Mensagens subliminares.

Mensagens subliminares são aquelas que não são percebidas de forma consciente pelos nossos sentidos, mas são compreendidas pelo nosso cérebro, de forma inconsciente. Basicamente, a informação entra, sem que você perceba que ela entra, e te influencia de alguma forma.

Todos os dias recebemos mais sinais e informações do que imaginamos. Só percebemos alguns deles. Outros, por serem apresentados de forma sutil, entram em nossas mentes sem que percebamos. Assustador, porém real.

O estudo mais famoso sobre Mensagens Subliminares foi realizado na década de 50, pelo publicitário americano Jim Vicary, durante sessões de um filme chamado “Férias de amor”, nos cinemas.

O filme era projetado ao público em uma velocidade que permitia que o cérebro entendesse e decodificasse de forma consciente o que estava acontecendo (papo técnico: 24 quadros por segundo). Só que, no meio do filme, foram inseridas imagens que passavam a uma velocidade tão rápida que o cérebro não era capaz de compreender conscientemente (papo técnico: 3 mil quadros por segundo), mas recebia a mensagem. Isso foi feito na intenção de observar como o público reagia a elas.

O conteúdo das imagens? Frases que davam comandos ao público: “Beba Coca-Cola” ou “Coma pipoca”. Graças à velocidade em que eram projetadas, essas frases não eram percebidas de forma consciente pelo público, mas eram percebidas de forma inconsciente.

O resultado foi surpreendente: nas sessões onde essas mensagens subliminares eram exibidas, a venda de Coca-Cola aumentou 58% e a venda de pipoca aumentou 18%. Outros experimentos foram realizados depois deste e em todos os resultados apontavam para o mesmo caminho: é possível passar uma mensagem para o inconsciente de uma pessoa sem que seu consciente perceba.

Para piorar as coisas, Mensagens Subliminares foram usadas até em desenhos animados. Se você está pensando em uma fumaça que escreve a palavra “sex” ou em outras teorias da conspiração, esqueça. Passaralhos escondidos não são Mensagens Subliminares, são trollagem de estagiário mal pago. Mensagens Subliminares geralmente tem uma intenção clara: mandar fazer algo que é do interesse do mandante, geralmente visando lucro.

Um exemplo claro pode ser visto no desenho “The Wise Quaking Duck”: Patolino gira uma estátua e, por uma fração de segundos, aparece a frase “compre títulos” (“buy bonds”). Era uma tentativa de influenciar as pessoas a comprarem títulos públicos para financiar a campanha dos EUA na Segunda Guerra Mundial.

Para tirar a dúvida sobre a eficácia das mensagens subliminares, experimentos controlados, em laboratório, também foram executados. Só para citar um exemplo, um experimento conduzido por um grupo de psicólogos holandeses provou que é possível influenciar pessoas a escolher determinada marca usando apenas mensagens subliminares.

Voluntários foram divididos em dois grupos: um foi exposto às mensagens subliminares e o outro não. No experimento dos que foram expostos, os voluntários eram colocados diante de um computador onde liam instruções sobre a pesquisa, enquanto eram servidos alimentos que causavam sede.

No meio das instruções, apareciam por diversas vezes imagens de uma marca de chá gelado por 23 milésimos de segundo, rápido demais para que eles pudessem decodificar a imagem conscientemente. Depois de serem expostos a esses flashes de imagens, na hora de escolher a bebida, 82% dos voluntários escolheu a marca que foi mostrada na tela do computador, mesmo tendo zero consciência de terem visto essa imagem. Já no grupo que foi exposto a mensagens subliminares aleatórias (fotos de cachorrinhos, por exemplo), apenas 20% escolheram aquela marca de bebida.

Muitos experimentos já foram realizados e todos levam à mesma conclusão: de alguma forma a mensagem subliminar entra na mente humana, mesmo que a pessoa não perceba, e a influencia. Por exemplo, ao mostrar certa imagem de forma subliminar a voluntários e depois pedir que desenhem a primeira coisa que lhes vinha à mente, a maioria desenhava a imagem a que haviam sido expostos. Em outro experimento, ao mostrar sempre a mesma imagem subliminar a voluntários antes de dormir, foi constatado que a maioria teve sonhos relacionados a ela.

É, no mínimo, preocupante que a mente das pessoas possa ser controlada ou manipulada dessa forma imperceptível. Por isso, quando a prática foi se popularizando, veio a lei para tentar regulá-la. No Brasil é expressamente proibido pelo Código de Defesa do Consumidor, não apenas propagandas subliminares, mas qualquer propaganda dúbia. É preciso, segundo a lei, que a propaganda seja veiculada de tal forma que o consumidor “fácil e imediatamente a identifique como tal”. Na maior parte dos países, esse tipo de manipulação subliminar não é permitido.

Mas, se a gente pensar direitinho, podemos perceber que há mensagens subliminares sendo passadas de forma descarada ao grande público: o sujeito que dirige o carro objeto do comercial sempre está acompanhado por uma bela mulher, a pessoa que usa a margarina tal tem uma família linda e perfeita, a mulher que usa tal creme é bonita e desejada pelos homens. Talvez você perceba a manipulação, mas a população média não. Apenas entra na cabeça deles uma associação entre aquele produto e algo positivo.

A grande nota de corte é: o consumidor tem a clareza de que está vendo um anúncio. Seu consciente está tendo acesso a essa informação. É possível manipular o consumidor mesmo se atendo ao plano consciente? Sim. Mas se convencionou estabelecer a fronteira aí: se você não está consciente de que está sendo exposto a um anúncio ou a uma propaganda que te induz a algo, é ilegal.

Mas aí eu te pergunto: quem fiscaliza? Como fiscaliza? Será que todo o conteúdo ao qual somos expostos passa por um filtro onde se analisa cada frame para verificar se não existe uma mensagem subliminar? Será que redes sociais, de tempos em tempo, não fazem isso sem que ninguém perceba? Talvez muitos de nós estejamos sendo expostos sem saber. Estamos expostos a um mundo de informação abundante em uma terra de ninguém chamada “internet”. É bem possível que esteja acontecendo.

Obviamente eu não fui a única pessoa que se perguntou isso e, com essa dúvida, surgiram muitas teorias da conspiração de pessoas que se sentem muito especiais por terem “descoberto” mensagens subliminares que, na maior parte das vezes, nem estão lá. Por isso, é fundamental manter os pés no chão: o recurso existe e tudo indica que de alguma forma ele influencia humanos, mas nem tudo que te falem em matéria de mensagem subliminar é verdade, tem muito lunático inventando ou vendo coisas.

Outro ponto importante: nem sempre as Mensagens Subliminares são usadas para manipular pessoas.

Em alguns casos, podem ser um recurso artístico, como por exemplo no filme “Clube da Luta”. Talvez você não tenha reparado (e a intenção era essa), mas em algumas cenas iniciais o personagem de Brad Pitt (Tyler) aparece (em flashes rápidos demais para serem percebidos de forma consciente) ao lado do personagem de Edward Norton. A intenção foi deixar uma pista sutil, mostrando que Tyler já fazia parte da mente do protagonista mesmo antes de aparecer na história.

Mensagens subliminares também podem ser enfiadas em nossas mentes por outras formas, como por exemplo a audição. Ninguém duvida que sons perceptíveis nos afetam: tente ver um filme de terror sem som e veja o quanto da tensão se perde sem aquela música que coloca seus nervos em alerta. Quando os sons são imperceptíveis, a experiência pode ser ainda mais assustadora, afinal, gera um mal-estar vindo sabe-se lá de onde, que facilmente pode ser atribuído a algo sobrenatural.

No filme “O Exorcista”, por exemplo, foram utilizados diversos sons perturbadores em frequências imperceptíveis. São ruídos como zunidos de abelhas e gritos de porcos durante o abate e outros sons horripilantes, inseridos até em cenas de silêncio total. A técnica rendeu ao filme o Oscar de Melhor Efeito Sonoro. Você se sentiu inquieto, incomodado ou especialmente perturbado em determinadas cenas? É possível que esses sons subliminares sejam os responsáveis e tenham te afetado sem que você sequer perceba.

Acreditem, também existem odores subliminares. Odores que são imperceptíveis para nosso consciente podem sim ser sentidos e causar efeitos no inconsciente. Inclusive há quem aposte que boa parte do comportamento sexual dos humanos esteja ligado ao odor de feromônios, imperceptíveis para nosso consciente, mas que seriam determinantes para que uma pessoa se sinta atraída pela outra.

Existem infinitas formas de manipular um ser humanos apelando para seus sentidos de forma que seu consciente sequer compreenda que está sendo passada uma mensagem. Para a maioria, isso é algo nocivo, mas tudo depende do uso que se dá.

Há quem sugira o uso “do bem” para mensagens subliminares, como por exemplo, para ajudar a parar de fumar. É ético submeter uma pessoa a mensagens subliminares para ajudá-la? Eu não tenho essa resposta, deixo a critério de vocês.

Para dizer que a melhor mensagem subliminar é aquele “Jequiti” que aparece piscando na tela do SBT, para dizer que deve ter uma mensagem subliminar de “aglomere-se” na TV brasileira ou ainda para dizer que vai sussurrar “casamento” no ouvido do seu namorado quando ele estiver dormindo: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

O que você achou?

Loading spinner

Desfavores relacionados:

Etiquetas: ,

Comments (8)

  • A Sally citou feromônios como exemplo de “odores subliminares” no final do texto e me lembrei de já ter visto por aí diversos anúncios de perfumes masculinos destinados aos pega-ninguém que já estão desesperados por estarem na seca há tanto tempo. Esses perfumes supostamente teriam em sua composição os tais feromônios que fariam qualquer homem ser “irresistível para as mulheres”. É de se imaginar que isso não passe de golpe de marketing e de armadilha para incautos, claro.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Cheeta rejeicão

    “Para dizer que a melhor mensagem subliminar é aquele “Jequiti” que aparece piscando na tela do SBT, para dizer que deve ter uma mensagem subliminar de “aglomere-se” na TV brasileira”

    Hahahahahaha, excelente! O melhor ficou pro final!

    O que você achou?

    Loading spinner

  • A avó das minhas amiguinhas, Dona Laura, tinha uma mensagem nada subliminar – na hora de dormir ela ia ao quarto delas e após desejar boa noite, dizia: “Não pensa no diabo que ele aparece!” E trancava a porta. Por fora.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Pode ser usado a nosso favor. Através de áudios subliminares, que alguns chamam de biokinesis, me curei da fobia social, de transtorno alimentar e mudei meu horário biológico de vespertino pra matutino. Aprendi a fazer os meus áudios, mas tem empresas que vendem. Isso é muito útil.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Sally, há muitos anos, eu já tinha lido sobre esse experimento do Jim Vicary para aumentar as vendas de Coca-Cola e pipocas e, de início, pensava que mensagem subliminar fosse só isso. Só bem depois é que fui vendo até onde a coisa toda poderia chegar. E, como você disse, mensagem subliminar é na verdade algo bem mais sutil do que supõe a turminha do chapéu de alumínio: até mesmo dentro das publicidades “legais”, que se mostram explicitamente como tal, ainda se escondem conteúdos que “mandam” as pessoas fazerem alguma coisa e que praticamente ninguém percebe.

    Uma coisa que você não mencionou são as mensagens subliminares presentes em alguns logotipos famosos, que nem sempre tem um “propósito maligno oculto” e podem ser apenas mais uma “camada” de informação sobre os valores e/ou a missão de uma empresa, ainda que passem despercebidas para parte de seu público-alvo. De bate-pronto, posso citar dois exemplos que têm a ver com setas. Com as três imagens que coloquei nos links aí embaixo fica fácil perceber:

    1 – no logo da FedEx (Federal Express) há o contorno de uma seta sugerida entre as letras “E” e “X”, destacado neste comparativo:
    https://cdn.shopify.com/s/files/1/1095/6418/files/fedex-hidden-arrow_large.png?v=1511198527

    2 – o logo da Amazon: as curvas alaranjadas nas outras duas imagens lembram uma “correção” feita a caneta em algo que já estava impresso. E, além de “ligarem” o “A” ao “Z”, significando que a variedade de produtos da loja abarca de “A” a “Z”, essas linhas também formam uma “boquinha sorrindo”, com direito até a uma “covinha” no canto:
    Logo completo:
    https://i.insider.com/539f3ffbecad044276726c01?width=1000&format=jpeg&auto=webp

    Boquinha sorrindo com covinha:
    https://previews.123rf.com/images/koblizeek/koblizeek1811/koblizeek181100003/111203231-amazon-shopping-logo-icon-arrow-symbol-vector-illustration-.jpg

    Ah, e para finalizar, eis aí a imagem do desenho do Patolino citado no texto em que a mensagem “Buy Bonds” aparece:

    http://www.centrosangiorgio.com/subliminale/articoli/immagini/buy_bonds.jpg

    O que você achou?

    Loading spinner

Deixe um comentário para W.O.J. Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: