigo de Buceta” é o termo usado para definir aqueles homens que ficam rondando perfis femininos feito mosca de padaria e elogiando cada foto postada, na esperança de conseguir alguma coisa daquela mulher, mesmo que seja cinco minutos de atenção. Vamos bater um papinho sobre eles?

Cada um passa a vergonha que quer online e nós não temos nada com isso. Fosse apenas pela humilhação de ficar rondando mulheres tentando conseguir algo em troca de elogios, o tema nem seria citado. Mas, a dinâmica do Mendigo de Buceta acaba indo um pouco além, por sua falta de noção, de adequação é de bom-senso. Ele causa danos colaterais pelo caminho. Para colocar em prática sua vexatória mendicância ele deixa um rastro de merda.

Tem um termo que aprendi recentemente e que adoro usar: “pacto de sofrimento casado”. Ele ocorre quando duas pessoas que não estão bem da cabeça se encontram e estabelecem um contato onde ambos retroalimentam suas neuroses. Esse costuma ser o caso dos Mendigos de Buceta, quando se encontram com mulheres carentes, com baixa autoestima e sem amor-próprio, as conhecidas Mulheres Biscoiteiras.

A mulher posta trocentas fotos dela claramente querendo elogio e o Mendigo de Buceta se presta ao papel de ir lá elogiar. Ser carente atrai homem merda, ser homem merda atrai mulher carente. Estes dois se atraem como ímãs. O problema é que, até se encontrarem, o Mendigo de Buceta já bateu ponto em um monte de perfis e causou problemas para muita gente.

Quando não é uma Mulher Biscoiteira, quando é uma mulher comprometida, quando é uma mulher cuja família está lendo suas redes sociais e em muitas outras ocasiões, os elogios e as “brincadeiras” do Mendigo de Buceta são chatos, constrangedores e desnecessários. Mas vamos deixar isso para o final do texto. Primeiro vamos falar dessa dinâmica de Mendigo de Buceta + Mulher Biscoiteira.

Supondo que a tática “dá certo” e ele consegue a atenção da mulher… mesmo quando dá certo, ela dá errado: quando o Mendigo de Buceta age desta forma, ele atrai toda sorte de neuróticas, interesseiras, ególatras e carentes que existem vagando pelo universo online. E, quando por um acaso calha de estabelecer uma relação com alguma delas, acaba sendo um relacionamento pouco saudável. Imagina a desgraça que não seria uma relação entre uma mulher insegura, ególatra e carente com um homem sem autoestima, que se humilha e que não tem noção.

O que sai daí? Um resultado muito ruim atrelado a um discurso de “tá vendo? mulher é tudo maluca/puta/neurótica/carente/interesseira” e similares. Meu anjo, que tipo de mulher você acha que corresponde a um elogio online? Que tipo de mulher tem tão baixa autoestima para manter em seu círculo de diálogos um cachorrinho que a cada foto vai elogiá-la? Uma mulher bem resolvida, centrada, mentalmente sã, olha para esta atitude e corre, corre para as montanhas. Se quer atrair mulheres sãs, porte-se como uma pessoa sã.

Se o Mendigo de Buceta assumisse responsabilidade por seus atos, beleza, que continua sua peregrinação humilhante, tá tudo certo. Mas não. O resultado dos seus atos acaba sendo imputado a todas as mulheres do mundo! “Mulher é tudo mentirosa/fútil/histérica/contraditória”. Não, meu anjo, todas as mulheres do SEU mundo são assim, pois é isso que você atrai com essa postura ridícula de ficar mendigando atenção na base de elogio.

E, vejam bem, com isso eu não quero livrar o lado das mulheres não, tá? A Mulher Biscoiteira está tão ruim da cabeça quando o Mendigo de Buceta: precisar ficar postando foto online em busca de elogio é um problema sério de autoestima e encorajar homens que o fazem é ainda pior. Porém a Mulher Biscoiteira não invade o perfil de um por um divulgando suas fotos, o que a torna menos inconveniente.

Ela também erra, pelo mesmo mecanismo. Também reclama que “todo homem é mentiroso/filho da puta/escroto/safado”. Óbvio, ela é tão carente que aceita esses Mendigos de Buceta que ficam indo em seus perfis elogiá-las. Nada de bom sai daí. A responsabilidade pelo tipo de pessoa que você atrai é sua, somente sua. Se você não está atraindo pessoas decentes, olhe para dentro em vez de reclamar para fora. Mas, ao menos ela não incomoda terceiros.

Um teste bem rápido para saber se uma mulher é carente, está mal de cabeça ou tem baixa autoestima: vá ao seu perfil e veja alguma foto sua onde tem uns Mendigos de Buceta elogiando e observe a reação dela. Corresponde aos elogios? Carente. Silêncio completo ou block? Mentalmente sã. É um ótimo termômetro para perceber como anda a cabeça da pessoa.

O mesmo vale para um perfil masculino que te interessou. Dá um check nas pessoas que ele segue e nas interações que faz. Só segue mulher bonita? Tá sempre elogiando Mulher Biscoiteira? Amiga, sai fora. Punheteiro, encalhado, baixa autoestima, cabecinha ruim. Sai fora do Mendigo de Buceta, nada de bom saí daí. Você merece um homem que não precisa disso para conquistar uma mulher.

Eu não sei onde os Mendigos de Buceta aprenderam esse comportamento. Eu sempre tento olhar para redes sociais como se fosse uma extensão da vida real. Se você está andando pela rua e um homem que você não conhece te aborda e faz um elogio físico, isso grita “desespero”, grita “cara de pau”, grita “inconveniente”. Alguém em sã consciência retribuiria um contato desses?

Online as pessoas retribuem, pois sabem que o Mendigo de Buceta não pode alcançá-las. Eles vão ficar ali, do outro lado da tela, elogiando eternamente. Não podem encostar nelas, não podem ter acesso a suas vidas. É um pacto que atende à carência dessas mulheres: recebem uma pá de elogios todos os dias para alimentar um ego frágil que precisa do olhar de terceiros para sentir algum tipo de validação ou valor.

É sintoma de problemas, é sinal de carência e baixa autoestima, mas eu consigo entender o ganho que a Mulher Biscoiteira tem: ela tem uma demanda atendida, afagos no ego que a fazem se sentir melhor. Às vezes, se o sujeito for muito Zé Ruela, ganha até um otário confidente que escuta as bostas que ela quer desabafar. Um ganho merda que só mostra como a pessoa está mal da cabeça, mas, ainda assim, um ganho. E o Mendigo de Buceta, que ganho tem?

Esperança. É só isso que os coitados ganham. Mulheres que precisam de elogios e que fazem a manutenção desses Zé Cu no seu perfil para suprir essa carência, mas que não dão nada em troca. Talvez uma foto? Mas que bela merda, hein? Se humilhar em público para conseguir uma foto de mulher pelada! Internet tá aí, com milhões de fotos de milhões de mulheres em tudo quanto é posição. Não precisa disso.

E mesmo que eventualmente um Mendigo de Buceta consiga cavar um encontro com uma dessas mulheres que ele ficou elogiando… O que de bom vai sair disso? Relacionamento eu nem cogito, pois seria o ultimate pacto de sofrimento casado. Uma simples noite de sexo com uma mulher perturbada da cabeça pode ser uma vitória para um adolescente de 16 anos, que nunca come ninguém, mas para uma pessoa adulta? Irmão… tá ruim assim de conseguir comer mulher para chegar nesse ponto?

Fora o constrangimento que os Mendigos de Buceta causam. Muitas vezes eles elogiam mulheres comprometidas, irmã de conhecidos, mãe de conhecidos e outras mulheres que estariam fora do rol de pessoas que eles deveriam olhar com foco sexual. É uma saia justa do caralho, desagradável para a mulher e para todos os que a cercam: seus pais, seu marido, seu namorado, seu irmão, seus filhos e todas as outras pessoas que estão naquela rede social e não queriam ler algo do tipo.

