Pastafarianismo.

Certamente você conhece algo sobre as religiões mais populares do planeta: catolicismo, budismo, islamismo… Mas talvez não saiba muito sobre esta fascinante religião. Desconsiderada por muitos graças a sua temática… peculiar, mais do que uma religião, é uma poderosa fonte de reflexão. Desfavor Explica: Pastafarianismo.

Conhecida também como a Igreja do Monstro do Espaguete Voador ela é um mix das outras religiões com uma releitura que as expõe ao ridículo – e é justamente essa a intenção. Se você a achar ridícula, por simetria, também terá que achar outras religiões convencionais igualmente ridículas, coisa que nem sempre acontece.

A Igreja do Monstro do Espaguete Voador nasceu como uma forma de protesto contra a interferência da religião na ciência e expandiu de uma forma imprevista. Tudo começou com uma disciplina inserida no currículo de uma escola chamada “Designer Inteligente”. Seu objetivo era fazer um contraponto e ensinar aos alunos que a Teoria da Evolução não só não estava comprovada, como também não seria viável, pois muitos traços dos seres vivos atuais não poderiam ser fruto de evolução, só poderiam ser fruto de um “desenhista”, um ser mágico que os tenha criado. Irritante, não? Isso emputeceu um estudante de física chamado Bobby Henderson, que decidiu, em vez de reclamar, debochar. Um ser mágico desenhou tudo? Ok então. Ele sabia quem era e passou a defender que Ele seja estudado.

Já que fica a critério de cada dar uma alternativa para a Teoria da Evolução e outras opções seriam ensinadas, Bobby decidiu que também tinha uma teoria a contar. Enviou uma carta ao conselho educacional do seu estado pedindo o direito para expor sua teoria na mesma carga horária que foi dada ao “Desenho Inteligente”. O nome da sua religião? Igreja do Monstro do Espaguete Voador, uma religião que, assim como qualquer outra, se baseia no que é contado sem qualquer certeza de que seja verdade ou não, muitas vezes com passagens ridículas. Quando se está sob o discurso da liberdade religiosa e respeito de culto, é uma religião tão válida como qualquer outra.

A religião Pastafari, como é conhecida (uma sátira com os Rastafari), prega que o mundo foi criado pelo Monstro do Espaguete Voador, que é invisível aos humanos, onipotente e onipresente. Uma imagem estilizada de um simpático aglomerado de espaguete com olhos acompanhado de almondegas ilustra o Criador. Ele teria começado criando uma montanha, árvores e um anão. Criou o universo em quatro dias e depois descansou por três. No momento, ele nos observa à distância, mas um dia Ele voltará para punir todos os que não acreditam Nele. Os mais ignorantes podem não saber, mas de tempos em tempos ele intervém no mundo e em nossas vidas com seus apêndices macarrônicos, seja para ajudar, seja para nos trollar por diversão.

Quem não acredita no Monstro do Espaguete Voador nunca consegue alcançar a verdade, pois Ele testa a fé de todos e sacaneia quem não é seu seguidor. Um exemplo declarado pelo próprio Bobby é a forma como ele engana os cientistas sobre a idade de qualquer objeto, fazendo-o parecer mais velho do que realmente é no teste de medição de carbono: “O que nossos cientistas não percebem é que toda vez que eles fazem uma medição, o Monstro de Espaguete Voador estará lá mudando os resultados com seu Apêndice Macarrônico. Nós temos vários textos que descrevem detalhadamente como isso é possível e as razões por que Ele faz isso. Obviamente, Ele é invisível e pode passar através de matéria ordinária com facilidade.”

Mas nem só de te sacanear vive o Monstro do Espaguete Voador, ele também explica questões modernas. Piratas são sagrados em seu entendimento. O aquecimento global, por exemplo, bem como quaisquer outros desastres naturais, como terremoto, tornados e tsunamis seriam consequência direta da redução brusca do numero de piratas no mundo.

Piratas são tão importantes que nenhum adepto do Pastafarianismo perde O Jogo se estiver bebendo com Piratas (perdi!). Se você não sabe o que é “O Jogo” (perdi novamente, pqp), pergunte ao Somir para que ele perca também. Graças ao caráter sagrado dos piratas, seus adeptos devem tentar aumentar o numero de piratas no mundo, mesmo que seja se vestindo como um. Vários rituais pastafaris envolvem se vestir de pirata. Existe inclusive um dia específico do ano, dia 19 de setembro, o Dia de Falar com um Pirata.

O que foi? Está achando ridículo? Pois saiba que eles apresentam evidências! Veja este gráfico que comprova claramente que quanto menor o numero de piratas no mundo, maior o numero de desastres naturais! As evidências estão aí, montadas, prontas para serem ensinadas em qualquer escola que se proponha a tratar de religião em sala de aula. Não vai ensinar essa por qual motivo, se ensina tantas outras com a mesma incapacidade de provar se são verdade ou não?

dex-pastafarianismo-001

Como qualquer religião típica, a Igreja do Monstro do Macarrão Voador tem o céu e o inferno. O céu tem muita cerveja e strippers. O inferno também, mas a cerveja é sem álcool e as strippers tem doenças venéreas. Por isso, não se esqueça de orar as preces específicas dessa religião e terminar suas preces dizendo RAMEN, cerveja sem álcool ninguém merece.

Achou incoerente? Bom, ao menos ninguém engravidou virgem, né? Morto não voltou à vida. Sabe qual é a diferença dessa para as outras religiões? É que somos expostos desde pequenos às outras e por isso nos acostumamos com as mentiras, sentimos como algo comum, natural. Eu, que nunca foi exposta a religião, posso dizer que para mim catolicismo e pastafarianismo soam com o exato mesmo grau de absurdo.

Claro que algo tão engraçado e tão troll caiu no gosto de quem critica religião. Tem coisa melhor do que argumentar com humor? O Pastafarianismo não antagoniza nem confronta ninguém, ele apenas pede um lugar ao sol e isso é muito mais desmoralizante do que ataques diretos, pois não permite que as outras religiões se vitimizem.

O que era para ser uma brincadeira, foi se espalhando pelo mundo. Pelo visto, muita gente quer brincar. Desfavor ama o Monstro do Espaguete Voador. Ramen! E não somos só nós. Veja um entre muitos exemplos: cientistas da Universidade da Califórnia criaram bactérias transgênicas sensíveis à luz e, com um laser, fizeram nelas o primeiro desenho já registrado sobre bactérias: o Monstro Espaguete Voador.

Outro exemplo que ganhou o mundo foi o de Niko Alm. Em seu país, o uso de acessórios em fotos para documentos oficiais só é permitido por motivos religiosos. Pois Niko Alm decidiu fazer valer seus direitos ingressou com um pedido judicial pedindo autorização para fazer valer seus direitos. Depois de passar por um teste de sanidade mental foi permitido que ele tire a foto da sua carteira de motorista com um escorredor de macarrão na cabeça:

dex-pastafarianismo-002

Este caso abriu um precedente e, em vários países do mundo, pessoas tiram fotos para seus documentos oficiais usando um escorredor de macarrão na cabeça hoje. Tá certo, um dos princípios pastafari é divulgar a religião o máximo que você puder.

Não pense que eles debocham apenas do cristianismo. Sobra para todo mundo, até mesmo para o judaísmo. A Igreja do Monstro do Macarrão Voador tem os dez… Condimentos. O Monstro veio à terra e passou dez Condimentos para um pirata chamado Mosey. Infelizmente, quando Mosey descia da montanha tentando equilibrar as tábuas na mão, duas caíram e se perderam, então, os pastafari só tem conhecimento de oito dos dez condimentos.

Como deus tolerante e compassivo que é, o Monstro do Espaguete Voador não se porta de forma imperativa e arrogante. Ele começa os dez condimentos dizendo o que não deve ser feito ceducadamente, com um “Realmente preferiria que não…”. Os Oito Condimentos são sensacionais, sugiro que procurem saber mais sobre eles. Se gostar, pode ler mais no Evangelho do Monstro do Espaguete Voador, 192 duas páginas de sabedoria. Disponível em pdf, de graça. Leia também o Cânone perdido. Leia tudo, é tudo sensacional.

Recentemente, receberam autorização judicial para celebrar casamentos. Por qual motivo não poderiam? São uma religião tão válida como qualquer outra e tem seus preceitos tão provados como qualquer outra. Recomenda-se ir vestido de pirata ou com um escorredor de macarrão na cabeça, seja você noivo ou convidado.

Para aderir à religião pastafari é muito simples, não precisa de nenhum ritual nem de pagamento. Ela inclusive aceita coexistir com outras religiões de boa. Basta estudar sobre a religião, querer fazer parte dela e fazer sua parte para divulga-la. Muita gente vem trabalhando nisso, como por exemplo o político americano Christopher Schaeffer, que usou o escorredor de macarrão na cabeça ao ser empossado:

dex-pastafarianismo-003

O Monstro do Espaguete Voador gosta que você o divulgue, não tenha medo, isso será bem visto e recompensado. Além disso, se você não for um pastafari, nunca conseguirá ver algumas verdades e depois de morrer vai para um lugar horrível cheio de cerveja sem álcool e strippers com DST. Pensa bem, vai que ele existe…

Aproveite, os feriados dessa religião são realmente tentadores. Toda sexta-feira é um dia sabático, onde é recomendado beber cerveja e relaxar. Tem o Ramendã, onde só se pode comer pasta depois do anoitecer, a Pastua, onde além de comer massa também se vestem de piratas e trocam de tapa-olho e outros, quase sempre envolvendo macarrão, piratas e cerveja.

Além disso, sem o Monstro do Espaguete Voador, você nada sabe, será eternamente enganado e nunca conseguirá ver a verdade. Os fósseis de dinossauros, por exemplo, são uma mentira. Dinossauros nunca existiram, eles foram plantados ali para enganar a humanidade. Na verdade, todas as evidências que supostamente comprovariam a evolução foram criadas pelo Monstro do Espaguete Voador por pura diversão. É, não tem jeito, só Ele te leva à verdade.

Se, além de aderir, você quiser virar Ministro, pode. Basta providenciar sua ordenação aqui.

E se quiser saber mais sobre esta religião fascinante, TÃO VÁLIDA COMO QUALQUER OUTRA, recomendamos o site oficial, destaque para o “Hate Mail”.

Você duvida de que, se essa fosse a religião vigente, majoritária e tivesse sido ensinada a todos desde pequenos como algo natural e verdadeiro, ninguém estranharia ou questionaria o Monstro do Espaguete Voador? Eu tenho certeza que o estranhamento não vem de inteligência ou racionalidade e sim da ausência de familiaridade. Se você achou ridículo mas segue cristianismo, espiritismo, judaísmo ou outros “ismos”, desculpe, mas o ridículo é você. Ridículo e cego.

Para dizer que vai trabalhar amanhã com um escorredor de macarrão na cabeça, para dizer que faz mais sentido do que abrir o mar ao meio para o povo passar ou ainda para dizer que nunca mais olhará da mesma forma para uma macarronada: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

O que você achou?

Loading spinner

Etiquetas: ,

Comments (27)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: