FALA, DESFAVOR!

Sally exerce seu direito de resposta aos desfavores.
PROCESSA EU: JICAEL MACKSON

“SÓ ME DÁ PENA ORK! Q NOJO! ACIMA CAROS AMIGOS PEDOFELIA É CRIME E ENCRIMINAR UM INOSCENTE É INJURIA QUAL É O PIOR? SE ELE FOSSE REALMENTE CULPADO PQ Q TODOS Q O ACUSA GANHAM DOLARES?, QUER DIZER ELE É UM ASTRO E DORME COM CRIANCINHAS E OS PAIS Q DEIXAM SÃO?PAIS AMOROSOS E Q CONHECEM BEM SUAS CRIANÇAS.PENA Q SERES VIVOS COMO VCS EXISTAM PQ COMO SERES HUMANOS UMAS desgraças.Quantos de vcs deram um pão ao uma criança da praça da sé,ou um cobetor a um mendigo ou uma visita a um hospital com crianças com cancer ou vítimas de abuso, abandono e aids ? ninguem né pois o pedofelo fez é quem diria né!, mal como ele e 20% de herança para as crianças, 300.00 mil instituição de caridae pelo mundo enteiro e as divulgadas pela mídia é de 30 q estranho olha o malvado kkkkkkkkkkkkkk e vcs?”

Vamos abstrair todos os erros gramaticais, porque há muito a ser dito. Alguém sabe o que quer dizer “ORK”? Não estou certa… pode ser uma onomatopéia, pode ser mais um erro crasso de português ou pode ser alguma abreviatura nerd nessa linguagem de internet que eu realmente não entendo. Darei o benefício da dúvida e vou ignorar o “ORK!”

Inicialmente, queria agradecer a mais um JURISTA DESFAVOR por nos dar esta tipificação penal tão precisa: “Pedofilia é crime e incriminar um inocente é injúria” (ou, se preferirem, ENCRIMINAR um INOSCENTE). Obrigada, Mariana, por compartilhar todo o seu saber jurídico comigo. Conselho? Joga fora teu Código Penal, porque ele tá errado. Conselho II? Não faça afirmações sobre uma matéria que você desconhece, porque além de não intimidar (Alou? Olha o nome da coluna: PROCESSA EU!) ainda passa vergonha. O dia que eu tiver medo de tomar um processo de alguém, eu me retiro do blog. Aliás, peço um favor a todos os que estão lendo: se quiserem processar, PELO AMOR DE DEUS, PROCESSA EU! ESTOU ESPERANDO ANSIOSAMENTE, parem de blefar. Mó vergonha ficar blefando, né gentemmmm?

Supondo que se tratasse de crime o que eu escrevi. Mais: supondo que se tratasse de crime de injúria (rasgando o Código Penal). Mariana nos perguntou qual é pior, injuriar um inocente ou estuprar um menino inocente (na verdade, ela perguntou inoscente, mas tudo bem). Eu acho pior a pedofilia, Mariana, e o legislador também, visto que previu uma pena consideravelmente maior para este crime. E se você acha a injuria pior, sei lá, seria de bom tom rever seus conceitos, porque você deve ser mais doente mental do que eu imagino. Fica a dica.

Próximo argumento brilhante: “SE ELE FOSSE REALMENTE CULPADO PQ Q TODOS Q O ACUSA GANHAM DOLARES?”. Explico: geralmente, as pessoas tem que pagar algum tipo de indenização por DANOS MORAIS ou similares quando são culpadas, sabia? Seu argumento só serve para I(E)ncriminá-lo: se ele era realmente inoc(s)ente, porque merda PAGOU para encerrar o processo? Porque não respondeu até o fim e provou sua inocência? Pagar é atestado de culpa, e não de inocência. Cause um mal a alguém e veja se a pessoa não recebe uma indenização por ele.

Depois veio a curiosa frase “QUER DIZER ELE É UM ASTRO E DORME COM CRIANCINHAS E OS PAIS Q DEIXAM SÃO?” São…? São…? Não entendi bem, tem um ponto de interrogação. Depois a frase continua… mas acho que está questionando os pais que deixam que seus filhos durmam com uma pessoa que já foi processada uma vez por pedofilia. Realmente, os pais são uns merdinhas mercenários relapsos. Isso apaga de alguma forma a conduta incorreta de um homem de cinquenta anos que dorme na mesma cama que um menino? NÃO. Repito o que já disse na postagem: não tenho como afirmar que ele comia efetivamente o rabo das crianças. Me baseio nas declarações dadas PELO PRÓPRIO JICAEL, que admitiu em uma famosa entrevista que dormia na mesma cama que meninos. ISSO, POR SI SÓ, é inadequado demais da conta e me faz pensar que, no mínimo, ele tinha problemas de cabeça.

A construção gramatical da moça continua me confundindo. Mas eu sou assim, eu tiro leite de pedra. Vamos tentar mais uma frase: “PENA Q SERES VIVOS COMO VCS EXISTAM PQ COMO SERES HUMANOS UMAS desgraças”. Você come seres humanos, Mariana? Numa vibe meio canibalismo? Que gosto tem? É gostoso?

Calma, gente. Tá acabando: “Quantos de vcs deram um pão ao uma criança da praça da sé,ou um cobetor a um mendigo ou uma visita a um hospital com crianças com cancer ou vítimas de abuso, abandono e aids ?”. Nunca estive na Praça da Sé, mas já doei cobertores. Durante quatro anos ininterruptos da minha vida me dediquei a ler e entreter crianças com câncer em um famoso hospital especializado da minha cidade, de forma voluntária, sem receber um centavo, só não fico comentando porque acho que essas coisas só tem valor se você faz e não ostenta. Fiz outras coisas do mesmo tipo, mas não vou ficar aqui tirando onda de bondade. E mesmo que não tivesse feito porra nenhuma de nada, caridade e generosidade NÃO COMPENSAM abusos praticados contra crianças, ao menos na minha opinião. Quer dizer que basta praticar caridade que você pode dormir com crianças na sua cama em uma atitude extremamente suspeita? Pode tomar banho com crianças?

Este último trecho demandou trabalho. Tive que ler diversas vezes: “mal como ele e 20% de herança para as crianças, 300.00 mil instituição de caridae pelo mundo enteiro e as divulgadas pela mídia é de 30 q estranho olha o malvado kkkkkkkkkkkkkk e vcs?”. Não sei se você sabe, Mariana, mas a herança dele é composta basicamente por dívidas. Então, se ele deixou 20% da herança para as criancinhas, foi uma última sacaneada final. Jicael era um troll?

E repito mais uma vez: foda-se quanto dinheiro a pessoa dá, isso não justifica, atenua ou permite atitudes de cunho sexual inadequadas com os filhos dos outros. Você tem filhos, Mariana? Se um homem de 50 anos doasse uma boa quantia para a caridade, isso te faria presumir que ele é bondoso e você deixaria seu filho de 6 anos dormir na mesma cama que ele, na casa dele? Espero de coração que você nunca procrie. Mas vai, tenho certeza que vai, porque gente burra faz filho. Gente burra deve ter um índice de fertilidade maior. É uma praga. Por essas e outras que o país tá indo pro buraco, porque a gentalha procria feito coelho. Abraços.

FLERTANDO COM O DESASTRE: HOLOCAUSTO

“Acessei o seu site buscando por informações sobre o holocausto praticado pelos judeus em seus altares antigamente.Observo o seu trabalho de pesquisa,entretanto a linguagem chula o desacredita.A história não se relata desa forma vil,portanto creio faltar-lhe retórica para a veracidade”

Uma coisa é não fazer por não saber, outra coisa é não fazer por opção. Não me falta retórica. Todo santo dia escrevo da forma mais erudita que existe, a trabalho. E quer saber? Acho um saco. Escrever com erudição é fácil, o difícil é escrever de forma simples e alcançar a todos. Me recuso a fazer um blog esnobe para uma minoria. Não é a minha cara. Gosto da proximidade com os leitores, gosto de informalidade não acho que o grau de erudição determine a qualidade de um texto. Muito pelo contrário, acho erudição um embuste de quem quer parecer mais culto do que realmente é, de quem precisa mostrar serviço.

Se você tem bons argumentos e um mínimo de organização mental, não vejo porque ficar cuspindo palavras difíceis para expressar suas idéias. Não estou fazendo uma tese acadêmica, não é um ambiente profissional. É um blog. Um blog sem pretensões, onde você encontra textos sobre todos os assuntos possíveis: desde holocausto até cagar na casa do namorado sem que ele perceba. É muito fácil parecer culta pela forma, quero ver é parecer culta ou inteligente pelo conteúdo. E eu tenho conteúdo, logo, não preciso me esconder atrás de retórica.

Desconfio de pessoas que estão mais atentas à forma do que ao conteúdo. O Anônimo admite a qualidade do texto, porém diz que a linguagem chula o desacredita. Vai achando que credibilidade está atrelada a formalidade… parece aqueles pobres que votam no político tal “porque ele fala tão bonito! deve ser inteligente”. Condicionar a “veracidade” à minha retórica é, na minha opinião, burrice.

A história não se relata dessa (com dois “s”, ok? Antes da retórica, a gramática né gentemmm) forma vil? Uma pena que não. Se fosse relatada assim, os livros de história seriam muito mais divertidos. Um dia ainda escrevo um livro de história, na minha “linguagem vil”. Garanto que vai ser muito mais palatável do que esse amontoado de formalidades que tem por aí.

Sabe aquela gorda que tira onda dizendo que todo mundo dá muito em cima dela, como mecanismo de defesa? Parece que o mesmo acontece aqui. Muito melhor do que escrever difícil, e PODER e SABER escrever difícil e ainda assim ter a sensatez e a humildade de escrever simples. Vai tirar onda na casa do caralho, vai… Odeio gente esnobe!

SALLY SURTADA: HISTORICAMENTE PANACAS

“Se homem é tudo palhaço, mulher é tudo histérica.Homem não sofre por mulher nenhuma e a mulher que acha que fez um homem sofrer é muito burra! VOCÊS SÃO O SEXO FRACO!

Somir e Deja, TAMO JUNTO!”

Caso você não tenha percebido, Anônimo, Somir e Deja utilizam um discurso provocativo para mexer com a mulherada. Tudo bem, acho que no fundo até pensam mesmo algumas das coisas que escrevem, mas daí a achar que se trata dessa sua generalização burra… com certeza não. Você não está junto do Somir e do Deja, você está muito abaixo em todos os quesitos que eu possa imaginar. Você não argumenta com ironia, com deboche e com o humor (ou, dependendo, mau humor) deles.

Dizer que homem não sofre por mulher nenhuma chega a ser risível. Até concordo que pode existir uma tendência a que mulher sofra mais, ou ao menos sofra de uma forma diferente, que é mais exteriorizada, mas vamos convir que homem eventualmente sofre por mulher sim. Aliás, homem quando cai de quatro por mulher é uma desgraça. O ser humano é imbecilóide e, por mais racional que seja, quando está apaixonadinho faz merda, fica cego, faz escolhas erradas, fica mais passional e dá vexame. É uma bosta, mas é verdade. E vale para homem e para mulher.

E não se trata de “mulher achar que faz homem sofrer”. Eu não tenho a menor intenção ou orgulho de fazer alguém sofrer. Não acho isso mérito nem motivo para tirar onda. Não estou em competição com homens (até porque, no “pedra, papel e tesoura” do sexo, buceta é a arma que ganha de todas as demais). Só fiz um texto mostrando como homens, mesmo em posição de vantagem, dão vexame quando estão apaixonados. Mulher também? Sim, claro. Mas uma coisa é fazer papel de palhaça quando se é minoria historicamente oprimida, outra muito pior é fazer papel de bobo quando se é maioria dominante. Em resumo: que bom que meu texto doeu em você!

Nem vou responder sobre mulher ser o sexo fraco. Poderia listar aqui milhões de coisas que nós tiramos de letra e você não aguentaria, desde depilar a virilha com cera quente até parir. Mas não vou, esse discurso está batido demais para que eu fique repetindo. Vamos deixar assim: não existe sexo fraco, existem pessoas fracas.

A propósito, porque tanta raiva de mulher? Isso pode ser um sintoma…

DESFAVOR EXPLICA: NOVELAS DA GLOBO

“NOVELA EDUCA MINHA FILHA SE VOCE E BURRA E NAO CONCEGUE VER ISSO PROBLEMA SEU”

Ao menos teve poder de síntese. Devido a uma falha na pontuação, não sei dizer ao certo se ele(a) me chamou de “Minha Filha” ou se ela me comunicou que a filha dele(a) foi educada através de novelas. O ponto chave é que me chamou de burra, mesmo com este primor de redação. Precisa comentar o “concegue” com “C”?. Não, não precisa. E eu é que sou burra.

Porque as pessoas vem ao blog atacar os autores? Porque não discutem argumentos? Quer dizer, se eu discordo dela, automaticamente eu sou burra e/ou coisas piores. Muito democrático. A razão de ser de estar aqui é trocar idéias. Se entrar com a cabeça fechada, rebatendo tudo, a leitura do desfavor não vai acrescentar nada na sua vida (talvez uma úlcera). Eu gosto de trocar idéias e muitos leitores já postaram argumentos que me fizeram mudar de opinião. Não estou em uma competição para saber quem está mais certo que o outro (tá, em alguns Ele Disse, Ela Disse, estou). Impressionante como as pessoas sentem raiva de quem pensa diferente delas. Depois eu é que sou RITLER (como dói escrever com essa grafia)

Outra coisa que não me entra na cabeça: se eu sou tão burra, meus textos são tão ruins, porque ficar vindo MAIS DE UMA VEZ ler e comentar? Não compreendo. Já entrei em cada blog ruim de doer e o máximo que fiz foi pensar “credo! nunca mais volto aqui!”, sair e procurar por outros que me acrescentem alguma coisa. Porque alguém se sujeita a ficar indo a um blog que desgosta e ficar lendo quatro páginas diárias? Porque se sujeita a ficar comprando briga nos comentários, ofendendo os autores? Deseja atenção? Deseja testar se tem o poder de irritar? Deseja criar polêmica? Continuo firme e forte nas minhas recomendações: procurem ler um livro, ir a um cineminha, fazer sexo…

PROCESSA EU: CHATOLINA CRICRIMANN

“SOMIR vc deve casar com a dona do blog dupla perfeita, burro e a derrotada,é alma gêmea, mais um par para a novela, dois maloqueiros de baixo nível ah! meu queridinho, vc chama de proeza gostar dela então existem milhares de “proezas” pra sua informação tipinho nojento de baixo nível igual vc são poucos, ah! e não falei que ela é só invejosa, ignorante e infeliz também entendeu agora.?!”

Não queria dar ibope para uma doida varrida que cultua uma pessoa que nem mesmo sabe que ela existe, mas foram (e vem sendo, porque ela insiste) tantos comentários… Separei um mais curtinho, porque ninguém merece aqueles tratados enormes me xingando, uma verdadeira ode ao analfabetismo. Mesmo sendo direcionado ao Somir, me reservo ao direito de responder, porque o ódio no coração é comigo.

Primeiro, o Somir é tão dono do blog quanto eu. Desfavor = Somir + Sally, não existe sem a presença de ambos.

Segundo, eu também acho que ele deveria casar comigo. Apesar de duvidar muito que ele venha a se casar novamente, em função da última experiêcia traumática que ele teve nesse campo. Em todo caso, agradeço a força. Podem começar uma campanha “Somir case com a Sally”. Mas antes façam uma campanha preparatória “Somir pare de fumar”. Grata.

Também concordo que somos uma dupla perfeita. Ser comparada ao Somir não me ofende, muito pelo contrário, é um elogio. Ele tem uma inteligência e uma “finesse” para dar totozinho na veia que eu nunca vou ter. Eu dou coice na cara, Somir dá peteleco no saco. Alma gêmeas é exagero, não acredito nessas coisas. Mas que somos farinha do mesmo saco… ahhh somos. Com muito orgulho.

Olha, temos muitos defeitos, mas burros nós não somos não. Pode chamar aí de filhos da puta, escrotos, babacas… tudo isso passa. Mas burros fica meio complicado, principalmente vindo de alguém que escreve tão mal. Também nos chamou de baixo nível por diversas vezes, por falar mal de uma pessoa que nem conhecemos, entretanto, ela fez o mesmo, veio falar mal do Somir e de mim sem nos conhecer. E olha que o Somir e eu não expomos nossa vida pessoal na Contigo! Uma coisa é falar mal de um completo estranho, outra coisa é falar mal de uma pessoa que já deu provas de antipatia, arrogância e etc na frente de câmeras mais de uma vez.

Também não acho que sejamos baixo nível. Eu até sei baixar bastante o nível quando me dá um revertério de irritação qualquer, mas o Somir é só finesse. Dificilmente você vai ver ele despejando esses milhões de palavrões que ilustram os comentários do Processa Eu da Chatolina, a grande parte seus. Muito pelo contrário, ele é fino. Uma ironia aqui, um deboche ali. Mesmo pessoalmente, são raras as vezes que vi Madame soltar um palavrão. Não somos baixo nível nas atitudes do nosso blog. Não passamos a perna em ninguém, não nos vendemos por dinheiro nem por patrocinador e não roubamos textos (nem temas, porque agora tem dessa, né? a gente posta um tema aqui em um dia, um ou dois dias depois o tema é comentado em outros blogs, ninguém merece). Podemos até postar coisas polêmicas, mas baixo nível não. O problema é essa mania de Universo Umbigo que neguinho tem de achar que tudo que vai contra sua ideologia e opinião é sacanagem e baixo nível. Baixo nível é atochar nosso blog de comentários ofensivos. Vai fazer sexo, vai…

Quanto à alegação de que eu sou invejosa, ignorante e infeliz… se você acha que pode dizer isso sobre mim com base em um texto, eu respondo que você deveria usar seus dons mediúnicos para prever os números da Mega Sena em vez de tentar adivinhar minha personalidade. Vai ser muito mais útil. Quem sabe com um din din no bolso você não consegue pagar uma escola bacana para seus filhos, assim eles aprendem a escrever um pouquinho melhor que você? Beijos no coração.

Para dizer que gostaria que todos os comentários bizarros fossem aceitos porque são muito divertidos, para dizer que tem pena da gente por ter que ficar lendo tanta merda e para dizer que esse tipo de comentário não deixa de ser um elogio, porque discordância vinda de gente burra é atestado de inteligência: sally@desfavor.com

Bom dia, aqui quem escreve é o Somir. Hoje deveríamos ter um texto da Sally aqui, mas por algum motivo (que com certeza vai ser creditado a algum erro meu, embora eu ainda não saiba qual) ela ainda não me mandou o texto.

Aproveitando essa deixa, resolvi conversar um pouco com vocês, leitores mudos. Monitoro as visitas do blog desde Fevereiro, e nesses meses percebi que se 1% dos leitores comentam é muito. (Não que eu seja exatamente contra esse comportamento, já que considero a maior parte da humanidade tendo algum grau de retardamento mental.)

Estudando um pouco mais a fundo as informações dessa massa de leitores silenciosos, percebi que boa parte deles chega diretamente pelo Google. (Como não fazemos trocas de banners, links e outras babaquices do gênero, era de se esperar…)

E o mais interessante é que eu posso saber exatamente o quê a pessoa em questão estava procurando quando achou o desfavor. Não posso saber quem é quem (até posso, mas enche o saco), mas posso saber o que interessa nosso público baseado nas pesquisas que nos trouxeram tráfego recentemente. Segundo as estatísticas, vocês querem:

– “mulher gozando no pau do cavalo”

Essa informação me deixou confuso. Eu pesquisei no Google por umas 20 páginas e não achei COMO o desgraçado (ou desgraçada, vai saber…) conseguiu achar o desfavor a partir disso! Seja quem você for, saiba que eu admiro sua persistência, mas não os seus gostos sexuais.

– “raquer Orkut”

Ok, isso já é sacanagem! Como o Google OUSA linkar o meu blog com uma pesquisa em analfabetês? Agora eu começo a entender de onde surgem aqueles divertidos e-mails “indiguinados”

– “mulher cagando”

Gezuiz… É só a nata da nata que frequenta este blog! Mas considerando a nossa tendência para escatologia, é uma das que menos me surpreende. Mito derrubado: Mulheres não só cagam como ainda trazem mais leitores para um blog fazendo isso.

– “quero ver mulheres de pernas abertas exibir fotos”

Isso é o que eu chamo de uma pesquisa imperativa. Bom, pessoas que sabem o que quer são bem vindas aqui no desfavor. Quando eu digo que a internet é uma rede de pornografia que alguns tarados usam para outros fins, dizem que eu sou exagerado…

– “mapas astrais iguais”

É um imenso prazer saber que pessoas procurando por astrologia acabam se deparando com o Desfavor Explica sobre o assunto. Hahahaha! *apontando*

– “VIDEO CACHORRO LAMBENDO XOXOTA DA MADAME EM CASA”

Calma, não precisa gritar, o Google não é surdo! E Sally, eu te odeio por ficar me chamando de Madame.

– “malhar engorda”

Malhar engorda!

– “sexo oral fiquei com mal hálito e saliva”

Ministério da saúde adverte: Sexo oral pode causar saliva.

– “estudo o que ignorante?”

Tem certeza que é uma boa idéia perguntar isso para um ignorante?

– “oq falar para uma mulher”

Eu normalmente começo a imitar uma galinha e gritar o hino nacional croata. Espero que você tenha aprendido alguma coisa aqui. (trollado!)

– “o homem mais punheteiro do mundo”

PERSEGUIÇÃO! SÓ PORQUE EU SOU NERD? VAI SE FODER, GOOGLE!

– “ela apanhou por que mereceu”

Concordo.

– “simpatias para vicio de maconha”

Mas hein? Não só é estranho que alguém procure por simpatias para vício em maconha (contra então…) como é pior ainda que uma pessoa dessas ache o desfavor!

– “vagina com pau enorme”

wat?

Ok, chega! De onde essas vieram tem MUITO mais. Depois de analisar as pesquisas que trazem vocês leitores silenciosos até aqui, chego à conclusão que o melhor que vocês fazem é não comentar.

Para dizer que isso foi uma encheção de linguiça muito da sem-vergonha, para dizer que quer mais mulheres gozando no pau do cavalo, ou mesmo para torcer para Sally publicar logo seu texto: somir@desfavor.com

FALA, DESFAVOR!

Continuando o que foi iniciado semana passada, hoje veremos alguns trechos de e-mails mandados para o Somir. Fala, desfavor!

“(…) ,por que eu não tenho medo de dizer quem sou eu, diferentemente de certas pessoas que se achama as maiorais criticando de forma covarde quem tem a moral de falar a real sem esconder a cara… aposto que você é um nerd sem vida que precisa pagar de fodão na internet para compensar as vezes que apanhou na escola, né?
Eu tenho pena de você, só isso… palhaço!(…)”

Eu não posso ser só uma pessoa desagradável? Tem que existir um motivo “envejoso” para qualquer crítica que uma pessoa receba? Não entendo essa mentalidade de achar que uma pessoa dizendo algo que não te agrada na internet está automaticamente tentando se vingar de uma sociedade maligna que a maltratou na adolescência! Tem gente vendo muito filme… A querida “psicóloga de internet” que me mandou esse e-mail colocou o nome dela no corpo da mensagem como prova de “coragem”. Eu editei por um motivo bem simples: EU NÃO DOU A MÍNIMA. Entendam isso, histéricos e histéricas, eu não ligo para quem você é ou como você se parece. Se tiver algo para dizer, eu presto atenção. Se não tiver, continue nessa NERDICE de ficar fazendo pose na internet longe de mim. A dúvida que me corrói é: Um nerd sem vida é imune a acertos críticos?


“(…) Sei que todo radicalismo tende a utilizar o remorso como arma, e isso não é das mais agradáveis sensações…E antes que pense alguma besteira, não, não sou vegetariano. Mas achei de uma total falta de consideração esse seu blog que prima por atacar o que os outros produzem ao invés de criar algo criativo! Opa, destruir os outros é algo criativo! Afinal é aquela mesma sensação que a gente tem de qndo foi o gordinho zuado na sala de aula…ou o rejeitado pela familia que resolveu se vestir de preto pra todos do colégio te notarem!(…)”

O “Deleta Eu!” é minha coluna favorita, eu já disse? Esse e-mail foi até narrado de forma dramática numa das (duas) edições do histórico e finado “Papagaiada”. Mas vale o bis. Caro defensor da criação criativa, você exemplifica muito bem o crítico habitual do desfavor: Escreve mal, se contradiz, emenda um clichê atrás do outro e ainda projeta seus medos e inseguranças para cima de seu adversário. Eu realmente adoro ler os comentários e e-mails metendo o pau no que eu escrevo… Se é essa gente que não gosta, então eu estou no caminho certo! Mais ou menos como ouvir de um pedófilo que você se relaciona com crianças da forma errada.


“(…)patético… homem gosta de sexo anal pq é mais degradante para a mulher? para de postar e deixa a sally e a somira escreverem pq com você falando coisas assim o blog ñ dura um mês… afff(…)”

Ainda bem que eu lembrei de fuçar o meu e-mail antigo do blog para escrever esta coluna! Eu tive essa bela surpresa dos tempos que o desfavor ainda não era “.com”. Cara leitora vidente, fizemos o desfavor de durar bem mais que um mês, mesmo com a Somira tendo uma crise de estafa mental e passando seus dias atuais numa clínica de recuperação para virgens balzaquianas na Patagônia. Lembro de alguns episódios de iluminação na desativada comunidade do Orkut, onde algumas pessoas “investigaram” e descobriram que Somira na verdade era uma personalidade criada pela mente doentia deste que vos escreve. Nota: Naquela época eu ainda respondia as perguntas feitas para a Somira na voz masculina. Como é possível confundir? Se eu começar a assinar meus textos como Jesus vai aparecer um monte de crente para me adorar? Depois, quando eu digo que quem se preocupa com nome e foto de autor nos textos que lê é burro, me pintam como preconceituoso.


“Sabe eu gostaria de entender porquê voce acha que Deus te fes de tão mal para você ter tanto ódio Dele… Jesus te ama você sabia? Jesus morreu na cruz para nos salvar e vocês ateus e filósofos fiam se enganado com sua ciência… oh nós entedemos tudo enão precisamos de Jesus… mas vocês precisam sim porquê a sabedoria do homem é mero grão de areia diante Dele que tudo criou… eu vou rezar por você e portodos que não percebem que nunca é tarde para se arrpender e aceitar Deus no coração… o julgamento esta chegando…..”

É nisso que dá ficar desviando verba da Educação. Se todo meu contato com pessoas religiosas fosse pelo e-mail do desfavor, eu já estaria defendendo a esterilização compulsória de qualquer pessoa que entrasse numa igreja… Eu tenho mais uns cinco e-mails com níveis parecidos de domínio da língua pátria oriundos de pessoas que querem me “salvar”. Acho que entendo agora porque a Sally segue uma linha tão compreensiva ao falar de religião. Deve evitar essas desgraças. Ah sim, eu não tenho ódio de nenhum deus, acho bem estúpido ter algum sentimento tão forte assim por um ser fictício.


“Você é nojento! Trollzinho ordinário!”

Cara Sally, sinto saudades dos seus e-mails indignados de uma linha me esculhambando nas manhãs de segunda-feira, após ler minha parte do “Ele disse, ela disse”. Torço para que você tenha mais tempo nas próximas semanas. beijosmeescreve


Para me dizer que prefere acreditar, pelo bem da humanidade, que eu inventei esses e-mails, para me perguntar se eu odeio o saci-pererê e a mula-sem-cabeça, ou mesmo para dizer que perto da minha caixa-postal a da Sally é até agradável: somir@desfavor.com

FALA, DESFAVOR!

Depois do (in)sucesso do primeiro “Fala, desfavor!”, Sally e Somir decidiram adicionar a coluna de vez no rol de seções do blog. Hoje temos trechos memoráveis de e-mails recebidos por Sally, semana que vem será a vez de Somir.
“Sally, amodoro o seu blog! Eu gosto de tudo que você escreve, principalmente do Dr. Forever, mas eu tenho uma dúvida: quem é Dr. Forever? É o médico da Sally e do Somir? Deve ser, porque do jeito que esses dois brigam devem precisar mesmo de um psiquiatra! Me conta quem é Dr. Forever e quando ele vai entrar na história?”

Querida Leitora, DR Forever é uma abreviação. DR Não é a abreviação de “Doutor”, é a abreviação da palavra Discussão de Relacionamento. A idéia era fazer sátiras das brigas mais comuns entre casais. Já repararam que tem casais que realmente parece que vivem em uma DR Forever? Achei que a expressão DR fosse nacional, mas pelo visto ela é regional.


“Você se acha muito esperta mas não é. Tá na cara que você é a Suellen e o Somir é o Deja. E pensa bem antes de me chingar na resposta do e-mail, porque se me chingar eu conto lá no blog a verdade!”

Querida Detetive, eu não sou a Suellen. E tenho certeza que o Somir não é o Deja. Se por acaso o estilo de redação da Suellen parece com o meu, só posso agradecer a honra. Conheço a Suellen pessoalmente, já nos encontramos mais de uma vez, apesar de morarmos em estados diferentes. Temos, inclusive, várias fotos juntos. Provavelmente você não vai acreditar em mim, e eu realmente não me importo com isso. Suellen conhece o Somir também, na verdade, ela é amiga do “casal”, e por “casal” quero dizer de ambos. Pior ainda confundir o Deja com o Somir. Ambos são escrotos, mas cada um a seu estilo. Somir é debochado, não esquenta com nada e é formal na escrita. Deja manda ver no palavrão e quando se irrita dá coices fortes e se diverte com isso. Pensando bem… seria mais fácil que eu fosse o Deja e que o Somir fosse a Suellen. Em todo caso, são quatro seres humanos diferentes. E “xingar” é com X. Só para terminar, não me parece muito ameaçador você dizer “verdades” em um blog cujos comentários são moderados. Miacabo reprovando comentários e pensando na raivinha da pessoa por não ver sua ofensa pessoal publicada.


“Só eu que percebo que você e o Somir são a mesma pessoa?”

Querida Detetive II, Somir e eu não somos a mesma pessoa. Novamente: temos fotos juntos e temos diversas testemunhas que já nos viram juntos e em separado. Não que você vá acreditar em mim, e eu realmente não me importo com isso II. Em todo caso, se eu tivesse o conhecimento em photoshop que o Somir tem, pode ter certeza que nosso blog seria muito mais ilustrado com montagens muito mais maldosas. Sem contar que se você observar os horários das postagens no fórum vai perceber que se nós fossemos a mesma pessoa, essa pessoa não dormiria nunca. Mesmo assim, não deixa de ser um elogio você achar que eu tenho a capacidade de escrever o que o Somir escreve. Grata.


“você não passa de uma piranha invejosa que queria dar pro Chico Buarque mas ele não quis te comer ne por isso essa inveja toda pessoas como você so sabem falar mau dos outros e da vida dos outros e dos outros vai escrever sobre alguma coisa que preste em ves de ficar falando mau”

Querida Não-Pontuo, em primeiro lugar, cumpre esclarecer que eu não sou piranha porque eu nem sequer cobro para fazer sexo. Bem fazem elas de cobrar, por sinal. Em segundo lugar, eu não me dedico APENAS a falar mal (bem/mal, bom/mau) da vida dos outros. Faço isso no Processa Eu, de 15 em 15 dias. Nos demais dias, falo sobre tudo um pouco: Holocausto, Ateus, escatologia, relacionamentos e muitos outros assuntos. Nem vou responder argumentos infantilóides como “ele não quis te comer” ou “é inveja” porque me cansa só de ler. Só posso sugerir que, se minhas postagens te parecem tão despropositadas e inconvenientes, não leia o blog. Agradecida por você ter me dado importância o suficiente para se dar ao trabalho de abrir seu e-mail e escrever esse amontoado de palavras não pontuadas. Bom saber que eu desperto tanta raivinha em outras pessoas. É um poder que nem todos tem.


“Eu te vi na rua outro dia, Sallyyyyy! Porque vc naum falou comigo? Eu te chamei e daí vc não virou e eu corri atrás de vc e daí vc ficou negando q fosse vc. Eu sei q vc gosta de manter a sua privacidade mas tipo assim, não achei legal fazer isso com uma leitora do seu blog. Nem adianta negar, eu tenho certeza que era vc, pq era igualzinha naquela foto da novelinha drama. Fiquei mto triste, naum sabia q vc era tão metida.”

Querida Decepcionada, não sei quem você importunou na rua, mas com certeza não fui eu. A julgar pelos trechos do seu e-mail que eu cortei, presumo inclusive que a abordagem tenha sido em outro estado diverso daquele onde eu resido. Se a pessoa parecia com a Sally da foto do primeiro capítulo da DRAMA!, mais um motivo para que eu tenha a certeza de que você não me abordou. Lamento pela moça que foi importunada sendo chamada de Sally (certeza de que ela deve ter te achado maluca). Eu jamais destrataria uma leitora ao vivo e muito menos negaria que eu sou eu.


Para me dizer que não imaginava que tinha tantas pessoas malucas no mundo, para me dizer que sabe que eu não sou a mesma pessoa que a Suellen mas com certeza sou a mesma pessoa que a Lindamar e para dizer que quer muito aparecer nesta coluna e que só por isso vai me mandar um e-mail absurdo para ter o prazer de vê-lo no blog: sally@desfavor.com

300!

Para comemorar esta marca não muito invejável, o desfavor vai homenagear justamente quem nos incentiva a postar cada vez mais: As pessoas que comentam. Mas, como o blog é O desfavor e é UM desfavor, resolvemos falar mal de (alguns de) vocês mesmo!

Flertando com o desastre: Fuck Tibet!

“Então publica essa ofensa: vai estudar um pouco de budismo pra ver se existe chance de deixar de ser escroto. Ateu eu tb sou mas ser escroto só vai trazer ainda mais escrotidão pra sua alma infeliz e cansada, e cada vez mais. Chama-se karma… Babaca.

Ainda bem que eu sempre digo que os ateus não são um clubinho ou uma sociedade organizada. Tem gente que não acredita no amigão imaginário (ou pelo menos diz que não), mas mesmo assim se entrega aos prazeres da ficção da vida real. Karma? Não se defende uma asneira dessas NEM de brincadeira. Para quem não está ligando a crítica à postagem: Eu estava falando sobre a farsa do movimento de libertação do Tibet e não resisti a falar um pouco mais sobre o desfavor de supervalorizar culturas diferentes. Diferente não é necessariamente bom nem ruim, é simplesmente diferente.

E eu não vou estudar porra nenhuma de budismo, astrologia, cientologia ou coisas do tipo. Atenção, caros leitores: Não tem NADA de bom em religiões e misticismo que não possa ser aprendido com bom senso, racionalidade e noção de civilidade. Sim, racionalidade só faz mal para gente burra. Eu vou fazer uma série de “Desfavor Explica” sobre essas bobagens religiosas e místicas.

Deleta Eu!: Homem é tudo palhaço.

“Só podia ter sido mesmo uma postagem de HOMEM PALHAÇO, pra falar mal desse blog!!! Vai lá e vê a quantidade de comentários e de acessos. O propósito do blog, é ser um circo pra fazer pessoas de todas idades darem gargalhadas, menos os palhaços que levam a sério. Tá ligado, sr. Somir, lá tem muito mais acessos e comentários do que o Desfavor, e aí??? Cuidado que inveja é pecado, heim! :p”

A tentação de fazer a minha coluna só com comentários desta postagem foi grande, mas as histéricas não mereciam tanta atenção assim… Vou usar apenas dois, emblemáticos.

Neste exemplo temos o argumento recorrente da ENVEJA. Coisa de mulherzinha histérica que só consegue conceber que críticas dependem da vontade de quem critica ser como ela. Dizer que uma pessoa assim tem merda na cabeça é superestimar a quantidade de massa presente dentro de seus crânios. Se você diz que odeia um pedófilo, quer dizer que você também quer traçar a criançada?

E ainda com a cereja do bolo de dizer que o número de acessos e comentários corrobora com a noção de qualidade de um blog. Se mostrar um blog sobre as “delícias do estupro” com 500 comentários por postagem, o blog é de qualidade e não deve ser criticado?

Histérica, eu sou o palhaço e você é o picadeiro.

Deleta Eu!: Homem é tudo palhaço.

“Somir, que falta de buraco meu!Você conhece espaço democrático? Tanto faz pra mim que tipo de”literatura” vou encontrar aqui ou no blog das 4 meninas…importa que respeito a origem de cada um. Você deveria sim, pensar assim! Cara, ta parecendo o Maluf,que na falta do que falar chama mulher de mal comida! Santa Maria da Censura na Internet, hein amigo!!!”

Diagnóstico: Síndrome da Buceta Ambulante. Basta falar mal que a primeira coisa que vem na cabecinha vazia dela é que faltou para a pessoa a ÚNICA coisa para que ela presta: Ser um buraco. E não ofendo a inteligência dessa pessoa à toa: Ela não se importa com a qualidade do que lê, apenas com a origem. (Faz sentido?) Ainda por cima não entende conceitos razoavelmente difundidos como democracia e censura.

Querida SBA: Democracia permite críticas e críticas não são censura. O blog continua lá, não?

Deleta Eu!: Projeto Extinção.

Vc é o cara…deve bater punheta olhando pro seu blog!!

Devia fazer tipo um nerdcast contando o que vc NÂO fez na sua vida pq fica tempo demais na frente do pc olhando oq os outros TENTAM fazer.

O mundo ta perdido…vá andar de bicicleta, olhar uma paisagem, fazer sexo!

O único elogio que tenho a fazer é que tu escreve bem pra caralho!
Afinal alguma coisa a gente tem q fazer bem!
Continue assim…sem assasinos, não haveria razão do CSI, sem desocupados não teria SEIFIELD…

Hahahaha! Você gastou energia elétrica lendo o meu texto. Você faz parte do problema, hippie! Eu gosto do desfavor, mas nunca o homenageei solitariamente. Não posso dizer o mesmo sobre vocês, abraçadores de árvores. Aposto que quando vocês trocam informações sobre sua cruzada contra a evolução, pelos direitos de animais irracionais, cuecas devem melar.

Essa merda de sentimento de superioridade vegan não se sustenta em discussão alguma. Basta relativizar um pouco esse exagero que eles mostram a carinha. Chamam todo mundo de “assasino” (Natural da Assásia?) e ainda falam mal do SEIFIELD!

Deve ser ruim ler que o único animal que interessa para esse povo falso dos direitos animais é o que eles enxergam no espelho todos os dias pela manhã…

Desfavor da semana: A Gripe Suína

“Juro que, por mais estranho que pareça, é uma crítica construtiva: caralho, que merda de postagem. Os dois só falaram grandes abóboras. Espero que seja uma postagem excepcional, resultante de um momento de fraqueza, e não a primeira de uma nova série.”

Tá morrendo gente a rodo com a gripe suína. Estávamos certos, um pouco mais de pânico teria salvado várias vidas. Nós fizemos a nossa parte e alertamos o público apesar do governo estar mentindo sobre a gravidade do problema. Seria infantilidade dizer algo do tipo “Não disse?”.

Por sorte eu sou infantil: Não disse? Espero que tenha sido apenas um lapso da sua parte e não o primeiro de uma nova série.

O fardo de estar sempre certo é um que eu carrego com orgulho.

Para deixar mais comentários raivosos e preparar o terreno para a próxima, para dizer que eu estou ficando progressivamente mais escroto ou mesmo para me pedir mais atrasos porque adora o Siago Tomir: somir@desfavor.com


PE JICAEL MACKSON

“Comentários nojentos, esta pessoa que escreveu isso, não deve ter nem o primário, tantos palavrões, escrita deficiente e super preconceituoso(a), humanidade zero, quer ser DEUS julgar sem ter provas concretas, nem a justiça conseguiu, vc um NADA pensa que pode. Michael Jackson era um Rei, criança que começou a trabalhar com 05 anos, talentoso e honrado. Falava em um mundo melhor para as crianças e adultos..Se o cara lutou e enriqueceu são méritos dele e o vc tipo invejoso(a) não conseguiu nada na vida e fica falando mal. Vá a luta e pare de se vingar nas pessoas que obtiveram sucesso. Me arrependi de entrar nessa porcaria, isso não é sério, malucos sem sensibilidade me dão nojo.”

Bom, não vou comentar a parte em que a pessoa chama minha escrita de deficiente, porque se a minha é deficiente, a dela está em coma profundo. Preconceituoso o Processa Eu não é. Pode ser escroto, politicamente incorreto e insensível, mas tudo que é dito é muito pesquisado. Quanto a querer ser Deus, e julgar sem provas concretas, repito o que já disse em outro comentário sobre o mesmo assunto, só que feito com inteligência e educação (e por isso mereceu resposta): o fato dele dizer que com 40 anos dormia na cama com meninos me basta para achá-lo um freak. E vamos deixar a hipocrisia de lado um pouquinho, porque todos nós julgamos diariamente pessoas, fatos e escolhas sem ter provas concretas. Olhe para o próprio rabo e verá que também faz julgamentos. Quanto a não conseguir nada na vida, bem, posso dizer que financeiramente o que eu queria eu já consegui. Queria poder dizer mais, porque com certeza ia dar uma intimidada, mas não posso. Minha privacidade vale mais. O fato de falar mal de alguém não está relacionado com a quantidade de dinheiro que a pessoa tem. Talvez quem fez esse comentário se tome por parâmentro e ache que todas as pessoas do mundo são assim, sentem ENVEJA de quem tem mais dinheiro, mas sinceramente, ainda que eu fosse pobre, não invejaria Jickael. Primeiro porque ele aparentava ser uma pessoa muito infeliz, segundo porque ele estava mais pobre do que qualquer um de nós, com dívidas de bilhões, tendo que trabalhar mesmo com a saúde debilitada para se sustentar. Quanto ao fato da gente ser maluco sem sensibilidade, sim, admito que isso procede. Suponho que após expressar o arrependimento por entrar aqui, não volte mais. Faça-nos este favor, sim? E mais uma coisinha: eu desconfio demais de quem tira onda de bonzinho, correto e legal. Soa falso, sabe? Prefiro pessoas meio erradas, meio falíveis, meio canalhas, mas autênticas.

PE JICAEL MACKSON

“Déspota. Não aceita criticas e minhas palavras vão passar por filtros do autor do blog….Isso não deveria nem ser publicado na Internet…È como uma bacia sanitária em que pessoas de bem tem que ler porcarias…”

Jamais. Somir jamais “editaria” um comentário. Aliás, para ser sincera, nem sei se é possível fazer isso. Déspota eu sou mesmo, isso aí nem me dou ao trabalho de negar. Mas dizer que comentários são editados… não. No máximo a gente recusa comentários que não sejam pertinentes, cujo objetivo é fazer fofoca, ataques pessoais, baixarias e outros comentários sem argumentos. Quem você pensa que é para dizer o que deveria e o que não deveria ser publicado na internet? Meio arrogante essa frase. Desfavor é como uma bacia sanitária? Pode ser. Pode classificar como quiser, eu não me importo. O que não pode é dizer que pessoas de bem “tem que ler porcarias”. Por acaso a gente foi na sua casa e colocou uma arma na sua cabeça e te obrigou a ler o que está aqui? Não, né? Uma coisa que me intriga e que até agora eu não entendo é gente que entra aqui só para cacetar. Porque se eu não gostar de um blog, eu apenas vou embora. Não sei porque as pessoas que entram aqui nos dão tanta importância a ponto de perder tempo de suas vidas escrevendo loooongos comentários ou e-mails ofensivos e raivosos. Só posso encarar como um elogio. Vai ver despertamos muita raiva e muita irritação. Vai ver somos mais importantes do que pensamos. Vai ver somos até inesquecíveis.

PE JICAEL MACKSON

“É ridículo a escrita desta pessoa, e ela só publica aquilo que é comentário a favor dela. Advogada, minha filha….aprenda a escrever e ver o lado real das coisas, poderiam processá-la por falso testemunho. Leia mais criatura, veja as biografias do Cantor, Leia a Biblia, Freud, estude mais..talvez ajude a tornar uma pessoa mais humana. Coisa que vc não é. Nossa quanta besteiras…leiam mais pessoas, os livros ensinam a não ser tão preconceituosos. NOSSA, RITLER NÃO MORREU. Vc deve ser muito gente fina com este bisturi de asnisse com que JULGA e fala PALAVRÕES.ECO!”

Bom, através deste novo quadro acho que vai ficar mais do que claro que também são publicados comentários bem desfavoráveis. A única coisa que a gente corta, como já expliquei, é briga, picuinha, baixaria. Críticas ao texto sempre serão aceitas. Acho um pouco arrogante criticar a minha escrita ou chamá-la de ridícula quando a pessoa que o faz escreve RITLER, mas tudo bem, que seja. Quanto ao fato de ser processada por falso testemunho, devo te advertir que sua afirmação está incorreta. O crime de falso testemunho se refere a afirmações feitas em juízo, como você pode ver pela redação do art. 342 do Código Penal. Acho incrível como sempre tem um ignorante fazendo afirmações sobre matéria técnica de direito. Quanto a ler mais, adoraria ter tempo. Freud eu já li as obras completas, biografia do cantor, confesso que só li duas, ambas muito parecidas e… a Bíblia, bem, passo. Você também poderia ler um pouco mais, quem sabe escreve RITLER com a grafia correta da próxima vez? Talvez eu deva mesmo me tornar uma pessoa mais humana, nesse ponto você pode estar certa. Sou meio insensível algumas vezes e frequentemente me falta compaixão. Me comparar com RITLER é um pouco de exagero, mas ainda assim, agradeço a importância que você deu à minha pessoa. A última frase eu prefiro não comentar porque não entendi muito bem (ECO?). Só quero dizer que julgamentos todos nós fazemos todos os dias, alguns de nós admitimos e outros somos hipócritas de ficar berrando por aí que só Deus pode julgar. E eu não acho que falar palavrões deponha contra a minha pessoa, muito pelo contrário. Quem precisa ficar escrevendo textos extremamente formais para ser levado a sério é que tem problemas.

PE PUANA LIOVANI

“Fico sempre espantada como ainda tem gente invejosa nesse mundo!!Meu Deus!!A Luana deve de ter alguma coisa muuuuuito especial mesmo, pois sempre tem mané perdendo tempo pra falar mal dela. Deve ser porque tem gente que não tem o que fazer ou não tem um pingo de amor proprio e auto estima muito baixa, gente que satisfaz suas incapacidades falando mal dos outros. Quanta inveja hein!
Com certeza esse meu comentario vai ser excluido né? mas já é de se esperar, pois pessoas assim costumam deixar só o que não presta mesmo. Que pena dá pessoas como vocês, em pessoas como a Luana que vive a vida dela numa boa e não vai deixar nunca de ser quem é só porque tem gente infeliz nesse mundão!!”

É, é tudo ENVEJA. Todos os seres humanos tem ENVEJA dela. No caso eu não perdi tempo falando mal dela, eu diverti meus leitores. Isto é entretenimento, não perda de tempo. E a julgar pelos comentários, eles deram boas risadas, especialmente a nossa Amiga Ex do Santoro, que deixou uma contribuição valiosa nos comentários. É uma troca, sabe? As pessoas se divertiram lendo e eu me diverti de montão lendo os comentários, em especial esse da ex. Rolei de rir. Nem sempre que alguém fala mal de outra pessoa é ENVEJA, muitas vezes a outra pessoa realmente é uma bosta e fez por merecer. Tanto é que não passo meus dias falando mal de subcelebridades aqui, é um quadro quinzenal. Seu comentário não foi excluído, já disse, não sendo picuinha, baixaria e ataque pessoal, a gente aceita. Agora mais do que nunca, porque vamos precisar de vários desses para fazer o novo quadro Fala Desfavor! Por favor, peço aos descompensados que não se acanhem e deixem seus recados raivosos aqui (cuidado com o IP, hein? Olha que eu processo… hahaha). Luana não vive a vida dela numa boa. Luana Isso É Comida Que Se Apresente Piovani, vive metida em confusões. Leia o texto e procure as polêmicas, uma a uma, no Google e você vai constatar que é verdade. Sendo uma pessoa pública, ela está exposta a isso, é inerente, vem no pacote. Veja bem, eu não estou escondida atrás de um arbusto vigiando a vida privada dela, estou apenas tecendo comentários ao que ela mesma tornou público. Quando eu quero trair alguém eu não o faço em uma PRAIA em plena luz do dia… Bom, por último, eu não tenho dúvidas que Luana nunca vai deixar de ser quem é, nesse ponto concordamos. E o tempo vai me dar mais razão do que já deu. Vamos ver quanto demora para a Luana destratar alguém novamente, se indispor com alguém novamente ou se meter em mais alguma confusão. Luana é a Susana Vieira de amanhã, e se falar isso pra ela, periga até dela sentir orgulho.

FD SOFRIMENTO ANIMAL

“Tenho certeza que a Sally é uma gordinha! Palpitar na dieta de gordinhos é como tentar tirar osso de cachorro.”

Sou, sou gorda sim. Beijos.

Para dizer que todas as pessoas que falaram mal de mim tem inveja, para dizer que quer que a gente publique os piores e-mails também e para deixar um scrap desaforado na tentativa de aparecer no próximo Fala Desfavor!: sally@desfavor.com