Não é lugar. Simplesmente não é lugar. Vai pro Tinder, vai pra puta que pariu, faz isso só com quem a pessoa tem certeza de que gosta e de que não vai causar nenhum constrangimento. Sair fazendo randomicamente, atirando para todos os lados é muito inconveniente, você vai causar problemas pelo caminho.

“Testar” para ver quem corresponde significa estorvar a vida da metade que não vai corresponder. É chato, é chato pra caralho. E provavelmente essas pessoas nem imaginam o problema/constrangimento que estão causando para terceiros. E se for conhecido então, puta que pariu, mil vezes pior, pois não dá para mandar à merda gostoso pois vai criar climão se você tiver que conviver com essa pessoa eventualmente.

E sabe qual é a parte mais engraçada? Se alguém dá um fora no Mendigo de Buceta, todo o “amor e carinho” do elogio na mesma hora vira raiva. Grandes chances dele falar que a mulher “está se achando”, “é metida” ou coisa até pior. Se a mulher corresponde ao elogio, quer dar para ele, se a mulher repreende o elogio, é uma escrota. Basicamente só existem dois tipos de mulher no mundo: as que querem dar para ele e o resto, que é escrota.

Aí sempre tem um infeliz que alega que faz isso pois “funciona”. Defina “funcionar”. Ter acesso a uma mulher fodida da cabeça, ególatra, carente e com baixa autoestima não é propriamente “funcionar”. Como eu disse, se você tem 16 anos e não consegue comer ninguém, qualquer coisa é lucro. Mas, espera-se que uma pessoa adulta filtre um pouquinho melhor. Ou, se decide não filtrar, que nunca abra a boquinha para reclamar de mulher.

Se você opta por comer lixo, não diga que toda a comida do mundo tem gosto ruim. Nem revire a cozinha dos outros à procura de comida, vai só na sua lata do lixo, come o lixo quietinho, se fizer mal se fode aí e deixa o resto das pessoas em paz.

E, claro, sempre tem os que saem pela tangente: “era brincadeira!”. Tá bom, vai lá no perfil da mulher e faz uma piada de cunho sexual para o namorado dela ler, para o pai dela ler, para o irmão dela ler e acredite que é menos grave se for brincadeira.

Antes de fazer uma brincadeira, pense se você gostaria que um homem fizesse erra brincadeira em público com a sua mulher, com a sua mãe, com a sua irmã. E mesmo que não se importasse, não faça, pois as outras pessoas podem se importar. Deixa eu te dar um conselho que serve para a vida: não sendo sua parceira, se uma mulher nunca tocou em temas sexuais com você, NÃO TOQUE COM ELA. É invasivo, é escroto, é desnecessário.

Se, na sua casa, a sua mãe sai falando sobre sexo e evadindo tudo, saiba que esse ambiente é uma exceção. O normal é as pessoas prezarem por sua privacidade e não saírem contando o que gostam, o que fazem, o que deixam de fazer. Espere a mulher falar, se ela não falar, ela não tem interesse nesse assunto. Converse sobre outra coisa ou procure alguém que esteja falando sobre sexo e se meta na conversa. E, vai por mim, meu conselho não é só para não ser um sem noção, ele pode te salvar de um processo, ok? Não é a minha opinião, é a lei. Se poupe e poupe a todas nós.

O maior desfavor de todos é que ser Mendigo de Buceta está normalizado. Está se tornando uma regra, um modo de funcionar e isso gera um perigo: e de que nós, mulheres, esqueçamos o quanto isso é ridículo, vergonhoso, patético e sintomático. Uma pessoa mentalmente sã, equilibrada, com a autoestima no lugar, não se presta a esse papel, mesmo que todo mundo faça. Todo mundo faz? Beleza, isso quer dizer que todo mundo está mal da cabeça. Nunca se esqueçam disso, mulheres.

Você pode receber um milhão de elogios, intervenções ou comentários de Mendigos de Buceta por dia, não importa, apenas lembre das minhas palavras: tem homem que não é assim, tem homem que tem vergonha na cara e outros atrativos para conseguir mulher. Se você relativizar o Mendigo de Buceta achando que tá tudo bem, que é só zoeira, que pode ser que seja uma pessoa legal, a responsabilidade é totalmente sua, não venha depois dizer que “homem é tudo canalha/aproveitador/retardado emocional/mentiroso”.

E você, homem, antes de escrever alguma bosta no perfil de qualquer mulher em rede social, se pergunte 3 coisas: 1) “eu acharia adequado dizer isso, ainda que de brincadeira, na presença do namorado dela, do pai dela, do avô dela, do irmão dela?”. Se a resposta é “não”, se você não diria isso sentado à mesa com todas essas pessoas presentes, faça um favor a todas nós e não escreva nada; 2) “Esta mulher é solteira?”. Se não for, faça um favor a todos e não elogie, não trate de temas sexuais, não faça brincadeiras com nada nem parecido; 3) “Esta mulher já me deu liberdade para que eu faça brincadeiras de cunho sexual com ela? Já partiu dela falar sobre sexo comigo?”. Se não, cala a boquinha. Inacreditável que o básico do básico de respeito precise ser dito a adultos, que bela bosta de mães devem ter criado esses homens!

“Mas Sally, se eu fizer isso não pego ninguém”. Terapia para você, meu anjo. Se esse é o recurso que você usa para conseguir mulher, você é um grande pescador de merda. No caso, melhor não pegar ninguém mesmo, até melhorar essa cabecinha fodida que você tem. Mesmo que não seja “para casar”, mulher problemática pode arruinar sua vida, em um único encontro. Novamente: se poupe e nos poupe disso.

Não dá para esquecer as regras básicas de respeito e educação por estar atrás de uma tela. O que se escreve em redes sociais impacta a vida real das pessoas. Se quiser abrir um blog só seu para dizer como uma mulher é bonita, fica à vontade, mas invadir o perfil da pessoa onde todos seus parentes e amigos estão lendo e derramar seus pensamentos é, no mínimo, inconveniente.

“Mas ela postou uma foto claramente em troca de elogio”. Ok, se um homem posta uma foto claramente buscando elogio, você elogia? Eu hein. Pessoas neuróticas, pessoas problemáticas, pessoas malucas o tempo todo “nos convidam” para ir para o fundo do poço com elas. Cabe a você aceitar ou não esse convite, em vez de culpar quem convidou.

E, como eu disse, é contraproducente para o próprio homem. O que de bom vocês esperam que saia daí? Que tipo de mulher vai corresponder a isso? Sério que precisa disso para conseguir sexo ou atenção feminina? Seja melhor, ou sua vida amorosa vai ser tão bosta quanto a sua estratégia.

E, por fim, gostaria de lembrar aos Mendigos de Buceta que a proteção que a internet oferece é relativa. A menos que você esteja postando de uma forma muito anônima, sem nome, sem foto, sem IP rastreável, eventualmente algum homem enfurecido da vida dessa mulher pode se cansar e tomar satisfações na vida real. Tem muito maluco no mundo, você nunca sabe quando vai dar o azar de cruzar com um deles. E eu, particularmente, dou total razão a um maluco que perde a paciência, pega o Mendigo de Buceta e esfrega sua boca no asfalto.

E vocês, Mulheres Biscoiteiras, não têm vergonha de fazer a manutenção desses Mendigos de Buceta em seus perfis, jogando farelos de atenção, para receber elogios? Sério que vocês precisam ou valorizam pessoas cujo modus operandi é elogiar um monte de mulher online? Isso não te faz especial, te faz sem autoestima. Isso não te faz ter poder, apenas mostra quão desempoderada você é para precisar cultivar essa simbiose deprimente. Vamos almejar mais?

Acho que este é o primeiro Sally Surtada em anos… Parabéns aos homens por serem tão merdas que conseguem ser tema no meio do tsunami de bosta que as mulheres andam fazendo.

Para compartilhar uma falta de noção de um Mendigo de Buceta, para dizer que tsunami é feminino (o dicionário do Word discorda) ou ainda para dizer que se a mulher tem a sua família em sua rede social ela assumiu o risco: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

O que você achou?

Loading spinner

Etiquetas: , , ,

Comments (38)

  • Sally, vc se considera feminista ao postar um (brilhante) artigo como este?
    PS. Me fez pensar a respeito

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Depende do que você chama de “feminismo”.
      A definição clássica, aquela que entende que mulheres não são inferiores a homens, sim, com certeza.
      A apropriação lacradora dessa versão, onde os homens são vistos como agressores, inferiores, perigosos ou qualquer outro adjetivo pejorativo, não, nem pensar.
      Na real, acho que eu sou “humanista”: independente de sexo, acho que todos os seres humanos são uma bosta.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • Numa postagem no foicebook, certa vez, uma moça num filminho fazia propaganda de um clube de leitura e indicava como fazer parte dele, como comprar livros, etc. Pois não é que um gorducho claramente mendigo de buceta (nem precisava abrir o perfil dele pra ver… o thumb da foto já denunciava a mendicância vaginal do pobre coitado!) encheu os comentários da postagem (que nem era da moça, mas da empresa que “gerenciava” esse clube de leitura) com “gata”, “você é muito linda”, etc. e tal? Isso é desanimador!

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Que vergonha, a pessoa não percebe que está falando com uma empresa… Parece que vai no piloto automático: vê mulher, começa a mendigar.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • Até entendo o mendigo de buceta q ta pescando, o q cair na rede é peixe.
    O q não entendo é o cara q CASA com a dona da buceta q pescou na internet p q nunca teve culhoes pra conhecer mulher cara a cara.

    O que você achou?

    Loading spinner

      • Conheceu
        Perdemos o amigo infiel ao celibato p a mais feia da parada,
        q no pacote casamento trazia junto a família podre de rica.
        A dona da buceta jorrava grana, compensou a falta de encantos

        O que você achou?

        Loading spinner

  • Acho que um dos tipos mais embaraçosos do Mendigo de Buceta é aquele que já passou de uma certa idade e fica metralhando “elogios” pra mulheres que tem idade para serem filhas/netas dele. Pior é quando enfiam politica nisso. Vez ou outra eu vejo algumas mulheres postando foto se intitulando como “musas da Direita”, “BolsoGatas” e etc. Ai lá nos comentários chove uma cambada de véio boomer comentando “linda”, “essa é pra casar”, “boa noite anjo”… Um verdadeiro show de horrores.

    Até tiazona que já passou dos 50 biscoitando atenção de macho eu já vi. A falta de senso do ridículo infelizmente não tem idade.

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Tem esse tipo, o tiozão mendigo de buceta. É muito triste e indigno, eles acabam virando piada. Me dá dó, pois penso que o tiozão não tem a mínima noção de códigos de comportamento online, é ignorante, no bom sentido. Não sabe o que faz.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • Duas coisas acho patéticas nisso. A biscoiteira que posta aquele textão enorme de reflexão ou até mesmo uma frasezinha de efeito com a foto, como se ela achasse mesmo que a intenção dela fosse fazer alguém refletir com aquilo. E entre os mendigos, boa parte são tiozões que acham que irão chamar a atenção com aquelas frases cheias de erros de português tipo “Limda, tezouro passa o zap?”. Parece que idade nem sempre quer dizer experiência e noção das coisas…

    O que você achou?

    Loading spinner

    • E quando a mulher posta uma foto da raba claramente querendo atenção mas tenta mascarar isso de causa nobre? “Postando de biquini pela paz na Ucrânia”. Filha, assume que quer ser vista, tá tudo certo, não precisa camuflar.

      Curioso que estou recebendo muito feedback de mendigo de buceta tiozão. Muito triste perder a dignidade depois de burro velho…

      O que você achou?

      Loading spinner

      • Aaaaaah, Sally! Deixa a gente se divertir, vai! Divulgue esses feedbacks pitorescos de mendigões de buceta pra rirmos um pouco!

        O que você achou?

        Loading spinner

        • Tem gente realmente ofendida, me acusando de ser invejosa e ter escrito esse texto por nunca ter recebido um elogio em redes sociais…

          O que você achou?

          Loading spinner

    • Teve umas desgraças que vieram aqui querer me empurrar títulos de um resort que fica a umas três horas de carro daqui. Peguei e mandei o número do whatsapp de certo mendigo de buceta que veio tirar onda de fodão como interessado no título do resort (que mora ainda mais longe do local) e daí SÓ PAZ.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • Wellington Alves

    Tem a versão feministo. Não elogiam atributos fisicos, mas ficam empoderando as musas e pedindo desculpas por ser homem.

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Feministo e que nem onça pintada, na internet todo mundo defende, mas ninguém quer ter um dentro de casa.

      O que você achou?

      Loading spinner

    • Verdade, Wellington. Também reparei nisso. E que coisa mais ridícula isso de ficar pedindo desculpa por ser homem…

      O que você achou?

      Loading spinner

      • Wellington Alves

        Se um feministo viesse mendigar a Sally, seria assim:
        “Admiro muito mulheres inteligentes, de personalidade forte e que conseguem se comunicar tão assertivamente como você. Pena que pouquíssimos homens sabem reconhecer e valorizar tais qualidades”.
        Acho que a Sally até deu uma balançada com esse exemplo! Kkkkk

        O que você achou?

        Loading spinner

  • E se eu te disser que “do lado de cá da força” também existe muito mendigo de pinto por aí? Triste, viu!?

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Seria possível dizer que os mendigos de buceta seriam a evolução dos pedreiros com suas cantadas ótemas para qualquer mulher que passe em frente a uma obra?

    Sally, a situação tá difícil, hoje em dia virou termômetro as fotografias e números de seguidores em rede social.

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Eu acho que o pedreiro aborda mulheres por diversão. Nenhum pedreiro espera conseguir um nude, um numero de whatsapp ou um contato físico por uma cantada. O pedreiro nem se atreve a pedir seu contato, ele só solta um “com um cuzinho assim você está convidada a cagar lá em casa”.

      O mendigo de buceta espera conseguir alguma coisa. Uma resposta, um “oi”, um nude, um telefone… É muito triste, não apenas o ato de se humilhar dessa forma, como também de almejar um contato com uma mulher que claramente não está bem da cabeça.

      O que você achou?

      Loading spinner

    • A atribuição das cantadas do “pedreiro online” aos pedreiros, uma infame página da canetinha do mal, são pura e velha fake news. É ruim que um pedreiro de verdade vai soltar cantada daquele jeito.
      Tem diferenças claras na abordagem. Pedreiro é bruto e não é exatamente da turma da prassódia. A canetinha forçou um personagem que não é correspondente a realidade.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • E os que deixam elogios e nem é no perfil da mulher? Basta ter uma matéria citando uma mulher bonita e chega um idiota “você é muito gata, sabia?” nos comentário. Não percebem que é uma reportagem e que estão falando com um jornalista. Se o Tirirca posta uma foto de mulher bonita vai ter um idiota que comente “oi gata, tem whats?”

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Vejo isso até em comentários no Youtube. Um zé mané qualquer fã de alguma artista ou famosinha de internet posta um vídeo e logo em seguida já chovem comentários assim feitos por outros zés manés que são Mendigos de Buceta. Patético.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • Amei ver aquela situação descrita com perfeição aqui. Até bom para rever a vontade de mostrar pro mundo os “ganhos físicos” com dieta e disciplina.

    Uma coisa que sempre me brochou muito é quando eu era solteira e via as pessoas que algum carinha que eu estava interessada seguia e o tipo de foto que ele curtia. Quando percebia um excesso em coisas de mulher já corria, graca a Deus pude selecionar um homem decente no meio desses mendigos de buceta kkk

    O que você achou?

    Loading spinner

  • O lema desses Mendigos de Buceta parece ser “Mijou sentado e não é sapo? Tô comendo!”. Tem muita gente falando o que pensa na internet e pouca gente pensando no que fala. E como dizem os matutos, “quem pranta cói”.

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Nem isso. Se estivessem comendo, eu entenderia, mas estão apenas adulando, cercando, bajulando. É ainda mais deprimente.

      O que você achou?

      Loading spinner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: